Apostila sobre medições em sinais de vídeo,áudio e rf

download Apostila sobre medições em sinais de vídeo,áudio e rf

of 28

  • date post

    04-Apr-2018
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Apostila sobre medições em sinais de vídeo,áudio e rf

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    1/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    1

    Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf.

    Laboratrio Tcnico da Rede do Interior.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    2/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    2

    Ganho de insero.

    Definio: a diferena, em unidades IRE, entre a amplitude de um sinal deteste na recepo e o sinal original.

    Medida: Usa-se o pulso 2T com uma amplitude de 100 unidades IRE. Adiferena entre o sinal no receptor e o sinal injetado o ganho de insero. O

    ganho de insero no deve ultrapassar +/- 3 IRE.

    Distoro de campo.

    Definio: a medida de distores em muito baixas freqncias (10 Hz a 10Khz).

    Medida: usa-se o sinal de barra de campo. A medida feita comparando-se amudana de amplitude do sinal medido com o sinal injetado. Os primeiros e

    ltimos 250 micro segundos devem ser ignorados. A excurso no topo da barrano dever exceder a 4 unidades IRE.

    Distoro de linha.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    3/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    3

    Definio: a medida de distores em freqncias baixas (15 Khz a 1 Mhz).

    Medida: usando-se como sinal a barra de linha verifica-se a distoro no topoda barra em relao ao sinal injetado. As extremidades do sinal no so levadasem considerao. A excurso do sinal no dever exceder 4 unidadesIRE.

    Distoro linear de curta durao.

    Definio: a medida da distoro em freqncias mdias (500 Khz a 4 Mhz).

    Medida: so usados os sinais de barra de linha e 2T. A medida feitaverificando-se as variaes, dentro do intervalo de 1 micro segundo, em ambosos lados da barra. Estas variaes no podem ultrapassar 10 IRE.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    4/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    4

    O pulso 2T medido deve ter 100 unidades IRE com tolerncia de +/- 6IRE.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    5/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    5

    Desigualdade de ganho croma-luminncia.

    Definio: a verificao da diferena causada durante o processo detransmisso, entre o ganho dos sinais de cor e de luminncia.

    Medida: usado o sinal SIN2 modulado. A amplitude do sinal recebido deveter, no mximo, uma diferena de +/- 3 IRE em relao ao sinal deluminncia.

    RCL.

    Definio: a mesma medida anterior.

    Medida: o mesmo que o anterior, apenas o resultado dado em porcentagem edeve ser de +/- 6%.

    Desigualdade de fase croma-luminncia.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    6/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    6

    Definio: a verificao da variao da fase (atraso ou avano) entre o sinalde croma e o de luminncia, causada por diferenas de caractersticas na

    transmisso entre um e outro.

    Medida: atravs do sinal SIN2 modulado realizada a medida.Mediante as leituras de Y1 e Y2 e com a expresso matemtica pode-secalcular esta defasagem que no deve ser superior a 75 ns.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    7/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    7

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    8/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    8

    DFCL(ns)=20 x raiz de(Y1Y2).

    Resposta em freqncia.

    Definio: a variao de ganho na faixa de freqncia de vdeo.

    Medida: utilizado o multiburst. O sinal na recepo deve apresentar umadiferena de, no mximo, +3 e -5 unidades IRE em relao ao sinal da entrada.

    O burst deve ser de 40 IRE com uma variao de +/- 4

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    9/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    9

    IRE.

    Distoro de forma de onda de longa durao (bounce).

    Definio: a medida da variao do nvel de apagamento de acordo com avariao do nvel de luminncia (APL).

    Medida: para esta medida utilizado o sinal de bounce de campo plano.Variando-se o nvel de 10 para 90 IRE verifica-se o deslocamento do nvel deapagamento. Este deslocamento no pode exceder 5 IRE e deve voltar a suaposio original em menos de 1

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    10/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    10

    segundo.

    Ganho diferencial.

    Definio: a medida da variao do ganho da croma com a alterao do nvelde luminncia.

    Medida: com a ajuda de um vectoroscpio, e usando o sinal de starcaise,compara-se a amplitude dos degraus das extremidades. Valores ideais soprximos a

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    11/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    11

    4%.

