6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

of 130 /130
7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1 http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 1/130 alexandre rangel o que podemos aprender com os gansos lições de cooperação, liderança e motivação para melhorar a qualidade de vida, o ambiente de trabalho e a produtividade da empresa. o que podemos aprender com os gansos liÇÕes de cooperaÇÃo, lideranÇa e motivaÇÃo para melhorar a qualidade de vida, o ambiente de trabalho e a produtividade da empresa problemas que poderiam ser resolvidos rapidamente, muitas vezes se agravam, a ponto de causar rupturas nas relações pessoais. quando o caldo entorna e se analisam as causas, o que se constata é a completa alta de comunicação com respeito !s reais necessidades e expectativas a serem atendidas de ambas as partes. por isso, sempre digo que as tr"s coisas mais importantes para melhorar a qualidade e a produtividade em uma empresa são# em primeiro lugar a comunicação. em segundo lugar a comunicação e em terceiro lugar a comunicação. transmitir bem os conceitos gerenciais e uncionais para os ouvintes é o principal prop$sito do programa momento da qualidade que h% quase dez anos tem prestado este serviço ! comunidade. inicialmente na r%dio eldorado, depois na r%dio cbn e atualmente na r%dio bandeirantes, todas em são paulo. comunicar através de pequenas hist$rias se&am par%bolas, %bulas, lendas, hist$rias reais, curtas e interessantes, oi a orma que encontrei para azer os ouvintes do programa ixarem melhor os conceitos transmitidos diariamente. '() edição editora original cop*right + (- alexandre rangel

Embed Size (px)

Transcript of 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

Page 1: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 1/130

alexandre rangel

o que podemos aprender com os gansoslições de cooperação, liderança e motivação para melhorar aqualidade de vida, o ambiente de trabalho e a produtividade daempresa.

o que podemos aprender com os gansosliÇÕes de cooperaÇÃo, lideranÇa e motivaÇÃo para melhorar aqualidade de vida, o ambiente de trabalho e a produtividade daempresa

problemas que poderiam ser resolvidos rapidamente, muitas vezesse agravam, a ponto de causar rupturas nas relações pessoais.quando o caldo entorna e se analisam as causas, o que se constataé a completa alta de comunicação com respeito !s reaisnecessidades e expectativas a serem atendidas de ambas aspartes. por isso, sempre digo que as tr"s coisas mais importantespara melhorar a qualidade e a produtividade em uma empresa são#em primeiro lugar a comunicação. em segundo lugar a comunicação

e em terceiro lugar a comunicação.transmitir bem os conceitos gerenciais e uncionais para osouvintes é o principal prop$sito do programa momento daqualidade que h% quase dez anos tem prestado este serviço !comunidade. inicialmente na r%dio eldorado, depois na r%dio cbn eatualmente na r%dio bandeirantes, todas em são paulo. comunicaratravés de pequenas hist$rias se&am par%bolas, %bulas, lendas,hist$rias reais, curtas e interessantes, oi a orma que encontrei

para azer os ouvintes do programa ixarem melhor os conceitostransmitidos diariamente.

'() ediçãoeditora originalcop*right + (- alexandre rangel

Page 2: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 2/130

supervisão editorial marcelo duartepro&eto gr%ico e diagramaçãocia editorialcapamarcos nunes preparação de textos e revisãomaria ceclia caropreso

dados internacionais de catalogação na publicação /cip0/c1mara brasileira do livro, sp, brasil0

rangel. alexandreo que podemos aprender com os gansos 2 alexandre rangel. 3 sãopaulo# editora original. (-.4colet1nea de textos apresentados por alexandre rangel em seuprograma de r%dio momento da qualidade5'. ambiente de trabalho (. empresas 3 produtividade 3 medidas -.mudança organizacional 6. qualidade de vida no trabalho 7. r%dio 3programas 3 brasil i. titulo ii. t8tulo# lições de cooperação,

liderança e motivação para melhorar a qualidade de vida, oambiente de trabalho e a produtividade da empresa.

(369-( cdd397:.6'-ndices para catalogo sistem%tico#'. qualidade no trabalho# administração de empresas 97:.6'-

(6

todos os direitos reservados !editora original ltda.rua lisboa. 7( 3 76'-3 3 são paulo sptel.# /''0 -:: :666 3 ax# /ii0 -9- 6;;:edoriginal<pandaboo=s.com.br>>>.pandaboo=s.com.br

Page 3: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 3/130

aos meus irmãoseline, red, ricardo e gustavo

apresentação  conta a hist$ria que um casal tomava caé no dia de suas bodasde ouro. a mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregoupara o marido, icando com o miolo.  ela pensou# ?sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amodemais meu marido e, por cinq@enta anos, sempre lhe dei o miolo.mas ho&e quis satisazer meu dese&o. acho &usto que eu coma o

miolo pelo menos uma vez na vida?.  para sua imediata surpresa, o rosto do marido abriu3se numsorriso sem im e ele lhe disse#  3 muito obrigado por este presente, meu amor. durantecinq@enta anos, sempre dese&ei comer a casca do pão, mas comovoc" sempre gostou tanto dela, &amais ousei pedirAB

esta hist$ria, de autoria desconhecida, ilustra, para mim, omaior problema encontrado nas empresas# a alta de comunicaçãoentre os setores. problemas que poderiam ser resolvidosrapidamente muitas vezes se agravam, a ponto de causar rupturasinternas nas relações pessoais. quando o caldo entorna e seanalisam as causas, o que se constata é a completa alta decomunicação com respeito !s reais necessidades e expectativas aser atendidas de ambas as partes.

 por isso, sempre digo que as tr"s coisas mais importantes paramelhorar a qualidade e a produtividade em uma em empresa são#em primeiro lugar, a comunicaçãoC em segundo lugar, acomunicaçãoC e, em terceiro lugar, a comunicação.

transmitir bem os conceitos gerenciais e uncionais para osouvintes é o principal prop$sito do programa momento da

Page 4: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 4/130

qualidade, que h% quase dez anos tem prestado este serviço !comunidade 3 inicialmente na r%dio eldorado, depois na r%dio cbn eatualmente na r%dio bandeirantes, todas em são paulo.

comunicar através de pequenas hist$rias, se&am par%bolas,%bulas, lendas, hist$rias reais, curtas e interessantes, oi aorma que encontrei para azer os ouvintes do programa ixaremmelhor os conceitos transmitidos diariamente.: 

inDmeros ouvintes solicitam c$pias dessas hist$rias. sãopessoas das mais variadas proissões e atividades, empres%rios,

proessores, estudantes, consultores, palestrantes, enim,pessoas que se interessam em adquirir e repassar conhecimentode orma agrad%vel e divertida.  as ontes e as origens das hist$rias são as mais diversas, comocontribuições recebidas dos ouvintes por ax ou e3mail, pequenasadaptações de textos de livros, artigos em revistas, anotações empalestras, sites da internet etc. procurei relacionar nabibliograia deste trabalho todas as obras, artigos e revistas que

me serviram como onte de leitura e inspiração durante todosesses anos. uma Dltima consideração que gostaria de azer é sobre a orma

de explorar o signiicado das hist$rias. são mDltiplos osensinamentos que podemos extrair de cada passagem. o leitor nãodeve considerar como Dnica a perspectiva do ensinamentocomentado. com relexão e criatividade, muitos outrosensinamentos poderão ser extra8dos de um mesmo conto.

bom proveitoAalexandre rangel;

sum%rioo que podemos aprender com os gansos selvagens';

Page 5: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 5/130

o importante é começar ('o poder das palavras ((não estrague o seu dia com coisas tão pequenas (-cuidado para não abortar grandes idéias (6mudar h%bitos exige sacri8cios (7não limite o crescimento de seus uncion%rios (Bo exemplo vem de cima (:não &ogue a culpa nos outros (;aproveite ao m%ximo o potencial dos uncion%rios -encare o problema de orma otimista -(a&a com sabedoria e não apenas por compaixão --

cuidado com a orma de alar a verdade -6o dinheiro é a mais pobre das ambições -9ressalte os aspectos positivos das pessoas -Bo que az um uncion%rio mentir -;se tiver que decidir, decida logo e evite sorimento 6pessoas inertes 6'o momento certo 6(''

rea&a diante das atitudes negativas 6-construa pontes e não barreiras 67nunca tome decisões precipitadas 6Bevite palavras %speras 6;não d" ouvidos aos pessimistas 7'ale, mas ale com conteDdo 7(voc" é quem constr$i sua empresa 7-

se quiser que as coisas uncionem, acompanhe tudo de perto77recompense os comportamentos corretos 7Btente entender o que o outro est% dizendo 7;a gl$ria e a derrota são passageiras 9para quem voc" trabalhaE 9'

Page 6: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 6/130

se não estiver eliz no trabalho, parta para outra 9-não tenha medo de arriscar 96para qualquer problema, h% sempre uma sa8da 97a integração dos setores ortalece a empresa 9Bpara consertar o mundo, conserte primeiro o homem 9:valorize as coisas simples Bantes de criticar, veriique seus pr$prios deeitos e limitações

B'quem cria o ambiente de trabalho é voc" B-torne3se maior no trabalho B7a melhor orma de ensinar é dar o exemplo B9

voc" vale pelo que é, e não pelo que tem B:'(

novos desaios renovam nosso 1nimo :s$ assuma novas responsabilidades se estiver preparado :(procure sempre se renovar proissionalmente :-não se pode agradar a todos :7a am8lia em primeiro lugar :B

como evitar oocas e intrigas no trabalho :;antes de reclamar, certiique3se de quenão é voc" quem causa o problema ;não se deixe incomodar pelo mau humor dos outros ;(busque o equil8brio na vida ;-não se baseie apenas em sua experi"ncia passada;7resolva os problemas de vez ;Bo melhor momento para ser eliz ;:

quando dese&ar uma coisa, concentre3se apenas nela ;;aceite o brilho dos outros ''F com o exemplo que se promovem mudanças '(aceite a&uda, não se aogue nos problemas '-não deixe a empresa ao sabor da sorte '7estimule a troca de idéias entre uncion%rios '9

Page 7: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 7/130

pare de reclamar e valorize o que possui ':aprenda a ouvir o coração das pessoas ''tenha sempre uma atitude de vencedor '''sinta orgulho de seu trabalho ''-'-

as pessoas t"m valores dierentes dos seus ''6a inve&a s$ traz inelicidade ''9coisas que roubam nossa energia '':d" chance para os uncion%rios se desenvolverem '(sua paz interior depende exclusivamente de voc" '((

construa um ambiente harmonioso com toler1ncia e perdão '(6a&ude os outros a vencer '(9eleve o pensamento '(Buma orma de pensar dierente '(:aldeões chineses '(;como um programa de qualidade totalmuda o comportamento das pessoas '-as soluções para os problemas estão ao nosso alcance '-(

sorte# o encontro da compet"ncia com a oportunidade '--quanto vale o conhecimentoE e a compreensãoE '-7aceite os deeitos dos outros e os outros aceitarão os seus '-Bnão se deixe levar pela arrog1ncia '-;a cat%stroe !s vezes est% apenas na sua cabeça '6'excesso de a&uda pre&udica '6-conheça melhor seus uncion%rios '66nomes dierentes para &ovens condenados '67

aproveite o lado bom das pessoas '6Busando a cooperação e a criatividade de uma equipe '6:'6

a import1ncia de metas claras '6;não deixe que atores externos atrapalhem o seu ideal '7

Page 8: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 8/130

coisas que ?sempre oram eitas assim? '7(não gerencie impondo ameaças e provocando medo '7-deixe a empresa mais leve '76coloque3se no lugar do outro '77Gs vezes é preciso medidas mais dr%sticas '79inorme3se mais e evite conclusões precipitadas '7Bvoc" é quem tem a capacidade de mudar '7;nosso rosto relete nossas intenções '9'descubra a verdadeira natureza das pessoas '9-se cada um izer a sua parte, os problemas se resolvem maisdepressa '97

o pessimista sempre traz com ele a inelicidade '9Bas tr"s maiores interrogações da vida '9;Gs vezes as empresas tomam medidas impensadas para reduzircustos 'Bsobre a inve&a e a traição 'B(d" sentido ao trabalho das pessoas 'B-use com intelig"ncia o pouco conhecimento que tem 'B6se quer mudar seu setor, sua empresa, seu mundo,

comece mudando seu pensamento 'B9inventar é uma coisa, realizar é outra 'BBquando a responsabilidade é dividida, ninguém responde por nada

'B:sem iniciativa os problemas não se resolvem 'B;'7

todo obst%culo contém uma oportunidade ':'

não transira problemas para os outros ':-para realizar mudanças, é preciso acreditar e agir ':7não desista diante das diiculdades ':9Gs vezes precisamos de um empurrãozinho ':Bpro8ba a proibição ':;encontre algo para elogiar ';'

Page 9: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 9/130

não é preciso usar a orça para liderar ';(evite conclusões precipitadas ';-trabalhar em equipe é respeitar dierenças ';7a qualidade das pequenas tareas leva ! qualidade total ';Bnão se ap$ie no passado (use o ambiente a seu avor ((as coisas não acontecem conorme esperamos (-conie (7as pessoas são boas e honestas (9negociação# o caso dos -7 camelos (:vender exige técnica e imaginação (''

ixe a atenção nas coisas boas ('-cuidado com o mais e o menos ('6o papel do consultor ('7para qu" compararE ('9aprenda a dizer ?não? (':'9

segure seus 8mpetos (';

siga em renteA deixe que as coisas se acomodem (('voc" v" o que voc" relete ((-o trabalho em equipe renova as energias ((7bibliograia ((Bndice remissivo ((;'B

o que podemos aprender com os gansos selvagens

  podemos aprender muito com os gansos selvagens. quando umganso bate as asas, por exemplo, voando numa ormação em v, criaum v%cuo para a ave seguinte passar, e o bando inteiro tem umdesempenho B'H melhor do que se voasse sozinho.  sempre que um ganso sai da ormação, sente subitamente aresist"ncia do ar por tentar voar sozinho e, rapidamente, volta

Page 10: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 10/130

para a ormação, aproveitando o v%cuo da ave imediatamente !rente.  quando um ganso l8der se cansa, ele passa para tr%s eimediatamente outro assume seu lugar, voando para a posição daponta.  na ormação, os gansos que estão atr%s grasnam para encora&aros da rente a aumentar a velocidade.  se um deles adoece, dois gansos abandonam a ormação eseguem o companheiro doente, para a&ud%3lo e proteg"3lo. icamcom ele até que este&a apto a voar de novo ou venha a morrer. s$depois disso eles voltam ao procedimento normal com outra

ormação ou vão atr%s de outro bando.a lição dos gansos#';

pessoas que compartilham uma direção comum e senso decomunidade podem atingir mais acilmente os ob&etivos.

para atingir nossos ob&etivos, é necess%rio estar &unto comaqueles que se dirigem para onde queremos ir, dando e aceitando

a&uda.F preciso haver um revezamento na liderança e nas tareaspesadas. as pessoas, assim como os gansos, dependem umas dasoutras.

precisamos assegurar que nosso grasnido se&a encora&ador paranossa equipe e que a a&ude a melhorar seu desempenho.

F preciso estar ao lado dos colegas também nos momentosdi8ceis.

(

o importante é começar  F curioso observar como a vida na empresa muda depois que elapassa a trabalhar sintonizada com os conceitos de qualidade,implantando uma ger"ncia mais participativa, valorizando idéias e

Page 11: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 11/130

sugestões dos uncion%rios, deinindo responsabilidades de ormamais clara para todos. mas isso não acontece da noite para o dia. Fpreciso entender que, embora esse se&a o caminho certo a sertrilhado, os resultados não são imediatos. o essencial é dar oprimeiro passo e continuar promovendo a melhoria cont8nua.  observe estas verdades# a mais longa caminhada s$ é poss8velpasso a passo... o mais belo livro do mundo oi escrito letra porletra... os mil"nios se sucedem segundo a segundo... as maisviolentas cachoeiras se ormam de pequenas ontes... não ossemas gotas, não existiriam as chuvas... a mais bela construção não seteria eetuado não osse o primeiro ti&olo...

  o processo de mudança não é %cil nem r%pido, mas vale a penatentarAvamos l%, não perca a oportunidade.transorme gradualmente sua

empresa, introduzindo pouco a pouco os conceitos da qualidade.('

o poder das palavras  no ambiente proissional, o bom humor incentiva o aumento da

produtividade. um sorriso nos l%bios demonstra o modo de encarara vida, acilita a comunicação e melhora as relações no trabalho ena vida social. d% menos trabalho sorrir do que icar de caraechada, concordaE não requer esorço nem pr%tica. F um gestosimples e econImico. assim, sorria, nem que se&a por economia.  o humor, bom ou mau, contagia. para ter idéia de como écontagioso, uma amiga conta que um casal de vizinhos dela est%permanentemente de mau humor. toda vez que ela encontra com

eles no elevador, estão de cara amarrada, inclusive o cachorrodelesA ou se&a, o mau humor contagia até o cachorro.h% um ensinamento que diz#

 &ogue uma pedra na %gua# ela some num instante,mas deixa dezenas de ondas girando em c8rculos, c8rculos ec8rculos.

Page 12: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 12/130

diga uma palavra r8spida# ela some num instante,mas deixa dezenas de ondas girando em c8rculos, c8rculos ec8rculos.diga uma palavra am%vel# ela some num instante,mas deixa dezenas de ondas girando em c8rculos, c8rculos ec8rculos.assim também é com o humor. ele contagia e é undamental

para a melhoria da qualidade no ambiente de trabalho.((

não estrague o seu dia com coisas tão pequenas

F muito di8cil lidar com pessoas que nunca estão de bem com avida. portanto, não deixe que coisas insigniicantes lhe tirem obom humor. coisas pequenas, pelas quais não vale a pena seincomodar.

outro dia, li que na região do colorado, nos estados unidos,existem ru8nas de uma %rvore gigantesca. os naturalistas airmamque a imensa %rvore permaneceu em pé durante quatrocentosanos. ao longo de sua vida, oi atingida inDmeras vezes por raios e

temporais, repetidamente. a %rvore resistiu a todas asadversidades. até que um dia um exército de insetos a atacou ederrubou.

um gigante da loresta que por séculos sobreviveu a raios etemporais acabou caindo diante de insetos tão pequenos que umhomem pode esmag%3los entre um dedo e outro. que coisaA resistirtanto a raios e trovoadas e acabar sendo derrotada por insetosminDsculos.

tome muito cuidado com as coisas pequenas, pois elas podemacabar destruindo o seu dia e também o humor daqueles com osquais voc" convive, pre&udicando muito a qualidade de vida noambiente de trabalho.(-

Page 13: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 13/130

cuidado para não abortar grandes idéiasem uma aculdade de medicina, certo proessor propIs ! classe

a seguinte situação#baseados nas circunst1ncias que vou enumerar, que conselho

voc"s dariam a esta senhora gr%vida do quinto ilhoE o maridosore de s8ilis e ela de tuberculose. seu primeiro ilho nasceucego e o segundo morreu. o terceiro nasceu surdo. o quarto étuberculoso e ela est% pensando seriamente em abortar a quintagravidez. que caminho a aconselhariam tomarE

com base nesses atos, a maioria dos alunos concordou que oaborto seria a melhor sa8da para ela. o proessor, então, disse aos

alunos#3 os que disseram sim ! idéia do aborto, saibam que acabaramde matar o grande compositor lud>ig van beethoven.

na empresa, grandes pro&etos, excelentes idéias, !s vezes são?abortadas? assim que as pessoas envolvidas se v"em diante desituações di8ceis. tudo, para ser bem3eito, leva tempo e exigeperseverança, tenacidade e entusiasmo.(6

mudar h%bitos exige sacri8cios  certa vez, um proeta e seu disc8pulo, estando em viagem,pediram pousada em uma das resid"ncias que encontraram aolongo do caminho.  na hora do &antar, oi3lhes servido como alimentação apenas umcopo de leite. era a Dnica coisa que o dono da casa tinha paraoerecer, embora todos que ali moravam ossem pessoas

saud%veis, tanto os pais como os ilhos. a terra era boa, tinhabastante %rea para plantio, porém a am8lia nada cultivava. emtoda a terra possu8am apenas uma vaca leiteira, de onde vinha oleite que sustentava toda a am8lia.  pela manhã, o proeta e o disc8pulo levantaram, agradeceram ahospedagem e continuaram viagem. um pouco adiante da casa,

Page 14: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 14/130

viram que a vaca pastava ! beira de um precip8cio.o proeta, então, ordenou ao disc8pulo#3 v% até ali e empurre a vaca para o penhasco.

  o disc8pulo inicialmente relutou, mas como era obediente a seumestre ez o que o proeta mandara e empurrou a vaca noprecip8cio. a vaca morreu na queda e o disc8pulo icou bastanteconsternado.  alguns anos se passaram e o proeta e o disc8pulo voltaramnovamente !quela região e novamente pediram pousada na mesmacasa. observaram,(7

imediatamente, que alguma coisa havia mudado naquela am8lia. &%se viam plantações ao redor da casa, animais pastavam no terreno,todos se movimentavam e ocupavam3se com alguma tarea.  na hora do &antar, lhes oi servida uma comida excelente,preparada com os alimentos colhidos da pr$pria terra, o que oimotivo de orgulho para todos.  pela manhã, o proeta e o disc8pulo despediram3se da am8lia e

continuaram viagem.o proeta disse então ao disc8pulo#  3 se não tivéssemos empurrado a vaca no precip8cio, essa am8lianunca poderia ter se desenvolvido, trabalhando e cultivando aterra que possu8am.  essa par%bola nos mostra que devemos expandir nossashabilidades para coisas novas. s$ assim a empresa progredir%. masnos ensina também que mudar h%bitos e comportamentos !s vezes

requer sacri8cios e rompimentos dr%sticos com os padrões detrabalho que adotamos.

não limite o crescimento de seus uncion%rios  um casal levou o ilho de quatro anos ao médico porque o meninoainda quase não alava, embora entendesse tudo que diziam. os

Page 15: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 15/130

pais pensavam que a criança tivesse algum problema.  depois de uma série de testes e exames, o médico concluiu que omenino tinha uma intelig"ncia acima da média. durante os testes, omédico observou que toda vez que azia uma pergunta ! criançaum dos pais imediatamente respondia por ela. o médico aconselhouos dois a não alarem com a criança, e nem por ela, durantealgumas semanas. quando retornaram ao médico alguns dias depois,a criança &% alava luentemente.  na empresa, o gerente ?paizão? não deixa os uncion%rios sedesenvolver através de seus pr$prios erros e acertos. as pessoasaprendem mais praticando e errando do que seguindo as ?decisões

corretas? dos outros.(B

o exemplo vem de cimaconta uma hist$ria que tr"s sapos estavam em uma lagoa quando

ela começou a erver. um dos sapos resolveu sair da lagoa.teoricamente, apenas dois sapos teriam morrido, mas não oi o queaconteceu. os tr"s morreram escaldados, pois o que resolveu sair

apenas ?resolveu? sair. em vez de agir, permaneceu ali parado nalagoa.s$ resolver não adianta. toda resolução exige uma ação para se

tornar aetiva.o primeiro passo para se iniciar um processo de mudança é o

comprometimento do dirigente. F necess%rio que ele assuma aresponsabilidade de mudar a empresa implantando uma novailosoia de trabalho, demonstrando seu compromisso através de

ações eetivas. por isso ele precisa estar convicto e realmentepreparado para enrentar as resist"ncias que ocorrerão durante oprocesso de mudança.

para mudar é preciso mais do que resolver mudarC é precisoagirA(:

Page 16: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 16/130

não &ogue a culpa nos outros  uma empresa estava dando pre&u8zo e os uncion%rios sentiam3seextremamente desmotivados. era preciso azer algo para revertero caos. ninguém, porém, queria assumir nada. pelo contr%rio, opessoal apenas reclamava que as coisas andavam ruins e que nãohavia perspectiva de progresso na empresa.  um dia, quando os uncion%rios chegaram para trabalhar,encontraram na portaria um cartaz no qual estava escrito#?aleceu ontem a pessoa que impedia o seu crescimento naempresa. voc" est% convidado para o vel$rio na quadra de

esportes?. todos icaram curiosos para saber que pessoa andaraimpedindo o crescimento deles na empresa. e oram l% ver.conorme os uncion%rios se aproximavam do caixão, a excitaçãoaumentava#  3 quem ser% que andava atrapalhando o meu progressoE aindabem que esse ineliz morreu...  um a um, agitados, os uncion%rios aproximavam3se do caixão,olhavam para dentro dele e engoliam em seco, caindo em seguida

no mais absoluto sil"ncio, como se tivessem sido atingidos noundo da alma. no visor do caixão, havia sido colocado um espelho.  a mensagem atingiu a todos# s$ existe uma pessoa capaz delimitar seu crescimento e o da empresa# voc" mesmo.(;

aproveite ao m%ximo o potencial dos uncion%rios  na ndia, um carregador de %gua levava dois potes grandes

pendurados em cada ponta de uma vara, a qual ele carregava portr%s do pescoço.  um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era pereitoe sempre chegava cheio de %gua no im da longa &ornada entre opoço e a casa do chee do carregador. o pote rachado chegavaapenas pela metade. assim oi por dois anos, diariamente, o

Page 17: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 17/130

carregador entregando um pote e meio de %gua na casa de seuchee.  claro, o pote pereito estava orgulhoso de suas realizações.porém, o pote rachado estava envergonhado de sua impereição esentindo3se miser%vel por apenas ser capaz de realizar metade doque lhe era designado azer.  ap$s perceber que, por dois anos, nada mais ora que uma alhaamarga, o pote alou para o homem, um dia, ! beira do poço#

3 estou envergonhado, quero pedir3lhe desculpas.3 por qu"E 3 perguntou o homem. 3 de que voc" est%

envergonhadoE

3 nesses dois anos s$ ui capaz de entregar metade da minhacarga, porque essa rachadura no meu lado az com que boa parteda %gua vaze pelo caminho-

da casa de seu senhor. por causa do meu deeito, mesmo tendotodo esse trabalho, voc" não ganha o sal%rio completo pelos seusesorços 3 disse o pote.

o homem icou triste pela situação do velho pote e, comcompaixão, alou#3 quando retomarmos o percurso para a casa do meu senhor,

quero que voc" repare nas lores ao longo do caminho.de ato, ! medida que subiam a montanha, o velho pote rachado

notou lores selvagens na beira da estrada, e isso lhe deu umgrande 1nimo.

no im do percurso, porém, o pote ainda se sentia mal por ter

vazado e de novo se desculpou com o homem por sua alha.o homem disse ao pote#3 voc" notou como havia lores no seu lado do caminhoE notou

que, dia a dia, enquanto volt%vamos do poço, era voc" quem asregavaE por dois anos pude colher essas lores para ornamentar amesa do meu senhor. se voc" não osse do &eito que é, ele não

Page 18: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 18/130

poderia ter tanta beleza para dar graça a sua casa.essa hist$ria nos mostra que cada um de n$s tem seus pr$prios

e Dnicos deeitos. se os reconhecermos, podemos us%3los em nossoavor. procure aproveitar todo o potencial de seus uncion%rios...até mesmo daqueles que pareçam mais limitados.-'

encare o problema de orma otimista  uma empresa desenvolveu um pro&eto de exportação de sapatospara a ndia. enviou dois de seus vendedores a pontos dierentesdaquele pa8s, para que levantassem o potencial do mercado. o

primeiro vendedor enviou o seguinte ax para a diretoria daempresa# ?senhores, cancelem o pro&eto de exportação de sapatospara a ndia. aqui ninguém usa sapatos?.  sem ter conhecimento desse ax, o segundo vendedor enviou oseu# ?senhores, tripliquem o pro&eto de exportação de sapatospara a ndia. aqui ninguém usa sapatos ainda?.  ve&a que interessante# a mesma situação oi interpretada comoum tremendo obst%culo por um dos vendedores e como uma

ant%stica oportunidade por outro. isso mostra como tudo na vidapode ser visto com enoques e maneiras dierentes. ao analisar umproblema na empresa, procure observ%3lo de todos os 1ngulosposs8veis. quem sabe voc" não possa transormar problemas emoportunidadesE-(

a&a com sabedoria e não apenas por compaixão

  certa vez um campon"s encontrou uma cobra morrendo em seus8tio. vendo o sorimento dela, encheu3se de compaixão. apanhou acobra e a levou para casa. deu leite morno a ela, envolveu3a em umcobertor macio e, com carinho, colocou3a a seu lado na camaquando oi dormir. pela manhã, o campon"s estava morto.  por que ele oi mortoE porque s$ agiu movido pela compaixão e

Page 19: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 19/130

não também pela sabedoria. se voc" pegar uma cobra, ela o picar%.quando encontrar um meio de salvar a cobra sem segur%3la, voc"ter% conseguido equilibrar sabedoria e compaixão, e ambos icarãoelizes.  sabedoria e compaixão devem andar &untas. ter uma sem a outraé como andar com um pé s$. voc" pode conseguir pular algumasvezes, mas acabar% caindo. se equilibrar as duas, voc" andar%muito bem, vagarosa e elegantemente, passo a passo.  quantas vezes, por s$ sentirmos compaixão pelas pessoas,deixamos que a qualidade delas caia, condescendemos com seuserros, toleramos a incompet"ncia... no im, tudo se vira contra

voc" mesmo e contra a empresa. como diretor ou gerente, guie3sepela sabedoria e não apenas pela compaixão.--

cuidado com a orma de alar a verdade  um rei sonhou que havia perdido todos os dentes. logo quedespertou, mandou chamar um adivinho para interpretar o sonho.3 que desgraça, senhorA 3 exclamou o adivinho. 3 cada dente ca8do

representa a perda de um parente de vossa ma&estade.  enurecido, o rei chamou os guardas e ordenou que aplicassemcem chicotadas no homem. mandou depois que trouxessem outroadivinho ! sua presença e contou3lhe o sonho. o novo adivinho disseao rei#

3 grande elicidade vos est% reservada, alteza. o sonho signiicaque havereis de sobreviver a todos os vossos parentes.  imediatamente, a isionomia do rei se iluminou num sorriso, e ele

mandou dar cem moedas de ouro ao adivinho. quando o homem saiudo pal%cio, um dos cortesãos lhe disse admirado#3 não é poss8velA a interpretação que voc" ez oi a mesma eita

pelo seu colega. não entendo por que ao primeiro ele pagou comcem chicotadas e a voc" com cem moedas de ouro.

