ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE · PDF fileDurante todo processo investigativo...

Click here to load reader

  • date post

    07-Feb-2019
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE · PDF fileDurante todo processo investigativo...

ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE ADMINISTRAO PUC MINAS CAMPUS POOS DE CALDAS: MOTIVAES E EXPECTATIVAS

Por: Alessandra Valim Ribeiro, Bolsista PROBIC 2005 - PUC Minas campus Poos de

Caldas

Prof. Rogerio Francisco de Oliveira Bonatto, PUC Minas campus Poos de

Caldas

Gesto e Conhecimento, v. 2, n. 2, maro/junho 2006

http://www.pucpcaldas.br/graduacao/administracao/gestaoeconhecimento.htm

http://www.pucpcaldas.br/graduacao/administracao/gestaoeconhecimento.htm

ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE ADMINISTRAO PUC MINAS CAMPUS POOS DE CALDAS: MOTIVAES E EXPECTATIVAS

Alessandra Valim Ribeiro e Francisco Rogerio de Oliveira Bonatto

RESUMO

O estudo se prope a explorar como alunos ingressantes no Curso de Administrao da Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais, campus Poos de Caldas, exprimem suas expectativas com relao a este curso e como os alunos formandos exprimem suas motivaes para o exerccio profissional. O objetivo identificar como o curso em questo concorre para a formao do sujeito administrador e como os sujeitos da pesquisa exprimem em seus textos a avaliao de sua formao e as possibilidades abertas a partir dela. Os instrumentos de pesquisa adotados constam de perguntas fechadas - com o objetivo de traar um perfil do grupo - bem como de perguntas abertas, em vista de explorar como uns exprimem suas expectativas e outros, suas motivaes a partir dos discursos textuais que constroem. Os discursos so construdos a partir da percepo da situao educacional vivenciada, do ambiente e da interpretao que o sujeito elabora deste cenrio. Neste sentido, os mapas de associao de idias so tcnicas que do suporte anlise bem como visibilidade aos resultados. So construdos, de forma flexvel, a partir da definio de categorias que buscam refletir os objetivos da pesquisa. A anlise das respostas, decorrente dos mapas discursivos que procuram compreender os motivos de ordem racional e os de tonalidade emocional , permite identificar em que medida os sujeitos da pesquisa, a partir da experincia escolar que iniciam ou que concluem, percebem a ampliao de seu espao de movimento livre (K. Lewin) tanto pessoal quanto profissional. Com os resultados obtidos, apresenta-se sugestes de melhorias ao Projeto Pedaggico vigente, no intuito de agregar novos valores ao curso de Administrao da PUC Minas - campus Poos de Caldas.

1 BREVE RELATO - O SENTIDO E O DISCURSO Segundo Mary Jane Paris Spink e Benedito Medrado (1999), o sentido que as

pessoas do s suas vidas e s suas aes, alm de ser uma construo social,

interativo sendo que atravs dele, as pessoas compreendem e lidam com situaes a sua

volta de maneira efetiva e o que media essa interatividade so justificativas e

explicaes expressas nas prticas discursivas. Dessa forma fato que existem

prescries e regras lingsticas que orientam e tendem a reproduzir discursos aceitos e

comumente usados.

Porm, os discursos no so construdos somente por padres, expresses que as

pessoas aprenderam a reproduzir. Eles so constitudos a partir de uma linguagem

pessoal e social.

Conforme Spink e Medrado (1999), no se trata de observar a especificidade do Gesto e Conhecimento V. 2, n. 2, art. 4, maro/Junho 2006 PUC Minas campus poos de Caldas ISSN 1808-6594

1

ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE ADMINISTRAO PUC MINAS CAMPUS POOS DE CALDAS: MOTIVAES E EXPECTATIVAS

Alessandra Valim Ribeiro e Francisco Rogerio de Oliveira Bonatto

individual diante do global ou vice-versa, mas sim estimular a produo de sentidos que

tragam tona expectativas e motivaes intrnsecas do indivduo, possibilitando um

novo posicionamento das relaes sociais cotidianas. As prticas cotidianas, desta

forma, permitem entrever como os sujeitos se compreendem e compreendem a realidade

na qual esto inseridos. Mais ainda, permitem compreender como vo se constituindo

estas subjetividades. No caso, o que interessa como, atravs dos discursos dos sujeitos

da pesquisa, pode-se entender a constituio do sujeito administrador, a partir de sua

formao acadmica e aqui as possibilidades e ferramentas disponveis para aprimorar o

processo de apropriao do conhecimento, aqui atravs da graduao em

Administrao.

1.1 As questes levantadas

A premissa da necessidade da formao cientfica do administrador, assim como

a observncia das constantes mudanas polticas, sociais e econmicas coloca a questo

da definio do perfil do administrador em pauta, ressaltando a valorizao do

profissional dentro das organizaes como diferencial na dinmica da competitividade,

levantando duas questes:

Como se manifestam as expectativas do aluno ingressante quanto as suas

possibilidades de atuao profissional, a partir de sua opo pelo curso

de Administrao da PUC Minas campus Poos de Caldas?

