ARTIGO CORRIGIDO Fernando Alencar.docx

of 20/20
1 FACULDADE EFICAZ AS MÍDIAS E OS RECURSOS DO AMBIENTE MOODLE NA MELHORIA DO ENSINO-APRENDIZAGEM EM EAD ALENCAR, Fernando José 1 RESUMO: O objetivo principal da presente pesquisa é compreender qual a importância das mídias tecnológicas e impressas e do Ambiente Moodle na aprendizagem em Educação a Distância. A finalidade foi abordada por meio de uma pesquisa bibliográfica, as fontes que dizem respeito a mídias e o ambiente Moodle como instrumentos de aquisição de conhecimento em Ead. Para tanto, dialogamos com alguns autores, como por exemplo, Kenski (2006), Moran (2000) no intuito de observar como estes instrumentos podem atuar na melhoria do processo de aprendizagem nessa modalidade de ensino. PALAVRAS-CHAVE: Mídias Impressas e Tecnológicas; Ambiente Moodle; Aprendizado em EAD. ABSTRACT: The main objective of this research is to understand what is the importance of printed media and technology and the Moodle Learning Environment in Distance Education. The purpose will be addressed through a literature sources that relate to media and environment Moodle as tools of knowledge acquisition in EAD. For both dialogaremos with some authors as Kenski (2006), Moran (2000), among other authors in order to observe how these instruments can act to improve the learning process in distance education. KEYWORDS: Printed Media and Technology, Environment Moodle; Learning in ODL. INTRODUÇÃO As presenças inegáveis da visualidade e dos meios de comunicação em nossa sociedade constituem-se como a primeira base para que haja necessidade de sua presença na educação, sobretudo na educação a distância, doravante Ead. Por esse motivo, acredita-se que o uso das mídias e dos recursos 1 Graduado em Artes Visuais. Pós-graduado em Metodologia do Ensino de Arte pela Faculdade Eficaz – Maringá/PR. Contato: [email protected] Av. João Pauno Vieira Filho, 729, Novo Centro – Maringá/PR, Cep: 87020-015 – Tel. 3029-9094
  • date post

    12-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ARTIGO CORRIGIDO Fernando Alencar.docx

PACIENTE SOMATIZADOR NA BUSCA DE UM CAMINHO PARA CURA: DO ATENDIMENTO CLNICO AO PSQUICO

1FACULDADE EFICAZ

2FACULDADE EFICAZ

AS MDIAS E OS RECURSOS DO AMBIENTE MOODLE NA MELHORIA DO ENSINO-APRENDIZAGEM EM EAD ALENCAR, Fernando Jos[footnoteRef:2] [2: Graduado em Artes Visuais. Ps-graduado em Metodologia do Ensino de Arte pela Faculdade Eficaz Maring/PR. Contato: [email protected]]

RESUMO: O objetivo principal da presente pesquisa compreender qual a importncia das mdias tecnolgicas e impressas e do Ambiente Moodle na aprendizagem em Educao a Distncia. A finalidade foi abordada por meio de uma pesquisa bibliogrfica, as fontes que dizem respeito a mdias e o ambiente Moodle como instrumentos de aquisio de conhecimento em Ead. Para tanto, dialogamos com alguns autores, como por exemplo, Kenski (2006), Moran (2000) no intuito de observar como estes instrumentos podem atuar na melhoria do processo de aprendizagem nessa modalidade de ensino.

PALAVRAS-CHAVE: Mdias Impressas e Tecnolgicas; Ambiente Moodle; Aprendizado em EAD.

ABSTRACT: The main objective of this research is to understand what is the importance of printed media and technology and the Moodle Learning Environment in Distance Education. The purpose will be addressed through a literature sources that relate to media and environment Moodle as tools of knowledge acquisition in EAD. For both dialogaremos with some authors as Kenski (2006), Moran (2000), among other authors in order to observe how these instruments can act to improve the learning process in distance education.

KEYWORDS: Printed Media and Technology, Environment Moodle; Learning in ODL.