3 lembre3se, meu amigo 3 disse o adivinho 3, tudo depende da

Page 20: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 20/130

maneira de dizer...-6

que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não restadDvida. mas a orma como ela é comunicada é que tem provocado,em alguns casos, grandes problemas, se&a na empresa, se&a nanossa vida particular.-7

o dinheiro é a mais pobre das ambições  um casal estava perdido numa praia. h% dias sem se alimentar,

quase morrendo de ome, avistaram uma velha garraa semi3enterrada na areia. curioso, o homem a desenterrou, limpou3a e adestampou. de imediato, os dois viram surgir um g"nio, que, comorecompensa pela libertação, se dispIs a satisazer tr"s dese&osdo casal. o homem, aminto, não pensou duas vezes. pediu um pratode salsichas, no que oi logo atendido. a mulher icou possessa#  3 como voc" desperdiça um dese&o com salsichas, quandopoder8amos ter pedido um saco de ouro e comer o que quiséssemos

para o resto da vidaE  e tanto alou que o pobre homem dese&ou que as salsichas sepregassem no rosto dela, no que oi logo atendido. não demorou, oterceiro dese&o oi usado para desprender as salsichas da acedela. o g"nio, gargalhando, desapareceu para sempre. e ali icou ocasal, com ome e sem esperança.  não h% nada de errado em ser ambicioso na vida, muito menos emter ?grandes? ambições. s$ tenha em mente que a mais pobre das

ambições é querer ganhar muito dinheiro, porque dinheiro, por sis$, não é um ob&etivo. o dinheiro é apenas um meio para sealcançar uma verdadeira ambição.-9

ressalte os aspectos positivos das pessoas

Page 21: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 21/130

contam que numa carpintaria houve uma vez uma estranhareunião. oi uma reunião entre erramentas, para acertar suasdierenças. o martelo exerceu a presid"ncia, mas os participanteslhe notiicaram que teria de renunciar. a causaE azia barulhodemais e, além disso, passava o tempo todo dando golpes.

o martelo assumiu sua culpa, mas pediu que também osseexpulso o parauso, alegando que ele dava muitas voltas paraconseguir qualquer coisa. o parauso concordou, mas, por sua vez,pediu a expulsão da lixa. disse que ela era muito %spera ao tratardos demais atritos. a lixa acatou a decisão, mas com a condição deque se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo

sua medida, como se osse ele o Dnico pereito.nesse momento o carpinteiro entrou, &untou o material ecomeçou a trabalhar. utilizou o martelo, a lixa, o metro e oparauso. inalmente, uma rDstica madeira converteu3se num inom$vel. quando as erramentas icaram novamente a s$s, aassembléia retomou a discussão. oi então que o serrote pediu apalavra e disse#-B

3 senhores, icou demonstrado que temos deeitos, mas ocarpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontosortes. assim, proponho um trato# não vamos mais ressaltar nossospontos racos e vamos passar a valorizar nossos pontos ortes.

quando uma pessoa busca deeitos na outra, sempre acabaencontrando algo para criticar, e dessa orma o clima tende atornar3se tenso e negativo. por outro lado, quando se buscam com

sinceridade os pontos ortes uns dos outros, as melhoresqualidades aparecem.-:

o que az um uncion%rio mentir  esta é a hist$ria de um uncion%rio que teve a prestação de

Page 22: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 22/130

contas re&eitada pelo chee.  ao retomar de viagem, o uncion%rio ez sua prestação de contase nela incluiu o valor de rJ :, reerente a um guarda3chuva quehavia perdido durante a viagem. ele achou &usto ser reembolsado,

 &% que o havia perdido quando estava a serviço da empresa.  o gerente, ao revisar a prestação de contas, resolveu nãoaprovar o valor de rJ :,, pois nas normas da empresa não estavaprevisto aquele tipo de reembolso. mandou o uncion%rio reazer aprestação de contas e tratar de achar seu guarda3chuva. ouncion%rio corrigiu a prestação de contas e a reapresentou paraaprovação. o gerente, diante da nova prestação de contas reeita

sem os rJ :,, olhou para o uncion%rio e disse#3 quer dizer então que o senhor achou seu guarda3chuvaEe o uncion%rio respondeu#3 não, agora ele est% perdido dentro da prestação de contasA

  essa hist$ria mostra que muitas vezes a atitude de um gerenteou supervisor é que az as relações no trabalho ser alsas e poucotransparentes. claro que existem regras, normas e procedimentos,mas é preciso ter bom senso e discernimento ao aplic%3los.

-;se tiver que decidir, decida logo e evite sorimento  certa vez, a mãe de um menino de dez anos obrigou o ilho aparticipar das aulas de educação 8sica. um dos exerc8cios erapular de uma ponte na %gua. o garoto morria de medo. icava noDltimo lugar da ila e soria a cada salto dado por um colega narente dele, porque em pouco tempo chegaria sua vez de saltar.

  um dia, percebendo o medo do garoto, o proessor obrigou3o aser o primeiro a pular. o garoto sentiu o mesmo medo, mas eleacabou tão r%pido que depois disso passou a ter coragem.  Gs vezes, assistimos a cenas semelhantes na empresa. gerentesque t"m uma tarea para realizar ou uma di8cil decisão a tomar eque, por medo de agir, adiam sempre a obrigação.

Page 23: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 23/130

  F uma lição que precisamos aprender# muitas vezes temos quedar tempo ao tempo. outras vezes, devemos arregaçar as mangase enrentar logo a situação. não existe coisa pior do que adiar.6

pessoas inertes  conta a lenda que certo dia um &ovem passava por uma aldeiadebaixo de um temporal, quando viu uma casa se incendiando.  ao se aproximar, notou que havia um homem dentro da casa,sentado na sala em chamas, &% com ogo na altura dassobrancelhas. o &ovem gritou#

3 sua casa est% pegando ogoA3 eu sei 3 respondeu o homem.3 e por que não sai da8E3 porque est% chovendo l% ora e minha mãe me disse que na

chuva eu posso pegar uma pneumonia...  quando leio essa hist$ria, lembro de certas empresas queresistem a azer mudanças. permanecem acomodadas mesmosentindo que estão sendo engolidas pela concorr"ncia. mesmo

sabendo da evolução tecnol$gica, continuam na era do papelcarbono.  são empresas que preerem a inércia, manter seu modelo arcaicoem vez de buscar novas alternativas 3 !s vezes arriscadas, éverdade, mas que podem trazer muito mais chances de sucessopara a empresa do que se ela permanecer num estado deverdadeira paralisia, apoiada em meros paradigmas.  s%bio é o homem que consegue mudar de situação quando se v"

orçado a isso.6'

o momento certo  um dia um homem entrou num mosteiro e encontrou um mongesorrindo, sentado no altar.

Page 24: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 24/130

3 por que o senhor est% sorrindoE 3 perguntou ao monge.3 porque entendo o signiicado das bananas 3 disse o monge

abrindo a bolsa que carregava e tirando de l% uma banana podre. 3esta é a vida que passou e que não oi aproveitada no momentocerto, e agora é tarde demais. em seguida, tirou da bolsa umabanana ainda verde. mostrou ao homem e tornou a guard%3la. 3essa é a vida que ainda não aconteceu, é preciso esperar omomento certo 3 disse o monge. por im, tirou da bolsa umabanana madura, descascou3a e a dividiu com o homem, dizendo# 3este é o momento presente. saiba viv"3lo sem medo.  o empres%rio precisa estar atento para saber o momento ideal

de introduzir mudanças e estruturar a empresa diante dasperspectivas de mercado e de crescimento. alguns se precipitam eoutros agem tarde demais.6(

rea&a diante das atitudes negativas.  um azendeiro que lutava com muitas diiculdades possu8a algunscavalos para a&udar nos trabalhos em sua pequena azenda.

  um dia, seu capataz trouxe a not8cia de que um dos cavalos haviaca8do num velho poço abandonado.  o poço era muito proundo e seria extremamente di8cil tirar ocavalo de l%. o azendeiro oi rapidamente até o local do acidentee avaliou a situação, certiicando3se de que o animal não havia semachucado.  mas, diante da diiculdade de retirar o animal do poço, e emrazão do alto custo da operação, achou que não valia a pena

investir no resgate.  tomou, então, a di8cil decisão# determinou ao capataz quesacriicasse o animal &ogando terra no poço até enterr%3lo alimesmo.  e assim oi eito# comandados pelo capataz, os empregadoscomeçaram a lançar terra para dentro do buraco, de orma a

Page 25: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 25/130

cobrir o cavalo.  mas, ! medida que a terra ca8a em seu dorso, o animal a sacudiae ela ia se acumulando no undo do poço, possibilitando assim que ocavalo osse subindo.6-

logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrare que, ao contr%rio, estava subindo ! medida que a terra enchia opoço, até que, inalmente, conseguiu sair.

se algum dia, se&a no trabalho ou na vida pessoal, voc" se sentirpor baixo, lembre3se da hist$ria desse cavalo. sacuda a terra que

 &ogarem sobre voc". não se deixe levar pelas atitudes negativasde chees ou colegas de trabalho. rea&a, sacudindo a terra dasincompreensões.66

construa pontes e não barreiras  dois irmãos que moravam em azendas vizinhas, separadasapenas por um riacho, entraram certa vez em conlito. o que

começara com um pequeno mal3entendido inalmente explodiunuma troca de palavras r8spidas, seguidas por semanas de totalsil"ncio.  numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem ! sua porta. eraum carpinteiro com uma caixa de erramentas procurando portrabalho.  3 tenho trabalho para voc" 3 disse o azendeiro. 3 est% vendoaquela azenda além do riachoE F do meu irmão. quero que

construa uma cerca bem alta para que eu não precise mais v"3lo.  3 entendo a situação 3 disse o carpinteiro. 3 arei um trabalhoque o deixar% satiseito.  o azendeiro oi até a cidade e deixou o carpinteiro trabalhando.quando o azendeiro retomou, seus olhos não podiam acreditar noque viam. não havia cerca nenhumaA em seu lugar havia uma ponte

Page 26: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 26/130

ligando um lado ao outro do riacho. ao erguer os olhos para aponte, viu seu irmão aproximando3se da outra margem, correndode braços abertos. correram um na direção do outro e abraçaram3se no meio da ponte. emocionados, viram o carpinteiro arrumandosuas erramentas para partir.67

3 não, espereA 3 disse o mais velho. 3 ique conosco mais algunsdias. tenho muitos outros pro&etos para voc".

e o carpinteiro respondeu#3 adoraria icar, mas tenho muitas outras pontes para

construir.dessa hist$ria extra8mos duas lições#a primeira é que podemos ser gerentes que constroem

barreiras ou pontes. particularmente, preiro construir pontes,pois elas signiicam a união e a conciliação. as barreirassimbolizam a resist"ncia e o impedimento de meu pr$priodesenvolvimento.

a segunda lição é que, mesmo sendo contratados para construir

barreiras, podemos ter uma atitude como a do carpinteiro econstruir pontes em vez de ortalezas.as pessoas, no undo do coração, querem isso de n$s.

69

nunca tome decisões precipitadas  existiu um lenhador que acordava todos os dias !s seis da manhãe trabalhava o dia inteiro cortando lenha. s$ parava tarde da

noite.  esse lenhador tinha um ilho, lindo, de poucos meses, e tambémuma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de suatotal coniança. todos os dias o lenhador sa8a para trabalhar edeixava a raposa tomando conta de seu ilho. todas as noites, aoretomar do trabalho, a raposa icava eliz com sua chegada. os

Page 27: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 27/130

vizinhos alertavam o lenhador a toda hora. diziam que a raposaera, ainal, um bicho, um animal selvagem e, portanto, não eraconi%vel. quando ela sentisse ome certamente iria comer acriança  o lenhador, sempre retrucando com os vizinhos, alava que tudoisso era uma grande bobagem. a raposa era sua amiga, &amais ariauma coisa dessas. os vizinhos insistiam#  3 lenhador, abra os olhosA a raposa um dia ainda vai comer seuilho. quando sentir ome, comer% seu ilhoA  um dia, muito exausto do trabalho e &% cansado de tantoscoment%rios, o lenhador chegou em casa e deu com a raposa

sorrindo como sempre, mas6B

desta vez com a boca toda ensang@entada. o lenhador suou rio e,sem pensar duas vezes, acertou o machado na cabeça do animal. aoentrar, desesperado, no quarto do ilho, encontrou a criança noberço dormindo tranq@ilamente e, ao lado da caminha, uma cobramorta.

o lenhador enterrou o machado e a raposa &untos.se voc" conia em alguém, não importa o que os outros pensem arespeitoC siga sempre o seu caminho e não se deixe inluenciar. e,principalmente, nunca tome decisões precipitadas.6:

evite palavras %speras  esta é a hist$ria de um menino que tinha um mau car%ter por

pura alta de paci"ncia com os outros. um dia seu pai entregou3lheum saco de pregos e lhe propIs que, cada vez que perdesse apaci"ncia, ele pregasse um prego atr%s da porta.  no primeiro dia, o menino pregou -B pregos atr%s da porta. nassemanas que seguiram, ! medida que ia aprendendo a controlar seug"nio, o garoto pregava cada vez menos pregos atr%s da porta.

Page 28: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 28/130

com o tempo, ele descobriu que era mais %cil controlar seu g"nioque pregar pregos atr%s da porta.  e inalmente chegou o dia em que o menino conseguiu controlarseu car%ter durante um dia inteiro.  depois de contar a novidade ao pai, este sugeriu ao ilho que,cada dia que conseguisse controlar seu car%ter, osse retirandoum prego da porta. os dias se passaram, até chegar aquele em queo &ovem pIde, inalmente, anunciar ao pai que não havia maispregos pregados atr%s da porta.

o pai pegou o ilho pela mão, levou3o até a porta esburacada edisse#

3 meu ilho, voc" trabalhou duro, eu sei, mas ve&a quantosburacos h% agora na porta... ela nunca mais ser% a mesma. cada vezque voc" perde a paci"ncia, deixa cicatrizes exatamente comoestas aqui. voc" pode insultar6;

alguém e depois pedir desculpas, mas, dependendo da maneiracomo voc" alou, o mal poder% ter sido devastador e a cicatriz

icar% para sempre.uma oensa verbal pode ser tão daninha como uma oensa8sica. as boas relações no trabalho são a base de um ambienteagrad%vel e produtivo. palavras %speras, mesmo seguidas depedidos de desculpas, apenas servem para criar rusgas epre&udicar a harmonia tão necess%ria na empresa.

o cargo de gerente ou diretor lhe concede o poder daautoridade. nunca o direito de menosprezar os uncion%rios ou

trat%3los com descortesia.7

não d" ouvidos aos pessimistas  era uma vez uma corrida de... sapinhos. o ob&etivo era atingir oalto de uma grande torre. no local, uma multidão assistia. muita

Page 29: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 29/130

gente para vibrar e torcer por eles. começou a competição. como amultidão, no undo, não acreditava que os sapinhos pudessemalcançar o alto daquela torre, o que mais se ouvia era# ?que penaAos sapinhos não vão conseguir. não vão conseguir5. e os sapinhoscomeçaram a desistir. mas havia um sapinho que persistia econtinuava a subida em busca do topo. a multidão continuava agritar# 4ah, que penaA voc"s não vão conseguir?. e os sapinhos iammesmo desistindo, um por um, menos aquele outro, que continuavatranq@ilo, embora arante.  ao término da competição, todos &% haviam desistido, menos ele.a curiosidade, então, tomou conta de todo mundo. queriam saber o

que tinha acontecido. e, quando se reuniram em volta do sapinhovencedor para perguntar a ele como é que tinha conseguidoconcluir a prova, descobriram que ele era surdo.  todo dia somos bombardeados por palavras vindas de pessoasnegativas. não deixe que elas destruam seus sonhos nem impeçamsuas realizações. se&a positivo. ar% bem a voc" e aos outros.7'

ale, mas ale com conteDdo  esta hist$ria relete o comportamento de muitas empresas epessoas que gostam de azer muito barulho, mas que no undo, noundo não demonstram ter muito conteDdo#  certa manhã, meu pai me convidou para dar um passeio nobosque. eu aceitei com prazer. depois de um tempo, paramos paradescansar numa clareira. ap$s um breve sil"ncio, ele meperguntou#

3 além do cantar dos p%ssaros, voc" est% ouvindo mais algumacoisaE apurei os ouvidos por alguns segundos e respondi#3 estou ouvindo o barulho de uma carroça.3 isso mesmo 3 disse meu pai. 3 uma carroça vazia...3 como pode saber que a carroça est% vazia, se ainda não a

vimosE 3 perguntei a ele.

Page 30: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 30/130

  3 ora 3 respondeu meu pai 3, é muito %cil saber que uma carroçaest% vazia# quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela az.  tornei3me adulto e, até ho&e, quando ve&o uma pessoa alandodemais, de maneira inoportuna, interrompendo a conversa de todomundo, tenho a impressão de ouvir a voz de meu pai dizendo#

3 quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela az...7(

voc" é quem constr$i sua empresaum carpinteiro estava para se aposentar. ele contou ao chee

seus planos de largar o serviço de carpintaria e de construção de

casas para viver uma vida mais calma com a am8lia. claro que umsal%rio mensal aria alta, mas ele dese&ava muito a aposentadoria.o dono da empresa sentiu em saber que perderia um de seusmelhores empregados e lhe pediu que constru8sse uma Dltima casacomo um avor especial.

o carpinteiro consentiu, mas com o tempo se via que seuspensamentos e seu coração não estavam no trabalho. ele &% não seempenhava como antes no serviço e acabou até utilizando mão3de3

obra e matérias3primas de qualidade inerior. uma maneiralament%vel de encerrar a carreira.quando o carpinteiro terminou o trabalho, seu ex3chee oi

inspecionar a casa. no im da visita, entregou a chave da porta aocarpinteiro.

3 esta casa é sua 3 disse. 3 meu presente para voc".que choqueA que vergonhaA se soubesse que estava construindo

sua pr$pria casa, teria eito tudo dierente, não teria sido tão

inconseq@ente. agora teria de morar numa casa eita de qualquermaneira.7-

assim também acontece conosco. Gs vezes, trabalhamos demaneira distra8da, reagindo mais do que agindo, dese&ando colocar

Page 31: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 31/130

sempre menos do que o nosso melhor.lembre3se# voc" constr$i a empresa em que trabalha. voc" é o

carpinteiro. a realização de suas tareas, ou se&a, a qualidade deseu trabalho, é que deinir% a qualidade da casa em que voc"trabalha.76

se quiser que as coisas uncionem, acompanhe tudo de perto  um gran&eiro pediu certa vez a um s%bio que o a&udasse amelhorar a produtividade de sua gran&a, que estava apresentandoum baixo rendimento. o s%bio escreveu algo em um pedaço de

papel, colocou em uma caixa, echou e entregou ao gran&eiro,dizendo#  3 leve esta caixa por todos os lados da gran&a, tr"s vezes aodia, durante um ano.  assim ez o gran&eiro. pela manhã, ao ir ao campo segurando acaixa, encontrou um empregado dormindo, quando deveria estartrabalhando. acordou3o e chamou sua atenção. ao meio3dia, quandooi ao est%bulo, deu com o gado su&o e os cavalos sem alimentação.

e ! noite, ao ir ! cozinha com a caixa, notou que o cozinheiroestava desperdiçando os g"neros aliment8cios. a partir da8, todosos dias ao percorrer a gran&a de um lado para o outro com seuamuleto, encontrava coisas que deveriam ser corrigidas.

ao inal do ano, o gran&eiro voltou a se encontrar com o s%bio edisse#  3 deixe esta caixa comigo por mais um ano, por avor. orendimento da minha gran&a melhorou desde que estou com este

amuleto.77

o s%bio riu e, abrindo a caixa, disse#3 pois voc" pode ter este amuleto pelo resto de sua vida.no papel estava escrita a seguinte rase# ?se quer que as coisas

Page 32: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 32/130

melhorem, acompanhe3as de perto?.acompanhar as atividades do uncion%rio é muito importante. se

voc" não acompanha, seus subordinados também nãoacompanharão, e quando ninguém acompanha nada o que impera é aimprodutividade. se voc" é gerente ou diretor e quer que as coisasmelhorem na empresa, acompanhe tudo sistematicamente.79

recompense os comportamentos corretos  um homem que estava pescando olhou pela borda de seu barco eviu na %gua uma cobra com um sapo na boca. sentindo pena do sapo,

curvou3se, tirou cuidadosamente o sapo da boca da cobra e osoltou. mas logo também sentiu pena da cobra aminta. não tendocomida para lhe oerecer, pegou uma garraa de u8sque ederramou algumas gotas na boca da cobra, que oi embora eliz davida. o sapo também estava radiante, o pescador mais satiseitoainda consigo mesmo pelas boas ações praticadas. pensou queestava tudo bem, até que, quinze minutos depois, ouviu algumacoisa batendo na lateral do barco. olhou para baixo e, sem

acreditar, viu que a cobra estava de volta, agora com dois sapos naboca.  esta %bula nos ensina uma lição importante# é %cil cair naarmadilha de recompensar atividades erradas. muitas vezestomamos uma medida esperando determinado resultado e o eeitoé completamente oposto ao que dese&amos. independentemente doque acontecer, este&a certo de que as pessoas vão azer aquiloque or mais vanta&oso para elas.

