Biblia sagrada

of 35/35
ESTUDO SOBRE A BÍBLIA SAGRADA Página 1 De tudo que vimos no movimento apóstata até hoje, em comparação às demais representações iníquas “evangélicas” em ascensão pe lo diabo para denegrir o cristianismo no mundo, o que vamos tratar agora supera estes feitos. Leia com atenção todas estas informações e as divulgue com prudência e temor. Infelizmente, o mundo está sendo preparado para o anticristo e a Bíblia Sagrada está jurada de morte pelo domínio político atual. Pr. Daniel Batista 1.0 - Bibliologia 1.1 …....................................... ........................................ Autoridade 1.2 …............................................................................... Inspiração 1.3 …...............................................................................Inspiração verbal 1.4....................................................................................Inspiração plenária 1.5....................................................................................Inerrância 1.6 …............................................... ................................Infalibilidade 1.7 …...............................................................................Veracidade
  • date post

    01-Jul-2015
  • Category

    Spiritual

  • view

    243
  • download

    3

Embed Size (px)

description

Estudo Bíblico

Transcript of Biblia sagrada

  • 1. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 1 De tudo que vimos no movimento apstata at hoje, em comparao s demais representaes inquas evanglicas em ascenso pelo diabo para denegrir o cristianismo no mundo, o que vamos tratar agora supera estes feitos. Leia com ateno todas estas informaes e as divulgue com prudncia e temor. Infelizmente, o mundo est sendo preparado para o anticristo e a Bblia Sagrada est jurada de morte pelo domnio poltico atual. Pr. Daniel Batista 1.0 - Bibliologia 1.1 ............................................................................... Autoridade 1.2 ............................................................................... Inspirao 1.3 ...............................................................................Inspirao verbal 1.4....................................................................................Inspirao plenria 1.5....................................................................................Inerrncia 1.6 ...............................................................................Infalibilidade 1.7 ...............................................................................Veracidade

2. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 2 1.1 AAutoridade das Escrituras: Fiel e digna de toda aceitao (1 Timteo 1.15;4.09). Eleita como nica fonte de inspirao e orientao de f para a Igreja na Terra (Efsios 2.20). 1.2 - Inspirao: Toda a Bblia a pura revelao de Deus para humanidade, por meio de homens santos que relataram o que testemunharam de Jesus Cristo e receberam do Esprito Santo. (2 Pedro 1.20,21) 1.3 - Inspirao verbal: A inspirao Divina verbal, ou seja, em seus escritos originais, foi inspirada palavra por palavra. 1.4 - Inspirao Plenria: Toda a Bblia inspirada e no apenas algumas partes. Toda Escritura foi Divinamente inspirada por Deus (2 Timteo 3.16). O Evangelho anunciado que no segundo homens, cujo recebimento e aprendizado vieram por intermdio da revelao de Jesus Cristo. Contedo que no de particular elucidao interpretao ou proveniente de vontade humana (2 Pedro 1.20,21). 1.5 - Inerrncia: Por ser totalmente inspirada por Deus, a Bblia perfeita, ou seja, isenta de erros. Tudo quanto est escrito na Bblia (informaes histricas, geogrficas, cientficas, etc...) corresponde verdade e jamais induzir ao erro. Isaas 27:3 Isaas 40:8 Mateus 24:35. 1.6 - Infalibilidade: A Bblia infalvel! Suas profecias se cumpriram se cumprem e se cumpriro com perfeita exatido. Apta para exortar pelo reto ensino como converter os que se contradizem (Tito 1.09). Proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, instruir com justia, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente preparado para a boa obra (2 Timteo 3.16). Viva e eficaz, mais cortante do que qualquer espada de dois gumes e penetra at o ponto de dividir a alma e o esprito, juntas e medulas, discernindo pensamentos, intenes e coraes (Hebreus 4.12). 1.7 - Veracidade: O registro das Escrituras verdadeiro, e assim devem ser aceitos como declarao de fatos reais. (Tt. 1:2; Jo. 17:17) ...a tua palavra a verdade. Contedo irremovvel: o firme fundamento de Deus permanece para sempre. (2 Timteo 2.19). Princpios que devem ser mantidos e conservados na conscincia humana. (1 Timteo1.19;2 Timteo 3.14). 3. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 3 2.0 - Canon Biblioteca Testamentria 2.1 ............................................................................................... Antigo Testamento 2.2 ...............................................................................................Novo Testamento 2.3....................................................................................................Registro dos primeiros Livros do NT 2.4 ...............................................................................................Testemunhos antigos ao Livros do NT 2.5 ...............................................................................................Formao do Novo Testamento 2.6................................................................................................... Livros apcrifos do Novo Testamento 2.7................................................................................................... Lingustica Textual do NT 2.0 - CNON A formao do Cnon do A. T. e do N. T., palavra que significa literalmente cana ou vara de medir. No uso cristo veio significar a regra escrita da f, isto , a lista dos livros originais e autnticos que compunham a Palavra inspirada de Deus. Os livros cannicos do N. T. foram reconhecidos pelas Igrejas como escritos genunos e autnticos, de autoridade apostlica. 2.1 - Antigo Testamento. No se sabe exatamente quando foi que a Bblia hebraica (o nosso A. T.) deveria ser limitada aos 39 livros que agora contm. (considerado o cnon do A. T.) provvel que o cnon do A. T. tenha chegado sua forma final nos sculos imediatamente anteriores aos dias de Cristo. Nos dias de Jesus, esta obra referida como as Escrituras era ensinada regularmente e lida publicamente nas Sinagogas. Era considerada entre o povo como Palavra de Deus. 4. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 4 Jesus as reconhecia como tambm as utilizava em suas pregaes. Os livros da Bblia hebraica estavam, e esto dispostos de modo diferente do que o nosso A. T. Existem trs divises: A Lei (ou cinco livros de Moiss): Gneses, xodo, Levtico, Nmeros e Deuteronmio. Os Profetas: Josu, Juzes, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis (Profetas Anteriores); Isaas, Jeremias, Ezequiel e os doze Profetas Menores (Profetas posteriores). Os Escritos: Rute, Salmos, J, Provrbios, Eclesiastes, Cnticos dos Cnticos, Lamentaes, Ester, Daniel, Esdras, Neemias, e 1 e 2 Crnicas. Os nomes hebraicos dessas divises so a Tor. As letras iniciais T,N,K, - so usadas para formar o nome da Bblia hebraica inteira: Tanak. A Septuaginta, traduo dos setentas intrpretes, serviu de base para a traduo do AT em latim - a Vulgata. Depois da Reforma (sculo XVI), as Igrejas protestantes resolveram usar a Bblia hebraica o Texto Massortico, e no a Septuaginta, para a traduo do A.T. porque em muitos trechos, era uma traduo um pouco inferior do original do hebraico, o Texto Massortico. Mas mantiveram a ordem dos livros conforme se acha na Septuaginta, e no na ordem do Tanak. As Igrejas Crists desde o princpio receberam estas Escrituras Judaicas como a Palavra de Deus, e deram-lhes, em suas Assembleias, o mesmo lugar que haviam ocupado nas sinagogas. medida que apareciam os escritos Apostlicos (N.T.), iam sendo adicionados a essas Escrituras Judaicas, e gozavam da mesma considerao Sagrada. Cada Igreja queria, no s o que lhe havia endereado como tambm cpias dos escritos dirigidos s outras. 