1 Inventrio Nacional de Emissµes Atmosf©ricas por Ve­culos

Click here to load reader

download 1 Inventrio Nacional de Emissµes Atmosf©ricas por Ve­culos

of 114

  • date post

    07-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    219
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of 1 Inventrio Nacional de Emissµes Atmosf©ricas por Ve­culos

  • Ministrio do Meio AmbienteSecretaria de Mudanas Climticas e Qualidade AmbientalDepartamento de Mudanas ClimticasGerncia de Qualidade do Ar

    1INVENTRIO NACIONAL DE EMISSES ATMOSFRICAS POR VECULOS AUTOMOTORES RODOVIRIOS

    Relatrio Final

  • Ministrio do Meio AmbienteSecretaria de Mudanas Climticas e Qualidade AmbientalDepartamento de Mudanas ClimticasGerncia de Qualidade do Ar

    1INVENTRIO NACIONAL DE EMISSES ATMOSFRICAS POR VECULOS AUTOMOTORES RODOVIRIOS

    Relatrio Final

  • Presidente da RepblicaDilma Rousseff

    Ministrio do Meio AmbienteMinistra Izabella Teixeira

    Secretria de Mudanas Climticas e Qualidade AmbientalBranca Bastos Americano

    Diretora de Mudanas ClimticasThas Linhares Juvenal

    Gerente de Qualidade do ArRudolf Noronha

    IBAMAPresidente Substituto Amrico Ribeiro TunesDiretor de Qualidade Ambiental Fernando da Costa Marques

    ANP Agncia Nacional do Petrleo, Gs Natural e BiocombustveisDiretor geral Haroldo Borges Rodrigues LimaDiretor Allan Kardec DuailibeSuperintendente de Biocombustveis e de Qualidade do Ar Rosangela Moreira de ArajoDiretora Magda Maria de Regina ChambriardCoordenadora de Meio Ambiente Lcia Maria de Arajo L. Gaudncio

    ANTT Agncia Nacional de Transportes TerrestresDiretor geral Bernardo FigueiredoSuperintendente de Estudos e Pesquisas Fernando Regis dos Reis

    CETESB Companhia Ambiental do Estado de So PauloPresidente Fernando ReiDiretora de Tecnologia, Qualidade e Avaliao Ambiental Ana Cristina Pasini da Costa

    PETROBRAS Petrleo Brasileiro S/APresidente Jos Sergio GabrielliDiretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa

    ANFAVEA Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos AutomotoresPresidente Cledorvino Belini

  • IEMA Instituto de Energia e Meio AmbienteDiretor presidente Andr Luis Ferreira Grupo de Trabalho institudo pela Portaria Ministerial n 336, de 22 de setembro de 2009

    MMA Rudolf Noronha, Joo Bosco Dias, Lorenza Alberici da Silva

    IBAMA Paulo Macedo, Flvia Lemos Xavier

    ANP Edson Montez, Rita de Cssia Pereira, Thiago Karashima, Cristina Nascimento, Jackson Albuquerque

    ANTT Fernando Regis dos Reis, Roberto Vaz da Silva, Janice Cabs

    CETESB Carlos Lacava, Vanderlei Borsari, Renato Linke, Olimpio de Melo lvares Junior

    PETROBRAS Milton Vasconcellos de Lacerda, Sergio Guillermo H. Rodrguez, Pedro C. Vicentini, Nelson da Silva Alves

    ANFAVEA Henry Joseph, Mrio Luz Teixeira

    IEMA Andr Luis Ferreira, Carmen Araujo, David Shiling Tsai, Kamyla Borges da Cunha, Ana Carolina Alfinito Vieira, Ademilson Zamboni

    Acordo de Cooperao Tcnica MMA/IEMA Coordenao Ademilson Zamboni

    ColaboradoraCludia Carvalho (Ministrio das Cidades DENATRAN)

    Janeiro de 2011

  • Apresentao

    O 1 Inventrio Nacional de Emis-ses Atmosfricas por Veculos Automotores Rodovirios repre-senta um subsdio valioso para a atuao do poder pblico e da prpria sociedade no planejamento, implantao e acompanhamento de polticas voltadas melhoria da qualidade am-biental e mitigao das mudanas climticas. Tra-ta-se de um instrumento que, ao definir uma me-todologia de referncia nacional, restaura a misso institucional contnua de cumprir as demandas do principal marco normativo da gesto da qualidade do ar no pas, o Programa Nacional de Controle da Qualidade do Ar (PRONAR), institudo pela Resolu-o CONAMA n 5 de 1989 que pressupe, entre outros, a implantao do Programa Nacional de In-ventrios de Fontes Poluidoras do Ar.

    O presente documento apresenta as emisses de 1980 a 2009 e as projees at 2020 dos poluentes regulamentados pelos programas PROCONVE e PRO-MOT: monxido de carbono (CO), xidos de nitrog-nio (NOx), hidrocarbonetos no-metano (NMHC), al-dedos (RCHO) e material particulado (MP); alm dos gases de efeito estufa, dixido de carbono (CO2) e metano (CH4). O Inventrio permite ainda, conhecer as contribuies relativas das frotas de automveis, veculos comerciais leves, nibus, caminhes e mo-tocicletas nas emisses; e como as diferentes fases dos programas responsveis desde 1986 pela intro-

    duo de combustveis de melhor qualidade e tecno-logias automotivas mais avanadas influenciaram, e ainda podero influenciar as emisses.

