Apostila Qui 222

download Apostila Qui 222

of 41

  • date post

    02-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    61
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Apostila Qui 222

  • Apostila de Qui-222

    Qumica Geral I Licenciatura em Qumica

  • 2

    PRTICA 01 AULA INTRODUTRIA DE QUMICA GERAL EXPERIMENTAL

    INSTRUES GERAIS, NORMAS DE SEGURANA E APRESENTAO DE VIDRARIAS E EQUIPAMENTOS DE

    LABORATRIO

    01 INTRODUO

    Este programa de laboratrio foi concebido para fornecer ao aluno um primeiro contato com as tcnicas bsicas e os principais equipamentos e vidrarias de um laboratrio de Qumica. Alm disto, os dados experimentais obtidos podero ser empregados para explorar vrios aspectos da qumica terica e descritiva. Freqentemente, poder ser verificado que na prtica, a teoria pode requerer um exame mais detalhado de um determinado problema, ou ainda, exigir habilidades manuais do aluno.

    A relao entre a teoria e os trabalhos de laboratrio apresentada de forma a gerar uma sinergia entre os aspectos experimentais e tericos dos diversos conceitos qumicos.

    02 O RELATRIO

    O relatrio de um trabalho experimental tem como finalidade justificar os fatos que motivaram a sua realizao, descrever a forma como o trabalho foi realizado e, atravs dos resultados obtidos experimentalmente, interpretar conclusivamente a relao entre os dados obtidos. Para que o relatrio torne-se compreensvel e reprodutvel, as anotaes devem ser claras, exatas e completas. A fim de descrever exatamente o que aconteceu, e no o que deveria acontecer no se deve confiar na memria e habituar-se a relatar o mais rpido possvel todas as etapas do relatrio. Um bom relatrio deve ser o mais simples possvel, de linguagem correta e no prolixo ou ambguo. Em sntese, um relatrio destina-se a:

    - explicar a experincia efetuada; - descrever os procedimentos e resultados experimentais; - discutir os resultados obtidos, apresentando os clculos, por ventura, efetuados.

    Um relatrio deve ser elaborado de tal forma que:

    - outra pessoa possa repetir o trabalho efetuado com base nele; - qualquer pessoa possa perceber qual o objetivo do trabalho, o que se fez, quais

    foram os resultados obtidos e ter uma apreciao crtica dos resultados.

  • 3

    03 NORMAS PARA ELABORAR UM RELATRIO

    Um relatrio dever ser composto por:

    - Ttulo: Deve ser claro e descritivo.

    - Identificao: Deve conter os nomes dos integrantes do grupo, o curso, a instituio e a data da realizao do experimento.

    - Objetivos: Deve conter uma descrio simples e clara dos objetivos do experimento realizado.

    - Introduo: A introduo deve ser uma descrio concisa da histria e da teoria relevante para o trabalho prtico. Podem ser adicionados esquemas, quando forem relevantes. A introduo no precisa ser extensa e devem ser utilizadas referncias diferentes do roteiro de prtica. Se usar um livro ou artigo de uma revista, no copie pargrafos inteiros; limite-se a extrair a informao relevante para o relatrio. As referncias bibliogrficas devem ser inseridas no texto em nmeros arbicos e entre colchetes, e o mais prximo possvel citao ([1], [2], [3], etc). Devem ser citadas e listadas de forma crescente. As referncias completas devem constar na Bibliografia do relatrio.

    - Parte Experimental: No copie da apostila. Muitas vezes o procedimento alterado no momento da realizao do experimento. Registre exatamente a forma como o procedimento foi realizado. Especifique todo o material utilizado, assim como os reagentes. Utilize os verbos em linguagem impessoal. Por exemplo, prefira "Utilizou-se os seguintes materiais..." ou "Foram utilizados os seguintes materiais..." ao invs de "Utilizamos os seguintes materiais..." ou "Utilizei os seguintes materiais...".

    - Apresentao dos resultados experimentais: Sempre que possvel, os resultados devem ser apresentados em tabelas para que uma futura consulta ao seu trabalho seja facilitada. Cada tabela deve ser numerada para eventual referncia no texto e incluir uma breve descrio do seu contedo (ex: Tabela II Efeito do cido clordrico nas roupas dos estudantes que no usam jaleco). A primeira linha de cada coluna da Tabela deve conter o nome da quantidade e a respectiva unidade de medida (ex. concentrao mol.L-1 ou mol/L).

    - Clculos e Discusso dos resultados: De uma maneira geral os clculos devem ser apresentados de forma completa. Quando houver vrios clculos semelhantes, detalhar somente um deles e apresentar apenas o resultado final para os demais. Os resultados finais dos clculos devem ser apresentados em destaque e estar em concordncia com o erro calculado. A discusso uma das partes mais importantes do relatrio. As discusses no so obrigatoriamente longas, mas devem ser completas e fundamentadas. Podem-se discutir os clculos, conforme so apresentados. A discusso deve ser feita do ponto de vista da avaliao dos resultados finais, do seu significado, da sua preciso e, quando possvel, da exatido.

  • 4

    - Tente pensar sobre as possveis implicaes dos resultados, relacionando-os com os objetivos do trabalho.

