ANEXOS - didaxis.pt · A fachada principal tem portal de tímpano vazado em cruz com arquivoltas de...

of 54 /54
1 Projeto Educativo v2 ANEXOS

Transcript of ANEXOS - didaxis.pt · A fachada principal tem portal de tímpano vazado em cruz com arquivoltas de...

1

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

ANEXOS

2

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Anexo A

Recursos Culturais e Ambientais

3

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

RECURSOS CULTURAIS E AMBIENTAIS1

Casa de Camilo – Museu Centro de Estudos

A Casa de Camilo foi mandada construir nos inícios do séc. XIX, por Manuel Pinheiro

Alves, um brasileiro de torna-viagem. Depois da sua morte em 1863, Camilo veio

instalar-se na casa de Seide com Ana Plácido. Foi aqui que escreveu a maior parte das

suas obras. Suicidou-se a 1 de Junho de 1890. A moradia sofreu um incêndio em 1915.

Foi reconstruída, para abrir ao público, como "Museu Camiliano", em 1922. No final

da década de 40, procedeu-se ao restauro da casa que foi inaugurada pelo Prof.

Marcelo Caetano, em 1958, passando a designar-se "Casa-Museu de Camilo". Do

espólio fazem parte o mobiliário que pertenceu a Camilo Castelo Branco; utensílios de

uso pessoal; mais de 3500 volumes de bibliografia ativa (constituída por edições de

originais, de prefácios e de traduções) e de bibliografia passiva (muito extensa e de

temática abrangente, que vai dos aspetos biográficos ou bio-bibliográficos aos estudos

abundantes de dissertação literária) e, aproximadamente, 1000 peças de iconografia

diversa (escultura, pintura...).

Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave

O Vale Ave constitui uma área fortemente marcada pela indústria têxtil algodoeira,

tendo a primeira fábrica têxtil moderna sido fundada em 1845, em Negrelos. Uma das

principais razões para o florescimento da indústria na Bacia do Ave está relacionada

com o aproveitamento de energia hidráulica para o acionamento das fábricas. Desde

então, a indústria têxtil constitui a sua principal atividade económica – principalmente

nos concelhos de Fafe, Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso, e

atualmente é a mais importante região têxtil de Portugal. O Museu da Industria Têxtil

da Bacia do Ave foi fundado em 1987 como um projeto de investigação em

arqueologia industrial com o objetivo de estudar o processo de industrialização desta

1 Informação extraída do site do Município de Vila Nova de Famalicão (http://www.cm-vnfamalicao.pt).

4

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

região e contribuir para a preservação do seu património industrial. O Museu

desenvolve diversas atividades, tais como visitas guiadas, edição regular de

publicações catálogos de exposições, um boletim informativo, a revista Arqueologia

Industrial, publicada desde 1987 (é a única revista cientifica que se publica nesta área

em Portugal), exposições, conservação e restauro de equipamentos e maquinaria de

interesse arqueológico – industrial, recolha e conservação de documentação histórica,

seminários, conferências e cursos sobre património industrial, dispondo ainda de um

serviço educativo, de um centro de documentação e biblioteca especializada e de uma

loja para venda de publicações.

Museu Bernardino Machado

O Museu Bernardino Machado nasceu da estreita colaboração entre o Município de

Vila Nova de Famalicão e a família de Bernardino Machado. Em 1995, com a

apresentação pública da "Mostra Nacional Bernardino Machado", deu-se início ao

futuro projeto museológico, tendo-se decidido a sua instalação no Palacete Barão de

Trovisqueira, um edifício da segunda metade do século XIX. A 5 de Dezembro de

2001, o Museu foi oficialmente inaugurado. A exposição permanente, centrada

sobretudo na figura de Bernardino Machado, percorre vários períodos históricos, desde

o final do constitucionalismo monárquico, passando pela implantação da 1.ª República

e surgimento do Estado Novo, até à resistência à ditadura salazarista.

Igrejas românicas de Arnoso Stª Eulália e de Antas

A Igreja de Santa Eulália do Mosteiro de Arnoso foi fundada no século VII por

iniciativa de São Frutuoso, bispo de Dume e de Braga durante a época visigótica, e

destruído pelos mouros no século XI. Foi posteriormente reconstruído por iniciativa de

Garcia II da Galiza. Em estilo românico, a igreja possui planta longitudinal formada

por uma nave com arcos cegos adossados às paredes laterais e capela-mor de dois

tramos coberta por abóbada cilíndrica. A fachada principal tem portal de tímpano

vazado em cruz com arquivoltas de arco redondo e capitéis profusamente decorados

5

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

com elementos geométricos, entrelaçados e zoomórficos. No interior é de destacar a

presença de pinturas a fresco quinhentistas com episódios da vida de Nossa Senhora.

A Igreja de Santiago de Antas Foi erguida, no século XIII, como igreja de um mosteiro

que pertenceu à Ordem dos Templários. Fontes documentais comprovam que, em

1549, era propriedade da Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho.

Entretanto o mosteiro desapareceu, tendo apenas resistido a igreja que é,

presentemente, igreja paroquial. Encontra-se classificada como Imóvel de Interesse

Público pelo Decreto nº 42.007 de 6 de dezembro de 1958. De estilo românico tardio,

apresenta já alguns elementos do gótico. Apresenta planta simples, sem qualquer tipo

de monumentalidade ou sumptuosidade assinalável. As suas características inserem-no

no românico regional. Pela sua elevação, é comparada à igreja de Roriz, sua

contemporânea. O portal principal tem quatro arquivoltas ligeiramente apontadas,

apoiadas, dos dois lados, em quatro colunas com capitéis lavrados ao estilo gótico.

