Aula - Fisiopatologia Da Dor

Click here to load reader

  • date post

    24-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    1.125
  • download

    7

Embed Size (px)

Transcript of Aula - Fisiopatologia Da Dor

FISIOPATOLOGIA DA DORNEUROFISIOLOGIA

DOR Sensao desagradvel, criada por um estmulo nocivo

Os principais processos envolvidos na experincia sensorial da dor so dois: a percepo da dor e a reao dor.

Percepo e reao dor

PercepoEstmulo nocivo capaz de ger-la criado e transmitido por vias neurolgicas desde os receptores da dor Esta dor praticamente igual em indivduos sadios, mas pode ser alterada por doenas Reao a manifestao do indivduo de sua percepo de uma experincia desagradvel

Receptores So elementos que captam o estmulo a serem transmitidos ao SNC So tecidos nervosos especializados, sensveis a alteraes especficas que se produzem em seu meio Vrias modalidades de sensao diferentes receptores Podem ser classificados em 2 grandes grupos: exteroceptores e interoceptores

Exteroceptores Permitem reconhecer estmulos vindos do meio externo Encontrados: pele, mucosa, unha, pelos e dentes Sensaes: tato, temperatura, presso, dor (nociceptores terminaes nervosas livres) Nociceptores - nicos receptores encontrados na polpa

Interoceptores receptores sensveis alteraes do meio interno propriocepo Encontrados: nas vsceras, msculos tendes e no periodonto Periodonto: funo vital na proservao da relao alvolodental

Propriedades dos receptores

Excitao e adaptaoum estmulo para ser percebido, deve exceder uma intensidade crtica (limiar crtico do receptor) ou seja, atingir um limiar - excitao Tolerncia ao estmulo adaptao ao estmulo

Propriedades dos receptores

EspecificidadePropriedade do receptor de responder apenas a um tipo particular de estmulo Receptores diferem morfologicamente e servem apenas a uma modalidade sensitiva

Propriedades dos receptores

IntensidadeDiferenas de intensidade da estimulao so facilmente percebidas Velocidade de descarga de um receptor est em funo da intensidade da estimulao quanto mais forte o estmulo, mais rpida a velocidade de descarga de um receptor Raramente um estmulo afeta apenas um receptor o nmero de receptores ativados depende da intensidade da estimulao

Vias de conduo da dorNeurnio ou clula nervosa a unidade estrutural do sistema nervoso central(SNC) Transmite mensagens entre o SNC e todas as partes do corpo Sensitivo (aferente): transmitem a sensao de dor (estmulo at o SNC) Motor (eferente): conduzem o impulso desde o SNC at a periferia

Vias de conduo da dorNeurnio sensitivoSuporte metablico vital Terminaes livres

sinapses

Vias de conduo da dor

Axnio

So envolvidos por uma camada de substncia lipdica mielina A mielina envolta por uma membrana nucleada neurolema ou bainha de Schwann O neurolema ou bainha de Schwann corta a bainha de mielina em constries uniformemente distribudas ndulos de Ranvier atravs dos ndulos de Ranvier que o agente anestsico chega fibra nervosa para exercer sua funo

Vias de conduo da dor

camada mais externa

Exposio direta ao meio extracelular

Constries em intervalos regulares

Vias de conduo da dor

Fibras nervosas no-mielinizadas: tambm so envoltas por uma bainha da clula de Schwann As propriedades isolantes da bainha de mielina permite que o nervo mielinizado conduza os impulsos a uma velocidade muito mais rpida do que um nervo no-mielinizado de igual tamanho.

Disseminao do impulsoNervo no-mielinizado

Nervo mielinizado

Conduo saltatria

Vias de conduo da dor

Axnios que possuem bainha mielnica fibras mielnicas Axnios que no possuem bainha mielnica fibras amielnicas

Para que a anestesia local atinja plenamento seus efeitos, todas as fibras do nervo devem ser atingidas em quantidade suficientes

Limiar da dor Estmulo mnimo capaz de gerar no nervo sensitivo um impulso suscetvel a ser percebido Estmulo sublimiar estmulo insuficiente para gerar um impulso Limiar a dor inversamente proporcional reao dor Limiar de dor alto - paciente hiporreativo Limiar de dor baixo paciente hiperreativo

Limiar da dor

Fatores que influenciam o limiar de dor de cada indivduo: Estados emocionais Fadiga Idade Sexo Medo

Controle da dor Eliminar a causa Bloquear vias dos impulsos dolorosos Elevar o limiar de dor Depresso cortical Mtodos psicossomticos

Nociceptores

(terminaes nervosas livres)

Esto relacionados com estmulos capazes de causar danos s clulas valor protetor Quando um estmulo capaz de causar dano estmulo nocivo

Terminaes nervosas livres nicos receptores encontrados na polpa

Vias de conduo da dor Fibra nervosa nica nervosa ou axolema - axoplasma contida pela membrana

Axoplasma uma substncia gelatinosa, separada dos lquidos extracelulares por uma membrana nervosa contnua Algumas membranas so recobertas por uma camada mielina rica em lipdeos