Catalogo Construção civil Layout 7 - isoplast.ind.br · elementos de enchimento em eps para lajes...

of 12 /12
CONSTRUÇÃO CIVIL

Embed Size (px)

Transcript of Catalogo Construção civil Layout 7 - isoplast.ind.br · elementos de enchimento em eps para lajes...

  • CONSTRUO CIVIL

  • O QUE EPS ( XPANDED OLY TYRENE)?E P S

    1

    PROPRIEDADES Unid.TIPOS DE EPS

    TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO 4 TIPO 5 TIPO 6 TIPO 7NORMA

    Mtodo Ensaio

    Densidade aparentenominal

    10,0 12,0 14,0 18,0 22,5 27,5 32,5

    9,0 11,0 13,0 16,0 20,0 25,0 30,0

    > 3,3 > 4,2 > 6,6 > 8,1 > 11,2 > 14,7 > 16,8

    > 5,0 > 6,1 > 12,2 > 16,3 > 22,4 > 28,0 > 34,6

    > 2,5 > 3,0 > 6,1 > 8,1 > 11,2 > 13,7 > 17,3

    - - 0,042 0,039 0,037 0,035 0,035

    Material Retardante chama

    Kg/m

    Kg/m

    W/m.K

    Tf/m

    Tf/m

    Tf/m

    NBR 11949

    NBR 11949

    NBR 12094

    NBR 8082

    ASTM C-2003

    EN-12090

    NBR 11948

    Obs.: Tf/m = Tonelada fora por metro quadrado

    Densidade aparentemnima

    Condutividade trmicamxima (23C)

    Tenso por compressocom deformao de 10%

    Resistncia mnima flexo

    Resistncia mnimaao cisalhamento

    Flamabilidade(se material classe F)

    EPS a sigla internacional do Poliestireno Expandido, de acordo com a definio da norma DIN ISO 1043/78. O EPS um plstico

    celular rgido, resultado da polimerizao do estireno em gua. O seu processo produtivo no utiliza e nunca utilizou o gs CFC ou

    qualquer um de seus substitutos. Como agente expansor para a transformao do EPS, emprega-se o pentano, um hidrocarboneto

    que se deteriora rapidamente pela reao fotoqumica gerada pelos raios solares, o que no compromete o meio ambiente.

    O produto final so prolas de at 3 milmetros de dimetro, que se destinam expanso. No processo de transformao, essas prolas

    aumentam em at 50 vezes o seu tamanho original, por meio de vapor, fundindo-se e moldando-se em formas diversas.

    Expandidas, as prolas apresentam em seu volume at 98% de ar e apenas 2% de poliestireno. Em 1m de EPS expandido, por exemplo,

    existem de 3 a 6 bilhes de clulas fechadas e cheias de ar. Os produtos finais de EPS so inodoros, no contaminam o solo, gua e ar,

    so 100% reaproveitveis e reciclveis e podem voltar condio de matria-prima.

    O EPS um material plstico na forma de espuma com microclulas fechadas, composto basicamente de vazios contendo ar, na cor

    branca, inodoro, reciclvel, no-poluente e fisicamente estvel. Com essas caractersticas, um material isolante da melhor qualidade

    de -70 a 80 Celsius.

    Resistente, fcil de recortar, leve e durvel, o melhor material para preenchimento de rebaixos ou vazios necessrios a vrios

    processos construtivos, principalmente lajes e painis pr-fabricados ou semi-industrializados. Pelas mesmas qualidades pode ser a

    soluo para aterros estveis sobre solos frgeis.

