ABC n 224 Compact

download ABC n 224 Compact

of 24

  • date post

    02-Jun-2018
  • Category

    Documents

  • view

    242
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ABC n 224 Compact

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    1/24

    PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda-feira, 29 Setembro 2014Ano V N.224 www.pcnewsnetwork.comDISTRIBUIO GRATUITA

    PORTUGALMAIS PERTO

    JORNAL DE GRANDE CIRCULAO NO ONTRIO

    Portugal renovadomostrado por Portasaos Canadianos*Uma semanabem preenchida

    Ontem, em Portugal

    Canade Europamais unidos

    J se lOs Rapazesdos Tanques

    5

    8

    E por Reguengo...nada?

    ...Tudo!

    Duro Barroso esteve c

    217

    SOCIALISTAS TM

    No discurso de vitria nas primrias, Ant-nio Costa, prximo lder socialista, virou-separa o governo PSD/CDS, declarando-lhe umcurto prazo de validade. Antes, Antnio JosSeguro tinha anunciado a sua demisso desecretrio-geral do PS, reconhecendo a derro-ta. O chefe da bancada parlamentar socialista,Alberto Martins, tambm renuncia ao cargo.

    58 anose muitos sonhos

    Agostinho Tavares

    deixa o CanadO embaixador angolanono Canad Agostinho Ta- vares, em discurso durantea sesso de encerramentoda semana cultural, nombito do Dia do HeriNacional Agostinho Neto,aproveitou a ocasio paradespedir-se da comuni-dade Angolana do Ontrio.Disse, designadamente,que fui bem recebido noCanad e no tenho razesde no sair satisfeito e comsaudades.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    2/24

    Ficha tcnicaPropriedade:ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd

    Director:Fernando Cruz Gomes

    Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Presidente; PauloFernando, Vice-Presidente; Carlo Miguel, Tesoureiro;

    e Lara Ingrid, Secretria.Redaco e Cronistas:

    Antnio Pedro Costa (Ponta Delgada), Antnio dos S antosVicente, Carlo Miguel, Conceio Baptista,Cristina Alves

    (Lisboa), Custdio Antnio Barros, Edgar Quinquino(Hamilton), Fernando Cruz Gomes, Fernando Jorge,

    Filipe Ribeiro (ABC Turismo), Guida Micael, Helder Freire(Lisboa), Humberto Costa (Luanda), Lara Ingrid, Luis Esgio,

    Luky Pedro ,Maria Joo Rafael (Lisboa), Pedro Jorge CostaBaptista, Srgio Alexandre, Snia Catarina Micael.

    Secretria de Redaco:Lara Ingrid

    Chefe Grco:Srgio Alexandre

    Telefones:416 995-9904 * 647 962-6568 * 416 828 6568.

    E-mail: [email protected] [email protected]

    [email protected] College St. PO Box 31064 TORONTO ON M6G 1C0

    Hoje escrevo eu...

    O Pedro, o meu compadre Pedro, no se zanga,mas hoje escrevo eu.

    que eu tenho de pedir desculpa a alguns dosleitores de ABC que foram no sbado, s 11 horas,ao Consulado-Geral de Portugal, para assistir cerimnia da entrega das insgnias da Comendada Ordem do Infante, com que fui agraciado. Fuiavisando quem foi possvel encontrar, mas nocheguei a todos... que o Secretrio de Estadono se poude deslocar. Viajando para Xangai, numavio da Air France... ficu por ali retido devido auma greve dos pilotos. Assim sendo, nada feito.

    Em breve, darei nota de outra data. Na antecipadaquase certeza de que, por essa altura, no havergreve de pilotos.

    De qualquer modo, deixo os meus agradecimentosa quantos, sem culpa minha, ficaram com o sbadoestragado. Os meus agradecimentos. - CG

    Cultura Beir est vivamesmo entre ns*Presidente da Cmara de Viseu traz mensagem

    29 Setembro 2 . Nossa gente

    Sbado, foi o encerramento da Semana Cultural Beir 2014. Muitascentenas de pessoas passaram, durante a semana, pela Casa dasBeiras. Viveram talvez a saudade das terras de origem, entenderam,melhor, a terra e as gentes duma rea pitoresca e interessante dePortugal.

    Na sexta-feira, passmos, uma vez mais, pela Casa das Beiras.Interessante a sesso de sexta-feira. Dedicada ao Fado, era umanoite que cativava necessariamente muita gente. De resto, o vastosalo da Casa das Beiras estava repleto de pessoas interessadas.

    Entre elas, o Cnsul-Geral de Portugal em Toronto, Luis Barros,e a deputada provincial Cristina Martins. Em lugar de destaqueo presidente da Cmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques,tendo a seu lado Jos Fernandes, presidente da Junta de Freguesiade Povolide, Viseu.Para Almeida Henriques, h princpios da visita que vale a pena terem ateno. O convite foi-me feito pelo presidente da Casa dasBeiras, frente Cmara Municipal de Viseu. E eu disse, desde logo,que sim, e combinei que iramos trazer a Mara Pedro. Conversa puxa conversa, perguntmos-lhe como que se sente entre ns.Sinto-me em casa. Desde que cheguei, tenho falado com muitas pessoas das Beiras, grande parte das quais da minha cidade, tenhocomido comida portuguesa e tenho usufruido de uma cidade de quegosto. mesmo como se estivesse em Viseu...De resto, para aquele autarca viseense com provas dadas

    noutras funes, designadamente no Governo h ne promover novas coisas na dispora. De facto, precisaligao mais estreita com a dispora, para promover ados nossos produtos ainda mais, mas tambm paempresrios da nossa dispora olhem para Portugal nado investimento...A noite era de Fado. Manuel Moscatel, Valdemar MHernni Raposo j por ali estavam para acompanharJoo Brito, com quem falmos, entende estar ali muito ser ele prprio Beiro e scio da Casa das Beiras. Um15 anos, a visiense Mara Pedro, cantaria logo a seguirsatisfao de estar por ali. E a certeza de que foi o me poderia ter acontecido vir at c.Uma Semana Cultural Beir que teve de tudo um poacabou por empolgar quantos, dia aps dia, foram assi

    Para mais informaesligue: Casa do Benfca

    telf: 416 651 1548ou para : 416 990 0537

    Benfca Soccer Schoolest agora em grande actividade. Ben ca @

    Toronto

    A cei ta inscries para meninos e meninas dos 10 aos 1 7 anos . Quer fazer par te

    d a m s t ic a d o Be n f c a ?

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    3/24

    EDITORIAL

    *Preparar o amanh...Mais trinta dias - nem tanto - e a temos ns as EleiesMunicipais. Eleies Municipais, que so bem capazesde nos permitir alterar o sistema geral das nossas coisas.Isto se falarmos nos arranjos de ruas, na escolha de novostransportes pblicos, nos impostos municipais. E etc, umetc que acabar por ser grande, j que so sempre maisas coisas que aparecem, no dia-a-dia do ano... do que aqui-lo que se v vista desarmada.

    Problemas que comeam tambm a fazer pensarnos e ns sabemos que h meninos com fome para a escola sem comer. Meninos que precisam d para serem os garantes do nosso mundo de aman evidente que as eleies municipais podem n

    primeira vista, muito a ver com isto. Tm-no, a nal, na preparao do emaranhado das coisas simples doque suportam, a nal, toda este conjunto de problemas quecombatem os males citadinos e protegem os marveis. Que nos permitem viver melhor. Que pod

    com que a vida a nossa vida seja ainda melhoE as eleies esto mesmo porta. So j a 29 bro. Vale a pena pensar nisto. E prepararmo-nos p bem.

    que a cidade de Toronto para falarmos apenas na cidademaior comea a ter problemas com que no contvamos.Que vamos apenas noutras cidades e noutros pases. Hmais mortes violentas. H mais assaltos. H mais desamor,em suma.

    Tudo visto, a nossa cidade pacata j no o tanto assim.Comeou tambm a ganhar os defeitos e os vcios de ou-tras grandes cidades. E por a que tambm temos de entrarquando escolhermos os que vo dirigir, nos prximos anos,

    os destinos da urbe em que habitamos. Uma cidade cmo anossa merece continuar limpa e digna. Merece resolver os problemas, sim, mas sem dio.

    Os prodgios que a cinciano sabe explicar

    Numa cerimnia muito participada, foi declarado Beato D.lvaro del Portillo, depois do milagre aprovado pelo PapaFrancisco e publicado com o Decreto da Congregao paraas Causas dos Santos, do dia 5 de Julho de 2013.

    A cerimnia da beati cao, com gente proveniente de todoo mundo, foi presidida pelo Prefeito da Congregao dasCausas dos Santos, o Cardeal Angelo Amato, e teve lugarem Madrid na manh do passado Sbado. Um dos momentosmais signi cativos e emotivos da cerimnia ocorreu quandoJos Incio, a criana miraculada, levou ao altar as relquiasdo novo beato.

    Cada vez mais o nosso mundo secularizado deixa de acreditarem milagres, mas o certo, que neste caso a cincia e osmdicos no conseguem explicar a cura da criana chilena etudo isto s poder ter explicao luz de Deus. O admirvel

    prodgio que permitiu a beati cao ocorreu h dez anos noChile. O protagonista o menino chileno Jos Ignacio UretaWilson, quem poucos dias depois de nascer, sofreu uma paragem cardaca de mais de meia hora e uma hemorragiamassiva.

    Vale a pena perceber o que aconteceu a esta criana, quenasceu em 10 de julho de 2003, com uma hrnia de intestinos vista, uma cardiopatia congnita que mescla o sanguevenoso com o arterial e uma m formao de ambos os

    hemisfrios cerebrais por alterao da migrao neuronal.Com apenas dois dias de vida, o menino foi operado paracorrigir a cardiopatia e sofreu uma paragem cardaca ehipotermia. Superou estes episdios e apresentou trscrises por falta de oxignio, em que paralisou o seu pulmo

    esquerdo. Tudo isto lhe causou leses graves no cfalta de oxigenao na zona enceflica.

    No dia 2 de agosto de 2003, estando na clnica, Joteve uma insu cincia cardaca aguda e sofreu uma nov paragem cardaca que durou entre 30 e 45 mmdicos realizaram manobras de reanimao comtransfuses de sangue e pensaram que o menimorto.

    Quando pensaram que sua vida tinha terminado,do recm-nascido comeou a bater de novo atum ritmo de 130 pulsaes por minuto. Os mdHeusser e Jos Ignacio Rodrguez, que acompancriana, esto convitos de que a cura de Jos Ignacexplicao cient ca.

    Os mdicos pensaram que o menino sofreria gravem consequncia de toda a situao que passoucontrrio, as condies da criana melhoraram depois teve alta do hospital.

    Agora, Jos Ignacio um menino normal, emboalguns vestgios de suas antigas doenas, vai tem notas boas, joga futebol e at lder de seu passado Sbado, conjuntamente com os pais sub principal das cerimnias e encantou pelo seu sorr

    Os pais asseguram que durante a paragem cardaccom grande f a cura de seu lho, recitando ininterruptamentea orao da estampa com a orao de beati cao de domlvaro del Portillo. Este foi de fato mais um procincia no sabe explicar.

    Emigrao fenmeno quetodo o Mundo conhece.Portugal, ento, dos Pasesonde a Emigrao e os seusefeitos mais se zeram sentir.Por este ou aquele motivo,o Povo Portugus que sehabituou a sair da terra correu mundo, primeiro comos Descobrimentos. Depois,e aos poucos, cou agarradosempre a esse conceito.Pois... a Comisso deEspecialidade de FluxosMigratrios diz agora julgar que preciso recuarat dcada de 1960 paraencontrar uma vaga deemigrao to grande emPortugal. E mesmo no sesabendo, ao certo, quantosPortugueses emigram, averdade que, mesmo hoje,muitos so os que deixam oPas.