Como se manifesta percepo do formando relativa concluso do

curso de Administrao da PUC Minas - campus Poos de Caldas, no

que se refere a sua possibilidade de atuao profissional, a partir de sua

formao acadmica?

Toda a dinmica dos tempos atuais faz muitas vezes passar despercebidos

pequenos detalhes, os quais podem mudar completamente o foco de determinada

situao. Prticas cotidianas, hbitos e convenes sociais nos remetem a uma situao

de reprodues automticas de discursos pr-estabelecidos.

Porm, faz-se necessria uma pausa e um questionamento sobre as reprodues

automticas destes discursos, por conseqncia, das aes, no intuito de perceber os

Gesto e Conhecimento V. 2, n. 2, art. 4, maro/Junho 2006 PUC Minas campus poos de Caldas ISSN 1808-6594

2

ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE ADMINISTRAO PUC MINAS CAMPUS POOS DE CALDAS: MOTIVAES E EXPECTATIVAS

Alessandra Valim Ribeiro e Francisco Rogerio de Oliveira Bonatto

porqus de tais movimentos. Atravs de um questionamento constante, pode-se sugerir

com mais clareza e agilidade as mudanas que se fazem necessrias dentro de um

contexto j estabelecido.

Dentro do ensino acadmico isso no diferente. A elaborao e aplicao de

um projeto pedaggico para determinado curso no resultam necessariamente em sua

integral percepo, seja pelo prprio corpo docente, seja pelo aluno. Essa percepo est

inserida dentro de uma complexidade maior, na qual se considera tanto o ambiente

quanto a bagagem psicolgica e social das partes, definida mais adiante por espao de

vida ou espao de movimento livre.

Quando no h um motivo claramente definido ao se optar por determinada

profisso, a probabilidade de desistncia do curso alta e ainda, quando as

possibilidades de atuao dentro dessa profisso no so visualizadas, cria-se uma

limitao das possibilidades de expresso profissional e at de vida do indivduo. Em

face a essas afirmaes, questiona-se sobre o quanto s presses e influncias externas

so relevantes nesse processo e mais, o quanto esse mesmo processo, no caso a

formao acadmica em administrao, est condizente com as expectativas dos

ingressos.

Essa pesquisa o inicio de uma proposta de estudo, podendo vir a ser

aprofundada posteriormente, buscando analisar mais detalhadamente os resultados

obtidos objetivando um beneficio ainda maior, no tocante ao aproveitamento efetivo da

graduao em Administrao.

1.2 OBJETIVOS O objetivo final desse projeto estabelecer uma correlao entre Projeto

Pedaggico do curso de Administrao da PUC Minas - campus Poos de Caldas, sua

aplicao e a percepo do aluno de graduao frente s possibilidades decorrentes a

sua formao acadmica.

O objetivo maior dessa pesquisa oferecer elementos para a discusso do

projeto pedaggico vigente, em vista a contribuir para que o curso de Administrao

tenha todos seus componentes curriculares percebidos e aproveitados de maneira eficaz

pelo formando, uma vez que a inteno formar profissionais qualificados e preparados

Gesto e Conhecimento V. 2, n. 2, art. 4, maro/Junho 2006 PUC Minas campus poos de Caldas ISSN 1808-6594

3

ALUNOS INGRESSANTES E FORMANDOS DO CURSO DE ADMINISTRAO PUC MINAS CAMPUS POOS DE CALDAS: MOTIVAES E EXPECTATIVAS

Alessandra Valim Ribeiro e Francisco Rogerio de Oliveira Bonatto

para todo universo e possibilidade profissional pertinente ao administrador.

1.3 METODOLOGIA

O conceito das Prticas Discursivas remete a momentos de ressignificaes,

de rupturas, de produo de sentidos, sendo definido como linguagem em ao abrindo

espao para uma releitura do que percebido dentro de uma realidade, saindo de uma

zona de conforto e permitindo a explorao de novas vertentes e tem como elementos

constitutivos a dinmica, as formas e os contedos das formaes discursivas. Os

autores desse conceito, sugerem que, no cotidiano, o sentido decorre do uso que se faz

de repertrios interpretativos disponveis, podendo atravs desses repertrios entender

tanto a dinmica quanto a variabilidade das comunicaes cotidianas. (SPINK, 1999)

Durante todo processo investigativo dessa pesquisa, as falas dos alunos foram

priorizadas, seja atravs do uso da linguagem escrita, seja atravs das falas, para se

conseguir uma viso ampla de suas percepes emocionais e racionais referente

graduao pela qual optaram.

Entretanto, no sentido de estruturar e identificar de maneira sistemtica o

pblico-a