ABORDAGENS DA PEDAGOGIA EMPRESARIAL EM .figura do Pedagogo Empresarial no Departamento de Recursos

download ABORDAGENS DA PEDAGOGIA EMPRESARIAL EM .figura do Pedagogo Empresarial no Departamento de Recursos

of 21

  • date post

    02-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ABORDAGENS DA PEDAGOGIA EMPRESARIAL EM .figura do Pedagogo Empresarial no Departamento de Recursos

  • ABORDAGENS DA PEDAGOGIA EMPRESARIAL EM DISSERTAES

    BRASILEIRAS: A INCLUSO EST PRESENTE?

    CarolineRibeirodaCruz1

    AparecidaMeireCalegari-Falco2

    Resumo: O pedagogo o profissional polivalente e o seu campo de atuao,

    descrito nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduao em

    Pedagogia de 2006, vai desde a Educao Infantil at as outras reas nas quais

    sejam previstos conhecimentos pedaggicos. Com base nisso, o presente artigo

    buscou investigar se a funo inclusiva da pedagogia empresarial est sendo

    abordadaemdissertaesindexadasaoportaldaCoordenaodeAperfeioamento

    dePessoaldeNvel Superior (Capes) entre osanos 2010-2016. O trabalho ainda

    apresentar um breve histrico da pedagogia at chegar sua relao com

    empresas, visando a importncia da pedagogia empresarial no meio corporativo.

    Este artigopropende, tambm,mostrar asnovaspossibilidades de atuao desse

    profissional da educao, as leis de incluso das pessoas com necessidades

    especiaisno mercado de trabalho e o papel do pedagogocomoarticulador dessa

    relao.

    Palavras-chave: Pedagogia,Incluso,PedagogiaEmpresarial.

    Abstract: The pedagogue is the multipurpose professional and his field of action,

    described intheNationalCurricularGuidelines for thePedagogygraduationcourse

    of 2006, goes from Early Childhood Education to the other areas in which

    pedagogical knowledge are predicted. Considering that, this issue sought to

    investigatewhethertheinclusivefunctionofbusinesspedagogy isbeingaddressed

    indissertationsindexedtotheCoordinationImprovementPortal(Capes)betweenthe

    years 2010-2016.This paper will also present a brief history of pedagogy until it

    reaches its relationship with companies, aiming the importance of business

    1GraduandaemPedagogiapelaUniversidadeEstadualdeMaringUEM.2DoutoraemEducaopelaUniversidadeEstadualdeMaring.ProfessoradoDepartamentodeTeoriaePrticadaEducaodaUEM.

  • 2

    pedagogy in the corporate world. This article also proposes to show the new

    possibilities of performance of this education professional, the inclusion laws of

    peoplewithspecialneedsinthelabormarketandtheroleofthepedagogueasthe

    coordinatorofthisrelationship.

    Keywords:Pedagogy,Inclusion,BusinessPedagogy.

    INTRODUO

    Diantedeprofundasmudanasnaeconomia,asociedadevanecessidade

    de utilizao de novos recursos para atender as demandas do mercado. Tais

    modificaes implementadas no mundo do trabalho delinearam novos caminhos e

    novas metas a serem traadas pelas empresas, dentre os quais, iremos destacar

    nesteartigo,opapeldopedagogo.Essarealidadeseaplicasociedademoderna,

    em que o saber, para Saviani (1994), meio de produo e deve pertencer com

    exclusividade classe dominante. Diante disso, insere-se uma contradio

    capitalista:aproduorequerqueostrabalhadorestenhamdomniodosaber,pois,

    sem ele, no h produo, mas eles no podem ser proprietrios dos meios de

    produo.

    Seasexignciasdemercadosinalizamparaqualificao,quallugarpodeser

    ocupado pelas pessoas com deficincias? Que polticas pblicas respaldam sua

    insero no mercado de trabalho? Que tipo de profissional pode auxiliar na

    contrataodessaparceladepopulao?Temosahiptesequesefaznecessrioa

    figura do Pedagogo Empresarial no Departamento de Recursos Humanos, setor

    estratgico dentrodas empresas,participando, ativamente, na criao de polticas

    das empresas, principalmente para que, de fato, a incluso dessas pessoas com

    necessidadesespeciaisocorra.

    Nos dias de hoje, existem novas regras para as empresas e o pedagogo

    deverestaratentoaosnovosdesafios,comoaLein8.213/91,conhecidacomoLei

    de Cotas, em seu Art. 93, que discorre sobre o preenchimento de 2% a 5% das

    vagas do quadro de funcionrios com pessoas reabilitadas ou com deficincia.

    Independentemente do grau de contato que o pedagogo tenha, durante a

    graduao,comproblemasdeaprendizagem,deficinciae incluso,serqueeste

  • 3

    tem estudado e se preparado para essa demanda? Ser que os acadmicos

    conhecemessavertentedapedagogia?

    Nessesentido,oproblemadesteartigopartiudaseguintequesto:Comoa

    funo inclusiva da pedagogia empresarial tem sido abordada em dissertaes

    brasileiras entre os anos 2010-2016? Tentaremos responder essa questo, o

    presente trabalho foi realizado por meio de pesquisas documentais indexadas ao

    portaldaCoordenaodeAperfeioamentodePessoaldeNvelSuperior (Capes),

    comaintenodecontribuirparacompreensodafunodopedagogodentrodas

    empresas,quaissosuaspossibilidadeseseupapelcomoarticuladorna incluso

    depessoascomnecessidadesespeciaisnomercadodetrabalho.

