23CICLO EMRC

of 34 /34
E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010 1/34 E.B. 2.3 da Galiza Disciplina de Educação Moral R. C. Ano lectivo: 2009/2010 PLANIFICAÇÕES ANUAIS: - 5º Ano de escolaridade - 6º Ano de escolaridade - 7º Ano de escolaridade - 8º Ano de escolaridade - 9º Ano de escolaridade

Embed Size (px)

Transcript of 23CICLO EMRC

E.B. 2.3 da Galiza Disciplina de Educao Moral R. C.Ano lectivo: 2009/2010

PLANIFICAES ANUAIS: - 5 Ano de escolaridade - 6 Ano de escolaridade - 7 Ano de escolaridade - 8 Ano de escolaridade - 9 Ano de escolaridade

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

1/34

ndice: Planificao Anual 5 ano de escolaridade (de acordo com o novo programa) Unidade Lectiva 1: viver juntos Unidade Lectiva 2: gua, fonte de vida Unidade Lectiva 3: Jesus, um Homem para os outros Unidade Lectiva 4: Promover a Concrdia Unidade Lectiva 5: A fraternidade Planificao Anual 6 ano de escolaridade Mdulo 1: Uma oferta de Amor Mdulo 2: A Fraternidade Mdulo 3: A Reconciliao Mdulo 4: A vida Espiritual Mdulo 5: Viver para Sempre Planificao Anual 7 ano de escolaridade (de acordo com o novo programa) Unidade Lectiva 1: As origens Unidade Lectiva 2: As religies Abramicas Unidade Lectiva 3: Riqueza e sentido dos afectos Unidade Lectiva 4: A paz universal Planificao Anual 8 ano de escolaridade Mdulo 1: As minhas aventuras Mdulo 2: A amizade Mdulo 3: A liberdade Mdulo 4: A felicidade Planificao Anual 9 ano de escolaridade Mdulo 1: O Amor Humano Mdulo 2: O Deus de Jesus Cristo Mdulo 3: O Meu ideal Mdulo 4: O compromisso

pg. 3 5 6 8 10 12 12 13 14 15 16 17 17 19 21 23 26 26 27 28 29 30 30 31 32 33

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

2/34

Planificao Anual 5 Ano de Escolaridade 1. Perodo Lectivo: 15 de Setembro a 18 de Dezembro UNIDADE LECTIVA 1: VIVER JUNTOS COMPETNCIAS ESPECFICAS: 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 9. Organizar umuniverso coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 12. Relacionar-se com os outros com base nos princpios de cooperao e solidariedade, assumindo a alteridade e diversidade como factor de enriquecimento mtuo; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 22. Usar a Bblia a partir do conhecimento da sua estrutura; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local; 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local.

2008/2009

Aulas previstas: 12/13

Operacionalizao das Competncias

Contedos

Actividades- Chuva de ideias sobre a temtica; - Dilogo com os alunos;

Calendarizao/ Avaliao

- Mudana de ano e de ciclo de ensino; 1. Interpretar produes culturais referentes - Alterao na forma de organizar as aulas: de um situao de mudana. (Comp. 5); professor para muitos professores;

1Perodo Lectivo

2. Relacionar-se com os outros na sua diversidade, - Nem todos os professores pedem o mesmo: -Anlise de pequenas histrias sobre o tema. Avaliao: vendo nela um factor de enriquecimento. (Comp. diversidade de formas de estar, de pensar, de agir, Dilogo com os alunos; Diagnstica 12); de se comportar; Formativa e 3. Compreender a necessidade de criar consensos - Viver juntos: necessidade de consensos quanto s -Realizao de trabalho de binas sobre o tema; Sumativa com os outros com vista cooperao e criao formas de agir; de um ambiente pacfico. (Comp. 12); - Os regulamentos: uma forma de nos darmos bem;

4. Consultar a Bblia, mobilizando conhecimentos - As divises do A.T;como os que se referem s divises internas;

- Consulta e explorao do texto bblico;

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

3/34

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades-Explorao de textos Bblicos;

Calendarizao/ Avaliao

5. Interpretar textos bblicos sobre o Declogo, a - O Declogo (Ex 20,1-11): Deus quer a paz na partir do seu significado nuclear para o relao entre as pessoas; Judasmo e o Cristianismo, reconhecendo as suas implicaes na vida quotidiana. (Comp. 14, 23 e 24); 6. Interpretar e apreciar produes estticas sobre os acontecimentos em anlise nos textos bblicos. (Comp. 25 e 26); 7. Mobilizar os valores basilares de uma convivncia pacfica para a orientao do - Valores essenciais para a convivncia: o respeito, a comportamento em situaes do quotidiano. paz, a verdade, a justia, a bondade (Comp. 9 e 10). - Querer viver de forma pacfica com os outros:

Cont. 1 Perodo

- Apresentao e anlise de textos bblicos Avaliao: relacionados com o tema; Sumativa e Formativa - Elaborao de trabalhos sobre os valores.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

4/34

Cont. 1 Perodo Lectivo UNIDADE LECTIVA 2: A GUA, FONTE DE VIDA COMPETNCIAS ESPECFICAS: 1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ououtras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local; 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local.

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Interpretar produes culturais que utilizam ou - A gua: um bem essencial vida. aludem a perspectivas simblicas relativas - Funes da gua: proporcionar a vida na terra; gua. (Comp. 5); satisfazer a sede; refrescar e renovar energias; la limpar; embelezar um espao; transmitir ideias religiosas - A importncia da gua. 2. Interpretar e apreciar produes estticas crists sobre a temtica da gua. (Comp. 25 e - Significados da gua ou de simbologia aqutica 26); em contexto religioso; 3. Interpretar textos bblicos que manifestem o valor simblico da gua, reconhecendo as suas - O Baptismo de Jesus; implicaes na prtica da vida quotidiana. (Comp. 23 e 24) 4. Mobilizar o valor da pessoa humana .

Cont.-

Chuva de Ideias; Debate sobre a temtica em questo; Investigar e fazer recortes de descries e imagens que revelem a importncia da gua; Leitura e anlise de textos apropriados;

1 Perodo

-

-

Avaliao: Sumativa e Formativa.-

Anlise de textos bblicos;

- A vida humana como valor primordial estameaada pela poluio e a escassez da gua.