  • ELEMENTOS DE ENCHIMENTO EM EPS PARA LAJES

    LAJOTA EPS UNIDIRECIONAL: LAJOTA EPS BIDIRECIONAL: BLOCO EPS RECORTADO:

    100cm

    50cm

    SOB EN

    COME

    NDA

    LARGURA

    H50 / 40 cm

    - Altura total (7 a 29cm) - Altura total (7 a 29cm)- Aba horizontal (2cm) - Aba horizontal (2cm)- Aba vertical (3cm) - Aba vertical (3cm)

    H

    H H

    50 / 40 cm

    H

    a a

    a a

    a a

    a a

    h h

    h h

    v v

    v v

    OPES DE ENCHIMENTO DE LAJE:

    A leveza e a resistncia do EPS (poliestireno expandido) so caractersticas muito favorveis para o nivelamento de lajes. O produto

    pode ser usado at 10 kg/m e oferecer at 50 KPa nos materias produzidos dentro das normas da ABNT, classificao PI - NBR 11752.

    A laje nervurada pr-fabricada usa, tradicionalmente, tijolos cermicos ou blocos de concreto como elementos de preenchimento

    de vos entre nervuras. Esses materiais tm participao significativa no peso prprio da laje e geram perdas, por quebra de

    elementos e vazamento de concreto. O uso do EPS ISOPLAST, como substituto desses materiais, elimina esse risco e reduz

    sensivelmente a mo-de-obra e o entulho na montagem dessas lajes.

    O elemento de enchimento em EPS ISOPLAST usado com a funo de reduzir o volume de concreto, o peso prprio da laje e servir como frma para o concreto complementar. desconsiderado como colaborante no clculo de resistncia e rigidez da laje.

    VANTAGENS DE UTILIZAR EPS ISOPLAST:

    Produtividade10x MAIOR!

    2

    Economia de 8%no consumo do

    concreto!

    Menor carga nas estruturas e fundaes

    Lajes mais leves

    Menor consumo de ao e concreto

    Economia de mo de obra

    Economia nas formas e escoras

    Menor prazo para a montagem das lajes

    Flexibilidade de medidas

    Facilidade no manuseio e no transporte

    Sem perdas (peas no quebram)

    Melhor aderncia dos revestimentos

    Preciso milimtrica

    O fator gua x cimento do concreto

    mantm-se constante.

  • ELEMENTOS DE ENCHIMENTO EM EPS PARA LAJES

    3

    TIPO DE MATERIAL

    ENCHIMENTOQTD. 2.500 lajotas 13,44m

    QTD. 472m 412mPESO 7.062,5kg 141,12kg

    PESO 4.248kg

    11.310,5kg

    3.708kg

    3.849,12kg

    VIGOTAS

    TOTAL

    CERMICA EPSPESO (ELEMENTOS DE ENCHIMENTO + VIGOTAS)

    7.461,38kgREDUO DE PESO

    TIPO DE MATERIAL4 HOMENS 6:00 horas

    58%2:30 horas

    ECONOMIA1 FUNCIONRIO LEVA 6m DE EPS E DE LAJOTA CERMICA LEVA 2,52m

    CERMICA EPSTEMPO PARA CARGA E DESCARGA DAS VIGOTAS E ENCHIMENTOS

    TIPO DE MATERIAL

    8%ECONOMIAVOLUME 12,49 m 11,49 m

    CERMICA EPSCONSUMO DE CONCRETO

    TIPO DE MATERIAL6 HOMENS 6 dias

    50%3 dias

    ECONOMIA

    1 LAJOTA DE EPS EQUIVALE A 5 LAJOTAS CERMICASPRODUTIVIDADE EPS10X MAIOR

    CERMICA EPSTEMPO PARA MONTAGEM DA LAJE (CONSUMIDOR FINAL)

    - Residncia de 200m

    Laje com lajota

    - Laje com lajota cermica H8 + 5 Capa

    - EPS H8 + 5 Capa

    CORTE TRANSVERSAL LAJE TRELIADA C/ LAJOTA EPS H8

    100cm

    36cm

    47cm

    8 13cm

    5

    5,55,5

    ConcretoTela de ferro

    Consumo de Concreto para 200 m = 11,49m

    Obs: Quantidade de peas = 2,1 lajotas/m

    0,336 kg/und

    CORTE TRANSVERSAL LAJE TRELIADA C/ LAJOTA CERMICA H8

    100cm

    30cm

    42cm

    2,825 kg/und

    8 13cm

    5

    5,55,5

    ConcretoTela de ferro

    Obs: Quantidade de peas = 12,5 lajotas/m

    CERMICA CERMICA

    Consumo de Concreto para 200 m = 12,49 m

    COMPARATIVO ENTRE LAJE PR-MOLDADA COM LAJOTA EPS E LAJOTA CERMICA:

    Os elementos de enchimento devem ser compostos por materiais leves, suficientemente

    rgidos, que no produzam danos ao concreto e s armaduras. Devem ainda ter

    resistncia caracterstica carga mnima de ruptura de 1,0 kN, suficiente para

    suportar esforos de trabalho durante a montagem e concretagem da laje.

    Para os elementos de enchimento com 7,0 cm e 8,0 cm de altura, admite-se resistncia

    caracterstica para suportar a carga mnima de ruptura de 0,7 kN.

    Carga de trabalho: So as cargas incidentes sobre a laje durante a fase de montagem, at

    que o concreto complementar alcance a resistncia definida pelo projeto estrutural.

    CERMICA

  • 1.6001.5001.4001.3001.2001.1001.000

    900800700

    6573808795101109118130140

    0,120,130,14

    50505050505050505050

    2,42,62,8

    102818069604839302415

    -- ---- ---- ---- ---- ---- ---- -- 23,3

    2323

    22,822,822,522,51716

    14,7

    COMPOSIO DA MISTURA PARA 1 SACO DE CIMENTO (50 KG)DENSIDADE NOMINAL

    Kg/mEPS

    litrosADESIVO

    kgGUA P/ ADESIVO

    litrosCIMENTO

    kilosAREIAlitros

    GUA TOTALlitros

    1.6001.5001.4001.3001.2001.1001.000

    900800700

    487553615678742809873942

    1.0151.093

    375380385390390400400400390390

    764689613537466382311243186118

    1.070965658752652535435340260165

    175175177178178180180175165155

    --------------

    0,91

    1,1

    COMPOSIO DA MISTURA PARA 1m DE CONCRETO LEVE DE EPSDENSIDADE NOMINAL

    Kg/mEPSlitros

    CIMENTOkilos

    AREIAkilos litros

    GUAlitros

    ADESIVOkilos

    FLOCOS E PROLAS PARA CONCRETO LEVE

    CONCRETO LEVE - GRFICO DA DENSIDADE X RESISTNCIA A COMPRESSO

    80

    20600

    DENSIDADE NOMINAL (Kg/m)Obs.: Densidade das prolas 12 kg/m

    RESI

    STN

    CIA

    A C

    OM

    PRES

    SO

    (Kg/

    cm)

    700 800 900 1000 1100 1200 1300 1400 1500 1600 1700 1800

    70

    60

    50

    40

    30

    O concreto leve com EPS ISOPLAST um concreto do tipo cimento-areia que no lugar da pedra britada, utiliza o EPS em forma de prola pr-expandida, ou flocos de EPS reciclado. A mistura cimento-areia se solidifica, envolvendo as partculas de EPS, cujo volume constitudo de 98% de ar, proporcionando um concreto de baixa densidade aparente.

    200 lts Peso entre

    2,5 e 3,0 kg

    APLICAES DO CONCRETO LEVE COM EPS:

    Regularizao de lajes em geral

    Painis para fechamento

    Elementos pr-fabricados

    Pavimentos

    Mobilirio

    reas de lazer

    Inclinao para escoamento

    Prdios / Casas pr-fabricadas / Galpes

    Lajotas / Blocos vazadosPilares e placas para murosElementos vazadosElementos decorativos para fachadase jardins

    CaladasRegularizao de reas diversasPainis para fechamento de galerias

    Bancos para ambientes externosBase para montagem de sofs, balcese camas

    Quadras de esporteBase de dispositivos para exerccios

    4

  • PLACAS PARA ISOLAMENTO DE PAREDES E LAJES IMPERMEABILIZADAS

    PAREDES INTERNAS , EXTERNAS E MUROS DE ARRIMO:

    ISOLAMENTO TRMICO DE LAJES IMPERMEABILIZADAS:

    DETALHE APLICAO 01: DETALHE APLICAO 02: FOTO DE APLICAO EM LAJE DE COBERTURA:

    Quando os ambientes internos de uma construo

    possuem paredes que so muros de arrimo, ocorre

    um desconforto trmico, gerado pela parede que

    est em contato com o solo. A aplicao de Placas

    de EPS ISOPLAST entre o muro impermeabilizado

    e o solo, soluciona esse problema.