7B

o maior obst%culo para o sucesso das organizações de ho&e é agrande dist1ncia entre o comportamento que precisamos obter e ocomportamento que acabamos recompensando.

por exemplo# precisamos de gerentes de primeira linha que

Page 33: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 33/130

tomem decisões de longo prazo, mas os recompensamos comexcelentes boniicações baseadas em lucros a curto prazo e osameaçamos quando os lucros despencam. resultado# os gerentesmaximizam os lucros a curto prazo, investem menos dinheiro empessoas e equipamentos, e as empresas icam estagnadas.

nessas circunst1ncias, é muito prov%vel que voc" e euizéssemos exatamente a mesma coisa que esses gerentes. sevoc" quer mudanças, para obter os resultados positivosrecompense as pessoas pelos comportamentos corretos.7:

tente entender o que o outro est% dizendo  uma vez, quatro mendigos se encontraram por acaso em umaencruzilhada# um turco, um %rabe, um persa e um grego. paracelebrar o encontro, decidiram azer uma reeição &untos.reuniram os poucos centavos que tinham, com o intuito de compraralgo para a comemoração. mas a8 chegaram a um impasse. o quecomprar com o dinheiroE ?uzum?, disse o turco. ?ineb5, disse o%rabe. ?inghur?, disse o persa. ?staphilion?, disse o grego. cada um

deles havia eito sua escolha num tom decidido, e logo todosestavam discutindo erozmente, cada um deendendo que suaescolha era a melhor.  nesse momento, passou por ali um s%bio que conhecia todasaquelas l8nguas e revelou o absurdo da briga.  3 cada um de voc"s est% sugerindo a mesma coisa, s$ que compalavras dierentes# uvasA  quantas vezes não nos inlamamos e sa8mos, de espada em punho,

deendendo nossas opiniões, sem ao menos conirmar antes outentar entender o que o outro est% nos dizendoE7;

a gl$ria e a derrota são passageiras  havia certa vez um rei s%bio e bom que &% se encontrava no im

Page 34: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 34/130

da vida. um dia, pressentindo a chegada da morte, chamou seuDnico ilho, que o sucederia no trono, tirou do dedo um anel e deu3o a ele dizendo#  3 meu ilho, quando ores rei, leva sempre contigo este anel.nele h% uma inscrição. quando viveres situações extremas de gl$riaou de dor, retira3o e l" o que h% nele.  e o rei morreu, e seu ilho passou a reinar em seu lugar, sempreusando o anel que o pai lhe deixara. passado algum tempo,surgiram conlitos com um reino vizinho que culminaram numaterr8vel guerra.  G rente de seu exército, o &ovem rei partiu para enrentar o

inimigo. no auge da batalha, seus companheiros lutavambravamenteC mortos, eridos, tristeza, dor, e o rei se lembraentão do anel. tira3o do dedo e l" a inscrição# ?isto tambémpassar%?.  e ele continuou na luta. perdeu batalhas, venceu outras tantas,mas ao inal se saiu vitorioso.  retorna, então, a seu reino e, coberto de gl$ria, entra emtriuno na cidade. o povo o aclama. chama3o de her$i. neste

momento ele se lembra de seu velho e s%bio pai. tira o anel e l"#?isto também passar%?.9

para quem voc" trabalhaE  a expressão ?cliente interno? tem sido utilizada por muitasempresas que adotam a ilosoia da qualidade total. exagerandoum pouco, se poderia dizer que essa concepção é a descoberta do

século no que se reere a conceito de trabalho. para entendermelhor o que é o cliente interno, imagine a cena de um ilmeantigo# houve um inc"ndio na cidade e, como não existia aindacarro de bombeiro, é a pr$pria população que aparece a&udando aapagar o inc"ndio.  orma3se uma ila imensa, e todos vão passando o balde de %gua

Page 35: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 35/130

para a pessoa ao lado. quem est% no in8cio da ila, perto da onte,!s vezes nem sabe exatamente onde é o inc"ndio. quem est% nomeio sabe que tem de passar o balde cheio dK%gua no ritmo certo,sincronizado, para não pre&udicar todo processo de apagar o ogo.e quem est% &ogando a %gua pr$ximo ao ogo também não sabequem est% trabalhando por toda a ila, s$ sabe que tem dereceber o balde e rapidamente &ogar a %gua contra o ogo.  assim também é na empresa. cada pessoa az seu trabalho e opassa para alguém, que é o seu cliente interno no processo. nacadeia do processo, o Dltimo a receber o produto ou serviço échamado de cliente externo.

9'quando o conceito de cliente interno é aplicado, os conlitos

entre os departamentos diminuem e as pessoas começam a pensare a agir de maneira dierente, ortalecendo o esp8rito de equipe.  identiique na empresa quem é o seu cliente internoC é para eleque voc" trabalhaA9(

se não estiver eliz no trabalho, parta para outravoc" conhece o ditado ?macaco velho não bota a mão em

cumbuca?.  ele se explica porque os caçadores de macaco usam o seguintemétodo para caçar o animal# abrem um pequeno buraco num coco,colocam uma banana dentro e enterram o coco. com ome, omacaco sente o cheiro da banana e apanha o coco. coloca a mão na

abertura, pega a banana, mas não consegue tir%3la, porque sua mãoechada não passa pela abertura. em vez de largar a ruta, omacaco ica ali lutando contra o imposs8vel, até ser agarrado. da8 oditado ?macaco velho não bota a mão em cumbuca?.  mas parece que essa teimosia não acontece s$ com os macacos.tenho visto pessoas que se dizem insatiseitas com o trabalho,

Page 36: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 36/130

mas que insistem em continuar no emprego. se voc" não est% elizcom seu trabalho, parta para outra e não ique como o macaco,preso a uma banana, esperando a morte chegar.9-

não tenha medo de arriscar  havia um rei que, quando azia prisioneiros, não os matavaClevava3os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros em umcanto e uma imensa porta de erro no outro, com iguras decaveiras cobertas por sangue. dizia aos prisioneiros#

3 voc"s podem escolher morrer lechados por meus arqueiros

ou passar por aquela porta e l% serem trancados.todos os que por ali passavam escolhiam ser mortos pelosarqueiros. um dia um soldado perguntou ao rei#

3 o que h% por tr%s dessa assustadora portaE3 v% e ve&a voc" mesmo 3 disse o rei.

  o soldado então abriu vagarosamente a porta e percebeu que !medida que o azia, raios de sol iam adentrando e clareando oambiente, até que, quando ela estava totalmente aberta, notou que

levava ! liberdade, a um caminho que libertaria quem por elapassasse. o soldado icou espantado, e o rei disse#3 eu dou a todos a possibilidade de escolha, mas todos

preerem morrer a arriscar abrir esta porta.  na empresa ou na vida pessoal, quantas portas deixamos de abrirpor medo de arriscarE quantas vezes nos anulamos por sentirmedo de abrir a porta de nossos sonhosE96

para qualquer problema h% sempre uma sa8da  certa vez, um homem oi acusado de um crime que não cometeu.ele sabia que tudo seria eito para conden%3lo. o &uiz simulou um

 &ulgamento &usto, azendo ao inal uma proposta ao acusado#3 vou escrever em um pedaço de papel a palavra ?inocente? e em

Page 37: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 37/130

outro a palavra ?culpado?. voc" sorteia um dos papéis e aquele quepegar ser% o seu veredicto.  sem o acusado perceber, o &uiz escreveu nos dois papéis apalavra ?culpado5, de maneira que, naquele instante, não existianenhuma chance de o acusado se livrar da orca. não havia sa8da.não havia alternativas para o pobre homem.  o &uiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusadoescolher um. o homem pensou alguns segundos e, pressentindo aarmadilha, pegou um dos papéis e rapidamente o colocou na boca eengoliu.  3 mas o que voc" ez, homemEA e agoraE 3 disse o &uiz. 3 como

vamos saber qual o seu veredictoE3 F muito %cil 3 respondeu o acusado. 3 basta olhar o papel quesobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contr%rio.97

imediatamente o homem oi libertado.moral da hist$ria# por mais di8cil que se&a uma situação, nunca

deixe de acreditar até o Dltimo momento. para qualquer problema,

h% sempre uma sa8da.99

a integração dos setores ortalece a empresa  um homem tinha muitos ilhos que viviam brigando. não haviameio de conseguir harmonia na am8lia. um dia, ele pegou um eixede gravetos e pediu que cada ilho tentasse quebr%3lo com o

 &oelho. todos tentaram e não conseguiram. então ele desez o

eixe e distribuiu um graveto para cada ilho. desta vez ninguémteve diiculdade em quebrar o seu.  3 ve&am s$ 3 disse o pai 3, se voc"s se unirem, não haver% inimigoque possa venc"3los, mas separados...  o que mais observo nas organizações é a alta de união entre ossetores. na maioria dos casos, cada departamento visa seus

Page 38: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 38/130

pr$prios interesses, transormam3se em verdadeiros eudosdentro da empresa e, com isso, ela se torna r%gil e vulner%vel.  promover o trabalho em equipe é tarea di8cil, pois envolvepessoas e sentimentos. mas essa é a principal missão de umgerente, azer com que ha&a integração entre os setores.  s$ promovendo o trabalho em equipe é que o gerente ar% a suaempresa s$lida e resistente para enrentar a orça daconcorr"ncia.9B

para consertar o mundo, conserte primeiro o homem

  um diretor de &ornal mandou que seu melhor &ornalistaescrevesse uma matéria sobre como consertar o mundo. deu3lhetr"s dias de olga para reletir.  ao chegar em casa, o &ornalista disse ! mulher que tinha tr"sdias de olga e aproveitou para passear. como era bom na suaatividade, não se preocupou e deixou o texto para a Dltima hora.  no primeiro dia, ele oi para a casa de campoC no segundo, para apraiaC no terceiro, icou com a am8lia descansando em casa. ao

inal da tarde, dirigiu3se para o seu escrit$rio, em sua pr$priacasa, pegou um mapa do mundo que estava guardado, estendeu3osobre a mesa e icou buscando inspiração para a matéria.  depois de muito rascunho &ogado no lixo, eis que seu ilhinhoentra na sala com um gaanhoto na mão, passando a perturbar opai para que escrevesse algo a respeito daquele bichinho. &% decabeça quente e urioso, o pai, pegou o mapa, rasgou3o em v%riospedaços, deu na mão do garoto e disse#

  3 assim que voc" montar novamente este mapa, escreverei algo arespeito do bichinho...9: 

o garoto saiu, e não demorou quinze minutos estava de voltacom o mapa completamente restaurado. espantado, o pai exclamou#

Page 39: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 39/130

3 ilhoA como voc" pIde, em tão pouco tempo, montar estemapaE

e o garoto explicou#3 pai, é que o senhor não percebeu que atr%s do mapa havia o

desenho de um homem. eu consertei o homem e acabeiconsertando o mundoA

e depois disso o &ornalista não teve mais dDvidas de comosolucionar o seu problema.9;

valorize as coisas simples

  num pequeno vilare&o, numa casa simples mas limpa e bem3arrumada, vivia um homem com sua am8lia# mulher, tr"s ilhos e asogra. o homem, porém, sentia3se completamente ineliz.reclamava de tudo e de todos. ora implicava com os ilhos, ora eraa sogra que o aborrecia, ora a casa é que era pequena demais, ouentão a esposa é que não era boa o suiciente... nada o satisazia.  um dia, cansado de tanto sorer, resolveu aconselhar3se com ohomem mais s%bio do vilare&o.

o s%bio então lhe disse#3 v%, meu ilho, procure um bode e o coloque dentro de casa.  o homem se surpreendeu com aquele conselho, mas, diante dainsist"ncia do s%bio, resolveu azer o que ele sugeria. passadoalgum tempo, o homem ineliz voltou ao s%bio mais ineliz ainda,dizendo que sua vida tinha icado muito pior, que sua casa agoraestava su&a, barulhenta, malcheirosa, insuport%vel, e perguntou oque deveria azer.

e o s%bio lhe disse# 3 v% e tire o bode de sua casa.  e assim ele ez. tamanho oi o al8vio por se ver livre do animalque, a partir daquele dia, ele se transormou em um novo homem.começou a descobrir e a valorizar uma porção de coisas, coisassimples que sempre tinham estado ! sua volta e das quais elenunca tinha percebido a exist"ncia.

Page 40: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 40/130

B

antes de criticar, veriique seus pr$prios deeitos e limitaçõesum casal de recém3casados mudou3se para um bairro muito

tranq@ilo. na primeira manhã que passavam na casa nova, enquantotomavam o caé da manhã a mulher reparou em uma vizinha quependurava lenç$is no varal. comentou com o marido#

3 que lenç$is su&os ela est% pendurando no varalA est%precisando é de um sabão novo. se eu tivesse intimidade,perguntaria se ela gostaria que eu a ensinasse a lavar roupasA

o marido escutou calado.

tr"s dias depois, também durante o caé da manhã, a vizinhaestava de novo pendurando lenç$is no varal. e novamente a mulhercomentou com o marido#

3 nossa vizinha continua pendurando lenç$is su&osA se eu tivesseintimidade, perguntaria se ela gostaria que eu a ensinasse a lavarroupasA

e assim, a cada tr"s dias, a mulher repetia esse discurso ao vera vizinha pendurando roupas no varal.

passado um m"s, a mulher se surpreendeu ao ver lenç$is muitobrancos sendo estendidos. empolgada, oi dizer ao marido#B'

  3 ve&a, inalmente ela aprendeu a lavar roupaA ser% que outravizinha deu o sabão a elaE porque eu mesma não iz nada...

o marido calmamente respondeu#3 não. F que ho&e eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da

nossa &anela...e assim é. tudo depende da &anela através da qual observamosos atos. antes de criticar, veriique se voc" ez alguma coisapara contribuir, veriique seus pr$prios deeitos e limitações.devemos olhar, antes de tudo, para nossa pr$pria casa, paradentro de n$s mesmos. essa é a nossa melhor contribuição.

Page 41: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 41/130

B(

quem cria o ambiente de trabalho é voc"  de vez em quando, ouço pessoas dizer ?não d% para trabalharnesta empresa, o pessoal aqui é muito estranho, muito complicado,são todos uns ego8stas?... quando ouço isso, me lembro de umalenda.  certa vez, um &ovem chegou ! beira de um o%sis e, aproximando3se de um velho, perguntou3lhe#

3 que tipo de pessoas vive neste lugarEao invés de responder, o velho perguntou#

3 que tipo de pessoas vive no lugar de onde voc" vemE  3 ahA um grupo de pessoas ego8stas e malvadas 3 respondeu orapaz. 3 estou satiseito de haver sa8do de l%.  e o velho replicou# 3 a mesma coisa voc" haver% de encontrar poraqui. no mesmo dia, outro &ovem chegou ao o%sis e, vendo o ancião,perguntou3lhe#

3 que tipo de pessoas vive aquiEo velho respondeu com a mesma pergunta que izera ao outro

rapaz#3 que tipo de pessoas vive no lugar de onde voc" vemEB-

  o &ovem respondeu# 3 pessoas magn8icas, amigas, honestas,hospitaleiras. iquei muito triste por ter de deix%3las.

3 pois o mesmo voc" encontrar% aqui 3 respondeu o ancião.um homem que havia escutado as duas conversas perguntou ao

velho# 3 como é poss8vel dar respostas tão dierentes ! mesmaperguntaE ao que o velho respondeu#  3 aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passounada poder% encontrar de bom por aqui. aquele que encontrouamigos também os encontrar% aqui. ou se&a, cada um encontra navida exatamente aquilo que traz dentro de si mesmo.

Page 42: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 42/130

  o mesmo se d% no nosso ambiente de trabalho# somos n$s que ocriamos. ele s$ depende de n$s mesmos.B6

torne3se maior no trabalho  alguns uncion%rios não se sentem preparados quando recebemuma promoção. vão deixar de ser subordinados e transormar3seem supervisores e gerentes, e a8 vem o medo de assumir novasresponsabilidades. não devemos ter medo de progredir. o cursonormal da natureza é a transormação.  dizem que antes de um rio cair no oceano ele treme de medo.

olha para tr%s, para toda a &ornada que percorreu, para os cumes,as montanhas, para o longo caminho sinuoso que trilhou através delorestas e povoados, e v" ! sua rente um oceano tão vasto queentrar nele nada mais é que desaparecer para sempre.  mas não h% outra maneira. um rio não pode voltar. ninguém podevoltar. voltar é imposs8vel para uma carreira bem3sucedida. voc"pode apenas seguir em rente. o rio precisa se arriscar e entrarno oceano. somente quando entra no oceano é que o medo

desaparece, porque então o rio saber% que não se trata dedesaparecer no oceano, mas de se tornar oceano. por um lado édesaparecimento, por outro é renascimento. assim é com aquelesque são promovidos e crescem na empresa. voc" pode ir em rentee se arriscar. coragem, torne3se oceano, torne3se maior em seutrabalho.B7

a melhor orma de ensinar é dar o exemplo  napoleão bonaparte oi, sem dDvida, um dos maiores l8deres que omundo &% conheceu. certa vez, seu exército estava se preparandopara uma de suas maiores batalhas. as orças advers%rias tinhamum contingente tr"s vezes maior que o das tropas de napoleão,além de um equipamento muito superior. napoleão avisou os

Page 43: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 43/130

generais de que estava indo também para a rente de batalha eeles procuraram convenc"3lo a mudar de idéia#  3 comandante, o senhor é o império. se morrer, o impériodeixar% de existir. a batalha ser% muito di8cil. deixe que n$scuidaremos de tudo. por avor, ique. conie em n$s.  tudo em vão, nada ez napoleão mudar de idéia. no meio da noite,o general &unot, um de seus brilhantes auxiliares e também amigo,procurou3o e, de novo, tentou mostrar o perigo de o imperador irpara a rente de batalha. napoleão olhou3o com irmeza e disse#

3 não tem &eito, eu vou.3 mas por qu", comandanteE

e napoleão respondeu# 3 F mais %cil puxar do que empurrar.B9 

servir de exemplo não é a melhor orma de ensinarC é a Dnicaorma de ensinarA  se os diretores quiserem que as coisas melhorem na empresa,precisam dar o exemplo. se os uncion%rios não percebem oesorço e o irme prop$sito da diretoria, diicilmente promoverão

as mudanças necess%rias. liderar não é tarea %cil.BB

voc" vale pelo que é, e não pelo que tem  um amoso conerencista começou um dia sua palestra segurandouma nota de 7 reais. numa sala com duzentas pessoas, eleperguntou ! platéia# 3 quem quer esta nota de 7 reaisE

mãos começaram a se erguer.

3 eu darei esta nota a um de voc"s, mas primeiro deixem3meazer istoA 3 então ele amassou a nota. e perguntou outra vez#3 quem ainda quer esta notaEas mãos continuaram erguidas.3 bom, e se eu izer istoE 3 perguntou, deixando a nota cair no

chão e começando depois a pis%3la e a esreg%3la. em seguida,

Page 44: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 44/130

pegou a nota imunda e amassada, e perguntou#3 e agoraE quem ainda quer esta notaEtodas as mãos permaneceram erguidas.

  3 meus amigos, aprendam esta lição. não importa o que eu açacom o dinheiro, voc"s ainda vão querer esta cédula, porque ela nãoperde o valor, ela sempre valer% 7 reais.B: 

isso também se d% conosco. muitas vezes, na vida, somosamassados, pisoteados e icamos su&os, por decisões que tomamosou por circunst1ncias com que deparamos em nosso caminho. e

assim nos sentimos desvalorizados, sem import1ncia. porém,creiam# não importa o que aconteceu ou acontecer%, &amaisperdemos nosso valor.  quer este&amos su&os, quer este&amos limpos, quer amassados ouinteiros, nada disso altera a import1ncia que temos# o nosso valor.B;

novos desaios renovam nosso 1nimo

  uma tarde, o pai saiu para um passeio com as duas ilhas, uma deoito e a outra de quatro anos. em determinado momento dacaminhada, a ilha mais nova, pediu ao pai que a carregasse, poisestava muito cansada para continuar andando. o pai respondeu quetambém estava exausto. diante da resposta, a garotinha começoua choramingar e a azer corpo mole.  sem dizer uma palavra, o pai limitou3se a cortar um galhocomprido de uma %rvore. depois, o entregou ! ilha, dizendo#

  3 olhe aqui um cavalinho para voc" montar, ilhaA ele ir% a&ud%3la aseguir em rente.  a menina parou de chorar e pIs3se a cavalgar o galho tão r%pidoque chegou em casa antes dos outros. icou tão encantada com seucavalo de pau que oi di8cil az"3la parar de galopar.  a irmã mais velha icou intrigada com o que viu e perguntou ao pai

Page 45: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 45/130

como entender a atitude da irmã.o pai sorriu e respondeu#

3 assim é a vida, minha ilha. Gs vezes a gente est% 8sica ementalmente cansado, certo de que é imposs8vel continuar. masentão encontramos um ?cavalinho? qualquer que nos d% 1nimo outravez.  esse cavalinho pode ser um novo desaio, uma nova oportunidadeno trabalho... o importante é nunca se deixar levar pela preguiçaou pelo des1nimo.

:'s$ assuma novas responsabilidades se estiver preparado  conta uma antiga %bula que um camundongo vivia angustiado commedo do gato. então um m%gico teve pena dele e o transormou emum gato. mas como ele icou com medo do cão, o m%gico otransormou em uma pantera. então ele começou a temer oscaçadores.

  a essa altura o m%gico desistiu. voltou a transorm%3lo em umcamundongo e disse#  3 nada que eu aça vai a&ud%3lo, porque voc" tem apenas acoragem de um camundongo.  h% pessoas assim como o rato medroso. apesar de crescerem naempresa, assumindo cargos mais importantes, continuammedrosas, sentem3se inseguras e estão sempre postergandodecisões importantes por medo de errar.

  antes de promover alguém para um cargo de cheia, o qual exigeagilidade e segurança de ações, analise bem a capacidade douncion%rio e a autoconiança dele.:(

procure sempre se renovar proissionalmente

Page 46: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 46/130

  a %guia é a ave de maior longevidade. chega a viver setenta anos.mas para alcançar essa idade, aos quarenta anos ela tem quetomar uma séria e di8cil decisão.  com quarenta anos de vida, ela &% est% com as unhas compridas elex8veis e não consegue mais agarrar as presas das quais sealimenta. o bico alongado e pontiagudo se curva, apontando para opeito. as asas estão envelhecidas e pesadas em razão da grossuradas penas. voar torna3se muito di8cil.  s$ restam ! %guia duas alternativas# morrer ou enrentar umdolorido processo de renovação que ir% durar cento e cinq@entadias. esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha

e se recolher a um ninho pr$ximo a um paredão. ap$s encontraresse lugar, a %guia começa a bater com o bico no paredão atéconseguir azer o bico cair. depois disso, espera nascer um novobico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. quando as novasunhas começam a nascer, a %guia passa a arrancar as velhas penas.e s$ passados cinco meses a ave sai para seu amoso vIo derenovação e para viver mais trinta anos.:-

  em nossa vida, muitas vezes também temos de nos resguardarpor algum tempo para dar in8cio a um processo de renovação. paraque continuemos a voar um vIo vitorioso, devemos nos desprenderde lembranças, costumes e outras tradições que nos causaramdor. somente livres do peso do passado, podemos aproveitar oresultado valioso que uma renovação sempre traz.:6

não se pode agradar a todos  muitas pessoas se comportam de uma orma que, imaginam,agradar% a todos. conheci um gerente que não sabia se agradava aseu diretor ou aos uncion%rios e, como era de se esperar,terminou perdendo o cargo e o emprego. a situação me ez

Page 47: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 47/130

lembrar a hist$ria do homem, do menino e do burro.  um pai andava pelas ruas com seu ilho e um &umento. o pai iamontado no animal, enquanto o ilho o conduzia, puxando o burricopor uma corda.  3 pobre criançaA 3 exclamou uma pessoa na rua. 3 uma criança tãopequena se esorçando tantoA como pode o pai icar ali sentadotão calmamente em cima do burro, vendo o menino virar umarrapo de tanto correr.  o pai tomou a sério a observação, desmontou do &umento naesquina seguinte e colocou o menino sobre a sela. não passou muitotempo, outro passante ergueu a voz para dizer#

  3 que absurdoA o pequeno edelho vai l% sentado como um sultão,enquanto seu velho pai corre ao lado.  esse coment%rio magoou o menino, e então ele pediu ao pai quemontasse também no burro, !s suas costas.:7

3 onde &% se viu uma coisa dessasA 3 resmungou uma mulher quepassava. tamanha crueldade com os animaisA o lombo do pobre

 &umento &% est% até envergando. como pode esse velho e seu ilhousarem o animal como se ele osse um so%E pobre criaturaAo pai e o ilho se entreolharam e, sem dizer uma palavra,

desmontaram. entretanto, mal tinham dado alguns passos, outroestranho ez troça deles#

3 graças a deus não nasci tão ot%rio assimA por que voc"s doisconduzem esse &umento se ele não lhes presta serviço algum, senem mesmo serve de montaria para um de voc"sE

o pai colocou um punhado de palha na boca do &umento, pIs amão sobre o ombro do ilho e disse#3 independentemente do que azemos, sempre h% alguém

discordando da nossa atitude. acho melhor n$s mesmosdeterminarmos o que é correto.:9

Page 48: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 48/130

a am8lia em primeiro lugar  um consultor especialista em gestão de tempo quis surpreender aplatéia durante uma coner"ncia. tirou debaixo da mesa um rascogrande de boca larga, colocou3o sobre a mesa ao lado de uma pilhade pedras do tamanho de um punho e perguntou#  3 quantas pedras voc"s acham que cabem neste rascoE  ap$s algumas con&ecturas dos presentes, o consultor começou acolocar as pedras, até encher o rasco. perguntou então#  3 o rasco est% cheioE  todos olharam para o recipiente e disseram que sim. em seguida,

o conerencista tirou um saco com pedrinhas bem pequenasdebaixo da mesa. colocou parte das pedrinhas dentro do rasco eagitou3o. as pedrinhas penetraram pelos espaços que havia entreas pedras grandes. o consultor sorriu com ironia e repetiu#  3 o rasco est% cheioE  dessa vez a platéia icou em dDvida# 3 talvez não... 3 disseramalguns.  3 muito bemA 3 exclamou o consultor, pousando sobre a mesa um

saco com areia, que começou a despe&ar no rasco. a areiainiltrava3se nos pequenos espaços deixados pelas pedras e pelaspedrinhas.:B

3 est% cheioE 3 perguntou de novo.3 nãoA 3 exclamaram os participantes.o conerencista então pegou um &arro e começou a &ogar %gua

dentro do rasco, que absorvia a %gua, sem transbordar. deu porencerrada a experi"ncia e disse#3 bem, o que acabamos de demonstrarEum participante respondeu#3 que não importa o quão cheia este&a nossa agendaC se

quisermos, sempre conseguiremos azer com que caibam outros

Page 49: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 49/130

compromissos.3 nãoA 3 concluiu o especialista. 3 o que esta lição nos ensina é

que, se não colocarmos as pedras grandes primeiro, nunca seremoscapazes de coloc%3las depois. e quais são as grandes pedras danossa vidaE são nossos ilhos, a pessoa amada, nossa am8lia, osamigos, nossos sonhos, nossa saDde. trabalho, agenda,compromissos sempre encontrarão seu lugar...::

como evitar oocas e intrigas no trabalho  para diminuir a ooca no ambiente de trabalho, uma empresa

instituiu exerc8cio das tr"s peneiras. uncionava assim# toda vezque um uncion%rio osse contar algo a uma pessoa, esta deveriaperguntar#  3 voc" &% passou o que vai me dizer pelas tr"s peneirasE  as peneiras eram as seguintes# '0 o que voc" tem a me dizer éverdadeE tem certeza que é um ato, algo que realmente ocorreuE(0 voc" gostaria que alassem de voc" o que voc" vai me alaragoraE -0 o que voc" tem a me dizer agregar% valor para a

empresa e melhorar% o ambiente de trabalhoE  se o que a pessoa tivesse para alar não passasse pelas tr"speneiras, signiicava que era algo que não deveria ser contado,pois provavelmente se tratava de uma inverdade.  s$ o ato de as pessoas saberem que naquela empresa se iriaaplicar o teste das tr"s peneiras oi suiciente para elas evitarema pr%tica da ooca, pois não queriam passar pelo vexame de umaexposição.

  se voc" acha que esse teste pode ser aplicado na sua empresa,não perca a oportunidade# institua a pr%tica das tr"s peneirasA:;

antes de reclamar, certiique3se de que não é voc" quem causa oproblema

Page 50: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 50/130

  certa vez, em uma cidade do interior, um padeiro oi aodelegado e deu queixa do vendedor de quei&os, que, segundo ele,estava roubando, pois vendia : gramas de quei&o como se osse' quilo. o delegado pegou o quei&o de ' quilo e constatou que deato ele s$ pesava : gramas. mandou então prender o vendedorde quei&os sob a acusação de estar adulterando a balança.  ao ser notiicado da acusação, o vendedor de quei&os conessouao delegado que não tinha peso em casa e por isso todos os diascomprava dois pães de meio quilo cada, colocava os pães em umprato da balança e o quei&o em outro. quando o iel da balança seequilibrava, ele então sabia que tinha ' quilo de quei&o.

  para tirar a prova, o delegado mandou comprar dois pães napadaria do acusador e constatou que dois pães de meio quilo nãoequivaliam a ' quilo de quei&o. o delegado concluiu então que quemestava raudando o cliente era o mesmo que estava acusando ovendedor de quei&os.; 

Gs vezes agimos assim mesmo# reclamamos de nossos

ornecedores, sem perceber que n$s pr$prios somos oscausadores dos problemas existentes no produto ou no serviçoornecido.  a qualidade depende diretamente do n8vel de qualidade dosprodutos ou serviços que deram entrada no processo. portanto, aocontratar ornecedores, certiique3se de que as especiicaçõesdos produtos este&am claras, corretas e ormalmentedocumentadas.

