Aula do estagiario Eduardo

Click here to load reader

  • date post

    07-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    500
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Aula do estagiario Eduardo

  • 1. 1930 1945 Uma poca de grandes mudanas!Professora Regente: Maria Jos ( Zez) Professora de estgio: Ana Santiago Graduando: Eduardo Brito E-mail: [email protected]

2. 18 DE AGOSTO DE 2004 3. POLTICOS DO PASSADO E DO PRESENTE 4. TRS MOMENTOS DE UMA MESMA HISTRIA 1 Governo Provisrio ( 1930 1934) 2 Governo Constitucional ( 1934 1937) 3 O Estado Novo (1937 1945) 5. 1A Revoluo de 1930 e o Governo Provisrio Washington Lus representante de So Paulo lanou, Jlio Prestes, outro paulista, quando caberia a Minas Gerais indicar seu sucessor. (Crise dos anos 20) Forma-se a ALIANA LIBERAL associao entre mineiros e gachos em 1929, o ano da Crash dos EUA Disputam as eleies pela A.L., o gacho Getlio Vargas e o Vice da Paraba, Joo Pessoa. Jlio Prestes venceu. 6. A oposio reconheceu a eleio do candidato oficial. Joo Pessoa, por motivos polticos locais, foi assassinado por um adversrio poltico, o jornalista Joo Dantas. Grupo poltico ligado a Getlio Vargas organiza uma ao armada contra o presidente Washington Lus e com a ajuda dos tenentes toma o poder no Palcio do Catete sede do governo no RJ. 7. O PERODO PROVISRIO (1930 1934) Decretos-lei e medidas centralizadoras do poder Nomeao de interventores nos Estados. Atrelamento de sindicatos ao governo. Criao do Ministrio do Trabalho, Indstria e Comrcio (a cargo de Lindolfo Collor) e do Ministrio dos Negcios da Educao e Sade Pblica Criao de leis trabalhistas: 8hs dirias, salrio mnimo, aposentadoria, frias, estabilidade.... Industrializao por substituio de importaes Protecionismo Econmico Revoluo Constitucionalista (SP 1932) Oligarquia paulista insatisfeita com excluso do poder. Classe mdia urbana insatisfeita com autoritarismo varguista. 8. Smbolo da luta: MMDC (sigla retirada de estudantes mortos em manifestaes, cujos sobrenomes eram Martins, Miragaia, Drusio e Camargo). Objetivo: Constituio??? Resultado: vitria militar de Vargas e convocao de eleies para a Assemblia nacional constituinte em 1933. 9. 2O Governo Constitucional de Getlio VargasO PERODO CONSTITUCIONAL (1934 1937): A constituio de 1934: Voto secreto, obrigatrio, direto. Voto feminino (excluindo-se analfabetos). Justia eleitoral. Corporativismo. Confirmao de leis trabalhistas. Mandato presidencial de 4 anos. 1 presidente eleito indiretamente: Getlio Vargas. Interveno do Estado na explorao de minrios. 10. AIB (Ao Integralista Brasileira) ANL (Aliana Nacional Libertadora) Formao de 2 correntes polticas antagnicas influenciadas pela conjuntura internacional. Fascismo x Comunismo AIB (Ao Integralista Brasileira): Grupo de tendncia fascista. Plnio Salgado (lder). Condenavam o capitalismo financeiro internacional (associado aos judeus) mas no a propriedade privada. Totalitarismo, uni-partidarismo e Estado centralizado forte. Lema: Deus, Ptria e Famlia. Saudao: ANAU Voc meu irmo Smbolo: letra grega Sigma. Culto ao Lder 11. Apoiados por setores da Igreja (combate ao comunismo ateu), classe mdia alta, empresrios capitalistas e imigrantes ou descendentes de imigrantes talo-germnicos radicados especialmente no RS e SC. Letra grega Sigma Significa soma(temo significado de integrar todas as foras sociais do pas na suprema expresso da nacionalidade) 12. Movimento Integralista Anau um vocbulo de origem tupi, que servia como saudao entre os indgenas e de brado. uma palavra com contedo afetivo que significa: "Voc meu irmo". Com o Movimento Integralista foi incorporada como saudao oficial entre seus integrantes. Mais precisamente na "Era Vargas" no governo que ficou conhecido como "governo provisrio" (1930 a 1934) seguindo modelos nazi-facista foi criada a Ao Integralista Brasileira(AIB) que vestiam uniforme com Camisas Verdes e desfilavam pelas ruas como tropa militar, gritando a saudao indgena: Anau! (em tupi, "voc e meu parente"). 13. Movimento Integralista Plnio salgado 14. ANL (Aliana Nacional Libertadora) Aliana de esquerda reunindo comunistas, socialistas, democratas e simpatizantes de esquerda em geral. Lus Carlos Prestes (lder). Defendiam o no pagamento da dvida externa, reforma agrria e respeito s liberdades individuais (direito de greve, imprensa livre...), nacionalizao de empresas estrangeiras e governo popular; Getlio coloca a ANL na ilegalidade (Jul/1935). 15. Nov/1935 - Intentona Comunista -Conhecida tambm como (REVOLTA COMUNISTA) Tentativa de golpe por membros da ANL. Mal organizada, fracassou rapidamente. Seus lderes (incluindo Prestes) foram presos.OLGA BENRIO 16. 1937: Divulgao do Plano Cohen (suposto plano comunista para tomar o poder). Congresso fechado e eleies suspensas.3O estado novoESTADO NOVO (1937 1945): ( Ditadura Civil ) Nova constituio (1937): POLACA (constituio fascista). Estado de Emergncia permanente plenos poderes ao presidente Getlio Vargas e a criao da Polcia Secreta dirigida por Filinto Mller Congresso fechado decretos-lei. Proibio de greves. 