INTRODUOAs presenas inegveis da visualidade e dos meios de comunicao em nossa sociedade constituem-se como a primeira base para que haja necessidade de sua presena na educao, sobretudo na educao a distncia, doravante Ead. Por esse motivo, acredita-se que o uso das mdias e dos recursos tecnolgicos do Ambiente Moodle na educao a distncia tem um papel importante na instrumentalizao do conhecimento, uma vez que no mundo virtual, em que vivemos atualmente, precisamos nos adaptar a novos meios e novas possibilidades que facilitem a expanso do conhecimento a um nmero cada vez maior de pessoas.Pensando nessa estimativa, entendemos que a Ead no deve ficar resumida a utilizao de textos escritos presentes no material didtico, nos fruns de discusso, nos chats ou entre outros suportes que medeiam aquisio dos contedos pelos estudantes. J que na presente sociedade outros recursos tecnolgicos e visuais como: a televiso, os filmes, vdeos, a publicidade, o desenho animado e as imagens, entre outros, tambm podem auxiliar positivamente no ensino-aprendizagem a distncia. Sabe-se que no mundo contemporneo temos cada vez mais nos deparado com um grande universo de imagens que so veiculadas pela televiso, pelo cinema e pela Internet e, por isso, temos de aprender e lidar com elas de maneira reflexiva e crtica. Em razo disso, salientamos que nosso objetivo, com este estudo, pesquisar os variados tipos de mdias e ferramentas comunicativas do Ambiente Moodle com o intuito de identificar como estas ferramentas podem auxiliar no aprendizado dos alunos da Ead.Para tanto, pode-se dizer que se torna relevante que tenhamos contato de maneira mais efetiva e reflexiva com o universo da Ead, uma vez que ao entendemos que preciso a educao formal proporcione uma formao que v alm dos contedos especficos de cada rea, mas que tenha tambm como objetivo a formao de profissionais que sejam reflexivos, crticos e dispostos a aprender cada vez mais sobre a insero das tecnologias na educao que podem, com certeza, proporcionar entre outras possibilidades, a melhoria da formao do estudante na modalidade Ead, assim como em sua futura prtica pedaggica.A escolha deste tema se justifica pela necessidade de que os recursos miditicos impressos e tecnolgicos (televiso, a internet, o cinema, os filmes, desenhos animados, vdeos e imagens) assim como as ferramentas do Ambiente Moodle (fruns, chats, vdeos, web conferncias, materiais on-line) so instrumentos que permitem possibilidades pedaggicas e de grande abrangncia, e por isso devem ter seu espao garantido na Ead. Assim, acreditamos que as mdias e os recursos tecnolgicos presentes no Moodle so importantes na Ead, pois possibilitam aos estudantes aprender de forma autnoma, ao mesmo tempo em que podem socializar-se e interagir com outros pares e recursos, j que est fundamentado que a interao com variados meios de aprendizagem - com outros cursistas e com os prprios professores e tutores - pode facilitar a aquisio do aprendizado focado na qualidade da formao e trabalho pedaggico.Dessa maneira, salientamos que este estudo justifica-se pela relevante necessidade de entendermos as mdias e os recursos tecnolgicos como veculos de transmisso de informaes que podem ser importantes coadjuvantes na aquisio de conhecimentos. Assim, o cotidiano da Ead poder vivenciar uma aprendizagem muito mais interativa e dinmica buscando a construo de saberes que proporcionaro um crescimento contnuo na busca do conhecimento.Pensando na possibilidade de melhoria das prticas pedaggicas dos futuros professores, por meio da formao em Ead, buscamos a partir deste trabalho o objetivo de pesquisar como as mdias comunicativas, impressas e tecnolgicas e as ferramentas do Ambiente Moodle podem auxiliar o processo de ensino-aprendizagem em Ead e estabelecer como essas mdias e as ferramentas presentes no Moodle podem auxiliar na busca por um aprendizado realmente efetivo por meio da modalidade de educao a distncia. Uma das hipteses a de que essas ferramentas possam garantir melhor aprendizado e por isso realizaremos a pesquisa no intuito de confirmar a eficcia das mdias tecnolgicas e impressas e dos recursos tecnolgicos e comunicativos como os fruns, chats e web conferncia na educao a distncia.Portanto, essa pesquisa no intuito de conhecer a origem da Ead no Brasil, bem como suas ferramentas e possibilidades de aprendizagem para que possamos identificar possveis mdias tecnolgicas e impressas que podem ser utilizadas nos cursos nessa modalidade de ensino e verificar como as mesmas podem favorecer a comunicao e a interao entre os sujeitos do processo educativo.Assim, asseveramos que os objetivos propostos no presente trabalho nos auxiliaro na compreenso da relevncia do Ambiente Moodle e das mdias para a educao, assim como na sua utilizao como instrumentos mediadores de conhecimento na Ead.Para atender aos objetivos propostos, optamos por uma pesquisa bibliogrfica, na qual se objetiva dialogar autores da rea de conhecimento sobre os temas investigados. Para tanto, foram investigadas fontes escritas e fontes virtuais. Partindo do ponto de vista tcnico, de nossa pesquisa preciso que qualifiquemos o tipo de procedimento do qual vamos nos amparar para a realizao desse estudo.Nas palavras de Gil (2007, p.44),