    - Concluses: As concluses devem ser descries breves do que foi encontrado ou demonstrado na aula prtica. , por vezes, tambm apropriado incluir um resumo dos resultados quantitativos. As concluses so feitas com base nos objetivos do trabalho.

    - Bibliografia: A ltima parte do relatrio deve ser uma lista de todas as referncias utilizadas, de acordo com a numerao dada ao longo da confeco do relatrio.

    04 COMO FAZER UMA CITAO BIBLIOGRFICA

    - Para partes de livros:

    AUTOR DA PUBLICAO. Ttulo: subttulo. Edio. Local da publicao (cidade): Editora, data (ano). Volume (quando for o caso), pginas consultadas.

    Ex. BIER, O. Bacteriologia e imunologia. 15ed. So Paulo: Melhoramentos, 1970, p. 806-10, 817, 836.

    - Para captulos de livros:

    AUTOR DO CAPTULO. Ttulo do captulo. In: AUTOR DO LIVRO. Ttulo: subttulo do livro. Edio. Local da publicao (cidade): Editora, data (ano). Volume (quando for o caso), captulo, pginas consultadas.

    Ex. MULTZER, J.Basic Principles of Asymmetric Synthesis. In: PFALTZS, A., YAMAMOTO, H., JACOBSEN, E. N. (Ed.). Comprehensive Asymmetric Catalysis Supplement 1. New York: Springer-Verlag, 2003, p.215-45.

    - Para fontes eletrnicas 'on line':

    AUTORIA. Ttulo. Fonte (se for publicao peridica). Disponvel em < endereo eletrnico > Acesso em: data (dia, ms, ano).

    Ex. UNITED STATES, Environmental Protection Agency, Official of Pesticides Programs. Assesing health risks from pesticides. Disponvel em: < http://www.epa.gov/pesticides/ citzens/riskascess.htm > Acesso em: 14jun.1999.

    Ex. MINISTRIO DO DESENVOLVIMENTO INDSTRIA E COMRCIO EXTERIOR, Secretaria de Comrcio Exterior. Exportao/Importao de

  • 5

    Terpenos. Disponvel em: < http://aliceweb.desenvolvimento.gov.br/ > Acesso em: 16 jul.2002.

    ATENO: Atente tanto para a formatao (negrito, itlico, maisculas, etc), quanto para a pontuao. Estes elementos fazem parte da maneira correta de se fazer uma citao bibliogrfica.

    Se voc ainda tiver dvidas, no exite em perguntar ao seu professor ou consulte um livro sobre citaes bibliogrficas. Uma excelente recomendao disponvel na biblioteca do ICEB/UFOP a seguinte:

    FRANA, J. L. et al. Manual para normatizao de publicaes tcnico-cientficas. 5ed rev. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001, 211p.

    05 NORMAS GERAIS DE SEGURANA EM LABORATRIO

    Ao executar uma experincia, voc deve ter conhecimento das prticas e dos processos usuais de trabalho no laboratrio. Isto requer uma ateno especial, pois neste curso espera-se que voc faa mais do que repetir uma sucesso de operaes indicadas. necessrio conhecer bem o equipamento e o trabalho de laboratrio para investigar com sucesso os problemas apresentados. O sucesso de seu trabalho depender, em grande parte, da sua capacidade de seguir as sugestes e conselhos do professor. Quando em dvida, consulte-o.

    No laboratrio, devem ser observadas as instrues e normas abaixo relacionadas, que so fundamentais para a sua segurana e dos demais colegas:

    - Para iniciar os trabalhos: Ao realizar cada experincia leia antes as instrues correspondentes. Consulte seu professor cada vez que ficar em dvida sobre uma atividade proposta.

    - O laboratrio no lugar para brincadeiras: O laboratrio sempre um lugar para se trabalhar com responsabilidade. As brincadeiras devem ficar para outro lugar mais adequado. Trabalhe com ateno, prudncia e calma.

    - Observe o material a ser utilizado: No trabalhar com material imperfeito ou defeituoso, principalmente os vidros que tenham pontas ou arestas cortantes.

    - Cuidado com as substncias desconhecidas: Nunca se deve trabalhar com substncias qumicas das quais no se conheam as propriedades. Faa apenas as experincias indicadas pelo seu professor.

    - Nossa pele e produtos qumicos no combinam: No toque com os dedos nos produtos qumicos. Caso alguma substncia caia na sua pele, lave imediatamente com bastante gua e avise seu professor.

    - Seja observador: muito importante que voc anote todas as observaes e concluses durante a realizao de uma atividade experimental. Esses dados suportaro a confeco de seu relatrio.

  • 6

    - Substncias inflamveis: As substncias inflamveis no devem ser aquecidas em fogo direto. Pode-se fazer um aquecimento indireto em banho-maria.

    - Mantenha limpa sua bancada de trabalho: Conserve sempre limpo seu material e sua bancada de trabalho. Evite derramar lquido ou deixar cair slido no cho ou na mesa. Caso isto acontea, lave imediatamente o local com bastante gua. Deixe os materiais da mesma maneira em que os encontrou no incio da aula, limpos e organizados.

    - Ao final do trabalho: Ao sair do laboratrio, lave as mos, verifique se os aparelhos esto desligados e se no h torneiras de gua ou gs abertas.

    - A sua segurana em primeiro lugar: Quando voc trabalhar com substncias corrosivas, use sempre mscar