    Ningum sabe ao certoquantas pessoas esto a

    virar as costas ao Pas.Portugal, como quase todosos membros da UnioEuropeia, no faz inquritode sada. A nica hiptese coligir a estatstica dos pases de destino, tarefa queo Observatrio de Emigrao j est a fazer. Mesmoassim, h trs ressalvas: asestatsticas tendem a noser comparveis; a recolhano distingue movimentostemporrios de permanentes;e a oferta de emprego no aque era antes da crise.Muito por fora da livrecirculao, a nova vagaest concentrada na UnioEuropeia, ou em territrios

    Antnio Pedro CostaPonta Delgada

    O ms de Setembro est a chegar ao m. J no tarda muito.Entre ns, neste mundo lusada que vamos construindo tambmno Canad, marca-se o reincio das actividades em vrios clubese associaes que estiveram antes, como as pessoas, em frias. talvez um novo flego em muitas das nossas associaes.

    Importa que nestes tempos que se avizinham, a nossa gente pense asrio no futuro de muitas colectividades que vamos tendo. Que osmais jovens se interroguem sobre qual o modelo de associativismoque pretendem. Que saibam que o modelo escolhido poder ou noser transmitido aos vindouros.Se certo que uma associao pode ser extremamente til para acomunidade que formamos, no menos certo que uma associaos pode interessar se levar a cabo a sua prpria misso. E nissoque temos todos de insistir. Saber, ao certo, qual a misso que asnossas associaes tm para cumprir. que o ms de Setembrotambm assistiu ao no te rales de paragem... de uma ou outracolectividade, assistiu ao rame-rame de muitas. Viveu o marasmode umas quantas.O associativismo ajudou a fazer mais forte a comunidade luso-canadiana deste Pas. importante que o continui a fazer. Mas importante, tambm, que as associaes saibam o caminho a trilhar.

    Ontemdissemos...

    muito prximos, como aSua (este j com reticnciasmuitas...) ou Andorra. Istoembora se desbrave caminhona sia e em frica - comAngola cabea.

    A culpa no ser s dodesemprego. Nos anos 90,Portugal vivia um perodo decrescimento e nem por issodeixou de ter emigrao.

    A culpa tambm dodiferencial de rendimentoentre os portugueses e osoutros europeus. E de umacultura de emigrao. Nadcada de 60 e na primeirametade de 70, chegavam asair mais de 100 mil por ano.As emigraes de hoje j noso longas ou de nitivas,mas temporrias. Nos anos60, na teoria, a emigraoera muito regulada. Agora,as pessoas tm direito a procurar trabalho noutros

    pases da Unio Europeia.Muitas vezes, saem para prestar servios espec cose de durao limitada - naconstruo civil, no turismo,na agricultura. O mercado ,

    por agora, muito exvel.

    Emigrao. Tema forte paraum Portugal (agora) fraco.Tema que vai continuandoa fazer com que as cordasda guitarra falem aindaem saudade. E que estagora, tambm, a servir dearma de arremesso entreos Governos. Como janotmos, no h muito. Eat j entrou tambm pelas portas do Canad.

    29 Setembro 2014 Material Editoria

    Pensando em nSobretudo tendo em vista o futuro que no tarda.Impe-se, assim, uma meditao consciente para queremos fazer das nossas associaes e dos nossos merecem, de facto, o nosso apoio e a nossa colaboratambm, que deveria convergir o pensar de algumas o

    de cpula que j vamos tendo.Isto , a nal, o pensar de muitos que ainda... pensam no futuro.

    Nao somos leaders ... NEM MAIS do que quem que

    que seja... Somos Simplesmente

    o Seu ABC

    OBRIGADO

    416 995 9904 416 828 6568647 962 6568 647 262 5996

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    4/24

    29 Setembro 4 . Canad em foco

    Rob Ford saudado por uma multidode fis apoiantes

    *Eu te amo, Ford Nation!Rob Ford voltou lia. Ainda combalido, certamente, mas adar a entender que est ali para as curvas. No seu primeirodiscurso em pblico, desde o incio de quimioterapia, oMayor Rob Ford conseguiu reunir uma multido de is partidrios e prometeu que ele e seu irmo estaro de voltaao prximo Conselho citadino.Isto incrvel. Eu te amo, Ford Nation, Eu te amo, gritouFord, para uma multido de centenas de simpatizantesreunidos num espao verde perto de Islington e Highway401, em Etobicoke, para a Ford Fest.

    Falando com voz rouca e aparentando, s vezes, cansao,Ford chegou ao palco por volta das 7:30 pm e falou por cercade 15 minutos, comeando com agradecimentos aos seusapoiantes leais.Gente, eu estou to animado com o apoio que me deram,disse. Rob estava com sua me, esposa e outros membros dafamlia. O discurso marcou a primeira apario pblica de

    Ford desde o incio de um ciclo de quimioterapia para trataruma forma rara de cancro recentemente diagnosticado.Falando multido entusiasmada, Ford comparou seudesa o de sade com cancro de sua batalha contra o vcio,dizendo que ele iria cuidar de cancro, assim como ele tinhatido o cuidado de cara no espelho que o seguiu por a.Com o seu apoio eu vou cuidar da minha sade e voltar por quatro anos e cuidar das pessoas em Etobicoke Norte emWard 2, disse Ford.Disse ainda multido que o seu irmo, candidato a MayorDoug Ford, a melhor pessoa para liderar a cidade.Chamando seu irmo de seu melhor amigo e de prximoMayor de Toronto, ele des ou uma lista de realizaes emetas que os dois continuariam a trabalhar para, incluindometrs de construo ao longo da Finch e Sheppard erecolha de lixo mais diligente.

    Doug Ford, que entende o evento como o lanamento dacampanha real, uma vez que ele se inscreveu para concorrer City Hall, em vez de seu irmo, falou depois e disse que pretende continuar a agenda que o seu irmo comeou.

    Sinto-me muito honrado e abenoado que o meu irmoest aqui hoje, disse Doug Ford depois de ser apresentado pelo Mayor. Eu sempre soube que Rob era a pessoa que iriamudar o jogo.Rob: estou to orgulhoso de si e prometo que no o voudeixar car mal nem a eles, disse ainda, dirigindo-se aoirmo.

    Apesar de Doug Ford j ter planeado sair do conselho antesde se inscrever para concorrer prefeitura, em vez de seuirmo, no havia nenhum sinal, sbado, que o irmo mais

    velho Ford ter menos apoio deseguidores leais da famlia doque o Mayor Rob.

    De resto, Doug Ford recebeu

    uma recepo de estrela do rockquando chegou ao festival pertodas 06:00. Foi imediatamentecercado antes de ter avanado para a rea onde estavam osdignitrios, ali cumprimentandouma multido de apoiantes esimpatizantes, tirando fotos eapertando as mos de quantos se lhe dirigiam.

    Segundo a Imprensa, o evento atraiu pelo menos mil pessoase contou com passeios para crianas e comida de graa,com longas las.

    Desde o anncio de que vai candidatar-se a Mayosemanas, uma srie de sondagens parecem ter conDoug Ford est atrs de John Tory, por uma margemenos dez pontos percentuais, enquanto est maiempatado com Olivia Chow.

    Doug Ford prometecontinuaro legado do irmo

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    5/24

    Melhores relaes entre o Canad*Poroshenko e Harper abordaram vria

    29 Setembro 2014

    Reconhecendo que este um momento decontnua recuperao da economia global,destaca-se a importncia do Acordo deComrcio Canad-UE como um veculo para criar nova prosperidade em ambosos lados do Atlntico. O acordo vai ajudara gerar mais comrcio e investimentonos dois sentidos, e promover o empregoe o crescimento. Vamos trabalhar comdiligncia - disse Stephen Harper - paragarantir que todas as nossas empresas, os

    Canad mais perto da Europaem parceria de boa vontade

    Lderes do Canad e da Unio Europeia (UE) designadamente Duro Barroso - reunidos,sexta-feira, em Otava, manifestaram-seempenhados em fortalecer e aprofundaruma parceria estratgica em que se baseia ahistria e valores compartilhados.

    Na nota nal, rea rma-se o compromisso decontribuir para a prosperidade mtua atravsde uma cooperao continuada. Foramdiscutidos os prximos passos com relaoao Acordo Global Canad-UE Econmico edo Comrcio (Acordo de Comrcio Canad-UE) e do Acordo de Parceria Estratgica(SPA), que, juntos, marcam o incio de umnovo captulo, nas relaes entre o Canad ea Unio Europeia.

    Houve tambm consultas sobre planos parafortalecer os esforos conjuntos para enfrentaros desa os da paz e segurana internacionaise outras questes cruciais globais de interessemtuo.Foi um momento verdadeiramente histricona evoluo do relacionamento Canad-UE,ao ser celebrado o m das negociaes doAcordo Canad-EU Trade. O acordo cumprea promessa de uma liberalizao bastanteabrangente do comrcio de bens e serviosde 2009, novas e signi cativas oportunidadesem concursos pblicos, disposies paramelhorar e incentivar o investimento.

    Fortalecer a parceria econmica

    O Acordo de Comrcio Canad-UE tambmestabelece uma srie de mecanismos decooperao que vai garantir a continuidadeda colaborao entre o Canad e a UnioEuropeia, enquanto continuamos a fortalecere aprofundar nossa parceria econmica. Aomesmo tempo, o Canad ea UE coloca umaforte nfase no desenvolvimento sustentvel,na diversidade cultural e no direito de regularo interesse pblico no respectivo territrio.

    trabalhadores e os consumidores eCanad e os Estados-Membros daigualmente posicionados para coas oportunidades criadas por esthistrico, logo que possvel, e vai dnosso apoio sua rpida rati cao atravdos nossos respectivos processos ju polticos.

    Aprofundar a nossa parceria estrat

    Celebrou-se, tambm, o m bem-sucedidas negociaes para o Acordo deEstratgica entre o Canad e a Unioque oferece um quadro de coimportante para fortalecer as nossae aprofundar a nossa cooperaoexterna, e fornece uma plataforma ao conjunta em questes globais.

    O acordo contribuir para laos mem reas como a energia, a investiinovao, cincia e tecnologia, e nO acordo tambm visa enriquecer sobre questes que afetam diretamenestar de nossos povos, como o ammigraes, a proteco consular, as pessoa-a-pessoa e as necessidades dos jovens.Comprometemo-nos a assegurarrapidamente possvel viajar, cm ade vistos entre as duas partes, paracidados canadianos e europeus.

    O primeiro-ministro Stephen Harper recebeu avisita ao Canad de Petro Poroshenko, Presidenteda Ucrnia. Os dois lderes discutiram os passosnecessrios para restaurar a integridade territorial

    da Ucrnia e garantir a soberania do pas, tendoem conta a ocupao ilegal do regime de Putinda pennsula da Crimia e sua agresso militar noleste da Ucrnia.Aproveitaram, tambm, a oportunidade paradiscutir o plano de paz anunciado entre a Ucrnia,Rssia e os separatistas pr-russos em 5 desetembro de 2014. Na mesma altura, os lderesdiscutiram progressos nas negociaes de livrecomrcio Canad-Ucrnia. Num discurso no Parlamento do Canad,o presidente Poroshenko elogiou o apoioincondicional que o Canad tem fornecido Ucrnia neste momento de con ito e incerteza no pas.Durante a visita do presidente, o primeiro-ministroHarper anunciou duas medidas que iro promovero desenvolvimento econmico e social na Ucrnia:

    -Canad e Ucrnia chegaram a um acordo sobrea prestao de emprstimo do Canad para aUcrnia para promover reformas econmicas e

    nanceiras do setor no pas; e,-assistncia humanitria adicional est a serfornecido Ucrnia para assistir vrios parceirosinternacionais na prestao de apoio mdico,comida, gua potvel, saneamento e higiene,abrigo, proteo criana, emergncia e resposta, para ajudar os cerca de 3,9 milhes de pessoasque vivem em reas afetadas pela violncia, bemcomo os cerca de 200 mil indivduos registadoscomo deslocados internos em todo Ucrnia.