    5

    Cobertura com elemento isolantetrmico, mas sem ventilao(a cobertura no controla oc o m p o r t a m e n t o t e r m o -higromtrico, mas controla a transmisso de calor).

    Cobertura com elemento isolante

    trmico e com ventilao

    (a cobertura controla o compor-

    tamento termo-higromtrico e a

    transmisso de calor).

    Junto com a estanqueidade, o coportamento

    termo-higrmetro da cobertura um dos requisitos

    mais importantes para a durabilidade e

    confiabilidade.

    Para o isolamento trmico de lajes, o EPS ISOPLAST um dos materiais mais baratos e eficientes. Sua fixao fcil e se obtm o

    isolamento com espessuras bem delgadas. No se admitem hoje em dia lajes de cobertura expostas ao sol sem isolamento trmico -

    seja pela dilatao que destruir a impermeabilizao aos poucos, seja pelo desconforto que isso ocasiona. Para os climas do Brasil,

    30mm de espessura de placa (15 kg/m) so o suficiente para isolar com eficincia essas lajes.

    O isolamento das paredes externas o mais

    eficiente, porque diminui as pontes trmicas

    ( uma fonte de perda de calor) entre o

    ambiente externo e interno, reduz as variaes

    de temperatura nas estruturas e

    aumenta a eficincia trmica do

    edifcio. O isolante fica sujeito s

    solicitaes hidrotrmicas (a gua e ao calor),

    mas o EPS ISOPLAST, deste ponto de vista, um dos

    materiais mais qualificados e geralmente a nica escolha possvel, por ser

    hidrfobo (Substncia que no tem afinidade gua ou lquidos).

    Parede dupla isolada1 - Terra; 2 - Gramado; 3 - Revestimento deregularizao; 4 - Muro; 5 - Impermeabilizante6 - Revestimento parte interna 7 - EPS 30 a 40mm

    1 - Alvenaria ; 2 - EPS ; 3 - Gesso Acartonado 1 - Junta trmica prensada ; 2 - Alvenaria;3 - Adesivo; 4 - EPS; 5 - Tela; 6 - Emboo; 7 - Reboco

    1

    1 1

    2

    2 2

    3

    3 34 4

    5

    5

    6

    6

    7

    7

    Excelente isolante trmico

    Baixo peso especfico (10 a 25 kg/m)

    Boa resistncia mecnica e elasticidade

    Resistentes a fungos e bactrias

    Estabilidade dimensional

    Obs.: - Higromtrico: Que diz respeito higrometria; o estado higromtrico do ar. - Higrometria: Cincia que tem por objeto determinar o estado de umidade da atmosfera.

  • FORROS DECORATIVOS E ISOLANTES TRMICOS

    O forro de placas de EPS sustentadas por perfilados metlicos um dos mais prticos, baratos e isolam termicamente os ambientes forrados.

    O sistema de sustentao muito simples. Pode se constituir de perfilados

    de chapa galvanizada pintada, suspensos por tirantes. As placas de EPS so

    autoportantes, isolantes e impermeveis; permitem relevos decorativos

    e podem ser pintadas com tintas base PVA e acrlicas. So de manuseio

    fcil, antialrgicas e imunes ao ataque de cupins.