- Realizao de trabalho de pequenos grupos sobre a temtica.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

5/34

2 Perodo Lectivo: 5 de Janeiro a 27 de Maro

2008/2009

Aulas previstas: 11/12

Unidade Lectiva 3: JESUS, UM HOMEM PARA OS OUTROS COMPETNCIAS ESPECFICAS: 1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 5. Interpretar produes culturais (literrias, picticas, musicais ououtras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 8. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir humano, propostos pela Igreja; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local; 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local. Calendarizao/ Avaliao

Operacionalizao das competncias

Contedos-

ActividadesVisionamento de filme sobre Jesus; seguido de uma pequena ficha de trabalho sobre o filme; Debate sobre a pessoa de Jesus;

1. Interpretar produes estticas que identificam - Quem Jesus de Nazar? o acontecimento Jesus com o ncleo central da - O nascimento de Jesus marcou a histria. identidade crist. (Comp. 5 e 14); 2. Reconhecer que Jesus de Nazar afirmou e defendeu a dignidade da pessoa humana. - O anncio do Reino de Deus: a vitria definitiva do (Comp. 1); bem, da justia, da verdade, do amor, etc.

Cont. 1 Perodo

-

3. Identificar o Deus misericordioso, anunciado por Jesus, com o ncleo central da mensagem - Uma nova maneira de entender Deus: misericrdia - Realizao de trabalhos de pesquisa sobre a crist e o fundamento religioso do agir crente. pura; temtica em questo; (Comp. 8 e 14); - A confiana no Deus bom, que no abandona a pessoa [cf. Lc 12, 22ss]; 4. Interpretar textos bblicos sobre o destino de Jesus, o Filho de Deus, reconhecendo as suas - O conflito com os poderosos: os saduceus, os - Interpretao de textos bblicos sobre o implicaes na prtica da vida quotidiana. (Comp. fariseus, os romanos, etc. tema; 14, 23 e 24); - O destino de Jesus Mc 14,32-50: Orao no Getsemani e priso;

Inicio do 2 Perodo Lectivo

Avaliao: Formativa e Sumativa

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

6/34

Cont. Unidade Lectiva 3: JESUS , UM HOMEM PARA OS OUTROSCalendarizao/ Avaliao

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

5. Interpretar e apreciar produes estticas - A ressurreio: Jesus o Senhor e o Filho de Deus; sobre ressurreio de Jesus. (Comp. 25 e 26); 6. Mobilizar o valor da vida para orientao do comportamento em situaes do quotidiano. - Deus quer a vida e no a morte; (Comp. 10). - Que posso fazer para viver cada vez com mais qualidade e dar a vida aos outros?

-

Visionamento de filme sobre a temtica; debate sobre o filme. Realizao de ficha de trabalho sobre o filme;

Cont. 2 Perodo

- Trabalho individual sobre o tema.

Avaliao: Sumativa e Formativa

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

7/34

Cont. 2 Perodo Lectivo: de 5 de Janeiro a 27 de Maro 2009

Unidade Lectiva 4: PROMOVER A CONCRDIA. COMPETNCIAS ESPECFICAS:1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 6. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais, a partir de uma leitura da vida fundada em valores humanistas e cristos; 8. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir humano, propostos pela Igreja; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local, 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local.

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Interpretar produes culturais que aludam - Significados da palavra mal: a doena, o a situaes em que se manifestam os sofrimento humano provocado pela morte ou vrios significados da palavra mal. infortnio de algum, as catstrofes naturais e a (Comp. 5); sua repercusso sobre o sofrimento humano, o sofrimento que outras pessoas nos infligem ou que infligimos a outrem

- Chuva de ideias; - Leitura e anlise de textos apropriados; - Dilogo com os alunos sobre o tema;

Cont. 2 Perodo Lectivo

2. Organizar um universo de valores fundado no reconhecimento da dignidade da pessoa - O mal moral: o antnimo de fazer o bem, fazer humana e nos valores ticos que da decorrem. aos outros o que no gostamos que nos faam a ns; (Comp. 1 e 9); 3. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir - Mal moral e pecado: a dimenso tica e a humano. (Comp. 8); dimenso religiosa.

Avaliao: -Realizao de trabalhos de pesquisa sobre Sumativa e o tema, tendo por base histrias valorativas; Formativa

- Dilogo com os alunos sobre o tema, leitura e explorao de textos;

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

8/34

Cont. UNIDADE LECTIVA 4: PROMOVER A CONCRDIA Operacionalizao das competncias Contedos ActividadesCalendarizao/ Avaliao

4. Interpretar criticamente episdios e factos - Manifestaes do mal moral no mundo e na vida 2 Perodo Apresentao de foto mensagens; sociais onde se manifeste o mal moral; pessoal: a guerra, os conflitos, a violncia fsica, Elaborao de trabalho de pesquisa verbal, a mentira, a injustia, a avareza, a sobre o tema; maledicncia, a ganncia, o dio, etc.; 5. Interpretar textos fundamentais da Bblia sobre o perdo, enquanto elemento central da - Sir 28,1-7: Perdoar o outro e recusar a vingana; - Anlise de textos bblicos, mensagem crist, reconhecendo as suas - Mt 18,21-35: Perdoar at setenta vezes sete e implicaes na vida quotidiana. (Comp. 14, 23 parbola do rei misericordioso e justo; Testemunhos dos alunos, debate; e 24); Avaliao: realizao de ficha de trabalho; Sumativa e 6. Interpretar e apreciar produes estticas Formativa sobre a mensagem bblica do perdo. (Comp. 25 e 26); - Visionamento de um filme sobre o perdo, 7. Mobilizar o valor do perdo e da concrdia para - Etapas para a superao do mal moral e dos orientao do comportamento em situaes do conflitos que dele resultam. - Realizao de ficha de trabalho sobre o quotidiano. (Comp. 10). filme.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

9/34

3 Perodo Lectivo: de 14 de Abril a 19 de Junho

2008/2009

Aulas Previstas: 9/10

UNIDADE LECTIVA 5: A FRATERNIDADE COMPETNCIAS ESPECFICAS: 1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 6. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais, a partir de uma leiturada vida fundada em valores humanistas e cristos; 7. Relacionar os dados das cincias com a interpretao crist da realidade; 8. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir humano, propostos pela Igreja; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 12. Relacionar-se com os outros com base nos princpios de cooperao e solidariedade, assumindo a alteridade e diversidade como factor de enriquecimento mtuo; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local; 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local.

