Boa Tarde!. Desenvolvendo Talentos Desenvolvendo Talentos Simone Zaninelli...

Click here to load reader

  • date post

    18-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    109
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Boa Tarde!. Desenvolvendo Talentos Desenvolvendo Talentos Simone Zaninelli...

  • Slide 1
  • Boa Tarde!
  • Slide 2
  • Desenvolvendo Talentos Desenvolvendo Talentos Simone Zaninelli [email protected]
  • Slide 3
  • SERVIOS!ATENDIMENTO O que fazer? O que, efetivamente, diferencia uma empresa da outra? O que lhe garante identidade e fidelizao? Os servios no so mais subprodutos, eles so o prprio produto Claus Moller Devido ao domnio tecnolgico, os produtos esto cada vez mais parecidos. Assim, ao lanar um produto ou servio, as empresas correm o risco de, rapidamente, ver a concorrncia lanando produtos ou servios similares ao seu.
  • Slide 4
  • 1 Fase2 Fase3 Fase Ponto de Ruptura Lucro Complexidade Desempenho Recurso Tempo Energia Fonte: O Ciclo de Vida das Organizaes (Carvalhal e Ferreira, Ed. FGV)
  • Slide 5
  • 100% dos problemas conhecidos pela fora de trabalho 74 % dos problemas conhecidos pelos supervisores 9% dos problemas conhecidos pela mdia gerncia 4% dos problemas conhecidos pela alta gerncia
  • Slide 6
  • Pessoas Sucedidas = Desafio + Poder Significncia +
  • Slide 7
  • Slide 8
  • Interpretamos o mundo por meio dos nossos mapas Nenhum mapa individual mais verdadeiro que outro A realidade no conhecida e, sim, percebida
  • Slide 9
  • A maioria de ns no decide em que vai acreditar Nossas crenas baseiam-se em interpretaes do passado Ao adotar uma crena, tendemos a consider-la um evangelho
  • Slide 10
  • Homem no chora Se ficar feliz, algo ruim vai acontecer Mudar de opinio falta de personalidade Casamento para toda a vida Trabalho lugar de gente sria feio no saber
  • Slide 11
  • Gentica Educao Experincias
  • Slide 12
  • Os paradigmas so como mapas simplificados, contendo as trilhas que julgamos mais corretas, as verdades absolutas, a nossa viso sobre o mundo, reproduzindo a realidade de acordo com nossos valores.
  • Slide 13
  • C H A
  • Slide 14
  • o A comunicao verbal acontece de acordo com o mapa mental de cada um o Comunicao harmoniosa: respeito pelo mapa do outro
  • Slide 15
  • Capacidade de Ouvir Atitude Positiva Auto-Estima Percepo
  • Slide 16
  • Forme dupla com um colega do grupo que ocupe um cargo diferente do seu. Proprietrio/Administrador - Direo Coordenao - Professor Direo - Coordenao
  • Slide 17
  • Quais so as praticas de gesto que estimulam o crescimento e desenvolvimento de uma equipe e que gera resultados?
  • Slide 18
  • Plano de Metas Mensurvel, Prazo, Controle Essencial= no so negociveis Desafio Plano de Ao Avaliao de Desempenho Resultados, Competncias e aes de melhorias Identificao de Potencial
  • Slide 19
  • Recompensa e Reconhecimento Feedback Capacidade de Ouvir Capacitao Delegao/Empowerment Autonomia Coordenao Motivao Plano de Carreira Avaliao de desempenho Participao Transparente Comemorao Santo Agostinho
  • Slide 20
  • Rito da Socializao Contrato Psicolgico Propsito estratgico atravs de pessoas. Padres comportamentais Endomarketing Rituais corporativos
  • Slide 21
  • Pensando na sua escola e voc como gestor, qual hoje seu maior desafio? 1 Etapa: Pontue solues segundo seu ponto de vista 2 Etapa: Busque no grupo solues para seu desafio 3 Etapa: Concluso
  • Slide 22
  • Para reflexo e...ao.
  • Slide 23
  • A diferena entre os pases pobres e os ricos no a idade do pas.
  • Slide 24
  • Isto pode ser demonstrado por pases como ndia e Egito, que tem mais de 2000 anos e so pobres.
  • Slide 25
  • Por outro lado, Canad, Austrlia e Nova Zelndia, que h 150 anos eram inexpressivos, hoje so pases desenvolvidos e ricos.
  • Slide 26
  • A diferena entre pases pobres e ricos tambm no reside nos recursos naturais disponveis.
  • Slide 27
  • O Japo possui um territrio limitado, 80% montanhoso, inadequado para a agricultura e a criao de gado, mas a segunda economia mundial.O pas como uma imensa fbrica flutuante, importando matria-prima do mundo todo e exportando produtos manufaturados.
  • Slide 28
  • Outro exemplo a Sua, que no planta cacau mas tem o melhor chocolate o mundo. Em seu pequeno territrio cria animais e cultiva o solo durante apenas quatro meses no ano. No obstante, fabrica laticnios da melhor qualidade. um pas pequeno que passa uma imagem de segurana, ordem e trabalho, o que o tranformou na caixa forte do mundo.
  • Slide 29
  • Executivos de pases ricos que se relacionam com seus pares de pases pobres mostram que no h diferena intelectual significativa.
  • Slide 30
  • A raa ou a cor da pele tambm no so importantes: imigrantes rotulados de preguiosos em seus pases de origem so a fora produtiva de pases europeus ricos.
  • Slide 31
  • Qual ento a diferena?
  • Slide 32
  • A diferena a atitude das pessoas, moldada ao longo dos anos pela educao e pela cultura.
  • Slide 33
  • Ao analisarmos a conduta das pessoas nos pases ricos e desenvolvidos, constatamos que a grande maioria segue os seguintes princpios de vida:
  • Slide 34
  • 1. A tica, como princpio bsico. 2. A integridade. 3. A responsabilidade. 4. O respeito s leis e regulamentos. 5. O respeito pelo direito dos demais cidados. 6. O amor ao trabalho. 7. O esforo pela poupana e pelo investimento. 8. O desejo de superao. 9. A pontualidade.
  • Slide 35
  • Nos pases pobres apenas uma minoria segue esses princpios bsicos em sua vida diria.
  • Slide 36
  • No somos pobres porque nos faltam recursos naturais ou porque a natureza foi cruel conosco.
  • Slide 37
  • Somos pobres porque nos falta atitude. Nos falta vontade para cumprir e ensinar esses princpios de funcionamento das sociedades ricas e desenvolvidas.
  • Slide 38
  • SOMOS ASSIM, POR QUERER LEVAR VANTAGENS SOBRE TUDO E TODOS. SOMOS ASSIM POR VER ALGO DE ERRADO E DIZER: DEIXA-PRA-L DEVEMOS TER ATITUDES E MEMRIA VIVA.. S ASSIM MUDAREMOS O BRASIL DE HOJE.
  • Slide 39
  • Chico Xavier