;'

não se deixe incomodar pelo mau humor dos outros  um colunista acompanhava um amigo a uma banca de &ornais. oamigo cumprimentou o &ornaleiro amavelmente, mas recebeu devolta um tratamento rude e grosseiro. pegando o &ornal que havia

Page 51: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 51/130

sido atirado em sua direção, o amigo do colunista sorriupolidamente e dese&ou um bom im de semana ao &ornaleiro.quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou#

3 ele sempre trata voc" com essa grosseriaE3 sim, inelizmente sempre oi assim...3 e voc" é sempre tão polido e amig%vel com eleE3 sim, procuro ser.3 por que voc" é tão educado, &% que ele é tão grosseiro com

voc"E3 porque não quero que ele decida como eu devo agir.

  moral da hist$ria# a pessoa é seu pr$prio dono e não deve

curvar3se diante do vento que sopra. ela não pode icar ! merc"do mau humor, da impaci"ncia e da raiva dos outros. não são osambientes que a transormam, mas ela que transorma osambientes.;(

busque o equil8brio na vida  em uma coner"ncia numa universidade americana, um executivo

alou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos davida#  3 imagine a vida como um &ogo de malabares, em que voc" lançaao ar cinco bolas. essas bolas são o trabalho, a am8lia, a saDde, osamigos e o esp8rito. o trabalho é uma bola de borracha. se cair,bate no chão e pula para cima. mas as quatro outras são de vidro.se ca8rem no chão, quebrarão e icarão permanentementedaniicadas.

entenda isso e busque o equil8brio na vida. comoEL não diminua seu pr$prio valor, comparando3se com outraspessoas. somos todos dierentes. cada um de n$s é um serespecial. não ixe seus ob&etivos com base no que os outrosacham importante. s$ voc" est% em condições de escolher oque é melhor para voc"C

Page 52: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 52/130

L d" valor e respeite as coisas mais queridas do seu coração.apegue3se a elas como a pr$pria vida. sem elas, a vida carecede sentido. não deixe que a vida escorra entre os dedos,vivendo no passado ou no uturo. se viver um dia de cada vez,viver% todos os dias de sua vidaC

;-

L não desista, quando voc" ainda é capaz de um esorço a mais.nada termina, até o momento em que se deixa de tentar. nãotema admitir que não é uma pessoa pereitaC

L não tema enrentar riscos. F correndo riscos que aprendemos

a ser valentesCL não exclua o amor de sua vida, dizendo que não é poss8velencontr%3lo. a melhor orma de receber amor é dando amor. aorma mais r%pida de icar sem amor é apegando3sedemasiadamente a si pr$prio. a melhor orma de manter oamor é dando3lhe asasC

L não corra tanto pela vida, a ponto de esquecer onde esteve epara onde vaiC

L não tenha medo de aprender. o conhecimento é leve. F umtesouro que se carrega acilmenteCL não use imprudentemente o tempo ou as palavras. eles são

coisas que &amais poderemos recuperarCL a vida não é uma corrida, mas uma viagem que deve ser

desrutada passo a passoCL lembre3se# ontem é hist$ria, amanhã é mistério e ho&e é uma

d%diva. por isso é que se chama ?presente?.

  relita sobre esses conselhos. leia e releia cada um deles e, aospoucos, adote3os como ilosoia de vida. viva com equil8brio.;6

não se baseie apenas em sua experi"ncia passada  contam que certa vez duas moscas ca8ram num copo de leite. a

Page 53: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 53/130

primeira era orte e valente. assim, logo ao cair, nadou até aborda do copo. mas como a super8cie era muito lisa e ela tinha asasas bastante molhadas, não conseguiu sair do copo. acreditandoque não havia &eito, a mosca desanimou, parou de nadar e de sedebater e aundou.  a outra mosca, apesar de não ser tão orte como a primeira, erapersistente. continuou se debatendo, se debatendo e sedebatendo por tanto tempo, que aos poucos, com toda aquelaagitação, parte do leite ao seu redor se transormou em umpequeno n$dulo de manteiga, onde a mosca tenaz conseguiu commuito esorço subir e dali alçar vIo para um lugar seguro.

  tempos depois, essa mesma mosca, por descuido ou acidente,novamente caiu em outro copo. como &% havia aprendido com aexperi"ncia anterior, começou a se debater, na esperança de que,no devido tempo, se salvaria. outra mosca, passando por ali evendo a alição da companheira, pousou na beirada do copo egritou#  3 tem um canudo aliA nade até l% e suba por eleA;7

  a mosca persistente não lhe deu ouvidos, preerindo acreditar noque tinha aprendido em sua experi"ncia anterior de sucesso.continuou a se debater e a se debater até que, exausta, aundouno copo cheio de %gua e morreu.  quantos de n$s, baseados em experi"ncias anteriores, nãodeixamos de notar as mudanças de ambiente e icamos nosesorçando para alcançar os resultados esperados, até que

aundamos em nossa pr$pria alta de visãoE azemos isso quandonão conseguimos ouvir quem est% ora da situação.;9

resolva os problemas de vez  um dia, um comerciante encontrou tr"s homens que se

Page 54: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 54/130

lamentavam por mal ter o que dar de comer ! am8lia deles.passavam necessidades e os ilhos estavam mal3alimentados.  sensibilizado, o comerciante quis a&udar os tr"s homens e disseque daria a eles um saco com arinha, outro com pães e outro comsementes de trigo. o homem mais aoito oi logo pegando o sacocom pães e correu para casa. o outro escolheu o saco com arinhae agradeceu, saindo apressado. o terceiro icou radiante com oque lhe sobrou e disse#  3 estou eliz, pois sou o Dnico dos tr"s que não precisar% maisvoltar aqui.  ou se&a, oi o Dnico que resolveu de vez sua situação e a dos

ilhos.  quando alamos em comprometimento com a qualidade, com amelhoria cont8nua, alamos de algo duradouro, alamos decomprometimento. comprometer3se é não pensar s$ no momento,mas levar aquilo a que se propIs até o im. F como &ogar sementespara depois colher.  F preciso educar as pessoas para uma nova orma de trabalhar. aadoção de novos h%bitos de trabalho é um processo lento e

gradual, que deve levar em conta a realidade da empresa. vaiexigir muita repetição e reorço positivo até que se alcance amudança dese&ada.;B

o melhor momento para ser eliz  um su&eito estava caindo num barranco e se agarrou !s ra8zes deuma %rvore. no alto do barranco, havia um urso imenso querendo

devor%3lo. o urso rosnava, babava e mostrava os dentes. embaixo,prontas para engoli3lo quando ca8sse, estavam nada menos que seisonças. as onças embaixo, o urso em cima... sentindo3se perdido, ohomem olhou para o lado e viu um morango vermelho, lindo. numesorço supremo, sustentou3se apenas com a mão direita e com aesquerda pegou o morango. então levou3o ! boca e deliciou3se com

Page 55: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 55/130

o sabor doce e suculento da ruta. oi um prazer supremo comeraquele morango.  a8 voc" pergunta# ?mas e o ursoE?. ora, dane3se o urso e coma omorangoA ?e as onçasE? esqueça as onças e coma o morangoAsempre existirão ursos querendo nos devorar a cabeça e onçasprontas para arrancar nossos pés. ainda assim, precisamos sabersempre comer morangos. voc" pode dizer ?mas eu tenho tantosproblemas para resolver...A? os problemas, no entanto, nãoimpedem ninguém de ser eliz, nem na empresa nem na vidapessoal. coma o morango. pode não haver outra oportunidade comoessa. saboreie os bons momentos. não os deixe para depois. o

melhor momento para ser mais produtivo e mais eliz é agora.;:

quando dese&ar uma coisa, concentre3se apenas nela  certa vez um arqueiro experiente convidou seu aluno paraassistir a uma demonstração. ao chegarem diante de uma %rvore, oarqueiro pegou uma lor e a colocou em um dos galhos da %rvore.em seguida pegou o arco e lecha e posicionou3se a uma dist1ncia

de cem passos da %rvore. amarrou uma venda nos olhos eperguntou ao aluno#3 quantas vezes voc" &% me viu praticar este esporteE3 todos os dias 3 respondeu o disc8pulo. 3 e sempre o vi acertar na

rosa a uma dist1ncia de trezentos passos.  de olhos vendados, o arqueiro esticou o arco e disparou. a lechanem sequer atingiu a %rvore, passando longe do alvo, a umadist1ncia constrangedora.

  3 o senhor errouA 3 espantou3se o disc8pulo. 3 achei que queria memostrar o poder de sua experi"nciaAao que o arqueiro respondeu#

  3 eu lhe dei aqui a lição mais importante sobre o poder dopensamentoA quando dese&ar uma coisa, concentre3se apenas nela#ninguém &amais ser% capaz de atingir um alvo que não consegue

Page 56: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 56/130

ver.;;

por mais experiente que um gerente se&a, se ele nãoestabelecer um ob&etivo claro e vis8vel, estar% adado a sairatirando no escuro, gastando tempo e energia, e com certeza nãose mostrar% eicaz em suas ações.'

aceite o brilho dos outrosuma cobra começou a perseguir um vaga3lume que s$ vivia para

brilhar. ele ugia r%pido com medo da cobra, que nem pensava emdesistir. o vaga3lume ugiu um dia, ugiu dois, e nada, a cobra nãose cansava de persegui3lo. no terceiro dia, &% sem orças, o vaga3lume parou e disse ! cobra#

3 posso azer tr"s perguntas a voc"E3 pode 3 respondeu a cobra.3 por acaso aço parte da sua cadeia alimentarE3 não.

3 &% te iz alguma coisaE3 não.3 então por que voc" quer tanto me comerE3 porque não suporto ver voc" brilhar 3 oi a resposta da cobra.pense nisso e selecione em quem coniar. existem pessoas

positivas e negativas. as que querem a&udar e são conscientes desuas capacidades colaboram e torcem para que os colegas se&amreconhecidos e promovidos, desde que demonstrem brilho e

capacidade. mas nem todos são assim. inelizmente esse é um atoe devemos estar atentos, pois h% pessoas que s$ pensam emdestruir o que oi constru8do com esorço e dedicação. nãoquerem ver os outros brilhar, pois a inve&a az parte da suanatureza.''

Page 57: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 57/130

F com o exemplo que se promovem mudanças  Gs vezes noto que as pessoas, principalmente em cargo deliderança, sentem3se impotentes para promover mudanças naempresa e não sabem por onde começar. eu não ve&o outra sa8dasenão o exemplo. dar o exemplo para que ele se multiplique.  na Mrica, na década de ';:, um ingl"s que lutava pela união dastribos ensinou seus membros a alar a mesma l8ngua. lutou contrasoldados e contra o racismo. com sabedoria e coragem, conduziuuma multidão com um Dnico ob&etivo# tornar melhor o uturo detodos. certa vez um habitante lhe perguntou como aria para

ensinar milhares de pessoas se numa sala s$ poderia reunir meiadDzia. como os outros alcançariam suas mensagens eensinamentosE e ele respondeu#  3 uma cachoeira nasce de uma simples gota dK%gua e ve&a oresultado. quem luta somente pelo seu sucesso, achando que nuncaprecisar% dos outros, nasce gota e morre gota. mas quem se une amuitos pensando no sucesso de todos cresce, se torna cachoeira,

 &unta3se aos que sabem, aos que azem pessoas crescer.

  F dando o exemplo e ensinando aos mais pr$ximos que o gerentepromover% mudanças de comportamento dentro da empresa.'(

aceite a&uda, não se aogue nos problemas  um homem recebeu um dia um aviso de deus, dizendo que haveriauma enchente, mas que ele icasse tranq@ilo pois sua vida seriapoupada e ele não correria perigo. meses depois, começou de ato

a chover orte e o homem logo se lembrou da mensagem de deus,coniante, porém, de que nada lhe aconteceria.  a chuva continuou intensa por v%rios dias, até que veio aenchente. os moradores começaram a abandonar suas casas echamaram o homem para ir com eles. mas ele se negou a ir,alegando que deus iria salv%3lo. as %guas continuaram subindo e um

Page 58: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 58/130

grupo de pessoas oi até ele em um barco pedindo que eleentrasse na embarcação. mas ele novamente se recusou a ir,dizendo que deus o salvaria. as %guas continuaram a subir. veioentão um helic$ptero para resgat%3lo, porém mais uma vez ohomem negou3se a ser salvo. não passou muito tempo, ele acaboumorrendo aogado.  ao chegar ao céu, indignado, oi tirar satisação com deus.reclamou#  3 por que o senhor me deixou morrer, se havia prometido mesalvarE e deus respondeu#'-

3 mas bem que tentei salv%3loA por tr"s vezes seguidas lhemandei aux8lio, e voc" recusou todos eles...

se levarmos essa hist$ria para a vida real, podemos reletir#quantas vezes não deixamos de perceber as a&udas que nos sãooerecidas e terminamos nos aogando solitariamente em nossospr$prios problemas...E'6

não deixe a empresa ao sabor da sorteconta a hist$ria que um rei mandou azer um anel com uma

pedra preciosa. depois ordenou aos soldados que colocassem o anelno alto de um enorme poste de madeira, e convocou a população#

3 quem conseguir atirar uma lecha que passe pelo centro doanel o receber% de presente, com mais cem moedas de ouro.

quatrocentas pessoas oereceram3se para atirar suas lechas.

todas o izeram. e todas erraram. perto dali, um &ovem brincavacom seu arco, quando uma das lechas atiradas por ele oidesviada pelo vento, aproximou3se do poste e atravessou o centrodo anel. o rei premiou o rapaz com a &$ia e as moedas de ouro.assim que saiu do pal%cio, a primeira coisa que o &ovem ez oiqueimar seu arco e suas lechas.

Page 59: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 59/130

3 por que est% azendo issoE 3 perguntou um passante.3 um homem deve entender que !s vezes a sorte lhe bate !

porta, mas &amais deixar que ela o engane e termine convencendo3o de que ele tem talento.

essa hist$ria nos az pensar nas tantas vezes que acertamos oalvo apenas por sorte ou coincid"ncia. não deixe os rumos de suaempresa ser traçados pela sorte. introduza controles nosprocessos, para gerar resultados previs8veis.'7

estimule a troca de idéias entre uncion%rios

um intelectual oi encontrar um mestre religioso e ambospassaram a noite inteira conversando sobre religião. assim que osol começou a mostrar os primeiros raios, o intelectual observou#

3 ah, que noite abençoada oi essaA icamos aqui sentadosdiscutindo coisas tão importantes... muito melhor que passar umanoite sozinho com meus livros.

e o mestre comentou# 3 pois achei a noite horr8vel. oi umaperda total de tempo.

3 mas por qu"EA 3 perguntou o intelectual, surpreso.3 durante todo o tempo, voc" tentou dizer algo que meagradasse e eu tentei lhe dar respostas que o deixassemcontente. em vez de encararmos nossas dierenças ecompreendermos que s$ assim podemos evoluir, tentamos o tempotodo agradar um ao outro. teria sido melhor se tivéssemospassado a noite rezandoC pelo menos ter8amos agradado ! pessoacerta, que é deus.

essa hist$ria nos ensina que dierenças de pensamento sãoconstrutivas e devem ser enrentadas. se na empresa icarmosapenas concordando com'9

tudo e tentando agradar um ao outro, a empresa pouco se

Page 60: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 60/130

desenvolver% e estar% adada ao racasso. estimule a discussão ea troca de idéias entre seus uncion%rios. voc" perceber%rapidamente melhorias sendo introduzidas e gerando melhoresresultados para o seu neg$cio.'B

pare de reclamar e valorize o que possui  certa vez, um homem encontrou um rapaz muito triste sentado !beira da estrada. com pena dele, perguntou#  3 por que tanta tristeza, meu &ovemE  3 ah, senhor, não existe nada interessante na minha vida. tenho

dinheiro suiciente para não precisar trabalhar e estava via&andopara ver se descobria alguma coisa curiosa no mundo. entretanto,todas as pessoas que encontrei nada t"m de novo para me dizer es$ conseguem aumentar o meu tédio.  na mesma hora, o homem agarrou a mala do rapaz e saiu correndopela estrada. quando se distanciou bastante, colocou de novo amala no meio da estrada por onde o rapaz iria passar e escondeu3se atr%s de uma %rvore. depois de meia hora, o rapaz apareceu,

sentindo3se mais miser%vel que nunca, por causa do ladrão queencontrara. assim que viu a mala, correu até ela. ao perceber queseu conteDdo estava intacto, olhou para o céu e, cheio de alegria,agradeceu a deus por tanta elicidade. atr%s da %rvore,observando a cena, o homem reletiu# ?certas pessoas s$ sentem osabor da elicidade quando a perdem?.': 

nas empresas, ve&o sempre pessoas habituadas a reclamar, areclamar, sem nunca demonstrar estar satiseitas. essas pessoas,inelizmente, não sabem valorizar o que t"m, como o seu emprego,o sal%rio recebido em dia e a oportunidade de crescimentoproissional. o mais certo é parar de reclamar e valorizar o que sepossui.

Page 61: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 61/130

';

aprenda a ouvir o coração das pessoas  um rei queria preparar o ilho para ser um grande administradore o mandou passar um ano na loresta para aprender os sons danatureza. quando o pr8ncipe retornou, descreveu os sons que tinhaouvido# o canto dos p%ssaros, o balançar das olhas e o barulho dovento. o pai disse então que ele voltasse e ouvisse tudo o mais queosse poss8vel. o pr8ncipe retomou ! loresta e se pIs a ouvir e aouvir. certa manhã, começou a escutar sons vagos, dierentes detudo que até então ouvira. quando voltou para casa, disse ao pai#

  3 quando prestei mais atenção, pude ouvir o inaud8vel, como o somdas lores se abrindo e o som do sol aquecendo a terra.  ouvir o inaud8vel é ter a disciplina necess%ria para se tornar umgrande administrador. apenas quando aprende a ouvir o coraçãodas pessoas, os sentimentos mudos, os medos e as queixas nãoconessados, um gerente pode inspirar coniança em seuscomandados, entender o que est% errado e atender !s reaisnecessidades dos liderados. uma empresa não se desenvolve se os

l8deres ouvem apenas as palavras pronunciadas pela boca, semmergulhar undo na alma para ouvir seus reais sentimentos,dese&os e opiniões.''

tenha sempre uma atitude de vencedor  problemas sempre existirão, se&a na empresa, se&a em nossavida pessoal. mas para certas pessoas as diiculdades se

transormam em barreiras que podem levar ao racasso. h% umahist$ria que diz que certa vez tr"s leões de uma loresta sereuniram para decidir qual deles seria o rei dos reis. resolveramque o leão que chegasse primeiro ao topo de uma montanha seria orei. o desaio oi aceito. o primeiro tentou. não conseguiu, oiderrotado. o segundo tentou. não conseguiu, oi derrotado. o

Page 62: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 62/130

terceiro tentou e também não conseguiu.  os animais icaram então sem saber o que azer, pois os tr"stinham sido derrotados. nesse momento, uma %guia s%bia apareceue alou que tinha escutado o que cada um deles havia dito para amontanha. a %guia contou que o primeiro leão havia dito ?montanha,voc" me venceuA?, que o segundo leão também tinha dito a mesmacoisa, mas que o terceiro leão dissera# ?montanha, voc" me venceu,mas s$ por enquantoA voc" é montanha, &% atingiu seu tamanhoinal, enquanto eu ainda estou crescendo?.'''

  3 a dierença 3 completou a %guia 3 é que o terceiro leão teve umaatitude de vencedor diante da derrota e aquele que age assim semostra maior que seu problema. est%, portanto, preparado paraser um l8der.  a montanha das diiculdades tem tamanho ixo, limitado, masvoc" nãoA voc" ainda não atingiu o limite de seu potencial. pensenisso ao lidar com problemas na empresa ou na vida pessoal.''(

sinta orgulho de seu trabalho  o trabalho que cada pessoa executa é uma das ontes demotivação da empresa. por isso, por mais simples que se&a umatarea, devemos nos orgulhar dela. quando abraham lincoln oieleito presidente dos estados unidos, a classe alta americana sechocou. como poderia um prolet%rio assumir a liderança do pa8sEum senador ez um coment%rio irInico#

  3 vamos ver se o ilho de um sapateiro tem condições de dirigirnosso pa8s...  ao que lincoln respondeu#  3 que bom o senhor ter se lembrado de meu pai. eu gostaria deser um presidente tão bom quanto meu pai oi um bom sapateiro.ali%s, estou vendo que o senhor est% usando um par de sapatos

Page 63: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 63/130

abricado por ele. aprendi a consertar sapatos com meu paiC sealgum dia os seus apresentarem algum problema, me procure queeu os consertarei.  não importa o que este&a azendo, sempre tenha orgulho disso ecrie algo especial, porque é nos detalhes que voc" deixa a suamarca. e a qualidade s$ é percebida quando nos dierenciamospelos pequenos detalhes. o reconhecimento de um trabalho bem3eito aumenta a motivação. e é disto que as empresas maisprecisam# de pessoas motivadas.''-

as pessoas t"m valores dierentes dos seus  um dia um homem muito rico levou o ilho pequeno para o interiorcom o irme prop$sito de mostrar a ele o quanto as pessoas podemser pobres. o pai queria que o ilho aprendesse a valorizar os bensmateriais que possu8a, seu status e prest8gio social. desde cedopretendia transmitir esses valores a seu herdeiro.  pai e ilho passaram um dia e uma noite numa pequena casa detaipa de um trabalhador da azenda de seu primo. quando

retornaram da viagem, o pai perguntou ao ilho#3 então, o que achou do passeioE3 muito bom, paiA3 percebeu a dierença entre viver na riqueza e viver na

pobrezaE me diga, o que voc" aprendeuEe o ilho respondeu#

  3 eu vi que n$s temos um cachorro em casa, e eles t"m quatroCque n$s temos uma piscina até grande, mas eles t"m um riacho que

não acaba nunca. n$s temos uma varanda coberta e iluminada coml1mpadas, e eles t"m as''6

estrelas e a lua que n$s nem vemos. nosso quintal vai até o portãode entrada, e eles t"m uma loresta inteirinha s$ para eles.

