Chumbadores Tecnart - Dados Técnicos

download Chumbadores Tecnart - Dados Técnicos

of 29

  • date post

    15-Feb-2015
  • Category

    Documents

  • view

    552
  • download

    8

Embed Size (px)

Transcript of Chumbadores Tecnart - Dados Técnicos

Dados Tcnicos

DADOS TCNICOS

1. Fatores de Segurana 2. Chumbador sujeito a cisalhamento e trao 3. Distncias Mnimas de aplicao 4. rea de tenso 4.1. Efeitos de reforo no concreto 5. Efeitos do concreto na capacidade do chumbador 6. Tempos de aplicao 7. Tipos de aplicao 7.1 URM e URXM -- Aplicao com martelete de impacto 7.2 URS e URXS -- Aplicao com broca de vdia 7.3 ALFA e OMEGA -- Aplicao com broca de vdia 7.4 URST -- Aplicao com broca de vdia 7.5 TECBOLT -- Aplicao com broca de vdia 7.6 UR e URXS -- Aplicao manual

A TECNART Indstria e Comrcio Ltda., visando atender cada vez mais o pblico consumidor de fixadores, vem atravs desta publicao fornecer as informaes mais frequentes solicitadas aos nossos tcnicos. O Departamento Tcnico da TECNART, aps vrios testes, coletou estes dados que serviro de referncias a todos que usam chumbadores. Todas as cargas indicadas nos catlogos, foram tiradas de testes realizados pelo Instituto de Pesquisas Tecnolgicas de So Paulo (IPT).

1. FATORES DE SEGURANA Os fatores de Seguraa que devem ser usados nas diferentes condies de aplicao esto na tabela abaixo FATORES DE SEGURANA 4 4 ou 5 Dependendo da magnitude da variao Apenas um sentido de vibrao Vibrao nos dois sentidos Dependendo da frequencia do choque

CARGAS ESTTICAS VARIVEIS

OBSERVAES

VIBRATRIAS 8 a 10 VIBRATRIAS 12 a 15 CHOQUE 4

EXEMPLO -- Para uma carga esttica em concreto de 268 Kgf/cm sem armao de ferro, a carga de arrancamento do chumbador Alfa de 1/2" (AF 12110), conforme catlogo de 3.042 kg. -- Fator de segurana utilizado = 4. -- Valor a ser considerado em projeto = carga catlogo / fator de segurana = 3042/4 = 760 kg.

2. CHUMBADOR SUJEITO A CISALHAMENTO E TRAO A frmula abaixo serve como base, para verificar se o seu dimensionamento foi feito corretamente. Tenso desejada / Carga de tenso disponvel + Cisalhamento desejado / carga de cis. disponvel < ou = 1 Se o resultado obtido satisfizer a inequao, ento voc estar usando o chumbador certo. EXEMPLO -- Tenso de arrancamento desejada = 400 kg. -- Carga de tenso disponvel (conf. exemplo anterior) = 760 kg. -- Cisalhamento desejado = 300 kg. -- Carga de cisalhamento disponvel = 3395/4 = a aproximadamente 848 kg.

Aplicando a frmula temos: 400/760 + 300/848 = 0,88 Como o valoe obtido < 1, o chumbador especificado satisfaz as necessidades do projeto.

3. DISTNCIAS MNIMAS DE APLICAO De acordo com os testes de arrancamento, chegou-se concluso de que quando o chumbador arrancado do concreto, ele traz consigo uma parte cnica de concreto de raio = 5 vezes o dimetro externo do chumbador como mostra a figura abaixo.

Para se obter 100% da capacidade de carga especificada, a distncia mnima entre o centro dos chumbadores no pode ser menor que 10 vezes o dimetro do furo.

A distncia do chumbador borda do concreto, no pode ser menor que 5 vezes seu dimetro externo. (figura abaixo) A eficincia do chumbador reduzida proporcionalmente at 50% da sua capacidade nominal, para espaamento igual a 5 vezes o dimetro do furo.

X -- Distncia mnima entre centros de dois chumbadores = 10 vezes o dimetro correspondente. Y -- Distncia mnima de um chumbador borda do concreto = 5 vezes o dimetro do furo correspondente (tabela abaixo).

