Brasil - SBM Offshore · 2014-11-27 · Brasil SBM Offshore 2013 3 No que acreditamos...

Click here to load reader

  • date post

    22-Jul-2020
  • Category

    Documents

  • view

    7
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Brasil - SBM Offshore · 2014-11-27 · Brasil SBM Offshore 2013 3 No que acreditamos...

  • Brasil

  • 2 Brasil / © SBM Offshore 2013

    SBM OffshoreNa SBM Offshore, nossos funcionários possuem experiência e compreensão inigualáveis acerca das necessidades do setor energético offshore. Nosso desenvolvimento de produto acompanha a as demandas do mercado. A SBM Offshore ocupa posição de liderança nos sistemas de amarração e produção flutuantes, em operações de produção e em terminais e serviços. O grupo mantém um significante portfolio de Propriedade Intelectual que inclui patentes, marcas e direitor autorais, garantindo um posição na liderança tecnológica. Com mais de 8.500 funcionários em todo o mundo, distribuídos em cinco centros de execução, 11 bases operacionais, vários estaleiros e bases nas frotas offshore, podemos fornecer soluções confiáveis para a produção flutuante durante o ciclo de vida completo do produto, desde a engenharia até a aquisição, construção, instalação, operação e relocalização.

    Nós garantimos que Saúde, Segurança e Meio Ambiente estão presentes do início ao fim de todo o ciclo de vida do produto.

    O Grupo está comprometido em conduzir os negócios de uma forma sustentável e a longo-prazo desenvolvendo parcerias com pessoal local, comunidades e negócios no país acolhedores, e salvaguardando o ambiente natural.

    No Brasil, a SBM Offshore atualmente está envolvida em dez importantes projetos de FPSO, os quais incluem o Cidade de Paraty, em operação desde 2013, o Cidade de Ilhabela em 2014, o Cidade de Maricá em 2015 e o Cidade de Saquarema em 2016.

  • Brasil / © SBM Offshore 2013 3

    No que acreditamosSustentabilidade

    A meta da SBM é ter um impacto positivo na esfera industrial e social. Trabalhando em adequação aos regulamentos locais e respeitando o meio ambiente local, aspiramos à entrega da melhor relação custo-benefício, a parcerias de longo prazo e à integração na comunidade. Oferecemos aos fornecedores locais oportunidades de crescimento e a criação de empregos por meio da transferência de capacidade e know-how. Viabilizamos oportunidades de desenvolvimento de carreira e o aprimoramento pessoal, segurança no local de trabalho e investimento do capital local. A SBM adota uma politica de descentralização da tomada de decisão operacional, incentivo à responsabilidade pessoal e incremento da localização combinando treinamento e investimento visando gerar negócios locais sustentáveis e socialmente e ambientalmente responsáveis.

    Inovação

    A indústria energética offshore está constantemente em movimento, buscando soluções para desafios cada vez mais complexos. Nós respondemos com a contínua inovação e atualização de nossa tecnologia para nos mantermos a frente do mercado e pioneiros em nosso setor.

    A SBM Offshore continua a aprimorar sua tecnologia através de um importante programa voltado para o produto e desenvolvimento tecnológico. Recentemente, realizamos um trabalho de desenvolvimento de swivels de alta tensão para os futuros requerimentos de alta potência. Além disso, testamos swivels para fluidos em pressão muito elevada que permitem aos FPSOs explorar reservas mais profundas em condições de alta pressão / alta temperatura. Nosso avanço tecnológico levou a SBM a conquistar alguns recordes em projetos no Brasil. O FPSO Espadarte foi classificado como o maior turret interno da indústria no ano de 2000. A seguir, em 2008, o FPSO P-53 obteve o título de maior turret interno de todo o mundo (com 75 risers). Em 2009 foi instalado o primeiro FPSO amarrado por turret utilizando Risers de Aço - o FPSO Espirito Santo. Em 2013 recebemos o contrato da mais profunda FPSO disconectável do mundo, Stones da Shell no Golfo do México.