    Fase diferencial.

    Definio: a medida da variao da fase da croma de acordo com a variaoda luminncia.

    Medida: atravs de um vectoroscpio verificado, com o sinal de starcaise, aquantidade de graus desta variao. Este valor no deve exceder 4

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    12/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    12

    graus.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    13/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    13

    Rudo aleatrio ponderado.

    Definio: a taxa, expressa em dB, da amplitude RMS do rudo medido narecepo aps um limitador de banda e uma rede de ponderao.

    Medida: a medida feita com um instrumento de leitura RMS sem sinal devdeo aplicado ao equipamento e com uma carga na entrada com impednciacaracterstica. A relao s/n poder pode ser computada atravs da seguinteequao matemtica: RSRp = 20 log (Vs/Vnp RMS) onde:Vs = amplitude do sinal pico a pico do vdeo.

    Vnp RMS = nvel do rudo medido.A relao sinal-rudo dever ser maior ou igual a 53 dB.

    Relao sinal-rudo peridico.

    Definio: a medida da interferncia de rudos de alta ou baixas freqncias.Esta medida feita tendo uma relao, em dB, entre o sinal de luminncia com100 IRE e a amplitude pico a pico do rudo.

    Medida: esta medida feita com o sinal de campo com 100 IRE. medido o

    rudo sobreposto ao sinal de vdeo e depois estes valores so aplicados naseguinte equao: RSR = 20 log (Vs/Vnpp) onde:Vs = sinal com amplitude de 100 IRE.Vnpp = amplitude pico a pico do rudo peridico.Abaixo de 1 Khz a RSR dever ser maior ou igual a 50 dB. Entre 1 Khz e 4,2Mhz dever ser maior ou igual a 50 dB.Na faixa entre 1 Khz a 4,2 Mhz necessrio a colocao de um filtro passabaixa na sada para a realizao da medida.

    Resposta de freqncia.

    Definio: a faixa de freqncia de udio em que o equipamento podeoperar.

    Medida: um sinal de udio aplicado e sua freqncia deve variar ao longo dafaixa desejada. Respeitando-se a pr-nfase o aparelho deve responder deacordo com um padro pr-definido.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    14/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    14

    Distoro harmnica de udio.

    Definio: a distoro inserida pelo aparelho no sinal de udio.

    Medida: insere-se o valores de freqncia definida na entrada e com umanalisador de distoro de udio verifica-se a porcentagem de distoro nasada. Este valor no pode exceder 1,5%.

    ICPM (Incidental Carrier Phase Modulation).

    Definio: a variao de fase da portadora de vdeo de acordo com o nvel dosinal de vdeo.

    Medida: usado o sinal de starcaise sem modulao ou um sinal de rampa nomodulado para este teste. Para se conseguir a leitura de ICPM pode-se usar umgerador de vdeo 1450 junto com o 1780R. Conecta-se a sada do demoduladorcom um dos canais verticais do monitor de forma de onda e a sada dequadratura com a entrada horizontal. necessrio que seja colocado um filtropassa-baixa na conexo da entrada horizontal. A entrada vertical deve serselecionada para trabalhar com o filtro passa-baixa. No caso do 1780R a leituraser direta. Caso se use um outro monitor de forma de onda necessrio uma

    gratcula especfica. O efeito do ICPM pode ser percebido em um receptornormal de TV como um rudo no udio.

    Fator K.

    Definio: a analise quantitativa, atravs de uma retcula, do pulso seno-quadrado.

    Medida: atravs de uma retcula prpria verifica-se o pulso e seus lbulos

    menores. Se eles estiverem dentro dos limites no haver degradao naimagem. A porcentagem considerada como ideal de 2%. Fantasmas nas linhasverticais na imagem indicam que a porcentagem do fator K est muito acima do

    recomendado.

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    15/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    15

  • 7/30/2019 Apostila sobre medies em sinais de vdeo,udio e rf

    16/28

    Eletricazine, a pgina da engenharia eltrica e computao http://www.eletricazine.hpg.ig.com.br

    16

  • 7/30/2019 Apost