MODELO

BITOLA

X (mm)

Y (mm) 55

UR URM URS

1/4" 3/8" 1/2" 5/8" 3/4"

70 110 140 180 215 90 250 107 125 32 63

URX URXS TECBOLT

1/4" 3/8" 1/2" 5/8" 3/4"

48 63

95

127 159 79 190 95 32

URST

1/4" 3/8" 1/2" 5/8" 3/4"

95

48

63 127 159 190 254 79 95 32 63 39

ALFA OMEGA

7 3/16" 1/4" 48 5/16" 3/8" 95 63 1/2" 5/8" 127 159 79 190 95

4. REA DE TENSO O chumbador quando aplicado, forma uma rea de compresso no concreto que pode ser definida como um cone, cujo vrtice o ponto de expanso mxima, e a base igual a 20 vezes o dimetro do chumbador.

Os testes feitos nos chumbadores foram realizados em concreto sem ferragem.

4.1 EFEITOS DO REFORO NO CONCRETO Para efeito de projeto, quando se deseja aumentar a capacidade de carga, a ferragem do concreto deve passar atravs da rea de tenso do chumbador, mostrado na figura acima.

5. EFEITOS DO CONCRETO NA CAPACIDADE DO CHUMBADOR O grfico abaixo mostra em termos porcentuais, a variao na carga do chumbador em funo da tenso de compresso no concreto. Este grfico foi desenvolvido, tomando-se por base um concreto de 274 kgf/cm sem ferragem.

EXEMPLO -- A carga de arrancamento do chumbador URM 34, num concreto de 274 kgf/cm de 8.650 kg. -- Para obter-se a carga de arrancamento deste mesmo chumbador num concreto de 170 kg, entra-se no grfico acima, em 170kg. (eixo do x) e encontra-se 64% (no eixo y). Isto significa que o valor de carga de arrancamento ser de 64% de 8.650 kg, ou seja, 5536 kgf. -- Para encontrarmos a carga de cisalhamento, o processo aplicado o mesmo.

6. TEMPO DE APLICAO A tabela abaixo mostra os diversos tipos de chumbadores e seus tempos mdios de aplicao para 100 peas, em concreto de 340 kgf/cm. TEMPO DE BITOLA APLICAO P/100 PEAS 1/4" UR 3/8" 1/2" 8h.20m 8h.20m 16h.40m MANUAL C/BATEDOR

TIPO

APLICAO

5/8 3/4" 3/8" URX 1/2" 5/8" 3/4" 1/4" 3/8" URS 1/2" 5/8" 3/4" 1/4" 3/8" URXS 1/2" 5/8" 3/4" 1/4" URM 3/8" 1/2"

25h. 28h.20m 8h.20m 8h.20m 13h.20m 20h.2h.04m 2h.27m 3h.03m 4h.03m 6h.37m 1h.36m 1h.47m 2h.09m 3h.03m 5h.51m 2h.29m 3h.05m 3h.44m COM MARTELETE AT 1/2" C/ FURADEIRA > 1/2" C/ MARTELETE AT 1/2" C/ FURADEIRA > 1/2" C/ MARTELETE MANUAL C/ BATEDOR

5/8" 3/4" 1/4" 3/8" URST 1/2" 5/8" 3/4" 3.16" 1/4" ALFA OMEGA 5/16" 3/8" 1/2" 5/8" 1/4" 3/8" 1/2" TECBOLT 5/8" 3/4" 7/8" 1"

5h.16m 8h.52m 1h.28m 1h.53m 2h.20m 3h.18m 5h.18m 1h.15m 1h.29m 1h.33m 2h.56m 3h.15m 3h.38m 1h.14m 1h.16m 1h.21m 1h.25m 1h.35m 2h.50m 4h.40m AT 1/2" C/ FURADEIRA > 1/2" C/ MARTELETE AT 1/2" C/ FURADEIRA > 1/2" C/ MARTELETE AT 1/2" C/ FURADEIRA > 1/2"C/ MARTELETE

7. TIPOS DE APLICAO Todos os chumbadores devem ser aplicados formando um ngulo de 90 em relao superfcie do concreto. Somente nestas condies so garantidas as cargas de arrancamento mencionadas. As caractersticas de cada chumbador e seus diferentes tipos de aplicao so descritos a seguir:

7.1 URM e URXM -- Aplicao com martelete de impacto Estes chumbadores asseguram o furo no dimetro correto, pois o URM e URXM fazem seu prprio furo. Os projetistas os preferem devido a rapidez e colocao.