2.2 - Novo Testamento. H indicaes no NT de que, ainda nos dias dos Apstolos e sob a superviso deles, comearam a ser feitas colees dos seus escritos para as igrejas, os quais eram postos ao lado do AT como Palavra de Deus. Paulo reivindicou para a sua doutrina a inspirao Divina, 1 Co 2.7,13;14.37;1 Tes 2.13. O intuito de Paulo era que suas Epstolas fossem lidas nas Igrejas, Cl 4.16, 1 Tess 5.27, 2 Tess 2.15 O mesmo fez Joo, quanto ao Apocalipse, Ap 1.2 Pedro escreveu a fim de que estas coisas permanecessem nas Igrejas depois de sua partida, 2 Pe 1.15;3.1,2 Paulo citou um livro do NT como Escritura, 1 Tm 5.18: Digno o obreiro do seu salrio. Esta expresso s encontra-se em Mt 10.10 e Lc 10.17 - evidncia de que o Evangelho de Mateus ou Lucas j existia, quando ele escreveu 1 Tm, e era considerado como As Escrituras. Pedro equiparava as Epstolas de Paulo s demais Escrituras , 2 Pe 3.15,16. At que ponto, os Apstolos perceberam que seus escritos se tornariam parte da Palavra de Deus escrita, nos sculos futuros, no sabemos. Eles escreveram muitas cartas, para atender s necessidades imediatas, mal sabendo qual seria o destino delas. Cremos que Jesus aprovou tudo e a Seu prprio modo escolheu os escritos que seriam preservados. 5. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 5 2.3 Os primeiros livros do NT Palestina: Mateus, Tiago, e Hebreus sia Menor: Joo, Glatas, Efsios, Colossenses, 1 e 2 Timteo, Filemom, 1 e 2 Pedro, 1, 2 e 3 Joo, Judas, Apocalipse Grcia: 1 e 2 Corntios, Filipenses, 1 e 2 Tessalonicenses, Lucas Creta: Tito Roma: Marcos, Atos, Romanos A Palestina, a sia Menor, a Grcia e Roma ficam distantes uma da outra. Os Livros do AT haviam surgido no mbito de um Pas pequeno; os do NT em Pases muito distantes um do outro. A primeira coleo bibliotecria s aconteceu nos dias de Constantino, de modo que as primeiras colees do NT teriam de variar em diferentes regies, sendo vagaroso o processo de se chegar unanimidade quanto a que livros pertenciam de fato ao NT . 2.4 - Testemunhos antigos dos Livros do NT Havia grande precariedade no material de escrita e foi em meio a um perodo de muita perseguio durante o qual muitos dos escritos cristos foram destrudos, mas devido preservao Divina, sobreviveram e chegaram at ns. Estes, oferecem testemunho inabalvel da existncia de um grupo de escritos autorizados, que os cristos aceitavam como Escrituras, ou por declaraes diretas, ou, mais frequentemente, por meio de citao ou referncia a escritos especficos como Escritura. Tais escritos posteriormente tornaram-se parte do cnon oficial do N. Testamento. 2.5 - Formao do Novo Testamento No ano 330 D.C. Bispo de Cesaria e historiador da Igreja chamado, Eusbio viveu e foi preso na perseguio de Diocleciano contra os cristos, o que seria na poca, o ltimo e desesperado esforo de Roma para varrer da Terra o cristianismo. Um dos seus objetivos principais foi destruir todas as Escrituras Sagradas publicamente. Para os cristos, naqueles dias horrveis, no era de pouca importncia saber quais livros compunham as suas Escrituras. Eusbio(264-340) viveu at o reinado de Constantino, que aceitou o cristianismo e fez deste a religio oficial da sua corte e de seu Imprio. Novos 6. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 6 rumos foram tomados a partir desta deciso. Um dos primeiros atos de Constantino, ao ascender ao trono, foi mandar preparar, sob a direo de Eusbio, e a cargo de hbeis copistas, CINQUENTA BBLIAS para as Igrejas de Constantinopla, no mais delicado velo, para serem trazidas em carruagens reais de Cesaria at quela cidade. Quais livros constituram o NT de Eusbio? Exatamente os mesmo que hoje conhecemos. Numa investigao ampla, Eusbio procurou informar-se sobre quais livros haviam sido aceitos geralmente pelas Igrejas Primitivas. Na histria da Igreja, de sua autoria, fala de quatro classes de livros: Os aceitos universalmente Os Livros em disputa: Tiago, 2 Pedro, 2 e 3 Joo e Judas, os quais, embora estivessem includos nas Bblias que ele mandara copiar, tinham sido colocados em dvida por alguns. Os livros esprios, entre os quais menciona Atos de Paulo, O pastor de Hermas, O Apocalipse de Pedro, Epstolas de Barnab, e o Didaqu. As falsificaes dos hereges: o Evangelho de Pedro, o Evangelho de Tom, o Evangelho de Matias, Atos de Andr e Atos de Joo. O cnon foi adotado pelo Conclio de Cartago (397.d.C) que estabeleceu formalmente o cnon do NT ao ratificar 27 livros conforme conhecemos. Expressou o que j fora decidido pelo julgamento unnime das Igrejas e aceitou o Livro que estava destinado a se tornar a herana mais preciosa da raa humana. 2.6 - Livros Apcrifos do Novo Testamento. Todos os lendrios e esprios que comearam aparecer no 2 Sculo. Foram forjados, na maior parte, e assim reconhecidos desde o princpio. Esto cheios de estrias ridculas e indignas a respeito de Cristo e dos Apstolos, que nunca foram reconhecidos como divinos, e nem incorporados Bblia. So tentativas deliberadas de preencher lacunas da histria de Jesus, como apresentada no NT, com a finalidade de difundir ideias herticas atravs de falsas afirmaes. Sabe-se que houve uns 50 Evangelhos esprios, alm de muitos Atos e Epstolas. A grande quantidade desses escritos forjados, fez a Igreja Primitiva ver quanto era importante distinguir entre os falsos e os verdadeiros. O nmero dos livros apcrifos maior que o da Bblia cannica. possvel contabilizar 113 deles, 52 em relao ao Antigo Testamento e 61 em relao ao Novo. Alguns livros apcrifos do N.T. Ex.: Tobias, Baruc, Macabeus, Tobias, Judite, Felipe e Maria Madalena e etc... 2.7 - Lingustica Textual do NT O NT foi escrito em grego, o idioma da maioria dos primeiros cristos. Os textos originais foram escritos por seus respectivos autores a partir do ano 42 D.C., em grego Koin, a lngua franca da parte oriental do Imprio Romano, onde tambm foram compostos a maioria dos livros que compe o 7. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 7 Novo Testamento parece ter sido escrito por volta da segunda metade do sculo I. Manuscritos. Os manuscritos originais de todos os Livros do NT, tanto quanto sabemos, se perderam. Desde os primrdios, cpias destes escritos preciosos comearam a ser feitas, visando a distribuio para as Igrejas, e depois, cpias de cpias, gerao aps gerao, medida que envelheciam os exemplares mais antigos. O material usado para escrita era o papiro. No 2 sculo D.C. os livros do NT comearam a serem feitos a maneira de Cdices, isto , a maneira dos livros de hoje. No 4 sculo D.C. o papiro foi suplantado pelo velo. Antes da recente descoberta dos papiros egpcios, todos os manuscritos conhecidos na Bblia eram feitos de velo. Com o advento da imprensa no Sculo IV, cessou a confeco de Bblias manuscritas. Existem hoje mais de 5.000 manuscritos conhecidos da Bblia ou verses incompletas. Palimpsestos. Manuscritos reusados e rasurados (apagados) que se reveste de importncia para os estudos eruditos modernos, no qual, foi empregado o uso de reagentes qumicos, a fotografia, e outros mtodos tcnicos modernos, para que o palimpsesto possa ser decifrado. Manuscritos em velo, hoje como conhecidos, foram reconstrudos por eruditas e escribas nos meados do sculo 4 e 15. Um dos grupos mais antigos dos manuscritos do NT. Chamam-se de Unciais e Cursivos. Os Unciais foram escritos com letras maisculas, largas. H uns 160 deles, feitos entre 4 e o 10 sculo. Os Cursivos foram escritos, entre 10 e o 15 sculo, com letras pequenas e corrigidas, ligadas as letras. Os Unciais, sendo os mais antigos, so muito mais valiosos. As Bblias Impressas. A inveno da impressa, de tipos mveis, por Joo Gutenberg, 1454 D.C., barateou e tornou abundantes as Escrituras, ao mesmo tempo em que promoveu grandemente a circulao e a influncia delas entre o povo. Antes, uma Bblia custava o que uma pessoa ganhava de salrio durante um ano. O primeiro livro impresso por Gutemberg foi a Bblia. Um dos exemplares encontra-se na Biblioteca do Congresso, em Washington, pelo qual se pagou o preo de 350.000 dlares. 8. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 8 3.0 - Textus Receptus (verso original) 3.1 ...................................................................................Textus Receptus (Texto recebido) 3.2 ...................................................................................Crtica Histrica 3.3 ...................................................................................Crtica Moderna 3.4 ...................................................................................Texto Crtico 3.5 ...................................................................................Preservao proverbial 4.0 ...................................................................................Textus Receptus x Texto Crtico 5.0 ...................................................................................A sociedade Bblica Trinitariana X Sociedade Bblica do Brasil 6.0 ...................................................................................Verses Bblicas e suas devidas comparaes (Omisses, Adies e Modificaes) 3.0 - Textus Receptus Tambm conhecido como Texto Recebido, Texto Majoritrio ou ainda Texto Bizantino, a denominao dada toda esta srie de impresses e compilaes dos manuscritos, em grego, do NT que serviu de base para a impresso e traduo de muitas Bblias. O Textus Receptus a verdadeira composio, nica e original, do texto grego contendo todo o Novo Testamento escrito pelos Apstolos. Durante o perodo Bizantino nos anos 312 - 1453 D.C., o Textus Receptus foi usado pela Igreja Grega. Por isso o texto tambm conhecido como o Texto Bizantino. Podemos ver como o Esprito Santo guiou-os na preservao e no uso deste texto. Veio deste mesmo texto, a Peshita, a Itlica, a Cltica, a Gaulesa, e a Bblia Gtica. Na idade mdia as verses dos Waldenses, dos Albigenses e outras verses que foram suprimidas por Roma. 9. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 9 3. 2 - Crtica Histrica Relaciona-se com a genuinidade e autenticidade dos livros da Bblia, isto , quem escreveu cada livro, e quando, e se o livro histrico, ou o que . Com relao aos livros do NT, trata-se apenas de reabrir a questo j liquidada satisfatoriamente pelas primeiras geraes de Pais da Igreja. 3.3 - Crtica Moderna Durante mil anos a Bblia foi reconhecida pela cristandade e pelos primeiros Pais da Igreja. Com os seus 27 livros cannicos(revisados quanto a historicidade e veracidade) e ratificados pelo Conclio de Cartago, tornou-se, sem mais questo, o Livro Sagrado de muitos cristos. Com o surto da crtica moderna, empreendeu-se uma nova investigao da origem e autenticidade dos livros da Bblia, assim como de todos os livros antigos. Crtica, aplicada Bblia um termo infeliz, embora seja exatamente isso, quando feita por indivduos pretensiosos e irreverentes; de modo que a palavra comumente considerada como a denominao do esforo intelectual moderno por solapar a divina autoridade da Bblia. Os crticos modernos no tem feito mais por averiguar a genuinidade dos livros do NT do que as geraes em que tais livros aparecem primeiro. So maldosos ao extremo. Com efeito, estas geraes estavam em muito melhores condies para determinar a natureza desses livros do que os crticos que vieram depois. No fcil algum fazer descarrilhar um trem muito tempo depois de j ter passado. Imposturas literrias so desmascaradas logo. Reconhece-se um livro, ou obra de fico, logo ao ser publicado. Um dos fatos lamentveis com os crticos que desconsideraram o parecer tradicional a respeito das origens dos livros da Bblia, o que eles atriburam a si o monoplio da erudio. A opinio deles a opinio unnime dos eruditos. So de mentalidade to estreita para pensar que s os que aceitam a opinio deles que so os eruditos? Ou ignoram o fato de serem conservadores muito dos mais profundos eruditos do universo? Pontos de vista no so ndice de erudio, mas apenas de tipos de mentalidade. O querido e Velho Livro, qual bigorna, tm desgastado muitos martelos, e muito depois de os crticos carem no esquecimento, ele continua sua marcha, amado e honrado por milhes incontveis. s o Preciso Livro de Deus. 10. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 10 3.4 - Texto Crtico Durante os sculos XIX e XX, entretanto, uma outra forma do Novo Testamento grego surgiu e foi usada pelas tradues mais modernas do Novo Testamento. Esse Texto Crtico, como chamado, baseado nos manuscritos alexandrinos, o do Sinai e o do Vaticano, e difere largamente do textus receptus, pois omite muitas palavras, versculos e passagens que so encontrados no Textus Receptus. H muitas palavras, muitos versculos e muitas passagens omitidos no texto Critico que so encontrados no textus receptus. O Texto Crtico diverge do Textus Receptus 5.337 vezes. O texto Critico omite 2.877 palavras nos Evangelhos, 3.455 palavras nesses mesmos livros. Esses problemas entre o Textus Receptus e o Texto Crtico so muito importantes para as corretas tradues e interpretao do Novo Testamento. Contrariamente argumentao dos que apoiam o Texto Crtico, essas omisses afetam a vida crist quanto doutrina e f. Seguem-se muitos exemplos de problemas doutrinrios causados pelas omisses do Texto Crtico: Omite referncia ao nascimento virginal, em Lucas 2.33 Omite referncia deidade de Cristo, em 1 Timteo 3.16 Omite referncia deidade de Cristo, em Romanos 14.10 e 12 Omite referncia ao sangue de Cristo, em Colossenses 1.14 Adicionalmente, cria-se um erro bblico em Marcos 1.2: nesta passagem, no Texto Crtico, Isaas torna-se autor do livro de Malaquias. Em numerosas referncias no Novo Testamento o nome de Jesus omitido, no Texto Crtico: Jesus omitido setenta vezes e Cristo, vinte e nove vezes. Outra problema com o Texto Crtico moderno que os dois manuscritos mais importantes sobre os quais o texto construdo, o do Sinai e o do Vaticano, discordam entre si mais de 3.000 vezes, somente nos Evangelhos. *** 3.5 - Preservao Providencial O Texto original do Novo Testamento precisa ser visto pelos cristos, que creem na Bblia como a Palavra de Deus, como contedo sagrado e providencialmente preservado por Deus. Deus prometeu em Sua Palavra que Ele no s preserv-la-ia para as geraes vindouras, mas, tambm, que 11. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 11 Sua Palavra seria eterna e completamente livre de corrupo. Mateus 5.18 afirma: Porque em verdade vos digo que, at que o cu e a terra passem nem um jota ou um til se omitir da lei, sem que tudo seja cumprido. Isaas 59.21 diz: Quanto a mim, esta a minha aliana com eles, diz o SENHOR: o meu esprito, que est sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, no se desviaro da tua boca nem da boca da tua descendncia, nem da boca da descendncia da tua descendncia, diz o SENHOR, desde agora e para todo o sempre. Joo 10.35 : a Escritura no pode ser anulada. Esses versculos demonstram que o prprio Deus no deixou Sua Igreja, por sculos, sem uma cpia autorizada de Sua Palavra, mas que o povo de Deus atravs dos sculos copiou e recopiou fielmente manuscritos a partir dos autgrafos originais. Por isso, a Igreja por todo o mundo tem usado o Textus Receptus como a base slida na preservao da palavra de Deus. Hermenutica satnica. Esta preciosa doutrina da preservao providencial tem sido totalmente esquecida pelos estudiosos de texto modernos. Muitos deles tratam a Palavra de Deus como um livro qualquer, podendo ser submetido aos caprichos e s normas de alterao dos mtodos cientficos modernos. Eles simplesmente no creem que a Bblia um livro sobrenatural. Consideram como produo elucidao humana, cujo escrito obtm inspirao e deflagraes pela contingncias do cotidiano das comunidades. Manipulaes literrias, propondo um conformismo diante da situao que as comunidades enfrentavam. Uma Bblia herdeira de tradies e influncias ideolgicas. Uma literatura feita de retalhos da memria. Porm, apesar disso tudo, Deus tem levantado Seu povo, que ama e cuida da Sua Palavra, e reconhece as marcas de inspirao que os primeiros crentes reconheceram, e isto faz toda a diferena nestas cpias, manuseadas atravs dos vrios grupos de crentes que amaram e guardaram a Sua Palavra, pelos sculos. O Texto Receptus, foi o texto do perodo da Reforma, tanto que, seja no trabalho de Erasmo ou no de Stephen, na prpria traduo de Lutero ou naquela dos herdeiros da Reforma, tais como os clrigos de Westminster e os tradutores da Verso Autorizada em ingls, este texto tem sido largamente usado e tremendamente abenoado por Deus. O Textus Receptus foi utilizado para a criao de vrias outras tradues da Bblia para vrias outras lnguas, como as Bblias de Lutero em 1522 e dos herdeiros da Reforma, tais como os clrigos de Westminster e os tradutores da Verso Autorizada em ingls. Como a Tyndale em 1526, e a do Rei Thiago em 1611, e tambm para a traduo de Joo Ferreira de Almeida para o portugus em 1681. importante, neste ponto, notarmos que o Textus Receptus, diretamente ou atravs de uma de suas tradues, foi aceito pelas igrejas protestantes ps reforma, e que esta posio se manteve intocvel. 12. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 12 no Brasil, at meados do sculo XX. Este texto tem sido largamente usado e tremendamente abenoado por Deus e hoje est correndo o risco de desaparecer. 4.0 - Textus Receptus x Texto Crtico Temos a responsabilidade, como crentes em Jesus, de proclamar o Evangelho nos nossos dias, o Evangelho original, e repudiarmos o Evangelho diludo. Cada cristo, individualmente deve respeitar e preocupar-se com este assunto: o texto correto a ser utilizado pela sua Igreja. Como objeto de estudo. A edio de sua Bblia e seus devidos editores. A busca por uma traduo cujo contedo se baseia em manuscritos corruptos, que refletem o ponto de vista humano, e tambm a omisso da deidade de Cristo, a expiao por Seu sangue e seu nascimento virginal. Portanto devemos ter em mente que esto disponveis hoje no Brasil, dois tipos de Bblia, ou seja uma baseada no Textus Receptus (original) e outra no Texto-Crtico(reedio). Levar publicamente a informao de que as bblias baseadas no texto-crtico so impostoras, ecumnicas e jamais poder trazer qualquer pessoa a luz da verdadeira essncia de Cristo. 5.0 - A sociedade Bblica Trinitariana X Sociedade Bblica do Brasil A Sociedade Bblica Trinitariana foi formada em 1831, aps uma diviso da British and Foreign Bible Society (BFBS). O motivo foi a questo da crescente influncia de membros incrdulos que no acreditavam na Trindade. Esses Unitarianos, que no criam na Divindade de Jesus Cristo, eram membros da BFBS que no tinha uma declarao de f escrita. Por causa disso, j havia uma tendncia de se pressionar a mudana do texto Bblico (ningum era maluco na poca de tentar publicar outra Bblia que no a King James) para que enfraquecessem a divindade de Cristo. O nome Trinitariana para indicar a posio doutrinria que se acredita na TRINDADE, como est claramente relatado na Bblia. A faco dos "gua morna da paz" da BFBS, no queria tomar posio contra os hereges e apstatas UNITARIANOS que a infestavam cada vez mais, temendo talvez, perdas financeiras. O fato que algum ia sair. Os hereges ou os fiis. Os UNITARIANOS, herdeiros dos hereges gnsticos e pais das Testemunhas de Jeov, negavam a divindade de Cristo juntamente com a Divindade do Esprito Santo e outras heresias. Os crentes srios e zelosos pela pureza doutrinria, vislumbrando uma pior corrupo da Sociedade, no aguentavam mais aquela situao e exigiram uma sesso para definir declarao doutrinria que teria que ser assinada por todos os membros e ao mesmo tempo, expulsar os mpios infiltrados. Foi posto o assunto em votao numa tumultuada sesso em 5 maio de 1831, quando pela providncia de Deus, os apstatas e omissos ficaram e o grupo fiel (minoria) se retirou da roda dos 13. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 13 escarnecedores para formar a abenoada TRINITARIAN BIBLE SOCIETY! Desde a sua fundao, a Trinitarian Bible Society (TBS) se comprometeu a circular somente tradues fiis ao Textus Receptus e o Massortico. Em ingls, claro, ela somente distribui o monumento da reforma protestante que jamais ser mudado: a Bblia King James! A traduo em portugus a do consagrado pastor protestante portugus, Joo Ferreira de Almeida, que em sua obra editada em 1681 (Novo Testamento), usou a famlia de textos gregos conhecida como Textus Receptus e no Velho Testamento (terminado em 1748), o texto Massortico. S a Sociedade Bblica Trinitariana publica no Brasil, a Bblia mais fiel aos originais. Esta Bblia conhecida como a ALMEIDA CORRIGIDA E FIEL. a nica traduo confivel das Escrituras na lngua portuguesa. Enquanto isso... A roda dos escarnecedores que ficou na BFBS, foi progredindo at se fundir com outras organizaes que desde 1946 atende pelo nome de UNITED BIBLE SOCIETIES (UBS), que autora de verdadeiras BARBARIDADES perpetradas contra a Palavra de Deus. No Brasil, a filha da multimilionria UNITED BIBLE SOCIETIES (oramento astronmico de US$ 40 milhes por ano) a ecumnica SOCIEDADE BBLICA DO BRASIL (SBB), parida em 1948, a menina dos olhos da igreja Catlica! 6.0 - Verses Bblicas Observamos que mais de uma centena de tradues independentes e com palavras distintas chegaram ao amplo mercado da lngua inglesa somente no sculo XX, e dezenas ao amplo mercado da lngua portuguesa! Ultimamente, parece que, a cada ano, vrios e diferentes novos textos so lanados, juntamente com dezenas ou centenas de alternativas de formatao, encadernao e empacotamento mercadolgico! Comeamos a nos perguntar o que realmente est por trs desse incessante frenesi de atividades de traduzir, vender, revisar, vender, atualizar, vender, modificar, vender - faturar - lucrar... Em ingls j chegaram ao ponto de ter Bblias condensadas (o volume de palavras 1/4 das tradicionais), Bblias com textos unissex, Bblias rimadas, Bblia rap, Bblias funk, Bblias para gays, Bblias com novas epstolas (como uma de Martin Luther King), Bblias para todos os gostos! Esgotados os nomes "atualizada, moderna, para hoje, nova", etc., tero que partir para nomes e descries tais como "novssima, supernova, ultra-hiper-moderna", etc. A milionria propaganda de lanamento de cada uma dessas Bblias d a entender que s a partir de agora, com tais maravilhas, compreenderemos 14. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 14 plenamente a Palavra de Deus e evangelizaremos. Perguntamo-nos: neste torvelinho, ser que h uma firme tendncia invisvel e m (alm das visveis e carnais consequncias previsveis da cobia por dinheiro, poder, fama e reconhecimento? Comeamos a ler, pesquisar e estudar, sempre orando e pedindo que fosse somente o Esprito Santo de Deus que nos ensinasse e iluminasse nosso discernimento. As duas primeiras coisas que percebemos, e que aqui queremos compartilhar: 1) Basicamente, h apenas dois tipos de Bblias. 