Apresenta um tímpano liso. Acima do portal há uma rosácea poliocular. O cunhal

setentrional é reforçado por um contraforte. O cunhal meridional está encostado à torre

do campanário, onde se acede ao Museu Paroquial de Arte Sacra,2 através de uma

porta ogival. As sineiras, duas em cada face, têm recorte semelhante. Um portal a sul

apresenta capitéis rudemente antropomórficos. O interior, de nave única, termina em

arco triunfal de traçado ogival, assente em quatro meias colunas (duas de cada lado),

com capitéis profusamente decorados com motivos geométricos, vegetalistas e

zoomórficos (pares de aves a beber do mesmo cálice e outro a devorar uma presa e

quadrúpedes). A capela-mor alberga quadros, imagens dos quatro Evangelistas, talha

dourada e cobertura em caixotões, com decoração a ouro, resultantes de campanhas

ulteriores, nomeadamente das realizadas já em período barroco. As paredes laterais

estão revestidas a azulejos de tapete.

Museu de Arqueologia

A Arqueologia depende do Departamento Municipal de Cultura e Turismo da Câmara

Municipal de Vila Nova de Famalicão. Em funcionamento desde 1982, este serviço

6

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

tem como objetivo principal a coordenação, estudo, valorização, proteção e divulgação

do património arqueológico do concelho. Tendo como um dos seus objetivos

primordiais a criação de um museu de arqueologia do concelho de Vila Nova de

Famalicão, desde logo encetou um minucioso inventário de numerosas situações

arqueológicas, permitindo delinear uma criteriosa sequência cronológica (situada entre

o 3º milénio a.C. e o século XV) e cultural das origens do seu povoamento. Neste

âmbito merece destaque os trabalhos encetados na Estação Arqueológica de Perrelos,

no castro da Bóca, no castro das Eiras, no castro das Ermidas, no castro de Penices e

no Penedo das Letras. Toda esta investigação vem sendo tradicionalmente realizada

segundo as mais modernas metodologias, salientando-se as diversas práticas de

arqueologia experimental e a aplicação das novas tecnologias à arqueologia. Delas são

exemplo, o fabrico do pão-de-bolota segundo as técnicas utilizadas durante a Idade do

Ferro, e a reconstituição do monumento para banhos do Alto das Eiras. Paralelamente

tem-se levado a cabo ações de sensibilização visando a salvaguarda do património, por

uma atividade pedagógica pioneira e da maior relevância, junto das escolas do

concelho e da região, cujo impacto é bastante significativo, quer pelo número de

alunos envolvidos, quer pela continuidade, ao longo dos anos, em várias escolas. Para

auxílio da investigação arqueológica, este gabinete possui também uma pequena

biblioteca, com alguns títulos especializados nesta temática.

Museu da Guerra Colonial

A história do Museu da Guerra Colonial começou a desenhar-se durante o ano letivo

de 1989/90, quando trinta alunos oriundos de várias freguesias dos concelhos de Vila

Nova de Famalicão, Barcelos e Braga participaram num projeto pedagógico-didático

conjunto a que chamaram "Guerra Colonial, uma história por contar". Através da

metodologia da história contada oralmente, os alunos recolheram o espólio dos

combatentes das suas áreas de residência. Surgiram então vários documentos como

processos de morte e de ferido, correspondência, diários de companhia, diários

pessoais, diários de ação social e psicológica, relatos e processos confidenciais, objetos

7

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

de arte, fotografias, bibliografias, objetos religiosos, fardamento e armamento, enfim

um manancial de fontes que permitiu, entre outras coisas, organizar uma exposição e

nela reconstruir o "itinerário" do combatente português na guerra colonial. Em 1992,

iniciou-se um trabalho de colaboração com a Delegação da Associação dos Deficientes

das Forças Armadas de Vila Nova de Famalicão, em que foram efetuados novos

estudos regionais com base nos arquivos e membros desta instituição, bem como foi

ampliada a exposição com a integração de novos estudos e materiais. Como resultado

desta colaboração, a exposição percorreu vários eventos culturais e várias localidades.

Finalmente, em Maio de 1998, foi celebrado um protocolo de colaboração entre a

Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Delegação da ADFA de Famalicão e

Externato D. Henrique de Ruilhe de Braga, que serviu de ato solene e formal para a

criação do Museu da Guerra Colonial. O Museu rege-se pela recolha, preservação e

divulgação de fontes e estudos, reformulação técnica da exposição permanente,

constituição de um centro documental e o alargamento de novos estudos na região.

Museu dos Caminho-de-ferro de Lousado

O Museu dos Caminho-de-ferro de Lousado ocupa a totalidade do original complexo

oficinal da Companhia dos Caminho-de-ferro de Guimarães (1883/1927), com cerca

de 1400 m2. Trata-se de um projeto alternativo à antiga Secção Museológica, aberta ao

público em 1979. O projeto de arquitetura e restauro respeitou as tipologias, as funções

e os materiais construtivos dos edifícios, hoje com lugar de destaque no âmbito da

arqueologia industrial. A unidade espacial conferida ao conjunto oficinal, inicialmente

disperso, teve como referência a coleção de material circulante e os equipamentos

oficinais pré-existentes.

Biblioteca Municipal de Vila Nova de Famalicão

É uma instituição cultural que colabora assiduamente com a Didáxis. Tem

disponibilizado as suas instalações para várias atividades.

8

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, no dia 1 de junho de 1992 veio a

assumir um enorme protagonismo, e um papel de “motor” de desenvolvimento das

atividades artísticas no concelho, com a inauguração do seu edifício-sede, construído

de raiz, seguindo a tipologia “BM2” estabelecida pela Rede Nacional de Leitura

Pública, implantando-se de uma forma harmoniosa no Parque de Sinçães.

Ocupando uma área total de quase 3.000 m2, a Biblioteca Municipal dispõe de espaços

e programas adequados aos vários níveis etários e aos diversos tipos e suportes de

leitura e informação.