    Canad em foc

    Esta a primeira visita o cial ao Canad pelo presidente ucraniano Petro Poroshenko.Apoio vai aumentandoEm 13 de maro de 2014, o primeiro-ministroHarper anunciou o suporte para ajudar a Ucrniaa estabilizar sua economia e promover odesenvolvimento econmico e social, incluindoum emprstimo. Esse apoio foi condicionada elaborao de um pacote mais amplo de apoio doFundo Monetrio Internacional para a Ucrnia. Ocontrato de emprstimo assinado agora de ne ostermos de emprstimo do Canad para a Ucrnia,que Export Development Canada vai entregar.

    Em 04 de setembro de 2014, o primeirHarper anunciou apoio atravs doFiducirios da NATO, com foco na cde comando ucraniano e controle, bem

    capacidades de comunicao e de in para auxiliar na melhoria dos sistemasde pessoal e logstica de reforma e paddentro das foras armadas.

    Um acordo de livre comrcio com a U proporcionar o acesso dos produtos c para o mercado ucraniano aumentou,as barreiras no-tarifrias, e de oufacilitar a relao comercial bilateral eSegundo o primeiro-ministro Stephen Canad continua rme no seu apoio Ucrnia face da agresso militar persistente doPutin. As medidas agra anunciadas vo para os esforos da Ucrnia para eseconomia e ajudar as pessoas deslocexpansionismo do regime de Putin.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    6/24

    29 Setembro 6 . Comunidades

    Jantar de Homenagema Carlos Leito e Charles Sousa

    Dois luso-canadianos ocupam, pela primei-ra vez, e em simultneo, o prestigioso lugarde Ministro das Finanas em duas das maisimportantes provncias do Canad. Trata-sede Carlos Leito, no Quebeque, e CharlesSousa, no Ontrio. Registe-se que, no quediz respeito ao Quebeque, tambm a pri-meira vez que um luso-canadiano atinge acraveira de Ministro.Para sublinhar o acontecimento um peque-no grupo de portugueses decidiu formaruma Comisso para organizar um Jantar

    de Homenagem aos dois responsveis deuma pasta de tamanha responsabilidade.Tanto quanto nos informam, o evento ter

    lugar no prximo dia 31 de Outubro, pelas19h00, no Centre des Congrs et BanquetsRenaissance, situado no 7550 boul. Henri

    -Bourassa Est, Montral, Qubec Todos os que queiram adquirir podero faz-lo nos escritrios d4242 boul., St-Laurent, suite 20treal Qc, H2W 1Z3. Para mais info podem os interessados l igar para233-3762 ou (514) 577-5536.

    Eventuais lucros que se apurem deto sero entregues campanha do Natal da Conferncia S. Vicentelo.

    Pelos vistos, o lder liberal federal JustinTrudeau est a recusar-se a falar com SunMedia at que a empresa responde suaalegao de que foi ao ar um ataque ofensi- vo contra a sua famlia. Sun Media cruzoua linha atirando ao ar um ataque pessoal famlia Trudeau. Um ataque ofensivo e que viola qualquer medida razovel de integri-dade editorial, diz um comunicado escritopor Kate Compra, diretor de planeamentode comunicao de Trudeau.O segmento de TV foi ao ar na Sun Not-cias, com Ezra Levant em 15 de setembro.Na pea, apresentador e colunista Levantcompartilham a sua viso de uma foto ti-

    rada e apresentada pelo fotgrafo ocial deTrudeau. O lder liberal beijou uma noivana bochecha, no dia de seu casamento.A equipa de Trudeau aproveitou o momen-to para faz-lo parecer viril e sexy, disseo Levante no clipe. No discurso de quasecinco minutos, Levant disse que Trudeauinvadiu um momento ntimo num dia emque uma noiva apenas para ser beijada porseu marido e pai.Obviamente Trudeau no teve relaes se-xuais com ela. Mas ele empurrou-se para aimagem de uma maneira ntima.Levante faz uma comparao do compor-tamento de Trudeau ao de seus pais, o ex

    -primeiro-ministro Pierre Elliott TrMargaret Trudeau, que eram proma divulgar quantas conquistas que

    Sabe-se que o noivo e padrinho mento pediu a Trudeau para poalgumas fotos com a festa de cadisse Compra ao Huffington Post Trudeau pediu permisso da noiva beijo, disse, e a noiva consentiu.

    Recorde-se que Sun Media publicnais dirios, seis jornais dirios grcerca de 200 jornais comunitrios publicaes, de acordo com o seu s

    Justin Trudeau irritadocom a Comunicao Social

    O primeiro-ministro Stephen Harper esteve, na quinta-feira, na As-sembleia Geral das Naes Unidas, em Nova Iorque, onde abordoua liderana global do Canad para acabar com as mortes evitveisde mes, recm-nascidos e crianas dentro de uma gerao. No seu discurso Assemblia Geral, o primeiro-ministro Harpernotou o enorme progresso que o mundo tem feito para salvar a vida das mes mais vulnerveis, recm-nascidos e crianas de todoo mundo; esforos galvanizados pela compromissos nanceiros eparcerias estratgicas geradas pela iniciativa canadiana lideradapelo Muskoka 2010, e, de novo, em 2014 pelo Saving Every Woman

    Every Child: Within Reach, em Toronto. O primeiro-ministro Harper apelou a todos os parceiros para man-ter o impulso gerado pela Cpula de Toronto para garantir que om de mortes evitveis de mes, recm-nascidos e crianas commenos de cinco anos de idade, dentro de uma gerao, uma prio-ridade central da agenda de desenvolvimento ps-2015.

    Antes de seu discurso, o primeiro-ministro juntou-se aos co-fun-dadores da plataforma: Ban Ki-moon, Secretrio-Geral das NaesUnidas, Dr. Jim Yong Kim, Presidente do Grupo Banco Mundial,Erna Solberg, o primeiro-ministro da Noruega, e Dr. Rajiv Shah,administrador da USAID, ao anunciar o Mecanismo de Financia-mento global Para Every Woman Every Child.

    O mecanismo um importante recurso global para nanciar os ser- vios de sade para mulheres e crianas nos pases em desenvolvi-mento e ajudar a garantir que a sade materna, neonatal e infantilcontinua a ser uma prioridade na agenda ps-2015.

    Tambm neste caso, o primeiro-ministro, juntamente com JakayaKikwete, Presidente da Repblica Unida da Tanznia, e Dr. Marga-ret Chan, Directora-Geral da Organizao Mundial de Sade, enfa-tizou que a melhoria dos sistemas de registo civil e estatsticas vitais(CRVs) atravs do mundo em desenvolvimento fundamental paragarantir a sade e a sobrevivncia de mulheres e crianas.

    Em junho de 2010, sob a liderana do primeiro-ministro Harper,lderes mundiais lanaram a Iniciativa Muskoka em Sade Mater-na, Neonatal e Infantil. A iniciativa est focada em salvar as vidas demes, recm-nascidos e crianas menores de cinco anos nos pasesem desenvolvimento.

    De 28 a 30 de maio, em Toronto, o primeiro-ministro acolheu oSaving Every Woman, Every Child: Within Arms Reach. Na cimei-ra, o Canad comprometeu-se a apoiar MNCH entre 2015-2020 econsiderou tratar-se de um renovado impulso global para avanarcomo uma prioridade global para alm de 2015.

    Alm de seu objetivo principal na Assembleia Geral das NaesUnidas deste ano - avano da cooperao internacional em sadematerna, neonatal e infantil - o primeiro-ministro tambm abor-dou uma srie de questes prementes internacionais, incluindo oIraque, o surto de Ebola na frica Ocidental, a situao na Ucrnia,e as mudanas climticas.

    O Canad na primeira linhaCooperao internacional em sade materna,neonatal e infantil

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    7/24

    29 Setembro 2014 Comunidades

    Um gigante que teima O

    F i r s

    t

    P o r

    t u g u e s e

    e o

    s s e u s

    5 8

    a n o s

    Todos os anos assim. Quando o dia de anos chega, no FirstPortuguese vive-se uma festa em grande. Nem que tenha pouca gente. Nem que s compaream os mais novos e umou outro dos que ajudaram a erguer o monumento. Nosbado, voltou a falar-se nesse gigante, que vai arrostandocom todas as di culdades. Que teima em no cair. H 58 anosum punhado de Portugueses, que pouco tempo antes tinhamchegado ao Canad, fundaram um clube. E fundaram-no para se unirem, para confraternizarem, para dialogar. Era afora da saudade a unir tudo e todos. Era a vontade de estarem casa, mesmo estando longe.Da em diante foi s crescer. E de tal modo que, aos poucos, emerc de muitos dos seus associados, outros clubes nasceram.O First cresceu. Fez-se gente grande. Foi abrigando nassuas asas, qual me-galinha que v ao seu redor cada vezmais pintainhos, todos quantos, de algum modo, estavamligados a Portugal. Mais do que isso, foi-se arvorando embandeira do Pas de onde vieram todos os seus lhos. Erecebeu, intra-muros, os que vinham de Portugal, sim, mastambm aqueles que, sendo de c, falando outra Lnguaque no o Portugus, queriam saber coisas do tal Portugaldistante, ento ainda um Pas cheio de mazelas sociais e polticas que todos iam, por essa altura, criticando. No sbado, quando da comemorao dos 58 anos, vimostambm esse gigante a lembrar a sua Escola que est agoraquase com 50 anos.

    Uma Escola que pretendia e conseguiu que o Portuguscasse por c.

    Ainda se sonha em novos voosO asctual presidente do FIRST, Filipe Garcez, est tambm

    ele a sonhar... o sonho lindo de fazer avanar ainda maisa colectividade me de outras clectividades.Estamos afestejar 58 anos da mais velha organizao portuguesado Canad. Hoje, de facto, o aniversrio do FIRST.Para o ms que vem ser os cinquenta anos da Escola.Hoje , de facto, um dia muito importante... Nas conversas que fomos ouvindo entre os mais velhos, acerteza de que valeu a pena. Filipe Garcez diz quehojeo que mais importante realar que o culminar deum ano de muito trabalho, que muita coisa mudou no

    First, mas que muita coisa mais vai mudar... um ano demudana e um ano em que precisa uma nova Direcoforte e unida. O scio n 1 da Colectividade andava por ali. Antnio Sousainteressa-se por este gnero de comemoraes. Vai-nosdizendo que foi como que um elemento de liaison entre aEscola e o clube. De forma que z tudo o que era possvelfazer naquela altura... e nem j me lembro como quetudo se fazia. Posso dizer que havia problemas porqueos rapazes cavam para os exerccios e as raparigas

    desapareciam... pareciam setas. A av estava esperadelas... e tinham horas marcadas...Antigamente era assim. Para Antnio Sousavaleu bem apena, tudo valeu a pena. Nada se fez... que no valesse apena.E a verdade que sua sombra - sombra da velha rvorelusitana consubstanciada no First Portuguese - foramnascendo outras colectividades. Tantas que j passmos dacentena, s nesta parte do mundo. primavera da vidado clube, sucedeu-se o inverno da angstia. At por quemuitos dos que deram forma e vida ao First... foram cando pelo caminho. E os novos... j vo tendo outra forma de vere entender os problemas.

    A Escola, como pea importanteCelina de Melo fala, naturalmente, mais na Escola.Passam-se coisas muito importantes. A nossa Escola far emOutubro, no dia 10, cinquenta anos de existncia. Altura para dizermos que a Escola assim... quase to velha comoa Celina, que nos disse que era (ela) muito mais jovem.Pois. Sou professora, evidentemente, e grati canteser professora. A nossa Escola tentou, atravs destes 50anos, estar sempre actualizada, dando os programasnecessrios.Para a Celina de Melo,a nossa Escola tem uma missotripla: educativa, cultural e social.Hoje... h quem diga que o First Portuguese rei vai nu.Quase nu, se preferirem. Sim, porque entendemos que est a

    atravessar uma fase de interesse certo. Perdida a que lhe foi dada pelos pioneiros, perdidas as instaeram suas, foi recuando... Mas atravessou os temandar em frente.Posto isto... onde que vai o First Portuguese? pessoas vo continuando a frequentar as suas inTalvez para copiar at a mstica que faz colectividade ainda mais. Batendo-lhe porta.de sbado, vimos por l comemorando num a bem marcante gente que tem outras ideias. Po

    Sandra Martins est a concorrer para Trustee Esco por isso interessante estar no First, em dia de aDiz-nos, desde logo, que as pessoas com quem fal por ali, esto interessadas em apoiar. De resto,sou aportuguesa na corrida. E isso bem capaz de me doutra postura.

