Apresentação completa gin

Click here to load reader

  • date post

    02-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    3.171
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Apresentação completa gin

  • 1. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIROSecretaria Municipal de Educao3 Coordenadoria Regional de EducaoESCOLAGERNCIADE INFRAESTRUTURA

2. Secretaria Municipal de Educao CINCoordenadoria de Infraestrutura GME GPO GAEGerncia de Material e EquipamentosGerncia de Planejamento e Obras Gerncia de Alimentao EscolarGIN Gerncia de Infraestrutura/ 3 CRE2 3. Gerncia de Infraestrutura 3 CRE Gerencia as aes que viabilizem o funcionamento das UnidadesEscolares, no que se refere : Rede fsica; Materiais e equipamentos; Programa de Alimentao Escolar; Consumo de concessionrias (gua, luz, gs e telefone) 3 4. REDE FSICARefere-se s aes desenvolvidas e executadas para a manuteno do prdio escolar, Compete GIN acompanhar a execuo de obras de construo, reconstruo, acrscimos, reformas e demais intervenes.PROGRAMA CONSERVANDO ESCOLAS/ RIOURBE Intervenes emergenciais aes imediatas que viabilizem o pleno funcionamento da Unidade Escolar Intervenes programadas aes planejadas (reformas) necessrias para a conservao do prdio escolarEm caso de necessidade, entrar em contato com a GIN solicitandouma visita do Conservando. 4 5. MATERIAIS E EQUIPAMENTOSCompete GIN: Orientar as aes relativas confeco, manuteno e/ourecuperao de mobilirio e equipamentos. Receber e distribuir mobilirio, materiais e equipamentos para asUnidades Escolares; Acompanhar e analisar o consumo de concessionrias dasUnidades Escolares visando a utilizao de forma consciente. Cabe a Unidade Escolar solicitar poremail ou memorando o reparo ouconfeco dos mobilirios.5 6. MATERIAIS E EQUIPAMENTOSALMOXARIFADO As notas fiscais de todo material que chegar na Unidade Escolardeve ser assinada pelo servidores autorizados na FICHA DE CADASTRODO ALMOXARIFADO, encaminhada anualmente pela GIN. Antes de efetuar as compras com os recursos do SDP, o gestordeve enviar para a GIN o memorando CONSULTA AOALMOXARIFADO disponvel no site da 3CRE/GIN, para saber se a CREpossui o material necessrio e/ou se h previso de recebimento. 6 7. MATERIAIS E EQUIPAMENTOSCONCESSIONRIASTodo o consumo de luz, gua, gs e telefone analisado pela GIN.Por isso, as faturas de cada unidade escolar chegam diretamente 3CREpara pagamento. As concessionrias so : Light, CEDAE, CEG e OI. Economicidade:Caso a Unidade Escolar receba As Unidades Escolares alguma fatura de consumo, devem usar de forma consciente dever encaminhar a mesma seus recursos, dentreeles, GIN. energia, gua, gs e telefone.A GIN acompanha os gastos de forma a auxiliar e alertar s Unidades sobre a necessidade de economia.A ECONOMIA NAS LIGAES DE CELULAR IMPORTANTE, POISSOMENTE UM PERCENTUAL DO TOTAL GASTO PAGO PELA PREFEITURA, ORESTANTE DEVE SER PAGO COM RECURSOS PRPRIOS DOS GESTORES DAUNIDADE ESCOLAR.7 8. MATERIAIS E EQUIPAMENTOSCONCESSIONRIAS EmergnciasEm casos de falta de luz ou reparo na linha telefnica, aUnidade Escolar pode entrar em contato diretamente com asconcessionrias: LIGHT 0800 282 1380 ELT ADE OI 0800 031 8031 E FA S D M OOS D EDID ODE .C AS S P S P GIN OTodas as EM UA, PIPA PELAocorrncias devem G RRO ITOSser comunicadas CA ER FESGIN!8 9. MATERIAIS E EQUIPAMENTOSCONCESSIONRIAS Pedido de cilindro de gsA Unidades Escolares utilizam os