Museu de Arte Sacra

Numa colina sobranceira à cidade de Vila Nova de Famalicão, lado Norte, encontra-se

a Capela da Lapa que foi construída nos anos 70 do século XVI, tendo por orago

celeste, S. Sebastião. Local privilegiado, enriquecido pelas memórias do passado com

vestígios de uma história e de uma vivência comum, a Capela foi transformada num

Museu dedicado à Arte Sacra, em 2001. O Museu da Arte Sacra contém no seu interior

valias que estiveram ligadas à Religião Católica, peças devocionais, peças decorativas

e funcionais, para além de um Arquivo Histórico do Arciprestado de Vila Nova de

Famalicão. Entre as peças mais valiosas encontram-se um retábulo formado por talha

dourada e marmoreados, uma imagem de Nossa Senhora da Lapa, em madeira de

meados do século XVIII, a custódia de Famalicão, do séc. XVII, em metal dourado

constituída por cálice e hostensório, entre outras.

Arquivo Municipal

O Arquivo Municipal reúne um valioso espólio, devidamente organizado e descrito.

Ao longo dos anos o Arquivo Municipal incorporou a documentação municipal e

outros fundos públicos, bem como vários arquivos particulares, dos quais se destacam

figuras de renome nacional. Os fundos reunidos no Arquivo refletem a preocupação

em recolher prioritariamente a documentação dos organismos públicos e os arquivos

pessoais e/ou familiares.

9

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Casa da Juventude

Trata-se de um espaço público de acesso gratuito, destinado à utilização de caráter

lúdico, cultural, social, recreativo, de lazer, entre outros, de acesso a todas as pessoas,

residentes ou não no Concelho de Vila Nova de Famalicão. Disponibiliza, aos

interessados, um conjunto diversificado de valências: Centro de Documentação e

Informação Juvenil; Ateliê; Espaço Polivalente; Gabinete de Atendimento; e Espaço

Internet, onde é possível o acesso a programas de conversação (chats) e jogos, consulta

e utilização de e-mails pessoais, “download” de ficheiros, criação de pastas e gravação

de conteúdos no PC, impressão de documentos (o utente tem direito à impressão de

três folhas de formato A4, a uma ou quatro cores, gratuitas) e utilização das drives

(disquetes ou CD-ROM).

Casa das Artes

A Casa Das Artes é um espaço com elevada versatilidade, permitindo albergar, em

boas condições técnicas vários tipos de espetáculos e outros eventos culturais. Para

além das possibilidades que oferece à comunidade educativa no que diz respeito à

oferta de eventos culturais, a Casa das Artes tem sido um parceiro na realização de

várias atividades com as nossas duas escolas.

Fundação Cupertino Miranda

A Fundação Dr. António Cupertino de Miranda é uma instituição privada, sem fins

lucrativos, que tem por missão a realização de atividades educativas e culturais que

promovam a sociedade do conhecimento e contribuam para a inclusão social,

proporcionando simultaneamente oportunidades de ocupação de tempos livres.

10

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Parque da Devesa

O Concelho de Vila Nova de Famalicão possui o Parque da Devesa que

reconhecidamente é considerado o pulmão da região. É um atrativo espaço de 23

hectares de área verde, onde é possível respirar o ar puro da natureza. Nele pode-se

praticar os mais variados desportos, criar e recriar encontros e momentos em família

ou amigos, assistir a espetáculos culturais ou simplesmente caminhar, contemplando a

sombra das árvores. O corredor ecológico é valorizado pela existência de um bosque

de Áceres, marco miliário, do rio Pelhe (agora despoluído), hortas urbanas, um lago e

vários equipamentos culturais (auditório ao ar livre para espetáculos de todo o tipo,

espaços para exposições e outras atividades culturais e uma unidade de educação

ambiental). Painéis temáticos proporcionam informação sobre a fauna, a flora e o

património do parque.

11

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Anexo B

Referenciais

Ano Letivo 2017/18

12

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

Carga letiva Semanal

ÁREAS DISCIPLINARES DISCIPLINAS 5º Ano | 55 minutos

Português 4

Inglês 3

História e Geografia de Portugal 2

Cidadania e Desenvolvimento 1

Matemática 5

Ciências Naturais 2

Educação Visual/Educação Tecnológica (1) 2

Educação Musical 2

TIC/Inovação Digital 2

2

1

26

200 m

2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

Educação Moral e Religiosa (2)

Total:

Apoio ao Estudo (3)

COMPONENTES DO CURRÍCULO

Línguas e Estudos Sociais

Matemática e Ciências

Educação Física

Educação Artística e

Tecnológica

(1) Disciplinas em domínio de autonomia

(2) Disciplina de frequência facultativa

(3) Frequência facultativa para os alunos, sendo obrigatória por indicação do Conselho de Turma, obtido o

acordo dos Encarregados de Educação.

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo 17-A/2015, de 22 de setembro |

(Organização e gestão dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

D - Despacho nº 5908/2017, de 5 de julho | (Projeto de Autonomia e Flexibilidade

Curricular).

13

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

Carga letiva Semanal

ÁREAS DISCIPLINARES DISCIPLINAS 6º Ano | 55 minutos

Português 5

Inglês 3

História e Geografia de Portugal 2

Matemática 5

Ciências Naturais 2

Educação Visual 1

Educação Tecnológica 1

Educação Musical 2

2

Desporto e Dança 1

2

1

27

200 m

Educação Artística e

Tecnológica

Educação Física

2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

COMPONENTES DO CURRÍCULO

Línguas e Estudos Sociais

Inovação Digital

Educação Moral e Religiosa (1)

Total:

Apoio ao Estudo (2)

Matemática e Ciências

(1) Disciplina de frequência facultativa

(2) Frequência facultativa para os alunos, sendo obrigatória por indicação do Conselho de Turma, obtido o

acordo dos Encarregados de Educação.

