04 Coaching

Click here to load reader

  • date post

    02-Apr-2018
  • Category

    Documents

  • view

    219
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of 04 Coaching

  • 7/27/2019 04 Coaching

    1/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    PROGRAMA DE EDUCAO CONTINUADA A DISTNCIAPortal Educao

    CURSO DE

    COACHING

    Aluno:

    EaD - Educao a Distncia Portal Educao

  • 7/27/2019 04 Coaching

    2/50

  • 7/27/2019 04 Coaching

    3/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    87

    MDULO IV

    Os problemas significantes que confrontamos no podem ser resolvidos no

    mesmo nvel de pensamento no qual estvamos quando eles foram criados.

    (Albert Einstein)

    13 COLOCANDO EM PRTICA O COACHINGEXECUTIVO

    13.1 O PROCESSO DE COACHING

    Neste captulo, se estar apresentando como se desenvolve o coach,

    metodologicamente. Aps se analisar diferentes modelos, adotados

    contemporaneamente, chega-se ao direcionamento da prtica valorizando o

    processo, e possibilitando assim, com que essa prtica alcance os objetivos a que

    se prope. O Mdulo est dividido em quatro partes, as quais se referem a cada

    etapa do processo de coaching.

    13.2 O PROCESSO DE COACHING 1 Etapa

    1- Estabelecendo uma relao de confiana

    Para que o lder alcance a excelncia e o verdadeiro processo de coaching,

    o passo inicial deve focar na investigao da realidade, ou seja, qual ser o ponto de

    partida da atuao dele enquanto profissional. Saber qual a distncia entre o hoje e

    o futuro e as principais etapas que devero ser criadas para conquistarem as metas.

    Dentro desse quadro inicial, formam-se algumas perguntas essenciais como, por

    exemplo: Quem a pessoa que eu lidero e aonde ela quer chegar? Quais so as

    suas potencialidades e o que ainda precisa ser desenvolvido para que conquiste o

    esperado?

  • 7/27/2019 04 Coaching

    4/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    88

    O jogo sutil entre o real e o ideal o caminho que ir guiar a interveno do

    lder. Porm torna-se importante reconhecer se o ideal est de acordo com as

    potencialidades e possibilidades do liderado e da organizao como um todo. Muitasvezes as pessoas ou organizaes estipulam um ideal e consideram que apenas o

    simples fato de estar desejando essa conquista, dar a certeza de que ir ocorrer,

    sem que seja necessrio investimento ou novos aprendizados para alcanar essa

    vitria. Entretanto, as conquistas no so simples, no ocorrem da noite para o dia,

    no existem sem o desenvolvimento, investimento e novos aprendizados. E o desejo

    do alcance do ideal est vinculado velocidade mxima para chegar nesse objetivo.

    Certamente demorar mais do que o esperado e isso poder frustrar a equipe como

    um todo. O processo de coachingexige planejamento, entendimento do ponto de

    partida e uma viso clara do caminho e do ponto de chegada.

    O papel do coach criar condies para o cliente sentir-se seguro e

    vontade durante a escuta. O coach dever fazer isso com naturalidade; qualquer

    tentativa de manipulao colocar em xeque a confiana que se deseja criar.

    Confiando no coach, a pessoa aproveita ao mximo toda oportunidade de

    aprendizagem disponvel no processo (ANDERSON, 2001).

    Conforme explica Arajo (1999), o coach deve aproveitar o processo na

    mesma medida que o cliente. Se esse crescer, sinal de que o coach est

    crescendo tambm.

    A interao que o coach firma com o cliente a base da existncia do

    desenvolvimento. A maneira como o coach entende sua prtica profissional ir

    determinar profundamente a maneira de se relacionar com a sua misso. Existe uma

    possibilidade negativa do lder-coach entender sua misso baseado no coaching

    como tarefa e, conforme a prpria nomenclatura ensina, sendo tarefa exige a

    mxima agilidade e eficincia, o que poder determinar o que ele almeje finalizar o

    dilogo com seu cliente no menor tempo possvel para que as aes logo se

    finalizem e mais um processo alcance seu propsito. O perigo tornar esse

    processo totalmente automtico, diminuindo a interao entre lder e liderado.

    A aliana, sendo entendida como conexo e vnculo, desperta no cliente a

    certeza de estar sendo apoiado. O apoio extremamente importante nesse

    processo, pois independentemente da competncia que se estiver abordando, ocliente ir se deparar com suas vulnerabilidades, inseguranas, senso de

  • 7/27/2019 04 Coaching

    5/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    89

    inadequao e necessidades de mudanas. Esse processo de aprendizado gera

    grande ansiedade, e em muitos casos, at irritabilidade, pois retira o liderado da

    zona de conforto para alcanar novas conquistas, sem a garantia de que essas virorapidamente.

