Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira – Caricatura: Fred Macêdo –...

download Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira – Caricatura: Fred Macêdo – Edição, revisão e adaptação portuguesa: José Carlos Francisco

of 25

  • date post

    04-Jun-2018
  • Category

    Documents

  • view

    216
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira – Caricatura: Fred Macêdo –...

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    1/25

    Wilson Vieira:

    Desenhador e Argumentista Brasileiro de Banda Desenhada,com mais de 36 anos de experincia, dos quais 7 deles(1973/ !", participando como cola#orador do est$dio %ta&&di '( em )*no+a/'t lia, ilustrando tam#*m alguns epis-diosde 'l .iccolo /anger para a %ergio Bonelli 0ditore,Dia#oli1 ,2ar3an e o4omem5Aranha (6ctopus desa&ia o 4omem5 Aranha " 8 tam#*m o autor da saga ordestina:;angaceiros< 4omens de ;ouro e da s*rie =estern 8 tam#*m autor dos seguintes #logues na 'nternet:http://#rasilhq ilcannocchiale it/http://#ra=+hqs #logspot com/http://=ilson+ieira leonardo it/#log

    http://brasilhq.ilcannocchiale.it/http://brawvhqs.blogspot.com/http://wilsonvieira.leonardo.it/bloghttp://brawvhqs.blogspot.com/http://wilsonvieira.leonardo.it/bloghttp://brasilhq.ilcannocchiale.it/
  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    2/25

    Caros Leitores )eogra&icamente&alando, como sa#em o territ-rio dos 0stados ?nidos daAm*rica pode ser di+idido em trs onas:1- @este, ou se a, a &aixa costeira Atl ntica delimitada aocidente pelas cadeias montanhosas de AlleghenC eApalaches2- este, ou se a, o planalto central ocupado inteiramentepela #acia hidrogr &ica do ississipi5 issouri ecaracteri ado, principalmente em sua parte ocidental, pelaimensa +astidEo de planFcies3- 0 o ar Gest, ou se a, a regiEo que compreende as

    ontanhas ochosas e suas +ertentes ocidentais quedesli am para o ceano .acF&ico 2ais con&iguraHIesgeogr &icas sEo importantes, para compreendermos #em odesen+ol+imento hist-rico da coloni aHEo da Am*rica do

    orteJ a &aixa costeira Atl ntica &oi logicamente a primeiraa ser dominada pelos 0uropeus e por ela surgiram osprimeiros +ilare os e as primeiras cidades (16!! e 17!!",depois, (inFcio de 1 !!", o grande planalto central &oi, nEo s-atra+essado, como coloni ado, enquanto que os pioneiroserroneamente o consideraram inapto para a culti+aHEo epre&eriram seguir para o ar Gest, ou se a, o regon e a;ali&-rnia a segunda metade do s*culo, &inalmente tam#*m&oi retomado o imenso planalto, deixado por tanto tempoantes aos Fndios e #isontes, trans&ormando5se em o# ecti+ode emigrantes, que l se esta#eleceram e coloni aram 'ssode+er ser recordado, para esta#elecer dois conceitos,geralmente con&usos1- Aquele de K&ronteiraL2- Aquele deKconquistaL do Gest De &acto, desde que n$cleos decoloni adores ingleses esta#eleceram5se na MirgFnia em16N!, a +ida dura de &ronteira, &oi para os predecessores#rancos uma realidade quotidiana, com todos os percalHos eperigos que ela representa+aJ principalmente a hostilidade

    natural dos Fndios nati+os diante dos cru*is in+asores Aocontr rio, com a expressEo KconquistaL do Gest, entende5se

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    3/25

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    4/25

    Ladr$es de%ado ( ustler" Eo con&undir com ladrIes de ca+alosK4orse 2hie&L ou#a+am #o+inos, cancela+am ou&alsi&ica+am e+entuais marcas, su#stituindo5as por pr-prias

    s co=#oCs di+idiam os ladrIes de gado em + rios tiposJ oque recolhia o gado perdido nos pastos do +i inho le+a+a5ospara os seus e marca+a5os no+amente 4a+ia tam#*m o tipoque, geralmente mora+a num local muito tempo, rou#a+a ogado, dos rec*m5chegados do este, le+a+a5o para as suasterras, por*m nEo os marca+a, por simples paixEo ou paradeixar o +i inho desesperado 2odos esses ladrIes eramconsiderados relati+amente in-cuos, porque em teoria, ogado pertencia a quem ti+esse a corda mais longa paracaptura5lo 0xistia depois, a categoria de ladrIes ocasionais,geralmente pequenos colonos, que possuFam um re#anho de

    modesta import ncia, os quais rou#a+am o gado marcado do+i inho rico e &alsi&ica+am a marca, +endendo5os depois emalguma &eira distante as, o pior de todos, era o ladrEo depro&issEo, que rou#a+a inteiras #oiadas, geralmente a udado,por seu #ando, que en&renta+a os co=#oCs em #atalhassangrentas &urto cometido assim resulta+a geralmente,em linchamentos