A pesquisa bibliogrfica elaborada a partir de materiais j publicados, constitudo principalmente de livros, artigos de peridicos e atualmente com material disponibilizado na Internet. Embora em quase todos os estudos seja exigido algum tipo de trabalho desta natureza, h pesquisas desenvolvidas exclusivamente a partir de fontes bibliogrficas. Assim boa parte dos estudos exploratrios pode ser definida como pesquisas bibliogrficas.Pode-se dizer que a pesquisa bibliogrfica uma etapa fundamental em todo trabalho cientfico, pois influenciar todas as etapas de uma pesquisa. Esse trabalho consiste no levantamento, seleo, fichamento e arquivamento de informaes relacionadas pesquisa. A pesquisa bibliogrfica, como qualquer outra modalidade de pesquisa, inicia-se com a escolha de um tema. No entanto, a escolha de um tema que de fato possibilite a realizao de uma pesquisa bibliogrfica requer bastante energia e habilidade do pesquisador. No basta o interesse pelo assunto. necessrio tambm dispor de bons conhecimentos na rea de estudo para que as etapas posteriores do estudo possam ser adequadamente desenvolvidas.

PRESSUPOSTOS TERICOSAtualmente o nmero de cursos oferecidos na modalidade a distncia tem crescido muito em todo o Brasil.Como possibilidades que deferem a preferncia cada vez maior dos estudantes pelos cursos em Ead, vale salientar que entre vrios outros motivos como a flexibilizao de tempo, espao, dinamizao e autonomia na aquisio da aprendizagem, que garantem a alta procura desses cursos em todo o pas, tambm devemos considerar a importncia das mdias tecnolgicas como (o cinema, televiso, rdio, celular, vdeos, internet) e impressas (jornais, livros, revistas, entre outro.) e das ferramentas de aprendizagem do sistema Moodle (fruns, chats, vdeos e web conferncias e sistema de tutoria). Sobre o uso das mdias em Ead podemos nos remeter s possibilidades de comunicao e interao que podem ser potencializadas por meio de recursos como a internet, Tv, rdio, celular, Dvds, vdeos, computador e os materiais impressos. Do mesmo modo so importantssimas e imprescindveis na modalidade de Educao a distncia, as ferramentas tecnolgicas do Ambiente Moodle como os fruns, chats, web conferncias, vdeo conferncias, e-mails e outros materiais on-line que oferecem timas possibilidades para os estudantes adquirirem conhecimento e formao educacional de maneira muito mais dinmica e autnoma.Assim vemos que muitos so os recursos miditicos e tecnolgicos que podem ser utilizados em atividades educativas a distncia, basta que sejam pensados em conjunto a bons encaminhamentos, planejamentos e objetivos bem estabelecidos que possam com certeza levar os alunos aquisio da aprendizagem de maneira muito mais efetiva.Sobre as afirmaes citadas acima, Kenski (2006, p. 37) atesta que pensar atividades que envolvam o uso de mdias impressas diferente de pensar no uso de outros meio de comunicao como as mdias digitais. Pois para a autora, um mesmo contedo sofre alteraes dependendo do recurso que foi escolhido e os suportes que dele pode se beneficiar. Desta forma, propomos traar neste estudo algumas reflexes acerca das possibilidades educacionais oferecidas pelas mdias tecnolgicas e impressas e pelas ferramentas do Ambiente Moodle nos cursos a distncia.

