AULA 01. Nariz e Seios Paranasais

Click here to load reader

  • date post

    10-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of AULA 01. Nariz e Seios Paranasais

  • Nariz e Laringe

    Anatomia Aplicada Medicina IV MOR 044 Prof. Srvulo Luiz Borges

  • Rinoscopia normal

  • Nariz: Funes

    Conduo do ar

    Sentido do olfato

    Filtrar, aquecer e umedecer o ar inspirado

    Eliminar as substncias estranhas extradas do ar

  • Nariz

    Divide-se em:

    Nariz externo

    Cavidade nasal

  • Nariz externo

    pice

    Raiz ou ponte

    Dorso

    Narinas

    Septo nasal

    Asas do nariz

  • Esqueleto do nariz externo

    composto de osso e cartilagem hialina

    A parte ssea consiste em:

    Ossos nasais

    Processos frontais das maxilas

    Parte nasal do frontal e sua espinha nasal

  • Esqueleto do nariz externo

    A parte cartilagnea consiste em cinco cartilagens principais:

    Cartilagens nasais laterais

    Cartilagens alares maiores

    Cartilagem do septo

  • Nariz externo: Irrigao

    Ramos alar e septal da a. facial, o dorso e as faces laterais pelo r. nasal dorsal da a. oftlmica e pela a. infra-orbital da maxilar.

  • Nariz externo: drenagem venosa

    Drenado pelas veias homnimas, que terminam na v. oftlmica e na v. facial.

  • Nariz externo: drenagem linftica

    Raiz nasal e suas vizinhanas drenam para os linfonodos parotdeos, e o de todo o restante a pirmide nasal drenam para os linfonodos submandibulares

  • Nariz externo: inervao

    N. oftlmico e n. maxilar

    N. facial

  • Cavidade nasal

    Estende-se das narinas, anteriormente , s coanas, posteriormente

  • Cavidade nasalRelaes

    Superiormente: seio frontal, fossa anterior do crnio, seio esfenoidal e fossa mdia do crnio

    Abaixo: palato duro

    Posteriormente: nasofaringe

    Lateralmente: rbita, seio maxilar e etmoidal, fossas pterigopalatina e pterigidea.

  • Cavidade nasal

    A abertura piriforme do nariz (entre o nariz externo e a cavidade nasal) limitada:

    Superiormente pelos ossos nasais

    Lateral e inferiormente pela maxila

    Recebe os seios maxilares, frontais, esfenoidais, etmoidais e ductos nasolacrimais

  • Cavidade nasalSepto nasal

    O septo cartilagneo e parcialmente sseo divide a cmara do nariz em duas cavidades

    Os principais componentes so:

    Lmina perpendicular do etmide

    Vmer

    Cartilagem do septo nasal

  • Limites da cavidade nasal

    Parede lateral

    Parede medial (septo nasal)

    Teto

    Assoalho

  • Cavidade nasalParede lateral

    Formada pelas conchas suprema, superior, e mdia, que so parte do osso etmide, e concha inferior que um osso separado

  • Cavidade nasalParede lateral

    Temos os meatos supremo, superior, mdio e inferior abaixo das respectivas conchas

    Recesso esfenoetmoidal um espao acima e atrs da concha superior e recebe as aberturas do seio esfenoidal

  • Cavidade nasalParede lateral

    No meato superior esto as aberturas do grupo posterior de clulas etmoidais (seio etmoidal)

    No crnio seco (dissecado) abertura do forame esfenopalatino

  • Cavidade nasalParede lateral

    Meato mdio: Continua-se anteriormente com uma depresso chamada de trio,

    O trio localiza-se acima do vestbulo e limitado acima por uma crista, o agger nasi.

  • Cavidade nasalParede lateral

    Meato mdio recebe as aberturas dos seios maxilar, frontal e do grupo anterior de clulas etmoidais.

  • Cavidade nasalParede lateral

    A bula etmoidal uma elevao da parede lateral, no meato mdio, provocada por uma projeo do labirinto etmoidal e recebe as aberturas das clulas etmoidais anteriores

  • Cavidade nasalParede lateral

    O hiato semilunar uma fenda abaixo da bula etmoidal que recebe a abertura do seio maxilar.

    Infundbulo etmoidal uma passagem superior e anteriormente ao hiato semilunar que recebe as aberturas de algumas clulas etmoidais anteriores e do seio frontal, atravs do ducto frontonasal. Este ducto pode tambm desembocar no recesso frontal do meato mdio, situado na frente do infundbulo.

