A Inovação da Inovaçao

download A Inovação da Inovaçao

of 21

Embed Size (px)

description

Este estudo tem o objetivo de trazer ao leitor uma visão geral sobre os principais aspectos que envolvem a inovação, em empresas constituídas ou em constituição. Sua leitura é indicada para todas as pessoas que, direta ou indiretamente, desenvolvem iniciativas de inovação ou as apoiam. Tem o propósito de unificar o conhecimento sobre o tema em grupos de trabalho, e se aplica às equipes de pesquisa e desenvolvimento, bem como aos gestores que veem a inovação como estratégia chave para a longevidade e competitividade organizacional.

Transcript of A Inovação da Inovaçao

  • 1. PREFCIODesde os tempos primitivos, os avanos tecnolgicos se deram porintermdio da criatividade humana aplicada nas tcnicas,metodologias e ferramentas que melhoraram a qualidade de vida daspessoas, bem como contriburam para a evoluo da sociedade.Da mesma forma, nas organizaes, manter-se em constante evoluo,crescimento e com postura competitiva exige a busca contnua donovo, da proposta de valor que garantir novo diferencial no futuro,sem deixar de lado as atividades rotineiras, que garantem asobrevivncia da companhia no presente. Essa busca e conquista donovo, que seja aplicvel e til para as pessoas e as empresas,chamamos de inovao.Este estudo tem o objetivo de trazer ao leitor uma viso geral sobre osprincipais aspectos que envolvem a inovao, em empresasconstitudas ou em constituio. Sua leitura indicada para todas aspessoas que, direta ou indiretamente, desenvolvem iniciativas deinovao ou as apoiam. Tem o propsito de unificar o conhecimentosobre o tema em grupos de trabalho, e se aplica s equipes de pesquisae desenvolvimento, bem como aos gestores que veem a inovaocomo estratgia chave para a longevidade e competitividadeorganizacional.O trabalho rene, sob a forma de curadoria e interpretaes do autor,vrias opinies e perspectivas de pesquisadores e escritoresespecializados no tema inovao. Tema que muito importante para o A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 2
  • 2. sucesso das organizaes e para a evoluo tecnolgica e econmicada sociedade. Utiliza tambm fontes abertas, de domnio pblico,existentes na internet, como wikis, blogs e mdias especializadas.O estudo inicia com uma conceituao abrangente, A Inovao,proporcionando ao leitor as bases fundamentais para identificar ediferenciar criatividade, inveno, e inovao.Em Abordagens da Inovao, so apresentadas as aplicaes dainovao nas camadas estratgicas de uma organizao. Nessa sesso,verifica-se que a longevidade competitiva, proporcionada por umainovao, depende do nvel estratgico no qual ela impacta.Na sesso seguinte, Modelos de Inovao, so expostas as mudanasque vm ocorrendo no contexto macroeconmico e seus impactos nosprincpios fundamentais que conduzem os processos de inovaodentro das organizaes.Em Processo de Inovao, busca-se conscientizar o leitor de que aatividade de inovar exige preparao, tempo, dedicao e muitotrabalho. Apresenta uma sugesto de processo de inovao para serusado como referncia, que deve se adaptar a cada iniciativa deinovao. Mostra que qualquer processo de inovao adotado no serlinear, mas cheio de idas e vindas.Historicamente, nas organizaes, muito tempo e dinheiro tm sidodesperdiados com iniciativas inovadoras que no se convertem empropostas de valor perceptveis pelo mercado. A principal causa dessaineficincia est na m execuo das ideias inovadoras. Em Desafiosda Inovao, procura-se trazer os principais aspectos que influenciamo processo de execuo e algumas dicas de como implant-lo dentrode uma empresa estabelecida. A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 3
  • 3. SOBRE O AUTOREdnilson Guimares Hummig formado em Engenharia Eltrica pelaUniversidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e especializado emGesto Integrada de Processos e Servios Qualidade, Produtividadee Recursos Humanos pela UFSC. Possui MBA em Marketing pelaFundao Getlio Vargas (FGV).Possui amplo conhecimento e vivncia nos Setores deTelecomunicao, Tecnologia da Informao, Inteligncia, Educao,Sade e Comrcio. Acumula experincias em modelagem,planejamento e alavancagem de novos negcios, gesto de equipesmultidisciplinares, com nfase em projetos de inovao, marketing evendas. Tem habilidade em desenho estratgico, implantao, gestode novas operaes e internacionalizao de marcas.Atualmente, exerce a funo de executivo de marketing da DgitroTecnologia, uma empresa brasileira desenvolvedora e provedora desolues de Inteligncia, TI e Telecom para o mercado brasileiro epases de lngua hispnica. A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 4