17. Censura permanente DIP ( Departamento de Imprensa e Propaganda). Imprensa,cinema,teatro e Rdio DASP (Departamento Administrativo do Servio Pblico) Interventores nos Estados Priso de qualquer opositor. Apoio das foras armadas. Simpatia ao fascismo. Ausncia de qualquer partido (at a Ao Integralista Brasileira foi fechada). 1938 - Intentona Integralista: Golpe fracassado da AIB. Lderes presos. Plnio Salgado exila-se em Portugal.Explode a 2 Guerra na Europa em 1939 O Brasil pare se manter neutro at 1942 Negocia com os ALIADOS e com o EIXO 18. O Brasil na 2 Guerra Mundial 1942 Poltica internacional pragmtica: Explorao de rivalidades para obter vantagens para o Brasil. 1941. Companhia Siderrgica Nacional (CSN) Projeto de industrializao.1942 Companhia Vale do Rio Doce. Alm do Ao o Brasil tinha uma forte economia da Borracha no incio dos ano 1940 1942: Cinco Navios brasileiros so afundados por submarinos alemes. Aliados ( EUA/Inglaterra/ Frana/ URSS ) Brasil declara guerra ao Eixo (ALE + ITA + JAP) e permite bases americanas no Nordeste 1943: Edio da CLT (controle dos trabalhadores). 1944: FEB (Fora Expedicionria Brasileira) desembarca na Itlia com aproximadamente 25 mil homens. Principais Vitrias na Itlia ( Monte Castelo / Castelnuovo / Soprassasso entre outrasFABFEB 19. PARADOXO DO BRASIL NA 2 GUERRA MUNDIAL Luta contra o nazifascismo estabelece contradio interna: Ditadura lutando ao lado das foras prdemocracia contra Ditaduras na Europa Diversos setores sociais comeam a pedir democracia interna (entre eles a UNE, criada em 1937, os meios de comunicao, apesar da censura...). Vargas convoca eleies para 1945, acaba com a censura e anistia presos polticos. Vargas cria 2 partidos polticos, o PTB e o PSD, para agradar aos trabalhadores e a elite, respectivamente, alm de permitir a formao de partidos oposicionistas. Surge o Queremismo, apoiado discretamente por Vargas. 20. Vargas aproxima-se at dos comunistas para permanecer no poder. Prope uma Lei Anti-Truste que desagrada os EUA. Em 1945, afastado do poder pelo exrcito (influenciado pelos EUA), que temia uma nova tentativa golpista do presidente. Vargas retorna para So Borja e eleito posteriormente senador por dois estados ao mesmo tempo (RS e SP). Jos Linhares (presidente do STF) assume o poder at que as eleies tivessem transcorrido e o novo presidente assumisse. O novo Presidente foi Eurico Gaspar Dutra, apoiado por Vargas. Foi antes Ministro da JOS LINHARES Guerra (1946-1951) 21. CARACTERSTICAS GERAIS DO GOVERNO VARGAS POPULISMO tipo de governo que possui as seguintes caractersticas: autoritarismo, estatismo, corporativismo, culto ao lder combinado com concesses parciais a camada mais pobre da populao visando obter seu apoio. Ocorreu na Amrica Latina entre os anos 30 e 50, e tem em Getlio Vargas, no Brasil, Juan Domingo Pern, na Argentina e Lzaro Cardenas, no Mxico seus mais notrios representantes. O Estado era o mediador dos conflitos sociais. Nacionalismo econmico, com criao de empresas estatais e obras pblicas. Interveno do Estado na economia, inspirado no modelo do New Deal( Medidas econmicas e sociais) norte-americano. 22. Controle dos trabalhadores com criao de leis (a CLT, um exemplo disso) e atrelamento dos sindicatos. Utilizao intensa de propaganda governamental e censura, com a criao da DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), que cuidadosamente fabrica a imagem do pai do trabalhador. (TRABALHISMO) Descaso com o trabalhador rural (as leis trabalhistas no chegavam no campo). Aproximao com camadas populares urbanas. 23. Incentivo ao mercado interno. Recuperao do preo do caf (queima de estoque). Incentivos a indstria nacional (especialmente a de base durante a II Guerra Mundial), com a criao da CSN (Companhia Siderrgica Nacional) e a nacionalizao de refinarias de petrleo. 24. Poltica da Boa Vizinhana 1943Getlio VargasFranklin RooseveltO presidente Vargas, com o tambm presidente americano Franklin Delano Roosevelt, durante o perodo da poltica da boa vizinhana em Natal 1943 25. Poltica de boa vizinhanaImplementada durante os governos de Franklin Delano Roosevelt nos Estados Unidos (1933 a 1945), a chamada poltica de boa vizinhana tornou-se a estratgia de relacionamento com a Amrica Latina no perodo. Sua principal caracterstica foi o abandono da prtica intervencionista que prevalecera nas relaes dos Estados Unidos com a Amrica Latina desde o final do sculo XIX. A partir de ento, adotou-se a negociao diplomtica e a colaborao econmica e militar com o objetivo de impedir a influncia europeia na regio, manter a estabilidade poltica no continente e assegurar a liderana norte-americana no hemisfrio ocidental. Essa alterao respondia a interesses tanto poltico-estratgicos quanto econmicos de Washington. No terreno poltico-estratgico, permitia aos Estados Unidos fazerem frente competio internacional do nascente sistema de poder alemo, assegurando um relacionamento cooperativo com as naes latinoamericanas com vistas formulao de planos globais de defesa hemisfrica. J no plano econmico, a poltica de boa viz