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Identificar razes de natureza cientfica, - O significado da palavra fraternidade e o seu humanista e religiosa que justifiquem a vivncia alcance; de relaes fraternas entre todos os seres - Somos todos irmos; humanos (Comp. 1, 7 e 8); 2. Organizar um universo coerente de valores, - Os grupos onde me insiro, as suas caractersticas baseado na solidariedade e cooperao em critrios ticos de seleco dos grupos; ordem vida em grupo e dignificao de cada elemento. (Comp. 9, 10 e 12); - O verdadeiro amigo um tesouro: Sir 6,5-17; 3. Interpretar textos fundamentais da Bblia, sobre - O jejum que agrada a Deus a fraternidade para a relao de amizade e fraternidade, com os outros: Is 58,4-11); reconhecendo as suas implicaes na vida quotidiana. (Comp. 8, 23 e 24);

-

Incio do 3 Chuva de ideias sobre o significado da Perodo palavra, apresentao de foto mensagens sobre o tema;

- Leitura e anlise de textos sobre o tema. Realizao de trabalho individual; Avaliao: Formativa e Sumativa. - Leitura e anlise de textos bblicos;

- A negao da fraternidade: Quando determinados 4. Interpretar criticamente factos histricos e grupos so discriminados; sociais a partir do reconhecimento da igual - O racismo e as suas vrias manifestaes. Luta dignidade de todo o ser humano. (Comp. 1 e 6) contra o racismo e a discriminao: Martin Luther King;

- Realizao de trabalho de pesquisa sobre o tema: Elaborao de cartazes sobre a luta contra o racismo e a discriminao:

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

10/34

Cont. Unidade Lectiva 5: A FRATERNIDADE

Objectivos

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

5. Interpretar e apreciar Espirituais Negros. - Os Espirituais Negros (Gospel); (Comp. 25 e 26);

-

Dilogo com os alunos sobre o tema;

Cont. 3 Perodo

6.Interpretar criticamente factos histricos e sociais - O delito de opinio: quando as pessoas so - Debate. Leitura e anlise de textos sobre o a partir do reconhecimento da igual dignidade discriminadas por pensarem de maneira diferente; tema; Avaliao: de todo o ser humano. (Comp. 1 e 6); Formativa e Sumativa. 7. Mobilizar o valor da igual dignidade de todos os seres humanos, da fraternidade e da cooperao para a orientao do - Construir um mundo fraterno. - Realizao de trabalhos de grupo sobre a comportamento em situaes do quotidiano. construo de um mundo mais fraterno. (Comp. 1, 9, 10 e 12).

Nota: As planificaes anuais de 5 ano foram totalmente modificadas em funo do novo programa, as actividades que constam da planificao podem ser reformuladas tendo em conta as caractersticas de cada turma.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

11/34

Planificao Anual 6 Ano de Escolaridade

1. Perodo: 15 de Setembro a 18 de Dezembro Mdulo 1: Uma oferta de Amor

2008/2009

Aulas previstas: 13/14

Meta educativa: Ajudar o aluno a perceber a importncia e a origem do Amor maternal e paternal, reconhecendo as maravilhas da Criao.

Objectivos

Contedos-

ActividadesTcnica de mesa redonda; Visionamento de um filme: a vida humana: primeira maravilha; Leitura dos Salmos; Explorao de Textos Bblicos; Leitura e anlise de textos; Projeco de acetatos e realizao de trabalhos de grupo.

Calendarizao/ Avaliao

1. Partilhar a prpria experincia sobre os - A experincia humana de amor maternal e sinais que manifestam o amor ou desamor paternal; dos pais; - Alegria de ter pais; imitao das atitudes dos pais; 2. Referir os sentimentos face s atitudes dos pais; 3. Identificar nos Salmos 136 e 138 aspectos - O amor que brota do corao dos pais pelos filhos fruto do amor de Deus- Pai e Criador; em que Deus se manifesta Criador; 4. Investigar nos textos bblicos as passagens - Deus Criador e Senhor de todas as maravilhas do em que Jesus nos fala do Pai; mundo; 5. Descobrir a origem do amor materno e - Deus fonte de todo o Amor; paterno; - O mundo sinal da sabedoria, do poder da bondade e do amor de Deus. 6.Celebrar as maravilhas da Criao.

1 Perodo

-

Avaliao: Diagnstica Formativa e Sumativa.

-

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

12/34

Cont. 1 Perodo Lectivo Mdulo 2: A Fraternidade Meta educativa: Ajudar o aluno a entender o valor de fraternidade universal.

Objectivos

Contedos

Actividades- Chuva de ideias, foto mensagens visionamento de um vdeo; Anlise de textos sobre a temtica, foto mensagens;

Calendarizao/ Avaliao

1. Descobrir como ser em relao com os - A experincia humana dos gestos fraternos e de pertena. Amizade, carinho e respeito. O outros e pertena da grande famlia humana; significado de fraternidade; 2. Identificar gestos de fraternidade;

Cont. 1 Perodo

- A vivncia da fraternidade;

-

3. Tomar conscincia do apelo de fraternidade - A mensagem de Jesus; proposta por Jesus Cristo; 4. Reconhecer os valores do respeito e amor - Todo o Homem meu irmo. fraterno.-

Avaliao: Sumativa e Anlise de textos sobre a mensagem de Formativa Jesus, visionamento de um vdeo; Anlise de foto mensagens.

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

13/34

2 Perodo Lectivo: 5 de Janeiro a 27 de Maro

2008/2009

Aulas Previstas: 11/12

Mdulo 3: A Paz/ Reconciliao Meta educativa: Ajudar o aluno a reconhecer e viver o perdo como caminho de construo de paz e felicidade humana.

Objectivos1. Identificar situaes ausncia de paz; de vivncia

Contedose - A vivncia de paz e a sua ausncia (as falhas humanas);

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

-

Inicio do Chuva de ideias, visionamento de vdeo Perodo e fotomensagens; Leitura e anlise de mensagens de paz; Leitura e anlise de textos bblicos; Avaliao: Formativa e Sumativa..

2

2. Identificar dias consagrados paz;

- Dia da paz, direitos humanos;

-

3. Confrontar-se com testemunhos de - Testemunho de vida de algumas pessoas; pessoas premiadas com o Nobel da Paz;

- A proposta de Jesus Cristo. Caminho de paz. O4. Conhecer a proposta de Jesus Cristo; 5. Identificar-se e construo da paz. empenhar-se perdo; - A vivncia de paz na comunidade. na Desenvolvimento e prtica de atitudes para a vivncia da paz (respeito, amor, ...).-

Trabalho individual sobre o tema; Elaborao de cartazes com mensagens de paz e poemas.