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    5/25

    Lan&a#ento de 'a(a 0ra uma Arte, completamente desconhecida aosco=#oCs, enquanto que, os Rndios e os K2rappersL eram

    mestres, dela @anHadas por uma mEo treinada, uma &acapara lanHamentos ou a [email protected] Sni&eL, de l mina longa, pesada ea&iada de am#as as partes, chega+a O dist ncia de 1! metros,sendo, portanto, a mais silenciosa, mais +elo ea#solutamente mortal arma do aroeste ormalmente essa&aca era le+ada numa #ainha de um cinturEo posicionadode#aixo da axila esquerda Assim podia ser extraFda+elo mente, encontrando5se pronta para o lanHamento)eralmente a &aca gira+a5se durante o seu lanHamento,somente uma +e , duas +e es numa dist ncia de 1T metros

    #+iamente, era necess rio um intenso e exausti+otreinamento, para se atingir um lanHamento assim per&eito

    La )eata 0m 0spanhol A nossaconhecidFssima e $til corda s co=#oCs trans&ormaram5naem [email protected]

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    6/25

    Lariat rigin ria da pala+raexicana [email protected] eataL, para designar a corda ou [email protected] o eataL,

    para designar o laHo co=#oC di ia do laHo, &eito com a pelecrua e entranHadas entre elas [email protected] o eataL &oiintrodu ido no *xico, pelos K;onquistadoresL 0spanh-is,deles se apossaram os KMaqueros 'ndFgenasL, percussores emestres do co=#oC Americano, os quais aper&eiHoaram o seuuso at* tornar5se uma +erdadeira Arte s K eaterosL, ouse a, os K;on&eccionadores de ;ordasL, con&ecciona+am asK eatasL com U, 6 ou tiras longas de pele de #isonte ou de#oi, nEo curtida e necessita+a de uma grande ha#ilidade,para sa#er &a er o KenchimentoL da corda, por sernaturalmente h$mida, atra+*s um processo lento ecomplicado de dissecaHEo, assim, mesmo que molhada, nEo sedilatasse posteriormente s primeiros herdeiros do laHo depele crua &oram os co=#oCs 2exanos, que os chama+am [email protected] as, como o [email protected] nEo suporta+a puxIesimpre+istos e +iolentos, pois geralmente, rompiam5se, oco=#oC Americano por +olta de 1 7!, con&ecciona+am5os

    somente com cordas de &i#ras naturais e, para distingui5losdo [email protected] normal, chama+a5os simplesmente de K opeL(;orda"

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    7/25

    Larr*+ 2ermo

    KslangL (gFria", com o qual os co=#oCs de&iniam o melaHo( olasses" s co=#oCs do este meridional usa+am oxarope de #ardo ( aple %Crup", &a endo5o &er+er #astante,redu indo5o como melado de aH$car %er+ia para adoHar oca&* produto, licoroso e da cor castanha escura, continhaT!V de aH$car, N!V de gua e 3!V de compostos org nicose inorg nicos, especialmente de a oto e sais minerais

    Lash )o+e Algo como: amarrar com corda ;orda especialcom a qual, amarra+am5se cargas na sela a #asto ou (%addle% irt"

    Lasso Deri+ado do [email protected] oL W @aHo %e a o co=#oC antigo se am os actuais, nEusam apala+ra [email protected] para indicar um [email protected] ou uma cordaKDo ;anad , at* o *xico, ou se a, em todo o lugar de#o+inos, reconhece5se um no+ato que chama [email protected] a umacorda com n-L, di ia aC 0 Gard em 19T os territ-riosde lFngua AlemE, o laHo era chamado de [email protected], um &acto quSarl aC, um narrador de & #ulas, em suas hist-rias de um

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    8/25

    K este %el+agemL, nunca existido, di&undiu com muitasalteraHIes da ealidade 4ist-rica termo, que nenhumco=#oC autntico amais usou, &icou enrai ado na lFnguaAlemE e os autores e tradutores, com conhecimentos4ist-ricos, continuam a usarem