AS TECNOLOGIAS DE INFORMAO E COMUNICAOPodemos dizer que a tecnologia existe desde que o homem primitivo comeou a utilizar-se dos recursos naturais para atingir fins especficos ligados sobrevivncia. Assim, a evoluo tecnolgica confunde-se com a evoluo do homem, ou seja, medida que a humanidade evolui, novas tecnologias surgem, ampliando as possibilidades e os recursos para a melhoria da vida em sociedade. Mas a evoluo da tecnologia no se limita apenas ao uso dos novos equipamentos e produtos, ela tambm altera comportamentos, pois estamos de acordo com Kenski (2006, p. 41) com a autora afirma que:

O homem transita culturalmente mediado pelas tecnologias que lhe so contemporneas. Elas transformam suas maneiras de pensar, sentir, agir. Mudam tambm suas formas de se comunicar e de adquirir conhecimentos. Desta maneira possvel observar que as tecnologias venham a estar totalmente inseridas em nosso dia a dia e se bem aproveitadas podem auxiliar muito no aprendizado formal, sobretudo em Ead.Partindo desse pressuposto, acreditamos que importante traar algumas consideraes acerca da evoluo da Ead em nosso pas.

A EDUCAO A DISTNCIA NO BRASILA educao no Brasil sempre foi um privilgio das camadas mais abastadas da sociedade, pois nosso pas desde sua independncia nunca teve um projeto de levar a educao superior a todos os indivduos independentemente de sua classe social. Essa questo discutida por Cunha (1980 APUD REZENDE, 2004), quando o autor postula que para um pas que viu surgir seus primeiros cursos superiores no sculo XIX e sua primeira universidade apenas no sculo XX no difcil entender porque o nosso pas tem uma taxa to baixa de escolarizao na Educao Superior. Mas, atualmente com o crescimento das polticas pblicas direcionadas ao ensino superior e o surgimento da Universidade Aberta do Brasil, doravante UAB, esses paradigmas vm mudando gradativamente em nosso pas. Assim, importante salientar que o sistema Universidade Aberta do Brasil tem contribudo intensivamente para que a educao em nvel superior torne-se acessvel a todos as pessoas independentemente de regio, etnia, credo ou classe social. Isto vem acontecendo graas a parceria entre a UAB, as universidades, as faculdades e os municpios que em forma de consrcios tm ofertado cursos superiores de qualidade a uma parcela considervel da sociedade brasileira.

A Universidade Aberta do Brasil (UAB) foi criada pelo Ministrio da Educao, em 2005, no mbito do Frum das Estatais pela Educao, para a articulao e integrao de um sistema nacional de educao superior a distncia, em carter experimental, visando sistematizar as aes, programas, projetos, atividades pertencentes s polticas pblicas voltadas para a ampliao e interiorizao da oferta do ensino superior gratuito e de qualidade no Brasil, contando com o envolvimento de um consrcio de instituies pblicas em nvel Federal, Estadual e Municipal (ALMEIDA & COSTA, 2009, p. 34).A partir dos subsdios provenientes dessas instituies como o oferecimento de recursos didticos, infraestrutura e espaos adequados podemos dizer que novos caminhos tm sido traados para direcionar a questo do acesso e da permanncia dos alunos de todas as classes nas universidades pblicas e privadas de todo o pas. Isto tem se tornado possvel por intermdio das tecnologias de informao e comunicao enquanto ferramentas que propiciam que os cursos superiores juntamente com os seus contedos escolares cheguem a qualquer tempo em qualquer lugar do Brasil o que alm de dinamizar o processo de ensino-aprendizagem, facilita a interao do sujeito com o mundo virtual que est a sua volta. Assim torna-se muito mais acessvel o ingresso dos estudantes a qualquer universidade pblica e privada. A partir das aes citadas acima entendemos que o sistema UAB do Brasil possibilita por meio de suas aes e da disponibilizao das ferramentas presentes nos ambientes virtuais de aprendizagem, a troca de experincias e a reconstruo conjunta do conhecimento historicamente produzido pelos homens, que atualmente tem grandes chances de estar acessvel a uma grande parte da populao que dispe da modalidade Ead para realizar seus estudos.

