arco servicos domesticos i

download arco servicos domesticos i

of 204

  • date post

    08-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    330
  • download

    31

Embed Size (px)

Transcript of arco servicos domesticos i

  • ColeoGuia de Estudo

    Programa Nacional de Incluso de Jovens

    Arco Ocupacional

    Servios Domsticos I

    2006

    Presidncia da RepblicaSecretaria - Geral

    Secretaria Nacional de JuventudeCoordenao Nacional do Programa Nacional

    de Incluso de Jovens

  • Servios Domsticos I : guia de estudo / coordenao, Laboratrio Trabalho& Formao / COPPE - UFRJ / elaborao, Servio Nacional de Apren-dizagem Comercial Departamento Nacional

    Braslia : Ministrio do Trabalho e Emprego, 2006.204p.:il. (Coleo ProJovem Arco Ocupacional)

    ISBN 85-285-0087-X

    1. Ensino de tecnologia. 2. Reconverso do trabalho. 3. Capacitao parao trabalho. I. Ministrio do Trabalho e Emprego. II . Srie.

    CDD - 607T675

    Ficha Catalogrfica

    PROGRAMA NACIONAL DE INCLUSO DE JOVENS (ProJovem)

  • Presidncia da Repblica

    Luiz Incio Lula da Silva

    Secretaria Geral da Presidncia da Repblica

    Ministro Chefe - Luiz Soares Dulci

    Ministro de Desenvolvimento Social e Combate Fome

    Patrus Ananias

    Ministro da Educao

    Fernando Haddad

    Ministro do Trabalho e Emprego

    Luiz Marinho

    Secretaria-Geral da Presidncia da RepblicaMinistro Chefe - Luiz Soares Dulci

    Secretaria Executiva

    Secretria Executiva - Iraneth Monteiro

    Secretaria Nacional da Juventude

    Secretrio - Luiz Roberto de Souza Cury

    Secretaria Nacional Adjunta

    Regina Clia Reyes Novaes

    Coordenao Nacional do Programa Nacional

    de Incluso de Jovens - ProJovem

    Coordenadora Nacional

    Maria Jos Vieira Fres

    Assessoria do ProJovem

    Articulao com os Municpios

    Gilva Alves Guimares

    Administrao e Planejamento

    Maurcio Dutra Garcia

    Gesto da Informao

    Rosngela Rita Guimares Dias Vieira

    Gesto Oramentria Financeira

    Srgio Jamal Gotti

    Gesto Pedaggica

    Renata Maria Braga SantosMrcia Seroa Motta Brando

    Superviso e Avaliao

    Tereza Cristina Silva Cotta

    Comit Gestor do ProJovem

    Coordenadora

    Iraneth Monteiro

    Integrantes

    Luiz Roberto de Souza Cury SNJMaria Jos Vieira Fres CNProJovem

    Jairo Jorge da Silva MECRicardo Manuel dos Santos Henriques MEC

    Mrcia Helena Carvalho Lopes MDSOsvaldo Russo de Azevedo MDS

    Marco Antonio Oliveira MTEAntnio Almerico Biondi Lima MTE

    Comisso Tcnica Interministerial

    Coordenadora

    Maria Jos Vieira Fres

    Integrantes

    Renata Maria Braga Santos CNProJovemAid Canado Almeida MDS

    Jos Eduardo de Andrade MDSTimothy Ireland MEC

    Ivone Maria Elias Moreyra MECAntonio Almerico Biondi Lima MTERicardo Andr Cifuentes Silva MTE

    Comisso Tcnica Interministerial

  • ESPECIALISTAS DO PROJOVEM

    JuventudeRegina Clia Reyes Novaes

    Educao BsicaVera Maria Massago Ribeiro

    Ao ComunitriaRenata Junqueira Ayres Villas-Bas

    Coordenadora PedaggicaMaria Umbelina Caiafa Salgado

    Equipe PedaggicaAna Lcia Amaral

    Maria Regina Dures de Godoy Almeida

    Equipe do Ministrio do Trabalho e EmpregoAntnio Almerico Biondi Lima

    Misael Goyos de OliveiraFrancisco de Assis Pvoas Pereira

    Marcelo Silva Leite

    Revisores de Contedo / PedagogiaLeila Cristini Ribeiro Cavalcanti (Coppetec)

    Marilene Xavier dos Santos (Coppetec)

    Arco OcupacionalUniversidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

    Coordenao dos Programas de Ps-Graduao de Engenharia - COPPEPrograma de Engenharia de Produo - PEP

    Laboratrio Trabalho & Formao - LT&FServio Nacional de Aprendizagem Comercial Departamento Nacional

    Coordenao dos Arcos OcupacionaisFabio Luiz Zamberlan

    Sandro Rogrio do Nascimento

    AUTORES

    ElaboraoServio Nacional de Aprendizagem Comercial Departamento Nacional

    Coordenao, Elaborao e RedaoRejane Leite

    Rose Zuanetti

    Pesquisa de ContedoIrene Bosisio Quental

    Flvia Oliveira de Almeida

    Projeto Grfico de RefernciaLcia Lopes

    Projeto Grfico e Editorao EletrnicaChristiane Abbade

    RevisoObra Completa Comunicao

    Eliza Sankuevitz

    IlustraesAxel Sande/Gabinete de Artes

    Montagem Foto CapaEduardo Ribeiro Lopes

  • Caros participantes do ProJovem!

    Chegamos ao fim da primeira etapa deste processo de Qualificao para o

    Trabalho. Nos meses passados, vocs tomaram conhecimento e debateram aspectos

    do trabalho que esto presentes em quase todas as ocupaes, dentro da Formao

    Tcnica Geral (FTG). Estudaram conceitos, contedos e tcnicas relacionadas aos

    temas: Mobilidade e Trabalho; Atividades Econmicas na Cidade; Organizao

    do Trabalho, Comunicao, Tecnologia e Trabalho; Gesto e Planejamento;

    Organizao da Produo; Outras Possibilidades de Trabalho.