Page 64: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 64/130

quando o garoto acabou de responder, o pai estava perplexo. oilho acrescentou#

3 obrigado, pai, por me mostrar como n$s somos pobresA  tudo que voc" tem depende da maneira como voc" olha para ascoisas. depende da orma como as pessoas pensam. voc" criar% umambiente de trabalho muito melhor se compreender e aceitar queas pessoas podem cultivar valores dierentes dos seus.''7

a inve&a s$ traz inelicidade  um quebrador de pedras estava muito insatiseito consigo mesmo

e com sua posição na vida. um dia, passando em rente ! casa deum rico comerciante, pensou com inve&a# ?como esse homem deveser rico e poderoso...?. para sua surpresa, tempos depois, elemesmo se transormou num homem rico e poderoso, embora osseinve&ado e detestado por todos aqueles menos poderosos e ricosdo que ele. um dia, olhou para o sol e pensou# ?como o sol époderosoA gostaria de ser o solA?. então ele se tornou o sol,lançando seus raios sobre a terra, sobre tudo e sobre todos.

depois, começou a inve&ar o vento# ?como o vento é poderosoA?,pensou. ?gostaria de ser o ventoA? então ele se tornou um uracão,soprando as telhas dos telhados das casas. em determinadomomento, porém, encontrou algo que ele não oi capaz de movernem um mil8metro, não importasse o quanto ele soprasse elançasse ra&adas de ar. ele viu que o ob&eto era uma grande e altarocha. ?como a rocha é poderosaA?, pensou. ?gostaria de ser umarochaA? então ele se tornou uma rocha, mais poderosa do que

qualquer outra coisa na terra, eterna e irremov8vel. mas enquantoele estava l%, orgulhoso de sua orça, ouviu o som de um marteloque batia sobre uma super8cie dura, e percebeu que estava sendodespedaçado. ?o que poderia ser mais poderoso do que uma''9

Page 65: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 65/130

rochaEA?, indagou, surpreso. então, ao olhar para baixo, viu a igurade um humilde quebrador de pedras.  uma das causas mais req@entes da inelicidade no trabalho é ainve&a, o inconormismo de não ser o que os outros são naestrutura da empresa. lembre3se# cada um tem seu pr$priotamanho, o que não signiica ser mais ou menos importante.''B

coisas que roubam nossa energiaconta a lenda que um homem caminhava pela estrada levando

uma pedra numa mão e um ti&olo na outra. nas costas, carregava

um saco de areia. no caminho, encontrou uma pessoa que lheperguntou#3 voc" parece tão cansadoA por que est% carregando essa pedra

pesada na mãoE3 estranho 3 respondeu o via&ante 3, mas eu nunca tinha

reparado que a estava carregando.então, &ogou ora a pedra e se sentiu muito melhor. em seguida,

passou outra pessoa e lhe perguntou#

3 diga3me, via&ante, por que est% carregando esse saco de areianas costas3 nossa, eu nem tinha percebido que estava carregando este

peso...um por um, os passantes oram avisando o homem sobre suas

cargas desnecess%rias, e ele oi abandonando uma a uma. por im,tornou3se um homem livre, leve, e caminhou com muito maisacilidade.

qual era, na verdade, o problema deleE a pedra e o saco deareiaE não, seu problema estava na alta de consci"ncia daexist"ncia deles. uma vez que viu que eram cargas desnecess%rias,livrou3se de tudo bem depressa e &% não se sentiu mais tãocansado.'':

Page 66: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 66/130

esse é o problema de muitas pessoas que carregam cargas semperceber. não é de estranhar que este&am tão cansadasA e o quesão algumas dessas cargas que pesam na mente de um homem eque lhe roubam a energiaE são coisas como cultivar pensamentosnegativos, culpar e acusar outras pessoas ou acreditar que nãoexiste sa8da. todo mundo tem um tipo de carga especial que lherouba energia. quanto mais cedo começarmos a nos livrar dela,mais cedo nos sentiremos melhor e mais leve caminharemos.'';

d" chance para os uncion%rios se desenvolverem  um homem, certo dia, viu surgir uma pequena abertura numcasulo. sentou3se perto de onde o casulo se apoiava e icouobservando o que iria acontecer, como a lagarta conseguiria sairpor um ori8cio tão estreito. mas logo lhe pareceu que ela haviaparado de avançar, como se &% tivesse eito todo o esorçoposs8vel e agora não conseguisse mais prosseguir. o homemresolveu então a&ud%3la# pegou uma tesoura e rompeu o restante

do casulo. a borboleta pIde, ainal, sair com acilidade, mas... seucorpo estava murcho e, além disso, era pequena e tinha as asasamassadas.  o homem continuou a observ%3la, porque esperava que, a qualquermomento, as asas dela se abrissem e se estendessem para podersuportar o corpo que iria se irmar a tempo. no entanto, nadaaconteceu. a borboleta passou o resto da vida raste&ando com umcorpo murcho e asas encolhidas. nunca oi capaz de voar.

  muitos gerentes agem como este homem da %bula. centralizamtodas as decisões, acreditando que s$ assim as coisas andarão deorma r%pida e correta. agindo desse modo, um gerente não d%chance de os uncion%rios se'(

Page 67: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 67/130

desenvolverem. orma uma equipe de pessoas inseguras e seminiciativa. além de pre&udicar os uncion%rios, essa é uma situaçãopéssima para a empresa e para o pr$prio gerente. ele se torna umescravo da organização e, se um dia se desliga dela, a empresaperde totalmente as rédeas das operações.  pense nisso e ve&a se não est% sendo um diretor ou um gerentedemasiadamente centralizador. acredite nas pessoas de suaequipe. d" a elas a chance de decidir e de errar. s$ assim poderãoalçar vIos mais altos que envolvam responsabilidade edesenvolvimento proissional.'('

sua paz interior depende exclusivamente de voc"  conta a lenda que um velho s%bio, tido como um mestre dapaci"ncia, era capaz de derrotar qualquer advers%rio. certa tarde,um homem conhecido por sua total alta de escrDpulos apareceucom a intenção de desaiar o mestre da paci"ncia. o velho aceitouo desaio e o homem começou a insult%3lo. chegou a &ogar algumaspedras em sua direção, cuspiu no s%bio e gritou3lhe todos os tipos

de insultos. durante horas, ez de tudo para provoc%3lo, mas ovelho permaneceu impass8vel.  no inal da tarde, &% exausto e humilhado, o homem se deu porvencido e retirou3se. impressionados, os alunos quiseram sabercomo o mestre pudera suportar tanta indignidade. o mestreperguntou#  3 se alguém vem até voc" com um presente e voc" não o aceita, aquem pertence o presenteE

  3 a quem tentou entreg%3lo 3 respondeu um dos disc8pulos.  3 exatamente. o mesmo vale para a inve&a, a raiva e os insultos.quando eles não são aceitos, continuam pertencendo a quem ostrazia consigo. sua'((

Page 68: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 68/130

paz interior depende exclusivamente de voc". as pessoas nãopodem lhe tirar a calma. s$ se voc" permitir...  as relações de trabalho muitas vezes se tornam tensas, einevitavelmente os nervos icam ! lor da pele, azendo com queas pessoas percam o controle. em momentos assim, a paci"ncia e acalma são de extrema import1ncia para minimizar os eeitos dasacusações.'(-

construa um ambiente harmonioso com toler1ncia e perdão  um empres%rio com grande poder de decisão gritou com um

diretor de sua empresa, porque naquele momento estava sentindomuita raiva. o diretor, chegando em casa e vendo um bom e artoalmoço ! mesa, gritou com sua mulher, acusando3a de gastardemais.  a mulher gritou com a empregada, que, assustada, quebrou umprato ao tropeçar no cachorrinho da casa.  a empregada chutou o cachorrinho que a havia eito tropeçar. ocachorrinho saiu correndo e mordeu uma senhora que ia passando

pela rua, porque ela estava atrapalhando sua sa8da pelo portão.  essa senhora oi ! arm%cia para tomar uma vacina e azer umcurativo, e gritou com o armac"utico porque a vacina doeu ao lheser aplicada. o armac"utico, chegando em casa, gritou com suamãe porque o &antar não estava do seu agrado.  a mãe, tolerante, um manancial de amor e perdão, aagou oscabelos do ilho e bei&ou3o na testa, dizendo#  3 ilho querido, prometo que amanhã arei seu doce predileto.

voc" trabalha muito, est% cansado e precisa de uma boa noite desono. vou trocar os'(6

lenç$is de sua cama, pIr outros bem limpinhos e cheirosos paraque voc" descanse em paz. amanhã vai se sentir melhor.

Page 69: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 69/130

  e o abençoou3o, retirando3se e deixando o ilho sozinho com seuspensamentos.  naquele momento, o c8rculo do $dio se rompeu, porque eleesbarrou na tolerNncia, no perdÃo e no amor.  se voc" est% em um c8rculo do $dio, ou se colocaram voc" ali,lembre3se de que com tolerNncia, perdÃo e amor pode3se quebr%3lo.'(7

a&ude os outros a vencer  h% alguns anos, nas olimp8adas especiais de seattle, nove

participantes, todos com deici"ncia mental ou 8sica, alinharam3se para a largada da corrida dos cem metros rasos. ao sinal, todospartiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de daro melhor de si, terminar a corrida e quem sabe ganhar. todos, comexceção de um garoto, que tropeçou no asalto, caiu rolando ecomeçou a chorar. os outros oito competidores ouviram o choro,diminu8ram o passo e olharam para tr%s. então eles se viraram evoltaram. todos. uma das meninas, com s8ndrome de do>n, se

a&oelhou, deu um bei&o no garoto ca8do e disse#3 pronto, agora vai sarar.e todos os nove competidores deram3se os braços e andaram

 &untos até a linha de chegada.  o est%dio inteiro icou de pé e aplaudiu os atletas por muitosminutos. os espectadores que estavam ali naquele dia epresenciaram aquela cena incomum continuam repetindo essahist$ria até ho&e.

  e por qu"E porque no undo n$s sabemos que na vida o queimporta não é ganhar sozinho. o que importa é a&udar os outros avencer, mesmo que isso signiique diminuir o passo e mudarmos decurso.'(9

Page 70: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 70/130

eleve o pensamento  ve&a como um pensamento mesquinho pre&udicou a carreira de umgerente em uma empresa.  quatro gerentes, todos do mesmo n8vel, se mudaram para um novoprédio da empresa. tr"s das novas salas tinham o mesmo tamanhoe decoração. a quarta sala era menor e com decoração maissimples. o gerente a quem esta sala oi destinada se sentiuatingido, erido em seu amor3pr$prio. pensamentos negativos eressentimentos começaram a az"3lo sentir3se desa&ustado. comoresultado, passou a hostilizar os colegas. as coisas pioraram tantoque, tr"s meses depois, a direção não teve outra sa8da senão

despedir o gerente.  um pensamento mesquinho sobre uma questão tão insigniicanteacabou destruindo uma carreira promissoraA o gerente deixou deobservar que a companhia se expandia depressa e que o espaçopara os escrit$rios era uma questão vital. não parou para pensarque o diretor que designou as salas nem sabia qual era a menordelasA ninguém na organização, a não ser ele pr$prio, encarou suasala como um 8ndice de seu valor. pensar mesquinhamente sobre

coisas insigniicantes, como ver seu nome em Dltimo lugar nosmemorandos ou receber a quarta via deles, pode erir voc". pensecom grandeza e nenhuma dessas pequenas coisas ser% capaz deimpedir seu progresso.'(B

uma orma de pensar dierente  recentemente, li um texto muito interessante que mostra o

quanto podemos ser criativos e pensar de orma dierente. umapessoa com muita criatividade imaginou como seria viver de tr%spara a rente e escreveu#  se a gente vivesse a vida de tr%s para a rente, é assim que avida seria# a gente devia primeiro morrer, assim logo icaria livredisso. em seguida, viriam vinte anos num asilo. ao atingir a

Page 71: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 71/130

maturidade, a gente seria desligado do asilo, ganharia um rel$giode ouro e iria trabalhar. depois de trabalhar por uns quarentaanos, até icar &ovem o suiciente, viria a aposentadoria.  da8, a gente iria para a aculdade, experimentaria drogas, %lcool,iria a estas, até nos prepararmos para o colegial. depois docolegial, viria o prim%rio, a gente viraria criança, poderia brincar,não ter responsabilidades. da8, todo mundo seria beb" de novo,voltaria ao Dtero, passaria os Dltimos nove meses lutuando eterminaria como um brilho no olhar de alguém.

qualidade é também pensar, e principalmente azer, dierenteA'(:

aldeões chineses  certa vez, os campos de uma aldeia chinesa estavam sendoatacados por milhares de gaanhotos. ao depararem com a perdade suas colheitas, os aldeões recorreram ao livro vermelho demao, em busca de orientação. porém, nada do que o l8derescrevera parecia servir, até encontrarem um pequeno conselhode grande proundidade, que dizia# ?na alta de uma diretriz, as

pessoas devem pro&etar suas pr$prias soluçõesA?.  inspirados no conselho de mao, os aldeões oram aos camposmatar os gaanhotos ! mão, um por um. durante dezenas de dias,centenas de aldeões trabalharam intensamente até matar todosos gaanhotos.  quando altam as erramentas necess%rias para realizar umtrabalho, muitas empresas resolvem seus problemas de qualidadeadotando esorços de orça bruta semelhantes aos empreendidos

pelos aldeões chineses. quando deparar com problemas em suaempresa, não a&a como os camponeses dessa hist$riaC utilize astécnicas e as erramentas apropriadas para an%lise e soluçãodeinitiva de problemas.'(;

Page 72: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 72/130

como um programa de qualidade total muda o comportamento daspessoas

certa vez um uncion%rio escreveu a seguinte carta para odiretor da empresa#  ?sr. paulo, tenho acompanhado com interesse a implantação donovo sistema da qualidade, porém noto que ninguém az nada parapIr em pr%tica o que se ala nas reuniões. aqui dentro existempessoas /inclusive eu0 que por ciDme bobo, ou mesmo porincapacidade, não podem ver ninguém tentando implantar algo novoque logo torcem para que d" errado e vibram quando isso

acontece. nesse per8odo, tenho observado muitas coisas,principalmente as pessoas. tem muita gente com boas intençõesaqui, porém tem pessoas que sentem prazer quando v"em o errodos outros e que saem tentando cruciicar a pessoa que errou. euacho bonito e cora&oso alguém tentar implantar algo novo, mesmoque no começo ha&a alhas e erros, mas é preciso tentar. e éapoiando e a&udando aqueles que tentam que n$s chegaremos auma qualidade, senão total, pelo menos muito melhorA eu vou mudar

e azer a qualidade acontecer no meu setor?.'- 

achei muito interessante essa carta. revelações espont1neascomo essa deixam claro que, por mais que o empres%rio seempenhe em azer o melhor, sempre haver% pessoas que torcerãocontra. mostra também, claramente, como um programa dequalidade total pode mudar o comportamento das pessoas.

'-'

as soluções para os problemas estão ao nosso alcance  quando nos derontamos com um problema, temos dois caminhosa seguir# resolver a questão ou desistir. a hist$ria do corvo queestava morrendo de sede é um bom exemplo disso.

Page 73: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 73/130

  um corvo estava morrendo de sede quando avistou de repente um &arro de %gua. aliviado e muito alegre, voou rapidamente para o &arro. mas o n8vel da %gua estava tão baixo que, por mais que ocorvo se curvasse, não havia meio de alcanç%3la. o corvo tentou,então, virar o &arro, na esperança de pelo menos beber um poucoda %gua derramada. mas o &arro era pesado demais para ele. porim, correndo os olhos ! volta, viu pedrinhas ali por perto.resolveu, então, pegar uma a uma com o bico e ir atirando3asdentro do &arro. lentamente a %gua oi subindo até a borda, atéque, inalmente, o corvo pIde matar a sede.  moral da hist$ria# na maioria das vezes, as soluções para os

problemas estão perto de n$s e ao nosso alcance. cabe a n$s saberencontr%3las e utiliz%3las em nosso avor.'-(

sorte# o encontro da compet"ncia com a oportunidade  achei interessante uma pessoa dizer que sorte é quandocompet"ncia e oportunidade se encontram. F preciso saberperceber a oportunidade. e esse poder de percepção pode ser

aprendido# é saber enxergar numa situação aquele dierencial queescapa aos olhos de quem é preconceituoso e convive comparadigmas superados.  certa vez, um homem ia com um companheiro pela estrada.enquanto conversavam, a cada instante o homem se abaixava,descobrindo sob a poeira ora um anel ora um colar de ouro ou depedras preciosas. o amigo, atInito, perguntou ao homem#  3 mas que estranho dom miraculoso é esse que az voc" ver

coisas que eu não sou capaz de enxergarE  3 ora, não h% nada de miraculoso 3 respondeu o homem. 3 quandoestive preso numa cela totalmente escura, para não enlouquecerusei uma técnica# &ogava cinco alinetes a esmo no chão e nãodescansava enquanto não os encontrava. com isso desenvolvi minhacapacidade de percepção.

Page 74: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 74/130

'--

  essa hist$ria nos ensina que muitas vezes o que chamamos desorte, boa estrela e intuição são apenas ruto do desenvolvimentode uma percepção acurada e de muita disposição e persist"nciapara realizar.'-6

quanto vale o conhecimentoE e a compreensãoE  um s%bio disse certa vez que um grama de conhecimento valepelo menos um quilo de inormação e um grama de compreensão

vale pelo menos um quilo de conhecimento. entretanto, o tempogasto pela maioria dos gerentes adquirindo e transmitindoinormações, conhecimentos e compreensão é inversamenteproporcional a seus valores. muitas explicações nada mais são doque as mesmas coisas ditas com palavras dierentes.  uma empresa abricante de doces apresentou um estudomostrando que o consumo per capita de açDcar na inglaterra eramaior do que nos estados unidos. um consultor perguntou a um

abricante de açDcar o motivo de tal dierença e recebeu comoresposta#3 F que os brit1nicos gostam mais de açDcar do que os

americanos.o consultor quis ir mais undo no motivo e questionou#3 mas como voc" sabe que os brit1nicos gostam mais de açDcar

do que os americanosE3 ora, porque eles comem mais açDcar que os americanos, não éE

3concluiu o abricante.'-7

  um tipo de resposta como essa não acrescenta conhecimento. apergunta mais importante que um gerente pode azer paraadquirir conhecimento é por quOE pergunte ?por qu"E? no m8nimo

Page 75: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 75/130

cinco vezes até encontrar a verdadeira causa da situaçãoapresentada.'-9

aceite os deeitos dos outros e os outros aceitarão os seus emcerto inverno, uma grande manada de porcos3espinhos, numatentativa de se proteger do rio e sobreviver, começou a se unir,

 &untando3se mais e mais. assim, cada animal podia absorver umpouco do calor do corpo do outro, e todos &untos, bem unidos,agasalharam3se mutuamente, aqueceram3se e puderam enrentarpor mais tempo o inverno tenebroso.  aos poucos, porém, os espinhos de cada porco3espinho

começaram a erir os companheiros mais pr$ximos, &ustamenteaqueles que orneciam calor vital, naquela altura uma questão devida ou morte. então, precisaram se aastar, eridos, magoados,soridos. dispersaram3se por não suportar mais tempo a dor quelhes causavam os espinhos dos companheiros. mas essa não oi amelhor solução. aastados, separados, logo os porcos3espinhoscomeçaram a morrer de rio.  os que não morreram voltaram a se aproximar pouco a pouco, com

 &eitinho, cheios de precaução e de tal orma que, embora unidos,cada qual conservasse uma dist1ncia m8nima segura do outro, massuiciente para extrair calor e sobreviver sem magoar nem causardanos rec8procos. e assim, suportando3se, resistiram ao rio esobreviveram.'-B

  na empresa, o trabalho em equipe é undamental, por isso é

preciso saber lidar com as dierenças individuais. todos temosnossos espinhos, porém mais vale a energia da equipe que esorçosindividuais de sobreviv"ncia. o melhor grupo não é o que reDnemembros pereitos, mas aquele em que cada um aceita os deeitosdo outro e consegue perdão pelos pr$prios deeitos.'-:

Page 76: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 76/130

não se deixe levar pela arrog1ncia  dizem que em ';;7 houve o seguinte di%logo entre um navio damarinha americana e as autoridades costeiras do canad%. osamericanos começaram educadamente#

3 avor alterar seu curso '7 graus para o norte, para evitarcolisão com nossa embarcação.

os canadenses responderam de pronto#3 recomendo mudar seu curso '7 graus para o sul.o americano icou mordido#3 aqui é o capitão de um navio da marinha americanaA repito,

mude seu curso.mas o canadense insistiu#3 imposs8vel. mude seu curso atual.o neg$cio começou a icar eio. o capitão americano berrou ao

microone#3 este é o porta3aviões uss lincoln, o segundo maior da rota

americana no atl1nticoA estamos acompanhados de tr"sdestro*ers, tr"s ragatas e numerosos navios de suporte. eu exi&o

que voc"s mudem imediatamente seu curso '7 graus para o norte,do contr%rio tomaremos contramedidas para garantir a segurançado navio.'-;

e o canadense respondeu#3 imposs8vel, repito# aqui é um arol... c1mbioAGs vezes nossa arrog1ncia nos az cegos... quantas vezes não

insistimos em criticar a atitude dos outros, quantas vezes nãoexigimos mudanças de comportamento nas pessoas que vivemperto de n$s, quando na verdade n$s é que dever8amos mudarnosso rumoE'6

Page 77: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 77/130

a cat%stroe !s vezes est% apenas na sua cabeça  numa noite escura, um homem andava no meio de uma loresta,quando de repente caiu. a Dnica coisa que conseguiu azer oisegurar3se em um galho. quando olhou para baixo, s$ viu escuridão.começaram, então, os pensamentos catastr$icos# ?eu vou cairneste abismo e vou morrer... este galho não vai ag@entar por muitotempo e vou me machucar todo...?.  G medida que o tempo passava, o galho ia se desprendendo, ecada vez mais o homem se desesperava, com medo de cair emorrer. a claridade oi chegando com a manhã, e s$ então elepercebeu que estava com os pés a apenas - cent8metros do chão

e que todo seu medo e sorimento tinham sido inundados.  quantas vezes na empresa ou em nossa vida pessoal nãodeparamos com situações semelhantes, que nos deixamangustiados sem motivoE Gs vezes, o simples teleonema de umcliente &% nos enche de angDstia. o chee nos chama, e &%imaginamos que vamos ser demitidos. antecipamos nossasangDstias com perigos imagin%rios, que simplesmente não existem.são apenas suposições. sentimos esses medos quando não estamos

seguros do valor'6'

do nosso trabalho. por isso é importante enxergar maisclaramente o que voc" az em seu trabalho e o quanto ele atende!s expectativas de quem o contratou, se&a um cliente ou seuchee.  não permita que rustrações desnecess%rias o levem a

sentimentos de incapacidade. procure corrigir3se rapidamente seperceber que o valor de seu trabalho est% sendo questionado.lembre3se# o caminho mais curto para atingir a autoconiança ser%sempre a verdade.'6(

Page 78: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 78/130

excesso de a&uda pre&udica  certa vez um mestre encarregou seu disc8pulo de cuidar docampo de arroz. no primeiro ano, o disc8pulo vigiava para que nuncaaltasse a %gua necess%ria. o arroz cresceu orte e a colheita oiboa. no segundo ano, o rapaz teve a idéia de acrescentar um poucode ertilizante ! terra. o arroz cresceu r%pido e a colheita oimaior. no terceiro ano, colocou ainda mais ertilizante. a colheitaoi maior, mas o arroz nasceu pequeno e sem brilho. o disc8puloicou sem entender o que ocorrera e consultou seu mestre, que oadvertiu#  3 se continuar aumentando a quantidade de adubo, não ter% nada

de valor no ano que vem.  essa é uma verdade que vale tanto na empresa como na vidapessoal. voc" ortalece alguém quando o a&uda um pouco, masenraquece a pessoa, e pode até estrag%3la, se a a&uda muito. voc"tem que encontrar o equil8brio entre a&udar o uncion%rio apenas osuiciente para capacit%3lo a azer a tarea e depois exigir queele o aça usando o pr$prio conhecimento e discernimento. se voc"o auxiliar na medida exata, ter% a seu lado um colaborador

proissionalmente maduro e construtivo. caber% a voc", comogerente, dosar o quanto esse apoio poder% a&udar ou pre&udicarseus uncion%rios.'6-

conheça melhor seus uncion%rioscerta vez, um homem perguntou a um s%bio#3 se o senhor osse convidado para governar o pa8s, qual seria

sua primeira provid"nciaE3 aprender o nome dos meus assessores.3 desculpe3me, mas não lhe parece uma bobagemE 3 disse o

homem. 3 ser% essa, ainal, a grande preocupação de umpresidenteE

ao que o s%bio respondeu#

Page 79: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 79/130

3 um homem nunca pode receber a&uda de quem não conhece. seele não entender a natureza, nunca entender% a deus. da mesmamaneira, se não sabe quem est% do seu lado, não ter% amigos. semamigos, não pode estabelecer um plano. sem um plano, nãoconsegue dirigir ninguém. sem direção, o pa8s mergulha no escuro enem os dançarinos sabem decidir com que pé devem dar o pr$ximopasso.

pois é, uma provid"ncia aparentemente banal como saber onome dos que estão a seu lado pode azer uma dierençagigantesca. o mal do nosso tempo é que todo mundo quer consertartudo sozinho, e de uma s$ vez, sem se lembrar de que é preciso

muita gente para azer isso.'66

nomes dierentes para &ovens condenados  a m8dia veiculou certa vez uma not8cia interessante. inormavaque &ovens criminosos brit1nicos, ap$s cumprir pena estabelecidapela &ustiça, voltavam ao conv8vio social com nomes dierentes. atroca de identidade era providenciada para que não houvesse

discriminação por parte da população e para que os &ovens nãoossem condenados outra vez pelo preconceito. enim, recebiamuma nova chance de acertar o passo e crescer. parece &usto, poiso ser humano tem um senso de &ulgamento um tanto estreito ediicilmente oerece oportunidade para quem &% teve o nomeanotado nos registros policiais. com uma nova identidade, aqueles

 &ovens tinham possibilidade de voltar ao conv8vio social, encontraremprego e ter uma vida digna.

  azendo um paralelo com essa medida adotada pelas autoridadesbrit1nicas, os gerentes das empresas, no caso os &u8zescompetentes para absolver ou demitir, deveriam se mostrar maistolerantes com o desempenho dos subordinados, dando a eles maischances de acertarem o passo na empresa. por exemplo#transerir o uncion%rio para outro setor ou incumbi3lo de tareas

Page 80: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 80/130

mais apropriadas a suas habilidades. medidas como essas podemservir de'67

est8mulo para renovar a motivação e a coniança do uncion%rio. ogerente tem a responsabilidade de contratar pessoascompetentes, mas também tem a responsabilidade de saber lidarcom as dierenças e com as limitações de seus empregados,a&udando e contribuindo na ormação da identidade proissionalde cada um.'69

aproveite o lado bom das pessoas  um gerente conversava com um &ovem uncion%rio que reclamavamuito dos colegas e por isso não tinha amigos na empresa. ouncion%rio dizia# 3 não suporto o rancisco, ele é convencido eorgulhoso.