HISTRICO DA EAD NO BRASILNo Brasil a Educao a distncia surge no comeo do sculo XX, por volta de 1904. Nesse contexto histrico, escolas internacionais privadas j ofereciam cursos pagos, por correspondncia. Em 1934, o Instituto Monitor passa a oferecer em todo o pas a modalidade de educao no-presencial. Posterior ao Instituto Monitor, data de 1939, a criao do Instituto Universal Brasileiro, em So Paulo (MARQUES, 2004). Sobre esses institutos sabe-se que ainda hoje, quando a internet vista como principal ferramenta da Ead, essas instituies ainda optam por transmitir suas aulas por apostilas enviadas pelo correio (MARQUES, 2004).Torna-se relevante destacar que durante esses primeiros anos, quando a Ead comeava a se consolidar, o rdio foi uma importante ferramenta na difuso dessa modalidade de ensino. Segundo Marques (2004), em 1947 o SENAC e o SESC com a colaborao de emissoras associadas, criaram a Nova Universidade do Ar, em So Paulo, com objetivo de oferecer cursos comerciais radiofnicos. Ao passo que na dcada de 1960, o Movimento de Educao de Base (MEB), a Igreja Catlica e o Governo Federal, fizeram uso do sistema radioeducativo, com o objetivo de promover a educao, a conscientizao, a politizao e a educao sindicalista.Foi ento na dcada de 1970 que surgiu o projeto Minerva (um convnio entre Fundao Padre Landell de Moura e Fundao Padre Anchieta) cujo objetivo era produo de textos e programas frutos de um convnio entre o Governo Federal e a Inglaterra. Ainda na dcada de 70, mais precisamente em 1976 foi criado no Brasil, o Sistema Nacional de Teleducao que como atesta Marques (2004) era um programa que operava principalmente atravs de ensino por correspondncia e realizou, tambm, algumas experincias com rdio e TV. Salientamos que desde os anos 70 at os dias de hoje, os Telecursos ofertados pela Fundao Roberto Marinho visa oferecer supletivo a distncia com aulas via satlite complementado por kits de materiais impressos. Mas com o avano dos meios de comunicao e a ampliao do acesso internet, entre 1988 e 1991, processou-se a informatizao e a reestruturao do Sistema de Teleducao. Foram estabelecidas ento diretrizes vlidas at hoje, e tambm foi nesse contexto que, em 1995, como destaca Marques (2004) que o Departamento Nacional de Educao criou um setor destinado exclusivamente EAD - o CEAD (Centro Nacional de Educao a Distncia). Foi na dcada de 1990 que ocorre a criao da Universidade Aberta de Braslia (Lei 403/92). Mas o processo de normatizao da EAD s ocorreu em 1996, quando a Lei n 9.394/96 oficializa a era normativa da educao a distncia no Brasil pela primeira vez, como modalidade vlida e equivalente para todos os nveis de ensino. V-se ento que pela primeira vez na histria da legislao brasileira, o tema da EAD se converte em objeto formal (MARQUES, 2004).No ano seguinte, iniciaram-se os primeiros cursos de ps-graduao, mas somente dois anos depois, em 1999 que o MEC (Ministrio da Educao) comea a se organizar para credenciar oficialmente instituies universitrias para atuar na Ead, processo que ganhou corpo em 2002 (MARQUES, 2004). Atualmente, sabemos que so muitas as instituies autorizadas a ofertar cursos de graduao e especializao a distncia.