2) As Bblias de cada um desses dois tipos tm milhares de graves diferenas. Isto : - De um lado, temos aquelas que chamaremos de Bblias da Reforma, Elas foram traduzidas o mais fiel - literal - formalmente possvel, e isto a partir do texto bsico encontrado em cerca de 95% dos milhares de manuscritos nas lnguas originais que sobreviveram ao tempo e chegaram at o advento da Imprensa e da Reforma, e a ns. Manuscritos que basicamente concordam maravilhosamente entre si. Tais Bblias incluem, entre muitas outras, as: Peshita - em Siraco, traduzida ao redor do ano 150 d.C. Latina Antiga, dos Valdenses - do Vale de Vaudois, Norte da Itlia, aos ps dos Alpes, traduzida ao redor do ano 157 d.C. Todas as Bblias traduzidas com base e a partir da edio consolidada por Erasmo, em 1522, elas foram as Bblias usadas por Deus para trazer a Reforma (sculos XVI e XVII) e trazer a purificao e reavivamento do verdadeiro evangelho, estas so: Willian Tyndale 1526 Genebra 1588 King James Bible (Authorized Version de 1611) Valera 1569, 1602 TR, 1999 Lutero 1545 pela TBS - Trinitarian Bible Society Almeida 1681/1753 e suas legtimas herdeiras: "Almeida Revista e Reformada" (1847) "Almeida Revista e Correcta" (1875) "Almeida Revista e Corrigida". A edio 1894 (para Portugal) foi 100% TR. ACF - Almeida Corrigida e revisada, Fiel ao texto original (1995). Bblia de estudo Scofield Sociedade Bblica Trinitariana ACF. 15. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 15 Entre as Bblias atualmente sendo impressas, a ACF a nica 100% legtima herdeira da Almeida original, pois se baseia nos mesmos textos em hebraico e grego, e usa o mesmo fiel mtodo de traduo formal literal, o Textus Receptus. De outro lado, temos aquelas que chamaremos de "Bblias alexandrinas", que s recentemente se introduziram sorrateiramente entre os "protestantes", e que basicamente so baseadas somente em dois dos pouqussimos manuscritos alexandrinos, estes dois manuscritos, Aleph (Sinaiticus) e B (Vaticanus), so os mais corrompidos de todos os milhares de manuscritos da Bblia nas lnguas originais; todos os manuscritos alexandrinos diferem bastante entre si e no totalizam sequer 0.5% dos manuscritos que chegaram aos nossos dias, so elas: ARA - Almeida Revista e Atualizada - 1976 AR - Almeida Revisada ... Melhores Textos - 1995 NIV - New International Version - 1986 NVI - Nova Verso Internacional - 1994, 2001 BLH - Bblia na Linguagem de Hoje - 1988 BBN - Bblia Boa Nova - 1993 BV - Bblia Viva - 1993 Bblia Alfalit - 1996; Bblia CEV = Contemporary English Version NASB - New American Standard Bible 1977 Bblia Thompson contempornea Bblia NTLH Nova Traduo na linguagem de hoje Bblia DAKE de Estudo Bblia SHEDD TNM - Traduo Novo Mundo - 1967 [dos Testemunhas de Jeov] Todas as Bblias romanistas-ecumnicas: Bblia de Jerusalm-1992; Vulgata de Jernimo, tradues do Padre Antnio Pereira de Figueiredo, Padre Matos Soares, Padre Humberto Rhoden, Padres Capuchinhos, Monges Beneditinos, Vozes, Pastoral, TEB - Traduo Ecumnica da Bblia, TOB - Traduction O ecumnique de la Bible, e etc... 16. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 16 Notemos que, em todo o mundo, at 1881 (e no Brasil at 1956), no havia uma, sequer uma Bblia impressa que fosse significativamente diferente e concorrente das Bblias da Reforma, e fosse usada por igrejas "protestantes" em nmero mais que desprezvel. S a partir daquela data que Bblias alexandrinas sorrateiramente realmente comearam a se infiltrar nas igrejas "protestantes". Tambm notemos que algumas Bblias usam o nome Almeida enganosamente, como golpe de marketing, como as Bblias da Sociedade Bblica do Brasil. Bblia Almeida Revisada de 1967 Bblia Almeida Revista e Atualizada 1956. Bblia Almeida Edio Contempornea 1992. Entenda o que mudou nestas verses Bblicas Almeida a seguir: ACF - Almeida Corrigida e Fiel ao texto original ARC- Almeida Revista e Corrigida ARA- Almeida Revista e Atualizada So usadas EM ALGUMAS PARTES na Almeida Revista e Corrigida (ARC), pelo menos a partir de 1948, algumas das 1.800 palavras diferentes entre o Textus Receptus e o Texto Crtico. Verifiquemos apenas 20 versos importantes, onde ela (ARC) seguiu um caminho errado se afastando do Textus Receptus e se aproximou do corrupto Texto Crtico: Nesse quadro comparativo ACF / ARC / ARA pode-se ver que a tendncia da ARC foi a de seguir o TC nos textos mencionados. Note que a tendncia sempre de enfraquecer a doutrina. Talvez essa contaminao tenha entrado pela influncia de crticos da Conveno Batista 17. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 17 Brasileira, que j estavam comprometidos com o fermento do Criticismo Textual. Confira no Dicionrio do Novo Testamento Grego (JUERP, 1983, Introduo, pg. 5) de William Carey Taylor, Th.D. (1886-1971), como ele menciona A.T. Robertson e confessa que se baseia no texto de Westcott e Hort, a infame Dupla Dinmica. Confira como Robert G. Bratcher, Th.D., Missionrio da Conveno Batista Brasileira, um modernista-liberal da ecumnica Sociedade Bblica do Brasil e se baseia em mtodos totalmente herticos de traduo Bblica. Esse tipo de fermento resultou nas mudanas que podemos ver a seguir: versos ACF ARC 1948 ARA 1. Edio 1959 Mc. 1:2 Textus Receptus Texto Crtico (TC) WH Como est escrito nos profetas... Como est escrito no profeta Isaas... Como est escrito na profecia de Isaas... en tois profetais en to hesaia Jo. 6:69 ...tu s o Cristo, o Filho do Deus vivente. ...tu s o Cristo, o Filho de Deus. ...tu s o Santo de Deus. theou zontos agios tou theou Jo. 14:28 ...porque meu Pai maior do que eu... ...porque o Pai maior do que eu... ...porque o Pai maior do que eu... pater mou o pater At. 9:29 E falava ousadamente no nome do Senhor Jesus... E falava ousadamente no nome de Jesus... ...pregando ousadamente em nome do Senhor... 18. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 18 kuriou Iesou tou kuriou Gl. 5:19 Porque as obras da carne so manifestas, as quais so: adultrio, fornicao... Porque as obras da carne so manifestas, as quais so: fornicao... Ora, as obras da carne so conhecidas e so: fornicao... estin moicheia porneia estin porneia Ef. 3:9 ... esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo; ... esteve oculto em Deus, que tudo criou; ... oculto em Deus, que criou todas as cousas, panta ktisanti dia Iesou Kristou panta ktisanti Ef. 5:30 Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e do seus ossos. Porque somos membros do seu corpo. Porque somos membros do seu corpo. sarkos autou kai ek ton osteon autou tou somatos Fl 4:13 Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. tudo posso naquele que me fortalece. tudo posso naquele que me fortalece. me christo en to 1Tm. 1:17 ...ao nico Deus sbio seja honra e glria... ...ao nico Deus seja honra e glria... ...Deus nico, honra e glria... mono sopho theo mono theo 1Tm. 3:16 ...Deus se manifestou em carne... ...Aquele que se manifestou em carne... ...Aquele que foi manifestado na carne... 19. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 19 theos ephanerothe hos epharnerothe 1Pe. 1:22 Purificando as vossas almas pelo Esprito na obedincia verdade... Purificando as vossas almas na obedincia verdade... Tendo purificado as vossas almas pela vossa obedincia verdade... dia pneumatos upakon tes alepheias eis 2Pe. 3:2 ...e do nosso mandamento como apstolos do Senhor... ...e do mandamento do Senhor e Salvador... ...bem como do mandamento do Senhor e Salvador... apostolos hemon entoles esentoles tou kurie Jd. 1 ...aos chamados, santificados em Deus Pai... ...aos chamados, queridos em Deus Pai... ...aos chamados, amados em Deus Pai... hegiasmenois hegapemenois Jd. 25 Ao nico Deus sbio, Salvador nosso... Ao nico Deus, Salvador nosso... ao nico Deus, nosso Salvador... sopho theo soteri theo soteri Ap. 1:11 Que dizia: Eu sou o Alfa e o mega, o primeiro e o derradeiro; e o que vs... Que dizia: O que vs... dizendo: O que vs... legouses ego eimi to A kai to S, ho protos kai ho eschatos, kai ho blepeis legouses ho blepeis Ap. 20:9 ...e de Deus desceu fogo do cu, e os devorou. ...mas desceu fogo do cu, e os devorou. ...desceu, porm, fogo do cu e os consumiu. pur apo tou theou ek tou pur ek tou uoranou 20. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 20 uoranou Ap. 20:12 E vi os mortos, grandes e pequenos que estavam diante de Deus... E vi os mortos, grandes e pequenos que estavam diante do trono... Vi tambm os mortos, os grandes e os pequenos, postos em p diante do trono... enopion tou theou enopion tou thronou Ap. 21:24 E as naes dos salvos andaro sua luz... E as naes andaro sua luz... As naes andaro mediante a sua luz... kai ta ethen ton sozomenon peripatesousin ta ethen Ap. 22:14 Bem aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos... Bem aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro... Bem aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro]... poiountes tas entolas plunontes tas stolas Ap. 22:19 ...Deus tirar a sua parte do livro da vida... ...Deus tirar a sua parte da rvore da vida... ...Deus tirar a sua parte da rvore da vida... biblou tes zoes xulon tes zoes A Bblia Almeida Revista e Corrigida (ARC) na grafia simplificada, 98% bem traduzida do Textus Receptus, porm possui alguma mistura de ingredientes do Texto Crtico (O FERMENTO DOS FARISEUS MODERNOS), que infelizmente a contamina em passagens muito importantes tornando-a desqualificada e no confivel. Isso certamente afeta DOUTRINA, por isso no deve ser recomendada. A nica Bblia pura para os crentes de lngua portuguesa a ACF Almeida Corrigida e Fiel da Sociedade Bblica Trinitariana do Brasil. 21. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 21 NOVA TRADUO NA LINGUAGEM DE HOJE X ALMEIDA CORRIGIDA E FIELAO TEXTO ORIGINAL Todas as Bblias citadas neste estudo, como bblias alexandrinas, (ver relao!) so bblias que possuem o mesmo texto base que o TC Texto Crtico e em sua grande maioria, so publicadas pela apstata e ecumnica SBB Sociedade Bblica do Brasil. Estas Bblias possuem os mesmos erros catastrficos que a NTLH (Bblia utilizada como fonte deste estudo) Vejamos: ***Evangelho de Mateus*** Verso ACF NTLH Observaes 5:32 Eu, porm, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a no ser por causa de prostituio, faz que ela cometa adultrio, e qualquer que casar com a repudiada comete adultrio. Mas eu lhes digo que todo homem que mandar a sua esposa embora, a no ser em caso de adultrio, faz que ela se torne adltera, e o homem que casar com ela tambm cometer adultrio. Contexto completamente modificado! 5:44 Eu, porm, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que est nos cus Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que perseguem vocs. Metade do versculo omitido! 8:29 E eis que clamaram, dizendo: Que temos ns contigo, Jesus, Filho de Ento eles gritaram: "Que queres conosco, Filho de Deus? Vieste aqui O nome de Jesus e Que temos ns contigo retirado 22. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 22 Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? para nos atormentar antes do tempo? 9:13 Ide, porm, e aprendei o que significa: Misericrdia quero, e no sacrifcio. Porque eu no vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento. Vo e procurem entender o que quer dizer este trecho das escrituras sagradas: Eu quero que as pessoas sejam bondosas e no me ofeream sacrifcio de animais, porque eu vim para os pecadores e no os bons Sentido completamente modificado, alm de terem retirado no final do verso, a palavra ARREPENDIMENTO! 12:35 O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu corao, e o homem mau do mau tesouro tira coisas ms. A pessoa boa tira o bem do seu depsito de coisas boas, e a pessoa m, tira o mal do seu depsito de coisas ms. Do seu corao excludo alterando completamente o sentido do texto! 17:21 Mas esta casta de demnios no se expulsa seno pela orao e pelo jejum. Verso excludo! Eles pulam do verso 20 para o 22 ou colocam entre colchetes. 18:22 Jesus lhe disse: No te digo que at sete; mas at setenta vezes sete. NO! - respondeu Jesus. Voc no deve perdoar sete vezes, mas setenta e sete. 1)A pontuao est completamente fora de contexto, pois o No! refere- se a uma exclamao, quando na verdade o que Jesus estava dizendo era: No digo que at sete. 2) No sabem calcular! Jesus no disse 77 vezes, Jesus disse 70x7 que igual a 490, (o que no sentido espiritual nos mostra que devemos perdoar 23. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 23 quantas vezes for preciso!) 20:07 Disseram-lhe eles: Porque ningum nos assalariou. Diz-lhes ele: Ide vs tambm para a vinha, e recebereis o que for justo. porque ningum nos contratou! Responderam eles. Ento ele disse: Vo trabalhar na vinha vocs tambm. e recebereis o que for justo retirado Negligenciando que Deus galardoador! 19:09 Eu vos digo, porm, que qualquer que repudiar sua mulher, no sendo por causa de fornicao, e casar com outra, comete adultrio; e o que casar com a repudiada tambm comete adultrio. Portanto eu afirmo a vocs o seguinte: o homem que mandar a sua mulher embora, a no ser em caso de adultrio, se tornar adultero se casar com outra mulher 1) trocaram repudiar por mandar embora 2) No finalizaram o verso, excluram a frase: ...e o que casar com a repudiada tambm comete adultrio. 19:16 Eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? Mestre, que devo fazer de bom, para conseguir a vida eterna? Bom referindo-se a Jesus retirado, e includo na pergunta do homem rico. 20:16 Assim os derradeiros sero primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos so chamados, mas poucos escolhidos. E jesus terminou dizendo: Assim aqueles que so os primeiros sero os ltimos, e os ltimos sero os primeiros. porque muitos so chamados mas poucos escolhidos removido! 24:38 Arca trocada por barca Isso para defender o mentiroso dilvio local dos modernistas. Vigiai, pois, porque no sabeis a que Vigiai, pois, porque no sabeis o dia As Escrituras refere-se: a que 24. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 24 24:42 hora h de vir o vosso Senhor. h de vir o vosso Senhor. hora, para promover o sentido de que devemos vigiar todo o tempo 27:24 Ento Pilatos, vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando gua, lavou as mos diante da multido, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo. Considerai isso. Eu no sou responsvel pela morte deste homem, isto com vocs. justo retirado! Omitem a divindade de Cristo! *** Evangelho de MARCOS *** 01:02 nos profetas alterado para Isaas Promovem confuso! 01:03 Voz do que clama no deserto Algum est gritando no deserto Alterado para uma linguagem ridcula! 02:17 E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sos no necessitam de mdico, mas, sim, os que esto doentes; eu no vim chamar os justos, mas sim, os pecadores ao arrependimento. Os que tem sade no precisam de mdicos, mais sim os doentes, eu vim para chamar os pecadores e no os bons. ao arrependimento retirado! *** Evangelho de Lucas *** 25. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 25 04:04 E Jesus lhe respondeu, dizendo: Est escrito que nem s de po viver o homem, mas de toda a palavra de Deus. As escrituras sagradas afirmam que o ser humano no vive s de po. Obs.: Ah que novidade no? J que retirado a parte mais importante do verso, d at vontade de acrescentar, no s de po, mas tambm de carne, arroz, feijo, batata frita... Antema! *** Evangelho de Joo *** 01:14 O Verbo se fez carne A palavra se tornou um ser humano. um Obs.: Nos d a entender que Jesus (o verbo) havia se tornado um ser humano qualquer! 03:13 Ora, ningum subiu ao cu, seno o que desceu do cu, o Filho do homem, que est no cu. Ningum subiu ao cu, a no ser o filho do homem que desceu do cu. que est no cu retirado! 03:16 Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho Unignito, para que todo aquele que Nele cr, no perea, mas tenha vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu nico filho, para que todos os que creem Nele tenha a vida eterna. no perea retirado! 09:35 Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crs tu no Filho de Deus? Jesus ficou sabendo que tinham expulsado o homem, Foi procur-lo e disse: Crs tu no Filho do homem? Negam a divindade de Cristo! Todavia digo-vos a verdade, que vos convm que eu v; porque, se eu no for, Eu falo a verdade quando digo que melhor para vocs que eu v, pois se Referindo-se ao Esprito Santo trocaram a palavra Consolador por auxiliador, 26. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 26 16:07 o Consolador no vir a vs; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. eu no for o auxiliador no vir o que faz bastante diferena, sem contar com a linguagem ridcula do texto! *** Atos dos Apstolos *** 2:47 Louvando a Deus, e caindo na graa de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor igreja aqueles que se haviam de salvar. Louvavam a Deus por tudo e eram estimados por todos, e cada dia o Senhor juntava ao grupo, as pessoas que iam sendo salvas. Trocaram a palavra Igreja, por Grupo! 03:13 O Deus de Abrao, de Isaque e de Jac, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vs entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto. O Deus de nossos antepassados o Deus de Abrao, o Deus de Isaque e o Deus de Jac, foi quem deu glria ao seu servo Jesus... Trocaram filho Jesus, por servo Jesus, fazendo parecer que Jesus inferior a Abrao, Isaque e Jac, pois no se referem a Abrao, Isaque e Jac como servos! 09:29 E falava ousadamente no nome do Senhor Jesus. Falava e disputava tambm contra os gregos, mas eles procuravam mat-lo. Ele tambm conversava e discutia com os judeus que tinham sido criados fora da terra de Israel Excluram a parte mais importante do verso, a qual se refere a converso de Paulo. 20:28 Olhai, pois, por vs, e por todo o rebanho sobre que o Esprito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu prprio sangue Cuidem de vocs mesmos e de todo rebanho que o Espirito Santo entregou a seus prprios cuidados, como pastores da igreja de Deus, que ele comprou com o sangue do seu prprio filho. Negam claramente a Divindade de Cristo, pois se referem ao sangue de Jesus como no sendo o sangue do prprio Deus! Detalhe: O mesmo texto da Bblia dos Testemunhas de 27. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 27 Jeov! *** Romanos *** 1: 16 Porque no me envergonho do evangelho de Cristo Eu no me envergonho do Evangelho Excluram: de Cristo desonram Jesus! 1:31 Nscios, infiis nos contratos, sem afeio natural, irreconciliveis, sem misericrdia. So imorais no cumprem a palavra, no tem amor por ningum e no tem pena dos outros. 1) H diferena no significado das caractersticas. 2) Omitem a palavra: Irreconciliveis! 1:08 Portanto, agora nenhuma condenao h para os que esto em Cristo Jesus, que no andam segundo a carne, mas segundo o Esprito. Agora j no existe condenao para as pessoas que esto unidas em Jesus Cristo. Em vermelho; trecho completamente excludo! 10:17 De sorte que a f pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. A f vem pelo ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregao a respeito de Cristo. Novamente negam a divindade de Cristo, pois Cristo a palavra!!! 14:10 Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. ...Pois todos ns estaremos diante de Deus, para sermos julgados por Ele. Negam a autoridade divina de Cristo!!! *** I Corntios *** 06:20 Porque foste comprado por bom preo, glorificai pois a Deus no vosso corpo e no vosso esprito, os quais pertencem a Deus Pois ele nos comprou e pagou o preo. Portanto usem o seu corpo para a glria Dele Metade do verso omitido! Inmeras vezes trocam Deus e Jesus, por ele ou dele A mulher casada est ligada pela lei todo A mulher no est livre enquanto seu Excluram pela lei e isso 28. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 28 07:39 o tempo que o seu marido vive marido estiver vivo causa confuso, muitos no sabem como se formaliza o casamento diante de Deus! 07:40 ...e tambm eu cuido que tenho o Esprito de Deus ...e eu acho que tambm tenho o esprito de Deus 1) Lanam uma dvida que Paulo no tinha. 2) Ele estava afirmando que tambm tinha o Esprito Santo! 11:28 Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua prpria condenao, no discernindo o corpo do Senhor Pois a pessoa que comer do po ou beber do clice sem reconhecer que se trata do corpo do Senhor... No se tratava de reconhecer quem Cristo, mas de se assentar indignamente em sua mesa! 16:22 Se algum no ama ao Senhor Jesus Cristo, seja antema. Maranata! Quem no ama o Senhor seja amaldioado! Quem ser este Senhor? Pois inmeras vezes eles substituem Jesus Cristo, por Senhor *** II Corntios *** 5:18 E tudo isto provm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministrio da reconciliao. Tudo isso feito em Deus, o qual, por meio de Cristo, nos transforma de inimigos em amigos dele. E Deus nos deu a tarefa de fazer com que outros tambm sejam amigos dele. 1)Texto em vermelho, foi includo, no bblico! Ai daqueles que acrescentar alguma coisa! Apoc. 22:18 *** Glatas *** 05:22 Mas o fruto do Esprito : amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, Mas o fruto do Esprito caridade, alegria, paz, pacincia, amabilidade, Trocaram as palavras inclusive: F por Fidelidade! 29. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 29 bondade, f, mansido, temperana bondade, fidelidade 3:11 O insensatos glatas! quem vos fascinou para no obedecerdes verdade, a vs, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vs? glatas sem juzo! Quem foi que enfeitiou vocs? Na minha pregao a vocs, eu fiz uma descrio perfeita da morte de Jesus Cristo na cruz; por assim dizer, vocs viram Jesus na cruz. 1)Excluram: para no obedecerdes verdade 2) Mudaram o contexto de todo o verso! 06:15 Porque em Cristo Jesus nem a circunciso, nem a incircunciso tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura No faz nenhuma diferena se o homem circuncidado ou no, o importante que ele seja uma nova pessoa 1) Excluram: Porque em Cristo Jesus. 2) Para no dar a entender que somente em Cristo Jesus que somos nova criatura! 06:17 Desde agora ningum me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus. ...pois as marcas no meu corpo mostram que sou escravo de Jesus As marcas do apstolo foram alcanadas por amor e voluntariamente ao contrrio do escravo trabalha por obrigao! *** Efsios *** 3:9 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abenoou com todas as bnos espirituais nos lugares celestiais em Cristo. E tambm me deu o privilgio de fazer com que todos vejam, como se realiza o plano secreto de Deus. Deus que criou tudo, escondeu esse segredo durante os tempos passados. 1) Por meio de Jesus Cristo retirado! 2) Linguagem inclusiva 3) Contexto danificado! 30. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 30 3:14 Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo Por este motivo eu me ajoelho diante do Pai. 1) Excluram de nosso Senhor Jesus Cristo Negam a divindade de Cristo! 5:19 Porque o fruto do Esprito est em toda a bondade, justia e verdade Pois a luz produz uma grande colheita de grande tipo de bondade, honestidade e verdade 1) Modificaram a palavra levianamente! *** Filipenses *** 4:13 Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Com a fora que Cristo me d posso enfrentar qualquer situao Em Cristo e no com a fora que Cristo me d, assim perde-se o sentido! 04:13 Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Posso todas as coisas naquele que me fortalece Em outras verses trocaram Cristo por naquele *** Colossenses *** 01: 02 Aos santos e irmos fiis em Cristo, que esto em Colossos: Graa a vs, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. ...Que a graa e a paz de Deus, nosso Pai, estejam com vocs! Excluem novamente o nome de Cristo! 01:14 Em quem temos a redeno pelo seu sangue, a saber, a remisso dos pecados ele quem nos liberta, e por meio dele que nossos pecados so perdoados 1) Negam o sangue de Cristo! *** II Tessalonicenses *** ...porque no ser assim sem que antes ...pois antes deste dia ter que apostasia modificado para 31. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 31 2:03 venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdio acontecer a revolta contra Deus, e ter de aparecer o perverso revolta contra Deus e filho da perdio para perverso *** I Timteo *** 3:16 E, sem dvida alguma, grande o mistrio da piedade... Sem nenhuma dvida grandiosa a verdade revelada da nossa religio... Religio alterado por piedade palavras com grande diferena! 03:16 Ele se manifestou em carne Ele apareceu como ser humano Expresses modificadas que causam grande confuso, pois Deus nunca foi ser humano! 06:05 Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais. E discusses sem fim, como costumam fazer as pessoas que perderam o juzo, e no tem mais a verdade, essa gente pensa que a religio um meio de se enriquecer. Trecho excludo: aparta-te dos tais. *** II Timteo *** 4:22 O Senhor Jesus Cristo, seja com o teu esprito. A graa seja convosco, amm. Timteo, que o Senhor esteja com o teu esprito. Excluram Jesus Cristo *** Hebreus*** 32. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 32 7:21 ...Tu s sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque. Voc ser sacerdote para sempre. Se referem ao Senhor Jesus, como voc e retiram: segundo a ordem de Melquisedeque. *** Tiago *** 04:04 Adlteros e adlteras, no sabeis vs que a amizade do mundo inimizade contra Deus?... Gente infiel, ser que vocs no sabem que ser amigo do mundo ser inimigo de Deus?... A palavra adltero espiritualmente tem grande peso de significado, j gente infiel muito vago! 03:05 Ou cuidais vs que em vo diz a Escritura: O Esprito que em ns habita tem cimes? No pensem que no quer dizer nada, esta passagem das escrituras sagradas: o esprito que Deus ps em ns est cheio de desejos violentos Eis uma blasfmia contra o Esprito Santo, portanto se tornaram rus de culpa eterna! (Mc. 03:29 / Lc.12:10) *** I Pedro *** 04:14 Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vs repousa o Esprito da glria e de Deus; quanto a eles, ele, sim, blasfemado, mas quanto a vs, glorificado. Vocs sero felizes se forem insultados por serem seguidores de Cristo, porque isso quer dizer que o glorioso esprito de Deus veio sobre vocs. Contexto modificado e parte final excluda! *** II Pedro *** 1:21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram Pois nenhuma mensagem proftica veio da vontade humana, mas as pessoas eram guiadas pelo Esprito Esta troca leva o leitor compreender que Deus falava atravs de 33. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 33 inspirados pelo Esprito Santo Santo quando anunciavam a mensagem que vinha de Deus qualquer um! *** I Joo *** 04:01 Amados, no creiais a todo o esprito, mas provai se os espritos so de Deus, porque j muitos falsos profetas se tm levantado no mundo. Meus queridos amigos, no acreditem em todos que dizem que tem o esprito de Deus. Ponham a prova estas pessoas, para saber se o esprito que elas tem vem mesmo de Deus, pois muitos falsos profetas j se espalharam por toda parte. Existe um srio erro aqui; pois a palavra de Deus, est nos ensinando a no crer e provar os espritos e no as pessoas (refere-se ao espiritismo!) 04:02 Nisto conhecereis o Esprito de Deus: Todo o esprito que confessa que Jesus Cristo veio em carne de Deus assim que vocs podero saber se de fato o esprito de Deus; quem afirma que Jesus Cristo veio como ser humano tem o espirito que vem de Deus. 1) Novamente o texto se refere a uma pessoa! 2) Refere-se a Jesus como ser humano! 04:03 E todo o esprito que no confessa que Jesus Cristo veio em carne no de Deus; mas este o esprito do anticristo, do qual j ouvistes que h de vir, e eis que j est no mundo. Mas quem nega isso a respeito de Jesus no tem o Esprito de Deus, o que ele tem o esprito do inimigo de Cristo. 1) No se trata de uma pessoa, mas de um esprito. 2) No um simples inimigo, mas o anticristo! 04:07 Amados... Queridos amigos... Tambm no verso 4:1 eles trocam amados por queridos amigos! Faz diferena, no? 34. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 34 05:07 Porque trs so os que testificam no cu: o Pai, a Palavra, e o Esprito Santo; e estes trs so um. H trs testemunhas: o esprito, a agua e o sangue, e estes trs esto de pleno acordo. (Acima os versos 7 e 8) Profanos! Neste texto eles negam a Trindade, Pois o Pai refere-se a Deus, Jesus, a palavra e o Esp. Santo. 05:08 E trs so os que testificam na terra: o Esprito, e a gua e o sangue; e estes trs concordam num. Verso inexistente! Eles pulam do verso 7 para o 9 como se o verso 8 estivesse acoplado ao 7! Justamente para negar a Trindade!!! *** Apocalipse *** 01:05 E da parte de Jesus Cristo, que a fiel testemunha, o primognito dentre os mortos e o prncipe dos reis da terra. Aquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados. E da parte de Jesus Cristo, a testemunha fiel! Ele o primeiro filho, que foi ressuscitado e que governa os reis do mundo inteiro. Restante do texto excludo!!! 1) Jesus no o primeiro filho, Filho unignito! dizer que ele o primeiro alm de consider-lo como ser humano, o faz como qualquer outro filho, Por isso negam sua divindade! 2) Negam o sangue de Cristo! 01:11 Que dizia: Eu sou o Alfa e o mega, o primeiro e o derradeiro; e o que vs, escreve-o num livro, e envia-o s sete igrejas que esto na sia: a feso, e a Esmirna, e a Prgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadlfia, e a Laodicia. Que me disse; escreva num livro o que voc vai ver e mande esse livro as igrejas que esto nestas sete cidades... Parte importante do texto: excluda! Verso inexistente! E o drago ficou de p na praia! No existe este verso na J.F de 35. ESTUDO SOBRE A BBLIA SAGRADA Pgina 35 12:18 Almeida! 14:12 14:12 Aqui est a pacincia dos santos; aqui esto os que guardam os mandamentos de Deus e a f em Jesus. Isso exige que o povo de Deus aguente o sofrimento com pacincia. Esse povo so aqueles que obedecem aos mandamentos de Deus e so fiis a Jesus. Santos trocado por povo de Deus f trocado por fidelidade! 15:13 ... Rei dos santos. Rei de todas as naes Trocado! 22:14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito rvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas Feliz das pessoas que lavam as suas roupas, pois assim tero o direito de comer da fruta da rvore da vida e entrar na cidade pelos portes! Trocado parte do texto e todo o sentido modificado!