  • 4. SUMRIOA INOVAO ............................................................................. 6 Inovao e Criatividade.................................................................... 7 Inovao e Inveno......................................................................... 7ABORDAGENS DA INOVAO................................................. 8 Consideraes adicionais..................................................................9MODELOS DE INOVAO......................................................10O PROCESSO DE INOVAO................................................ 14DESAFIOS DA INOVAO......................................................17 Fazendo a inovao acontecer........................................................ 19REFERNCIAS.........................................................................21 A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 5
  • 5. A INOVAO Inovao significa novidade ou renovao. A palavra derivada do termo latinoinnovatio, e se refere a uma ideia, a um mtodo ou a um objeto que criado e que pouco separece com padres anteriores. Atualmente, a palavra inovao mais usada no contexto de ideias e invenes, assimcomo a explorao econmica relacionada, sendo que inovao a inveno que chega aomercado. De acordo com Christopher Freeman, inovao o processo que inclui atividadestcnicas, concepo, desenvolvimento, gesto, e que resulta na comercializao de novos (oumelhorados) produtos, ou na primeira utilizao de novos (ou melhorados) processos. Inovao pode ser tambm definida como fazer mais com menos recursos, por permitirganhos de eficincia em processos, sejam eles produtivos, administrativos ou financeiros, deprestao de servios, alm de potenciar e ser motor de competitividade. A inovao, quandocria aumentos de competitividade, pode ser considerada fator fundamental no crescimentoeconmico de uma sociedade. Vijay Govindarajan, em seu livro O Outro Lado da Inovao (2011), define: Umainiciativa inovadora qualquer projeto que seja novo e que possua um resultado incerto. Segundo Chesbroug, embora seja relativamente fcil prever as capacidades potenciaisde uma inovao tecnolgica radical, em termos dos produtos que ele habilita, torna-sepraticamente impossvel prever a maneira pela qual esses produtos, ou ofertas, viro aconformar as prticas sociais. No contexto da cincia econmica, a palavra inovao foi introduzida pelo economistaaustraco Joseph Schumpeter (Teoria do Desenvolvimento Econmico) na sua obra BusinessCycles, de 1939. Em Capitalismo, Socialismo e Democracia (1942), ele descreve o processode inovao como destruio criadora. Segundo o autor, a razo para que a economia saiade um estado de equilbrio e entre em um processo de expanso o surgimento de algumainovao, do ponto de vista econmico, que altere consideravelmente as condies prvias deequilbrio. Exemplos de inovaes que alteram o estado de equilbrio da economia so: aintroduo de um novo bem no mercado (ex: iPhone); a descoberta de um novo mtodo deproduo ou comercializao de mercadorias e servios (ex: internet, e-mail, eBay, Amazon,iTunes); a conquista de novas fontes de matrias-primas (ex: escavao de petrleo em guasprofundas), e a alterao da estrutura de mercado vigente, como a quebra de um monoplio. A A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 6
  • 6. introduo de uma inovao no sistema econmico chamada por Schumpeter de atoempreendedor, realizada pelo empresrio empreendedor, visando obteno de um lucro.Inovao e Criatividade Os conceitos de criatividade e inovao so indissociveis, no entanto, no sosinnimos. Os autores Duaibili & Simonsen Jr. distinguem os conceitos afirmando que Acriatividade a fasca, a inovao a mistura gasosa. A primeira dura um pequeno instante, asegunda perdura e realiza-se no tempo. a diferena entre inspirao e transpirao, adescoberta e o trabalho. No existe inovao sem criatividade, pois a inovao a aplicao prtica dacriatividade, ou seja, uma ideia resultante de um processo criativo, s passar a serconsiderada uma inovao quando realmente aplicada, caso contrrio, considerada apenasuma inveno. Citando Larry Hirst, um dos antigos chairman da IBM: Inveno transformardinheiro em ideias, inovao transformar ideias em dinheiro. Inovao tem, pois, essecarter de concretizao, que s assim poder gerar criao de valor.Inovao e Inveno A inveno costuma surgir de um processo criativo que transcende o escopo da ideiapara uma ao prtica. A inveno pode ou no ter um foco mercadolgico ou um objetivocomercial determinado. A inveno costuma ter um prottipo, uma espcie de primeiroexemplar ou modelo do produto ou soluo desenvolvida. A inveno torna-se inovao quando possui algum potencial para ser utilizada nomercado e, portanto, comercializada. A inovao, grosso modo, a inveno que encontrouuma utilidade prtica e demanda do mercado. quando o prottipo se transforma em produtocomercializvel. A Inovao da Inovao | Ednilson Guimares Hummig | 7
  • 7. ABORDAGENS DA INOVAO A inovao numa organizao pode seapresentar de vrias formas: operacional, deproduto, de modelo de negcio, e de gesto.Cada categoria d sua contribuio para o bomresultado organizacional. Mas aoclassificarmos as formas de inovao, pelo seugrau de criao de valor e defensibilidadecompetitiva, temos a seguinte hierarquia: Na base da pirmide, est