  • 4 Brasil / © SBM Offshore 2013

    A SBM Offshore está presente no Brasil desde 1968 quando fornecemos uma boia CALM de águas rasas à Petrobras. Começamos nossas operações no Brasil em 1997 depois da instalação do FPSO II, ocasião em que foi inaugurado nosso escritório em Macaé.

    As operações de produção offshore cresceram ainda mais no ano 2000 com a chegada do FPSO Espadarte e FPSO Brasil em 2002. Desde então, as unidades de produção brasileiras da SBM têm estado no fronte absoluto da tecnologia global de produção flutuante.

    A SBM tem satisfação em reportar um recorde incomparável no que diz respeito à produtividade de nossa frota no Brasil. O Marlim Sul alcançou produtividade acima de 99%. Nossos clientes e seus parceiros reconhecem a confiabilidade consistente de nossa empresa e a SBM conquistou uma reputação invejável na indústria offshore brasileira.

    Os números de produção continuam crescendo com unidades sendo adicionadas à frota, incluindo reformas em Capixaba e Cidade de Anchieta (ex-Espadarte)

    Em 2013, Cidade de Paraty foi a primeira FPSO da SBM para o pré-sal sob arrendamento para Petrobras e será acompanhada de três mais: FPSOs Cidade de Ilhabela, Cidade de Maricá e Cidade de Saquarema em 2014, 2015 e 2016, respectivamente. Todas contribuindo para o aumento da produção de óleo no Brasil.

    Para ver a lista completa de nossos projetos consulte as páginas 6 e 7.

    Gerência Geral & Execução de Projeto

    O Grupo SBM Offshore no Brasil está sediado no Rio de Janeiro.

    Em resposta às crescentes exigências de conteúdo local no Brasil, a SBM desenvolveu a capacidade de executar atividades de Engenharia, Compras, Construção e Instalação (EPCI) no Brasil.

    O FPSO P-57 estabeleceu um novo referencial para a Indústria Offshore Brasileira; a estratégia de execução de projeto da SBM e o alinhamento perfeito ao Cliente (Petrobras) resultaram em um produto de alta qualidade, um excelente recorde de desempenho em termos de HSSE e a antecipação da primeira data de produção de óleo. Toda essa conquista resultou da otimização do conteúdo local (mais de 65%) em um nível jamais observado no Brasil.

    Essa estratégia foi aplicada com sucesso no FPSO Cidade de Paraty e continua para os FPSOs Cidade de Ilhabela, Cidade de Maricá e Cidade de Saquarema.

    O FPSO Cidade de Ilhabela será o primeiro a ter sido benefiaciado pela mão de-obra do Estaleiro Brasa (50% propriedade SBM), com sua localização privilegiada, onde grande parte das atividades de fabricação e instalação de módulos acontecem. Mais detalhes sobre o Brasa podem ser encontrados na página 10.

    A SBM Offshore no Brasil

  • Brasil / © SBM Offshore 2013 5

    Operaçãos de frota offshore

    Todas Operações de produção offshore no Brasil são dirigidas pelo escritorio de Macaé.

    O escritório da SBM de Macaé é dedicado às operações offshore dos FPSOs SBM. A SBM vem operando FPSOs no Brasil por mais de 16 anos e evoluiu da tal forma que se tornou um operador bem desenvolvido e autônomo em suas atividades além de um gerenciador técnico das unidades de produção offshore brasileiras.

    Dedicada as operações de produção offshore, o escritório de Macaé (e suas bases satélites) desempenham diferentes funções relacionadas ao gerenciamento das FPSOs localizadas na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, como administração, recursos humanos e logística. Para apoiar as operações de produção offshore no Espírito Santo e São Paulo, a SBM tem bases adicionais em Vitória e Santos, respectivamente.

    Representantes SBM também trabalham próximos ao nosso cliente Shell no escritório no Rio de Janeiro para gerenciamento do FPSO Espírito Santo.