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

14/34

Cont. 2 Perodo Lectivo Mdulo 4: A Vida Espiritual Meta educativa: Ajudar o aluno a tomar conscincia da importncia da vida Espiritual.

Objectivos

Contedos-

ActividadesRealizao de jogo didctico; Projeco de transparncias; Projeco de acetatos;

Calendarizao/ Avaliao

1. Exprimir os modos como se manifesta a - A experincia humana da vida do esprito; vida do esprito; 2. Reconhecer que a vida espiritual que - A pessoa humana animada pelo seu esprito; nos d a verdadeira dimenso humana; 3. Saber atravs do texto de Jo.16,5-7;13, - Jesus deixou-se conduzir pelo Esprito Santo e que Jesus Cristo nos envia o Esprito enviou-o a cada um de ns; Santo; - A vida do cristo diferente segundo diz SIM ou 4. Reconhecer que o Esprito de Deus actua NO ao Esprito Santo; nos cristos; 5. Reconhecer os sinais do Esprito de Deus - O progresso revela a aco do esprito Santo; no avano da cincia e da tcnica; 6. Descobrir os meios para alimentar a vidaEspiritual: estudo, reflexo, orao e - Testemunhos de vivncia espiritual. escuta.

Cont. 2 Perodo

-

-

Montagem audiovisual, trabalho de Avaliao: binas; Sumativa e Fotomensagens e visionamento de um Formativa filme sobre S. Francisco de Assis; Projeco de transparncias e slides sobre os progressos realizados pela cincia; Visionamento de um enxerto do filme: a verdadeira histria de Ftima.

-

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

15/34

3 Perodo Lectivo: 14 de Abril a 19 de Junho

2008/ 2009

Aulas Previstas: 9/10

Mdulo 5: Viver para Sempre Meta educativa: Ajudar o aluno a uma reflexo mais profunda sobre o mistrio da vida para alm da morte.

Objectivossempre;

Contedos

Actividades- Chuva de ideias. - Tcnica de bina. - Debate sobre a temtica. - Explorao de textos sobre o tema;

Calendarizao /Avaliao

1.Exprimir os seus sentimentos sobre a - A experincia humana do desejo de viver para felicidade e a vida; 2. Apreciar os aspectos positivos e da - O convvio e a confraternizao do sentido vida; confraternizao; 3. Partilhar o que cada um pensa sobre o que - Partilha de experincias; que h para alm da morte; - A crena numa vida eterna manifesta-se desde a 4.Saber que muitas pessoas, desde os povos antiguidade; primitivos, acreditam numa vida para alm da morte; 5.Identificar em 1Tess 4,13-14, as expresses - Jesus Cristo Ressuscitado a certeza da nossa que motivam a nossa esperana numa vida Ressurreio; sem fim; 6.Tomar conscincia do sentido da vida - A vida humana luz da mensagem bblica; humana luz da mensagem bblica; 7.Sensibilizar-se aos valores que do sentido vida.

3Perodo.

- Leitura e anlise do texto bblico;

Avaliao: Sumativa e Formativa

-Trabalhos de grupo; -Leitura e reflexo sobre os extractos do livro: mais forte que a morte Jlio Fragata, Ed., Braga.

- O Dom da vida e da vida sem fim.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

16/34

Planificao Anual 7 Ano de Escolaridade 1. Perodo: 15 de Setembro a 18 de Dezembro UNIDADE LECTIVA 1:AS ORIGENS COMPETNCIAS ESPECFICAS:2. Questionar-se sobre o sentido da realidade; 3. Equacionar respostas questo do sentido da realidade, a partir da viso crist do mundo; 4. Organizar uma viso coerente do mundo; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 7. Relacionar os dados das cincias com a interpretao crist da realidade, 8. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir humano, propostos pela Igreja; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 21. Interpretar textos sagrados fundamentais de religies no crists, extraindo significados adequados e relevantes; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana; 25. Interpretar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local; 26. Apreciar produes estticas de temtica crist, de mbito universal e local.

2008/2009

Aulas previstas: 13/14

Calendarizao/

Operacionalizao das competncias1. Interpretar produes culturais sobre Universo e o ser humano. (Comp. 5);

Contedoso -A maravilha do Universo e a grandeza do ser humano;

Actividades

Avaliao

- Chuva de ideias. Leitura e anlise de textos 1 Perodo apropriados; - Realizao de trabalho de pesquisa sobre o Avaliao: tema; Diagnstica Sumativa, e Formativa. - Dilogo com os alunos sobre o tema. Leitura e anlise de textos. Debate;

2. Organizar uma viso do mundo que integre, - Os dados da cincia sobre a origem do Universo: o num todo coerente, os dados das cincias e a big-bang; perspectiva crist da realidade; - Os dados da cincia sobre a origem do ser humano: a evoluo das espcies; 3. Questionar-se sobre a origem, o destino e o sentido do Universo e do ser humano. (Comp. - A pergunta religiosa sobre o sentido e a sua 2, 4 e 7); relao com os dados das cincias: Existe uma .4. Equacionar respostas adequadas que razo para a existncia das coisas? Qual (acaso permitam uma viso coerente do mundo e a vs sentido)? articulao dos dados das cincias com a viso crist da realidade. (Comp. 3, 4 e 7);

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

17/34

Cont. Unidade Lectiva 1: AS ORIGENS

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao

Avaliao5. Interpretar textos bblicos sobre a criao, - A narrativa da criao no livro do Gnesis: teoria relacionando o agir humano com o seu dos gneros literrios; o gnero narrativo mtico: fundamento religioso e reconhecendo as suas caractersticas e finalidade; implicaes na vida quotidiana. (Comp. 8, 14, - A mensagem fundamental do Gnesis (1-2,24); 23 e 24); 6.Interpretar textos sagrados de religies no - Textos sagrados de outras tradies religiosas crists sobre a temtica da criao. (Comp. sobre a criao; 21); 7.Interpretar e apreciar produes estticas sobre a bondade criadora de Deus. (Comp. 25 - Cntico das Criaturas (S. Francisco); e 26); 8. Mobilizar o valor do respeito pela obra da - Colaborar com Deus na obra da criao: cuidar das criao na conduo de comportamentos em coisas criadas; respeitar os seres vivos; usar os situaes vitais do quotidiano. (Comp. 9 e 10). recursos com parcimnia, s enquanto so necessrios vida humana Cont. 1 Perodo - Leitura e anlise de textos bblicos;