    Lati%o 2ira de couro, amaciada em -leo emuito usada, para aca#amentos ou uso em selas e outras

    peHas, do ca+alo

    Led,etter Bud @ed#etter, +ice5xeri&e ederal e um dos &uncion rios mais capa , arro ado emais temido que amais tenha montado a ca+alo ao lado e aser+iHo do ui .ar er historiador )lenn %hirleC escre+eu:KDia ap-s dia, ano ap-s ano, eles percorriam a ca+alo, umaimensa regiEo de colinas entre #osques, com imensos pastos,+ales com rios, passa+am por casas e ranchos isolados eatra+essa+am onas de pequenos agricultores isolados 0 comeles, ia tam#*m o ;arroHEo da PustiHa, uma esp*cie decarroHEo5prisEo X noite, dormiam so# as estrelas e comiamcom seus Ginchesters nos oelhos ;ada hora, cada dia,signi&ica+a um perigo mortal e poucos so#re+i+eramL

    Lei dos Ca#+os de inera&.o A 4ist-ria da 4umanidade* su#stancialmente a 4ist-ria do inesgot +el uso das minasAp-s a 'dade da .edra que nEo conheceu o metal, a 'dade do

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    9/25

    Bron e, deu o inFcio a uma constante procura de metais %e,como os metais eram encontrados principalmente em onasainda nEo usu&ruFdas, onde nEo existiam nem a @ei, nem2ri#unais, a @ei dos ;ampos de ineraHEo, &oi &ormada quaseque automaticamente, como uma necessidade +ital, se #emque de &orma primiti+a, de decisIes o#rigat-rias e suarelati+a execuHEo A Am*rica considera essa @ei como ummonumento da autodisciplina Americana e da autogestEo( ining ;amp @a=" 0ssa, no modo ideal, preenchia o +a io,onde nEo existia @ei, ou onde a @ei nominal, nEo tinha a &orHade se impor A re+olta do elemento exicano ( aHadi&erente", que, por exemplo, mani&estou5se na &orma #rutalna sangrenta carreira de Poaquin urietta, le+ou OsupressEo das tradicionais @eis descriminantes, supressEoessa, que rendeu ustiHa para todos os componentes dapopulaHEo, especialmente aquelas de cor 0sse &oi um dosmoti+os mais importantes para os quais, o 0stado da;ali&-rnia uniu5se nEo aos 0stados ;on&ederados, mas sim O?niEo As in ustiHas cometidas ao tempo da procura ao ouro,por parte dos YrgEos .olFticos, Distritais, .oliciais e tam#*m

    de agistrados, por sua +e , in ustiHados pelos ;omit*s deMigil ncia, que puniam se+eramente, le+aram a uma @egislaHEomuito meticulosa, na qual se &ixou, nos de anos +indouros, odireito do cidadEo +otar, em #ase a @ei dos ;ampos de

    ineraHEo A puniHEo de homens como os desa ustados ;aseCe 4enrC .lummer em Mirginia ;itC colocou todos controladosA @ei para a procura ao ouro, praticada na ;ali&-rnia, se a nocampo do Direito ;i+il, que naquele .enal, estendeu5se com o

    K#oomL da mineraHEo da other @ode e ;omstoc @ode, at* oregon, 'daho, ontana e Ari ona, trans&ormando5se com otempo, uma parte determinante do Direito nos 0stados?nidos, se #em que as @eis, em +ariados lugares, &ossemadequadas a condiHIes particulares e especialmente apopulaHIes de origens heterog*neas Ao mesmo tempo, asdi&erenHas de raHas, religiIes, lFnguas, usos e costumes,atenuaram5se e os elementos &undiram5se num todo maisharm-nico Zue esse processo tEo importante para o &uturo,&osse possF+el num perFodo #re+e de alguns dec*nios 0

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    10/25

    graHas a acHIes +iolentas e sangrentas, cometidas em + rioslocais do .aFs, acHIes que representa+am para o @egisladoruma praga, que de+eriam ser exterminadas, assim o &oram

    Leito do (o/,o0 leito &ixodo co=#oC no ancho, era o conhecido KBun L, um tecidoespesso com duas ou trs camadas, para no+e ou do epessoas, apoiado numa parede da chamada KBun houseL, queao mesmo tempo ser+ia de terraHo Durante os tra#alhos&ora do ancho, o co=#oC dormia, ao inicio, no denominado

    [email protected] de 2ucsonL, ou se a, K;o#ria5se com o ;*uL, como eracomum di er eio sentado, meio deitado e apoiando5se nasela Durante os K ound ?pL, dormiam em [email protected] olantesL epara os demais co=#oCs no K;arroHEo @eitoL o calor do sul,os leitos eram os chamados K0nrolados ZuenteL, que erasomente um co#ertor e um pedaHo de uta, um pouco maiorque o co#ertor o &rio do norte, chama+am5se de [email protected] de2empestadeL 0ram constituFdos de um tecido imperme +el

    de N,1! [ T,U!, caseado 0les eram pespontados com doisco#ertores de lE, de modo que &ormassem uma esp*cie desaco de dormir Dessa maneira, &orma+a5se um leito segurocontra gua e tempestades, podendo5se &ech 5lo al*m daca#eHa e que tam#*m em ne+ascas, mantinha sempreaquecido o co=#oC