    Gente jovem faz a festaEnquanto por l estivemos e ns nem assistim propriamente dita vimos muitos meninos e meali a saracotear, a divertir-se. Era a Escola e os seudarem o mote para a animao que por ali se notaE a verdade que onde h juventude... a organimorre. Bem pelo contrrio.First Portuguese 58 anos! Escola do First 50 anos!

    *Ainda se sonhaem novos voos

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    8/24

    29 Setembro 8. Comunidades

    Estreitar abraos e mostrar

    J na parte nal, e antes mesmo de Paulo Portas, era Michael ChanMinistro da Cidadania, Emigrao e Comrcio Internaele, at a ligao com Portugal passa, designadamente,como fez questo de sublinhar.

    Pontos altos de uma conferncO seminrio Canada-Portugal teve, de facto, momeAlguns deles apontados, no nal, por Paulo Portas.Acho que comecei por trs pontos que so indiscutveis.Primeiro, Portugal est nanceiramente bastante melhor doque em 2011, quando caiu pela ribanceira abaixo. Segundo,Portugal est economicamente melhor do que esum ano. Terceiro, se zermos as coisas bem, Portugal estareconomicamente melhor, para o ano, comparativameeste.

    J so trs boas razes para comear uma boa converinvestimento, que condio do desenvolvimento e dde emprego.Interessava-nos, sobremaneira, saber o que alguns doentenderam deste seminario e da forma como tudo deEustaquio, por exemplo, gostou.Obviamente, quando senossa terra e da paixo que temos por ela, ns todos entendemos que Portuhal haveria de ser o centro do mundo. mo tempo, aqueles que tm oportunidade de visitar Panualmente, como eu tenho... eu acho que ao nvel de negcios ede oportunidades econmicas, Portugal est numa situgrande vantagem...

    Entre os presentes, Sergio Ruivo, da Federao de EmPro ssionais. Pergunta-me o que que eu entendo?! Eque h uma grande iniciativa do Governo Portugupromover os seus servios e exportaes e que, atravs destenovo acordo entre o Canad e a Europa prev que as bvo diminuir e que vai haver muito mais oportuninegcios entre os dois pases, Canadianos para l e Portuguesespara c... Acha, portanto, que valeu a pena este gneroMrio Gomes acha que foi algo interessante. Que valeu presente.Acho que altamente interessante para PoToda esta pujana econmica que pode advir destas desta e doutras que se possam fazer interessa

    Novas. Eu j visitei a fbrica. uma das empresas portuguesascom mais inovao.E deixa-nos por ali, na zona (quase) nobre da George Brown, com umconceito:Parar morrer. Criar avanar. Internacionalizou-se muito. Tem quotas de mercado muito importantes em pasescomo Espanha (mercado exigente) e deu o salto para a Amricado Norte, atravs do Canad. Aqui h, como sabem, quase meiomilho de Portugueses, que so bons consumidores e estaro,certamente, entre os consumidores dos produtos da Renova.Mas muito importante que, a partir de Torres Novas, a partirde massa cinzenta portuguesa... se tenha avanado tanto.

    Com o Ministro das Finanas doOntarioPalavras de apreo que que foram sendo repetidas, designadamentequando do encontro com o Ministro das Finanas do Ontario. Ondeambos se interessaram, a nal, por conhecer melhor o dia-a-dia dosdois pases.Charles Sousa, no nal, foi dizendo ao vice primeiro-ministroque, sempre que tem possibilidades, fala em Portugus, mesmo naAssembleia do Ontario. E quase a rir:Eles no podem traduzirporque ns, depois, ensinamos-lhe a falar Portugus.Ouviu-se,ento, a voz da deputada provincial Cristina Martins, a con rmar, por ser ela, de resto, a nica (ou quase a nica) a entender oPortugus. E Paulo Portas:assim, pode dizer-lhes umas coisasmais irritadas... e eles no percebem.Era tudo meio a rir meioa srio.Para Paulo Portas,Portugal est nanceiramente bastantemelhor do que em 2011, quando caiu pela ribanceira abaixo,est ecnomicamente melhor do que estava h um ano e, se

    zermos as coisas bem, Portugal estar economicamentemelhor para o ano, comparativamente com este... No restam dvidas. Portugal parece ter aprendido ou reaprendido,se preferirem o caminho para o Canad. H tempos, no muitos,foi o prprio Chefe de Estado, que veio dar a entender que as portasesto abertas. Agora o Vice-Primeiro-Ministro, Paulo Portas, que frente de uma delegao com alguns ministros e empresrios,veio at ns trazer um bilhete-postal de interesse certo para os quequerem alargar horizontes.

    PormenorizandoPrimeiro no George Brown College... uma visita aos produtosda Renova. Onde, com papel simples papel podem fazer-se pequenas maravilhas. Depois, era a visita ao ministro das Finanasdo Ontario, Charles Sousa. Onde houve oportunidade de trocade pontos de vista. Pontos de vista que tm a ver, a nal, com odia-a-dia da nossa gente de c e de l. Uma visita interessante.Uma visita que continuou, depois, no chamado Seminrio onde, por entre empresrios canadianos e portugueses, se falou de tudo. No InterContinental Hotel, fomos acompanhando os discursose aqueles que os zeram. Na introduo dos oradores MargaretVokes, presidente da Global Reach Enterprises, a servir como quede mestre de cerimnias. O primeiro orador foi Miguel Frasquilho, presidente do AICEP Portugal Global, a quem, de resto, PauloPortas se referiu vrias vezes, ao acentuar a sua vocao para servirde interlocutor com Portugal para investimentos e troca de pontosde vista para o efeito.Victor Severino, assistente do vice primeiro-ministro, ainda haveriade falar acerca da Diviso de Polticas e Estratgicas.Entre os chamados testemunhos, usaram da palavra da parte doCanad e da parte de Portugal Paul Coribear, presidente e CEO daLundin Mining Corp., uma companhia canadiana a actuar no nosso pas de origem; e Jorge Guimares, fundador e presidente da AlertLife Sciences, uma companhia portuguesa a actuar no Canad.Interessantes pormenorizadamente interessantes as palestras deAssuno Cristas, Ministra da Agricultura e Oceanos de Portugal,e Manuel Pinto de Abreu, Secretrio de Estado para os Oceanos.

    Quem acompanhou os passos mais importantes da visita do vice primeiro-ministro ao Canad, anotou, desde logo, que estamos atentar estreitar os laos que, de h muito, vamos tendo com estePas. Nos diversos domnios. Acelerando a compreenso geral pelos problemas da crise em Portugal. Dando quase garantias deque o pior j passou. Incentivando, assim, investidores interessadosno novo Portugal. J antes acontecera o mesmo com o Chefe deEstado quando da sua deslocao a Canad.Portugal parece ter acordado para a realidade de que preciso olharem frente e avanar. Por forma a que este Portugal assim mais deacordo com a sua Histria e o seu Passado pretende andar maisem frente. No combate s assimetrias. Na luta contra o desemprego. No avolumar de razes para ter esperana. Neste como em muitos domnios pena que no haja mais e maioresligaes com a comunidade em geral. Maiores ligaes para queessas comunidades os luso-canadianos, os luso-descendentes eos Portugueses residentes servissem mesmo de ponte, a jeitode bandeira que est sempre desfraldada. Fala-se nisso mas cadavez mais ao de leve. Fala-se nisso... mas sem a noo de que essa mesmo a melhor maneira para explicar aos outros muita coisa.Convencemo-nos cada vez nos convencemos mais de que anossa gente de l, ministros ou pessoas com lugares de destaque,no entendem ainda a fora que a comunidade portuguesa tem noCanad. Uma comunidade com provas dadas nos diversos domniosda actividade canadiana. Da Poltica ao Ensino, da Construo Engenharia. Somos peas importantes neste xadrs multiculturalque o Canad. Poderamos ser tambm alavanca de progresso nasrelaes de amizade entre Portugal e o Canad.A visita de Paulo Portas ao Canad foi, assim, importante.Importante at pela fora que veio trazer aos laos comerciaisentre dois pases amigos e aliados. O vice primeiro-ministro dePortugal parece ter entendido a sua misso e foi abrindo o livro deixem-nos dizer assim... do Portugal novo, que, pelos vistos,est a ser construidoO objectivo era mesmo acelerar a compreenso geral pelos problemas da crise em Portugal. Dando quase garantias de que o pior j passou. No fundo, era deixar no ar como que um incentivoaos investidores interessados no novo Portugal. Interessou-nosfundamentalmente acompanhar as palavras puxadas por ns at acerca da forma como Paulo Portas acompanhou, ele prprio, odia-a-dia da sua visita.

    Assim... uma visita importante No George Brown College, Paulo Portas haveria de se interessar pelo andamento da Renova, ali entregue ao estudo das inovaes.E que, pelos vistos, est a dar resultado.A Renova est no Canadh um ano. H um ano fazia um milho de Euros de negcio.Agora faz dois milhes e meio de Euros... no sei quanto far nofuturo, mas est a crescer, a usar a ligao com os estudantes,a ligao entre empresa e escola, no caso, o Design e eu achoque isto um bom exemplo de como ns devemos saberpreservar e globalizar aquilo que, com valor, ns criamos emPortugal. uma marca portuguesa e para a modernizao danossa economia, preciso que muitas empresas sejam capazesde fazer exactamente isto. So basicamente portuguesas etornam-se globais e a entrada no mercado do Canad umaporta aberta muito importante para a entrada no mercado dosEstados Unidos, que tambm muito grande...Ora a est. Estvamos por ali e achmos que deveramos situara aco. Perguntmos ao ministro onde que entrava, em todaesta fase, a bandeira que , a nal, simbolizada pelo emigrante. No fugiu a questo, mas andou volta, volta... sem entrardecididamente na resposta que desejaramos e que ele sabe,efectivamente, dar. Onde que entra a vertente emigrante? Para oministro,entra, concerteza, na origem e tambm no consumo.Na origem, os produtos da Renova so criados em Torres

    *Vice-Primeiro-Ministro esteve c e tentoumostrar de tudo um pouco...

    Acho que comecei por trs pontos que so indiscutveis. Primeiro, Portugal est nanceira -mente bastante melhor do que em 2011, quando caiu pela ribanceira abaixo. Segundo, Portu -gal est ecnomicamente melhor do que estava h um ano. Terceiro, se zermos as coisas bem,Portugal estar economicamente melhor, para o ano, comparativamente com este. J so trsboas razes para comear uma boa conversa sobre investimento, que condio do desen-volvimento e da criao de emprego.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    9/24

    29 Setembro 2014 Comunidades

    a nova face do PortugalPortugal. Sobretudo agora com os tratados comerciais queesto a ser tratados entre a Europa e a Amrica do Norte, tudoisto vem realar o poder econmico dos dois pases.

    Antes da visita a Toronto

    O vice-primeiro-ministro disse, em Otava, que Portugal pretendeeste ano ultrapassar os 400 milhes de euros em exportaes paraaquele pas. Aquele membro do Governo, a liderar uma comitiva portuguesa, reuniu-se com entidades canadianas, no sentido deestimular o desenvolvimento de parcerias empresariais.

    O Canad um pas muito importante para as exportaes portuguesas. Trata-se do segundo maior pas do mundo em rea(9.984.670 km2), a dcima primeira economia global, tem orendimento per capita cerca de 50 mil dlares (35 mil euros) porhabitante, o que signi ca mais do dobro do rendimento per capita

    portugus. Uma sociedade prspera que tem poder de compra para adquirir produtos e marcas portugueses, a rmou Portas emdeclaraes aos jornalistas presentes.