- Realizao de ficha de trabalho sobre a temtica; Avaliao: Formativa e Sumativa . - Foto mensagens sobre a bondade criadora de Deus; - Realizao de trabalho de pesquisa sobre o tema.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

18/34

Cont. 1 Perodo Lectivo UNIDADE LECTIVA 2: AS RELIGIES ABRAMICAS COMPETNCIAS ESPECFICAS:.1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 2. Questionar-se sobre o sentido da realidade; 3. Equacionar respostas questo dosentido da realidade, a partir da viso crist do mundo; 4. Organizar uma viso coerente do mundo; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 6. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais, a partir de uma leitura da vida fundada em valores humanistas e cristos; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 12. Relacionar-se com os outros com base nos princpios de cooperao e solidariedade, assumindo a alteridade e diversidade como factor de enriquecimento mtuo; 13. Reconhecer a relatividade das convices pessoais, como contributos de aproximao verdade; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 15. Identificar o ncleo central constitutivo das principais confisses religiosas; 16. Distinguir os elementos convergentes dos elementos divergentes das principais confisses religiosas, crists e no crists; 17. Assumir uma posio pessoal frente ao fenmeno religioso e identidade das confisses religiosas; 18. Agir em conformidade com as posies assumidas em relao ao fenmeno religioso, no respeito pelos valores fundamentais do dilogo e da tolerncia; 20. Promover, na sua prtica de vida, o dilogo inter-religioso como suporte essencial para a construo da paz entre os povos, mobilizando conhecimentos sobre a identidade de cada confisso religiosa no crist, 21.Interpretar textos sagrados fundamentais de religies no crists, extraindo significados adequados e relevantes; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana.

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao/

Avaliao1. Questionar-se sobre a dimenso religiosa do - O que ser religioso? ser humano e equacionar respostas - Ser religioso faz ainda sentido? adequadas, tendo em conta a relatividade das - Funo da religio na vida pessoal e colectiva; posies pessoais. (Comp. 2, 3 e 13); 2. Interpretar produes culturais sobre as - As grandes tradies religiosas; grandes tradies religiosas. (Comp. 5); - Religies profticas, abramicas fundadas na revelao de Deus; 3. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Judasmo, do Cristianismo e do Islamismo (Comp. 14 e 15); - O Judasmo; 4. Interpretar episdios histricos e factos sociais - O Cristianismo; relacionados com as trs religies de tradio - O Islamismo. abramica. (Comp. 6); - Chuva de ideias. Dilogo sobre o que : Cont. 1 Perodo ser religioso;

- Apresentao de um esquema em acetato sobre o tema; Avaliao: Formativa e - Leitura e discusso de textos sobre as 3 Sumativa . religies; - Realizao de trabalho de grupo sobre a temtica.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

19/34

Cont. Unidade Lectiva 2: AS RELIGIES ABRAMICAS. Operacionalizao das competncias Contedos ActividadesCalendarizao/ Avaliao

. 5. Interpretar textos bblicos e textos cornicos - A perspectiva sobre Deus nas trs religies que expressem a viso de Deus especfica das abramicas: convergncias e divergncias. trs religies, identificando as convergncias e - O monotesmo absoluto nas trs religies; as divergncias, bem como as consequncias sobre o agir tico. (Comp. 16, 21, 23 e 24); 6. Mobilizar os valores da paz, da tolerncia, do respeito pelo outro, do dilogo, da colaborao, da liberdade, da dignidade humana e dos - O dilogo da Igreja Catlica com as religies novalores dela decorrentes para organizar um crists (Vaticano II: NA; Secretariado para os nouniverso de valores que oriente o cristos: A Igreja e as Outras Religies. Dilogo e comportamento na relao (pessoal e Misso); institucional) com outras tradies religiosas. (Comp. 1, 9, 10, 12 e 20); 7. Tomar uma posio pessoal frente s religies abramicas, agindo em conformidade com a - Tomada de decises pessoais fundadas em valores posio assumida, no respeito pelos valores da discutidos e assumidos e organizao da vida em tolerncia e da liberdade, por forma a organizar conformidade com as decises tomadas. uma viso coerente do mundo. (Comp. 4, 17 e 18).

2 Perodo - Leitura e anlise de textos sobre o tema; - Realizao de trabalhos sobre as 3 religies

- Sensibilizao e debate sobre o tema;

Avaliao: Formativa e Sumativa

- Apresentao de PowerPoint sobre as religies com base na visita de estudo s comunidades religiosas.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

20/34

2 Perodo Lectivo: 5 de Janeiro a 27 de Maro UNIDADE LECTIVA 3: RIQUEZA E SENTIDO DOS AFECTOS

2008/2009

Aulas Previstas:11/12

COMPETNCIAS ESPECFICAS: 2. Questionar-se sobre o sentido da realidade; 3. Equacionar respostas questo do sentido da realidade, a partir da viso crist do mundo; 4. Organizar uma viso coerentedo mundo; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 6. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais, a partir de uma leitura da vida fundada em valores humanistas e cristos; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 12. Relacionar-se com os outros com base nos princpios de cooperao e solidariedade, assumindo a alteridade e diversidade como factor de enriquecimento mtuo; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana.

Operacionalizao das competncias1. Interpretar produes culturais adolescncia. (Comp. 5); sobre

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

a - O que a adolescncia? - Adolescncia: momento em que se questiona o sentido da realidade... 2. Questionar-se sobre o sentido da realidade, - As mudanas de referncia social: a famlia e os equacionando respostas adequadas que amigos; integrem uma viso coerente do mundo. - Experimentar novas formas de pensar: do (Comp. 2, 3 e 4); pensamento concreto ao abstracto; 3. Organizar um universo coerente de valores, fundado na autonomia moral. (Comp. 9); - Passagem da heteronomia autonomia moral; 4. Mobilizar o valor da igualdade entre gneros, da aceitao da diversidade criadora e da complementaridade, interpretando criticamente os - Ser masculino e ser feminino: duas formas papis sociais tradicionalmente atribudos a cada complementares do ser humano; sexo. (Comp. 6, 9 e 10);

2 Perodo - Chuva de ideias; - Leitura e anlise de textos apropriados; - Apresentao de testemunhos; - Realizao de trabalho individual;