3 mas ele é alegre e participativo 3 lembrou o gerente.3 e a m%rcia, entãoE parece que tem o rei na barriga. est% certo

que ela a&uda os colegas, mas é uma chata. o sebastião vive seexibindo s$ porque conhece mais as rotinas da empresa.3 lembre3se de que ele é um curinga e que &% quebrou muito galho

aqui.  vendo que o uncion%rio s$ enxergava mesmo o lado negativo daspessoas, o gerente pediu que o rapaz o acompanhasse. pegou umpouco de açDcar na cozinha e oram até o quintal, onde recolheuum pouco da areia do chão. misturou o açDcar cristal com a areia e

colocou perto de um ormigueiro. depois de alguns minutos, umaormiga descobriu o açDcar e avisou as demais. em pouco tempo,izeram uma ileira e o uncion%rio, surpreso, percebeu que asormigas carregavam apenas os grãos de açDcar, desprezando aareia.  3 todas as pessoas são como esse montinho de areia misturado

Page 81: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 81/130

com açDcar 3 disse o gerente. 3 se&amos s%bios como as ormigas.vamos aproveitar o lado bom das pessoas aqui da empresa.'6B

usando a cooperação e a criatividade de uma equipe  certa vez um grupo de amigos se reuniu para uma caminhada de( quilImetros na mata. começaram a &ornada logo ao amanhecer.no meio da manhã, o grupo deparou com um trecho abandonado deuma estrada de erro. era preciso andar pelos trilhos estreitos,mas todos, ap$s alguns passos inseguros, acabavam perdendo oequil8brio e caindo. depois de observar um ap$s outro cair, dois

deles garantiram aos demais que poderiam andar o trecho inteirosem cair uma vez sequer.os amigos riram e disseram# 3 imposs8vel, voc"s não vão

conseguirA...  desaiados a cumprir a promessa, os dois subiram nos trilhos,cada um em um dos trilhos paralelos, estenderam o braço um parao outro, deram3se as mãos para se equilibrar e, assim unidos,andaram com toda a estabilidade pelo trecho inteiro, sem

diiculdades.  essa pequena hist$ria mostra que trabalho em equipe começadando3se as mãos. mostra o quanto a criatividade e o senso decooperação contribuem para solucionar os problemas queenrentamos se&a na empresa ou em nossa vida pessoal.'6:

a import1ncia de metas claras

  havia um atleta experiente que praticava salto com vara. em cadasérie de dez saltos, ele conseguia ultrapassar o sarrao no m8nimooito vezes. um dia, ele aceitou um convite para azer uma série dedez saltos, porém com uma pequena dierença# no alto das traves,não haveria nenhum sarrao a ser ultrapassado. depois de realizaros saltos, ele airmou que aquela experi"ncia não havia alterado

Page 82: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 82/130

em nada sua técnica de salto nem seu desempenho. mas o que elenão sabia era que pesquisadores haviam instalado um sensoreletrInico na altura de onde icavam os sarraos. o resultadomostrado pelo sensor oi que na série de dez saltos a barraeletrInica s$ oi ultrapassada quatro vezes, ou se&a, um 8ndicebem abaixo do desempenho normal do atleta.  isso mostra como o estabelecimento de metas é undamentalpara o ser humano. por mais que o esportista tivesse se esorçadopara executar os saltos como normalmente azia, o simples atode não visualizar a meta a ser ultrapassada comprometeu seudesempenho. quando as pessoas não t"m metas claras a ser

alcançadas, não podemos esperar que atin&am bons resultados. umbom gerente, um bom l8der, estabelece metas a ser seguidas e asdivulga entre seu pessoal, para que toda a equipe possa ?dar osalto para ultrapassar o sarrao?.'6;

não deixe que atores externos atrapalhem o seu ideal  para melhorar a qualidade, não é suiciente apenas ter um sonho,

um idealC é preciso persist"ncia para concretiz%3lo.  certa vez em uma escola um proessor pediu que os alunosretratassem seus sonhos em uma redação. o aluno mais humilde dasala escreveu na redação que queria um rancho, para ter muitoscavalos e muito dinheiro para sua am8lia. quando recebeu a nota, omenino icou chocado# tinha tirado ?insuiciente?A ele procurou oproessor e perguntou#

3 por que o senhor me deu ?insuiciente?E

o proessor respondeu#3 o que voc" escreveu não é uma coisa real, poss8vel. voc" é muitopobre para ter tudo isso... reaça sua redação que eu mudo suanota.

o garoto oi para casa desolado. pensou durante o dia todo, masnada mais lhe ocorria para dese&ar. oi até o pai e perguntou#

Page 83: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 83/130

3 pai, o que eu açoEo pai respondeu#3 tome sua pr$pria decisãoA

'7

  o garoto pegou uma olha de papel e reescreveu a mesmaredação, sem nenhuma mudança, e a entregou ao proessor,dizendo#  3 o senhor mantém sua opinião, mantém minha nota e eu mantereimeu sonhoA  estabeleça um ob&etivo desaiador e, como o garoto da hist$ria,

não deixe que atores externos impeçam a realização do seu ideal.'7'

coisas que ?sempre oram eitas assim?  uma lenda zen conta a hist$ria de um mestre que sempremandava amarrar seu gato porque ele perturbava a meditação dosdisc8pulos. o tempo passou, o mestre morreu e o gato tambémmorreu. mas então providenciaram outro gato. cem anos depois,

alguém escreveu um tratado, respeitad8ssimo, sobre a import1nciade se ter um gato amarrado durante a meditação.  quando conheci essa hist$ria, me lembrei das empresas quepermanecem amarradas a uma burocracia burra, comprocedimentos administrativos e de controle que não azem maisnenhum sentido nos tempo atuais. voc" pergunta a razão de agiremdaquela maneira e a resposta é ?sempre oi eito assim?. h%também aqueles que deendem uma pr%tica burra, alegando que no

passado aconteceu algo que &ustiicou a implantação de talprocedimento burocr%tico. com o uso maciço do computador, dainternet, da tecnologia da inormação, muita coisa tem de serrepensada na empresa. mais do que repensados, certosprocedimentos devem ser abandonados.'7(

Page 84: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 84/130

 não gerencie impondo ameaças e provocando medo

havia uma cidade onde todos eram elizes. os habitantes seentendiam muito bem, menos o preeito, que vivia triste por nãoter o que governar. a prisão estava vazia, o tribunal nunca erausado e o cart$rio não dava lucro, porque a palavra valia mais que opapel.

um dia o preeito convidou a população da cidade para assistir !inauguração de uma coisa que ele havia mandado construir napraça central. com solenidade, os tapumes oram retirados e bemali, diante de todos, surgiu... uma orcaA as pessoas começaram a

se perguntar o que aquela orca estaria azendo ali. com medo,passaram a procurar a &ustiça para questões que antes sempretinham sido resolvidas de comum acordo. passaram a recorrer aotabelião para registrar documentos que antes eram substitu8dospela palavra. e, com medo da lei, voltaram a escutar o preeito. diza lenda que a orca nunca oi usada. mas bastou sua presença paramudar tudo.  assim também é na empresa quando a diretoria adota um estilo

de liderança centralizador e onde estão presentes a ameaça e omedo. proliera a submissão, a desconiança e a burocracia.'7-

deixe a empresa mais leve  em algumas culturas, os habitantes reservam um dia do ano 3 outodo um inal de semana, se necess%rio 3 para entrar em contatocom os ob&etos de sua casa. tocam em cada coisa e se perguntam

em voz alta# ?preciso realmente distoE?. pegam livros na estante#?vou reler este livro algum diaE?. olham as recordações guardadase se questionam# ?ainda considero importante o momento que esteob&eto me az lembrarE?. abrem todos os arm%rios e perguntam asi mesmos# ?h% quanto tempo tenho isto e ainda não useiE ser%mesmo que um dia vou precisar desta roupaE?. sabemos que os

Page 85: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 85/130

ob&etos materiais t"m energia pr$pria. quando não utilizados, sãocomo %gua parada dentro de casa# um bom lugar para mosquitos epodridão.  um dos maiores bene8cios de um programa de qualidade total é apr%tica da organização e da limpeza no ambiente de trabalho,possibilitando que a energia lua mais livremente em toda aorganização. lembre3se# se voc" mantém o que é velho, o novo nãoencontra espaço para se maniestar em sua empresa.'76

coloque3se no lugar do outro

  o atendimento ao cliente tem que ser sincero, genu8no. devemoster muito cuidado com campanhas para melhorar o atendimento.um supermercado ez a seguinte promoção# se, ao passar pelacaixa, o cliente não recebesse do caixa um cumprimento e umagradecimento ao inal da compra, não precisaria pagar por ela.certo dia, um cliente passou as mercadorias pela caixa, mas nãorecebeu nem o cumprimento nem o agradecimento do uncion%rio.o cliente, então, disse que não iria pagar as compras, como

garantia a promoção. e o caixa explicou#3 ah, meu senhor, a promoção oi s$ até ontem...  esse ato mostra como campanhas podem ser supericiais e nãoter nenhum eeito duradouro. pior, os clientes sentem otratamento artiicial e percebem a alsidade na relação.  atendimento ao cliente é uma questão de atitude, de prazer emservirC é uma questão de empatia, de o uncion%rio saber secolocar no lugar do outro e trat%3lo como gostaria de ser tratado.

o bom atendimento é um conceito que precisa ser incorporado enão imposto ou mecanizado.'77

Gs vezes é preciso medidas mais dr%sticas  sempre alo que melhoria da qualidade é uma questão de

Page 86: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 86/130

liderança, determinação e disciplina. através de reuniões com osuncion%rios, um empres%rio tentou de todos os modos azer comque eles seguissem algumas regras b%sicas da empresa, comocumprimento de hor%rio, uso de uniorme, altas e muitas outrasquestões que, se não orem observadas com um m8nimo dedisciplina, pre&udicam bastante a produtividade de uma empresa.porém, de nada adiantou.  o empres%rio, então, resolveu colocar todos os regulamentos emum documento e o registrou em cart$rio. chamou cada uncion%rioa sua sala, leu o regulamento para ele e perguntou se concordavaem trabalhar na empresa dentro das regras estabelecidas. todos

concordaram, assinaram os termos do regulamento, e, com essamedida simples, o empres%rio conseguiu implantar em suaorganização uma nova cultura de disciplina.  exercer a liderança através da conscientização e do discurso éimportante, mas !s vezes é preciso medidas mais pr%ticas.preparar um regulamento interno da empresa e registr%3lo emcart$rio oi uma excelente idéia.'79

inorme3se mais e evite conclusões precipitadas  era uma vez uma &ovem ! espera de seu vIo na sala de embarquede um grande aeroporto. como ainda teria de esperar por muitashoras pelo vIo, resolveu comprar um livro para passar o tempo.comprou também um pacote de biscoitos. sentou3se numa poltronada sala vip do aeroporto, para descansar e ler em paz. ao seu ladosentou3se um homem.

  quando ela pegou o primeiro biscoito, o homem também pegou um.ela se sentiu indignada, mas não disse nada. apenas pensou# ?masque cara3de3pauA se eu estivesse mais disposta, criaria umaencrenca que esse su&eito &amais esqueceriaA?. a cada biscoito queela pegava, o homem também pegava um. aquilo a estava deixandotão irritada que não conseguia nem reagir. quando restou apenas

Page 87: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 87/130

um biscoito no pacote, ela pensou# ?quero s$ ver o que esteabusado vai azer agora...?. então o homem pegou o Dltimobiscoito, dividiu3o ao meio e deixou a outra metade para ela. ah,mas aquilo &% era demaisA a &ovem estava buando de raiva porora e por dentro, mas como não queria azer nenhuma cena pegouseu livro, suas coisas e se dirigiu, uriosa, ao portão de embarque.'7B

  quando se sentou conortavelmente em sua poltrona, &% nointerior do avião, olhou dentro da bolsa para pegar uma bala, e,para sua surpresa, viu que seu pacote de biscoitos ainda estava

l%... intacto, echadinhoA ela sentiu tanta vergonhaA s$ entãopercebeu que a errada tinha sido ela, sempre tão distra8da. elahavia se esquecido de que seus biscoitos estavam guardados nabolsa, e o homem, vendo que ela pegava os dele, havia dividido osbiscoitos dele com ela sem se sentir indignado, nervoso ourevoltado. e &% não havia mais tempo para se explicar, nem parapedir desculpas.  antes de tirar conclusões, observe melhor. talvez as coisas não

se&am exatamente como voc" pensa. converse maisA'7:

voc" é quem tem a capacidade de mudar  um homem estava caminhando ao pIr do sol em uma praia desertamexicana. G medida que caminhava, começou a avistar outrohomem a dist1ncia. ao se aproximar do nativo, notou que ele seinclinava, apanhava algo e atirava na %gua. repetidamente,

continuava &ogando coisas no mar.  ao se aproximar ainda mais, nosso amigo notou que o homemestava apanhando estrelas3do3mar que haviam sido lançadas napraia e, uma de cada vez, as devolvia para a %gua.

nosso amigo icou intrigado. aproximou3se do homem e disse#3 boa tarde, amigo. estava tentando adivinhar o que voc" est%

Page 88: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 88/130

azendo.  3 estou devolvendo estas estrelas3do3mar ao oceano 3 explicou onativo. 3 voc" sabe, a maré est% baixa e todas as estrelas3do3maroram trazidas para a praia. se eu não as lançar de volta ao mar,elas morrerão por alta de oxig"nio.  3 entendo 3 disse o homem. 3 mas deve haver milhares deestrelas3do3mar nesta praia. provavelmente voc" não ser% capazde apanhar todas elas. simplesmente são muitas. voc" percebe quetalvez isso este&a acontecendo'7;

em centenas de praias acima e abaixo desta costaE v" que nãoar% dierença algumaEo nativo sorriu, curvou3se, apanhou outra estrela3do3mar e, ao

arremess%3la de volta ! %gua, replicou#3 ez dierença para aquela.todos n$s somos dotados da capacidade de operar mudanças. se

cada um agir com o ob&etivo de mudar, com certeza a empresa setransormar% e elevar% seu patamar de qualidade.

'9nosso rosto relete nossas intenções  certa vez, um rei e um grupo de cavaleiros via&avam pelo reino,a cavalo, em busca de caça. depois de algum tempo cavalgando,eles chegaram !s margens de um rio que havia transbordadodevido a uma orte tempestade. uma velha ponte de madeiratombara com a viol"ncia das %guas revoltas e ora arrastada rio

abaixo. com isso, cada cavaleiro se viu orçado a atravessar o rio acavalo, lutando contra a orte correnteza. com esp8rito debravura, cada um sentia o perigo e a possibilidade real de mortedurante a travessia.  um via&ante, que não azia parte do grupo, icou a observar acoragem daqueles cavaleiros. depois de v%rios terem chegado !

Page 89: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 89/130

outra margem, o via&ante perguntou ao rei se ele poderiatransport%3lo para o outro lado do rio. o rei concordou semhesitar. o homem subiu no cavalo do rei e logo depois amboschegaram em segurança ao outro lado. quando o via&ante desceu dasela, um dos cavaleiros perguntou a ele#

3 diga3me, por que escolheu o rei para pedir esse avorEo homem icou surpreso e admitiu não saber que ora o rei

quem o a&udara.'9'

  3 tudo que sei 3 disse ele 3 é que no rosto de alguns de voc"s

estava escrita a palavra ?não? e no de outros a palavra ?sim?. orosto dele dizia ?sim?.  nosso rosto expressa nossas emoções. algumas %reas daempresa, principalmente as que lidam com clientes, precisam terpessoas sim trabalhando nelas. pessoas que tenham dentro de si avontade de servir.'9(

descubra a verdadeira natureza das pessoas  uma vez, andando pela loresta, um homem encontrou umilhote de %guia. levou3o para casa e o colocou no galinheiro. algumtempo depois, um naturalista tentou convencer o azendeiro deque a ave tinha coração de %guia e que certamente deveria voar. eo azendeiro retrucou#  3 depois que lhe dei comida de galinha e a eduquei para ser umagalinha, ela nunca aprendeu a voar. se se comporta como uma

galinha, é porque não é mais uma %guia.  depois de muito discutirem, o naturalista pegou a %guia nosbraços e disse#  3 voc" pertence aos céus e não ! terra. bata bem as asas e voe...conusa, sem consci"ncia da sua identidade, a %guia correu para

 &unto das galinhas.

Page 90: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 90/130

  depois de tentar v%rias vezes, o naturalista um dia levantou3a nadireção do sol. a %guia começou a tremer, lentamente abriu as asase, com um crocitar de triuno, alçou vIo. pode ser que a %guiaainda se lembre das galinhas com saudade, pode ser que ainda,ocasionalmente, visite um galinheiro, mas,'9-

até onde oi poss8vel saber, ela nunca mais voltou a viver comouma galinha. nunca tinha deixado de ser uma %guia, embora tivessesido mantida como uma galinha.

procure na empresa as %guias que se acomodaram ! rotina e que

se acostumaram a viver como galinhas. liberte3asA resgate ocoração de %guia que h% dentro delas e voc" conhecer% umaempresa muito mais %gil e criativa.'96

se cada um izer a sua parte, os problemas se resolvem maisdepressa  uma loresta, onde viviam animais de espécies variadas, certo

dia se incendiou, e seus habitantes icaram desesperados, semsaber o que azer.  o leão urrava, o macaco corria de um lado para o outro, o coelho,com sua agilidade, sumiu no meio do mato e outros animais sereuniram para discutir qual seria o destino de todos. enquanto areunião se realizava, os animais observaram que um passarinhovoava até um regato, pegava %gua em seu biquinho, molhava as asase ia até o local onde estava o ogo. viram essa operação se repetir

inDmeras vezes. então, o eleante, um dos participantes daquelareunião, resolveu matar a curiosidade de todos e interpelou opassarinho#  3 passarinho, o que est% azendoE venha se unir a n$s... estamosaqui discutindo como ser% poss8vel acabar com todo este ogo queassola a nossa loresta.

Page 91: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 91/130

o passarinho respondeu#'97

3 não posso... estou tentando apagar este inc"ndio que tanto malest% nos azendo.

3 mas, passarinho 3 disse o eleante 3, voc" por acaso pensa quesozinho poder% acabar com este ogoE

e o passarinho respondeu#3 se cada um de voc"s izesse a sua parte e viesse me a&udar, o

ogo poderia acabar mais rapidamente.o trabalho coletivo é capaz de transpor obst%culos e alcançar

realizações que seriam imposs8veis de ser conseguidos por uma s$pessoa.'99

o pessimista sempre traz com ele a inelicidade  era uma vez um comerciante amador que prosperava vendendolanches r%pidos em uma rua sossegada perto de uma estrada degrande movimento. seus salgadinhos passaram a ser tão

disputados que as instalações, com o tempo, se tornaram pequenaspara atender ! demanda crescente. então, ele começou a investirem novas depend"ncias, mais amplas, modernas e mais pr$ximas daestrada, além de instalar letreiros e avisos luminosos em pontosestratégicos. seu ilho, p$s3graduado em economia eadministração de empresas numa universidade americana, um diaoi visit%3lo. quando viu o pai eu$rico e cheio de planos, icouapavorado#

  3 pai, voc" não sabe que estamos prestes a atravessar uma crise,um per8odo duramente recessivoE enquanto todos estão seretraindo, voc" a8 esban&ando dinheiroE isso é loucuraA  o pai icou assustado e terrivelmente deprimido. cancelou aampliação das instalações, passou a trabalhar com matéria3primamais barata e suprimiu alguns ingredientes dos produtos, para

Page 92: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 92/130

reduzir custos. logo surgiram reclamações, até então inexistentes,e começou a haver uma gradual perda de'9B

clientes, que migraram, naturalmente, para o concorrente maispr$ximo. o neg$cio oi indo por %gua abaixo, até que echou. e ocomerciante pensou# ?meu ilho tinha razão com relação ! criseAnão oi ! toa que ele se ez doutor numa das melhores escolas...?.  ve&a como o pessimista é desastroso e sempre traz com ele ainelicidade. claro que momentos di8ceis sempre existirão numaempresa. mas devemos ser menos pessimistas e mais

empreendedores, tentando transormar problemas emoportunidades.'9:

as tr"s maiores interrogações da vida  muitos e muitos anos atr%s, um poderoso e rico monarca, embusca de caminhos para a sabedoria, saiu em viagem paraencontrar resposta para as tr"s maiores interrogações de sua

vida. eram as seguintes#L qual o momento mais importante na vida de um homemEL qual a pessoa mais importante na vida de um homemEL qual a tarea mais importante a ser eitaE

  então, ap$s anos de penosa busca e de mil e uma peripécias,nosso her$i encontrou um velho s%bio no topo de uma montanha,que lhe respondeu#

3 o mais importante é sempre o momento presente.

3 a pessoaE a mais importante é a que est% a nossa rente.3 quanto ! tarea, a mais importante é azer essa pessoa elizAassociando a lenda com o mundo dos neg$cios, podemos dizer#L o momento presente é qualquer momento em que o cliente

entra em contato com a empresa.L a pessoa que est% ! nossa rente é um cliente /interno ou

Page 93: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 93/130

externo0.L azer a pessoa eliz é satisazer plenamente os clientes.

'9;

Gs vezes as empresas tomam medidas impensadas para diminuircustos  era uma vez um rei que recebeu um alcão maravilhoso depresente. ascinado com o presente, levava3o para toda parte e oostentava com galhardia. o alcão era servido por dez criados ereverenciado por toda a corte, mas, apesar das excessivasmordomias, a ave decidiu renunciar a tudo em avor da liberdade e

um dia alçou vIo para bem longe.  soregamente, conquistou o espaço, mas logo se sentiu exausto.sobrevoando uma pequena cidade, procurou um canto paradescansar. desceu no quintal de uma simp%tica velhinha quecultivava um pombal. não teve problema em negociar com ospombos sua perman"ncia ali, mas quando a boa velhinha descobriuo alcão exclamou#  3 coitadinho, o que izeram de voc"EA que garras contorcidas,

que bico torto, que asas enormesA  com a tesoura, pIs3se a consert%3lo# aparou suas garras,diminuiu3lhe o bico, cortou suas asas.'B

  3 agora, sim, voc" est% parecendo uma pomba 3 disse comorgulho.  no intuito de reduzir custos, as empresas !s vezes adotam

medidas impensadas, alterando e reestruturando departamentos esetores para que trabalhem ?mais leves?. isso é perigoso e precisaser eito com muita consci"ncia e depois de muito analisar asconseq@"ncias. caso contr%rio, pode3se estar transormandoalcões em caricaturas de pombas.'B'

Page 94: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 94/130

sobre a inve&a e a traição  um dia, um avarento e um inve&oso procuraram o deus &Dpiterpara pedir3lhe que realizasse seus dese&os. &Dpiter, querendo daruma lição nos dois, aquiesceu, com a condição de que o que umpedisse seria dado ao outro em dobro.  o avarento, que dese&ava uma sala cheia de ouro, ao obt"3la icouamargurado de ver que seu companheiro havia ganho o ouroredobrado. o inve&oso, ao ver o que tinha acontecido, dese&ouentão que um de seus olhos osse varado, para que o outro icassecego dos dois.

  a inve&a existe na empresa. devemos ser tolerantes e encar%3lacomo coisa normal, pois o sentimento de inve&a &% nasce conosco. oque precisamos combater é seu excesso. este, sim, é pre&udicialao grupo e ! empresa.'B(

d" sentido ao trabalho das pessoas  tr"s pedreiros preparavam ti&olos em uma construção. um

homem que passava aproximou3se do primeiro e perguntou#3 o que est% azendo, meu amigoE3 ti&olos... 3 respondeu secamente.  dirigindo3se ao segundo pedreiro, o homem perguntou3lhe a

mesma coisa.3 trabalhando pelo meu sal%rio... 3 oi a resposta.para o terceiro pedreiro, o passante ez ainda a mesma

pergunta#

3 o que est% azendo, meu amigoEitando o estranho com alegria, o oper%rio, respondeu comentusiasmo#

3 construindo uma catedralA  as pessoas trabalham mais comprometidas, motivadas e elizesquando enxergam um ideal. mais que executar uma tarea e

Page 95: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 95/130

receber um sal%rio, os uncion%rios precisam compreender que?catedral? estão construindo com seu trabalho.'B-

use com intelig"ncia o pouco conhecimento que tem  toda semana, um velho azendeiro tomava um trem para ir !cidade depositar em um banco o produto da colheita. ele procediaassim havia muitos anos e no inal da tarde retornava no mesmotrem. na viagem de volta, também era rotineira a presença de umproessor universit%rio, que aproveitava a viagem para ler algumlivro, corrigir alguma prova ou preparar algum teste para aplicar

em aula. com isso ele se distra8a e não sentia o tempo passar.  numa dessas viagens, o proessor esqueceu sua pasta na escola eicou sem ter com qu" se distrair. resolveu então puxar conversacom o velho azendeiro que ele sempre via no trem.  3 boa tarde 3 cumprimentou o proessor. depois de dizer seunome, acrescentou# 3 sou proessor universit%rio, tenho cincodiplomas, alo seis idiomas e sou muito via&ado, conheço todos oscontinentes. e o senhor, quem éE

  ap$s também dizer seu nome, o velho acrescentou# 3 mas eu nãocompletei nem o prim%rio...  o proessor, vendo que entre eles não seria poss8vel uma longaconversa, sugeriu uma brincadeira para passar o tempo#'B6

  3 eu lhe aço uma pergunta e o senhor me az uma pergunta.quem errar paga um real para o outro.

  ah, não acho &usto 3 disse o velho. 3 como eu tenho poucoconhecimento, se eu errar eu lhe pago um real. mas se o senhor,que tem muito conhecimento, errar, a8 o senhor me paga dez reais.

assim acertaram e o velho pediu para azer a primeirapergunta#

3 o que é, o que é que tem dez metros de comprimento, pesa

Page 96: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 96/130

dez quilos, tem capacidade para transportar dez pessoas e d% avolta ao mundo em dez diasE

o proessor pensou, pensou, mas não teve &eito de achar aresposta.

3 não sei 3 admitiu.3 então me pague os dez reais 3 disse o velho estendendo ! mão.o proessor pagou e, percebendo a perspic%cia do velho, disse#3 sendo a minha vez de perguntar, eu devolvo a mesma pergunta

ao senhor# o que é essa coisa que o senhor me perguntouE3 eu também não sei 3 respondeu o velho e, estendendo a mão,

disse# 3 aqui est% o seu um real.

o que vale não é a quantidade de conhecimento que temos, maso que somos capazes de azer com o pouco de conhecimento quetivemos a oportunidade de receber.'B7

se quer mudar seu setor, sua empresa, seu mundo, comecemudando seu pensamento  era uma vez um menino chamado ernesto que adorava

contemplar um imenso rosto de pedra na encosta de umamontanha. a ace tinha uma expressão de grande orça, bondade ehonradez que azia vibrar o coração do garoto. havia uma lendaque dizia que, no uturo, surgiria naquela região um homem com umrosto muito parecido com aquele rosto de pedra.  durante toda a in1ncia e mesmo depois de adulto, ernesto nuncadeixou de itar aquela igura sem pensar no surgimento do homemque seria semelhante ! imagem. certo dia, quando o povo da

localidade estava conversando a respeito da lenda, alguém derepente exclamou#  3 olhemA ve&am s$A ernesto é o homem que se parece com ogrande rosto de pedraA  e era verdade, ernesto se tornara a imagem que tanto ocupavaseus pensamentos.