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo 17-A/2015, de 22 de setembro |

(Organização e gestão dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

14

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

Carga Letiva Semanal

ÁREAS DISCIPLINARES DISCIPLINAS 7º Ano | 55 minutos

Português 4

Inglês 3

Francês 2

História 2

Geografia 2

Cidadania e Desenvolvimento 1

4

Ciências Naturais 3

Físico-Química 2

Educação Visual 1

TIC/Inovação Digital 2

Educação Física 2

Educação Moral e Religiosa (1) 1

29

COMPONENTES DO CURRÍCULO

Matemática

Línguas

TOTAL:

Ciências Humanas e Sociais

3º CICLO DO ENSINO BÁSICO

Ciências Físicas e Naturais

Expressões e Tecnologias

(1) Disciplina de frequência facultativa

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo 17-A/2015, de 22 de setembro |

(Organização e gestão dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

D - Despacho nº 5908/2017, de 5 de julho | (Projeto de Autonomia e Flexibilidade

Curricular).

15

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

Carga Letiva Semanal

ÁREAS DISCIPLINARES DISCIPLINAS 8º Ano | 55 minutos

Português 4

Inglês 3

Francês 2

História 3

Geografia 2

4

Ciências Naturais 2

Físico-Química 3

Educação Visual 2

TIC/Inovação Digital 1

Educação Física 2

Educação Moral e Religiosa (2) 1

29

Expressões e Tecnologias

TOTAL:

3º CICLO DO ENSINO BÁSICO

COMPONENTES DO CURRÍCULO

Línguas

Ciências Humanas e Sociais

Matemática

Ciências Físicas e Naturais

(1) Disciplina de frequência facultativa

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo 17-A/2015, de 22 de setembro |

(Organização e gestão dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

16

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

Carga Letiva Semanal

ÁREAS DISCIPLINARES DISCIPLINAS 9º Ano | 55 minutos

Português 5

Inglês 3

Francês 2

5

Ciências Naturais 3

Físico-Química 3

Educação Visual 2

TIC/Inovação Digital (1) 2

Educação Física 2

Educação Moral e Religiosa (2) 1

28

Expressões e Tecnologias

TOTAL:

3º CICLO DO ENSINO BÁSICO

COMPONENTES DO CURRÍCULO

Línguas

Matemática

Ciências Físicas e Naturais

(1) Disciplina de oferta de escola

(2) Disciplina de frequência facultativa

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo 17-A/2015, de 22 de setembro |

(Organização e gestão dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

17

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS

DISCIPLINAS11º Ano

55 minutos

12º Ano

55 minutos

Português 3 6

Inglês 3

Filosofia 3

Educação Física 2 2

Matemática A 5 6

Física e Química A 7

Biologia e Geologia 7

Disciplinas de opção (1) 4

Educação Moral e Religiosa (2) 2 2

32 20

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

Geral

Específica

TOTAL:

(1) Frequência de duas disciplinas:

1. Uma delas tem, obrigatoriamente, de estar ligada à natureza do curso.

2. A opção não está sujeita a qualquer condicionamento quer de aproveitamento quer de

precedência.

Leque de opções: - Física | Química | Biologia | Psicologia | Economia C | Aplicações Informáticas B

(2) Disciplina de frequência facultativa

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho, e Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto (Organização e gestão

dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

Disciplinas com carga disciplinar inferior à mínima prevista na Portaria n.º 59/2014, sendo a carga em

falta compensada ao longo do ano letivo.

18

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS

DISCIPLINAS11º Ano

55 minutos

12º Ano

55 minutos

Português 3 6

Inglês 3

Filosofia 3

Educação Física 2 2

Matemática A 5 6

Economia A 6

Geografia A 6

Aplicações Informáticas 2

Economia C 2

Educação Moral e Religiosa (2) 2 2

30 20

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

Geral

Específica

TOTAL:

(1) Disciplina de frequência facultativa

Enquadramento Legal:

A - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho, e Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto (Organização e gestão

dos currículos do Ensino Básico e Secundário);

B - D/L n.º 152/2013, de 4 de novembro | (Estatuto do EPC);

C - Portaria n.º 59/2014, de 7 de março | (Gestão Flexível do Currículo).

Disciplinas com carga disciplinar inferior à mínima prevista na Portaria n.º 59/2014, sendo a carga em

falta compensada ao longo do ano letivo.

19

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO CIENTÍFICO-TECNOLÓGICO DE DESPORTO E DINAMIZAÇÃO

DA ATIVIDADE FÍSICA – ciclo 2015/18 e seguintes

DISCIPLINAS Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 105 3 102 3 170 5

Inglês 105 3 102 3

Filosofia 105 3 102 3

Educação Física 70 2 34 1 34 1

Matemática A (1) 175 5 170 5 170 5

Matemática B (1) 105 3 102 3 102 3

Biologia e Geologia 175 6 170 6

Motricidade Humana 70 2

Gestão de Projetos e Empreendedorismo 70 2

Treino e Metodologia Desportiva 35 1 68 2

Academias e Recreação 68 2 68 2

Psicologia do Desenvolvimento 70 2 34 1

Atividade Física em Crianças e Idosos 70 2 68 2 68 2

Ética e Valores no Desporto 35 1 34 1 34 1

Prática e Dinamização Desportiva 68 2 102 3

Rendimento Desportivo 34 1 68 2

Projeto Tecnológico 34 1 68 2

420 14

Com Matemática A 1153 34 1088 33 1134 21

Com Matemática B 1083 32 1020 31 1066 19

TOTAL

Científica

Tecnológica

10º Ano 11º Ano 12º Ano

Geral

Formação em contexto de trabalho

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

Notas:

(1) O aluno escolhe uma disciplina e o tempo a cumprir varia em função da opção pela Matemática A ou Matemática B.

Enquadramento Legal:

1 - Portaria n.º 32/2015, de 13 de fevereiro (Criação do Curso Científico-Tecnológico de Desporto e Dinamização

da Atividade Física);

2 - Portaria n.º 251/2015, de 18 de agosto, Portaria nº 236/2016, de 30 de agosto e Portaria n.º 237/2018, de 28

de julho | (Prorrogação de funcionamento do curso referido na Portaria acima);

3 - Despacho Normativo n.º 1/2015, de 06 de janeiro.

