Apresentacao aes eletropaulo_4_t12_v7

download Apresentacao aes eletropaulo_4_t12_v7

of 18

  • date post

    18-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    92
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Apresentacao aes eletropaulo_4_t12_v7

  • 1. Resultados do 4T12 Fevereiro, 2013

2. Principais destaques de 2012Operacional Investimentos de R$ 831 milhes em 2012, aumento de 12% em relao ao ano de 2011 Reduo de 19% no DEC e de 15% no FEC Aumento de 1,0% no consumo de energiaFinanceiro Receita bruta totalizou R$ 15.314 milhes, aumento de 0,5% Ebitda de R$ 656 milhes, reduo de 77% Lucro Lquido de R$ 108 milhes, diminuio de 93%Regulatrio Em 24 de janeiro de 2013, foi aplicado ndice de reviso tarifria extraordinrio com base no Programa de Reduo do Custo de Energia, regulamentado atravs d MP 579 que f i convertida na L i 12 783 em 14 d R d d C t d E i l t d t da foi tid Lei 12.783 de .Dividendos Di idendosjaneiro de 2013. A reduo mdia das tarifas foi de 20%, em vigor a partir de 24 de janeiro de 2013 A Administrao prope a distribuio de proventos no montante total de R$ 55 milhes, referente a 25% do p p p $ , lucro distribuvel de 2012, j incluindo o valor dos juros sob capital prprio, sendo R$ 0,31/ao ON e R$ 0,34/ao PNCaso Eletrobrs Em 21 de fevereiro de 2013 foi publicada a deciso do TJRJ favorvel AES Eletropaulo anulando 2013, Eletropaulo, integralmente a deciso de 1 instncia de 12 de dezembro de 2012 2 3. Principais destaques de 2012Social Segurana: queda de 19% em acidentes com colaboradores prprios e terceirizados, sendo registrado 1 fatalidade com colaborador contratado e diminuio de 19% nos acidentes fatais com a populao I Inovao e E Excelncia para a Satisfao do Cliente: di d satisfao d cliente atinge 80 6% na pesquisa l i S ti f d Cli t ndice de ti f do li t ti 80,6%, i Abradee o maior ndice desde que a pesquisa foi iniciada Desenvolvimento e Valorizao de Comunidades: investimento de R$ 122 milhes em projetos sociais, eficincia energtica e acesso energia eltrica regularizada beneficiando cerca de 1 7 milho pessoas regularizada, 1,7Ambiental Uso Eficiente dos Recursos Energticos: R$ 44 milhes investidos em 520 unidades como hospitais, escolas e prdios pblicos, gerando eficincia e com consumo de energia eltrica reduzido em 38.846 MWReconhecimentos Prmio Nacional da Qualidade - PNQ 2012, da Fundao Nacional de Qualidade - FNQ ISE ndice de Sustentabilidade Empresarial, da BM&FBovespa 2012/2013 - pelo oitavo ano consecutivo Eleita a empresa mais admirada do Brasil, pelo quarto ano consecutivo, na categoria Fornecimento de Energia . Eltrica no prmio promovido pela revista Carta Capital Prmio Criana, da Fundao Abrinq/Save the Children, pelo atendimento crianas de at 6 anos no Centro de Educao Infantil Luz e Lpis Guia Exame de Sustentabilidade, o Grupo AES Brasil foi reconhecido como uma das 20 empresas modelo em sustentabilidade pela revista Exame. 