POLTICAS PBLICAS PARA O ENSINO SUPERIOR A DISTNCIA E A LEGISLAO EDUCACIONAL VIGENTEAlm das diretrizes histricas da Educao a Distncia no Brasil julgamos relevante tambm salientar que para a implementao de cursos a distncia em nosso pas foram necessrios muitos investimentos assim como tambm a elaborao de uma legislao especfica que amparasse e regulamentasse a oferta do ensino a distncia em nosso pas.Nesse sentido, podemos citar o art. 80 da LDB quando o mesmo cita que o poder pblico ter de incentivar o desenvolvimento e a veiculao de programas de ensino a distncia, em todos os nveis e modalidades de ensino e de educao continuada (BRASIL, 1996). Mas este artigo precisava ser regulamentado, pois mesmo com a vigncia do mesmo na LDB de 1996, ainda no haviam sido formuladas aes que dessem ao Ead a mesma validade dos cursos presenciais. Isto somente foi possvel com o decreto n. 2494/98 e posteriormente com o decreto n. 5622/05, publicado em 2005 que buscou regulamentar o artigo 80 da LDB:

Art. 5 - os diplomas e certificados de cursos e programas a distncia, expedidos por instituies credenciadas e registrados na forma da lei, tero validade nacional. Pargrafo nico A emisso e registro de diplomas de cursos e programas a distncia devero ser realizados conforme legislao educacional pertinente (BRASIL, 2006 apud ALMEIDA E COSTA, 2009, p. 14).

Deste modo podemos dizer que por meio deste decreto a educao a distncia passa a ser mais bem vista em nosso pas at mesmo porque os cursos deixam de operar na informalidade e passam a ser regulamentados perante a lei com diplomas que oferecem a mesma validade daqueles obtidos na modalidade presencial. Pode-se dizer ento que a partir da lei n. 9394/96 que a Ead deixa seu carter de ensino supletivo e emergencial e passa a ser uma modalidade de ensino reconhecida legalmente em todo territrio nacional.Para que a Ead possa ofertar cursos em diversos nveis de ensino foram necessrias uma srie de medidas estruturais para que a sua regulamentao pudesse acontecer de maneira satisfatria. Uma dessas medidas estruturais est contida no decreto 2494/98 quando o mesmo defende a necessidade da utilizao de tecnologias de informao e Comunicao (TICs) para o desenvolvimento das atividades pedaggicas.Nesse sentido podemos dizer que as tecnologias de informao e comunicao como TV, Internet, computador, enfim todos os recursos tecnolgicos que esto disponveis hoje em nossa sociedade so ferramentas eficazes se bem utilizadas no ensino a distncia. Estas tecnologias possibilitam o acesso ao conhecimento de forma muito mais autnoma ajudando no processo de ensino-aprendizagem, pois a partir destes instrumentos o conhecimento chega a qualquer lugar do pas e a qualquer tempo possibilitando que pessoas de diferentes lugares mesmo sem muitos recursos possam receber ensino de qualidade.Podemos concluir ento que o processo de implementao da Ead no Brasil passou por diversas reformulaes que contriburam para que essa modalidade de ensino pudesse ser valorizada em nosso pas, pois foi por meio das diversas mudanas na legislao que hoje a EAD uma modalidade de ensino que conjuga de maneira muito eficaz a inter-relao entre as tecnologias de informao e comunicao, a interao e a mediao de conhecimento por meio das tecnologias.

A UTILIZAO DAS MDIAS EM EADMuitos foram os meios (recursos) utilizados desde que a modalidade Ead se instalou no Brasil, seja por meio impresso, do rdio ou da TV. Esses meios so as formas como as informaes chegam aos destinatrios. Eles tambm podem ser chamados de mdias que, so os suportes nos quais se pode registrar inmeras informaes.Podemos mencionar ento os meios impressos, cujos contedos podem ser disponibilizados a partir de jornais, revistas, textos publicitrios, encartes, apostilas, gibis. Esses materiais so recursos indispensveis de apoio ao uso de meios tecnolgicos. Neles possvel encontrar todas as informaes referentes ao curso, sua organizao, contedos e objetivos, alm de ser o principal meio para se chegar aos alunos situados em regies isoladas, sem acesso a recursos sofisticados. Por isso,No material impresso especificamente destinado educao a distncia, fundamental que se consiga estabelecer uma comunicao de mo dupla. Para isso, o estilo do texto deve ser dialgico e amigvel: o autor tem de conversar com o aluno, criar espaos para que ele expresse de sua prpria maneira o que leu, reflita sobre as informaes patentes no texto e as das entrelinhas, exercite a operacionalizao e o uso dos conceitos e das relaes aprendidas e avalie a cada momento como est seu desempenho. Isso significa dar nfase mais aprendizagem do que ao ensino, buscando desenvolver um aprendiz ativo e seguro em relao ao caminho percorrido (SALGADO, 2002, p.02).