20

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE GERIATRIA - ciclo 2017/20 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Biologia 69 2 31 1

Científica Estudo do Movimento 68 2 62 2 70 2

Psicologia 104 3 96 3

Promoção, Educação e Cuidados de Saúde ao Idoso 125 4 100 4 100 3

Psicossociologia do Envelhecimento 75 2 75 3 100 3

Técnica Laboratório de Animação Sociocultural 125 4 125 4 100 3

Tecnologias Aplicadas à Saúde 100 3 25 1 50 2

210 390 14

1055 32 1075 30 1070 35

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

21

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COORDENAÇÃO E PRODUÇÃO

DE MODA - ciclos de formação 2015/2018 e 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

22

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COORDENAÇÃO E PRODUÇÃO

DE MODA - ciclo de formação 2017/2020 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Matemática 69 2 31 1

Científica Geometria Descritiva 68 2 62 2 70 2

História e Cultura das Artes 104 3 96 3

Desenho 165 5 146 5 119 4

Técnica Apresentação e Produção do Produto 99 3 88 3 93 3

Marketing e Técnicas de Produção 99 3 29 1 32 1

Tecnologias e Processos Oficinais 99 3 59 2 72 2

210 390

1092 33 1072 29 1036 20

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

23

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA, AUTOMAÇÃO E

COMANDO – ciclo de formação 2015/2018

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

24

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA, AUTOMAÇÃO E

COMANDO – ciclo de formação 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 – DL n.º 91/2013, de 10 de julho

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro

3 – Circular nº1/ANQEP/2016

25

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA, AUTOMAÇÃO E

COMANDO – ciclo de formação 2017/2020

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Disciplinas Horas Horas Horas

Português 100 120 100

Inglês 65 89 66

Área de Integração 66 88 66

Tecnologias de informação e Comunicação 100

Educação Física 58 54 28

Matemática 98 86 116

Científica Física e Química 66 88 46

ITED 100 75 25

Sistemas e Tecnologias 75 75 50

Técnica Electricidade e Electrónica 175 100

Automação e Comando 175 100 150

210 390

1078 1085 1037

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Sociocultural

Enquadramento Legal:

1 – DL n.º 91/2013, de 10 de julho

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro

3 – Circular nº1/ANQEP/2016

26

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO

DE SISTEMAS INFORMÁTICOS - ciclos de formação 2015/2018 e 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

27

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO

DE SISTEMAS INFORMÁTICOS - ciclos de formação 2017/2020 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Matemática 98 3 86 3 116 4

Científica Física e Química 66 2 88 3 46 2

Programação de Sistemas de Informação 242 7 176 6 134 4

Sistemas Operativos 69 2 63 2

Técnica Arquitectura de Computadores 102 3 62 2

Redes de Comunicação 97 3 57 2 98 3

210 390

1063 32 1093 30 1044 21

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

28

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MULTIMÉDIA

ciclos de formação 2015/2018 e 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

29

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MULTIMÉDIA

ciclos de formação 2017/2020 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Matemática 68 2 62 2 70 2

Científica Física 100 3

História e Cultura das Artes 104 3 96 3

Sistemas de Informação 100 3 50 2

Técnica Design, Comunicação e Audiovisuais 125 4 100 4 125 4

Tecnicas de Multimédia 200 6 200 7 100 3

Projeto e Produção Multimédia 100 3

210 390

1086 33 1069 30 1045 20

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

30

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL |

VARIANTE ELETROMECÂNICA - ciclos de formação 2015/2018 e 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

31

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL |

VARIANTE ELETROMECÂNICA - ciclos de formação 2017/2020 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Matemática 98 3 86 3 116 4

Científica Física e Química 66 2 88 3 46 2

Tecnologias e Processos 165 5 119 4 99 3

Organização Industrial 96 3

Técnica Desenho Técnico 69 2 30 1 33 1

Práticas Oficinais 197 6 200 7 92 3

210 390

1080 33 1084 30 1036 21

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

32

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL |

VARIANTE MECATRÓNICA AUTOMÓVEL

ciclos de formação 2015/2018 e 2016/2019

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

33

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL |

VARIANTE MECATRÓNICA AUTOMÓVEL

ciclos de formação 2017/2020 e seguintes

Disciplinas Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Português 100 3 120 4 100 3

Inglês 65 2 89 3 66 2

Área de Integração 66 2 88 3 66 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 100 3

Educação Física 58 2 54 2 28 1

Matemática 98 3 86 3 116 4

Científica Física e Química 66 2 88 3 46 2

Tecnologias e Processos 231 7 88 3 64 2

Organização Industrial 67 2 29 1

Técnica Desenho Técnico 72 2 60 2

Práticas Oficinais 165 5 164 6 160 5

210 390

1088 33 1076 30 1036 21

1º Ano 2º Ano 3º Ano

Sociocultural

Formação em Contexto de Trabalho

TOTAL:

COMPONENTES DE FORMAÇÃO CARGA LETIVA SEMANAL

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Portaria n.º 74-A/2013, de 15 de fevereiro, com as alterações introduzidas pela

Portaria n.º 165-B/2015, de 03 de junho.

34

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO | OPERADOR/A DE

ELETRÓNICA/DOMÓTICA – T3

DISCIPLINAS Horas Tempos-55 m

Língua Portuguesa 45 2

Inglês 45 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 21 1

Cidadania e Mundo Atual 21 1

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 30 1

Educação Física 30 1

Matemática Aplicada 45 2

Física e Química 21 1

Automação e Comando 250 8

Instalações e Tecnologias 250 8

Eletricidade e Eletrónica 250 8

210

1218 35

Científica

Tecnológica

1º Ano

TOTAL

Sociocultural

Formação em contexto de trabalho

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Despacho conjunto nº 453/2004, de 27 de julho, com as alterações introduzidas

pela retificação nº 1673/2004, de 7 de setembro, o Despacho nº 12568/2010, de 4

de agosto e o Despacho n.º 9752-A/2012, de 18 de julho.