3 4. Crescimento do consumo em funo do desempenho das classes residencial e comercial Evoluo do Consumo (GWh) +3,8%-3,2%16.408 17.029+1,7%+4,4%+2,0%11.614 11.815-3,6%36.817 37.570+1,0%45.101 45.5578.284 7.987 5.996 5.8032.799 2.922ResidencialIndustrialComercialPoder Pblico e Outros 20111 Consumo prprio no consideradoMercado CativoClientes LivresMercado Total20124 5. DEC abaixo do limite regulatrio, sendo o menor desde 2006 DEC (ltimos 12 meses)DEC (ltimos 12 meses)-17% 10,099,328,688,678,499,87 11,86200910,60201010,362011Referncia Aneel8,23 8,358,232012jan/13DEC (horas)jan/12jan/13DEC (horas)DEC Referncia Aneel para 2013: 8,49 horas p ,1 Durao das interrupes Fonte: ANEEL e AES Eletropaulo5 6. FEC permanece abaixo do limite regulatrioFEC (ltimos 12 meses) 7,877,39FEC (ltimos 12 meses)6,936,876,64 -15%6,1720095,465,4520102011Referncia Aneel4,654,555,374,552012jan/13jan/12jan/13FEC (vezes)FEC (vezes)FEC Referncia Aneel para 2013: 6,64 vezes p ,1 - Frequncia das interrupes Fonte: ANEEL e AES Eletropaulo6 7. Nvel de perdas abaixo do referencial regulatrio pa a 3 Ciclo para o 3 C c o de Reviso Tarifria e so a a Perdas (ltimos 12 meses)11,8 11 8Referencial Regulatrio - Perdas Totais (ltimos 12 meses)10,610,910,510,25,34,44,04,16,56,56,56,1200920102011201210,3Perdas Tcnicas2011/20122012/20139,89,42013/20142014/2015Perdas no Tcnicas1- Em janeiro de 2012, a Companhia aprimorou a metodologia de apurao das perdas tcnicas. Como consequncia desse fato, as perdas tcnicas calculadas situam-se em torno de 6,1%. 2 Valores estimados pela Companhia para torn-los comparveis ao referencial para perdas no tcnicas do mercado de baixa tenso determinado pela Aneel.7 8. Investimentos direcionados expanso do sistema, manuteno e qualidade dos servios ao cliente Histrico dos Investimentos (R$ milhes)Investimentos (R$ milhes) 4T12 R$ 252 milhes800739 222012 R$ 831 milhes21663831 357 11 9647 5970026 60019610832500 40028 36 35717+21%796 62130020925272213920061002032444T114T12020112012 RecursosPrprios2013(e)1ManutenoFinanciadospeloclienteServio ao Consumidor Expanso do Sistema Recuperao de Perdas TI Financiado pelo cliente Outros1 Capex de manuteno o investimento realizado para modernizao da rede e melhoria da qualidade do servio8 9. Receita bruta reflete a expanso das classes residencial e comercial e reviso tarifria Receita Bruta (R$ milhes)+0,5%15.24015.3145.4055.3543.8383.88523721.3731.308 1 30823722.4532.5569.81320119.887+1,2%2012 4T11 4T12 ReceitaLquidaexreceitasdeconstruo ReceitasdeConstruo DeduesReceitaBruta 9 10. Custos e Despesas Operacionais (R$ milhes)+21%6.940Maior preo mdio de compra de energia devido energia proveniente de leiles, variao do dlar e reajuste do contrato bilateral8.390 1.5311.2515.68920116.8582012+27%1.9234T114T12SuprimentodeEnergiaeEncargosdeTransmisso Suprimento de Energia e Encargos de Transmisso1 No inclui depreciao e outras receitas e despesas operacionais2.3211.827 358 1.469 1 4692 Pessoal, Material e Servios398PMS e Outras Despesas PMSeOutrasDespesas10 11. Itens de PMSO controlveis pela Companhia abaixo da inflao do perodo PMSO (R$ milhes)+4,9% 4 9%381061.2511.2512011 reportadoNo recorrente 201149(25)1.5071.555 1 5551.5311.531PCLDReestruturao e reorganizaoNo recorrente 20122012 reportado5428301.3571.3571.4231.4231.4232011: ex no recorrentesDissdio ColetivoOutros2012: ex no recorrenteFCESP1 No recorrente 2011: Reverses de contingncias trabalhistas e tributrias e mudana no critrio de contabilizao da PCLD 2 Outros: Despesas com Plano de Ao 2011-2012, manuteno de frota, call center , compensados pela reduo nas despesas com publicidade e consultoria, entre outros. 