- Anlise de textos sobre a temtica;

Avaliao: Formativa e Sumativa

- Problematizao

da questo dos tradicionalmente atribudos a cada sexo;

papis

- Debate sobre o tema, realizao de um trabalho de binas sobre um texto acerca da temtica;

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

21/34

Cont. Unidade Lectiva 3: RIQUEZA E SENTIDO DOS AFECTOSCalendarizao/ Avaliao

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

5. Questionar-se sobre o sentido da realidade, - Dimenso fsica do crescimento: o efeito simblico - Leitura e anlise de textos sobre o tema; equacionando respostas adequadas que do acesso sexualidade activa; integrem uma viso coerente do mundo. - Questionar o religioso e ser por ele questionado; (Comp. 2, 3 e 4); 6. Relacionar-se com os outros com base nos - O medo, angstia e integrao social no processo valores da solidariedade, da amizade e do de crescimento; amor. (Comp. 9, 10 e 12); 7. Interpretar textos bblicos sobre o amor, reconhecendo as suas implicaes na vida - O Cntico dos Cnticos: um hino ao amor humano quotidiana. (Comp. 14, 23 e 24); - 1Cor 12,31-13,8a: Hino ao amor; 8. Mobilizar o valor da liberdade responsvel para a orientao do comportamento em situaes - Crescer assumir novas responsabilidades. vitais. (Comp. 9 e 10).

Cont. 2 Perodo

- Debate, realizao de trabalho individual; Avaliao: Formativa e Sumativa - Reflectir o texto bblico mediante uma grelha de leitura; - Apresentao de algumas fotomensagens sobre a liberdade responsvel.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

22/34

3 Perodo: 14 de Abril a 19 de Junho

2008/2009

Aulas previstas: 9/10

UNIDADE LECTIVA 4: A PAZ UNIVERSAL. COMPETNCIAS ESPECFICAS: 1. Reconhecer, luz da mensagem crist, a dignidade da pessoa humana; 2. Questionar-se sobre o sentido da realidade; 3. Equacionar respostas questo dosentido da realidade, a partir da viso crist do mundo; 4. Organizar uma viso coerente do mundo; 5. Interpretar produes culturais (literrias, pictricas, musicais ou outras) que utilizam ou aludem a perspectivas religiosas ou a valores ticos; 6. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais, a partir de uma leitura da vida fundada em valores humanistas e cristos; 8. Relacionar o fundamento religioso da moral crist com os princpios, valores e orientaes para o agir humano, propostos pela Igreja; 9. Organizar um universo coerente de valores, a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 10. Mobilizar princpios e valores ticos para a orientao do comportamento em situaes vitais do quotidiano; 11. Propor solues fundamentadas para situaes de conflito de valores morais a partir de um quadro de interpretao tica humanista e crist; 12. Relacionar-se com os outros com base nos princpios de cooperao e solidariedade, assumindo a alteridade e diversidade como factor de enriquecimento mtuo; 13. Reconhecer a relatividade das convices pessoais, como contributos de aproximao verdade; 14. Identificar o ncleo central constitutivo da identidade do Cristianismo, particularmente do Catolicismo; 23. Interpretar textos fundamentais da Bblia, extraindo significados adequados e relevantes; 24. Reconhecer as implicaes da mensagem bblica nas prticas de vida quotidiana.

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades- Chuva de ideias sobre o que a paz; - Debate sobre o tema; - Leitura e anlise de textos sobre a temtica;

Calendarizao/ Avaliao

1. Interpretar produes culturais cujo tema seja a - A paz, o grande sonho da humanidade; paz. (comp. 5); . 2. Questionar-se sobre a paz como valor orientador do sentido da realidade, - A paz como ausncia de guerra ou de conflito? equacionando respostas adequadas numa - A paz como equilbrio entre foras em conflito? viso coerente do mundo. (Comp. 2, 3 e 4); 3. Reconhecer que o direito paz universal e - O direito paz; deriva da igual dignidade de todos os seres humanos. (Comp. 1); 4. Interpretar produes culturais que evidenciem situaes variadas de falncia da paz. - A falncia da paz; - A ruptura das relaes interpessoais e das relaes (Comp. 5); entre Estados, povos, etnias, raas, etc.;

3 Perodo

- Realizao de trabalhos de pesquisa sobre Avaliao: a paz; Formativa e Sumativa

- Visionamento de filme sobre o tema; - Realizao de ficha de trabalho sobre o filme.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

23/34

Cont. Unidade Lectiva 4: A PAZ UNIVERSAL

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

5. Interpretar criticamente episdios histricos e factos sociais relacionados com a - A violncia: a iluso de uma soluo para os - Debate. Realizao de trabalho de pesquisa 3 Perodo falncia da paz, organizando um universo de problemas; sobre os factos sociais relacionados com a valores fundado na igual dignidade de todos os falncia da paz; seres humanos e nos valores da decorrentes. - A guerra: causas e consequncias; (Comp. 1, 6 e 9; 6. Propor solues fundamentadas para situaes de conflito de valores, reflectindo sobre a - Medidas defensivas e medidas que visam a (re) - Leitura e anlise de alguns textos sobre as pertinncia da hierarquia de valores proposta. construo da paz; Avaliao: medidas defensivas da Paz; (Comp. 9 e 11); Formativa e Sumativa 7. Reconhecer a relatividade das perspectivas pessoais como ponto de partida para o dilogo e a reconciliao - Dilogo, Perdo e Reconciliao; com os outros, com vista resoluo de situaes de falncia da paz. (Comp. 13);

- Elaborao de cartazes sobre os valores da paz;

8. Propor solues fundamentadas para - Prmios Nobel da Paz: razo por que receberam o - Pesquisa sobre testemunhos de paz situaes de conflito de valores com base no prmio reconhecimento da dignidade da pessoa. - Instituies de promoo da paz no mundo: ONU (Comp. 1, 4, 9 e 11).