35

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO | OPERADOR/A DE

INFORMÁTICA – T3

DISCIPLINAS Horas Tempos-55 m

Língua Portuguesa 45 2

Inglês 45 2

Tecnologias de Informação e Comunicação 21 1

Cidadania e Mundo Atual 21 1

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 30 1

Educação Física 30 1

Matemática Aplicada 45 2

Física e Química 21 1

Arquiteturas e Redes de Computadores 250 8

Sistemas Operativos e Ferramentas de Produtividade 250 8

Base de Dados e Desenvolvimento de Páginas Web 250 8

210

1218 35

Sociocultural

Científica

Tecnológica

Formação em contexto de trabalho

TOTAL

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

1º Ano

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Despacho conjunto nº 453/2004, de 27 de julho, com as alterações introduzidas

pela retificação nº 1673/2004, de 7 de setembro, o Despacho nº 12568/2010, de 4

de agosto e o Despacho n.º 9752-A/2012, de 18 de julho.

36

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO | OPERADOR/A DE

FOTOGRAFIA – T2

DISCIPLINAS Horas Tempos-55 m Horas Tempos-55 m

Língua Portuguesa 106 3 86 3

Inglês 106 3 86 3

Tecnologias de Informação e Comunicação 68 2 28 1

Cidadania e Mundo Atual 106 3 86 3

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 30 1

Educação Física 68 2 28 1

Matemática Aplicada 100 3 110 4

Física e Química 66 2 57 2

Comunicação e Imagem 150 5 175 6

Oficina de Fotografia 175 5 125 5

Projeto Fotográfico 75 2 75 3

210

1050 31 1066 31

Sociocultural

Científica

Tecnológica

Formação em contexto de trabalho

TOTAL

COMPONENTES DE FORMAÇÃO Carga Letiva Semanal

1º Ano 2º Ano

Enquadramento Legal:

1 - D/L n.º 139/2012, de 5 de julho;

2 - Despacho conjunto nº 453/2004, de 27 de julho, com as alterações introduzidas

pela retificação nº 1673/2004, de 7 de setembro, o Despacho nº 12568/2010, de 4

de agosto e o Despacho n.º 9752-A/2012, de 18 de julho.

37

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Anexo C

Metas de Sucesso Quantitativas 2016/2019

Ensino Secundário - Outros cursos

38

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

DESPORTO E DINAMIZAÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

10º

Academias e Recreação 90%

Atividade Física em Crianças e Idosos 100%

Biologia e Geologia 70%

Educação Física 100%

Ética e Valores no Desporto 90%

Filosofia 90%

Gestão de projetos e Empreendedorismo 100%

Inglês 80%

Matemática B 70%

Motricidade Humana 90%

Português 85%

Psicologia do Desenvolvimento 80%

Treino e Metodologia Desportiva 90%

11º

Academias e Recreação 90%

Atividade Física em Crianças e Idosos 100%

Biologia e Geologia 85%

Educação Física 100%

Ética e Valores no Desporto 90%

Filosofia 90%

Inglês 80%

Matemática B 75%

Português 80%

Prática e Dinamização Desportiva 100%

Projeto Tecnológico 100%

Psicologia do Desenvolvimento 80%

Rendimento Desportivo 100%

Treino e Metodologia Desportiva 100%

12º

Atividade Física em Crianças e Idosos 100%

Educação Física 100%

Ética e Valores no Desporto 90%

Matemática B 75%

Português 80%

Prática e Dinamização Desportiva 100%

Projeto Tecnológico 100%

Rendimento Desportivo 100%

39

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE COORDENAÇÃO E PRODUÇÃO DE MODA

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Apresentação e Produção do Produto 90%

Área de Integração 90%

Desenho 90%

Educação Física 98%

Geometria Descritiva 95%

História da Cultura e das Artes 90%

Inglês 90%

Marketing e Técnicas de Promoção 90%

Matemática 70%

Português 85%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Tecnologias e Processos Oficinais 100%

2

Apresentação e Produção do produto 90%

Área de Integração 90%

Desenho 90%

Educação Física 98%

Geometria Descritiva 95%

História da Cultura e das Artes 90%

Inglês 80%

Marketing e Técnicas de Promoção 100%

Matemática 75%

Português 80%

Tecnologias e Processos Oficinais 100%

3

Apresentação e Produção do produto 85%

Área de Integração 90%

Desenho 85%

Educação Física 98%

Geometria Descritiva 95%

História da Cultura e das Artes 90%

Inglês 80%

Marketing e Técnicas de Promoção 90%

Matemática 75%

Português 80%

Tecnologias e Processos Oficinais 100%

40

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE ELETRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMANDO - UFCD

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Área de Integração 90%

Automação e Comando 90%

Educação Física 98%

Eletricidade e Eletrónica 90%

Física e Química 75%

Inglês 90%

Instalações e Telecomunicações em edifícios 90%

Matemática 70%

Português 85%

Sistemas e Tecnologias 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

2

Área de Integração 90%

Automação e Comando 90%

Educação Física 98%

Eletricidade e Eletrónica 90%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Instalações e Telecomunicações em edifícios 90%

Matemática 75%

Português 80%

Sistemas e Tecnologias 90%

3

Área de Integração 90%

Automação e Comando 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Instalações e Telecomunicações em edifícios 90%

Matemática 75%

Português 80%

Sistemas e Tecnologias 90%

41

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS

INFORMÁTICOS

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Área de Integração 90%

Arquitetura de Computadores 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 90%