    A SBM está comprometida em continuar a se desenvolver como uma empresa genuinamente brasileira, com uma estratégia de desenvolvimento e investimentos de longo-prazo no país. Nós participamos ativamente de iniciativas com instituições locais como universidades e outros grupos com interesse no desenvolvimento do conteúdo local para preencher posições de diferentes níveis e áreas na organização, incluindo a gerência senior.

    A SBM acredita que essa estratégia de longo-prazo será a chave para o nosso contínuo sucesso e irá garantir que continuemos em nossa posição de líder de mercado em soluções de produções offshore no Brasil.

    Rio de JaneiroRio de Janeiro

    MacaéMacaé

    SantosSantos

    Vitória Vitória

    FPSO Cidade de Paraty

    FPSO Cidade de Saquarema

    FPSO Cidade de Ilhabela

    FPSO Marlim Sul

    FPSO Brasil

    FPSO Espirito Santo

    FPSO Capixaba

    FPSO Cidade de Anchieta

    FPSO P57

  • 6 Brasil / © SBM Offshore 2013

    Boias CALMCliente PetrobrasProfundidade de água 22-400m

    Desde 1968 a SBM forneceu à Petrobras 15 boias CALM para os campos de Tramandaï, São Francisco do Sul, Enchova, Garoupa (x2), Tedut & Tefran, Pampo (x2), RJS-28A, Badejo, Corvino, Marlim (x2) e Pra (x2).

    Sistemas de Grande AmarraçãoCliente PetrobrasProfundidade de água 120-1,080m

    A SBM Offshore forneceu 5 sistemas de grande amarração entre 1982 e 1996 para o FPSO P.P. de Moraes (x2), o FPSO Petrobras XXXIII, FPSO Petrobras XXXV e FPSO P-53.

    FPSO II Cliente PetrobrasCampo Marlim SulCapacidade 828.300 barrisProfundidade de água 1.260mPrimeiro óleo 13 de agosto de 1997

    O FPSO II foi convertido para atender às exigên-cias da Petrobras e arrendado por um período de três anos e meio à Petrobras, inclusive as instalações de manutenção, operação e base de apoio. A unidade foi desmontada em 2002.

    FPSO BrasilCliente PetrobrasCampo RoncadorCapacidade 1.708.000 barrisProfundidade de água 1.360mPrimeiro óleo 7 de dezembro de 2002

    O FPSO pertence a um joint venture entre a SBM Offshore e MISC. A unidade é gerida pela Petrobras segundo contratos de arrendamento de longo prazo, inclusive as instalações de ma-nutenção, operação e base de apoio. A duração do arrendamento é de nove anos e meio, que incluem opções de prorrogação

    FPSO Marlim SulCliente PetrobrasCampo Marlim SulCapacidade 2.026.000 barris Profundidade de água 1.015 mPrimeiro óleo 7 de junho de 2004

    O FPSO está arrendado à Petrobras por oito anos, inclusive as instalações de manutenção, operação e base de apoio.

    Frade FPSOCliente ChevronCampo FradeCapacidade 1.550.000 barris Profundidade de água 1.861 mPrimeiro óleo 20 de junho de 2009

    O FPSO foi fornecido à Chevron Frade LLC . A SBM operou a unidade até Junho de 2013

    FPSO Espirito SantoCliente ShellCampo BC-10Capacidade 2.000.000 barris Profundidade de água 1.780 mPrimeiro óleo 13 de julho de 2009

    O FPSO é detido e operado por um joint venture entre SBM Offshore e MISC. A embarcação é gerida pela Shell segundo um contrato de arren-damento de longo prazo, inclusive as instalações de manutenção, operação e base de apoio.

    Histórico do Brasil

  • Brasil / © SBM Offshore 2013 7

    FPSO CapixabaCliente PetrobrasCampo CachaloteCapacidade 2.038.000 barris Profundidade de água 1.485 mPrimeiro óleo 29 de maio de 2010

    Desde maio de 2006 o FPSO estava no campo de Golfinho arrendado à Petrobras. A embarcação foi modernizada e atualmente está arrendada à Petrobras por 12 anos. A embarcação é detida por um joint venture entre a SBM e Queiroz Gal-vão Óleo e Gás..