    Atualmente existem mais de mil empresas que trabalham com omercado canadiano, sendo que integram a delegao empresarialnesta misso ao Canad 25 empresas de diversas reas como astecnologias de informao e sade, bens de consumo, agroalimentare engenharia.

    O objetivo passa por ultrapassar este ano os 400 milhes de eurosem exportaes.

    Subimos nos ltimos quatro anos cerca de 45% das exportaes para o Canad. Este mercado to grande, em certo sentido to rico,que pode ser uma boa aposta para as empresas e marcas e produtos portugueses, e o vinho atinge cerca de 20% das exportaes,frisou.

    O CETA (Comprehensive Economic and Trade Agreement),

    acordo comercial entre a Unio Europeia e o Canad pode trazer bastantes benefcios ao sector empresaria pois vai remover cerca de 98% das barreiras pautais que existematualmente.

    O vinho, o mobilirio, o calado ou os txteis portuguexportam para o Canad pagam direitos de entrada que acima dos 10% ou atingir muito mais do que isso. Este

    remover essas barreiras, h menos entraves na entradavice-primeiro-ministro.

    Paulo Portas tambm apelou s empresas portugue prximo ano e meio aproveitem o acordo de comrcio poder exportar sem pagar direitos entrada no mercadque de crescimento exponencial para Portugal.

    Este que tambm um dos objetivos desta deslocaovisto que dentro de ano e meio o acordo entra em vigor elusas devem preparar-se, encontrar os seus importado parceiras, exportando produtos de grande qualidade, n barreiras de entrada, que vai aumentar ainda mais as eum dos objetivos da viagem.

    Paulo Portas reuniu-se, em Otava, com os ministros Canad, do Comrcio Internacional, Edward Fast, e dJames Moore, entre outras entidades o ciais canadianas.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    10/24

    29 Setembro 10. Comunidades Associao Cultural 25 de Abril

    Vinte anos a tentar espalhar os valores de AA Associao Cultural 25 de Abril, de Toronto, est acompletar 20 anos. Nestas duas dcadas o Ncleo SalgueiroMaia tem vindo a divulgar os valores de Abril, levando acabo toda uma srie de actividades que perpetuam uma data.Sexta-feira, na Casa dos Aores, foi a sesso principal destascelebraes.

    Com o destaque natural para a apresentao do livro OsRapazes dos Tanques, da autoria de Adelino Gomes eAlfredo Cunha. Texto e fotos, a nal, a lembrar uma data quevale a pena lembrar.

    O convvio comemorativo teve a presena do jornalistaAdelino Gomes e de dois ex-militares e protagonistasdos acontecimentos que puseram, na manha do dia 25de Abril de 1974, frente a frente, as unidades militaresda Escola Pratica de Cavalaria de Santarm comandada pelo saudoso Capito Salgueiro Maia e do Regimento deCavalaria 7, este leal ao ento governo vigente. Foram elesos ex-alferes Miliciano Fernando Sottomayor e o caboapontador Jose Alves da Cunha.

    Dar voz aos que a no tmO livro fala, efectivamente, nisso. E Adelino Gomes diz

    que, cojuntamente com Alfredo Cunha, tentmos pr afalar gente que no costuma falar. Sobre o 25 de Abtil j tm sido contadas imensas histrias, mas houvegente que nunca contou a sua histria. Por exemplo, ocabo apontador. Um homem que no apenas militares,mas o prprio Salgueiro Maia, que esteve frente delee que podia ter visto os seus homens e a sua colunacompletamente desbaratada... fala dele, mas no sabia onome. Transformou-se num mito, mas, como costume,

    os mitos no tm rosto nem nome. E ns, eu e oCunha, apostmos em que o iramos encontrar. Eencontrmo-lo em Maio do ano passado...

    Para Lgia Nbrega, a presidente da Associaoa nal, de algo que vale a pena preservar. Para que no haja

    esquecimentos doentios.

    E os que vieram... tm algo a dizer? O alferesSottomayor j passou por Toronto, noutras ocdiz que, em misses como esta, vem sempre qnecessrio.

    O ento cabo apontador Jos Alves da Cunhahistria interessante. Desobedeceu s ordens psobre os revoltosos. Se ele tivesse aceite a orde brigadeiro... seria um banho de sangue. Perguntainda o poderamos chemar de cabo atirador. ser um prazer.Tenho muito orgulho nisso. Ain perguntmos sobre se voltaria a fazer o mesmo, satrs, tdos estes anos.Decerto que sim. Se o regimcomo era naquela altura, sem dvida nenhuma.

    Carlos Morgadinho um dos directores da asshaveria de nos chamar a ateno para uma quasede peas de artesanato outra coisa no ser leali por Artur Jesus. Pequenos canhes, pequenaarmas, feitas de lixo, de desperdcios. Um artista!

    Artur de Jesus diz-nos quecomo fui convidado paqui, lembrei-me que isto que eu fao tambm fazdo convvio. Como fala nos rapazes dos canhes... eudecidi trazer estas peas...Feitas de desperdciode lixo, Artur Jesus faz pequenas maravilhas. E aque levou para o convvio, alguns camnhes e algde assalto, em pequenssimas miniaturas, j se v

    No fundo... lembrar a Histria. Entender a Histr

    Associao Cultural 25 de Abril. 20 anos de exist

    Antes do mundo existir com tudo o que vemos, a Bblianos revela que Jesus j existia em Esprito, juntamente como seu Pai (Joo 1:1,2; 17:5). Em Joo 4:24 lemos queDeus Esprito. Por isso, em Joo 1:1 lemos que Jesus tambmidenti cado como sendo Deus. Isto um mistrio.

    Em Gnesis 1:1 l-se:No princpio, criou Deus os cuse a terra. E, em seguida explica em ordem como que Deuscriou os cus, a terra, os mares e tudo quanto neles existe. Altima coisa que Deus criou foi a raa humana. Todavia, emGnesis 1:26 lemos palavras que so um mistrio para muitos.O texto diz o seguinte:E disse Deus: Faamos o homem nossa imagem, conforme nossa semelhanaE criou Deuso homem sua imagem: imagem de Deus os criou; machoe fmea os criou. (Gnesis 1:26-27). Reparem que o textoexpressa Deus na forma plural: Faamos o homem nossaimagem, conforme nossa semelhana. A nica lgicaexplicao que o Pai celestial e o seu Filho esto falando um para o outro. Tudo isto concorda com outros textos bblicos quea rmam que Jesus j existia antes do mundo ser criado, (Joo1:1,2; 17:5) e que Ele participou na criao de tudo o que existe(Joo 1:3; Colossenses 1:16; Hebreus 1:2). Por isso, devido aofacto que Jesus antes do mundo ser criado j existia na forma deEsprito, e que o Pai deu ao Filho o privilgio de ser o Criadordo universo (Joo 1:3; Hebreus 1:2), Jesus declarado tambmser Deus (Joo 1:1). Para muitos isto um mistrio,e outrosacham que isto inacreditvel. O primeiro casal, Ado e Eva, foram criados imagem deDeus e Deus os ps no maravilhoso jardim do den (Gnesis2:8). Todavia, tempos depois, o diabo tentou este casal adesobedecerem ao mandamento de Deus (Gnesis 2:16-17; 3:1-6). Devido desobedincia, o pecado entrou na vida do primeirocasal (Romanos 5:12), eles caram separados de Deus (Gnesis

    3:24; Romanos 3:23), e todos os seus descendentes herdaram asconsequncias daquela desobedincia, a morte (Romanos 5:12-21; Romanos 6:23).

    As boas notcias que Deus prometeu no mesmo dia em queAdo e Eva pecaram, que no futuro, uma mulher haveria de dar luz um lho que haveria de destruir as obras do diabo (Gnesis3:15; Glatas 4:4; I Joo 3:8). Isto um mistrio que s foientendido milhares de anos depois, quando uma mulher virgemdeu luz o Filho de Deus..

    Em Gnesis 12:3 e em Gnesis 22:18 lemos que Deus prometeu a Abrao que, atravs da sua semente, todas asfamlias da terra haveriam de ser abenoadas. Como queisto seria possvel? Isto mais um mistrio que s veio a seresclarecido com a vinda de Cristo ao mundo (Actos 3:25-26). Amorte de Cristo pagou a dvida dos pecados do mundo inteiro(Joo 1:29; Romanos 3:24-25) e a sua ressurreio venceu o poder da morte sobre a humanidade (Joo 11:24-25). Todos que pem a sua f em Cristo so abenoados com o perdo dos seus pecados e recebem o dom da vida eterna (Joo 8:24; 6:47; Actos10:43; 16:31). Em Isaas 7:14 e Isaas 9:1-7 temos profecias que indicamque um dia Deus haveria de enviar o seu Filho ao mundo naforma humana atravs de uma mulher virgem. Isto um mistrioque s cou esclarecido quando Maria, sendo descendente deAbrao, e virgem, cou grvida sobrenaturalmente pelo poderdo Esprito Santo (Mateus 1:1,18-25; Lucas 1:26-38).

    Em I Timteo 3:16 o apstolo escreveu quegrande omistrio da piedade. E no mesmo texto ele explica este grandemistrio ao escrever queAquele que se manifestou em carne,

    foi justi cado em esprito, visto dos anjos, pregado aos gentios,crido no mundo, e recebido em gloria. O Cristo aceita osmistrios de Deus porque vive pela f.

    Mistrios verdadeiros

    Rev. Joo Duarte

    Religio e F

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    11/24

    29 Setembro 2014 Desporto

    O JOGO DA SEMANA NA I LIGA

    Empate nos golos mas tambm nos falhanos

    Caso vena amanh o Estoril, o Benca passa a ter sei vantagem sobre o Sporting, contas que Marco Silva taquer fazer: No me preocupa o que adversrio possa vamos dois pontos atrs do adversrio de hoje, querampassar para a frente. No vale a pena falar disso, no vaos braos, vamos continuar a trabalhar. Neste momentoter mais pontos mas j jogmos com os dois adversriTemos muito tempo para recuperar.

    Foi um grande jogo, com grande intensidade. Uma primeira partede grande nvel da equipa do Sporting, com qualidade. Chegmoscedo ao golo e at ao intervalo tivemos excelentes oportunidadespara chegar ao 2-0. O FC Porto teve uma boa reao na segunda

    parte e numa transio em ataque rpido conseguiu chegar igual-dade. Tentmos reagir, o Porto tentou pegar no jogo mas nuncadeixmos de acreditar e arriscmos tudo at ao nal. Pela primeiraparte que zemos, parece-me que merecamos a vitria, disse Mar-co Silva no nal da partida.

    O empate surgiu num auto-golo de Sarr mas o treinador recusaapontar o dedo defesa: No vou entrar por esse caminho. Pre-ro referir a boa exibio de todos os jogadores, lutaram pelos trspontos. Fomos a melhor equipa, mais na primeira parte. Acabmospor no sermos felizes mas no vai ser sempre assim. Estamos ademonstrar o que queremos, o caminho este, tentar ganhar jogos.Estou satisfeito com empenhamento de todos.

    Acima de tudo foi um excelente espetculo de futebol. Lees e dra-ges deixam o Estdio Jos Alvalade com a certeza de que propor-cionaram uma vibrante jogatana, mas com o dissabor de no terconseguido a vitria. No que o empate no seja justo, mas, sobre-tudo, porque ambos estiveram, em momentos diferentes, perto da vitria.

    Marco Silva disse, antes do encontro com o Gil Vicente, que o Spor-ting precisava de uma vitria urgente. E precisava mesmo. Goleou,na altura, a equipa de Barcelos e, sexta, entrou no seu reduto com-pletamente demolidor. Mas mesmo sem deixar o FC Porto respi-rar. O tcnico leonino surpreendeu ao promover Jonathan Silva noonze e, logo aos 2 minutos, o lateral argentino colocou, de cabea,

    os lees na frente.O domnio verde e branco seguiu-se durante todo o primeiro tem-po, mas foi incrvel o desperdcio de oportunidades de golo. O dra-go, por sua vez, no criou qualquer oportunidade para marcar epodia ter sado para intervalo a perder por dois ou trs golos, nofosse o desacerto dos lees.