    Le/is a0ne ?m dos participantes,

    pelo assassinato do .residente A#raham @incoln em 1T deA#ril de 1 6T, no ord\s 2heatre oi um ex5soldado

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    11/25

    ;on&ederado 0le teria a incum#ncia de assassinar osecret rio de 0stado %e=ard, mas somente o &eriu oien&orcado, untamente com outros trs implicados, nessene&asto acto em 7 de Pulho de 1 6T, no p tio da .risEo deGashington ?ma peculiaridade, por ser altamente&otog*nico, &oi amplamente &otogra&ado, da prisEo aoen&orcamento, durante esse perFodo tr gico Americano

    Li,erais em#ros do assim chamado: K.artido do [email protected]+reL ou: K ree %tate .artCL, que em Sansas, com#atiamesmo ainda antes da )uerra ;i+il Americana, pela a#oliHEoda 0scra+atura

    Li%a da o,re a A %ociedade o#re de ain &acilita+aaos AlemEes a emigraHEo para a Am*rica 0m 1 UU, oprFncipe Sarl de %olms Braun&els, &unda+a a ;ol-nia de'ndianola, no gol&o do *xico e en+ia+a os primeiros colonosAlemEes para eu#raun&els, 2exas @ogo ap-s, outrosAlemEes &undaram no 2exas, a cidade de rederic s#urg,outros em ason ;ountC no 2exas, esta#eleceram5se comocriadores de gado e co=#oCs Ap-s a )uerra ;i+il, com anegaHEo dos AlemEes, em com#ater contra a ?niEo, pelacontinuaHEo da 0scra+atura, aca#ou gerando con&litos, comos 2exanos 0m 1 7T, comeHa+a entre os AlemEes e os2exanos, a sangrenta )uerra denominada K4oodooL, que osAlemEes +enceram

    Lilian Sholes oi a primeiradactil-gra&a da Am*rica do orte ilha de ;hristo&er @%holes, o qual, como outros, ideali aram uma m quina deescre+er, registando5a em 1 67 primeiro grande escritor,

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    12/25

    que se utili ou dessa recente m quina re+olucion ria, &oiar 2=ain

    Lin(ha#ento 0xecuHEocapital, nEo autori ada, por estrangulamento A primeiraaplicaHEo dessa &orma de KPustiHa 0spont neaL &oi atri#uFdaa ;harles @Cnch, da MirgFnia, que &e en&orcar os escra+osnegros &ugiti+os, quando o comportamento &icial, dito [email protected], lhe parecia muito lento e #urocr tico o estesel+agem, onde o mo+imento de coloni aHEo precedeu ainstauraHEo de uma Autoridade central, o linchamento erageralmente o $nico e o mais e&ica m*todo para punir osdelinquentes 0m muitos casos, a mais pr-xima ;orte de

    PustiHa, encontra+a5se a mais de 1!! milhas de dist ncia.risIes nEo existiam Assim aos homens daquele tempo, oc-digo de honra e a possi#ilidade de punir as +iolaHIesdaquele mesmo c-digo mediante o ostracismo do criminal oua sua execuHEo capital, era tudo, portanto o que resta+a naespera que &osse instaurada uma Autoridade socialmente+ lida, e tam#*m nos casos no qual o direito +igente eraconsiderado muito &raco ou indulgente, toma+a5se a @ei nas

    pr-prias mEos, li#era+a5se com a &orHa o homem custodiadopela @ei e o ustiHa+a )eralmente eram os assassinos, osladrIes de gado e de ca+alos ormalmente a K;ompanhia da)ra+ataL, condu ia a sua +Ftima, com mEos e p*s amarrados,na garupa de um ca+alo, de#aixo de um ramo de r+ore, ououtra &orca impro+isada 0scuta+a5se o $ltimo pedido dodesgraHado, ao qual se da+a o direito de &alar o que quisesse

    n- do laHo era &eito solidamente na corda 0m oposiHEo aKPustiHa dos MigilantesL, que podia exercer tudo dentro daregularidade, o linchamento era um puro acto de +iolncia