    P-57Cliente PetrobrasCampo JubarteCapacidade 1.600.000 barris Profundidade de água 1.300 mPrimeiro óleo 14 de dezembro 2010

    O escopo da SBM Offshore é o fornecimento de um FPSO completo à Petrobras. A SBM Off-shore operará a unidade nos primeiros três anos, inclusive durante um período de transição de seis meses.

    FPSO Cidade de AnchietaCliente PetrobrasCampo Baleia Azul Capacidade 1.900.000 barris Profundidade de água 1.221 mPrimeiro óleo 17 de setembro de 2012

    Como Espadarte, o FPSO ficou sob arrendamen-to da Petrobras até Abril de 2011. A unidade foi convertida para o Campo Baleia Azul e atual-mente encontra-se sob contrato de arrendamen-to de18 anos com a Petrobras.

    FPSO Cidade de ParatyCliente Petrobras & ParceirosCampo Lula Nordeste Capacidade 1.600.000 barris Profundidade de água 2.120mPrimeiro óleo 11 de junho de 2013

    O FPSO será detido por um joint venture entre a SBM Offshore e Queiroz Galvão Óleo e Gás e será arrendado à Petrobras por um período de 20 anos.

    OSX - 2Cliente OSX BrasilCapacidade 1.600.000 barris Produ 100,000 bopd

    SBM forneceu de um FPSO completa para a OSX Brasil no setembro 2013.

    FPSO Cidade de IlhabelaCliente Petrobras & ParceirosCampo Guará Norte Capacidade 1.600.000 barris Profundidade de água 2.140mPrimeiro óleo 20 de Novembro de 2014

    O FPSO será detido por um joint venture entre a SBM Offshore e a Queiroz Galvão Óleoe Gás e será arrendado à Petrobras e parceiros por um período de 20 anos.

    FPSOs Cidade de Maricá & SaquaremaCliente Petrobras & ParceirosCampo Lula Alto & Lula Cen- tral Capacidade 1.600.000 barris Profundidade de água 2.140mPrimeiro óleo Q2 2014

    Os dois FPSOs terão cada um 20 anos de con-trato com Petrobras &Parceiros. Os FPSOs serão de propriedade e operadas por uma Join Venture entre SBM Offshore, Mitsubishi Corporation, Nip-pon Yusen Kabushiki Kaisha and Queiroz Galvão Oleo e Gás S.A. na qual SBM Offshore possuirá 56% das ações.

    Histórico do Brasil

  • 8 Brasil / © SBM Offshore 2013

    Recursos HumanosPolítica de RH

    Atualmente a SBM no Brasil emprega mais de 1000 pessoas em diversas posições onshore e offshore, grande maioria de cidadãos brasileiros. A política de recursos humanos da SBM Offshore e a estratégia de composição da tripulação estão implantadas em diversos escritórios e locais de trabalho. A política de RH e os procedimentos associados são concebidos para investir (ou prover ou eleger) nos melhores candidatos e garantir o desenvolvimento contínuo da competência, habilidades e conscientização sob o aspecto da segurança.

    Recrutamento e Treinamento

    A SBM no Brasil dedica-se ao recrutamento, treinamento e desenvolvimento da melhor equipe offshore na indústria, elemento essencial à conquista e manutenção de nosso impressionante recorde de produtividade. Nossa estratégia de composição de equipe engloba os seguintes elementos: organização eficaz a bordo (filosofia de gerenciamento de linha e princípio de tripulação principal), triagem durante a contratação, avaliações anuais, entrevistas de desenvolvimento de carreira e análise de causa raiz para identificar os ensinamentos aprendidos.

