Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional Guilherme Henrique Pereira...

Click here to load reader

  • date post

    17-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    104
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional Guilherme Henrique Pereira...

  • Slide 1
  • Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Guilherme Henrique Pereira Secretrio de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Ministrio da Cincia e Tecnologia
  • Slide 2
  • Primeira premissa Existe uma forte correlao entre o grau de desenvolvimento de um pas e seu esforo em C,T&I, expresso pelos investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e pela dimenso de sua comunidade de pesquisa. Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Premissas bsicas para o Plano de C,T&I
  • Slide 3
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Segunda premissa Os pases com economias desenvolvidas tm forte atividade de pesquisa, desenvolvimento e inovao (P&D&I) nas empresas, financiadas por elas prprias e pelo governo. Premissas bsicas para o Plano de C,T&I
  • Slide 4
  • Terceira premissa Alguns pases mudaram drasticamente seu padro de desenvolvimento econmico atravs de polticas industriais articuladas com as polticas de C,T&I. Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Premissas bsicas para o Plano de C,T&I
  • Slide 5
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Quarta premissa Existe no Brasil massa crtica para uma gradual aproximao aos nveis tecnolgicos das economias desenvolvidas: somos um pas intermedirio, no mundo, em termos de capacidade produtiva e acadmica, capazes, portanto, de superar nosso atraso relativo e de atingir um patamar que se aproxime ao dos pases desenvolvidos. Premissas bsicas para o Plano de C,T&I
  • Slide 6
  • Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Plano de Ao 2007 - 2010
  • Slide 7
  • Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional O PLANO contm: atividades distribudas em quatro prioridades estratgicas,atividades distribudas em quatro prioridades estratgicas, que abrigam 21 linhas de ao que abrigam 21 linhas de ao uma meta prioritria para cada dimensouma meta prioritria para cada dimenso a abrangncia necessria para incorporar aa abrangncia necessria para incorporar a extensa gama de atividades em C&T&I no Brasil extensa gama de atividades em C&T&I no Brasil O Plano prioriza a consolidao do sistema nacional de C&T e a ampliao da inovao nas empresas a ampliao da inovao nas empresas
  • Slide 8
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional 1- EXPANSO E CONSOLIDAO DO SISTEMA NACIONAL DE C,T&I: Expandir, integrar, modernizar e consolidar o Sistema Nacional de Cincia, Tecnologia e Inovao 2- PROMOO DA INOVAO TECNOLGICA NAS EMPRESAS: Intensificar as aes de fomento para a criao de um ambiente favorvel inovao nas empresas e o fortalecimento da Poltica Industrial, Tecnolgica e de Comrcio Exterior 3- P,D&I EM REAS ESTRATGICAS: Fortalecer as atividades de pesquisa e inovao em reas estratgicas para a soberania do Pas 4- C&T PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL: Promover a popularizao e o aperfeioamento do ensino de cincias nas escolas, bem como a difuso de tecnologias para a incluso e o desenvolvimento social Prioridades Estratgicas
  • Slide 9
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional 4- Apoio Inovao Tecnolgica nas Empresas 5- Tecnologia para a Inovao nas Empresas 6- Incentivos Criao e Consolidao de Empresas Intensivas em Tecnologia Principais linhas de ao em 2007-2010 II- Promoo da Inovao Tecnolgica nas Empresas
  • Slide 10
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- Promoo da Inovao Tecnolgica nas Empresas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Apoio Inovao Tecnolgica nas Empresas Apoio financeiro s atividades de P,D&I e insero de pesquisadores nas empresas Apoio cooperao entre empresas e ICTs Iniciativa nacional para a inovao Capacitao de recursos humanos para a inovao
  • Slide 11
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- Promoo da Inovao Tecnolgica nas Empresas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Tecnologia para a Inovao nas Empresas Sistema Brasileiro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnolgico das Indstrias - SIBRATEC Centros de Inovao Institutos de Servios Tecnolgicos Extenso Tecnolgica
  • Slide 12
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- Promoo da Inovao Tecnolgica nas Empresas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Incentivos Criao e Consolidao de Empresas Intensivas em Tecnologia Programa Nacional de Apoio s Incubadoras e Parques Tecnolgicos - PNI INOVAR - Fomento criao e ampliao da indstria de capital empreendedor Uso do poder de compra para estimular empresas nacionais inovadoras em tecnologia
  • Slide 13
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 7 - reas portadoras de futuro: Biotecnologia e Nanotecnologia 9 - Biocombustveis 11 - Energia Eltrica, Hidrognio e Energias Renovveis 12 - Petrleo, Gs e Carvo Mineral
