Calculo financeiro

download

of 50

Embed Size (px)

transcript

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS

    Avaliao de projetos de investimento

    Clculo financeiro introduo; mtodos de anlise de projecto;

    custo do capital;

    Finanas Empresariais

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS CAPITULO 1 Critrios de avaliao de projetos de investimento Independentemente da dimenso da empresa (micro, pequena, mdia ou grande), as decises de investimento devem ser baseadas em critrios validados pela teoria financeira. Um projeto de investimento pode ser to simplesmente a substituio de uma mquina at implementao de uma nova linha de produo ou abertura de uma sucursal numa nova cidade ou pas. Um projeto de investimento deve ser avaliado atravs da estimao de fluxos de caixa futuros originados pela sua implementao, isto , fluxos de caixa incrementais. O objetivo da aplicao dos vrios critrios de avaliao deve ser sempre o mesmo: selecionar o(s) projeto(s) que gere(m) maior valor para a empresa. Introduo - Decises de consumo versus decises de investimento Na linguagem econmico-financeira decises de consumo no originam mais nenhum proveito econmico e financeiro no futuro alm da satisfao atual de alguma necessidade sentida pelo indivduo. J as decises de investimento potenciam um aumento de rendimento disponvel no futuro e aumentam o consumo no futuro.

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS Quando se decide antecipar o consumo e pag-lo no futuro, o indivduo recorre aos mercados financeiros para obter o financiamento que lhe permita antecipar o consumo, e essa deciso possvel devido transferncia de fundos monetrios entre quem decide investir no presente para consumir no futuro e quem decide consumir no momento atual e pagar esse consumo no futuro. Exemplo deste fenmeno o investimento em depsitos bancrios a prazo por parte de quem decide investir no momento atual e o pedido de financiamento bancrio por quem quer consumir no presente. Investir hoje aumenta e potencia o consumo no futuro. Quem antecipa o consumo para o momento atual pagar mais no futuro. A varivel que influencia um maior ou menor apetite pelo investimento/consumo a taxa de juro. Um aumento nas taxas de juro significa um aumento do preo do dinheiro que traduz um aumento no investimento e diminuio do consumo. J a diminuio das taxas de juro significa diminuio do preo do dinheiro que traduz uma diminuio no investimento e maior consumo. 1 O porqu de utilizar o valor atual lquido (VAL) Tal como referido, o VAL o valor da oportunidade de investimento lquida do seu custo inicial. Quando se pretende avaliar projetos de investimento no seio de uma empresa em plena laborao, o mtodo financeiro mais correto para o fazer basear essa avaliao na estimao dos fluxos de caixa futuros originados por esse projeto de investimento, ou de uma forma mais simples, o fluxo monetrio que efetivamente esse investimento conseguir gerar no futuro. Como esses fluxos de caixa sero obtidos para diferentes momentos temporais existe a necessidade de atualiz-los para o momento presente, sob pena de no conseguirmos saber qual o verdadeiro valor obtido, pois s conseguimos ler valores no momento atual devido ao facto do dinheiro ganhar/perder valor no tempo. Como qualquer investimento tem um custo inicial, o VAL o valor atual de uma srie de fluxos de caixa futuros, ao qual deduzido esse custo inicial. Exemplo: A Pastelaria Lisbonense, Lda., pretende investir na abertura de numa nova pastelaria localizada em Sintra. O investimento inicial ser de 500.000. Encomendou um estudo financeiro a uma Consultora que apresentou as seguintes estimativas para os fluxos de caixa futuros para os prximos 5 anos: Ano 1 200.000 Ano 2 250.000 Ano 3 400.000 Ano 4 500.000 Ano 5 600.000 Os scios da Pastelaria Lisbonense exigem uma taxa de remunerao de 8%/ano para investirem nesse projeto de investimento. Valer a pena investirem?

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS Condio fundamental de aceitao de um projeto de investimento que gere valor no futuro. Essa condio satisfeita se o VAL for superior a zero. Neste caso o investimento na pastelaria seria uma boa opo de investimento financeiro. Muito importante: aceitar projetos com VAL>0 tomar decises de investimento que aumentam o valor da empresa e, consequentemente, criam valor para os investidores, que o principal objetivo da gesto financeira. O VAL um critrio vlido e muito importante no ranking dos critrios de avaliao de investimentos porque respeita os seguintes parmetros: baseia o seu mtodo de avaliao em fluxos de caixa que efetivamente representam dinheiro que o investimento ir gerar; utiliza todos os fluxos de caixa gerados pelo investimento; atualiza esses fluxos de caixa ao momento em que ocorrem tendo em conta o valor do dinheiro no tempo; ajusta esses valores ao risco utilizando para o efeito uma taxa de desconto apropriada. A condio de aceitao est (teoricamente) bem definida: projetos de investimento com VAL>0. Na seleo de mltiplos projetos, a opo dever recair sobre o projeto que apresente maior VAL. 2 O critrio do Payback Prazo de recuperao de capital, isto , o nmero de anos de recuperao do investimento inicial. Este critrio apresenta duas abordagens distintas, sendo uma delas o Payback simples, que a contagem dos fluxos de caixa at ser atingido o valor do investimento inicial (a outra abordagem ser explicitada no ponto 3). Exemplo: Considere um projeto com um investimento inicial de 100.000. Os fluxos de caixa estimados so, respetivamente, para os primeiros trs anos: 60.000, 40.000 e 10.000. Figura 1 Fluxos de caixa do exemplo acima descrito