    A SBM está empenhada nos mais modernos programas de treinamento na indústria. No Brasil implantamos uma matriz de treinamento amparada pela Legislação Brasileira, pela Legislação Internacional e pelos padrões da SBM Offshore que abrangem todas as áreas requeridas pela tripulação offshore. Patrocinamos os estágios de

    forma enfática e procuramos empregar e desenvolver ativamente indivíduos graduados nas universidades brasileiras em cargos onshore e offshore.

    Simulador ICSS e CBTs

    Desde 2005, a Empresa organiza o treinamento de Garantia de Competência em suas instalações dedicadas de Macaé, Brasil, para complementar o treinamento offshore. O programa de treinamento nos paineis simulados da Sala de Controle do FPSO é implantado de maneira auxiliar para maximizar o desempenho da produtividade do FPSO e permite à Empresa atingir suas metas de nacionalização, a saber, mais de 70% de funcionários brasileiros. Além do Simulador ICSS, os módulos de Treinamento Baseado em Computador (CBT), disponíveis em inglês e português, possibilitam treinar a equipe em diversos componentes do processo essencial de um FPSO complexo, como turret, desidratação de glicol, compressão de gás, separação e injeção de água.

  • Brasil / © SBM Offshore 2013 9

    Conteúdo Local e Execução o ProjetoEm todas as suas operações mundiais, a meta da SBM é contribuir para o desenvolvimento do mercado local: utilizar serviços e produtos nacionais na medida máxima possível, fazer uso de mão-de-obra local e oferecer treinamento à força de trabalho local.

    Desde a chegada do FPSO Espadarte no Brasil, a SBM ampliou o número de funcionários brasileiros e consolidou uma estrutura completa de gerenciamento local.

    Projetos Brasileiros

    Para os projetos executados no Brasil, a SBM desenvolveu uma ótica abrangente para execução para projetos – a entrega de um elevado índice de conteúdo local. O plano de execução de projeto da SBM para o Brasil disponibiliza estratégias comprovadas para gerenciamento de projeto, planejamento, controle de custo, identificação & atenuação de risco, projeto de engenharia, gerenciamento da cadeia de suprimento, coordenação de interface, gerenciamento & supervisão do local de construção, completações, acomodação offshore e operação de partida da instalação.

    Fornecedores Brasileiros

    A SBM realiza extensivas auditorias QA e pré-qualificação de vendedores brasileiros. Para aumentar a capacidade e competitividade do mercado fornecedor no Brasil, a SBM Offshore apoia ativamente a cooperação entre

    provedores de tecnologia internacional e fabricantes locais. Além disso, foram firmadas parcerias com Pátios de construção local, assim, a introdução das melhores práticas e os ensinamentos aprendidos em seminários estão entregando resultados excelentes. Como consequência das estratégias da empresa e de execução de projeto, a SBM foi capaz de superar as exigências de conteúdo local definidas para o projeto do FPSO P-57 (69%).

    Há um esforço contínuo para a identificação de novos fornecedores qualificados e para o desenvolvimento de parcerias estratégicas com empresas brasileiras.

    Como parte de sua estratégia de desenvolvimento de alto conteúdo local e para fortalecer sua posição no mercado brasileiro de FPSOs, a SBM estabeleceu recentemente dois joint ventures: Brasa e BSL, ofertando um conjunto completo de ferramentas para projetos de FPSO “chave-na-mão”, os quais compreendem um pátio de módulos, um cais de integração e uma Balsa-Guindaste para Içamento de Cargas Pesadas.

  • 10 Brasil / © SBM Offshore 2013

    Estaleiro Brasileiro – BRASA

    Através de uma joint venture com a Naval Ventures Corp (Synergy Group), a SBM Offshore continua expandindo o conteúdo brasileiro nos serviços do mercado de óleo & gás. Em fins de 2011, o Estaleiro BRASA nasceu no coração de Niterói, conhecida como a cidade das industrias naval e offshore.Fabrication load-out, integration and commissioning

    Fabricação, carregamento, Integração e Comissionamento

    O Estaleiro permite fabricação, carregamento, integração e comissionamento de uma FPSO dentro de um curto prazo de entrega. Ainda tem a capacidade de atuar em paralelo a integração de uma FPSO e a construção de módulos de outra.