  • Cavidade nasalParede lateral

    Meato inferior recebe a abertura do ducto nasolacrimal

    Prega lacrimal

  • Cavidade nasalParede medial

    Formado no sentido antero-posterior: cartilagem do septo, lmina perpendicular do etmide, e vmer.

  • Cavidade nasalTeto

    Curvo e estreito, exceto na sua extremidade posterior.

    Dividido em trs partes: frontonasal, etmoidal e esfenoidal.

  • Cavidade nasalAssoalho

    Mais largo do que o teto, formado pelo processo palatino da maxila e lmina horizontal do palatino

  • Subdivises da cavidade nasal

    Vestbulo

    Regio respiratria

    Regio olfatria

  • Subdivises da cavidade nasalVestbulo

    Limitado superior e posteriormente por uma salincia, o limen nasi.

    Recoberto por ctis com pelos, glndulas sebceas e sudorferas.

  • Subdivises da cavidade nasalRegio respiratria

    Formada pelas conchas mdia e inferior e pelos 2/3 inferiores do septo nasal.

    Funo de condicionar o ar inspirado.

    Corpos tumefatos (plexo cavernoso da concha)

  • Subdivises da cavidade nasalRegio olfatria

    Formada pela concha nasal superior e 1/3 superior do septo nasal Sua mucosa apresenta clula olfatria, que so neurnios bipolares, cujo os dendritos

    vo para a superfcie dando origem a processos pilosos e seus axnios, amielnicos, constituem o nervo olfatrio que perfuram a lmina crivide do etmide e terminam no bulbo olfatrio

  • Inervao da cavidade nasal

    Sensitiva especial (AVE)

    Nervo olfatrio

  • Inervao da cavidade nasal

    Sensitiva geral (ASG)Poro anterior: ramos do n. oftlmico (etmoidal anterior)Poo posterior: ramos do n. maxilar que passam pelo gnglio

    pterigopalatino (Nasal, nasopalatino e palatino).

  • Inervao da cavidade nasal

    Motora (EVG) Parassimptica so fibras do nervo facial que fazem sinapse no GP e

    so vasodilatadoras e secretoras. Simpticas do gnglio cervical superior, vem pelo plexo cartico interno,

    passam pelo GP e so vasoconstritoras.

  • Inervao da cavidade nasal

    Motora (EVG)

    Parassimptica so fibras do nervo facial que fazem sinapse no GP e so vaso dilatadoras e secretoras.

    Simpticas do gnglio cervical superior, vem pelo plexo cartico interno, passam pelo GP e so vasoconstritoras.

  • Inervao da cavidade nasal

    Motora (EVG) Parassimptica so fibras

    do nervo facial que fazem sinapse no GP e so vaso dilatadoras e secretoras.

    Simpticas do gnglio cervical superior, vem pelo plexo cartico interno, passam pelo GP e so vasoconstritoras.

  • Irrigao sangunea da cavidade nasal

    A. oftlmica

    A. maxilar

    A. facial

  • Irrigao sangunea da cavidade nasal

  • Irrigao sangunea da cavidade nasal

    Epistaxe: o sangramento do nariz.

    Ocorre, geralmente, na anastomose do ramo septal da a. labial superior com o r. septal da a. esfenopalatina (rea de Kiesselbach)

  • Drenagem linftica da cavidade nasal

    Rede de vasos superficiais (regio olfatria e respiratria) e profundos (espalha-se entre o plexo venoso pericontral e periosteal)

    3 os troncos coletores principais: Anterior SubmandibularesSuperiorEm conexo com o espao aracnideo, atravs do perineuro dos nervos olfatriosPosteriorRetrofarngeos laterais

  • Seios paranasais

    Maxilar

    Abre-se no hiato semilunar e inervado pelos nn. Alveolares anterior e posterior ( r. maxilar) e infra-orbital (r. do maxilar).

  • Seios paranasais

    Etmoidal Compreende vrias clulas etmoidais divididas em grupos anterior e posterior. inervado pelos ramos orbitais do GP (cujas fibras so do n. maxilar) e nn.

    etmoidais anterior e posterior ramos do n. oftlmico

  • Seios paranasais

    Esfenoidal

    Abre-se no recesso esfenoetmoidal e inervado por ramos do n. maxilar que passam pelo GP.

  • Seios paranasais

    Frontal

    Abre-se atravs do ducto frontonasal, no infundbulo etmoidal ou no recesso frontal. inervado pelo n. supra-orbital, r. do oftlmico.