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    13/25

    por parte dos linchadores e nEo deixa+a nenhuma opHEo de&uga ao condenado a maioria dos casos, a +Ftima era+erdadeiramente culpada do &acto, mas hou+e tam#*m + rioscasos, com pessoas totalmente inocentes, que &oramen&orcadas )eralmente essas ocasiIes ser+iam de grandehumorismo aos presentes ladrEo de ca+alos ;raig

    atthe=s &umou um cigarro e colocou a pirisca em seu #olso,por puro ner+osismo, causando +erdadeiras gargalhadas dosseus linchadores 0m 1 6 o pastor K'rmEo ManL &oiperseguido em plena pradaria, por um grupo de linchadoresque esta+am no rasto de um ladrEo de ca+alos homema&irmou de ser o conhecido K'rmEo ManL, mas todos oconsideraram um mentiroso e colocaram o laHo em seupescoHo %omente no $ltimo instante, um dos linchadoresrecordou5se de ter ou+ido, ao longe, certa +e o K'rmEo ManLcantando, num coral 0le con+idou o ladrEo de ca+alos acantar no+amente aquela mesma canHEo 0ntEo o linchadorreconheceu a +o do pastor, o K'rmEo ManL, e &oidesamarrado e deixado li+re, para alF+io do indiciado Duashoras depois, o K4omem de DeusL, +iu o corpo de um

    en&orcado pendurado numa +elha r+ore unca &oi apurado,se aquele &osse realmente o +erdadeiro ladrEo de ca+alos,tEo procurado

    Lin%*a%e# das enas ;ada tri#o'ndFgena, possuFa o seu caracterFstico cocar ou en&eite, queeram +ariados: do &amoso gorro de guerra dos K%iouxL at* osimples tur#ante dos 'roqueses Alguns desses acess-riosindica+am a personalidade e a casta do seu propriet rio

    Punto aos Rndios dos @agos e das lorestas, que geralmenteraspa+am a ca#eHa, o en&eite nEo recaFa em suas costas, mas

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    14/25

    a#rangia a nuca As penas usadas eram as de peru, grou,airEo, e tam#*m da guia 0ntre as tri#os do este dos0stados ?nidos, os mais #onitos eram aquelescon&eccionados de ac$leo de porco5espinho mais pitorescoe o mais conhecido era aquele dos KDa otasL, que &oi criadopelos K andansL e depois pelos K4idastasL ;ada pena delestinha o seu signi&icado e a sua ra Eo de ser ;ada uma delasrepresenta um acto de coragem reali ado pelo propriet riodo en&eite Assim, uma pena com uma mancha +ermelha naponta recorda+a a morte de um inimigo morto em com#ate ese a pena era cortada no mesmo ponto signi&ica+a que oad+ers rio te+e a garganta cortada Di+ersos cortes nos+ rios pontos das penas representa+am que o guerreiro &oi osegundo, terceiro ou quarto em com#ates, enquanto que parao quinto, corta+a5se a #orda da pena ?ma pena que#radasigni&ica+a que o guerreiro &oi &erido durante o com#atePunto aos K4idastasL do issouri, o primeiro guerreiro quese aproxima+a dos inimigos e mata+a um deles, rece#ia umapena de guia ornamentada por um pouco da crina do seuca+aloJ o segundo que completasse a sua missEo, rece#ia uma

    pena ornamentada com uma linha +ermelha, o terceiro tinha odireito a duas linhas e o quarto a trs s homens &eridostinham o direito a uma pena com uma linha &eita com ac$leosdo porco5espinho s K mahasL rece#iam como testemunhada sua coragem, uma &aixa con&eccionada com a cauda decer+o, ornamentada com penas, de um peru e pintadas de+ermelho, para precisar que o propriet rio, &oi o primeiro amerecer tal reconhecimento s Rndios K%au sL e os K oxesL

    possuFam essa mesma &aixa da cauda de cer+o sK;heCennesL, durante algumas cerim-nias, le+a+am os seuscocares &eitos com peles de #isonte e ornamentados comchi&res de animais 0ra essa a ornamentaHEo pre&eridatam#*m pelos xamEs s KBlac &eetL e outras tri#os'ndFgenas, durante o 'n+erno, para se protegerem do &riointenso, usa+am gorros de pelica, &eitos com peles de coioteou lontra ?m idntico ornamento era usado pelos K mahasL,pelos K sagesL e K.oncasL 0les eram decorados com ac$leosde porco5espinho e di+ersamente coloridos s Rndios do

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    15/25

    este, geralmente os K'roquesesL, le+a+am cocares de pelesde animais, en&eitados com penas, untas de uma s- parte?m desses ornamentos, chamado de K)usto=ehL, era usadodurante as cerim-niasJ em cima dele esta+am alguns cFrculoscontendo penas pequenas e ao centro uma pena de guia sKApachesL usa+am somente uma &aixa de tecido, da qual acor distinguia a import ncia do guerreiro que a usa+a asesse ornamento tinha a principal &unHEo de manter osca#elos, que eles usa+am longos e soltos, nas costas, tendouma &ran a na &ronte