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

24/34

Cont. Unidade Lectiva 4: A PAZ UNIVERSALCalendarizao/ Avaliao

Operacionalizao das competncias

Contedos

Actividades- Leitura e anlise de textos sobre o tema; - Debate, seguido de ficha de trabalho;

9. Relacionar o fundamento religioso da tica - Erasmo de Roterdo e o irenismo cristo; crist com a necessria implementao de relaes pacficas a todos os nveis. (Comp. 4, 8 e 9); 10. Interpretar textos bblicos sobre a paz, identificando-a com o centro da identidade - Lv 24,17-21: Lei de talio, contra os abusos de crist. (Comp. 14 e 23); poder. O programa de Jesus: Mt 5,38-48; 11. Reconhecer as implicaes da mensagem dos textos na prtica da vida quotidiana (Comp. 24); 12. Mobilizar os valores do amor, do dilogo, da cooperao e da solidariedade para a construo da paz em situaes vitais do - Construir a paz. quotidiano. (Comp. 10 e 12).

3 Perodo

- Anlise de textos bblicos sobre o tema; Discusso sobre o programa de Jesus, ajudando os alunos a integr-lo nas suas Avaliao: vidas; Formativa e Sumativa

- Realizao de trabalhos sobre o tema.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

25/34

Planificao Anual 8 Ano de Escolaridade 1 Perodo: de 15 de Setembro 18 de Dezembro Mdulo 1: As Minhas Aventuras Meta educativa: Ajudar o aluno a perceber as consequncias das experincias de aventura, de modo a ser capaz de agir correctamente na sua vida luz da mensagem crist proposta. Objectivos Contedos-

2008/2009

Aulas Previstas: 12

ActividadesChuva de ideias; Apresentao de testemunhos. Chuva de ideias. Ficha de trabalho; Leitura e anlise da parbola;

Calendarizao/ Avaliao

1. Partilhar algumas experincias de - Experincia de aventura; aventura inerentes a esta etapa da vida; 2. Identificar as atitudes assumidas nas - Atitudes assumidas em algumas experincias de experincias de aventura; aventura; 3. Conhecer a parbola do Filho Prdigo: - A proposta de Jesus na Parbola do Filho Prdigo; Lc.15,11-32, 4. Deixar-se interpelar pela mensagem - Pontos de convergncia da parbola do Filho contida na proposta de Jesus Cristo; Prdigo e as situaes de aventura vividas por muitos jovens; 5. Exprimir, com -vontade, o que sente - A fidelidade a si prprio e aos outros; diante da descoberta de Jesus Cristo como Amigo Fiel; 6. Comprometer-se em integrar as - Capacidade de tirar partido das experincias descobertas efectuadas na experincia negativas. pessoal.

1 Perodo

-

-

-

Dramatizao da parbola do Filho Avaliao: Prdigo; Diagnstica Formativa e Sumativa Realizao de trabalho de grupo; Elaborao de cartazes.

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

26/34

Cont 1. Perodo: 15 de Setembro a 18 de Dezembro Mdulo 2: A amizade

2008/2009

Meta educativa: Ajudar o aluno a reconhecer e a viver a amizade como caminho para atingir a felicidade.

Objectivos

Contedos-

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Saber que todas as pessoas procuram a - As diversas formas de procurar a amizade; amizade; 2. Identificar as diferentes relaes de - As diversas relaes de amizade; amizade; 3. Reconhecer as qualidades, as exigncias e a importncia da amizade no - Qualidades e exigncia da amizade; crescimento; - Projectos de felicidade. 4. Construir caminhos de felicidade.

Chuva de ideias. Leitura e anlise de Cont. 1 Perodo textos; Visionamento de um vdeo sobre a temtica; Avaliao: Projeco de um filme. Leitura do livro o Formativa e principezinho; Sumativa Construo de um projecto individual e do grupo.

-

-

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

27/34

2. Perodo: 5 de Janeiro a 27 de Maro

2008/2009

Aulas previstas: 11

Mdulo 3: A liberdade Meta educativa: Ajudar o aluno a compreender a amplitude da liberdade e a crescer na responsabilidade e no bem.

Objectivos

Contedos-

ActividadesDebate sobre as diferentes concepes de liberdade; Visionamento de um filme Ferno Capelo Gaivota; Explorao do texto bblico; Trabalho de binas; Montagem audiovisual;

Calendarizao/ Avaliao

1. Identificar os diversos conceitos de - Os diferentes conceitos de liberdade; liberdade; - Obstculos e desafios liberdade; 2. Compreender os limites de liberdade; - Jesus Cristo o amigo que liberta; 3. Conhecer o texto bblico de Mt, 13,44; 4. Identificar os critrios morais contidos no - Os critrios morais: responsabilidade, sensatez. texto bblico, para uma vivncia correcta da liberdade; - S. Agostinho. Testemunhos de liberdade tornada 5. Tomar conscincia de que ser livre saber libertao; amar; 6. Descobrir espaos de interveno para viver a Liberdade em ordem libertao - A Liberdade responsvel. dos outros;

2 Perodo

-

-

Avaliao: Formativa e Sumativa

-

-

Explorao de textos sobre a temtica;

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

28/34

3. Perodo: 14 de Abril a 19 de Junho Mdulo 4: A Felicidade

2008/2009

Aulas previstas: 9

Meta educativa: Ajudar o aluno a reconhecer o valor da felicidade luz do evangelho percebendo que Jesus tem um projecto para cada pessoa.

Objectivos

Contedos-

ActividadesChuva de ideias, debate sobre a temtica; Elaborao de um inqurito; com vista a conhecer os elementos apontados pelos inquiridos como garantia de uma vida feliz. Explorao de texto bblico, realizao de trabalhos de grupo;

Calendarizao/ Avaliao

1. Descobrir que as diversas escolhas que se - A experincia humana de procura de felicidade; fazem revelam uma procura de felicidade; 2 Enumerar algumas situaes que levam - Os principais obstculos felicidade; pessoa a distorcer o sentido de ser feliz; 3 4 Conhecer o texto bblico: Jo.12,24-25;

3 Perodo

-

- Jesus Cristo, certeza de felicidade;

-

Descobrir, na parbola do Gro de Trigo, a - O apelo de Jesus em viver inteiramente a vida; proposta de felicidade de Jesus;

-

Avaliao: Formativa e Leitura e anlise da parbola. Sumativa Realizao de trabalho de binas; Elaborao de cartazes;

- A alegria e a esperana como componentes5 Assumir a alegria e a esperana como virtudes necessrias a uma verdadeira felicidade; essenciais do projecto de felicidade de Jesus para a pessoa;-

6

Despertar a capacidade de abertura s - A Felicidade numa linha de ser e de estar ao servio dos outros. realidades que o podem tornar feliz.