    Como instrumento de gesto ambiental, a elaborao do Inventrio Nacional , portanto, uma iniciativa que extrapola em muito a compilao de informaes geradas por diferentes instituies p-blicas e privadas, permitindo que, entre seus inme-ros usos, contribua para a definio de novos limites de emisso, para a melhoria da qualidade dos com-bustveis, ou sirva de subsdio a programas de efi-cincia energtica. Quando detalhado para a escala local, constitui informao valiosa tambm para au-xiliar na avaliao do impacto das emisses sobre a sade humana e para o planejamento, a elaborao e a avaliao dos Planos de Controle de Poluio por Veculos em Uso (PCPV).

    Conceber e executar esse estudo, em espe-cial sua proposta metodolgica, s se fez vivel em um ambiente de cooperao tcnica entre diferen-tes setores e parceiros, pois impunha-se ao Minis-trio do Meio Ambiente o desafio de lidar com uma base de informaes oficiais institucionalmente fragmentada, e por vezes incompleta ou inadequa-da para esse propsito.

    Assim, a Portaria Ministerial do Ministrio do Meio Ambiente n 336, de 22 de setembro de 2009, instituiu o Grupo de Trabalho (GT) composto, alm do Ministrio do Meio Ambiente (MMA), pelas se-

    IV | Apresentao

  • guintes instituies: Instituto Brasileiro do Meio Am-biente e dos Recursos Naturais Renovveis (IBAMA), Agncia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agncia Nacional do Petrleo, Gs Natural e Biocom-bustveis (ANP), Companhia Ambiental do Estado de So Paulo (CETESB), Associao Nacional dos Fabri-cantes de Veculos Automotores (ANFAVEA), Petr-leo Brasileiro S/A (Petrobras) e Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA).

    A esse grupo foi atribuda, sendo cumprida com sucesso, a tarefa de definir todo o escopo con-ceitual e metodolgico do trabalho, identificar as melhores fontes de informao disponveis, aferir a qualidade dos dados hoje existentes e os que devem ser gerados, e indicar os estudos necessrios para o aperfeioamento de suas prximas edies.

    Em face dos desafios ainda existentes, o GT seguir sua atuao em duas linhas inter-relacio-nadas: (i) estudos que contribuam para a gerao e apropriao de informaes e dados de melhor qualidade e (ii) apoio elaborao de inventrios locais e regionais.

    So muitas as lies apreendidas a partir desta iniciativa que congrega Governo, empresas e sociedade, sendo provavelmente a lio mais re-levante, a de que imprescindvel tornar pblica uma informao que, na sua origem, j diz respeito aos direitos bsicos dos cidados consumidores de bens e servios de transportes de cargas e passa-

    geiros. A mesma informao tambm preciosa para a tomada de decises do setor pblico e pri-vado em questes ambientais, tecnolgicas e at mesmo de sade.

    Adicionalmente, tambm se constitui em uma lio importante, a necessidade de estabelecer es-truturas tcnicas e arranjos institucionais e norma-tivos slidos, que deem fluidez a essa atividade em patamares cada vez mais qualificados, seja do ponto da relao entre instituies, da internalizao de seus resultados para a formulao de polticas p-blicas e das formas de comunicao com todos os segmentos da sociedade.

    Ao apresentar esse Relatrio Final que traz o 1 Inventrio Nacional de Emisses Atmosf-ricas por Veculos Automotores Rodovirios, o Ministrio do Meio Ambiente reafirma sua proati-vidade na aproximao entre governos, setores e uma sociedade cada vez mais atenta garantia de seu direito pleno informao ambiental de quali-dade. Segue tambm no cumprimento de compro-missos firmados para melhoria da qualidade do ar, procurando corrigir, assim, assimetrias temticas na poltica ambiental brasileira.

    Ministrio do Meio Ambiente

    V | Apresentao

  • Lista de tabelas

    Tabela 1: Poluentes considerados no Inventrio..............................................................................................20

    Tabela 2: Categorizao da frota de veculos....................................................................................................23

    Tabela 3: Fatores de emisses evaporativa de automveis e veculos comerciais leves movidos gasolina C e a etanol hidratado...............................................................................................................................................32

    Tabela 4: Razes CH4/THCescap para a decomposio de THCescap em CH4 e NMHCescap......................................33

    Tabela 5: Fatores de emisso de escapamento zero km de CO, NOx, RCHO, NMHC, CH4 e MP para automveis e veculos comerciais leves movidos a gasolina C e a etanol hidratado, em g/km...........................................34

    Tabela 6: Fatores de emisso de CO2................................................................................................................35

    Tabela 7: Fatores de emisso de CO, NOx, RCHO, NMHC e CH4 para veculos movidos a GNV:, em g/km..........35

    Tabela 8: Incremento mdio de emisses por acmulo de rodagem, em g/80.000km...................................36

    Tabela 9: Fontes de informao para os fatores de emisso de automveis e veculos comerciais leves movidos gasolina C e a etanol hidratado......................................................................................................................36

    Tabela 10: Fatores de emisso de CO, NOx, NMHC, CH4 e MP para motocicletas, em g/km.............................37

    Tabela 11: Fatores de emisso de CO, NMHC, NOx e MP para motores Diesel por fase do PROCONVE, em gpoluente/kWh......................................................................................................................................................38

    Tabela 12: Consumo especfico de comb