cilindros de 45 KG e eventualmente de13 KG. Os pedidos devem ser feitos GIN com antecedncia, pois aempresa leva at 48 horas para realizar a entrega.As DANFEs de gs so atestadas da mesma forma que as DANFEsde merenda, incluindo a conferncia no site da Receita Federal. Monitoramento da guaO monitoramento da gua do prdio escolar precisa acontecer acada 6 meses, segundo a Lei n 3527 de 17/04/2003.Deve ser enviado GIN, a cpia da nota fiscal ou ordem de servio ea cpia do laudo de anlise bacteriolgica da gua. 9 10. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 3 Coordenadoria Regional de Educao Gerncia de InfraestruturaPROGRAMA DEALIMENTAO ESCOLAR 10 11. INTRODUO A Alimentao Escolar direito dos alunos da educao bsica pblica edever do Estado. Neste sentido, na Cidade do Rio de Janeiro, o ProgramaNacional de Alimentao Escolar (PNAE), destinado s escolas e creches, temo objetivo de garantir s crianas matriculadas nas Unidades Municipais oacesso a uma alimentao saudvel e adequada, que compreende o uso dealimentos variados, seguros, que respeitem a cultura e que promovam aformao de hbitos alimentares saudveis.O plano alimentar elaborado pelo Instituto de Nutrio Annes Dias,sendo composto por quatro semanas de cardpios (semana A, semana B,semana C e semana D), iguais para toda a Rede Municipal, de acordo com otipo de refeio a ser fornecida. As refeies levam em considerao o tempode permanncia do aluno na escola e a faixa etria nas creches.11 12. PROGRAMA DE ALIMENTAO ESCOLARA execuo do Programa de Alimentao Escolar de totalresponsabilidade do diretor da Unidade Escolar. Sua execuo inclui:Manuteno da cozinha, refeitrio, despensa e equipamentosControle de gneros da despensaPedido de merendaRecebimento de gneros Execuo do cardpio Mapa de consumo de merendaAtestao e encaminhamento de notas fiscais 12 13. COZINHA/ REFEITRIO/ DESPENSA Manter os espaos e equipamentos organizados em condio de higiene e limpeza, lembrando que no permitido o armazenamento de material de limpeza dentro da despensa nem qualquer outro material que no pertena ao PAE; S permitida a entrada de pessoas autorizadas pela direo cumprindo as mesmas disposies de higiene recomendadas para os manipuladores; Manter fixado na cozinha a ficha de preparao e cardpio, a relao de marcas homologadas, cpia do pedido semanal e guia alimentar. O cardpio atualizado deve estar exposto para a comunidade escolar e tambm afixado no refeitrio. 13 14. PEDIDO DE MERENDA1. PERFIL (Tela M010T): O sistema noO perfil deve ser cadastrado no incio de cada permitir a realizaoms, com base Sistema de Controle Acadmico (SCA), do primeiro pedido dedigitando 100% do n de matrculas. cada ms se o perfil no estiver atualizado.2. MAPA DE CONSUMO (Tela M040T): O mapa de merenda a prestao de contas dos recursos do PAE,supervisionada pelo Tribunal de Contas e Controladoria Geral do Municpio.O mapa deve ser atualizado antes da realizao do pedido, SEMANALMENTE.Sem a atualizao do mapa, o sistema no permitir a digitao do pedido.O n de refeies servidas no pode ser maior que a quantidade registrada noperfil. importante verificar o quantitativo de funcionrios licenciados e defrias ao atualizar o perfil e o mapa! Mediante fiscalizao, o sistemadeve estar compatvel com a realidade da Unidade Escolar. 