E alm dessas mdias impressas tambm temos outros meios tecnolgicos que integram a Educao a Distncia como o rdio, a televiso, o vdeo, cinema, telefone, computador, Internet.Destacamos que todos esses e outros recursos no citados podem plenamente ser utilizados em atividades de ensino, basta que seja dado o devido tratamento de ensino, reflexo e pesquisa a estes meios como ferramentas eficazes de aquisio de conhecimento.

O SISTEMA MOODLEA partir da dcada de 1990, com o advento do computador e da rede mundial de computadores houve uma grande proliferao da utilizao das tecnologias empregadas no ensino-aprendizagem.Desde ento os computadores, a Internet, as vdeo conferncias e outras novas tecnologias de informao e comunicao foram adotadas como importante recurso educacional. Depois do aparecimento e da possibilidade de uso das tecnologias na educao tornou-se muito mais fcil possibilidade da implantao de cursos superiores distncia, at mesmo porque a tecnologia tornou-se um recurso indispensvel para a viabilidade desta modalidade de ensino. O ensino distncia atualmente tem sua capacidade dinamizada em funo da criao e utilizao dos ambientes virtuais de aprendizagem que segundo Pereira e Schimitt (2006) consistem em mdias que utilizam o ciberespao para veicular contedos e permitir interao entre os atores do processo educativo. Mas relevante salientar tambm que concordamos com os autores acima, citando o fato de que para que haja a qualidade do processo educativo tambm necessrio o envolvimento do aprendiz, de uma proposta pedaggica adequada, da riqueza de materiais didticos, de professores bem preparados, de tutores, equipe tcnica, assim como bons recursos tecnolgicos no ambiente de aprendizagem Moodle. Dentre os recursos tecnolgicos utilizados com xito na modalidade de Educao distncia est o Moodle (Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment) que consiste em um ambiente de aprendizagem a distncia que foi desenvolvido pelo australiano Martin Dougiamas em 1999. Segundo Ribeiro e Mendona (2007), os Ambientes Virtuais de Aprendizagem:

So softwares educacionais via internet, destinados a apoiar as atividades de educao a distncia. Estes softwares oferecem um conjunto de tecnologias de informao e comunicao, que permitem desenvolver as atividades no tempo, espao e ritmo de cada participante. Os ambientes virtuais de aprendizagem podem ser utilizados em: atividades presenciais, possibilitando aumentar as interaes para alm da sala de aula; em atividades semi-presenciais, nos encontros presenciais e nas atividades distncia oferecendo suporte para a comunicao e troca de informaes e interao entre os participantes (RIBEIRO e MENDONA, 2007, p. 5).

Podemos dizer que o ambiente Moodle o grande facilitador da modalidade de ensino distncia no Brasil, pois a partir dessa ferramenta tecnolgica que se abrem novos espaos de ensino e aprendizagem que de maneira virtual proporcionam maior autonomia e flexibilidade ao aluno que dele se utiliza. por meio das interaes, das trocas de experincias possibilitadas pelo ambiente Moodle que os alunos podem ter acesso a educao superior de qualidade indiscutvel, pois o uso das tecnologias de informao e comunicao em conjunto com a presena dos tutores e do professor online nas webs conferncias e vdeo aulas garante que o ensino superior seja democratizado a todos os lugares e classes sociais em qualquer tempo, sem prejuzos quanto a aquisio de conhecimentos que so subsidiados por meio das ferramentas que esto disponibilizadas neste ambiente. importante salientar tambm que o Moodle dispe de um conjunto de ferramentas que podem ser selecionadas pelo professor de acordo com seus objetivos pedaggicos.Podemos relacionar vrias dessas ferramentas que tem sido utilizada com maior frequncia e que comprovadamente podem contribuir para o processo de ensino-aprendizagem. Assim os fruns, dirios, chats, questionrios, correio eletrnico, envio on-line de trabalhos e atividades, tira dvidas, mural de aviso e enquetes so possibilidades de trabalho que podem facilitar a aprendizagem no ambiente Moodle. Contudo, ressaltamos que este espao tambm permite que as ferramentas do Ambiente Virtual de Aprendizagem sejam oferecidas ao aluno de forma flexibilizada, ou seja, o professor, alm de poder definir a sua disposio, poder utilizar metforas que imputem a estas ferramentas diferentes perspectivas, que apesar de utilizarem a mesma funcionalidade, se tornam espaos didticos nicos (ALVES e BRITO, 2005, p.5).Nesta perspectiva, concebemos o ambiente virtual de aprendizagem como mais do que um simples espao de publicao dos contedos acerca do curso, mas tambm como um local onde os alunos, professores e tutores interagem, e se comunicam independentemente do lugar e da hora em que o acadmico possa acessar esse ambiente tornando assim mais vivel a oferta de cursos superiores a todas as pessoas de forma muito mais acessvel e democrtica.