Page 97: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 97/130

  se voc" quer mudar seu setor, sua empresa, seu mundo, comecepor mudar seu pensamentoA'B9

inventar é uma coisa, realizar é outra  uns ratos que viviam com medo de um gato resolveram azer umdia uma reunião para encontrar um &eito de acabar de vez comaquele eterno transtorno. muitos planos oram discutidos eabandonados. por im, um rato &ovem levantou3se e deu a idéia dependurar uma sineta no pescoço do gatoC assim, sempre que o gatoestivesse se aproximando, eles ouviriam a sineta e poderiam ugir

correndo. todo mundo bateu palmas, o problema estava resolvido.ouvindo aquilo, um rato velho, que tinha icado o tempo todocalado, levantou3se l% do seu canto. o rato alou que o plano deato era muito inteligente e que, com toda a certeza, aspreocupações deles tinham chegado ao im. s$ tinham esquecidode acertar uma coisa# quem iria pendurar a sineta no pescoço dogatoE  inventar é uma coisa, realizar é bem outraA muitos uncion%rios

!s vezes icam rustrados quando suas idéias não são implantadas.F preciso compreender que nem sempre as condições da empresapermitem a implantação de algumas idéias, por mais inteligentesque elas se&am. o importante é continuar ornecendo idéias, poisno momento certo elas serão aproveitadas.'BB

quando a responsabilidade é dividida, ninguém responde por nada

  era uma vez quatro pessoas que se chamavam todo mundo,alguFm, qualquer um e ninguFm. havia um importante trabalho aser eito e todo mundo acreditava que alguFm é que iria execut%3lo.  qualquer um poderia az"3lo, mas ninguFm o ez. alguFm icouaborrecido com isso, porque entendia que a execução do trabalho

Page 98: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 98/130

era responsabilidade de todo mundo. todo mundo pensou quequalquer um poderia execut%3lo, mas ninguFm imaginou que todomundo não o aria.  todo mundo culpou alguFm, quando ninguFm ez o que qualquerum poderia ter eitoA  responsabilidade dividida, ou não bem3deinida, gerainsatisações e ineici"ncia no trabalho.'B:

sem iniciativa os problemas não se resolvemdevido a meu trabalho como consultor, req@entemente estou

nas empresas conversando com uncion%rios. percebo que aspessoas reclamam muito dos deeitos da empresa, mas não ve&onenhuma iniciativa delas para mudar a situação. s$ sabem criticar.  certa vez, azia muito calor na sala de aula de uma aculdade. oproessor, no entanto, não tomava nenhuma iniciativa para ligar oar3condicionado. os alunos começaram a reclamar do calor. derepente, uma aluna disse em voz alta muito educadamente#

3 por avor, proessor, o senhor poderia ligar o ar3

condicionadoE  imediatamente o proessor se levantou e ligou o aparelho. osalunos mexeram com a colega chamando3a de a queridinha doproessor. o proessor olhou para a turma e alou#  3 não é nada disso. ela apenas oi a Dnica que me pediu. todosvoc"s preeriram icar parados, sem demonstrar nenhumainiciativa para solucionar o problema.'B;

  situações como essa se multiplicam no dia3a3dia das empresas.pense nas coisas que realmente dese&a e a&a tentando a melhororma de consegui3las. voc" vai ver como sua atitude podecontribuir para eliminar muitas das limitações de sua empresa.':

Page 99: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 99/130

todo obst%culo contém uma oportunidade  as empresas estão em permanente processo de mudança. a cadadia somos colocados diante de obst%culos e barreiras que devemser removidos. nesses casos, nossa atitude tem de ser positiva,para que possamos super%3los e crescer proissionalmente.  h% uma hist$ria que diz que certa vez um rei colocou uma pedraenorme no meio de uma estrada. então, ele se escondeu e icouobservando para ver se alguém iria tirar a imensa rocha docaminho. mercadores e homens muito ricos do reino passaram porali e simplesmente deram a volta pela pedra. alguns até

esbrave&aram contra o rei, reclamando que ele não mantinha asestradas em ordem, mas nenhum tentou sequer mover a pedradali.  de repente, veio um campon"s com uma boa carga de vegetais. aose aproximar da imensa rocha, ele pIs de lado sua carga e tentouremover a rocha dali. ap$s muita orça e suor, ele conseguiuempurrar a pedra para a beira da estrada. ao voltar para pegarsua carga de vegetais, notou que havia uma bolsa no local onde

antes estava a pedra. a bolsa continha muitas moedas de ouro euma nota escrita pelo rei, que dizia que o ouro estava destinado':'

! pessoa que tivesse removido a pedra do caminho. o campon"scompreendeu então o que muitos de n$s nunca entendemos# todoobst%culo contém uma oportunidade para melhorarmos nossacondição. pense nisso ao deparar com obst%culos em sua empresa.

':(

não transira problemas para os outros  um grupo de pessoas caminhava, cada uma carregando umagrande cruz nas costas, rumo a um lugar onde esperavamencontrar alegria e elicidade. depois de algum tempo de

Page 100: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 100/130

caminhada, todos começaram a sentir o peso da cruz. no meiodesse grupo, havia uma pessoa que se &ulgava mais esperta quetodas as outras. ela percebeu que não havia ninguém liderando ogrupo e que as pessoas a seu lado não estavam observando seusatos. então, resolveu cortar um pedaço de sua cruz, para que acarga icasse mais leve. passado algum tempo, a cruz começou apesar novamente. como ela havia cortado um pedaço sem ninguémperceber e nada lhe havia acontecido, resolveu cortar mais outropedaço. assim, cada vez que sentia o peso da cruz, cortava maisum pedaço, até t"3la transormado numa cruzetinha.  dias depois, todos chegaram ! beira de um enorme precip8cio.

pular de um lado para o outro seria imposs8vel. então alguémobservou que o comprimento da cruz deles era exatamente domesmo tamanho de um lado ao outro do precip8cio. cada um ezsua ponte, e assim todos chegaram ao lugar dos seus sonhos. masaquela pessoa que havia resolvido diminuir o':-

peso 3 e conseq@entemente o tamanho da cruz 3 icou sem saber o

que azer com sua cruzetinha.  em um grupo de trabalho, é comum alguém agir como se osse omais esperto de todos. cada um tem sua cruz, sua obrigação, e seho&e ela não or cumprida de maneira correta, l% na rente,amanhã, a cobrança vir%.':6

para realizar mudanças, é preciso acreditar e agir

  certa vez um homem recebeu a&uda de um barqueiro paraatravessar um rio. ao entrar no barco, o homem notou que em umdos remos estava escrito a palavra agir e em outro a palavraacreditar. curioso, o homem perguntou ao barqueiro a razãodaqueles nomes. o barqueiro pegou o remo no qual estava escrito?acreditar? e remou com toda a orça. o barco começou a dar

Page 101: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 101/130

voltas, sem sair do lugar em que estava. em seguida, pegou o remoem que estava escrito a palavra ?agir? e remou com todo o vigor.novamente o barco girou, sem ir adiante. por im, o velhobarqueiro segurou os dois remos e movimentou3os ao mesmotempo# impulsionado de ambos os lados, o barco navegou atravésdas %guas do rio e calmamente alcançou a outra margem.  então o barqueiro disse ao via&ante#  3 este barco pode ser chamado de autoconiança. e a margem é ameta que dese&amos atingir. para que o barco da autoconiançanavegue seguro e alcance a meta pretendida, é preciso queutilizemos os dois remos ao mesmo tempo e com a mesma

intensidade# agir e acreditar.':7

não desista diante das diiculdades  voc" deve conhecer o bambu chin"s. esta planta tem umacaracter8stica interessante. depois de plantada a semente, porquatro anos praticamente nada se v" de seu desenvolvimento,exceto o lento desabrochar de um diminuto broto a partir do

bulbo. durante quatro anos, o crescimento da planta se d%subterraneamente, numa maciça e ibrosa raiz, que se estendehorizontalmente pela terra. mas então, no quinto ano, o bambuchin"s começa a crescer, até atingir (6 metros.  muitas coisas na vida pessoal e proissional são iguais a essebambu chin"s. principalmente as mudanças para a melhoria daqualidade na empresa. voc" trabalha, investe tempo e esorço, aztudo o que pode para nutrir seu crescimento, e !s vezes nada se

v" por semanas, meses ou mesmo anos. mas, se tiver paci"nciapara continuar trabalhando e nutrindo, o ?quinto ano? chegar% e ocrescimento e a mudança que vão se processar o deixarãoespantado.  o bambu chin"s mostra que não podemos desistir %cil das coisas.no trabalho, especialmente em pro&etos que envolvem mudanças de

Page 102: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 102/130

comportamento, cultura e sensibilização para novas ações,devemos nos lembrar do bambu chin"s, para não desistirmos tãorapidamente diante das muitas diiculdades que costumam vir pelarente.':9

Gs vezes precisamos de um empurrãozinho  voc" sabe como um ilhote de %guia aprende a voarE a %guia azo ninho bem no alto de um pico rochoso. abaixo, somente o abismoe em volta o ar para sustentar as asas dos ilhotes. a %guia3mãeempurra os ilhotes para a beira do ninho. nesse momento seu

coração se acelera com emoções conlitantes, pois ao mesmotempo em que empurra sente a resist"ncia dos ilhotes em nãoquerer ir em direção ao precip8cio. para eles, a emoção de voarcomeça com o medo de cair. az parte da natureza da espécie.  apesar da dor, a %guia sabe que aquele é o momento. sua missãodeve se completar, mas ainda resta a tarea inal# o empurrão. a%guia enche3se de coragem. ela sabe que enquanto seus ilhotesnão descobrirem suas asas, não entenderão o prop$sito de sua

vida. enquanto não aprenderem a voar, não compreenderão oprivilégio que é nascer %guia. assim, o empurrão é o maior presenteque ela pode oerecer a eles. F seu supremo ato de amor. então,empurrando um a um, ela os precipita para o abismo. e eles voamAlivres ap$s descobrirem suas asas.':B

  Gs vezes, na empresa ou em nossa vida pessoal, as

circunst1ncias azem o papel de uma %guia3mãe. são elas que nosempurram para o abismo. e são elas, as pr$prias circunst1ncias,que nos azem descobrir que temos, ainal, asas para voar.'::

pro8ba a proibição

Page 103: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 103/130

  eu observo que nas empresas muitas pessoas deixam de agir porse sentir incapazes de tomar decisões em determinadas situaçõesque exigem ação. F comum pensarem ?mas eu posso azer issoE? Fcomo se elas ossem educadas e treinadas a azer s$ aquilo quealguém disse que elas são capazes de azer.  outro dia, li uma not8cia a respeito de dois meninos que estavampatinando sobre um lago congelado. era uma tarde nublada e ria eas crianças brincavam sem preocupação. de repente, o gelo sequebrou e uma delas caiu na %gua. a outra criança, vendo que seuamiguinho se aogava debaixo do gelo, pegou uma pedra de gelo ecomeçou a bater com todas as suas orças, conseguindo quebrar o

gelo e salvar o amigo.  quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido,perguntaram ao menino#  3 mas como voc" ez issoE F imposs8vel que tenha conseguidoquebrar o gelo com essa pedra e com suas mãos tão pequenasA  nesse instante, um homem idoso se destacou entre as pessoasque assistiam a cena e disse#

3 eu sei como ele conseguiu.

todos se voltaram e perguntaram ao homem# 3 comoE':;

  3 F simples 3 respondeu o ancião. 3 não havia ninguém aqui paradizer ao garoto que ele não podia azerA por isso ele pIde agir porconta pr$pria, procedendo do modo certo.  tome isso como lição e estimule as pessoas em sua empresa aagir. retire a palavra ?não? do repert$rio da empresa e institua o

lema ?F proibido proibirA?';

encontre algo para elogiar  numa cidade vivia um homem que todos diziam ser o prot$tipo damaldade. ele morava sozinho, não tinha amigos, não permitia que

Page 104: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 104/130

ninguém passasse em sua calçada, detestava animais, quando abola dos garotos ca8a em seu quintal ele a urava, e por isso todomundo dizia que quando ele morresse não haveria quatro pessoaspara carregar seu caixão.  na mesma cidade, vivia outro cidadão que tinha umapeculiaridade# gostava de acompanhar todos os enterros que aliocorriam e no cemitério azia questão de, antes do caixão descerao tDmulo, enaltecer as qualidades do alecido. um dia, nossoprimeiro personagem, o homem ruim, morreu. e na cidade ondehavia corrido o dito de que não haveria quatro homens paracarregar seu caixão, o que aconteceuE oi o enterro mais

concorrido de que &% haviam tido not8cia, não pelo morto, e sim poraquele nosso outro personagem que costumava azer discursoselogiosos aos mortos. todos queriam ouvir as qualidades que eletinha para enaltecer no morto.  a população compareceu em peso ao cemitério e na hora que ocaixão desceu ao tDmulo todos os olhos se voltaram para o homemque elogiava. e ele disse# 3 coitado, ele assobiava tão bem...

por pior que se&a a pessoa, sempre h% alguma coisa para se

elogiar nela.';'

não é preciso usar a orça para liderar  um via&ante caminhava pela estrada, quando deu com um pequenorio que corria t8mido por entre as pedras. continuou andando eseguindo o curso do rio, quando notou que ele ia ganhando volume ese tornando um rio maior. bem mais adiante, o via&ante viu o

pequeno rio dividir3se em cachoeiras, num verdadeiro espet%culode %guas. o cen%rio atraiu o via&ante e ele oi descendo pelaspedras, ladeando uma das cachoeiras. descobriu, então, uma gruta,onde a natureza criara, com paci"ncia, bel8ssimas ormas. ali,encontrou uma placa. alguém estivera l% antes dele. com alanterna, iluminou as palavras inscritas. eram versos do poeta e

Page 105: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 105/130

il$soo hindu tagore, pr"mio nobel de literatura em ';'-. eledizia# ?não oi o martelo que deixou pereitas estas pedras, mas a%gua, com sua doçura, sua dança e sua canção. onde a dureza s$az destruir, a suavidade consegue esculpir?.  assim também ocorre na empresa. existem gerentes queexplodem por qualquer coisa e que s$ sabem agir com gritos eestardalhaço. e h% as pessoas suaves, que sabem dosar a energia eque, por isso, tudo conseguem. são criaturas que não alam muito,mas agem bastante. quando se tem conhecimento e capacidade deliderar pessoas, a orça é desnecess%ria.';(

evite conclusões precipitadas  havia numa aldeia um velho muito pobre que possu8a um lindocavalo branco. numa manhã, ele descobriu que o cavalo não estavana cocheira. os amigos disseram ao velho#  3 mas que desgraça, seu cavalo oi roubadoA  e o velho respondeu#  3 calma, não cheguem a tanto. simplesmente digam que o cavalo

não est% mais na cocheira. o resto é &ulgamento de voc"s.  as pessoas riram do velho. quinze dias depois, de repente, ocavalo voltou. ele havia ugido para a loresta. e não apenas issoCele trouxera uma dDzia de cavalos selvagens consigo. novamente,as pessoas se reuniram e disseram#  3 velho, voc" tinha razão. não era mesmo uma desgraça, e simuma b"nção. e o velho disse#  3 voc"s estão se precipitando de novo. quem pode dizer se é uma

b"nção ou nãoE apenas digam que o cavalo est% de volta...  o velho tinha um Dnico ilho, que começou a treinar os cavalosselvagens. apenas uma semana mais tarde, ele caiu de um doscavalos e raturou as pernas. as pessoas se reuniram e, mais umavez, se puseram a &ulgar#';-

Page 106: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 106/130

  3 e não é que voc" tinha razão, velhoE oi uma desgraça seu Dnicoilho perder o uso das pernas.  e o velho disse#  3 mas voc"s são mesmo obcecados por &ulgamentos, heinE não seadiantem tanto. digam apenas que meu ilho raturou as pernas.ninguém sabe ainda se isso é uma desgraça ou uma b"nção...  aconteceu que, depois de algumas semanas, o pa8s entrou emguerra e todos os &ovens da aldeia oram obrigados a se alistar,menos o ilho do velho.  quem é obcecado por &ulgar cai sempre na armadilha de basear

seu &ulgamento em pequenos ragmentos de inormação, o que olevar% a conclusões precipitadas. nunca encerre uma questão deorma deinitiva, pois quando um caminho termina outro começa,quando uma porta se echa outra se abre. assim é o curso da vida.';6

trabalhar em equipe é respeitar dierenças  no trabalho, é comum o gerente azer comparações entre

uncion%rios e até mesmo exigir que eles a&am como ele agiria. issoé um grave erro gerencial. não podemos exigir ou orçar quepessoas se&am parecidas conosco ou que tenham nossasqualidades.  conta3se que uma vez v%rios bichos decidiram undar umaescola. para isso reuniram3se e começaram a escolher asdisciplinas. o p%ssaro insistiu que houvesse aulas de vIo. o esquiloachou que a subida perpendicular em %rvores era undamental. e o

coelho queria de qualquer &eito que a corrida osse inclu8da nocurr8culo da escola. e assim oi eito, inclu8ram tudo, mas...cometeram um grande erro. insistiram que todos os bichoscursassem todos os cursos oerecidos.  o coelho oi magn8ico na corrida, ninguém corria como ele, mastambém queriam ensin%3lo a voar. colocaram3no em cima de uma

Page 107: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 107/130

%rvore. ele saltou l% de cima e não deu outra# quebrou as patasA ocoelho não aprendeu a voar e ainda acabou sem poder corrertambém. o p%ssaro voava como nenhum outro, mas quando oobrigaram a cavar buracos como uma toupeira';7

quebrou o bico e as asas. resultado# depois não conseguiu mais nemvoar tão bem nem cavar buracos.  de orma igurada, isso mostra o que !s vezes acontece nasempresas. como gerentes, não podemos orçar que as pessoasse&am parecidas conosco ou que tenham nossas qualidades. se

agirmos assim, a aremos sorer e, no im de tudo, elas aindapoderão nem ser o que quer8amos que ossem e, ainda pior,poderão nem mais azer o que antes aziam bem3eito. trabalharem equipe e valorizar as pessoas é, antes de tudo, respeitar asdierenças.';9

a qualidade das pequenas tareas leva ! qualidade total

  alguns proissionais acham que o trabalho que azem não temmuita import1ncia. Gs vezes negligenciam suas obrigações eacabam realizando tareas maleitas, sem perceber queconseq@"ncias uma pequena alha pode gerar, por maisinsigniicante que se&a.  diz a lenda que o rei ricardo iii se preparava para a maior batalhade sua vida. um exército liderado por henrique, conde derichmond, marchava contra o seu. a disputa determinaria o novo

monarca da inglaterra.  na manhã da batalha, ricardo mandou um cavalariço veriicar seseu cavalo preerido estava pronto.  3 errem3no logo 3 disse ao erreiro. 3o rei quer seguir em suamontaria ! rente dos soldados.  3 ter%s que esperar 3 respondeu o erreiro. 3 h% dias venho

Page 108: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 108/130

errando todos os cavalos do exército real e agora preciso irbuscar mais erraduras.  3 não posso esperar 3 gritou o cavalariço, impacientando3se. 3 osinimigos do rei estão avançando neste exato momento eprecisamos ir a seu encontro no campo. az o que puderes agoracom o material de que dispões.';B

  o erreiro, então, voltou todos os esorços para aquelaempreitada. a partir de uma barra de erro, providenciou quatroerraduras. malhou3as o quanto pIde até dar3lhes ormas

adequadas. começou a preg%3las nas patas do cavalo, mas depoisde colocar as tr"s primeiras descobriu que não havia pregos para aquarta.  3 preciso de mais um ou dois pregos 3 disse ao cavalariço do rei 3,e vai levar tempo para coneccion%3los no malho.  3 eu &% disse que não posso esperar 3 respondeu, impaciente, ocavalariço. 3 &% se ouvem as trombetas. não podes usar o materialque tensE

  3 posso colocar a erradura, mas não icar% tão irme quanto asoutras.  3 ela cair%E 3 perguntou o cavalariço.  3 provavelmente não 3 retrucou o erreiro 3, mas não possogarantir.  3 então, usa os pregos que tensA 3 gritou o cavalariço. 3 e andalogo, senão o rei ricardo se zangar% conosco.  os exércitos se conrontaram e ricardo participava ativamente,

no coração da batalha. tocava a montaria, cruzando o campo de umlado para o outro, instigando os homens e combatendo os inimigos.  3 avanteA 3 bradava, incitando os soldados contra a linha dehenrique.  l% longe, na retaguarda do campo, avistou alguns de seus homensbatendo em retirada. se os outros os vissem, também iriam ugir

Page 109: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 109/130

da batalha. então, ricardo meteu as esporas na montaria e partiu agalope na direção da linha deseita, conclamando os soldados avoltar ! luta.';:

  mal cobrira metade da dist1ncia, seu cavalo perdeu uma daserraduras. o animal desequilibrou3se e caiu, ricardo oi &ogado aochão. antes que o rei pudesse agarrar de novo as rédeas, o cavalo,assustado, levantou3se e saiu em disparada. ricardo olhou emtorno e viu seus homens dando meia3volta e ugindo, e os soldadosde henrique echando o cerco ao redor. brandiu a espada no ar e

gritou#  3 um cavaloA um cavaloA meu reino por um cavaloA  mas não havia nenhum por perto. seu exército estavadestroçado e os soldados ocupavam3se em salvar a pr$pria pele.logo depois, as tropas de henrique dominavam ricardo, encerrandoa batalha.e desde então as pessoas dizem#  3 por alta de um prego, perdeu3se uma erradura. por alta de

uma erradura, perdeu3se um cavalo. por alta de um cavalo,perdeu3se uma batalha. por alta de uma batalha, perdeu3se umreino. e tudo isso por alta de um prego na erraduraA  o mesmo vale para a empresa# um pequeno erro no in8cio de umprocesso pode causar um grande desastre. F com a qualidade daspequenas tareas que se atinge a qualidade total.  o custo de prevenir erros é sempre menor do que o de corrigi3los. o erro é mais oneroso quanto mais cedo ele aparece no

processo e quanto mais tarde é detectado e corrigido.';;

não se ap$ie no passado  existiu uma vez um povoado de criaturas que viviam no undo deum rio de %guas claras. elas se alimentavam de algas e plantas. com

Page 110: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 110/130

medo de um dia não terem o que comer, as criaturas começaramcom o tempo a se agarrar com toda a orça !s pedras onde aindaencontravam algum alimento. agarrar3se era seu meio de vida, etodas aprendiam a agir assim desde que nasciam. enquanto isso orio passava, sereno, sobre todas essas criaturas.  um dia, no entanto, uma das criaturas decidiu parar de seagarrar !s pedras# 3 não ag@ento mais isso... vou deixar a correnteme levar e ver o que acontece.  as outras criaturas riram do companheiro e todas o chamaram delouco# 3 voc" morrer%A  mesmo assim, aquele habitante das %guas claras soltou3se e oi

imediatamente lançado sobre as pedras, o que a princ8pio o deixouum pouco atordoado. mas logo em seguida ele aprendeu a sedesviar delas e, solto como estava, oi subindo em direção !super8cie, onde encontrou as mais diversas espécies de plantas ealgas, com as quais saciou sua ome.  l% embaixo, as criaturas olharam na direção dele e, semreconhec"3lo, disseram# 3 ve&amA uma criatura que voaA(

  e aquele que tinha se permitido ser levado pela corrente disse !scriaturas# 3 o rio nos ergue para a liberdade quando ousamos nossoltar.  porém, por mais que tentasse convencer as criaturas a se soltartambém, ele não conseguiu, e elas continuaram agarradas !spedras. mas a partir daquele dia algo havia mudado, e algumascriaturas das %guas claras começaram também a sonhar com o dia

em que conseguiriam arriscar e deixar a %gua as levar parapassear.  quando leio esta hist$ria, me vem ! mente certas empresas queresistem a mudanças. permanecem acomodadas, mesmo sentindoque estão sendo engolidas pela concorr"nciaC mesmo sabendo daevolução da tecnologia, continuam na era do papel carbono. são

Page 111: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 111/130

empresas que preerem continuar inertes em seu modelo arcaicoem vez de ousar em busca de alternativas 3 muitas vezesarriscadas, é verdade 3 que poderiam lhes abrir muito maischances de sucesso do que se permanecessem num estado deverdadeira paralisia, apoiadas em paradigmas do passado.  s%bio é o homem que consegue mudar de situação quando se v"orçado a isso.('

use o ambiente a seu avor  para azer do sucesso uma realidade, temos que transormar os

problemas em oportunidades. muitos gerentes agem como pessoasque não sabem nadar. se voc" coloca uma pessoa num barco, a levapara o alto3mar e a &oga na %gua, o que ela vai azerE com certezatentar% nadar para se salvar. mas em p1nicoA ela vai icar lutandocontra a %gua. quanto mais ela lutar, porém, mais energias gastar%,e acabar% se aogandoA  agora, coloque um nadador proissional na mesma situação e eleagir% de maneira dierente. a primeira coisa que vai azer é

relaxar e descansar, boiando na %gua. ele sabe que, para se mantera salvo, vai precisar contar com o meio ambiente e com ascondições em que se encontra. com certeza, ele procurar%identiicar na costa um ponto ixo de destino e vai começar anadar em direção a esse ponto num ritmo razo%vel, mantendosempre em mira seu ob&etivo.  durante toda a tra&et$ria, ele vai utilizar a %gua /seu meioambiente0 como recurso para obter seu resultado. e com certeza

ser% bem3sucedido. portanto, sempre que abandonarmos nossosob&etivos, começaremos a nos aogar, porque teremos perdidonossa tranq@ilidade e criatividade para enxergar oportunidadesem vez de problemas.((

Page 112: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 112/130

as coisas não acontecem conorme esperamos  eici"ncia, eic%cia, causas, eeitos, problemas, oportunidadessão palavras comumente usadas nas empresas. F importantecompreender o verdadeiro signiicado desses termos. devemostomar cuidado, pois em muitos casos utilizamos certas palavrasacreditando que os outros também estão compreendendo o queelas signiicam e que vão agir de acordo com o nosso pensamento.o que ocorre, na maioria das vezes, é que as coisas não acontecemconorme esperamos.  um executivo de uma empresa reuniu todo seu pessoal edeterminou que a partir daquele momento a palavra ?problema?

estava abolida do vocabul%rio da empresa. em seu entusiasmo, elequeria que as pessoas passassem a chamar os problemas de?oportunidades.?  o que se ouviu depois oram alguns dos gerentes dizer# 3 eu estouenrentando uma oportunidade di8cil de resolver, estou mesmoenrentando uma oportunidade intranspon8vel.  rases como essas deixam claro que um simples &ogo de palavrasnão muda a atitude das pessoas. para que isso ocorra, é preciso

mais que apenas(-

comunicar ou divulgar intenções. F preciso que as pessoascompreendam o verdadeiro signiicado das expressões adotadasna comunicação. portanto, cuidado com o &ogo de palavras. vale apena investir no processo de compreensãoA(6

conie  era uma vez um homem perdido no deserto, prestes a morrerde sede. de repente, ele encontrou uma velha cabana abandonadae com diiculdade se acomodou numa pequena sombra dela.passados alguns minutos, viu uma velha bomba dK%gua, bem

Page 113: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 113/130

enerru&ada, a poucos metros de dist1ncia. ele se arrastou até l%,começou a bombear, mas nada aconteceu. então o homem notou aolado uma velha garraa cheia dK%gua, com uma mensagem que dizia#?voc" primeiro precisa preparar a bomba colocando nela toda a%gua desta garraa. por avor, encha novamente a garraa antesde partir?.  ele se viu num dilema. despe&ar a %gua na velha bomba ou bebera %gua e desprezar a mensagemE com relut1ncia, ele despe&outoda a %gua da garraa na bomba. começou a bombear e derepente um io de %gua apareceu, depois um pequeno luxo einalmente uma %gua resca e cristalina &orrou com abund1ncia.

ele bebeu da %gua ansiosamente. em seguida, voltou a encher agarraa para o pr$ximo via&ante e acrescentou uma pequena notana mensagem original# ?creia3me, uncionaA voc" precisa dar toda a%gua, antes de poder obt"3la de volta em abund1ncia?.  para alcançarmos o sucesso, temos que assumir riscos e tambémconiar em nossa intuição.(7

as pessoas são boas e honestas  ste> leonardKs é um pequeno supermercado que ica na cidadede nor>al=, nos estados unidos. segundo o livro guinness, derecordes, essa lo&a é a que mais vende por metro quadrado nomundo, mais que qualquer outro supermercado. ste> leonard, opropriet%rio, d% a razão de seu sucesso#  3 se eu cultivar clientes elizes, eles vão voltarA  ele conta que a lição mais importante para satisazer os clientes

ele aprendeu tr"s semanas antes de um natal, quando estavamvendendo gemadas. uma cliente virou3se para ele e reclamou#  3 a gemada est% azedaA  3 azedaE na minha lo&a nova, onde pus minha alma e meu coraçãoEnão pode estar azedaA a senhora est% erradaA &% vendemos cemgalões de gemada dessa remessa e s$ a senhora reclamouA

Page 114: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 114/130

ela olhou para ele e disse#3 não me importa o quanto tenha vendidoA quero meu dinheiro de

voltaA  a mulher estava tão uriosa que as veias do pescoço saltavam...ste> botou a mão no bolso e pegou o dinheiroC ela o arrancou damão dele e saiu. suas Dltimas palavras oram#(9

  3 nunca mais volto aquiAao &antar, naquela noite, o comerciante comentou com sua

mulher#

3 voc" não acredita como as pessoas podem serA ela estavaerradaA erradaA3 voc" est% brincandoE voc" é que estava erradoA não percebe

que a insultouE praticamente a chamou de mentirosa. espero quenão v% administrar seu neg$cio como os outros gerentes desupermercado, que sempre acham que os clientes são mentirososAnão acreditam em n$s. mas n$s nos vingamos# nunca mais voltamos.

ste> começou a pensar a respeito e disse a si mesmo#

  3 F verdade. noventa e nove por cento dos clientes são bons ehonestos. F apenas aquela pequena ração de 'H de chatos quetenta deix%3lo louco. mas se voc" dirigir seu neg$cio protegendo3se desse 'H acaba penalizando os ;;H de clientes bons ehonestos.  ste> decidiu então que nunca nenhum cliente seu &amais estariaerrado. ele colocou na entrada da lo&a uma enorme rocha ondeest% gravada a pol8tica da lo&a para que todos possam ver#

regra nDmero '# o cliente sempre tem razãoAregra nDmero (# se o cliente estiver errado, releia a regranDmero 'A  F essa ilosoia que az o cliente icar encantado e achar quecomprar no ste> leonardKs é uma experi"ncia agrad%vel ecompensadora.