    Lin%*a%e# dos Sinais (%[email protected]" s Rndios, ha#ituados a tratar com gente queusa+am lFnguas di&erentes, existiam mais de mil,aper&eiHoaram5se no uso dos sinais A necessidade o#rigouos co=#oCs, a aprender tal linguagem, pelo menos o # sico,para compreender e &alar com os mesmos 0sse complicadomodo de entendimento ser+ia5se de duas maneirasJ um era&ormado por sinais K aturaisL, como por exemplo, a imitaHEodo +oo do p ssaro, le+antando e a#aixando os #raHosdo#rados, o outro era &ormado por sinais K antasiosoL, porconceitos a#stractos, como pa ou nomes pr-prios

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    16/25

    Lin%*a%e# Se(reta Algunsestudiosos, que se dedicaram aos 0studos da @Fngua'ndFgena, a&irmam que os .eles5+ermelhas utili a+ampala+ras especiais, durante os ;onselhos, pala+ras Os quaiseram adicionadas certas sFla#as Zuanto aos xamEs, elesusa+am uma linguagem toda pessoal para cantos e &-rmulas,para nEo serem compreendidas ou entendidas pelos demaismem#ros das tri#os

    Linhas Ferro i4riasTrans(ontinentais Zuando a desco#erta de ouro nolongFnquo este te+e como consequncia a partir de 1 U ,nEo somente uma enorme emigraHEo para o mesmo este,mas tam#*m a coloni aHEo de no+as regiIes intactas, a&undaHEo de no+as cidades, de no+os 0stados e de no+as

    onas econ-micas e quando, consequentemente, incluindo ocom*rcio com a ]sia, das costas do .acF&ico, tudo surgiu so#uma lu completamente no+a s grandes homens da

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    17/25

    economia e os polFticos dos 0stados Atl nticos se renderamconta que era indispens +el, para &uturos desen+ol+imentosda Am*rica, a necessidade de linhas &erro+i rias que nEosomente unissem a costa Atl ntica O costa .acF&ica, mas quepudessem ser+ir tam#*m as necessidades das onasintermedi rias .or isso o ;ongresso emitiu em 1 T3 uma @ei,segundo a qual o#riga+a a serem &eitos estudos, para+eri&icar a possi#ilidade de construir mais linhas&erro+i rias que, partindo de issouri5 ississippi,chegassem at* O costa do .acF&ico 0sses estudos de+iamtam#*m estudar percursos melhores 0m 1 6N &oi escrita eapro+ada a primeira @ei para a construHEo de uma erro+ia2ranscontinental e essa linha &erro+i ria (;entral .aci&ic,?nion .aci&ic", &oi completada em 1 69 Durante o tempo deconstruHEo (1 6N/69", a &erro+ia K;hicago ^ orthGesternL tinha chegado a maha, de modo que, com oscomplementos da ?nion .aci&ic, esta+a reali ada umacoligaHEo ininterrupta de costa a costa o mesmo dec*nio,iniciaram5se os planos para o grande tra ecto a norte( orthern .aci&ic", o grande tra ecto central (Sansas .aci&ic

    e Den+er .aci&ic" e o grande tra ecto meridional (%outhern.aci&ic" 2odas essas linhas seriam completadas at* 1 ! Aorthern .aci&ic liga+a os 0stados dos )randes @agos com

    os 0stados ocidentais regon e GashingtonJ a Sansas ^Den+er .aci&ic @ine, liga+a as onas issouri5 ississippi coma ;ali&-rniaJ a %outhern .aci&ic, que passa+a por _uma,Ari ona, %anta *, e= *xico, 0l .aso, 2exas, e=

    rleans, liga+a as costas do .acF&ico com portos do )ol&o do

    *xico Ao mesmo tempo, construFam5se as linhas de ligaHEo,por exemplo, ao nordeste a regon %hortline, no oeste a&erro+ia Den+er ^ io )rande, Atchison, 2ope a ^ %anta *,?nion .aci&ic, Den+er ^ )ul&J no sudoeste o sistema de linhas&erro+i rias da 2exas ^ .aci&ic, de modo que no $ltimodec*nio do ['[ s*culo, nEo existia praticamente um 0stadoque nEo hou+esse uma linha &erro+i ria, ligando as duascostas ce nicas A dist ncia da primeira linha erro+i ria2ranscontinental de e= _or a %an rancisco era de U T!Tquil-metros

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    18/25

    Ano de in5(io dos ser i&os das di'erentes linhas'erro i4rias:1 69 < ?nion .aci&ic/;entral .aci&ic1 7! < Sansas .aci&ic1 71 < Den+er .aci&ic1 73 < issouri5Sansas52exas ailroad1 N < regon %hortline1 3 < regon ail=aC ^ a+igation, orthern .aci&ic,Den+er ^ io )rande, 2exas ^ .aci&ic, %outhern .aci&ic,%anta * e Atlantic ^ .aci&ic1 < ;hicago ^ %anta *1 93 < )reat orthern