Matemática 70%

Português 85%

Programação de Sistemas de Informação 90%

Redes de Comunicação 90%

Sistemas Operativos 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

2

Área de Integração 90%

Arquitetura de Computadores 95%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Programação de Sistemas de Informação 95%

Redes de Comunicação 95%

Sistemas Operativos 95%

3

Área de Integração 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Programação de Sistemas de Informação 95%

Redes de Comunicação 95%

42

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL –

VARIANTE ELETROMECÂNICA

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Área de Integração 90%

Desenho Técnico 70%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 90%

Matemática 70%

Organização Industrial 80%

Português 85%

Práticas Oficinais 95%

Tecnologias e Processos 95%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

2

Área de Integração 90%

Desenho Técnico 75%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Práticas Oficinais 95%

Tecnologias e Processos 95%

3

Área de Integração 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Práticas Oficinais 95%

Tecnologias e Processos 95%

43

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL –

VARIANTE MECATRÓNICA AUTOMÓVEL

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Área de Integração 90%

Desenho Técnico 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 90%

Matemática 70%

Organização Industrial 80%

Português 85%

Práticas Oficinais 90%

Tecnologias e Processos 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

2

Área de Integração 90%

Desenho Técnico 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Organização Industrial 80%

Português 80%

Práticas Oficinais 90%

Tecnologias e Processos 90%

3

Área de Integração 90%

Educação Física 98%

Física e Química 75%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Práticas Oficinais 90%

Tecnologias e Processos 90%

44

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE MULTIMÉDIA

Ano Disciplina Metas de sucesso

2016/2019

1

Área de Integração 90%

Design, Comunicação e Audiovisuais 90%

Educação Física 98%

Física 75%

História da Cultura e das Artes 90%

Inglês 90%

Matemática 70%

Português 85%

Sistemas de Informação 90%

Técnicas de Multimédia 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

2

Área de Integração 90%

Design, Comunicação e Audiovisuais 90%

Educação Física 98%

História da Cultura e das Artes 90%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Sistemas de Informação 90%

Técnicas de Multimédia 90%

3

Área de Integração 90%

Design, Comunicação e Audiovisuais 85%

Educação Física 98%

Inglês 80%

Matemática 75%

Português 80%

Projeto e Produção Multimédia 90%

Técnicas de Multimédia 90%

45

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

TÉCNICO DE GERIATRIA

Ano Disciplina Metas de sucesso

2017/2020

1

Português 85%

Inglês 90%

Área de Integração 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Educação Física 98%

Biologia 85%

Estudo do Movimento 90%

Psicologia 90%

Promoção, Educação e Cuidados de Saúde ao Idoso 90%

Psicossociologia do Envelhecimento 90%

Laboratório de Animação Sociocultural 90%

Tecnologias Aplicadas à Saúde 90%

46

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

OPERADOR(A) DE ELETRÓNICA/DOMÓTICA – T3

Ano Disciplina Metas de sucesso

2017/2018

1

Língua Portuguesa 90%

Inglês 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Cidadania e Mundo Atual 90%

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 90%

Educação Física 98%

Matemática 85%

Física e Química 85%

Automação e Comando 90%

Instalações e Tecnologias 90%

Eletricidade e Eletrónica 90%

OPERADOR(A) DE INFORMÁTICA – T3

Ano Disciplina Metas de sucesso

2017/2018

1

Língua Portuguesa 90%

Inglês 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Cidadania e Mundo Atual 90%

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 90%

Educação Física 98%

Matemática 85%

Física e Química 85%

Arquiteturas e Redes de Computadores 90%

Sistemas Operativos e Ferramentas de Produtividade 90%

Base de Dados e Desenvolvimento de Páginas Web 90%

47

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

OPERADOR(A) DE FOTOGRAFIA – T2

Ano Disciplina Metas de sucesso

2017/2019

1

Língua Portuguesa 90%

Inglês 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Cidadania e Mundo Atual 90%

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho 90%

Educação Física 98%

Matemática 85%

Física e Química 85%

Comunicação e Imagem 90%

Oficina de Fotografia 90%

Projeto Fotográfico 90%

2

Língua Portuguesa 90%

Inglês 90%

Tecnologias de Informação e Comunicação 100%

Cidadania e Mundo Atual 90%

Educação Física 90%

Matemática 98%

Física e Química 85%

Comunicação e Imagem 85%

Oficina de Fotografia 90%

Projeto Fotográfico 90%

48

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Anexo D

Protocolos e Parcerias de Colaboração

49

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Formação Inicial de Professores

Instituição Âmbito

Instituto Superior Técnico da Maia Formação Inicial de Professores – Prática de

Ensino Supervisionada

Universidade Católica Formação Inicial de Professores

Universidade do Minho Iniciação à Prática Profissional – Prática de

Ensino Supervisionada

Universidade Portucalense Formação Inicial de Professores – Prática de

Ensino Supervisionada

Desenvolvimento de Projetos:

Instituição Âmbito

ACO – Fábrica de Calçado, S.A. Projeto “A Empresa na Escola”

S. Roque, Máquinas e Tecnologias Laser,

S.A. Projeto “A Empresa na Escola”

Agrupamento de Escolas de Pedome

Protocolo de Cooperação com vista à partilha e

promoção de atividades, ações, projetos e

iniciativas relevantes para a melhoria da

qualidade do sucesso escolar.

KNIGHTSBRIDGE - Centro de Línguas e de

preparação de exames

Apoio na implementação e manutenção do

projeto “Academia Didáxis – Cambridge

English”

Outros protocolos:

Instituição Âmbito

Centro Tecnológico do Calçado de Portugal Dinamização de formações de forma conjunta.

Município de V. N. de Famalicão Rede local de Educação e Formação

Universidade Lusíada Observatório da Melhoria e Eficácia da Escola

50

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Formação em Contexto de Trabalho

Adão Freitas Rodrigues, Lda.

Agilstore, Unipessoal Lda.

Amertrade Têxteis, Lda.

