Apresentação

Click here to load reader

  • date post

    08-Jul-2015
  • Category

    Education

  • view

    316
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Apresentação

  • Instituto Politcnico de SantarmEscola Superior de Educao de Santarm

    Psicologia da Comunicao2 Ano Educao e Comunicao Multimdia PL

    Docente:

    Snia Galinha

    Discentes:

    Andr Silva Fbio Estvo Ricardo Caseiro

  • Conceito de Assdio Moral no Trabalho

    Assediado e Assediador

    Tipos e Etapas de Assdio Moral

    Consequncias do Assdio Moral

    Preveno e Interveno do Assdio Moral

    Enquadramento legal

    Contedos

  • Conceito de Assdio Moral no Trabalho

    Trata-se de assdio moral, quando um trabalhador est

    sujeito a humilhaes, ameaas e actos que diminuem a sua

    auto-estima. Estes actos podem causar diversos

    constrangimentos para com o assediado, atingindo assim a

    sua sade fsica e mental, bem como, por vezes, a perda do

    seu posto de trabalho.

  • Existem diversos comportamentos de perseguio

    obsessiva. Os mais habituais so:

    Chamadas telefnicas

    Vigilncia no lar

    Vigilncia no trabalho

    Perseguio na rua

    Envio de cartas

  • Assediado e Assediador

    Em alguns casos, o assediado um alvo fcil de

    assdio moral, devido pouca confiana em si

    prprio, ao facto de desempenhar as suas funes

    de forma menos correcta e com pouco

    profissionalismo. Por outro lado, os indivduos com

    qualidades profissionais e pessoais, podem ser

    tambm alvos de assdio, devido ao cime ou

    inveja.

  • O assediador pode ser um indivduo ou mais do que

    um. As principais caractersticas do assediador

    assentam na personalidade, nas ameaas de perda

    de poder e controle e ainda na liderana negativa.

    Segundo vrios autores, a experiencia de vida do

    indivduo, a sanidade mental e os problemas com o

    consumo de lcool ou drogas so aspectos que se

    podem verificar no perfil do assediador.

  • Tipos e Etapas de Assdio Moral

    Assdio vertical descendente (proveniente da

    hierarquia), ou seja, procedimentos abusivos de um

    superior para com um subordinado.

    Assdio horizontal (proveniente de colegas). Este

    tipo de assdio frequente quando dois colegas

    disputam um lugar ou uma promoo;

  • Assdio misto (um assdio horizontal que passa a

    assdio vertical descendente). O assdio horizontal

    prolongado e sem interferncia da hierarquia, que

    desta forma se torna cmplice, passa a ser um

    assdio vertical descendente;

    Assdio ascendente (proveniente de um ou mais

    subordinados que assediam um superior).

  • Consequncias do Assdio Moral

    O assdio moral pode ter repercusses negativas difceis de

    contabilizar. Pode originar na vtima danos irreversveis e, em

    casos extremos, poder, inclusivamente, levar ao cometimento de

    suicdio. As consequncias podem ser extremamente nefastas,

    com possveis reflexos ao nvel da sade, fsica ou psquica do

    assediado, influindo negativamente na sua prpria famlia tal

    como nas relaes sociais. Os seus efeitos nocivos podero

    estender-se mesmo prpria empresa que permite este

    fenmeno, mas, por fim, repercutir-se-o sempre sobre a

    sociedade.

    Rocha Pacheco (2007)

  • Preveno e Interveno do Assdio Moral

    Numa fase inicial, o empregador dever estabelecer

    uma politica de preveno de conflitos, de

    informao e formao dos quadros dirigentes para

    evitar futuras situaes de assdio, isto , praticar

    uma boa preveno, porm, quando o processo j se

    encontra numa fase avanada, o empregador

    deveria possibilitar vtima entrar em processo de

    reabilitao profissional.

    Leymann (2000)

  • Enquadramento legal

    Declarao Universal dos Direitos Humanos

    Constituio da Repblica Portuguesa

    Directiva Quadro de Segurana, Higiene e Sade

    no Trabalho 89/391/CEE de 12 de Junho de 1991.

    Novo cdigo de trabalho (Lei n99/2003 de 27 de

    Agosto)

  • Instituto Politcnico de SantarmEscola Superior de Educao de Santarm

    Psicologia da Comunicao2 Ano Educao e Comunicao Multimdia PL

    Docente:

    Snia Galinha

    Discentes:

    Andr Silva Fbio Estvo Ricardo Caseiro