    Enfatizamos sua participao em muitas atividades, na escola e fora dela.

    Vocs no s resolveram as coisas no papel, mas tambm exercitaram os

    conhecimentos, movimentaram-se na cidade, buscaram informaes, fizeram

    contatos e conversaram sobre o que estudaram. Teoria e prtica andaram juntas.

    Parabns pelos estudos que concluram!

    Aps terem feito essa travessia, chegada a hora de acrescentarmos

    conhecimentos que os fortaleam na formao para o mundo do trabalho. Agora,

    tem incio uma nova fase da Qualificao para o Trabalho, na qual sero tratados os

    temas especficos dos Arcos Ocupacionais.

    Cada Arco Ocupacional composto por quatro ocupaes e foi construdo

    com contedos que possibilitaro a vocs diversificada iniciao profissional,

    abrindo espao de atuao nessas ocupaes. Esta formao no

    os tornaro um especialista em cada uma delas, mas vocs

    conhecero muito mais amplamente o trabalho desenvolvido

    no conjunto das ocupaes.

    Por exemplo, voc escolheu Servios Domsticos I, vai

    iniciar-se em Faxineira, Porteiro, Cozinheira no Servio

    Domstico e Caseiro. Essa variedade de ocupaes

    certamente aumentar as possibilidades de obteno de

    trabalho e emprego.

    Desejamos a vocs bom trabalho nesta fase de seus

    estudos. Abraos e boa sorte a todos!

    Anita

  • Sumrio

    1 Quatro grandes ocupaes 8

    O mundo do trabalho uma ciranda...

    uma pessoa depende da outra 9

    Os servios so feitos por gente 12Como ser um bom profissional? 15Mundo do trabalho 29Voc vai trabalhar num lugar especial 33

    2 Faxineira 36

    O que preciso saber antes de comear a limpeza 38Como organizar o trabalho 41Equipamentos, utenslios e produtos de limpeza 42Prevenir melhor do que remediar 51Comeando a limpeza... 55Tcnicas de limpeza 56Roteiros de limpeza 68Mundo do trabalho 79

    3 Porteiro 82

    O ambiente de trabalho 85Pegando no batente... 88Problemas aconteceme os moradores precisam ser avisados 100

    Mundo do trabalho 108

    4 Cozinheira no servio domstico 112

    O ambiente de trabalho 115Grupos de alimentos 120Conservao dos alimentos 144Tcnicas de coco 148Molhos 150Sopas 152Congelados 153Mos na massa! 156Mundo do trabalho 161

    5 Caseiro 164

    O ambiente de trabalho 167Equipamentos, ferramentas e produtos 168Conhecimentos tericos e prticos

    174Mundo do trabalho199

    Anexo203Referncias 204

    174199

    203204

  • 8

    1SE

    RVI

    OS

    DO

    MS

    TICO

    S I

    Quatro grandesocupaes

    Ilu

    stra

    es

    Axel

    San

    de/G

    ab

    inete

    de A

    rtes

  • 9

    1

    QU

    ATRO

    GRA

    ND

    ES O

    CUPA

    ES

    Antigamente, os servios domsticos de uma casa ficavam a

    cargo das prprias moradoras. Geralmente as avs e as mes fa-

    ziam tudo dentro de casa: limpavam, lavavam, passavam, cuida-

    vam das plantas e dos animais de estimao, arrumavam a bagun-

    a de todo mundo, faziam comidas e doces deliciosos.

    Mas no era s isso. Costuravam roupas para a famlia, con-

    sertavam as usadas, levavam e buscavam os filhos na escola, cor-

    tavam os cabelos dos parentes e, as mais dispostas, at pintavam

    as paredes da casa sozinhas enquanto os maridos trabalhavam

    fora. As mulheres sabiam todos os truques para desentupir pias e

    ralos, tirar manchas, deixar as verduras verdinhas, cuidar dos ma-

    chucados das crianas, comprar as melhores frutas e verduras da

    feira gastando pouco e ainda ajudavam a vizinha doente! Eram

    verdadeiras mulheres-maravilha!

    Nas cidades, os prdios no tinham grades e as portarias eram

    abertas para as caladas. A maioria das casas de praia ou de cam-

    po ficavam sozinhas e, quando os proprietrios chegavam no fi-

    nal de semana, estava tudo do mesmo jeito que haviam deixado.

    Os tempos mudaram. Hoje, homens e mulheres precisam tra-

    balhar fora, gerar renda para o sustento da famlia. Estando todo

    mundo fora de casa, quem faz os servios domsticos?

    A resposta simples: os servios domsticos so feitos por pro-

    fissionais, com o mesmo apreo com que fariam em suas casas.

    Mulheres ocupam a maior parte dos postos de trabalho nas cozi-

    nhas e nas faxinas domsticas, enquanto as funes de porteiro e

    caseiro so desempenhadas quase sempre por homens. No caso do

    trabalho de caseiro, comum encontrarmos casais que trabalham

    juntos, cuidando de todas as tarefas da casa do jardim cozinha.

    O mundo do trabalho uma ciranda...

    uma pessoa depende da outraVeja o envolvimento entre a Mrcia Albuquerque (mdica),

    Elizabete Lins (empregada domstica), Ldia Moraes (bab). Elas

    moram na cidade de Salvador, na Bahia. Quando o elo da corren-

    te se quebra...

    H trs anos Elizabete cuida da casa e do filho de Mrcia, e Ldiatoma conta da filha de Elizabete. Outro dia, Ldi