-

Leitura e anlise de textos. Filmes.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

29/34

Planificao Anual 9 Ano de Escolaridade 1. Perodo: 15 de Setembro a 18 de Dezembro Mdulo 1: O Amor Humano Meta educativa: Ajudar o aluno a assumir uma atitude de reconhecimento da especificidade de cada sexo e de respeito mtuo na complementaridade. Objectivos Contedos-

2008/2009

Aulas previstas: 13/14

ActividadesChuva de ideias;

Calendarizao/ Avaliao

1. Compreender o significado e a importncia - As manifestaes de afectividade; das diversas manifestaes de afectividade; 2. Descobrir nas diferenas plos de - Informao sobre os mtodos de controlo da atraco que conduzem natalidade, suas vantagens e desvantagens; complementaridade entre homem a mulher; 3. Formular as principais interrogaes que - As principais interrogaes sobre a narrativa da as pessoas colocam s narrativas da criao; criao do ser humano; - Conceitos de criao; 4. Investigar os textos bblicos Gn 1, 26-29; 5. Enunciar os dados essenciais da - Deus Criador e abenoa o homem e a mulher; mensagem religiosa dos textos bblicos da Criao do homem e da mulher; - As implicaes do sentido da complementaridade: 6. Descobrir que cada pessoa necessita das outras de sexo diferente para se o respeito mtuo e a afirmao da igualdade entre homem e mulher. complementar.

1 Perodo

-

Mesa redonda para discusso; Tcnica do aqurio. Trabalhos de grupo; Leitura e anlise de textos (L.A.); Fichas de trabalho; Realizao de trabalhos. Encenaes.

-

-

Avaliao: Diagnstica Formativa e Sumativa

-

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

30/34

2. Perodo: 05 de Janeiro a 27 de Maro Mdulo 2: O Deus de Jesus Cristo

2008/2009

Aulas previstas: 11/12

Meta educativa: Levar o aluno a reconhecer a vastido do fenmeno religioso e assim encontrar respostas para algumas interrogaes.

Objectivos

Contedos-

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Descobrir os sinais que revelam a procura - Os sinais reveladores da procura de Deus; de Deus por parte da pessoa humana; 2. Indicar quais as religies que tm maior - Cristianismo, Islamismo; Hindusmo; Budismo; expressividade; Judasmo; 3. Identificar as diferentes igrejas Crists e - As diferentes igrejas Crists e sua especificidade; sua especificidade; 4. Abrir-se a uma atitude de confiana no - A revelao do Deus-Amor feita por Jesus Cristo Deus-Amor, revelado por Jesus Cristo; desperta nos crentes uma atitude de confiana; 5. Assumir uma atitude de respeito face s - O respeito face s vrias confisses religiosas; vrias confisses religiosas;

Montagem audiovisual. Formao de 2 Perodo grupos de trabalho; Visionamento de um vdeo. Trabalhos de grupo sobre a temtica; Chuva de ideias. Constituio de grupos de trabalho; Avaliao: Formativa e Anlise de textos sobre a temtica. Sumativa Dilogo com os alunos; Mesa-redonda com os alunos.

-

-

-

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

31/34

Mdulo 3: O Meu ideal Meta educativa: Levar o aluno a descobrir em Jesus Cristo a plenitude do ideal e do sentido da vida.

Objectivos

Contedos-

ActividadesFormao de grupos de trabalho;

Calendarizao/ Avaliao

1. Saber situar histrica e geograficamente - A situao geogrfica da Palestina. Situao histrica de Jesus; Jesus Cristo; 2. Descobrir quais as principais fontes que - As diversas fontes que atestam a existncia atestam a existncia histrica de Jesus histrica de Jesus; Cristo; 3. Identificar os traos fundamentais da - Traos fundamentais de Jesus Cristo; pessoa de Jesus Cristo; 4. Acolher a proposta de vida de Jesus como - A proposta de vida de Jesus reveladora de: resposta s interrogaes que o mundo gratuidade, amor, paz,.... coloca.

2 Perodo

-

Tcnica de Binas. Plenrio apresentao dos trabalhos; Diaporama Jesus Homem-Deus;

para Avaliao: Formativa e Sumativa

-

-

Debate. Realizao de trabalho de grupo.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

32/34

3. Perodo: 14 de Abril a 19 de Junho

2008/2009

Aulas previstas: 8

Mdulo 4: O compromisso Meta educativa: Levar o aluno a discernir e a assumir o seu empenho responsvel na construo de um mundo melhor. Objectivos Contedos-

Actividades

Calendarizao/ Avaliao

1. Enumerar as principais interrogaes - A igreja ao longo dos tempos; aco da igreja ao longo dos tempos; 2. Reconhecer que apesar das limitaes, a - A igreja como comunidade de f. Anuncia a Boaigreja procura ser um sinal visvel da Nova. Aberta aos sinais dos tempos; presena de Jesus na histria da humanidade; 3. Comprometer-se em orientar a vida pelos - A liberdade, O Amor. O compromisso; valores Universais apontados por Jesus Cristo; 4. Identificar as condies favorveis e - Condies favorveis e desfavorveis expanso desfavorveis expanso do Cristianismo do Cristianismo; no Imprio Romano; 5. Descobrir que pela sua aco no mundo, a - A igreja sinal da mensagem de Jesus Cristo; igreja sinaliza o amor de Deus s pessoas; 6. Assumir uma atitude idntica dos primeiros Cristos face aos problemas - A igreja do nosso tempo; actuais do mundo; 7. Comprometer-se na construo de um - Descobrir o seu lugar na igreja e no mundo. mundo melhor, pela sua vocao. Diferentes estados de vida.

Leitura e anlise de textos. 3 Perodo Visionamento de um vdeo. Trabalho de Binas; Leitura e anlise de textos;

-

-

Elaborao de cartazes. Trabalhos de grupo; Leitura e a anlise de textos; Leitura e anlise Visionamento de vdeos; de textos. Avaliao: Formativa e Sumativa

-

-

-

Encenao de uma pequena entrevista, encarnando um dos alunos uma figura bblica e os restantes o papel de jornalistas que colocam questes; Concretizao de um exerccio conducente descoberta da profisso e vocao de cada um.

-

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

33/34

NOTA: O cumprimento efectivo das presentes planificaes est sujeito s caractersticas de cada turma e outros condicionantes. As planificaes do 5 e 7 ano de escolaridade foram alteradas em virtude dos novos programas a entrar em vigor neste ano lectivo.

E.B. 2.3 da Galiza - 2009/2010

34/34