    Baixa absoro e baixa permeabilidade ao vapor dgua

    Imune a fungos e bactrias

    Material 100% reciclvel

    Excelente isolante trmico na faixa de -70C a +80C

    Material retardante chama - Classe F

    No reagente ao contato com cimento, cal, argamassa e gesso

    No Contm CFC

    6

    Dimenses estveis, fcil manuseio e

    aplicaoOpo 1:

    PENDURAL

    PENDURAL

    PERFIL T

    PERFIL TPRESILHA EM

    AO MOLA

    PRESILHA EMAO MOLA

    EPS (CLASSE F)Opo 2:

  • ISOLAMENTO DE DUTOS E TUBULAES

    Para a conduo de ar condicionado so isolados

    termicamente para manter a temperatura do ar at a sada pelos difusores, chegando

    aos ambientes com temperatura e umidade adequados. O isolamento dos dutos evita

    ainda a condensao do vapor d'gua na face externa, que ocorre devido ao diferencial

    de temperatura ali existente, e que provoca o goteja-

    mento e a oxidao do duto.

    os dutos em chapa galvanizada

    VEDAR EMENDASCOM ASFALTO FRIO

    DUTO DE ARCONDICIONADO

    EPS FIXADO SOBRECOLA ESPECIAL

    IMPERMEABILIZAOEPSALUMNIOCORRUGADO

    TUBO

    7

    Seja nas instalaes de gua gelada para ar condicionado

    ou at salmoura a temperaturas de subzero, seja para

    outros tipos de baixas temperaturas, o EPS pode ser usado

    com tranquilidade de -70 a 80 Celsius.

    O cuidado para esse tipo de isolamento sempre o

    mesmo: uma boa impermeabilizao com barreira de

    vapor para impedir a penetrao de umidade que venha

    prejudicar ou at destruir o isolamento.

    Quanto mais frio o contedo, mais denso deve ser o isolamento com placas ou canaletas de

    EPS. Especifica-se casses FII ou III. Pode-se usar a tabela de espessuras abaixo, mas os

    aplicadores sempre calculam de acordo com os dados fornecidos pelo cliente.

    G R F I C O PA R A D E T E R M I N A O D A E S P E S S U R A D O E P S PA R A T U B U L A E S

    T E M P E R A T U R A I N T E R N A D A T U B U L A O

    ESPESSU

    RA

    PAR

    A ISO

    LAM

    ENTO

    DE TU

    BU

    LA

    ES

    3/8" 17

    + 5C

    O

    EXT.

    mm

    O

    NOM.

    Pol. + 0C - 5C - 10C - 15C - 20C - 25C - 30C - 35C - 40C - 45C

    1

    1

    2"

    2"

    2"

    3" 4"

    5"

    6"

    7" 8"

    9"

    6"6"

    1/2"

    1/2"

    2227344349617689

    114140168220273324356407500-

    ---------

    600800850900950

    1100120013001400

    1/2"3/4"

    1"1.1/4"1.1/2"

    2"2.1/2"

    3"4"5"6"8"

    10"12"14"16"

    O material de isolamento para dutos de ar condicionado deve

    ser escolhido por suas qualidades e pelo custo final. Sob esse aspecto, o EPS classe F(retardante

    chama) est bem situado. Sua estrutura resistente e impermevel, a facilidade de

    manipulao e corte, alm do baixo coeficiente de condutividade trmica, do vantagens

    significativas ao aplicador e ao usurio.

  • Obs.: Bloco padro para geotecnia

    DENS

    IDADE

    MNI

    MA

    DE 20

    kg/m

    500mm

    1.20

    0mm

    3.000mm

    FUNDAO PARA ESTRADAS E ATERRO PARA SOLOS INSTVEIS

    BENEFCIOS E APLICAES:Diminuio da sobrecarga para 1% em relao ao solo natural;Material istropo (aquele que possui as mesmas caractersticasem todas as direes);Volumes j compactados com controles industriais;Facilidade, controle e rapidez na obra;Menor custo, dispensa estruturas;Produto imune a fungos e bactrias;Utilizado na construo de rodovias, cabeceiras depontes, aterros de jardins, etc.