    Lopetegui no se deixou car e lanou, para o segundo tempo, Oli- ver Torres e Tello para os lugares de Rben Neves e Quaresma, que

    tambm no era esperado a titular.Ainda o eco do apito do rbitro se fazia ouvir no reduto verde ebranco e j Jackson Martnez permitia, isolado, uma brilhante de-fesa de Rui Patrcio. Foi um aviso. Agora era o FC Porto a estar porcima no encontro e no tardou a chegar ao empate com uma ajudi-nha de Naby Sarr que, aps cruzamento de Danilo, na tentativa decortar a bola, enviou-a para dentro da baliza. Capel, a 10 minutos do m, ainda atirou a bola a trave, mas desta vez foi o FC Porto a protagonizar um espetculo de falhanos, per-dendo, tambm, a hiptese de marcar dois ou trs golos. Empatenos golos, mas tambm nos falhanos. Resultado justo.

    Fomos a melhor equipa - Marco Silva

    O treinador do Sporting considera que, pela exibio que efetuouna primeira, a equipa merecia ter sado do clssico com o FC Porto,que terminou com o empate a um golo.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    12/24

    Ben ca vence e refora liderana guia, imperial, teve de abrir as asa

    29 Setembro 12 . Desporto

    rivais haviam conseguido na noite anterior, em Alvalade, objetivoque conseguiu na Amoreira, com vitria por 3-2. Enchendo oEstdio Antnio Coimbra da Mota, como Jorge Jesus havia pedido,a equipa entrou imperiosa, com Talisca a evidenciar-se e a marcardois golos no incio da partida.

    Outra das guras em relevo foi o argentino Gaitn, que bem serviuos colegas mais adiantados, evidenciando toda a sua genialidade.Diogo Amado, mdio defensivo do Estoril, que havia tido culpasnum dos golos encarnados, redimiu-se, minutos depois, ao reduziro marcador, seguindo as equipas para intervalo com o Ben ca avencer pela margem mnima (2-1).

    A paragem fez bem aos homens de Jos Couceiro, que vieramdeterminados em no entregar a vitria ao ilustre visitante. Echegaram, de facto, ao empate, atravs de Klber, atacante comnota positiva que voltou aos golos passados dois anos.

    O jogo cou, contudo, marcado pela expulso do estreante Cabrera, por acumulao de amarelos, tendo a equipa de Couceiro defrontadoo campeo nacional apenas com 10 jogadores a partir do minuto 66.

    O Ben ca ter sentido os trs pontos em risco, acertou o passconseguindo colocar-se em vantagem o golo nal de Lima brasileiro que, recorde-se, esteve 12 jogos sem fazer o voltou a festejar atravs de uma grande penalidade convao Moreirense -, con rmando que a veia goleadora estava apenadormecida. O Ben ca consolidou a liderana da classi cao (a quatro pontos do FC Porto e a 6 do Sporting); o Estosem vencer o Ben ca em sua casa h 68 anos.Braga agigantou-se tarde mas

    ainda foi a tempo

    A jogar contra dez ainda antes dos vinte minutos, o Braga goleou oRio Ave mas demorou a convencer. Apesar de um incio dominador,

    procurando constantemente desequilbrios pelos ancos, osminhotos s materializaram em golos o ascendente na segunda parte, partindo para a goleada atravs de Jos Lus, exemplar naconverso de um castigo mximo.

    Na primeira parte, a equipa de Srgio Conceio foi perdulria mastambm sentiu inesperados problemas quando o Rio Ave levantou acabea e esticou o jogo at frente, bene ciando da troca oportunade Bressan por Jebor aos 33 minutos. Pedro Martins acertou emcheio na substituio e o Rio Ave foi bastante ameaador at aointervalo, mascarando positivamente a sua inferioridade numrica,que resultou de uma expulso manifestamente exagerada deBoateng. Bruno Esteves vislumbrou uma agresso a Andr Pinto,que no existiu.

    Atendimento Espectacular venha Comprovar

    Pra tos tipicos

    de por tugal Grill & Bar1474 St. clair ave w

    Toronto M6E 1C6Telefone(416) 652-7777

    A m e l h o r f r a n c

    e s i n h a

    a m o d a d o P o r t o

    O Ben ca venceu o Estoril na Amoreira, por 3-2, e reforou aliderana no Campeoanto. Talisca bisou, Diogo Amado e Klberempataram e Lima xou o resultado nal.O Ben ca chegou Amoreira disposto a aproveitar o empate que os

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    13/24

    29 Setembro 2014 Desporto . 1

    sempre direitas. Ma bom algarvio, no se csua boca mais bem hucomo bom marafado, a rmnos o Magrio, que em partilhou com Cabrita Seleo Nacional no de Frana.

    estava num lar. Fica umaimensa saudade. Apresentoas minhas mais sentidascondolncias famlia, em

    particular viva e lha. Eraum homem e um colega real erespeitador. Queria as coisas

    Morreu Fernando Cabrita

    1251 St Clair Ave WVisite a nossa loja

    Portugal agora est mais perto de si!

    Caminhe com conforto... faa j a sua encomendaSomos distribuidores para todo o Canada!

    Botas originais feitas manualmente e por medida

    416-901-3445

    O falecimento, segunda-feira passada, do antigo jogador,treinador e selecionadornacional, Fernando Cabrita, aos91 anos, uma grande perda para o futebol portugus,disse ao Jornal A Bola a

    antiga glria dos relvados JosAugusto, com quem partilhou ocomando da Seleo no Euro-84, em Frana.

    No sabia. Apanhou-medesprevenido. Sabia que ele

    RESULTADOSCasablanca, conquistando ottulo de campeo de Marrocos.Em 1984 esteve ligado quali cao da Seleo Nacional para o Campeonatoda Europa, liderando equipatcnica composta tambm porToni, Antnio Morais e JosAugusto. Portugal, recorde-se,viria a chegar s meias- naisdessa competio, que decorreu

    em Frana.

    Fernando Cabrita, antigoselecionador de Portugal,faleceu na segunda-feira, aos91 anos.

    Natural de Lagos, ondenasceu a 1 de maio de 1923,Fernando Cabrita destacou-secomo treinador, mas iniciouo percurso no futebol como jogador, no Olhanense, em

    1942, tendo inclusivamente

    sido chamado Seleo Nacional. Representou ainda oAngers (Frana) e o Covilh.

    Como treinador esteve vriasvezes ligado ao Ben ca, passando ainda por clubescomo Portimonense, Unio deTomar, Rio Ave, AcadmicoViseu, Pena el, Estrela daAmadora e Esperana de Lagos,

    tendo tambm orientado o Raja

    Jos Augusto fala de Cabrita

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    14/24

    29 Setembro 14 . Mensagem

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    15/24

    29 Setembro 2014 Ainda Desporto

    O defesa de 21 anos explicou ento que por causa de poderdisputar jogos como este que se transferiu do Lyon para o Sporting.

    Estas so partidas com elevada intensidade e presso. paraisso que trabalhamos, todos os jogadores de futebol querem vivermomentos como este. preciso desfrutar ao mximo porque algo fantstico. H muitas pessoas que gostariam de estar no nossolugar, comentou o defesa.

    Naby Sar reconheceu que a qualidade do plantel do Chelsea,o prximo adversrio do Sporting na Liga dos Campees, assustadora, o que o obrigar a estar ao mais alto nvel para estedesa o.

    Como um jovem jogador com pouca experincia, quando vs jogadores com tamanha reputao e que so famosos no mundointeiro, isso pode ser assustador. Mas eles so pessoas como eu, eisto apenas um jogo de futebol. Vou tentar de dar o meu melhor,apesar da minha pouca experincia, a rmou o jogador francs, ementrevista ao Footmercato.net.

    Naby Sarr e o Chelsea:

    assustador ver os jogadores que eles tm

    Jos Mourinho considera pouco provvel que alguma

    equipa em Inglaterra acredite que o Chelsea vai terminar aPremier League sem qualquer derrota, mantendo o registodas primeiras seis jornadas da competio (cinco vitrias eum empate).

    Todos vo perder pontos. No acredito que algum estejaassustado ou convencido que o Chelsea vai manter estasrie de resultados positivos durante 10, 15 ou 20 jogos. Na Premier League possvel perder pontos em qualquer jogo. No penso que algum esteja preocupado connosco,observou o portugus.

    O feito portugus ganha aindamaior signi cado pelo facto de

    Portugal campeo da Europa,em tnis de mesa, depois de terderrotado na nal a Alemanha, por 3-1.

    Marcos Freitas deu a vitriadecisiva a Portugal, derrotandoTimo Boll, nmero nove domundo, em quatro sets, por 12-10, 5-11, 11-6 e 11-9.

    Anteriormente, o prprioMarcos Freitas j tinha ganhoa Steffen Mengel, e TiagoApolnia a Dimitrij Ovtcharov.

    Timo Boll venceu o nicoencontro para os alemes, frentea Joo Pedro Monteiro.

    Portugal campeo da Europa

    No acredito que estejampreocupados connosco - Mourinho

    a Alemanha ser hexa campeda Europa (2007, 2008, 2009,

    2010, 2011 e 2013).

    Defesas: Danilo, Martins Indi, Marcano, Maicon e Ale

    Mdios: Rben Neves, Evandro, Herrera, liver e Qui

    Avanados: Brahimi, Tello, Adrien, Jackson Martnez,e Ricardo Pereira.

    Helton volta ao relvseis meses depoisHelton foi a grande, e nica, novidade no treino de ontemdo FC Porto. Ausente dos relvados desde meados de ma

    se lesionou com gravidade durante o clssico da poca po Sporting, em Alvalade, o guarda-redes brasileiro voontem de manh, o tapete verde do Estdio do Drago

    Nos 15 minutos da sesso abertos comunicao possvel observar o nmero 1 dos azuis e brancos a facom os restantes companheiros, visivelmente bem disorriso rasgado no rosto.

    A nal, para trs das costas cou calvrio de mais de seis mesesem se treinar, por fora da rotura total no tendo de Aqsofrida a 16 de maro.

    Com o regresso de Helton aos trabalhos, Julen Lopetdisposio 27 jogadores para preparar, debaixo de mu jogo de tera-feira com o Shakhtar Donestk, em Lviv.

    Casemiro, a contas com entorse no tornozelo esquerdoclssico com o Sporting, na ltima sexta-feira, baixa jogo da Liga dos Campees.

    A viagem para a Ucrnia teve partida marcada para as 8 e 15.

    Ricardo Quaresma no integra a lista de convocados do FC Porto para o jogo com o Shakhtar Donetsk.

    Substitudo ao intervalo no clssico com o Sporting, o extremocou de fora das opes de Julen Lopetegui para a deslocao a

    Lviv, onde os azuis e brancos vo disputar o segundo compromissona fase de grupos da Liga dos Campees.

    Alm de Quaresma, tambm Casemiro, lesionado, e Diego Reyes, por no estar inscrito, no seguem viagem com a comitiva que serliderada por Pinto da Costa.

    Em sentido inverso, Ricardo, Maicon, Quintero e Ricardo Pereiraregressaram aos convocados.

    Lista de convocados:

    Guarda-redes: Fabiano, Andrs Fernandez e Ricardo;

    Quaresma no vai Ucrnia

    T.L.DUTRA Professional Legal Ser

    Immigration - Small Claims Court- Criminal SumLandlord & Tenant / Ontario Court of Justice / L

    Tony L. Dutra533 College Street , Suite 306, Toronto ON,

    Canada M6G 1A8Telephone:(416) 532-8400 - Fax (416) 532-6906

    E-Mail:[email protected] L.S.U.C - P0

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    16/24

    29 Setembro 16 . Ainda a tempo

    9 Keith St. $98,900

    Difcil de crer masainda existem abaixo

    de 100,000.Semi separada mas...