    Little T*rtle (17TN51 1N" oi oextraordin rio cacique dos Rndios andans ascido em17TN, numa pequena aldeia Os margens do 0el i+er, em'ndiana %eu pai era o cacique dos andans, sua mEe era umaRndia ohegane 2ornando5se cacique, com a idade de +intee seis anos, derrotou o general 4arnar, no utono de 177 ,no iami i+er ;inco anos ap-s, derrotado pelo generalGaCne, assinou um 2ratado de .a , declarando: K%ou o$ltimo a assin 5lo, serei entEo o $ltimo a nEo respeit 5loL,

    declarou 0le mante+e a sua pala+ra e quando, de&lagrou a)uerra de 1 1N, recusou5se em seguir K2ucumsehL 0m 1797,[email protected] 2urtleL, &e uma +iagem memor +el, em Gashington)il#ert %tuart, um &amoso Artista, pintou o seu retrato, maso que o como+eu particularmente, &oi o presente, o&erecidopelo general .olaco Soscsiousco, que tinha com#atido ao ladodos Americanos, durante a )uerra da 'ndependncia, queeram duas esplndidas pistolas @ittle 2urtle morreu em1 1N, no dia 1U de Pulho, em sua aldeia natal, trans&ormadaentEo, em ort GaCne

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    19/25

    Li ro de ar(as (Brand Boo " egistodas marcas, que possuFa cada 2ri#unal de Distrito, nos 0?AAs ?niIes de ;riadores de )ado (;attlemen Associations"iniciaram o uso desse importante registo gr &ico

    Lo,os 0ram temidos por#oiadas, tanto em trans&erimentos, como nos pr-priosranchos .or isso, alguns atiradores escolhidos entre osco=#oCs, especiali aram5se nesse tipo de caHa e al+o 0leseram chamados comummente de KGol&ersL e nas estaHIesparticularmente in&estadas com lo#os, coloca+am5se emdisputa alguns pr*mios, pagando5se at* um d-lar por um parde orelhas do animal s co=#oCs di+ertiam5se tam#*m coma caHa de lo#os a ca+alo, pegando5os com laHos 0ntre a caHa,a captura e a criaHEo, os lo#os &oram quase totalmenteexterminados

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    20/25

    Lone Star 0strela com cinco pontas, da ep$#lica do 2exas esmodepois que o 2exas, em 1 U , tinha se agregado O ederaHEodos 0stados Americanos (0?A", os co=#oCs continuaram aornar as suas #otas, selas, chap*us e KchapsL, com a talestrela, para declarar sem som#ras de d$+idas, apro+enincia deles A origem da K0strela %olit riaL, tam#*mos K angersL do 2exas, eram particularmente chamados deK;a+aleiros da 0strela %olit riaL, * pouco clara e en+ol+idaem KcausosL ?ma dessas anedotas, di ia que o primeiro)o+ernador do 2exas, empossado depois que em 1 3T tinhasido declarada a 'ndependncia do 2exas, usa+a sigilar seusdocumentos, com um #otEo de #ron e, da sua aqueta, quele+a+a como ornamento uma estrela com cinco pontas utra+ersEo, di ia que certa senhora %+enson, patri-tica, tinhadoado ao .rimeiro egimento de soldados, do 2exas, uma#andeira tra endo uma estrela e que mais tarde, essaestrela seria adoptada para o primeiro sFm#olo acional Detoda &orma, a primeira #andeira do 2exas, ap-s a sua'ndependncia, era um estandarte com somente uma estrelae tre e listras, tal+e deri+adas dos 0stados ?nidos daAm*rica ais tarde, as listras &oram a#olidas

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    21/25

    Lone Wol' ( asceu por+olta de 1 N!" ;omo cacique dos Sio=as, &oi um dos no+eassinantes do 2ratado de edicine @odge em 1 67 0sseacordo entre .eles5Mermelhas e ;aras . lidas, &oi o primeiroque o#riga+a os Rndios a ir para as eser+as Zuando o seu&ilho, &oi morto pelos #rancos, ele tornou5se hostil ecom#ateu at* o dia no qual em 1 7T, &oi capturado emandado preso, ao ort arion, l-rida, onde morreu em1 79 %eu &ilho adopti+o, que tra ia o seu nome, tornou5seentEo o no+o cacique

    Lon%'ello/ Wads/orth Henr06(1 !7/ N" oi o mais popular tradutor da KDi+ina ;om*diaL(1 76" e tam#*m, autor de di+ersos +olumes de poesias e#aladas

