Caderno - Teoria das Organizações

Click here to load reader

  • date post

    01-Nov-2014
  • Category

    Education

  • view

    20.586
  • download

    3

Embed Size (px)

description

Teoria das Organizações - Caderno Completo

Transcript of Caderno - Teoria das Organizações

  • 1. CADERNO Teoria dasOrganizaes 3 semestre
  • 2. FACEBOOK No curtir? Por qu? SUGESTES [email protected]
  • 3. AvisoEsse material foi criado a partir do cadernode um aluno do curso de administrao.Sendo assim, no substituir nenhuma fontedidtica como: livros, artigos cientficos, etc.ObservaoO objetivo dessa apresentao simplesmente ajudar o estudante, nada almdisso.
  • 4. Resumo daMatria
  • 5. ANTECEDENTESHISTRICOS DAADMINISTRAO
  • 6. PROGRAMAO A Administrao das Civilizaes Antigas Sumria ,Egito, Babilnia, China, Grcia, Roma, Os hebreus. As primeiras contribuies militares A Igreja Catlica A Administrao Medieval A Revoluo Industrial Pioneiros dos Estudos da Administrao 6
  • 7. CIVILIZAES ANTIGAS Sumria Documentos mais antigos (~5000 anos) Sacerdotes (templos) por meio de imenso sistema tributrio, coletavam e administravam grandes somas de bens e valores Estes sacerdotes prestavam contas ao sumo sacerdote, o que era uma prtica de fiscalizao administrativa. Organizaes ou empresas religiosas eram imortais Desenvolvimento sistema de escrita (utilizada para controle financeiro). 7
  • 8. CIVILIZAES ANTIGAS O Egito Construo de Quops (100 mil homens, 2,3 milhes de blocos com peso mdio de 2,5 ton cada) Atualmente, isso equivale adm e esforos de uma cidade-empresa de 100.000 hab. num perodo de 20 anos. Planejamento / organizao / controle so antigos (no do sculo XX) pois havia necessidade de resolver problemas de Transporte / alojamento / Administrao M-d-O organizada=>Tarefas estarrecedoras Pensamento Administrativo => literatura egpcia Prticas e princpios (autoridade, responsabilidade, descrio de tarefas) Controle de operaes de grande escala Os adm. Egpcios reconheceram o valor do planejamento e o uso de conselheiros. Importncia da especializao na organizao total. Nenhum comerciante podia se dedicar a um ramo de comrcio que no tivesse sido transmitido por seus pais. Os comerciantes eram barrados da participao em assuntos polticos. 8
  • 9. TRECHOS DA LITERATURA EGPCIA Liderana Se s um lder comandando os negcios da multido, busca para ti prprio os efeitos benficos, at que o empreendimento fique livre de erros. A verdade grande e sua eficcia duradoura. A malfeitoria nunca levou um empreendimento a bom porto Planejamento e conselheiros Declara o teu negcio sem encobrimento, nem disfarces. Deve-se dizer francamente o que se sabe e o que no se sabe. O chefe deve ter em mente os dias que esto por vir. Grande aquele cujos conselheiros so grandes 9
  • 10. CIVILIZAES ANTIGAS A Babilnia Imprio babilnico desenvolvido no vale dos rios Tigre e Eufrates. No reinado de Hamurabi cidades mantiveram a paz e criaram leis para: propriedade pessoal, rural, comrcio, negcios, famlia e trabalho. Estas leis formaram o Cdigo de Hamurabi = pensamento administrativo que vigorou de 2000 a 1700 a.C. (salrio mnimo, controle, responsabilidade) Cdigo Acadiano de Eshnunna ( controle de preos e penalidades criminais) acredita-se anterior ao cdigo de Hamurabi. Declnio por 1.000 anos at Nabucodonosor em 604 a.C. => Fbricas txteis => controle da produo e salrios- incentivo 10
  • 11. CIVILIZAES ANTIGAS A China Antigos documentos, de Chow e de Mencius, indicam Princpios relacionados ao planejamento, organizao, direo e controle. Constituio de Chow (escrita aprox. em 1100 a.C.) catlogo de servidores civis do Imperador desde o 1. Ministro at os criados domsticos. Descrevia poderes, atribuies e responsabilidades do primeiro ministro. Mencius (500 a.C.) = normas de operao Especializao (hereditariedade) A Arte da Guerra de Sun Tzu (500 a.C) Tratado de guerra Bom para militares e administradores pois tratava de planejamento e direo Seleo cientfica de trabalhadores por exames (120 a.C.) Confcio (552-479 a.C.) deixou ensinamentos morais e um sistema de mrito para os cargos governamentais. Na dinastia Han (206 a.C 220 d.C.) os exames de mrito tiveram incio baseados nos conselhos de Confcio. 11
