Automação no Abastecimento - Refino · acidente zero excelÊncia empresarial objetivos...

of 11/11
Automação no Automação no Abastecimento - Refino Abastecimento - Refino Abinee Tec 2003 São Paulo, 9 de outubro de 2003. Objetivo Objetivo SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAÇÃO DO SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAÇÃO DO ABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRAS ABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRAS FRENTE AS METAS DESAFIADORAS DA COMPANHIA. FRENTE AS METAS DESAFIADORAS DA COMPANHIA.
  • date post

    01-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Automação no Abastecimento - Refino · acidente zero excelÊncia empresarial objetivos...

  • Automao noAutomao noAbastecimento - RefinoAbastecimento - Refino

    Abinee Tec 2003

    So Paulo, 9 de outubro de 2003.

    ObjetivoObjetivo

    SITUAO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAO DOSITUAO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAO DO

    ABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRASABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRAS

    FRENTE AS METAS DESAFIADORAS DA COMPANHIA.FRENTE AS METAS DESAFIADORAS DA COMPANHIA.

  • Etapas da ApresentaoEtapas da Apresentao

    Posicionamento Estratgico da Petrobras

    Situao atual e Principais desafios do Refino

    Aes

    Concluso

    Misso e Viso

    MISSO

    Atuar de forma segura erentvel nas atividades daindstria de leo, gs eenergia, nos mercadosnacional e internacional,fornecendo produtos eservios de qualidade,respeitando o meio ambiente,considerando os interessesdos seus acionistas econtribuindo para odesenvolvimento do Pas.

    VISO 2010

    A Petrobras ser umaempresa de energia com fortepresena internacional e lder

    na Amrica Latina, atuandocom foco na rentabilidade e

    responsabilidade social.

  • Plano Estratgico 2003-2007

    q Privilegiar a excelncia operacional como forma de conquistar e mantero mercado perseguindo custos a padres internacionais e manterelevada confiabilidade de entrega como diferencial competitivo.

    q Fazer da integrao do sistema logstico da PETROBRAS um diferencialna busca da excelncia operacional, estendendo-a a seus clientes efornecedores.

    q Manter o parque de refino atualizado, visando aumentar oprocessamento e valorizar o petrleo nacional, adequando o perfil daproduo de derivados demanda e atendendo s exigncias dequalidade do mercado.

    q Privilegiar a adequao da gasolina e do diesel a padresinternacionais.

    q Atuar, atravs de parcerias, com gesto compartilhada, no negcio depoliolefinas.

    q Associar-se a empresas detentoras de tecnologia para produo deoutros petroqumicos.

    Manter o parque de refino atualizado, visando aumentar oprocessamento e valorizar o petrleo nacional, adequando o perfil da produo de derivados demanda e atendendo s exigncias de qualidade do mercado.

    CONFIABILIDADE EDISPONIBILIDADE

    SEGURANAOPERACIONAL

    PRESERVAOAMBIENTAL

    MELHOR CUSTO

    ACIDENTEZERO

    EXCELNCIAEXCELNCIAEMPRESARIALEMPRESARIAL

    Objetivos Empresariais

  • 1580

    1360

    1294

    1680

    1820

    1620

    0

    200

    400

    600

    800

    1000

    1200

    1400

    1600

    1800

    2000

    1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007

    leo Nacional

    leo Importado

    Mil

    bar

    ris/

    dia

    Carga Processada no Brasil Custo de Refino

    0,940,85 0,85

    0

    0,2

    0,4

    0,6

    0,8

    1

    2002 2005 2007

    US

    $/b

    bl

    Plano Estratgico 2003-2007

    Refinarias da PetrobrasRefinarias da Petrobras

    341

    239

    230

    226

    195

    170

    145

    126

    49

    46

    6

    0 50 100 150 200 250 300 350

    REPLAN

    REDUC

    RLAM

    REVAP

    REPAR

    RPBC

    REGAP

    REFAP

    RECAP

    REMAN

    LUBNOR

    CARGAS DE REFERNCIA DO REFINOem mil bbl/d

    2,6 %

    7,1 %

    8,2 %

    9,6 %

    11 %

    12,8 %

    13 %

    13,5 %

    19,2 %

    2,8 %

  • Etapas da ApresentaoEtapas da Apresentao

    Posicionamento Estratgico da Petrobras

    Situao atual e Principais desafios do Refino

    Aes

    Concluso

    Evoluo dos ResultadosEvoluo dos Resultados

    Taxa de Frequncia de Acidentes/ Afastamento no Refino

    0,680,900,92

    0

    246

    810

    121416

    1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2007TFCA - Prprio TFCA - Contratado TFCA - Total

    Disponibilidade Mecnica (%)

    85,00

    90,00

    95,00

    100,00

    1996 1998 2000 2002

    EUA Canad Am.Latina Pacesetters Petrobras Nac

    Utilizao da Refinaria (%)

    45,0

    50,0

    55,0

    60,0

    65,0

    70,0

    75,0

    80,0

    85,0

    90,0

    1996 1998 2000 2002

    E U A C a n a d A m . L a t i n a P a c e s e t t e r s P e t r o b r a s N a c

    ndice de Manuteno (% relativo)

    0%

    20%

    40%

    60%

    80%

    100%

    120%

    1996 1998 2000 2002

    E U A C a n a d A m . L a t i n a P a c e s e t t e r s P e t r o b r a s N a c

  • Os Principais Desafios doOs Principais Desafios doAbastecimento - RefinoAbastecimento - Refino

    UNIDADES DE ALTA PERFORMANCE Alto nvel de confiabilidadeAlto nvel de confiabilidade Baixo custo de manutenoBaixo custo de manuteno Automatizadas e com ControleAutomatizadas e com Controle

    AvanadoAvanado Ecologicamente equacionadasEcologicamente equacionadas Baixo consumo energticoBaixo consumo energtico Seguras e com baixa exposioSeguras e com baixa exposio

    do elemento humanodo elemento humano Flexveis operacionalmenteFlexveis operacionalmente

    Aumentar o Processamento de leo Nacional

    Adaptar tecnologia para processamentode petrleos pesados

    Atingir e manter a liderana em SMSem nvel internacional

    Aperfeioar a Qualidade de Produtos

    Alcanar a excelncia em Disciplina de Capital

    Posicionar-se em relao expansodo Refino no Pas

    Atingir a excelncia da satisfao dos empregados na Cia.