    Oportunidades de trabalho no Brasil

    IEm adição a autonomia do mercado brasileiro na indústria de óleo & gás, este novo Estaleiro é o único dedicado a FPSOs. Foram criadas novas posições, atualmente empregando 2,200 pessoas e prove trainamento para funcionários – preparando a nova geração de técnicos e engenheiros que servirão o desenvolvimento brasileiro.

    Estaleiro em pleno movimento

    O Estaleiro atualmente se resume a 65,000 m2 de espaço de trabalho e se encontra em pleno movimento nas construção dos módulos da Cidade de Ilhabela. Uma vez que a FPSO Ilhabela chegar no BRASA, os módulos serão integrados a bordo e o navio estará pronto para comissionamento. Em 2014 o Estaleiro irá então iniciar a fabricação dos módulos para Cidade de Maricá e Cidade de Saquarema.

    Altos padrões de qualidade e Segurança

    No BRASA, os padrões de qualidade e segurança da SBM Offshore sempre são atendidos em cada fase da construção e entregas.

  • Brasil / © SBM Offshore 2013 11

    Capacidade de Içamento Brasileira - BSL

    BSL, uma empresa de JV entre SBM Offshore e Naval Ventures Corp (Synergy Group), oferece uma solução brasileira para o içamento de cargas pesadas. Nossa missão é agregar valor e flexibilizar as opções de içamento para projetos no Brasil.

    Flexibilidade

    Oferecemos serviços relacionados ao içamento de módulo para integração aos FPSOs e sondas, bem como suporte para atividades de construção naval e projetos de operação de descarga. Operamos em águas abrigadas ao longo de toda a costa brasileira, e nossa localização em Niterói possibilita acesso rápido e fácil, mantendo ao mesmo tempo um preço competitivo.

    Mecanismos de notificação e janelas de içamento frequentemente geram dificuldades ao longo de todo um projeto, nós oferecemos um “Serviço Just in Time” que estará onde o projeto precisa no momento certo. Não é necessário realizar qualquer trabalho a bordo, reduzindo atrasos e/ou tempo adicional.

    Certificação e Conteúdo Local

    Somos uma empresa 100% brasileira que presta serviços alinhados aos padrões internacionais ISO e OHSAS.

    Contratos Recentes

    Recentemente foram firmados contratos com o consórcio responsável pela conversão de quatro FPSOs para Cessão Onerosa (P74 em 77) no pátio de Inhaúma, para a instalação dos módulos de acomodação com opções adicionais que ainda serão definidas. A BSL promoverá a integração dos módulos do FPSO Cidade de Ilhabela, no BRASA, pátio da SBM Offshore situado em Niterói.

    Parcerias com a Petrobras

    A Petrobras reconhece o potencial de nossos equipamentos de içamento e a importância do conteúdo local. A gerência sênior da empresa monitora de perto o progresso de nossas atividades e demonstrou forte interesse em utilizar nossos serviços para os projetos em andamento.

  • Monaco

    24, avenue de Fontvieille

    P.O. Box 199

    MC 98007 Monaco CEDEX

    Principality of Monaco

    Telephone +377 92 05 15 00

    Telefax +377 92 05 32 22

    Rio

    Avenida Rio Branco 108,

    15o andar – Centro

    Rio de Janeiro (RJ)

    CEP 20040-001

    Tel: +55 (21) 3506 5600

    Fax: +55 (21) 3506-5610

    Macaé

    Rua José de Aguiar Franco 327,

    Costa do Sol

    Macaé (RJ) CEP27923-320 Brasil

    Tel: +55 (22) 2773 94 00

    Fax: +55 (22) 2772 34 99

    Schiedam

    Karel Doormanweg 66

    3115 JD Schiedam

    The Netherlands

    Tel: +31 10 232 0900

    www.sbmoffshore.com

    Brasil

    Outubro 2013