    Ocupa espao semacrescentar

    peso ao subsolo.

    Um dos problemas crticos em geotecnia obter um traado geomtrico com elevao da

    cota ou ampliao do plano utilizvel com capacidade de suporte sobre solos moles. Para

    superar esses obstculos, os blocos em EPS ISOPLAST so a melhor soluo devido

    propriedade de baixo peso especfico do EPS (cerca de 1% do peso especfico do solo) e boa

    resistncia mecnica (aproximadamente igual de um solo perfeitamente compactado). A

    utilizao dos Blocos em EPS ISOPLAST proporcionam uma reduo do peso especfico do

    conjunto macio, mantendo as resistncias mecnicas iguais ou

    superior de um solo compactado. Quanto ao aspecto de

    proteo aos ataques

    qumicos, torna-se neces-

    srio o envelopamento

    do conjunto de blocos

    com um filme de polieti-

    leno, protegendo o EPS

    contra ataques de produ-

    tos qumicos que eventualmente possam infiltrar, caso acontea um acidente.

    8

    250

    200

    150

    10085

    50

    0 2 4 6 8 10 12 14 18Deformao(%)

    Tens

    o (k

    N/m

    )

    30kg/m3

    20kg/m3135kN/m

    15kg/m

  • SANCAS E MOLDURAS DECORATIVAS

    PEAS ESPECIAIS PARA ISOLAMENTO TRMICO DE TELHADOS

    ONDULADA

    TRAPEZOIDAL

    MOLDURAS P/ JANELAS

    SANCA INTERNA

    SANCA EXTERNA

    FIBROCIMENTO

    Retardantes chama, as Placas de EPS para Telhas so recortadas com

    espessuras de 30/40 mm, ou conforme perfis de telhas

    solicitadas pelo cliente. Possuem densidades de

    13 a 25 kg/m e promovem grande conforto,

    atravs de perfeita isolao trmica. A

    flexibilidade do seu corte permite fazer

    instalaes em coberturas com diversos tipos

    de telhas, sempre com maior produtividade na montagem e

    instalao. Alm disso, proporcionam boa economia de energia no

    condicionamento dos ambientes. A manuteno fcil, reduzida e a produtividade

    dos funcionrios maior, resultando em melhor custo/benefcio.

    Recortadas sob medida.

    Para diversos tipos de telhas.

    Melhor custo/benefcio.

    Retardantes chama.

    Barra a radiao solar.

    Economia de energia.

    As molduras so usadas para substituir materiais convencionais como gesso, cimento e

    madeira. Conforme o modelo, sua aplicao pode ser interna ou externa. So produtos que

    permitem uma instalao rpida, fcil e limpa, podendo ser instalados em locais j acabados.

    Por serem muito leves, proporcionam menor carga na estrutura da obra. A instalao feita

    com cimento cola AC II sem necessidade de fixao mecnica. Aplicao em superfcies planas

    sem nenhum tipo de revestimento. Instalao direta em bloco cermico, vigas, pilares e lajes de

    concreto, emboo e estruturas metlicas. Para acabamento utilize qualquer tipo de

    revestimento: tinta, textura e/ou massas para uso externo.

    Baixa absoro de gua.

    9Obs.: Peas produzidas exclusivamente sob encomenda, conforme informaes fornecidas pelo cliente ou atravs de projetos.

    Aplicao com pouca mo-de-obra.

    Imune a fungos e bactrias.

    Peas personalizadas.

    Execuo em tempo reduzido, comtimos resultados arquitetnicos.

    Durveis.

  • APLICAES DO EPS ISOPLAST NA CONSTRUO CIVIL

    10

  • ISOPLAST Indstria e Comrcio de Plsticos Ltda.Av. Parque Comercial, 251 - Distrito IndustrialMaracana - Cear - CEP: 61.939-150Fone: (85) 3215-2633 / Fax: (85) 3293.1311E-mail: [email protected] - Site: www.isoplast.ind.br

    Solicite a visita dos nossos representantes e distribuidores.Consulte o nosso site.