    1094 Cannon $124,900Imagine este investimento...Arrendada por 900.00 por msmais todas as despesas...

    304 Britannia $ 119,900Sim acredite, s com 600.00 de mor-tgage voc pode ser proprietrio.Hamilton ca s a 50 KM de Toronto

    4114 Hwy 6 $97,900 Terreno de 154 ps por 136 pNo ser ideal para fazer a cados seus sonhos?

    Paulo AntunesSALES REPRESENTATIVE

    231 Macnab apt 23 - $99,900Lindo apartamento, excelente

    para se retirar. as despesasmensais de 329 incluem As

    taxas assim como quase tudo.

    O NOVO NOME DE COMPETNCIA

    E HONESTIDADE PAULO

    26 Glassco av.$ 254,900Bungallow em excelente

    estato numa zona estupenda.Garagem e estacionamento

    para 3 carros.

    315 Aberdeen av. $ 389,900Na rea mais prestigiosa de hamiluma casa centenria. Classe em tud

    BUSINESS 905-308-8333MOBILE 289-440-1319FAX 905-387-3551 www.pauloantunes.caService also offered in:

    Spanish Portuguese French

    118 Campbell St. $149,900Com dois apartamentosalugados por 1500 porms... O mercado emHamilton vai subindo masainda d

    No Cantinho da Saudade...

    A Me, a mulher sem nome

    Mais do que eu ningum a quis

    Depois de a abandonar que vi o mal que z.

    Era varina feliz

    E vaidosa no trajar

    Perdeu a sua alegria

    E o seu prego popular.

    No gostava de ouvir falar

    Do grande amor que perdeu

    Procurou uma nova vida

    E o Loiro para ela morreu.

    Novo amor conheceu E a vaidade ia perdendo

    Foi como as velas do altar

    Que do luz e vo morrendo.

    Na Madragoa ia dizendo

    Vivia sua maneira

    Viveu comigo alguns anos

    Foi uma boa companheira.

    Ablio C. Marques

    Mulher sem nomePinto da Costa o diz:

    No alinhamos em entendimcom Benfca e Sporting

    tutela (Emdio Guerre preocupado com outrano resolve nada. Nocom ele.

    porque o presidente da Liga vice-presidente da Federaoe estendeu as crticas ao poder poltico: O governante da

    Pinto acusou ainda aFederao Portuguesa deFutebol de deixar andar,

    O presidente do FC Portoresponsabilizou MrioFigueiredo pela atual na crisena Liga e no futebol portuguse defende uma soluo que passa pela alterao dosestatutos e direo formada por responsveis dos clubes.

    Esse sujeito (MrioFigueiredo) afastou clubes, patrocinadores e tem umaTaa da Liga que no paga prmios. Foram-lhe dados poderes para fazer o queentender. Est l apoiado

    por um dos trs grandese no por ns. O FC Portono alinha em entendimentocom Ben ca e Sporting. Salinhamos numa Liga comtodos. O FC Porto s entracom os estatutos alterados equando for eleita uma direoformada por responsveis dosclubes, disse em entrevistaao Porto Canal.

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    17/24

    ANTNIO COSTA Prximo homemforte do Partido Socialista

    29 Setembro 2014 Ainda a tempo

    socialistas pela mo de Sampaio logo em 1986, durante aliderana de Constncio.Presidente da Cmara Municipal de Lisboa desde 2007,Antnio Costa venceu nas eleies primrias do PS - as primeiras abertas a simpatizantes deste partido -, o seumais antigo rival, Antnio Jos Seguro, com quem entrouem rutura logo em 1984, altura em que ambos zeram partede um Secretariado Nacional da Juventude Socialista (JS),ento liderado por Jos Apolinrio.Aps se ter recusado a suceder a Jos Scrates em junhode 2011 na sequncia da derrota dos socialistas nas ltimaseleies legislativas e de ter estado beira de se candidatar liderana do seu partido no incio de 2013, AntnioCosta prepara-se agora para suceder a Seguro no cargo desecretrio-geral do PS.Apontado com frequncia ao longo dos ltimos 12 anoscomo potencial lder do PS, o presidente da Cmara deLisboa decidiu entrar na corrida pela liderana depois daseleies europeias de maio deste ano, argumentando que derrota histrica da coligao PSD/CDS no correspondeu

    A LUSA conta que o vencedor das primrias do PS,Antnio Costa, disse ontem noite que houve de formaclara e inequvoca uma voz da mudana para Portugal

    reclamada pelos militantes e simpatizantes do partido queem si votaram.Tudo farei para estar altura da vossa con ana, disseCosta numa interveno num lotado Frum Lisboa, naAvenida de Roma, espao que albergou centenas desocialistas para ouvir o vencedor da noite eleitoral.Os militantes e simpatizantes do PS acorreram s urnascom notvel mobilizao, em todo o pas e nas comunidades portugueses no mundo, declarou o vencedor do sufrgio.Costa falava desde s 21:25 e estava em palco ladeado pelo mandatrio da campanha, Carlos Csar, a diretora decampanha, Ana Catarina Mendes, o ex-lder do partido FerroRodrigues e o histrico socialista Manuel Alegre.

    Um produto poltico de Guterres promovido por SampaioAntnio Costa, ontem eleito candidato a primeiro-ministro pelo PS nas prximas legislativas, foi na juventude formado politicamente por Guterres e ascendeu direo dos

    uma vitria do PS com idntica dimenso.Apesar de ter sido apoiando pelas principais gurahistricas socialistas, caso dos ex-presidentes da

    Mrio Soares e Jorge Sampaio, Costa teve de sumeses e meio de intenso con ito aberto com os apoiantes deSeguro, perodo em relao ao qual confessou pubter aprendido uma grande lio, designadammanobras estatutrias e violncia de debate.Filho da jornalista Maria Antnia Palla e do tcnico de publicidade Orlando Costa, gos e mPCP, Antnio Lus Santos da Costa nasceu em Lde julho de 1961.Aos dez anos, com o pseudnimo Babuch (mdialeto concani, de Goa), j escrevia crticas de para Sculo Ilustrado e conta que decidiu ser soc12 anos. Foi tambm com essa idade que a perso policiais Perry Mason o convenceu a tornar-se aAos 14 anos inscreveu-se na JS, estrutura em quma atividade poltica sempre acompanhada de atual alto comissrio das Naes Unidas para os R(ACNUR), Antnio Guterres, ganhando especial nno movimento acadmico e ao dinamizar a ConEsquerda Democrtica em 1985.Licenciado em Cincias Jurdico-Polticas pela

    de Direito de Lisboa e com uma ps-graduao eEuropeus pela Universidade Catlica, o poltico Mrio Soares disse mais se identi car enquanto jovemesteve a partir de meados da dcada de 80 ligado asampasmo, do qual se distanciou apenas nos goGuterres.

    Antnio Costa estagiou no escritrio de advogadSampaio, chegou direo nacional do PS em 1986 pela suamo, integrando uma equipa che ada por Vtor Constncioapoiou sempre Sampaio para a liderana do partiseu diretor de campanha nas presidenciais de 199Ministro dos Assuntos Parlamentares e da Justigovernos liderados por Guterres, Costa continuodos principais rostos dos socialistas a partir de 2002, cando frente da bancada socialista no parlamento, liderana de Ferro Rodrigues.Em 2004 candidatou-se ao Parlamento Europeu elugar da lista do PS, numa eleio em que os conseguiram maioria absoluta em mandatos, mascabea de lista, o antigo ministro das Finanas Soufaleceu em plena campanha, aps incidentes entrena lota de Matosinhos.Com Jos Scrates como lder do primeiro socialista de maioria absoluta, Costa foi o nmdesse executivo, desempenhando as funes de mEstado e da Administrao Interna.Ben quista, agnstico, casado e com dois lhos, AntniCosta de nido como um poltico seguro de si, irrequieto persistente e temperamental.D murros na mesa e eleva a voz nas discusacesas e elogiado pela habilidade poltica e capnegociao.Outros chamam-lhe manobrador e maquiavlicoa compar-lo ao russo Rasputine, pelo prazer que jogos de bastidores, imagem que se acentua quanda sua admirao pelo ex-presidente do PSD Marcde Sousa, de quem foi aluno.Antnio Costa aponta como modelos os antigos gChurchill e Gorbatchov, por terem introduzidoimportantes mudanas no sculo XX, bem com primeiro-ministro francs Michel Rocard, este lcapacidade de renovao das ideias socialistas.

    Todo o mundo precisa de uma quantidade diferente detempo, mas lembre-se que, para um nmero de anos que temsido um casal, agora voc precisa entender o que ser umindivduo.

    Para aqueles que encontrar a pessoa errada e nosrelacionamentos negativos repetitivos: H algo sobre vocque est procurando algo em parceiros que no saudvel.Aprender a compreender a si mesmo um e seus gatilhosinternos e padres, ter que preencher os vazios que

    desesperadamente esto buscando nas pessoas erradas.Se voc est preso em um relacionamento ruim ou procurade um relacionamento e encontrando di culdades parachegar, contacte-me. Eu posso ajud-lo a descobrir a simesmo e por sua vez, voc vai comear a entender se melhore ser mais auto-consciente.

    Queres ouvir mais da Clarinda? Tens uma pergunta queirasrespondida pela Clarinda Brandao, manda um e-mail...Ela pode responder a perguntas em relao ao desenvolvimento pessoal, doena mental, pais e aconselhamentorelacionamento.

    Clarinda Brando (416)[email protected]

    Ns, muitas vezes, damos connosco na correr emrelacionamentos e em algum lugar abaixo da linha. Nsqueremos que ele se transforme em algo grande e rpido.Mas vamos colocar as quebras por um minuto e pense porque to importante se apressar em algo, mesmo quandono se sente bem.

    As pessoas, muitas vezes, contentam-se... porque acham queeles merecem algo melhor ou do-se na procura de melhor.Mas na maioria das vezes, eles esto dando-se a si prprios.A m de encontrar a pessoa certa, voc tem que ser a pessoacerta para voc.

    Tire um tempo para saber, em primeiro lugar: quem voc,o que voc quer e precisa, onde voc quer estar, como quevoc quer chegar l... e porqu.

    Simples.

    No entanto, as nossas prprias experincias, padres ecomportamentos s vezes podem sabotar a nossa visode ns mesmos, levando-nos a resolver ou entrar emrelacionamentos saudveis e comear a sentirmo-nos presos.

    Ns atramos o que pensamos que precisamos ou merecemos,mas quando estamos envolvidos em nossa prpria auto-estima, ns perdemos e acabamos por nos perguntar comochegamos to longe fora da pista.

    Para aqueles fora de um relacionamento a longo prazo: Da si mesmo algum tempo para curar depois de um longorelacionamento.

    Procurar melhor, no ?!

    Clarinda Brando

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    18/24

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    19/24

    A viagemfaz-se janela

    FernandoCruz Gomes

    Independentistas espanhis reclamamsoberania das SelvagensUm navio-patrulha da Marinha portuguesa est a caminhodas ilhas devido a uma ao de protesto de dois espanhis.

    O comandante da Capitania do Porto do Funchal a rmoutera-feira que o navio do dispositivo da Marinha na Madeiravai rumar s Ilhas Selvagens para veri car, no local, oscontornos da ao de protesto de dois independentistas deCanrias.

    A unidade naval atribuda ao comando da Zona Martimada Madeira j est a preparar-se para largar e ir para olocal, para veri car o que se est a passar, acautelar algumasegurana que seja necessria, garantir e perceber o que seest a passar, disse, na altura, Flix Marques a propsitoda notcia sobre o grupo de militantes da Alternativa Nacionalista Canria (ANC) que desembarcou na segunda-feira nas Ilhas Selvagens.

    Flix Marques acrescentou que os vigilantes da natureza,que esto ao servio do Parque Natural da Madeira, naqueleterritrio, comunicaram a presena de dois espanhis dasCanrias que tero efetuado uma ao de protesto, iandoa bandeira de Espanha no local. O responsvel salientouque nada impede, com autorizao do Parque Natural,que as pessoas possam desembarcar e visitar a ilha masque neste caso o desembarque aconteceu na segunda-feira,tendo os espanhis fugido ao controlo dos vigilantes.Flix Marques acrescentou que se trata de um grupo decinco pessoas e que dois tero permanecido ou no teroregressado para a embarcao ou tero desembarcado paraesta ao de protesto.