3 No recorrente 2012: Reverses de proviso cvel e trabalhista no 2T12 e despesas com TI11 12. Reduo do Ebitda reflete a reviso tarifria, maiores custos com Parcela A e ganho extraordinrio (AES Atimus SP em 2011) Ebitda (R$ milhes)(782)(707)(263) 2.848 2 848(232) (159) (49)6562011Parcela ANo recorrentes 2011 e 2012Mercado, reviso e reajuste sobre Parcela BPMSO1 Variao do PMSO, excluindo custos de reorganizao e reestruturao e no recorrentes 3T11 e 3T12Outras receitas e despesasCustos de reorganizao e reestrututurao201212 13. Reduo dos juros e correo relacionados a concesso impactaram o resultado financeiro p Resultado Financeiro (R$ milhes)201120124T114T12 (2)(21)(22) 143%- 93%( ) (52)13 14. Variao do lucro lquido reflete a reviso tarifria, custos com Parcela A e venda da AES Atimus SP em 2011 Lucro Lquido (R$ milhes)1.572Dividendos 2012 (R$ milhes) 354 11Lucro do Exerccio - 31 DEZEMBRO 2012 - 93%687Realizao de ajuste de avaliao patrimonial172108Dividendos e JSCP prescritos1.207699Constituio de Reserva Legal (5%)- 111% 64718 137 (121)(132)Base para distribuio de dividendos Dividendos intermedirios j di ib d Di id d i di i distribudos JSCP j destinados - 31/12/2012(73)(470)(228)Dividendos complementares propostos Reserva estatutria201120124T114T12107,9 89,9 5,1 (9,9) 193,1 54,3 0,5 138,2Datas previstas: Ex-dividendos: 05/04/13; Pagamento: at final de 2013LucroLquidoajustado Lucro Lquido ajustado VariaodositensdaParcelaA EfeitosdaPostergaodaRevisoTarifria 14 15. Menor gerao de caixa devido reviso tarifria e aumento das despesas com Parcela AGerao de Caixa Operacional (R$ milhes)Saldo Final de Caixa (R$ milhes)- 48%- 41%2.416 1.2181.390 814201120122011201215 16. Aumento da dvida lquida em funo do menor saldo de disponibilidades Custo Mdio e Prazo Mdio (Principal)Dvida Lquida 6,2x 4,9x6,96,61,4x 0,9x118,0%110,2% 2,3 233,1 31201120122011 12,1%2012 Taxa efetiva11,3%Divida Lquida (R$ bilhes) Divida Bruta/ Ebitda Ajustado / Divida Lquida/ Ebitda Ajustado 1 EBITDA ajustado pelas despesas referentes a Fundao Cesp e ativos e passivos regulatrios.Tempo mdio Anos mdio-% do CDI 16 17. Aumento da eficincia para operar dentro dos limites regulatrios Principais Iniciativas Mudana da sede corporativaOperacionais Otimizao das bases operacionais Reviso do nmero de lojas atravs do aumento de servios terceirizados Reestruturao organizacional Crescimento de 30% na produtividade das equipes operacionais da regional norte (em fase de implementao para demais regionais) Aumento do nmero de clientes atendidos por canais automticos R Renegociao d contratos d suprimentos i dos t t de i tFinanceiras Venda de imveis com valor estimado de R$ 239 milhes, dos quais R$ 160 milhes j foram vendidos Renegociao dos covenants e alongamento do perfil da dvida Reduo nas despesas gerenciveis estimada em R$ 100 milhes a partir de 201317 18. Resultados 4T12 Declaraes contidas neste documento, relativas perspectiva d ti dos negcios, projees d resultados i s j de lt d operacionais e financeiros e ao potencial de crescimento das Empresas, constituem-se em meras previses e foram baseadas nas expectativas da administrao em relao ao futuro das Empresas Essas expectativas so altamente Empresas. dependentes de mudanas no mercado, do desempenho econmico do Brasil, do setor eltrico e do mercado internacional, estando, portanto, sujeitas a mudanas.