    Como podemos verificar pela anlise da figura 1 acima, tendo como critrio o payback o investimento est pago ao fim de dois anos. Mas a teoria financeira invalida decises que no levem em conta o valor do dinheiro no tempo. Essa uma das limitaes deste critrio. Por outro lado, um critrio fcil de transmitir pelo emitente e fcil de entender pelo recetor, o que constitui uma das suas maiores vantagens de utilizao. Mas as desvantagens que este critrio apresenta tendem a pesar muito mais do que a grande vantagem apresentada. Essas desvantagens so as seguintes: como j referido no leva em conta o valor do dinheiro no tempo; a condio de aceitao no est validada na teoria financeira, fica dependente do critrio arbitrrio da gesto. Neste caso, e recuperando o exemplo anterior, a gesto pode definir como payback o perodo de dois anos, ento aceitar todos os projetos de investimento que apresentem um payback igual ou inferior a dois anos e rejeita todos os outros projetos que apresentem um payback superior a dois anos. Este procedimento gera vrios problemas, tais como: rejeitar

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS projetos de longo prazo; rejeitar projetos que apresentem maiores fluxos de caixa nos anos finais do investimento; e a maior de todas as limitaes, podem ser aceites projetos com VAL negativo dado no existir relao direta entre o VAL e o payback. Todos os constrangimentos inerentes a este critrio abriram caminho a uma abordagem mais rigorosa do critrio payback, designada por payback atualizado. 3 O critrio do Payback atualizado A definio deste critrio a seguinte: prazo de recuperao de capital, utilizando para o efeito fluxos de caixa atualizados (ajustados ao timing e ao risco). Recuperando o exemplo apresentado no ponto 4.2: considere um projeto com um investimento inicial de 100.000. Os fluxos de caixa estimados so, respetivamente, para os primeiros trs anos: 60.000, 40.000 e 10.000. Assumindo uma taxa de desconto de 10%, qual o payback atualizado? Payback atualizado a forma de determinao do payback atualizado que se baseia no seguinte mtodo:

    a. Atualizar cada fluxo de caixa ao momento em que este ocorre

    b. Subtrair cada fluxo de caixa ao investimento inicial

    Neste momento esto descontados os 3 fluxos de caixa, mas o resultado no superior a zero. Isto significa que so necessrios mais de 3 anos para recuperar o investimento (como o VAL negativo, o payback atualizado sempre superior ao nmero anos do projeto de investimento). No entanto, este exemplo til para se

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS compreender o mtodo de clculo de uma frao de tempo. Analisando este exemplo conclumos que, sob o critrio do payback simples, este projeto seria aceite porque apresenta um prazo de recuperao de capital de 2 anos, mas procedendo atualizao dos fluxos de caixa verificamos que este seria um mau investimento porque viola a condio de aceitao do VAL (VAL
  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS No ano 2 o valor do investimento de 333.333 166.667=166.667; No ano 3 o valor do investimento de 166.667 166.667=0, o investimento inicial encontra-se totalmente depreciado. A aceitao deste projeto depender de critrios arbitrrios, isto , critrios definidos pela gesto. Se a gesto definir como condio s aceitar projetos com uma TMRC superior a 37% o projeto ser aceite; se definir como condio de aceitao s aceitar projetos com TMRC superior a (por exemplo) 38%, rejeitar o projeto. Este critrio de avaliao falha pela falta de rigor e clarificao na definio das condies de aceitao, sendo baseado em critrios arbitrrios. A grande vantagem deste critrio a facilidade de aceder a informao contabilstica e a sua fcil perceo. Mas este critrio apresenta muitas desvantagens, tais como: ignora o valor do dinheiro no tempo, baseado em critrios de aceitao arbitrrios e em informao contabilstica que se caracteriza como sendo facilmente manipulvel. Dadas estas limitaes, no se recomenda a utilizao isolada deste critrio.

  • Carlos Campos FINANAS PARA NO FINANCEIROS 5 A taxa interna de rendibilidade (TIR) um dos mais importantes e populares critrios de avaliao e seleo de pro