Boletim Informativo agosto

download

of 8

  • date post

    24-May-2015
  • Category

    Documents

  • view

    221
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Boletim Informativo agosto

  • 1. http://paroquiamodelo.blogspot.comParquia Nossa Senhora Aparecida Informativo Paroquial Ano 2 - Edio 08 - Agosto 2012

2. 2 http://paroquiamodelo.blogspot.com EditorialSua Santidadena famlia, na comunidade, na O Papa recordou quehos dizendo Senhor afasta-te deIgreja, e na sociedade para Deus, de homens pecadores emim que sou um pecador. Entosermos presena, servio edbeis, pode fazer intrpidosJesus lhe diz: No temas. Deatuao de Cristo no mundo. apstolos e anunciadores deagora em diante sers pescadorsalvao. Ao comentar as leitu-de homens, e depois disto Pedroras fortemente vocacionais, j deixando tudo o seguiu. TambmPe. Rodrigo Alberti naquele domingo de fevereiro dePaulo afirma o Papa- recordando2010, o Papa Bento XVI convidouter sido um perseguidor da Igreja,durante o ngelus a rezar pelo au- admite ser indigno de ser chama-mento das vocaes sacerdotais,do apstolo, mas reconhece que aao mesmo tempo que convidougraa de Deus realizou nele mara-os fiis a considerar seriamente vilhas, confiando-lhe a tarefa e a A vocao um chamado o prprio chamado vocacional. O honra de pregar o Evangelho.de Deus, Ele tem uma misso encontro autntico com Deus leva O Pontfice ressaltou apara cada um de ns. Como Expedienteo homem a reconhecer a prpria humildade testemunhada nas trs Deus quem nos chama, nospobreza e limitao, o prprio experincias convidando a quan-Informativo Paroquial - Modelo Catlicolimite e o prprio pecado. No ob- tos receberam o dom da vocaosentimos impelidos para fazer Parquia Nossa Senhora Aparecida - Parada Mo-delo - Guapimirim - RJstante esta fragilidade, o Senhor, divina a no concentrar-se nosalgo de bom. Seja com o nosso Proco: Pe. Rodrigo Albertiprprios limites, mas manteremrico em misericrdia e perdo,modo de ser, com as nossasRua Marcionlio Igncio, 209 - Parada Modelo -Guapimirim - RJ - Diocese de Petrpolis transforma a vida do homem e o o olhar fixo no Senhor e em suaatitudes, com o nosso carinho chama a segui-lo, disse o Santo surpreendente misericrdia, paraGrfica: Grfica Jornal da Cidade / Tiragem:e com o nosso entusiasmo. 1.000 exemplaresPadre ao meditar sobre a chama-assim converter o corao e con-Responder a esse chamadoDiagramao: Juliara VasconcelosColaboradores: Pe. Rodrigo Alberti, Marlciada divina. tinuar com alegria deixando tudosignifica ser mais alagre, sere-Seixas, Emanuelle Gomes, Glauco Gomes, Car- O Pontfice comentou aspor Ele.no paciente e generoso. Ter los Alberto, Lenalda, Alex Marcelino, Seminaristaexperincias de Isaas, Pedro e Bento XVI exortou aosRafael Augusto, Felipe Seixas, Flvio Tambelini,mais solidariedade, compaixo Vnia Marcelino, Paulo Roberto, Ivan Coutinho e Paulo ante o chamado de Deus.que se descobrem chamados porJuliara Vasconcelos.Isaas se encontra frente ao Sen- Deus ao sacerdcio a responder-e honestidade. Pensar em vo-Fotos: Alex Marcelino, Marlcia Seixas, GlaucoGomes e Juliara Vasconcelos hor e surpreso por um grande em com generosidade, sem con-cao pensar na prpria vida fiar nas prprias foras, e abrir-setemor e o sentimento profundo dae na vida dos semelhantes. prpria indignidade. Por sua par- ao da graa e encomendou ter clareza na vida. ficar at-te Simo Pedro no se lana