  • 12. CIVILIZAES ANTIGAS A Grcia Os gregos manifestaram um grande talento e capacidade para administrao, no funcionamento das campanhas de comrcio. Desenvolveu o Governo democrtico e originou o mtodo cientfico Princpio a produo mxima se obtm por meio do uso de mtodos uniformes, com ritmo estipulado e algo mais (msica). A flauta e a gaita de fole regiam os movimentos das tarefas. Este princpio influenciou Taylor, Gilbreth, Fayol e etc Xenofonte (discpulo de Scrates sec V a.C.) => Homem de negcios x bom general Ramos do comrcio = Hereditrios Plato determinou que o homem no deveria trabalhar a madeira e o ferro ao mesmo tempo. 12
  • 13. CIVILIZAES ANTIGAS Roma Controle sobre 50 milhes de pessoas abrangendo um territrio que se estendia da Gr-Bretanha at a Sria incluindo parte da Europa e o norte da frica. M administrao provocou sua queda Primeira experincia mundial de organizao de um grande imprio Disperso geogrfica x fidelidade / pagamento / controle de impostos Diocleciano (284 d.C): Centralizao x descentralizao Delegao de autoridade dividindo o imprio em: 101 Provncias, 13 dioceses, 4 grandes divises geogrficas Nomeou 3 assistentes: 1 com ttulo de Augusto e 2 com ttulo de Csar Nomeou vigrios para o gov. das dioceses e governadores para as provncias Administrao rural = Tratados de Cato/Varro Cato: Controle sobre as contas Varro (viveu entre 116 e 28 a.C.): Seleo de pessoal na agricultura 13
  • 14. CIVILIZAES ANTIGAS Os Hebreus Moiss Lder hebreu e administrador com habilidades: governo, legislao e relaes humanas Preparou, organizou e conduziu o xodo dos hebreus, libertando-os da escravido egpcia. Realizou um trabalho de seleo, adestramento e organizao do pessoal para o xodo por meio do princpio da delegao e do princpio da exceo Eles julgaro toda a questo de pouca monta, mas toda a questo importante ser-vos- trazida 14
  • 15. AS PRIMEIRAS CONTRIBUIES MILITARES Ciro (lder militar grego a.C) Pensamento estratgico / Planejamento Especificidade do trabalho / clareza nas instrues / boas relaes do trabalho Ordem / colocao e uniformidade de aes Estudos de movimento, layout e manipulao de materiais Diviso do trabalho, unidade de direo, de comando e de ordem (um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar) Equipe, coordenao e unidade de propsito Administrar exrcito = pas Alexandre o Grande (336-323 a.C.) rei da Macednia situada ao norte da Grcia Disciplina, delegao de autoridade e reconhecimento das diferenas entre pessoal de linha e de staff Influenciaram Anbal, Csar e Napoleo 15
  • 16. A IGREJA CATLICA Organizao formal mais antiga que se tem notcia Herana do Imprio Romano Enquanto a f crist se espalhava novas seitas cresciam e surgiam os primeiros indcios de uma teologia jovem diferente. Necessidade de definio de objetivos, doutrina, conduta crist e condies para se tornar membro (centro Papa) Conflito centralizao x descentralizao Igrejas Ocidental e Ortodoxa(1054 dC) e a reforma protestante 16
  • 17. A ADMINISTRAO MEDIEVAL Arsenal de Veneza (sc. XV): Cidade-estado florescente com frota mercante privada => Estaleiro = 2000 trab Seu propsito:fabricar e montar galeras de guerra, armas e equip.; armazenar materiais at sua utilizao; consertar e reequipar navios j manufaturados Linha de montagem, RH, padronizao, controle contbil, de estoques, de custos, armazenamento Sistema Feudal (de 476 a.C. a ~1450): Rei possuia toda a terra / senhor feudal / servo(hereditrios) No era permitido a mobilidade social Fi