    Alcanar a excelncia junto aos clientes

    Contribuir com a reduo de custoslogsticos

    Desenvolver tecnologia Gas-to-Liquid

    Reduo dos custos de produode Hidrognio

    Excelncia na Qualidade da Terceirizao

    Desenvolver processo de Hidroconverso de Resduos

    Etapas da ApresentaoEtapas da Apresentao

    Posicionamento Estratgico da Petrobras

    Situao atual e Principais desafios do Refino

    Aes

    Concluso

  • 500 mil instrumentos

    12 mil malhas controle

    14 mil Motores Eltricos

    AesAes

    Ampliao daInfra-estrutura atual

    Revamps

    Compatibilidade comsistemas existentes.

    Interoperabilidade

    Manuteno daInfra-estrutura atual

    Manter o valor dosativos atravs da

    disponibilidade e daconfiabilidade dos

    sistemas.

    Instalao de novaInfra-estrutura

    Novas Unidades

    Atualizaotecnolgica

    Compatibilidade comsistemas existentes, ou

    oportunidade deatualizao de sistemas

    existentes.

    150 mil instrumentos

    PE 2003-2007 3,6 mil malhas de controle

    4 mil Motores Eltricos

    Alcanar melhores resultados de forma sustentvel

    ArquiteturaArquitetura

  • Investimentos Programados de 2003 a 2007

    72%

    22%

    6%

    Refino Transporte Petroqumica

    Downstream - US$ 7,6 bilhes

    Desdobramento dos Investimentos em Refino

    38%

    35%

    8%

    2%

    4%8%

    5,0%

    Converso Qualidade de Gasolina e DieselAutomao e Manuteno Segurana e Meio AmbienteOutros AmpliaoCapacidade Adicional de Refino

    US$ 5,5 bilhes

    72%

    22%

    6%

    Refino Transporte Petroqumica

    Downstream - US$ 7,6 bilhes

    Investimentos Programados de 2003 a 2007

  • Infra-EstruturaInfra-Estrutura

    Controle AvanadoControle Avanado

    OtimizaoOtimizao

    ScheduleSchedule

    Evoluo dos InvestimentosEvoluo dos Investimentos

    Investimentos

    Ren

    tab

    ilid

    ade

    Infra-EstruturaInfra-Estrutura

    Controle AvanadoControle Avanado

    OtimizaoOtimizao

    ScheduleSchedule

    Inte

    gra

    o

    Info

    rma

    o

    Seguranadas

    pessoas

    Seguranados ativos

    Segurana domeio-ambiente

    CONFIABILIDADE EDISPONIBILIDADE

    SEGURANAOPERACIONAL

    PRESERVAOAMBIENTAL

    MELHOR CUSTO

    ACIDENTEZERO

    RentabilidadeRentabilidade e Responsabilidade Social

  • Suporte TcnicoAssistncia Tcnica

    Diagnstico distnciaGarantia estendida

    Garantia de performaneIntegrao de sistemas

    Seguranadas

    pessoas

    Seguranados ativos

    Segurana domeio-ambiente

    Seguranadas

    pessoas

    Seguranados ativos

    Segurana domeio-ambiente

    Seguranadas

    pessoas

    Seguranados ativos

    Segurana domeio-ambiente

    Rentabilidade e Responsabilidade Social

    Infra-EstruturaInfra-Estrutura

    Controle AvanadoControle Avanado

    OtimizaoOtimizao

    ScheduleSchedule

    Inte

    gra

    o

    Info

    rma

    o

    Seguranadas

    pessoas

    Seguranados ativos

    Segurana domeio-ambiente

    CONFIABILIDADE EDISPONIBILIDADE

    SEGURANAOPERACIONAL

    PRESERVAOAMBIENTAL

    MELHOR CUSTO

    ACIDENTEZERO

    Etapas da ApresentaoEtapas da Apresentao

    Posicionamento Estratgico da Petrobras

    Situao atual e Principais desafios do Refino

    Aes

    Concluso

  • ConclusoConcluso

    Processar petrleos cada vez mais pesados e alcanar asProcessar petrleos cada vez mais pesados e alcanar asmetas definidas pela Companhia em seguranametas definidas pela Companhia em seguranaoperacional, preservao ambiental, confiabilidade eoperacional, preservao ambiental, confiabilidade edisponibilidade e melhor custo, so os disponibilidade e melhor custo, so os nossosnossos desafios que desafios quedemandam constante preparo e aperfeioamento do corpodemandam constante preparo e aperfeioamento do corpotcnico e oportuna escolha das melhores rotastcnico e oportuna escolha das melhores rotastecnolgicas.tecnolgicas.Nos

    sos des

    afios

    F I M

    Ronaldo de MagalhesPETROBRAS

    ABASTECIMENTO [email protected]

    O b r i g a d op e l a a t e n o