    O significado do aprendizado est ligado coragem para renovar as

    crenas, hbitos e modelos mentais. Essa situao intensifica a sensao de

    incerteza e existe uma fora propulsora quando o ser humano tem algum ao seu

    lado que auxilia a se manter no foco, valoriza seus progressos e permanece em uma

    busca contnua pelo desafio. Ser visto e valorizado diante de cada pequena

    conquista a necessidade bsica do ser humano. Esse um dos papis

    fundamentais do coach, fortalecer essa conexo pessoal entre ele e seu cliente.

    Para estabelecer a confiana, o coach deve exercer uma autoavaliao

    crtica para verificar seu grau de confiabilidade e disponibilidade para o outro.

    Algumas dicas so importantes para que a pessoa possa se avaliar como sendo um

    bom ldercoach, entre elas:

    * Refletir se voc confiaria em si mesmo para ser seu prprio coach pode ser

    um bom incio. Mas importante avaliar se a imagem que voc passa para as

    pessoas de algum que confivel, seguro e que oferece apoio.

    Voc confivel?

    Voc sabe escutar?

  • 7/27/2019 04 Coaching

    6/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    90

    *A escuta perpassa vrios mbitos, como por exemplo, escutar a histria de simesmo, escutar sem julgar, escutar seu modelo mental para se conhecer,

    escutar as qualidades do outro, ou suas necessidades, escutar com

    sensibilidade.

    13.2.1 Coaching: Uma relao de confiana, Abertura e Responsabilidade

    FIGURA 14

    FONTE: Disponvel em: . Acesso em: 15 mar. 2012.

    Pela prpria natureza, a relao entre coach e cliente requer muita

    confiana. Torna-se necessrio que ocorra um constante feedback entre ambos,

    facilitando, dessa forma, a compreenso mtua dos valores e a troca de

    experincias. Conforme sugere Arajo, essa prtica de abertura central em coaching

    cria confiana e abre espao para o mais alto padro de desempenho.

    Sem este momento de abertura, o coach no tem informaes realistas e

    fidedignas para assessorar o cliente. Dessa forma, sua contribuio fica nula se

    calcada em impresses obtidas por meio de outras pessoas, alm de dar ao cliente

    um ar de fofoca.

  • 7/27/2019 04 Coaching

    7/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    91

    O papel do coach o de incentivar o cliente a analisar todos os indicadores

    de desempenho que a experincia proporciona e a compreender a situao sob

    novas perspectivas. Com seu feedback, o cliente amplia a conscincia e fortalece aautoestima.

    Sugere Arajo que o primeiro passo para estabelecer uma relao dessa

    natureza a autoconscincia. Coaches que no esto conscientes podem exercer

    influncia negativa sobre o cliente. O segundo passo conhecer as pessoas, como

    elas funcionam, o que pensam e sentem em relao a si mesmas e aos outros,

    equipe e organizao. Conhecer bem os outros aumenta a competncia para

    relacionar-se.

    Coaching tambm aprender a desaprender. Se no pudermos

    desaprender, dificilmente seremos bons coaches ou clientes, pois a maior

    contribuio desse processo possibilitar um novo nvel de conscincia e

    desempenho aos envolvidos.

    Para se entender a relao do sujeito com os outros, preciso ampliar a

    compreenso sobre a dinmica das relaes humanas. Seguem as trs dimenses

    comportamentais e os sentimentos correspondentes a cada uma delas:

    a) Incluso

    a quantidade de contato, quando convido as pessoas para participar de

    atividades comigo. o primeiro passo para eu conhecer o outro. A essa dimenso

    correspondem os sentimentos de importncia, devido ao grau de ateno que

    damos um ao outro.

    b) Controle

    a dimenso que explica como exercemos poder sobre as pessoas.

    Existem trs estratgias de poder: o controle direto, a influncia e assumir

    responsabilidades. Cada uma delas apropriada ao contexto e ao estgio de

    maturidade das pessoas envolvidas.

    c) Abertura

  • 7/27/2019 04 Coaching

    8/50

    AN02FREV001/REV 4.0

    92

    Caracteriza o amadurecimento da relao. quando revelamos um ao outro

    os nossos pensamentos e sentimentos verdadeiros. Os sentimentoscorrespondentes aqui so os de apreo e confiana.

    Teoria Tridimensional das Relaes Humanas

    Agora, apresenta-se como o coachingse estabelece em cada um desses

    momentos:

    a) Incluso

    Coachingno conselho ou inspirao. transpirao, trabalho contnuo.

    uma relao em que ambos, coach e cliente, assumem um papel ativo, de grande

    participao. Para que algum me assessore, preciso que eu reconhea como

    coach, que se aceite a sua participao e o inclua como algum importante para si;

    caso contrrio, reagir a ele como intruso.

    A partir do momento em que o coach dedica ateno e inclui o cliente nas

    suas prioridades, este se sente importante para ele. Caso contrrio, o cliente pode

    sentir-se abandonado e inseguro. Muitas pessoas, ao assumir o papel de coach, no

    atribuem incluso a devida importncia e queimam essa etapa sem a qual o

    processo no avana.

    b) Controle

    Essa uma dimenso extremamente forte no processo d