Page 115: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 115/130

(B

negociação# o caso dos -7 camelos  o verdadeiro mérito de uma negociação ganha3ganha est% no atode que ambas as partes devem se sentir ganhadoras no im danegociação. em muitas ocasiões, o uso da criatividade é crucialpara a resolução de aparentes impasses numa negociação. estahist$ria de origem %rabe é uma interessante ilustração dasensação de ganho real na aparente perda, e de como todas aspartes sentiram3se satiseitas.

tr"s homens gritavam possessos#

3 não pode serA3 isto é um rouboA3 não aceitoA

  acompanhado de um amigo, beremis aproximou3se dos homensque gritavam para saber o que estava acontecendo. ouviu do maisvelho#

3 somos tr"s irmãos e recebemos como herança esses -7camelos. segundo a vontade de meu pai, devo eu, o mais velho,

receber a metade, o meu irmão hamed uma terça parte e ao harim,o mais moço, deve caber apenas a nona parte. como azer apartilha se a metade, a terça parte e a nona parte de -7 não sãoexatasE(:

3 F muito simples 3 disse beremis, o homem que calculava.3encarrego3me de azer essa divisão, se permitirem que eu &unte

aos -7 camelos da herança este belo animal que em boa hora aquitrazemos conoscoAneste ponto o amigo de beremis interveio#3 não posso consentir nissoA como poder8amos concluir a viagem,

se ic%ssemos sem o nosso cameloE3 não te preocupes com o resultado, $ bagdali 3 replicou em voz

Page 116: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 116/130

baixa beremis ao amigo. 3 sei muito bem o que estou azendo.cede3me o teu camelo e ver%s, no im, a que conclusão querochegar.  sentindo3se seguro, o amigo entregou3lhe o camelo, que oireunido aos -7, para serem repartidos pelos tr"s herdeiros.

3 agora vou azer a divisão &usta dos camelos, que agora são -9.e voltando3se para o mais velho dos irmãos disse#

3 devias receber a metade, isto é 'B e meio. receber%s ametade de -9, portanto ':. sa8ste lucrando com a divisão.

dirigindo3se ao segundo irmão, continuou#3 tu deverias receber um terço, isto é, '' e pouco. vais receber

um terço de -9, isto é, '(. não poder%s protestar, sa8ste lucrando.ao mais moço disse#3 deverias receber - e tanto, pela nona parte. vais receber 6, a

nona parte de -9. teu lucro também oi not%vel.e concluiu#

(;

3 pela vanta&osa divisão, couberam ': camelos ao primeiro, '(

ao segundo e 6 ao terceiro, num total de -6. dos -9 camelos,sobram (. um pertence ao bagdali meu amigo e o outro toca pordireito a mim, por ter resolvido complicado problema.

 o homem que calculava tomou posse de um dos mais beloscamelos do grupo e disse, devolvendo ao amigo o animal que lhepertencia# 3 poder%s continuar a viagem no teu camelo manso eseguroA tenho outro especialmente para mimA

e assim continuaram a &ornada para bagd%...

('

vender exige técnica e imaginação  boas palavras valem muito 3 e custam pouco. mas raramente opoder da comunicação e o da persuasão são utilizados na arte devender... em certas ocasiões, usar a palavra com imaginação traz

Page 117: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 117/130

muito mais retomo do que qualquer procedimento técnico de vendaaprendido em escolas ou treinamentos. vender é uma arte, e elaexige técnica e criatividade.  tenho tido a curiosidade de observar como é grande a alta deimaginação entre os vendedores. na rotina do dia3a3dia, apegam3se! necessidade pura e simples de ?vender? e se esquecem do que h%de mais precioso e que não custa nada# usar a imaginação paraseduzir e encantar os clientesA selecionei tr"s hist$riasinteressantes, em que o uso da criatividade oi a razão dosucesso. observe a simplicidade das ações e os resultados obtidos#  uma mulher que vendia gard"nias diante do radio cit* music hall,

em nova *or=, exibia o seguinte cartaz# ?não estou aminta e nãotenho ilhos para alimentar. vendo lores porque amo as lores egosto de vend"3las. se quiser comprar, custam (7 centavos cadauma, e eu lhe agradeço. se não est% interessado, isto é com voc", eque deus o guie em seu caminho?.

a mulher esvaziou cinco cestas de lores em quinze minutos.(''

  um dono de restaurante cheio de idéias criativas mas com poucodinheiro para anunciar comprou o maior aqu%rio de peixinhos quepIde encontrar, encheu3o com %gua pura e colocou3o na vitrine deseu restaurante com um cartaz que dizia# ?este aqu%rio est% cheiode peixinhos paraguaios invis8veis?.  oram necess%rios dois policiais para manter a ordem em renteao restaurante, tamanha a quantidade de pessoas curiosas.  o propriet%rio de um hotel conseguiu aumentar substancialmente

a req@"ncia em seu estabelecimento atraindo casais em lua3de3mel. sempre que esses casais chegavam ao hotel, o propriet%rio osconvidava a celebrar a ocasião plantando uma pequena %rvore no

 &ardim. depois, marcava o lugar em que a %rvore cresceria comuma placa de prata gravada com o nome de cada um e a data deseu casamento.

Page 118: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 118/130

  naturalmente, com tal interesse pessoal em &ogo, ano ap$s ano oscasais não deixavam de voltar ao hotel para acompanhar odesenvolvimento de sua %rvore e se certiicar de que ela, assimcomo o amor deles, continuava viva.  atitudes simples e criativas, mas que se tornaram casos desucesso em vendasA('(

ixe a atenção nas coisas boas  um casal estava num restaurante azendo um balanço do ano quehavia passado. durante o &antar, o homem começou a reclamar de

algo que não tinha ocorrido como ele dese&ava. reletindo, amulher olhava ixamente para a %rvore de natal que eneitava orestaurante. como o homem achou que a esposa não estavainteressada na conversa, mudou de assunto dizendo#

3 que bela iluminação a dessa %rvore, heinE  3 F verdade 3 disse a mulher. 3 mas, se voc" reparar bem, no meiodessas dezenas de l1mpadas h% uma que est% queimada. ela melembra voc". em vez de ver as dezenas de coisas boas que

aconteceram no ano que passou voc" est% ixando seu olhar naDnica l1mpada que não iluminou nada.  assim também acontece com muitos gerentes, quando avaliam odesempenho de seus uncion%rios# s$ enxergam e se ixam em umDnico ponto negativo da pessoa, esquecendo todas as virtudes e ostrabalhos bem3eitos realizados por ela durante o ano.('-

cuidado com o mais e o menos um palestrante entrou num audit$rio para proerir uma palestrae, com surpresa, deu com o audit$rio vazio. s$ havia um homemsentado na primeira ila. desconcertado, o palestrante perguntouao homem se devia ou não dar a palestra s$ para ele. o homemrespondeu#

Page 119: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 119/130

 3 sou um homem simples, não entendo dessas coisas. mas se euentrasse num galinheiro e encontrasse apenas uma galinha paraalimentar, eu alimentaria essa Dnica galinha.

o palestrante entendeu a mensagem e deu a palestra inteiraconorme havia preparado. quando terminou, perguntou ao homem#

3 então, gostou da palestraEo homem respondeu# 3 como eu lhe disse, sou um homem simples, não entendo dessas

coisas. mas se eu entrasse no galinheiro e s$ tivesse uma Dnicagalinha, eu não daria o saco de milho inteiro para ela. essa %bula demonstra um pouco dos problemas que certas

empresas enrentam no atendimento aos clientes. ou se d% muitopouco a eles, ou se d% em demasia. em ambos os casos, não se levaem consideração as expectativas dos clientes.('6

o papel do consultoro trator de um azendeiro estava enguiçado e o azendeiro

chamou um técnico. depois de uma veriicação completa no ve8culo,

o técnico pegou um martelo e deu uma Dnica martelada numadeterminada parte do motor. a m%quina voltou a uncionar como senunca tivesse dado problema. quando, porém, o azendeiro viu aconta, icou zangado e reclamou#  3 como o senhor quer cobrar um valor desse por apenas umaDnica marteladaE  3 meu amigo 3 respondeu o homem 3, pela martelada em si cobreium valor muito baixo. o que cobrei mesmo oi pelo conhecimento

de onde o golpe tinha que ser aplicado.  essa hist$ria mostra como é importante valorizar oconhecimento e como ele pode nos a&udar a resolver problemasrapidamente. não quero com isso azer apologia do uso deconsultores para auxiliar na solução de problemas das empresas.apenas reorço que pode ser um caminho econImico a ser adotado.

Page 120: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 120/130

('7

para qu" compararE  certo dia, um samurai, que era um guerreiro muito orgulhoso,oi procurar um mestre zen. embora osse muito amoso, ao olharo mestre, diante de sua beleza e do encanto daquele momento, osamurai sentiu3se repentinamente inerior. então disse ao mestre#

3 por que estou me sentindo ineriorE apenas um momentoatr%s, tudo estava bem. quando aqui entrei, subitamente me sentiinerior, e &amais havia me sentido assim antes. encarei a mortemuitas vezes, mas nunca experimentei medo. por que me sinto

assustado agoraEo mestre alou#3 espere. quando todos tiverem partido, responderei.

  durante todo o dia, pessoas chegavam para ver o mestre, e osamurai estava icando mais e mais cansado de esperar. aoanoitecer, quando a sala estava vazia, o samurai perguntounovamente#  3 agora o senhor pode me responder por que me sinto ineriorE

  o mestre o levou para ora. era uma noite de lua cheia, e a luaestava &ustamente surgindo no alto. ele disse#  3 olhe para essas duas %rvores, a %rvore alta e a %rvore pequenaao lado dela. por anos ambas estiveram &untas perto de minha

 &anela e nunca houve('9

problema entre elas. a %rvore menor &amais perguntou ! maior#

?por que me sinto inerior diante de voc"E?. esta %rvore é pequenae aquela é grande, esse é o ato, e nunca ouvi sussurro nenhumsobre isso.

o samurai argumentou#3 isto se d% porque elas não podem se comparar.e o mestre replicou#

Page 121: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 121/130

3 então não precisa mais me perguntar. voc" &% sabe a resposta.quando voc" não compara, toda a inerioridade e superioridade

desaparecem. voc" é o que é, e simplesmente existe. um pequenoarbusto ou uma grande e alta %rvore, não importa, voc" é voc"mesmo. uma olhinha da relva é tão necess%ria quanto a maior dasestrelas. o canto de um p%ssaro é tão necess%rio quanto qualquerbuda, pois o mundo ser% menos rico se esse canto desaparecer.

simplesmente olhe ! sua volta. tudo é necess%rio e tudo seencaixa. F uma unidade org1nica# ninguém é mais alto ou maisbaixo, ninguém é superior ou inerior. cada um éincomparavelmente Dnico. voc" é necess%rio, e basta. na natureza,

tamanho não é dierença. tudo é expressão igual de vida('B

aprenda a dizer não  o vigia de uma pequena aldeia tinha a unção de manter acesa aluz do arol. para tanto, devia abastec"3lo com $leo dia e noite.era um trabalho de muita responsabilidade, pois o arol guiava osnavios que passavam por um local estreito, perigoso e cheio de

rochas.  pr$ximo ao arol havia uma pequena aldeia e, constantemente,um morador de l% ia procurar o vigia para pedir3lhe um pouquinhode $leo para suas lamparinas. o vigia, homem muito bondoso, nuncalhe dizia ?não?. agindo assim, com o tempo o aroleiro gastou todosuprimento de $leo do arol e, pouco a pouco, a luz da importantetorre oi enraquecendo, até se apagar completamente. o vigia seapavorou quando viu diante dele o quadro que ele mesmo a&udara a

pintar# um grande navio cheio de tripulantes se aproximou doestreito, bateu nas rochas e aundou. sua atitude insensata eirrespons%vel, ainda que bem3intencionada, acabou provocando amorte de muitas outras pessoas.  em alguns momentos da vida, temos de agir com irmeza e saberdizer ?não?. se nos desviarmos das nossas responsabilidades,

Page 122: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 122/130

poderemos causar perdas para quem depositou coniança em nossotrabalho.(': segure seus 8mpetos

certa vez uma menina ganhou um brinquedo no dia do seuanivers%rio. na manhã seguinte, uma amiguinha oi até sua casa lheazer companhia e brincar com ela. mas a menina não podia icarcom a amiga, pois tinha que sair com a mãe. a amiga então pediuque a menina a deixasse icar brincando com seu brinquedo novo.ela não gostou muito da idéia, mas, por insist"ncia da mãe, acabou

concordando.  quando retornou para casa, a amiguinha &% não estava mais l%#tinha deixado o brinquedo ora da caixa, todo espalhado equebrado. ela icou muito brava e queria porque queria ir até acasa da amiga para brigar com ela. mas a mãe ponderou#  3 voc" se lembra daquela vez que um carro &ogou lama no seusapatoE ao chegar em casa voc" queria limpar imediatamenteaquela su&eira, mas sua av$ não deixou. ela alou que voc" devia

primeiro deixar o barro secar. depois, icaria mais %cil limpar.com a raiva é a mesma coisa. deixe a raiva secar primeiro, depoisica bem mais %cil resolver tudo.  mais tarde, a campainha tocou# era a amiga trazendo umbrinquedo novo. disse que não tinha sido culpa dela, e sim de ummenino inve&oso que, por(';

maldade, havia quebrado o brinquedo quando ela brincava com eleno &ardim. e a menina respondeu#  3 não az mal, minha raiva &% secouA  discussões no trabalho podem levar as pessoas a ter sentimentosde raiva. segure seus 8mpetos, deixe o barro secar para depoislimp%3lo. assim voc" não corre o risco de cometer in&ustiças.

Page 123: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 123/130

((

siga em renteA deixe que as coisas se acomodem  um cocheiro dirigia uma carroça cheia de ab$boras. a cadasolavanco do carro, ele olhava para tr%s e via as ab$boras todasdesarrumadas. então ele parava a carroça, descia e colocava todasnovamente no lugar. porém, mal reiniciava a viagem, l% vinha outrosolavanco e... tudo se desarrumava de novo  então ele começou a icar desanimado e pensou# ?&amais vouconseguir terminar minha viagemA F simplesmente imposs8velpercorrer esta estrada de terra e ao mesmo tempo manter as

ab$boras no lugarA?.  enquanto pensava assim, ele viu passar pela estrada, bem ! suarente, outra carroça cheia de ab$boras, e observou que ococheiro seguia em rente sem nem olhar para tr%s# as ab$borasque iam se desarrumando organizavam3se sozinhas com osolavanco seguinte. oi então que ele compreendeu que, secolocasse a carroça em movimento na direção do local onde queriachegar, os pr$prios solavancos da carroça se encarregariam de

acomodar a ab$boras em seus devidos lugares.  tem pessoas que estão sempre arrumando e corrigindo algumacoisa e por isso não conseguem nunca tocar os pro&etos para arente. na empresa, o(('

plane&amento e a correção de erros são importantes para atingirob&etivos, mas não podemos parar a cada instante para deixar as

coisas sempre pereitas. elas vão se acomodando ?com o andar dacarroça?.(((

voc" v" o que voc" relete  tempos atr%s, em um distante e pequeno vilare&o, havia um lugar

Page 124: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 124/130

conhecido como a casa dos mil espelhos. um pequeno e elizcãozinho soube da exist"ncia desse lugar e decidiu visit%3lo. l%chegando, saltitou eliz escada acima até a porta da casa. olhouatravés da grande porta envidraçada de entrada com as orelhasbem levantadas e o rabinho balançando tão rapidamente quantopodia. para sua grande surpresa, deparou com outros mil pequenose elizes cãezinhos, todos com os rabinhos balançando tãorapidamente quanto o dele. abriu um enorme sorriso e oicorrespondido com mil enormes sorrisos. quando saiu da casa,pensou# ?que lugar maravilhosoA voltarei sempre aqui, um montãode vezes?.

  neste mesmo vilare&o, outro pequeno cãozinho, que não era tãoeliz quanto o primeiro, também decidiu um dia visitar a casa dosmil espelhos. escalou lentamente suas escadarias e olhou atravésda grande porta envidraçada. quando viu mil outros cãezinhos deolhares hostis olhando ixamente para ele, rosnou e mostrou osdentes. e logo icou horrorizado ao ver os mil cãezinhos tambémrosnando e mostrando os dentes para ele. quando saiu, ele pensou#?que lugar horr8velA nunca mais volto aqui?.

((-e voc"E como est% olhando para os espelhos que existem em seu

setorE relita sobre isso. a orma como voc" v" as pessoas notrabalho é um relexo do seu comportamento.((6

o trabalho em equipe renova as energias

  um membro de um determinado grupo, ao qual prestava serviçosregularmente, sem nenhum aviso deixou de participar dostrabalhos. ap$s algumas semanas, o l8der do grupo decidiu visit%3lo. era uma noite muito ria. o l8der encontrou o homem em casasozinho, sentado diante de um ogo brilhante. &% imaginando omotivo da visita, o homem deu3lhe as boas3vindas, conduziu3o a

Page 125: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 125/130

uma grande cadeira perto da lareira e icou quieto, esperando. ol8der se ez conort%vel, mas não disse nada. no sil"ncio,contemplou a dança das chamas em torno da lenha ardente. ap$salguns minutos, o l8der examinou as brasas, cuidadosamenteapanhou uma brasa ardente e deixou3a de lado. então voltou asentar3se e permaneceu silencioso e im$vel.  o anitrião prestava atenção em tudo, ascinado e quieto. entãoa chama da brasa solit%ria diminuiu, houve um brilho moment1neoe seu ogo apagou de vez. logo o carvão estava rio e morto.nenhuma palavra tinha sido dita desde o cumprimento inicial. antesde se preparar para sair, o l8der recolheu o carvão rio e

inoperante e colocou3o de volta no meio do ogo. imediatamente((7

ele voltou a incandescer com a luz e o calor dos carvões ardentesao seu redor. quando o l8der alcançou a porta para partir, oanitrião disse#  3 obrigado, tanto por sua visita quanto pelo sermão. estouvoltando amanhã ao conv8vio do grupo.

((9bibliograiaalmeida, sérgio. cliente, eu não vivo sem voc". casa da qualidade,

';;7.branden, nathaniel. auto3estima. editora saraiva, ';;(.challita, mansour. os mais belos pensamentos de todos os tempos.

associação cultural internacional gibran.

 PPPPPPPP. os mais belos pensamentos de todos os tempos 3terceiro volume. associação cultural internacional gibran. PPPPPPPP. os mais belos pensamentos de todos os tempos 3

quinto volume. associação cultural internacional gibran.deming, >. ed>ards. qualidade# a revolução da administração. 3

marques3saraiva editora, ';;.

Page 126: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 126/130

rench, >endell l.C bell &r, cecil h.C za>ac=i, robert a.C ir>in,richard d. organization development and transormation.richard d. ir>in inc, ';;6.

goldbarg, marco. times. ma=ron boo=s do brasil editora ltda.,';;7.

grio, equipe. acilitadores da qualidade. editora pioneira, ';;7.grio, equipe. iniciando os conceitos da qualidade total. editora

pioneira, ';;6.heil, gar*C par=er, tomC tate, ric=C reinhold, van nostrand.

leadership and the customer revolution. van nostrandreinhold, ';;7.

((B

vMrios autores. a ess"ncia da auto3a&uda. coleção pensamentos desabedoria. editora martin claret, ';;B.

vMrios autores. a ess"ncia da magia. coleção pensamentos desabedoria. editora martin claret, ';;B.

vMrios autores. a ess"ncia do poder. coleção pensamentos de

sabedoria. editora martin claret, ';;B.vMrios autores. a ess"ncia da sabedoria. coleção pensamentos desabedoria. editora martin claret, ';;:.

vMrios autores. hist$rias da tradição sui. edições dervish,instituto tari=a, ';;-.

zang>ill, >illard. ph.d. sucesso com as pessoas. editora record,';:'.

((:

ndice remissivo ações 3 (:, 6, 6(,', '96, ':7acomodadas 3 6', ('acreditar 3 ':7acusar 3 '((, '(-, ';6

Page 127: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 127/130

administrador 3 ''agenda 3 ::a&uda 3 (, '-, '6-, '66ambições 3 -9ambiente de trabalho ((, -;, B-, ''7, '76amigos 3 ::amor3pr$prio 3 '(B1nimo 3 :atitudes 3 -;, 6-, :9, ''', '77, ('(autoconiança 3 :(, '6(, ':7baixa3estima 3 66

burocracia 3 '7(, '7-car%ter 3 6;cliente 3 9', ;, '77, '9(, '9;, (B, ('6coincid"ncia 3 '7, '67compaixão 3 -', '--compet"ncia 3 '--, '9comportamentos 3 (9, 7(, '-', ((6comprometimento 3 (:, ;B compromisso 3 (:, ::

comunicação 3 ((, -7, 7;, '7:, (6, (''concorr"ncia 3 6'coniar 3 6:, :(,'6(, (7, (':conhecimento 3 '-9, '6-, 'B7, ('7cooperação 3 '6:coragem 3 6costumes 3 :6crescimento 3 (B, (;

criatividade 3 '6:, '96, (:criticar 3 -:, 66, B'decisão 3 6, 6B, 6;, :-, '7, '('deeitos 3 -, -', -B, -:, B', '-B,'B;desaios 3 :, :'des1nimo 3 :'

Page 128: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 128/130

desculpas 3 -desempenho 3 (, '6;desenvolvimento 3 69, ':'dierenças 3 '9, '69,'(:, ';9diiculdades 3 (, (-, ':9((;

direção 3 (, '66discernimento 3 -;, '6-disposição 3 '-6encora&ar 3 ';

entusiasmo 3 (6equil8brio 3 --, '6-erros 3 --, '(', ';;, (((evolução tecnol$gica 3 6'am8lia 3 :B, ::erramentas 3 -B, '(;ilosoia de trabalho 3 (:gerente 3 (6, ('

humor 3 ((, (-, ;'idéias 3 (', (-, '9, 'BBincapacidade 3 '6(incompet"ncia 3 --iniciativa 3 '(', 'B;in&ustiças 3 ((integração 3 9Bintrigas 3 :;

intuição 3 '-6, (6inve&a 3 '', ''9, '((, 'B(liderança 3 ';, (, 77, BB, '79, ';(limitações 3 '69mal3entendido 3 67medos 3 96, '6', '6(, '7-

Page 129: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 129/130

melhorias 3 (', ;B, 'Bmotivação 3 ''-, '69mudança 3 (', (:, 6', 6(, 9:, '(, '6, '7(, '9, 'B9, ('ob&etivos 3 (, -9, 7', ::, ', '66, '6;, '7, '7', '9, '9', 'B-,':7, (((obst%culos 3 -(, '99, ':'oportunidade 3 (', -(, :', ;:, '--, '9:, ':(, ((, (-orgulho 3 -, ''-otimista 3 -(, -Bpaci"ncia 3 6;, '((palavras %speras 3 ((, -B, 67, 6;

paradigmas 3 6', ('pensamento 3 'B9, ('7pensamentos negativos 3 7', '';, '(Bperdão 3 '(6perseverança 3 (6persist"ncia 3 '-6potencial 3 -, -', -(, ''(precipitação 3 6(

problemas 3 -(, -7, -B, 97, ;, ;B, '-, ''(, '(;, '-(, '6:, '9:,'B;, ':-, ((, (-, (:, ('7procedimentos 3 -;, '7(processo 3 ;', '7, ';produtividade 3 ((programa de qualidade total 3 '76, ';;(-

qualidade 3 (',((, --, -:, 76, ;', ''-, '-', '9raiva 3 '((, '(6, ((recompensa 3 7B, 7:renovar 3 :-, :6resist"ncia 3 ';, (:, 69responsabilidade 3 (', (:, :(, '(', 'B:, (':

Page 130: 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

7/22/2019 6936256 Alexandre Rangel o Que Podemos Aprender Com Os Gansos 1

http://slidepdf.com/reader/full/6936256-alexandre-rangel-o-que-podemos-aprender-com-os-gansos-1 130/130

resultados 3 (', 'B, '6;, ((sabedoria 3 --sacri8cios 3 (7sal%rio 3 -', 'B-saDde 3 ::solução 3 '(;sorte 3 '7sucesso 3 6', ('(tareas 3 (, ';;toler1ncia3 --, '(6trabalho em equipe 3 (, '(9, '-:, '6B, '6:, '96, ':6

transormação 3 B7, ;(triuno 3 9valor 3 B:, B(, '(B, ';(valorizar 3 -:, ':, ';', ';9verdade 3 -6, '6((-'