Alcon News 13 - Dezembro 2008

download Alcon News 13 - Dezembro 2008

If you can't read please download the document

  • date post

    03-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    387
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Alcon News 13 - Dezembro 2008

Alcon News 12

Distribuio Gratuita

Jornal Informativo Alcon

Dezembro 2008 - n 13

Biodiversidade em Liquidao

Trfico de Animais Silvestres

Conhea mais esse adorvel pequenino

Alimentos Alimentos Funcionais FuncionaisMais do que Nutrio

O peralta do mundo animal

Macaco prego

1

Alcon News 12

Alcon News 12

s Hamsters so pequenos roedores muito apreciados como animais de estimao, especialmente pelas crianas. Esses simpticos animaizinhos possuem duas grandes bolsas faciais, ou bochechas, onde carregam comida e forragem para guardar em sua toca. O nome Hamster, alis, vem da palavra alem Hamsteln, que significa armazenar. Existem diversas espcies de Hamsters distribudas por todo o mundo. Muitas delas habitam regies inspitas, como semidesertos, onde vivem em tocas que lhes proporcionam abrigo e proteo. Essas tocas se dividem em tneis e cmaras que so utilizadas para armazenar comida ou como dormitrio. Poucas espcies de Hamsters so criadas como animais de estimao. Dentre elas, podemos destacar: Hamster Srio (Mesocricetus auratus), Hamster Chins (Cricetulus griseus), Hamster Roborovski (Phodopus roborovskii) e Hamster Ano Russo, nas variedades Campbell (Phodopus campbelli) e Winter White (Phodopus sungorus). Como em todos os roedores, os dentes incisivos desses animais esto em constante crescimento e eles precisam estar sempre roendo alguma coisa para desgastlos, evitando que cresam demais. Por esse motivo recomendado que se utilize

Os Hamsters so animais noturnos, que dormem durante o dia e ficam acordados noite, quando est mais fresco. No possuem uma capacidade visual muito apurada, porm seu olfato e sua audio so excelentes. O tempo de vida mdio de dois anos, contudo, dependendo da espcie, podem chegar a at quatro anos. A alimentao desses roedores deve ser baseada na rao de manuteno Alcon Club Roedores - Alimento Extrusado, um alimento especial para roedores, corretamente balanceado e enriquecido de vitaminas e minerais, que proporciona sade e vitalidade aos Hamsters. Como so animais curiosos e que costumam manusear o alimento, recomenda-se a utilizao de Alcon Club Roedores - Frutas e Legumes, oferecido em carter de enriquecimento ambiental, como petisco. Alm disso, como a carncia em vitamina C tpica dos roe-

Para ter um Hamster como animal de estimao, deve-se levar em considerao que seu recinto deve ser o maior possvel, com uma forrao prpria, como a maravalha, mantida sempre seca e limpa. Deve-se pensar tambm, que estes animais precisam se exercitar, evitando assim a obesidade e outros males. As tradicionais rodinhas para suas caminhadas devem estar presentes. Os recintos no devem ser de madeira sob o risco de serem destrudos pelos dentes afiados desses pequenos mamferos. Pelo mesmo motivo, o comedouro, assim como a ponteira da garrafa de gua, deve ser de metal. Os Hamsters so animais territorialistas e somente devem ser mantidos com outro de sua espcie se forem acostumados desde pequenos. Apesar de serem tipicamente individualistas e dificilmente demonstrarem afeto, so independentes e precisam de poucos cuidados. Com higiene adequada, uma gaiola espaosa, gua limpa sempre disponvel e alimentao de qualidade, esses pequenos roedores podem se mostrar companheiros adorveis e brincalhes.

De acordo com o IBAMA, calculase que aproximadamente trinta milhes de animais so capturados de nossas matas anualmente. Apesar das apreenses no serem to freqentes, esses nmeros parecem reais quando lembramos que diversas pessoas conhecidas nossas possuem animais silvestres em seu poder. Papagaios, araras, sagis, coleiros, pssaros-pretos e por a afora. Os nmeros so alarmantes e ficam mais desanimadores quando sabemos que 90 % dos animais capturados morrem em decorrncia das pssimas condies de transporte. Alm dos animais capturados para servirem de bichos de estimao, inmeros insetos, rpteis, aracndeos e anfbios, so capturados para utilizao em pesquisas biotecnolgicas fora do Brasil e sem o conhecimento do governo brasileiro. Estes animais, assim como inmeras espcies de plantas, possuem substncias que podem servir como princpio ativo para medicamentos, e no futuro podem ser a soluo para diversos males ainda sem cura.