Ana Paula Peixoto da Costa Machado (Paulafoto)

Ana Rita Novais Rodrigues (Rita Leite-Fotografa)

Animation Spirit Lda. – Grupo Spirit

Armando Duarte da Silva Costa

Armandoauto

Assuntoencurso, unip, Lda.

Astrotela SA

Atelier Conceição Leite

Atelier Micaela Oliveira - Micaela Patrícia Costa Oliveira, Unipessoal, Lda.

Auditeca-Com.Artigos de Som e Imagem Lda.

Auto Cense

Auto Landinense

Auto Machado

Auto Sérgio Mendes Rep. Auto Lda.

AUTORLANDO Reparação Auto

Aval - Comércio e representações, Lda.

Cada Página, Unipessoal, Lda.

Casa da Juventude Guimarães - W.Y.F

CODIMARC - Code for business

COINDU S. A. - Componentes para a Indústria Automóvel

Crispim & Abreu

Daniela Barros, Unipessoal, Lda.

Didáxis - Riba de Ave (Loja Academia)

Digipaper-Centro Profissional de Cópias, Unipessoal Lda.

Editave Multimédia, Lda.

Elbai

Electricauto Pacheco & Pinho, Lda.

51

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Electro Instaladora do Bairro

Eletro Actividade

Eletro Cortinhas

Eletrodiauto

ELETRON

EMAJ Boutique Hotel

Famatour - Viagens e Turismo, Lda.

Fashion Ation, Lda.

Fixação Extrema

Fonseca Rafael & Guedes Lda.

Foto Malheiro, de João Manuel da Silva Malheiro, Unipessoal (Fotografia e vídeo

digital)

Fotografia Aviz (José Coelho Pereira, Unipessoal Lda.)

Fotografia Cinecolor 1971

Fotografia JN, de Carla Maria Morais Lima da Silva

Fotografia Pedrosa, de Joaquim Pedrosa Ferreira

Fundação Minerva - Ensino e Investigação Científica (Universidade Lusíada de Vila

Nova de Famalicão)

GARBO - Comércio e <confeção de Vestuário, Lda.

GESTEP

Gomes e Machado Assistência Auto

Grape Ideias S.A Caves Offley

GRF EUROPE, Global Food Resourses

Grupo Aktivsports

Grupo Pestana - Pousada Mosteiro de Amares

Grupo Pestana - Pousada Mosteiro de Guimarães

Guardicar - Reparações de automóveis Unipessoal Lda.

Guimoturbo

HC Araujo - Comércio e Material Informático, Mobiliário e Acessórios, Lda.

Hendo, S.A.

Herdade do Sobroso - Turismo em Espaço Rural, S.A.

Hotel Bienestar Termas de Vizela ****

52

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Hotel D. João IV

Hotel Estoril Eden

Ignição Virtual Reparação Automóvel - Unipessoal, Lda.

Index Time - Designe e Conceção Gráfica Lda.

Infordrive - Produtos Informáticos e Serviços Lda.

Integra Support Eventos Desportivos, Lda.

JAP Automotive Comércio Automóveis, S.A

Joana Foto - Centro de Imagem

João Macedo – Photografher

JRP Oficina de Automóveis, Lda.

Junta de Freguesia de S. Martinho do Campo

Keepdoing. WebDesign e Aplicações à medida

L3W- Material Elétrico, Lda.

Lameirinho Indústria Têxtil S.A.

Lanhosotur - Sociedade Turística

LASA - Armando Da Silva Antunes SA.

LASEMBOR, Lda.

LF2, Sistemas Informáticos, Lda.

Liliana Flávia Lopes Gonçalves

LUÍS CARVALHO/STUDIO - Concreto e Extrato - Confeção, Unipessoal, Lda.

Luís Feltrónica

Mibela - Têxteis fardas e uniformes

MKA Unipessoal, Lda.

MM Informática

Moisés Faria Mecânica Auto

Movijovem – Cooperativa de Interesse Público de Responsabilidade Lda.

Município de Santo Tirso

Município de Vila Nova de Famalicão

Negrelcar- centro de assistência auto, Lda.

NEIPER Home S.A

NOGUINFOR, Informática ao Domicílio

Nova Diesel

53

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Olissippo Hotel

Onlyou Malhas e Confeções, Lda.

ORBITUR Parque de Campismo do RIO ALTO

PASEC

PaulAuto Rep. e Com. Auto

Plásticos Universal Indústria de Plásticos, Lda.

Polopique – Comércio, Indústria e Confeções, Lda.

Real Recta, Lda.

Riba Foto, de Maria Adelaide Ferreira Bessa Gomes, Unipessoal

Ricardo Eletricidade Unipessoal, Lda.

RivalClima

S. Roque Máquinas e Tecnologia Laser S.A.

Sidi Trade - Comércio Internacional Lda.

Silvauto Comercio e Reparações Auto

Socinel - Instalações Elétricas Lda.

SUBLAMAS

Sun City Iberica, Lda.

Susana Garcia Lopes Unipessoal, Lda.

Taimática, Sistemas e Serviços Informáticos, Lda.

Tajiservi - Máquinas de Costura e Bordados S.A.

Tele Santana

Tipografia Pevidém Lda.

Veia Dinâmica Unipessoal Lda.

VHS - Fotografia, Lda.

Vinhasuper Combustíveis Ruivães, Lda.

Vitór Fernando Leão Mirra Neto

Vizelab – Laboratório fotográfico Lda.

Vizelpas - Comércio de Artigos Plásticos, Lda.

Hospital Narciso Ferreira

Centro Social e Cultural de S. Pedro de Bairro

Instituto S. José

Residência Sénior

54

Pro

jeto

Ed

uc

ati

vo

v2

Centro Social de Guardizela

Divino Salvador

Centro Social de Ronfe

Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa

Centro Social das Taipas

Centro Social de Riba de Ave

Centro Social da paróquia de Castelões

Centro Social de Avidos