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    22/25

    Lon%horn At* que o assimchamado K este %el+agemL ter um signi&icado, o [email protected]+a pelas pradarias e pela *poca toda, o sFm#olo doco=#oC e do KMelho esteL 0ssa raHa de #o+ino * origin riadaqueles sete #ois que o 0spanhol )regorio de Millalo#os, em1TN1, le+ou para o ;ontinente Americano 0m 1TU!, o;onquistador rancisco Masque de ;oronado, partindo Oprocura das K%ete cidades de ouro de ;i#olaL, le+ou consigouma #oiada que durante a +iagem separou5se em + riasdirecHIes, por uma tempestade +iolenta 3!! anos maistarde, esses #o+inos Andalu es, eram multiplicados, atra+*sde uma ininterrupta cadeia de reproduHIes consanguFnea, emmilhIes de ca#eHas que &orma+am a raHa dos &[email protected] 0s#eltos, ro#ustos, com pernas longas, e com

    temperamento sel+agem, esses #o+inos sa#iam se de&endermelhor que os #isontes, #$&alos, alces e dos cer+os Gapiti, eeram munidos com chi&res cu as pontas chega+am at* N,1!m As cores das peles passa+am do uni&orme negro ao cin aescuro, ao castanho5cin a, ao castanho, ao cin a escuro, ao+ermelho5acastanhado, ao castanho5a ul e ao #ege, comtodas as nuances intermedi rias 0ram manchados, ou a peleinteira, com duas ou mais cores o inFcio da *poca das

    grandes migraHIes de manadas, em 1 6T, calcula5se que on$mero desses magnF&icos animais gira+a em torno de!!! !!!, somente no 2exas A partir de 1 6T tam#*m uma

    grande parte deles aca#aram nas panelas da aHEo &aminta,ap-s a )uerra ;i+il s [email protected] a udaram o 2exas contraa sua &alncia e o seu car cter sel+agem, &or ou certamenteo car cter do lend rioCOWBO7 A E)8CA O Depois osrancheiros do sul, comeHaram a sua criaHEo e ao norte,tenta+am o cru amento, at* que uma no+a raHa cru ada, maiscorpulenta, ultrapassou os [email protected], por +olta de 1 9!

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    23/25

    )o+erno Americano, +iu5se o#rigado a inter+ir, parapreser+ar a lend ria raHa da extinHEo e trans&eriu a $ltimagrande manada para um parque acional entre as ontanhasGichita

    Lo*isa a0 Al(ott (1 3N/ " 8 a autorade K.equenas DanHasL, o mais popular romance para o+ens ;om K;enas de 4ospitalL, no qual descre+e as suasexperincias como en&ermeira, durante a )uerra ;i+il,como+eu a Am*rica

    L*(re ia Co''in ott (1793/1 !" oi aprimeira grande eminista Americana Zuando o+em, lutouao lado do marido, contra a 0scra+idEo e passou a sua +idainteira, demonstrando as rei+indicaHIes das mulheres, quenEo eram como pretendiam di er, somente uma &orma

    passageira de histerismo e de KloucuraL dos tempos

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    24/25

    L*ta (o# 'a(a < osdec*nios de 1 1! a 1 T!, a luta com &acas, untamente comaquelas de re+-l+eres em duelos com um s- disparo, ou comre+-l+eres normais, comeHa+a a entrar em uso, sendo amaneira pre&erida dos ;a+aleiros do eudalismo AgrFcolameridionais, para resol+erem pu#licamente as questIes dehonra As &acas eram a&iadFssimas e os com#atentes,protegiam o #raHo da mEo li+re, com uma aqueta, umco#ertor, ou at* simplesmente por um mFsero saco ;om aintroduHEo da &aca KBo=ieL, surgiu uma esp*cie de histerismocolecti+o, pela luta com essa arma #ranca, nos 0stadosmeridionais Zuase todos os dias, &ala+a5se de lutasespectaculares co=#oC considera+a tais duelos, comdespre o supremo, porque os considera+a um m*todo decom#ate, adaptado somente aos cocheiros exicanos co=#oC Amos ) Ghite a&irma+a, em 1 6!: K8extraordin rio, como o homem possa continuar com#atendo,com tantas &eridas, em seu corpo econheHo que * uma Artemaldita as para mim, detesto os truques, os mo+imentos eaqueles ridFculos gritos e acho tam#*m que o cad +er de umderrotado, na luta com &aca, assemelha5se muito mais a ummonte de carne retalhada de um #oi, que a uma &igurahumana Eo, senhor, isso nEo * realmente, para mim L A &acaser+e como relata+am os antigos exicanos, Kpara

  • 8/13/2019 Alfabeto do Velho Oeste - Letra L - Super Ilustrado - Wilson Vieira Caricatura: Fred Macdo Edio, reviso e ad

    25/25

    destrinchar uma Besta ou entrar, numa discussEoimplaca+elmente di&FcilL Poaquin urietta &oi o lend riolutador com &aca, da ;ali&-rnia

    ` ;aricatura:Fred a(9do` 0diHEo, re+isEo e adaptaHEo portuguesa:os; CarlosFran(is(o