CONSIDERAES FINAISA partir do advento das novas tecnologias de informao e de comunicao cresceu muito em nosso pas o oferecimento de cursos na modalidade Ead.Mas para que esses cursos possam realmente proporcionar boas possibilidades de aprendizado aos estudantes preciso que apostem em recursos como as mdias impressas e tecnolgicas. Justamente por essa necessidade que nosso objetivo neste estudo investigar o quo importantes so as mdias impressas e tecnolgicas e as ferramentas do Ambiente Moodle para a aprendizagem dos alunos na Ead. Assim visamos por meio desse estudo contribuir para a formao dos futuros profissionais e tambm criar possveis referncias que colaborem com a proposio de novas reflexes acerca da insero das tecnologias e mdias na educao a distncia no Brasil.REFERNCIASALMEIDA, Marcos Pires de. COSTA, Maria Luisa Furlan. Polticas Pblicas para o ensino superior a distncia e a legislao educacional vigente. In: COSTA, Maria Luisa Furlan. Introduo Educao a Distncia. Maring: Eduem, 2009.

ALVES, Lynn Rosalina Gama. BRITO, Mrio. O Ambiente Moodle como Apoio ao Ensino Presencial. In: 12 Congresso Internacional de Educao a Distncia, 2005, Florianpolis.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional. Braslia: 1996. Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996.

CUNHA, L. A. A universidade tempor: o ensino superior da colnia era de Vargas. In: O Acesso Educao Superior no Brasil. Rio de Janeiro: Civilizao Brasileira, 1980.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. So Paulo: Atlas, 2007.

KENSKI, V. Gesto e uso das mdias em projetos de Educao a Distncia. Revista ECurriculum, So Paulo, n.1, v.1, dez. 2005. Disponvel em: . Acesso em: 10/09/2012.

MARQUES, C. Educao: ensino a distncia comeou com cartas a agricultores. Folha online, 29 de setembro de 2004. Disponvel em < http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u396511.shtml> Acesso em 04/09/2012.

MORAN, J. M. Ensino e Aprendizagem inovadores com tecnologias. In: Informtica na Educao: Teoria e Prtica. Porto Alegre: UFRGS, Programa de Ps-Graduao em Informtica na Educao, n.1, v.3, p. 137-144, set. 2000.

PEREIRA, A. T. C.; SCHMITT, V.; DIAS, M. R. A C. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. In: Revista FAEBA, v.12, no. 18.2003.

MENDONA, Alzino Furtado (2007). A importncia dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem na busca de novos domnios na EAD. Disponvel em< http://www.abed.org.br/congresso2007/tc/4162007104526AM.pdf> Acesso em: 12/ 09/ 2012.

SALGADO, M. U. C. Materiais escritos nos processos formativos a distncia. 2002. Disponvel em: Acesso em: 10/09/2012.

Av. Joo Pauno Vieira Filho, 729, Novo Centro Maring/PR, Cep: 87020-015 Tel. 3029-9094

Av. Joo Paulino Vieira Filho, 729, Novo Centro Maring/PR, Cep: 87020-015 Tel. 3029-9094