MTODO DE APLICAO a) Coloque o chumbador no mandril do martelete e certifique-se que o comutador esteja na posio rotao e impacto. Encostando o URM e o URXM na superfcie do concreto, o mesmo perfurar com facilidade. Se o martelete s for de impacto, o operador dever movimentar um cabo girador manual, existente no mandril, durante a perfurao. A operao de perfurao estar completa quando o mandril ficar a 1,5 mm da face do concreto ( figura ao lado ). b) Retire o chumbador do furo, coloque a bucha na extremidade da coroa dentada e recoloque o conjunto no furo.

c) Para fazer a expanso, o comutador do martelete dever estar na posio impacto (sem rotao). Acionando o martelete, o impacto provocar uma ao do chumbador contra a bucha, no fundo do furo, fazendo assim a expanso. O chumbador dever ficar at 1,5 mm abaixo da superfcie do concreto. d) Movimente o martelete no sentido da alavanca para quebrar o gargalo cnico do chumbador. Utilize o expulsor para sacar o gargalo do mandril. (figura ao lado)

7.2 URS e URXS -- Aplicao com broca de vdia

a) Faa o furo com a broca de vdia nos dimetros e profundidades indicados. O ngulo do corte da broca deve ser maior ou igual a 130 (figura ao lado) b) Limpe completamente o furo c) Rosqueie o chumbador no batedor (BTU ou BTX) e coloque a bucha na extremidade do mesmo.

a) Faa o furo com a broca de vdia nos dimetros e profundidades indicados. O ngulo do corte da broca deve ser maior ou igual a 130 (figura ao lado) b) Limpe completamente o furo c) Rosqueie o chumbador no batedor (BTU ou BTX) e coloque a bucha na extremidade do mesmo.

7.3 ALFA E OMEGA -- Aplicao com broca de vdia So os mais versteis chumbadores da nossa linha de fixao e podem ser usados em concreto, alvenaria e madeira. Os chumbadores ALFA so fornecidos com prolongador nos comprimentos maiores de uma mesma bitola, proporcionando grande versatilidade em montagens passante. O chumbador OMEGA poder ser utilizadp com barra roscada ou parafusos, no existe limitao de profundidade. a) A profundidade do furo pode ser determinada de duas maneiras: a.1) Furo Limpo ( PROFUNDIDADE DO FURO ) = ( COMPRIMENTO DO CHUMBADOR ) - ( ESPESSURA DA PEA A SER FIXADA ) a.2) Furo Sujo ( PROFUNDIDADE DO FURO ) = ( COMPRIMENTO DO CHUMBADOR ) - ( ESPESSURA DA PEA A SER FIXADA ) + ( 2 VEZES O DIMETRO DO CHUMBADOR )

b) Faa o furo nas profundidades e dimetros indicados. c) Introduza o chumbador e utilize uma chave adequada para aperto da porca (mod. ALFA) ou parafuso (mod. OMEGA) (figura ao lado). No modelo ALFA, a operao de torque da chave desloca o pino provocando a expanso da castanha ( figura ao lado). No modelo OMEGA, a operao de torque a mesma, porm a bucha expansora deslocada pelo parafuso. d) Para uma expanso tecnicamente perfeita, aplique um torque na porca ou parafuso de acordo com a tabela abaixo. TORQUE DIMETRO RECOMENDADO PARA CONCRETO TORQUE RECOMENDADO PARA ALVENARIA E MADEIRA

3/16" 1/4" 5/16" 3/8" 1/2" 5/8"

5 MAX 10 - 15 20 - 35 35 - 50 50 - 75 75 - 100

3,5 MAX 7 - 14 14 - 25 25 - 35 35 - 53 53 - 70

Os valores indicados na tabela acima, esto bem abaixo dos valores estabelecidos pelas normas de porcas e parafusos.

Incio

7.4 URST -- Aplicao com broca de vdia O chumbador URST possui uma angulao na sua parte inferior que permite o encaixe perfeito no furo. O sistema de bucha interna