A Alcon busca fazer a sua parte, melhorando de diversas formas seu relacionamento com o mundo que nos cerca. Uma delas o apoio a projetos ambientalmente responsveis, como os desenvolvidos pelo CRAS, Centro de Reabilitao de Animais Silvestres, vinculado ao Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). O Centro realiza a recepo, triagem e destinao de animais silvestres apreendidos durante operaes de fiscalizao. O CRAS, que completou 20 anos de existncia em julho de 2008, recebeu entre setembro e outubro desse ano, 682 filhotes de papagaios apreendidos pelas autoridades policiais, tanto em Mato Grosso do Sul como em So Paulo. Este quantitativo superou todos os demais anos e, com a preocupao de oferecer uma nutrio balanceada para obteno de ndices de sobrevivncia maiores, o CRAS contou com a colaborao de uma das maiores e mais bem conceituadas empresas de produo de raes para animais silvestres do Brasil, a Alcon, que doou a papa para psitacdeos para os nossos animais. Esta ajuda est sendo de fundamental

Filhotes apreendidos do trfico importncia para estes filhotes, pois a nutrio adequada proporcionar animais saudveis para serem devolvidos natureza, comenta Ana Paula Felcio, zootecnista do CRAS. A chave para um mundo melhor est em pequenas mudanas de atitude. Quando falamos em meio ambiente, as atitudes tm que sair do discurso e devem fazer parte da vida cotidiana. Na Terra tudo est interligado, prova disso so as alteraes climticas to evidentes em nossa poca. Queimadas, desmatamento, poluio, extino de espcies animais, todos esses problemas esto interconectados de um modo ou de outro. Cabem hoje ao homem aes positivas, que acendam no outro a esperana de dias melhores, com mais equilbrio, mais conscincia, mais igualdade.

Medidas para ajudar no combate ao trfico de animais: No compre animais silvestres sem comprovao de origem legal; No compre artesanato que possua partes de animais silvestres, a no ser que seja certificado como procedente do manejo sustentvel; Denuncie traficantes; Mesmo que tenha d do animal nas mos do traficante, no o compre, pois se o fizer estar incentivando o trfico; Se tiver um animal silvestre ilegal, entre em contato com a unidade do IBAMA mais prxima.

Foto: Nara Pontes

ExpedienteIndstria e Comrcio de Alimentos Desidratados Alcon Ltda. Rua Santo Amaro, 1620 Cambori - SC Fone: (47) 3367-0238 Fax: (47) 3367-2887 [email protected] Diretores: Jacques Voirol Jean Jacques Voirol Equipe Tcnica: Ricardo M. Silveira - Bioqumico Rodrigo O. B. Barreto - Eng. Agrnomo Aline M. Nunes - Biloga Caroline F. da Silva - Biloga Projeto Grfico e Editorao Eletrnica Bureau de Comunicao euphorie Fone: (47) 3366-6600 Balnerio Cambori - SC e-mail: [email protected] Profissional Responsvel: Accio Coelho Jr. - DRT: 006236 proibida qualquer reproduo sem autorizao expressa da Alcon.Aves em recuperao com ajuda da Papa para Filhotes Alcon.

3

Foto: Nara Pontes

O

Trfico de Animais SilvestresAlcon Rodent, que alm de servir como suprimento mineral, serve tambm para que os animais aparem os dentes, preservando os outros objetos da gaiola. dores, essencial que recebam Labcon Roevit como suplemento. Esse polivitamnico de sabor agradvel, especialmente desenvolvido para roedores, supre possveis carncias de vitaminas e aumenta a freqncia alimentar.

Biodiversidade em Liquidao

mercado dos animais de estimao movimenta bilhes de dlares no mundo inteiro e cada vez mais cresce o interesse das pessoas por animais exticos e selvagens. Por esse motivo, o trfico de animais silvestres hoje constitui mais um dos problemas ambientais e culturais relacionados ao egocentrismo e aos caprichos humanos.

O

A retirada de um animal da natureza influencia toda uma cadeia de relaes ecolgicas, que pode culminar com o desaparecimento de vrias espcies. Quando uma espcie animal dispersora de sementes tem sua populao significativamente diminuda, as espcies de plantas que eram semeadas por ela tambm sofrem alteraes populacionais. Essas espcies vegetais, muito provavelmente, serviam de alimento para algum tipo de herbvoro, que tendo menos alimento disponvel, tambm sofre os impactos da retirada daquela primeira espcie, apesar de no possuir relao direta com ela.

Alcon News 12

Alcon News 12

Alimentos Mais do que Nutrio Funcionaisempre ouvimos falar que a mudana de alguns hbitos alimentares pode ter reflexos diretos sobre a sade. Isso porque alguns alimentos vo alm da funo nutricional, atuando de forma preventiva sobre as doenas, ao reforar o sistema imunolgico e otimizar o metabolismo. Os alimentos que apresentam essas funes so definidos como Alimentos Funcionais ou Nutracuticos. A diferena entre essas duas classes de alimentos est na concentrao do princpio ativo. Enquanto os Nutracuticos, com concentraes maiores dos componentes ativos, so administrados na forma de suplementos, os Funcionais apresentam ativos em propores menores e compem a dieta normalmente. Para um alimento ser considerado funcional, ele deve ser validado cientificamente, atravs de pesquisas que comprovem os seus efeitos.

Probiticos So microorganismos, ativos apenas no intestino, que afetam beneficamente o hospedeiro, inibindo o crescimento da flora patognicas, alm de estimularem o sistema imunolgico. Os aditivos probiticos podem ser compostos por microrganismos de uma nica espcie ou por vrias espcies. Os microorganismos mais utilizados em aditivos probiticos atualmente so: Lactobacilos (L. acidophilus, L. casei, L. rhamnosus, L. reuteri, L. plantarum); Bifidobactria (B. longum, B. bifidum, B. breve, B. infantis); Coccos Gr