14 15. PEDIDO DE MERENDA3. PEDIDO (Tela E050T):O pedido de merenda realizado semanalmente, de acordo com ocardpio estipulado. Os pedidos devem ser realizados impreterivelmenteentre quinta e sexta-feira. Caso ocorra problemas com a Internet, dirigir-se Unidade Escolar mais prxima ou CRE dentro do prazo. Antes de realizar o pedido, necessrio: - Conferir a despensa para que no haja excesso de gneros em estoque; - O mapa de consumo deve estar atualizado; - O pedido s poder ser digitado de acordo com a porcentagem autorizada pela Gerncia de Alimentao Escolar - GAE . ( Ex: 60% do total de matrculas) O SISTEMA NO PERMITIR A DIGITAO DO PEDIDO SEMA ATUALIZAO PRVIA DO MAPA DE CONSUMO! 15 16. ATENO!Caso o gestor perceba que o percentual autorizado para a oferta demerenda no atende s necessidades de sua Unidade Escolar, deverencaminhar um memorando GIN, solicitando o aumento de percentualou a extenso de desjejum, suplementao e/ou refeio, justificando anecessidade.Registrar sempre o mesmo nmero de refeies preparadas no msna atualizao do mapa de consumo, pode caracterizar que a direo daUnidade no acompanha a preparao e a distribuio das refeies. 16 17. RECEBIMENTO DE GNEROSO recebimento de gneros deve ser supervisionadopelo diretor, devendo conferir:- a nota fiscal constando o nome da Unidade Escolar, A CONFERNCIA DA NOTA FISCAL JUNTO COM Oos itens e as marcas conforme relao do INAD e a PEDIDO DE MERENDA EVITAquantidade de acordo com o pedido da semana; QUESEJAMRECEBIDOS GNEROS NO PREVISTOS NO PEDIDO OU DUPLICADOS,- a condio dos gneros recebidos no que tange BEM COMO IDENTIFICAOembalagem, temperatura, higiene, qualidade, validade e DA FALTA DE ITENS QUEarmazenamento. Mesmo que o entregador tenha pressa, DEVERIAM SER ENTREGUES!necessrio seguir todas as orientaes para o adequadorecebimento dos gneros!No havendo nenhum problema na entrega, atestar a nota fiscal,devolvendo uma via ao entregador. 17 18. RECEBIMENTO DE GNEROSCancelamento de GnerosA Unidade Escolar dever enviar a solicitao de cancelamento de gneros,disponvel no site da 3CRE/GIN, ao perceber que o mesmo no ser necessrio poralgum motivo. imprescindvel que este documento seja enviado com at 48horas deantecedncia da data prevista para a entrega.Controle de qualidade A Unidade Escolar dever enviar o memorando de notificao quanto salteraes no fornecimento de gneros alimentcios, quando as condies deentrega ou o prprio gnero estiverem em desacordo com as normas especificadaspelo Programa de Alimentao Escolar. O modelo do memorando est disponvel nosite da 3CRE/GIN.18 19. ATESTAO DE DANFEs (Notas Fiscais)A atestao da nota fiscal sem rasura, com 3 (trs) assinaturas e a identificao completa dos servidores (nome e matrcula), comprova a condio satisfatria dos gneros recebidos. Lembramos que a data da atestao deve ser igual ou maior que a data de sada/entrada indicada na nota fiscal. DESTINO DAS VIAS DA NOTA FISCAL: UMA VIA VOLTAUMA VIA PARA O UMA VIA PARACOM OARQUIVO DACRE/GIN ENTREGADORESCOLA As atestaes s podero ser feitas por servidores que tenham seus nomespublicados em Dirio Oficial, tendo por obrigatoriedade que uma delas seja dodiretor ou diretor adjunto. Em caso de rasuras na data, fazer: da Vale a emenda: to Auxiliarumen trnica - Doc cal Ele Rio de Janeiro, __/__/__ DANFEFis1 assinatura2 assinatura Nota3 assinatura 19 20. ATESTAO DE DANFEs (Notas Fiscais) Registrar no verso da nota fiscal, a EXCLUSO dos itensque: - no foram entregues em tempo hbil para apreparao e consumo; - esto imprprios para o consumo e no repostosde