    AMPLIAO DO CAMPO DE ATUAO DO PEDAGOGO

    Sabemos que desde a criao do curso de professores ou curso de

    Pedagogia,estevemtentandoencontrarsuaidentidade.Noanode1935,deacordo

    comSaviani2007,cria-seoprimeirocursodeformaoparaprofessoresnoBrasil,

    o qual foi integrado Universidade do Distrito Federal, que passou a conceder

    licenamagistralparaaquelesqueestivessemnauniversidade.

    ComaextinodaUniversidadedoDistritoFederal,em1939,eainserode

    seuscursosUniversidadedoBrasil,aescolavoltavaaserintegradaaoInstitutode

    Educao. Com o decreto Lei n. 1.190 de 04 de abril de 1.939, surge uma nova

    organizao da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil, que,

    segundoSilva(2006),tencionavaformaodebachariselicenciadosparavrias

    reas, at mesmo para o setor pedaggico. Para a formao do bacharel, eram

    necessrios3anos,e,paraaformaodolicenciado,acrescentava-semaisumano

    dedidtica,tornando-se,assim,conhecidocomo3+1.

    OcursodePedagogia,emseuincio,caracterizava-seporsermaistcnico,

    reduzido ao ato de ensinar, contudo, no decorrer do tempo, foi ganhando outras

    formas.SegundoCalegari-Falco(2010),ocursopassouporquestesproblemticas

    desdeasuacriao,aqualserefereaoperfil,atribuiesecampodeatuaodo

    pedagogo,aindasegundoaautora:

  • 4

    O perfil daqueles que procuravam o curso de Pedagogia eraconstitudo,emsuagrandemaioria,deprofessoresexperientesqueacabavam por realizar estudos superiores para posterioresparticipaesemconcursospblicoseassumiremfunesnasreasdeadministrao,inspeodeescolas,avaliaodedesempenhodealunos e professores, orientao a professores, planejamento decurrculos,atividadesdepesquisaeatuaoemdiversassecretariasde educao nas esferas pblicas (federal, estadual e municipal)(CALEGARI-FALCO,2010,p.33).

    Pode-se dizer que essa supresso de definio do campo de atuao do

    pedagogo refletiu na busca pela elaborao de uma reformulao do prprio

    currculodocursodePedagogia.

    Noentanto,concomitantementebuscadopedagogoporsuaidentidadenos

    anos 60 e 70, iniciam-se, tambm, grandes mudanas no mundo econmico. Em

    1960,ocorreuacrisedareconstruodaEuropae,dezanosmaistarde,acrisedo

    mercado de trabalho. Essas mudanas econmicas no Brasil fizeram que se

    reformulasse o olhar sobre a educao. Seguidamente, ocorreu a reforma do

    sistemaeducacionalemdiversosnveis,inclusivenosuperior.

    Em se tratando de cursos de formao de professores, tais seconfiguramcomocomplexos,considerandoquepodemos identificarclaramente o novo paradigma produtivo nas reformas que afetamdiretamente essa formao, as quais caminham na direo devalorizare/ouexigirumtrabalhadorcomformaomaiscompletaeflexvel, apto para atuar em novas funes. (CALEGARI-FALCO,2010,p.26).

    Tais mudanas ocorreram no mbito educacional na tentativa de superar a

    criseeconmica,vistoque,agora,operfildotrabalhadoreraoutro.Sendoassim,a

    educaonessemomentosefeznecessria.

    Comessanovaeraindustrial,apsosmodelosfordista/taylorista3,omercado

    passou a buscar uma nova mo de obra. Segundo Oliveira (2001, p. 33), o que

    3 OTaylorismofoidesenvolvidoporFrederickWinslowTaylor(18561915)eoFordismoporHenryFord (1863 1947). Ambos somtodos de trabalho, no inicio dosculoXX, quetinham o mesmo objetivo, otimizao dos processos produtivos e por consequncia aampliao do lucro dos detentores dos meios de produo, gerando as produes econsumoemmassa.

  • 5

    percebemosqueasnovastecnologiasexigemumnovoperfildetrabalhador,com

    tantos avanos tecnolgicos e novos meios de produo, o trabalhador ento

    comea aser colocado em condies diversasde trabalhona produo para que

    adquiraconhecimentoquantoaosaspectosdapolivalncianoprocessoprodutivo

    (OLIVEIRA,2001,p.26).

    Comtodasessasmudanas,aescolapassouaexigirumnovopapelparao

    pedagogo,entreoutrasdiversasreasdaeducao.DeacordocomBrito:

    Atentassexignciasdomomentohistrico, jno inciodadcadade 1980, vrias universidades efetuaram reformas curriculares, demodoaformar,nocursodePedagogia,professoresparaatuaremnaeducao pr-escolar e nas sries iniciais do ensino fundamental.[...] O Curso de Pedagogia, desde ento, vai amalgamandoexperincias de formao inicial e continuada de docentes, paratrabalhar tanto com crianas quanto com jovens e adultos.Apresenta, hoje, notria diversificao curricular, com uma gamaampla de habilitaes para alm da docncia no Magistrio dasMatrias Pedaggicas do ento 2 Grau, e para as funes 3designadascomoespecialistas(BRITO,2006,p.2).

    Devido a essas modificaes no mercado de trabalho e na formao do

    Pedagogo,surge,ento,umanecessidadedecriaodeumaDiretrizNacionalPara

    oCursodePedagogia.Oqual:

    [...] se institucionalizou no ano de 1939 e, desde ento, como osoutros espaos em que se encontram as prticas educativas, temsidomarcado pela aproximao s exigncias do mundo produtivoquedesencadearammudanasnasatividadespedaggicas.Amaisrecente iniciou-se no ano de 2005 quando se tornou pblica aprimeiraversod