aoVirgem Maria as vocaes sacer-ento a Deus que nos convoca pescoo do Jesus para manifestar dotais.a alegria da pesca inesperada,Por Flvio Tambelini O Pastor entre ns mas sim se atira ao cho de joel-A Vocao dos primeirosenquanto pessoa viva. Neste en- Conhecendo a fdiscpulos, segundo Joo, re- contro de amor a pessoa humana Criador, acordao de um momento fun- pode amar com todo o corao. Da Vocao dos CristosSantidade.damental da sua vida. o incio2. Real: o contrrio de um amor (De Operae Christianorum)Eis ai a pri-daquele amor que definir toda aterico ou sentimental, ou sim-meira vo-sua vida, definio de si mesmo plesmente de fachada, de frases J se perguntou sobre sua voca-cao donaquele amor. feitas O amor real aquele queo? Se ainda no, j tempo de homem: aQue direitos tem o Bom se realiza na vida real de cada dia,se perguntar!santidade.Pastor? Poder amar e dar aque leva a imi-tar e entregar-se ao Quando falamos de vocao te-O prpriovida. Os outros direitos para Ele amadomos um grande preconceito em Deus diz:no contam e, por isso, nunca3. Apaixonado: se pensamos bemlogo imaginar padres e freiras.Sede santo como vosso Pai dose sente frustrado porque podeque estamos falando do amor No entanto, quando falamos deCu Santo. Somente aps osempre amar da melhor maneira pessoa de Jesus, no podemosvocao, queremos falar primeiro homem ter abraado essa primei-possvel: a que o Pai lhe pede. O pensar nesse amor seno comosobre a vocao universal a qual ra vocao, com convico e sin-pro-blema da frustrao no ex- uma verdadeira paixo de amor.somos chamados, para depois, ceridade, que ele ser capaz deiste para Jesus pelo simples fato Um amor que penetra, e que ento, falarmos de uma outra maisabraar a sua vocao especificade que soube dedicar sua vida aoforte e entusiasta, forte como a particular. sobre esse caminho,(matrimonial, religiosa, celibatriaamor. morte, esse amor que capaz vocacional prprio do cristo, que ou sacerdotal), pois tendo aEssa forma de co-nhecerda entrega tambm nos momen-nos proporemos a falar neste ms certeza da onde se quer chegar,(experimentar e amar) Jesus im- tos difceis e que pode levar aovocacional.que se escolhe por onde se vaiportante numa poca como a nos- herosmo. Se lermos a Sagrada Escritura, docaminhar.sa em que amor se confunde com4. Totalizante: deve estar no cen-Gnesis ao Apocalipse, encontra-Assim, entendemos o prprio pro-emoo. O amor se manifesta nas tro do corao e da vida. Todos remos uma nica vontade de Deusjeto de Deus para o homem, que obras. lgico que o sensvel noos outros amores (famlia, am-para o homem, que ele seja santo.a sua santificao, e se v que eleest excludo, mas no a base,izades, encargos pastorais, pes-Deus cria o homem perfeito, mas, precisa assim encontrar o sentidoainda no o amor amadurecidosoas) encontram seu critrio no aps o pecado, o prprio Deus vaide sua vida, o ponto fixo e o objeti-que leva entrega real. Se puds-amor do Senhor. o sentido claro ao encontro do homem atravs vo a ser alcanado, e a partir dissosemos resumir em alguns pontosda exigncia de Cristo que pediadas alianas, para resgat-lo e, certamente encontrar caminho daas principais ca-ractersticas do estar disposto a deixar pai e me.novamente, dar-se em unio a ele.vocao especifica que melhor oamor a Jesus: pessoal, real, apa- Esse movimento querido por Deusfar viver a sua vocao Santi-ixonado e totalizante.:Por Flvio Tambelini a prpria