    O porta-voz do ANC explicou esta tera-feira agnciaLusa que a ao no pretende abrir qualquer con ito comPortugal - que tem a soberania sobre as Selvagens -, masantes sensibilizar os portugueses para o problema das prospees petrolferas. Pedro Gonzalez reiterou que aANC defende a independncia do arquiplago das Canriase que, nesse cenrio, se teria que conversar com Portugal,sugerindo que deve ser aplicada a lei do mar e traada umalinha mediana com a Madeira, o que colocaria as Selvagensem guas das Canrias, semelhana do que acontece comMarrocos.

    Governo da Madeira acompanha acodos independentistasO secretrio do Ambiente e Recursos Naturais da Madeiraa rmou tera-feira que o governo madeirense est a

    29 Setembro 2014 Ler e contar . 1

    acompanhar o caso dos dois independentistas das Canriasque desembarcaram nas Ilhas Selvagens e que apresentaramuma bandeira daquela regio.

    O que se est a passar na Selvagem Pequena, que uma ilhaque dista 11 milhas da Selvagem Grande e que est a 163 daMadeira, que dois indivduos de nacionalidade espanhola,

    portadores de uma bandeira de Canrias, disseram que pretendiam falar com as autoridades portuguesas, declarouManuel Antnio Correia.

    O secretrio regional mencionou que o Parque Natural daMadeira, que funciona na dependncia deste departamentodo executivo madeirense, tem no momento duas pessoas(vigilantes da natureza) na Selvagem Pequena, territrioonde os independentistas desembarcaram, e outros trsfuncionrios na Selvagem Grande, num total de cincoelementos.

    Na sequncia destes factos, o Governo Regional est aacompanhar a situao, no s na perspetiva da gesto doespao, mas tambm da integridade pessoal dos funcionrios

    presentes na Selvagem Pequena, a rmou o governante.

    As Ilhas Selvagens esto mais prximas do arquiplago dasCanrias do que do da Madeira (165 quilmetros a norte dasCanrias e a 250 quilmetros a sul da cidade do Funchal) eeste territrio tem estado no centro de algumas polmicas.

    Vrios Presidentes da Repblica j se deslocaram a estesub-arquiplago da Madeira numa ao simblica dedemonstrao da soberania portuguesa sobre este territrio.

    Dei comigo, esta manh, bem cedo, a a primeira viagem que fiz de avio. Eratamanhinho e familiar que j se foi... lev pel a mo. Na a ltura , sem saber be m po rqu,

    o lugar que pega com a janela. Escolhi a jaE foi, de facto, o delrio. L de cima, o pareci a out ro. As rvores e os cursos dentravam-me pelos olhos e pela mente. C pensar que at os pei xes eu via .. .

    Sorria ao bom que a vida tem. Olhava o amdo sol e a luz que ele esparramava por tudera stio. E at uma que outra nuvem a rhorizonte azul at demais... deliciava o mede menino. Era um espectculo! At os autoque l de cima se viam a furar as ruas daganhavam outra dimenso. Era, de facto, o

    Repeti a cena uma e muita vez... quanecessidade me obrigava a saltar de terra eento j homem feito. Sempre no lugar daOnde at os pssaros que, no dealbar da viaviam, eram mais bonitos, de penas mais lumais agradveis. Pressentia neles a satisfandar l por cima. Era, de facto, um mu ndo dvisto da janela do avio. Um mundo mais...Sem as mesquinhas cenas do quotidiano da

    Aquela janela foi, durante anos, o mundo... mundo. O sol da minha sombra. O osis deserto.

    Os anos passaram. A obrigao de viajar se mais obrigao. O prazer foi-se finan poucos . Em profis so que exige ou exi gitempo viagens muitas, fui perdendo o fasme acantonar janela. Lia um livro. Concom o vizinho. Escrevia at a crnica que ome encomendara.

    E o sortilgio da janela foi-se perdendo. onde desse jeito. E foi assim que fui fLuanda-Lisboa, Londres-Hong Kong, TSo Miguel, Lisboa-Genebra, para falar apealgumas viagens onde a janela j no era pmim. Preciso... preciso era chegar.

    Um dia no foi h muito, no... cheaeroporto em cima da hora, Passara um dia dque no se recomendam a ningum. J nlugares. Ou antes, havia um. Era na ltima f janela. Aceit ei, claro , j que o impor tante er

    Na janel a.. . lembre i o meu prime iro voo. O frque me subia da barriga. Mas anotei tambmAs nuvens. At as aves. Vi que a janela a janela.. . ain da tinha o col orido de out rorl em cima, o mundo... era diferente. Nem qnem guerras. No havia distrbios. No hav

    No sei porqu ... lem bre i-m e hoj e de lhe dsi, leitor que vale a pena ir na ja nela. Na jvida. A ver o que de bom a vida tem. No f problemas. Encare -os .

    Na jane la da v ida .. . na sua janela. Alexandreque escreveu histria idntica, chegou s copncluses. importante que volte a ser Olhe pela janela das suas amizades, da famtrabalho (at), do convvio pessoal.

    Pena mesmo quando deixamos de olh janela da nossa vid a.. . que tam bm uma No perca as coi sas que a vida tem. E queser vistas da janela... da sua janela.

    O presidente da Catalunha, Artur Mas, assinou agora odecreto de convocatria do referendo independentistaagendado para 9 de novembro, e que ter a oposio doGoverno espanhol, liderado por Mariano Rajoy, com doisrecursos interpostos no Tribunal Constitucional.

    Artur Mas assinou o decreto no palcio do Governo regionalem Barcelona, na presena dos restantes elementos doexecutivo catalo e da presidente do parlamento daquelaregio espanhola, Nuria de Gispert.

    O passo seguinte ser a publicao do decreto no dirioo cial da Catalunha da Lei das Consultas, aprovada pelo parlamento regional na sexta-feira.

    O presidente catalo, Artur Mas, est disponvel paradialogar, at ao ltimo momento, com Mariano Rajoy,a rmou no dia em que assinou o decreto para a realizao daconsulta independentista, a realizar a 9 de novembro.

    Hoje um dia que recordaremos para sempre, a rmou,num discurso na Gtica do Palau de la Generalitat, sede doGoverno regional, destacando as grandes mobilizaes afavor da consulta.

    Artur Mas referiu que desde as ltimas eleies regionais,em 2012, surgiu uma maioria claramente a favor do direitoa decidir e sublinha que a Catalunha quer falar, quer serescutada e quer votar.

    Na Catalunha previstoreferendo independentista

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    20/24

    Paulo Alves Carlos Moreira

    Fernando Alonso na Lotus com motores Merced

    29 Setembro 20 . Automobilismo Volkswagen Scirocco j tem preos

    O restyling do coup de quatro lugares feito em Portugalarranca nos 28 012 euros.O renovado Volkswagen Scirocco j est venda nomercado nacional a partir de 28 012 euros, no caso da versoa gasolina 1.4 TSI com 125 cv. A verso 2.0 TSI com 180cv Sport arranca nos 35 941 euros, com caixa manual deseis velocidades, e nos 37 572 euros, com caixa de duplaembraiagem DSG de seis relaes. A opo mais potentedeste motor, com 220 cv, no nvel Sport, inicia nos 41 841euros e nos 44 022 euros, respetivamente com caixa manuale DSG. No topo da gama est o Scirocco R, com 280 cv, acomear nos 49 012 euros (50 732 euros no DSG).

    As opes Diesel para modelo que fabricado na Autoeuropa,em Palmela, abrem com o 2.0 TDI com 150 cv Sport que estdisponvel a partir de 40 292 euros (44 mil euros DSG) ecom 184 cv Sport com preos a iniciarem nos 42 734 euros(46 089 euros DSG).

    Ferrari anuncia458 Special A

    Limitado a 499 unidades, esta edio especial Spider serapresentada ao mundo para a semana no Salo de Paris.A Ferrari mostrou o 458 Speciale A (A de Aperta, verso aberta) a nova srie limitada com base no 458. Limitado a 499 unidades, estaverso do mais potente open-top de Maranello surge com animado

    pelo mesmo motor da verso coup, um V8 4.5 naturalmenteaspirado com 605 cv (s 9000 rpm) e 540 Nm de binrio (s 6000rpm). Este modelo tem uma capota rgida que abre e fecha em 14segundos, cuja composio em alumnio lhe permite acrescentarapenas 50 kg ao 458 Speciale (totalizando 1340 kg). Esta novidade para o Salo de Paris necessita apenas de 3 segundos para chegaraos 100 km/h, tal como o coup, e de 9,5 seg. para chegar aos 200km/h (mais 0,4 seg.). Por con rmar est a velocidade mxima, quedever ser mais curta que os 325 km/h anunciados para o coup.Cumpriu uma volta a Fiorano em 1min.23,5seg.

    De acordo com a Ferrari, este o seu modelo spideraerodinamicamente mais e ciente. Surge pintado num amarelo personalizado com trs camadas de tinta e riscas ao centro em azulBlu Nart e branco Bianco Avus. Conta com jantes forjadas de cinco

    raios Grigio Corsa e aplicaes em bra de carbono no painel deinstrumentos e painis das portas. Os bancos so revestidos emAlcantara com pespontos 3D.

    tambm uma mudana para motores Mercedes. Por outrolado, o jornal italiano La Gazzetta dello Sport adianta que ochefe de equipa da Ferrari, Marco Mattiacci, ter contactadoSebastian Vettel depois de no chegar a acordo com Alonso

    quanto s exigncias de resultados e nanceiras pprir os ltimos dois anos de contrato. Jules Bianchpossibilidade para suceder ao asturiano caso saia mMaranello.

    4 Horas do Estoril com trs pi

    A prova que encerrar a European Le Mans Series, agendada para 19 de outubro, ter 37 participantes.Filipe Albuquerque, Miguel Fasca e Filipe Barreiros soos representantes lusos das 4 Horas do Estoril. A quinta eltima etapa da edio de 2014 da European Le Mans Seriester 37 carros na grelha de partida. Entre eles estaro dezcarros LMP2, categoria liderada pela Signatech Alpine, comos pilotos Paul-Loup Chatin, Nelson Panciatici e OlivierWebb (no Alpine A450b Nissan). A equipa do portugusFilipe Albuquerque, que forma equipa com Simon Dolan, eHarry Tincknell, os britnicos da Jota Sport (Zytec Z11 SN

    Nissan), esto a apenas dois pontos dos francesediscutir o ttulo at ao nal. Contudo, tudo ainda possveentre os quatro primeiros classi cados. Na mesma categoriao jovem portugus Miguel Fasca vai estrear-se de um verdadeiro sport-prottipo, o Zytec Z11S pouco mais de um ano aps ter triunfado no cosimuladores da Nissan GT Academy, defendendo Greaves Motorsport.

    Na categoria GTC correr Filipe Barreiros ao volAF Corse Ferrari F458 Italia com n. 63.

    Fernando Alonso tem sidoligado a um eventual regres-so McLaren, mas poderacabar por regressar aEnstone. Flavio Briatore, an-tigo chefe de equipa na estru-tura quando esta pertencia Renault, e ex-empresrio doespanhol, poder estar a ten-tar a viabilizar a mudana deAlonso para a Lotus.Na eventual jogada en-tra tambm o bilionrioLawrence Stroll, pois se-gundo a publicao SportBild, o canadiano poderter interesse em comprar aLotus. Stroll ter disponibi-lidade para nanciar no sa entrada de Alonso, como

  • 8/11/2019 ABC n 224 Compact

    21/24

    29 Setembro 2014

    *O Centro de Idosos acompanhado distnciaA Freguesia de Reguengo Grande, situada no extremo Norte dodistrito de Lisboa, tambm a freguesia que delimita o Concelhode Lourinh a Nordeste. Estende-se desde o Vale de Flandres,local onde ocorreu a Batalha da Rolia, nas Invases Francesas,

    at ao Planalto das Cezaredas, onde, segundo a histria, as tropasde Jlio Csar acamparam e onde encontra o