vontade dEle para odade. Sede Santos!1. Pessoal: porque afeta pes- homem, e seu desejo a sua per-soa mesma e se dirige a Cristofeio, sua identificao com oPor Seminarista Rafael 3. http://paroquiamodelo.blogspot.com3Matria da capa ms das Vocaes, e neste temadote e por ele querem ver o Sen- a Deus e batemos no peito por Sacerdotes, Ministros devamos nos deter um pouco e so-hor! Nisto que imensa a grandeza nossas infidelidades no dia-a-dia, Cristobretudo na vocao Sacerdotal.e a dignidade do Sacerdote. De e ainda por aqueles que aban-Vocao um chamado,fato, carregamos este Tesouro em donaram seu ministrio seguindochamado de quem? De Deus. vasos de barro. Algo que recebe- outros rumos, rezemos por estes Chamado a qu? A desempenharmos de Deus, e nem merecemos,pedindo a Deus a sua misericrdia nossa misso de sermos seus mas Ele quer contar conosco, com que infinita. Rezemos por todos filhos e vivermos como tal, en- o nosso SIM, com a nossa gen-os sacerdotes que conhecemos e tregando a nossa vida totalmenteerosidade, como Maria, para con- que conviveram conosco, pelos a Ele no meio do mundo, e paratinuar a obra da Salvao. Que que passaram por esta parquia isto, temos as chamadas Voca- responsabilidade ns sacerdotesde Guapimirim; Pe. Jos Bunat, j es especficas, onde cada umtemos! Quanta generosidade defalecido, Mons. Ildeu, Pe. Veraldo, na sua rea trabalhar a santi- Deus em nos dar este presente aPe. Antnio e agora Pe. Joo Car- dade. So elas: Matrimonial, Sac- ns criaturas to miserveis! Con- los e eu, para que sejamos fiis a erdotal, Religiosa e Leiga: 4 voca- tudo, atravs desta graa especial Cristo. Ajudemos nossos seminar- es com um nico objetivo: servirsomos identificados a Cristo deistas com oraes e tambm ma- a Deus. maneira total e integral. Ser sac- terialmente. Temos aqui a PastoralVocao sacerdotal, Sacer- erdote dar testemunho e dar aVocacional com o compromisso dote: aquele que faz a ponte en-vida para que muitos tenham ade doar fub para o Seminrio tre o divino e o humano; aquele Vida, ser Bom Pastor e conduzirDiocesano.No perodo da Igreja, alm dos que oferece o sagrado a Deus; seu rebanho com segurana, serEnfim, precisamos de Sacer-Tempos Litrgicos, temos osaquele que o representante de Servo, Eu vim para servir e no dotes, e sacerdotes santos e comochamados meses temticos, ou Cristo na terra; Pai; Padre... Un-ser servido.sugesto, faamos neste me umaseja, aqueles meses onde medita- gido e Consagrado para contin- Louvo a Deus pela vocao a novena, ou oraes ou ainda ado-mos sobre algumas realidades e uar a misso de Cristo; Servidor. mim confiada, no s a mim, masraes ao SS Sacramento na in-situaes da nossa vida crist , Diz-nos Joo Paulo II: O mundotambm a todos os meus colegas teno dos ministros de Deus.como por exemplo: ms de maio; repara no Sacerdote porque olha Sacerdotes que colocam a suasetembro, ms da Bblia; outubro,para Cristo! Ningum pode ver a vida a servio por meio do seuPor Pe. Rodrigo Albertims das Misses etc... e agosto, Deus, mas todos vem o sacer- ministrio. Pedimos ainda perdo LiturgiaDevoo dons (po e vinho) com que Jesuslatas), que recitada com a as-Liturgia Eucarstica 1 parte So Cristo se vai oferecer em sacrif-sembleia toda de p. Esta orao Rito Sacramentalcio de amor ao Pai e nos vai ar-opera a passagem para a Orao Joo rebatar, a ns, nessa oferta. Eucarstica a maior e mais im-MariaNa liturgia eucarstica