  • Slide 14
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - reas portadoras de futuro: Biotecnologia e Nanotecnologia Competitividade em biotecnologia Programa de C,T&I para nanotecnologia
  • Slide 15
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Biocombustveis Programa de desenvolvimento tecnolgico para o biocombustvel Programa de C,T&I para o etanol
  • Slide 16
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Energia Eltrica, Hidrognio e Energias Renovveis Programa de C,T&I para a economia do hidrognio Programa de C,T&I para energias renovveis
  • Slide 17
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Energia Eltrica, Hidrognio e Energias Renovveis Implantao de infra-estrutura nas instituies de ensino e pesquisa nacionais nas reas de gerao, transmisso e distribuio e uso final de energia eltrica Programas de P&D tecnolgico nas reas de gerao, transmisso e distribuio e uso final de energia eltrica Expanso, modernizao, manuteno e infra-estrutura para P&D tecnolgico em gerao, transmisso e distribuio e uso final de energia eltrica
  • Slide 18
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional II- P,D&I em reas Estratgicas Principais linhas de ao em 2007-2010 Ao - Petrleo, Gs e Carvo Mineral Implantao de infra-estrutura nas instituies de ensino e pesquisa nacionais nas reas de petrleo, gs natural, energia meio ambiente Programas de P&D tecnolgico nas reas de petrleo e gs natural Expanso, modernizao, manuteno e infra-estrutura para P&D tecnolgico reas de petrleo, gs natural e biocombustveis Programa de C,T&I para produo e uso limpo do carvo mineral - ProCarvo
  • Slide 19
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Grupos de Trabalho Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Desenvolvimento institucional para inovao 1 - Desenvolvimento institucional para inovao 1.1 Difuso da cultura da inovao 1.1 Difuso da cultura da inovao 1.2 Aperfeioamento/modernizao dos marcos legais 1.2 Aperfeioamento/modernizao dos marcos legais e normativos e normativos 1.3 Desenvolvimento de novos agentes facilitadores 1.3 Desenvolvimento de novos agentes facilitadores 2 - Promoo da Inovao nas Empresas 3 - Promoo da Competitividade em Setores Estratgicos 4 - Novas Tecnologias Estratgicas 4.1 Nanotecnologia, Biotecnologia, Qumica Fina, etc. 4.1 Nanotecnologia, Biotecnologia, Qumica Fina, etc. 4.2 Estudos sobre outras tecnologias portadoras de futuro 4.2 Estudos sobre outras tecnologias portadoras de futuro 5. Apoio Gesto 5.1 Acompanhamento de processos e programas 5.1 Acompanhamento de processos e programas 5.2 Gesto do oramento, PPA, incentivos fiscais 5.2 Gesto do oramento, PPA, incentivos fiscais, outros instrumentos e apoio e demandas especficas
  • Slide 20
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Desenvolvimento Institucional para Inovao Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Consolidao institucional do SNCT(desburocratizao dos mecanismos de apoio, segurana jurdica e outras iniciativas) Consolidao institucional do SNCT(desburocratizao dos mecanismos de apoio, segurana jurdica e outras iniciativas) Iniciativa nacional para inovao Iniciativa nacional para inovao Servios tecnolgicos: regulao, normalizao, instituies, rede de metrologia Servios tecnolgicos: regulao, normalizao, instituies, rede de metrologia Propriedade intelectual e NIT Propriedade intelectual e NIT Aperfeioamento institucional: poder de compra, novos Aperfeioamento institucional: poder de compra, novos instrumentos e outros instrumentos e outros Sistemas de parceria com os Estados (Secretarias e FAPs) Sistemas de parceria com os Estados (Secretarias e FAPs) Responsvel: Reinaldo Dias Ferraz de Souza [email protected]
  • Slide 21
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Promoo da Inovao nas Empresas Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Apoio s atividades de P&D nas empresas (financiamento, subveno, incentivos fiscais) Apoio no empreendedorismo (incubadoras, parques, capital de risco) Apoio cooperao empresas e ICT Extensionismo e prestao de servios tecnolgicos e centros de inovao Servio Brasileiro de Respostas Tcnicas SBRT Capacitao de RH para inovao Apoio infra-estrutura das ICT para a inovao a inovao Responsvel: Reinaldo Fernandes Danna [email protected]
  • Slide 22
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Promoo da Competitividade em Setores Estratgicos Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Desenvolvimento Tecnolgico de Fontes Renovveis Desenvolvimento Tecnolgico de Fontes Renovveis de Energia (Biodiesel, Etanol, etc.) de Energia (Biodiesel, Etanol, etc.) Desenvolvimento Tecnolgico para Economia do Hidrognio Desenvolvimento Tecnolgico para Economia do Hidrognio Desenvolvimento de Tecnologias e Gesto da gua Desenvolvimento de Tecnologias e Gesto da gua Desenvolvimento Tecnolgico de Tecnologia Mineral Desenvolvimento Tecnolgico de Tecnologia Mineral (incluindo carvo) (incluindo carvo) Estudos de Outras Possibilidades de Fontes de Energia Estudos de Outras Possibilidades de Fontes de Energia Estudos de Outros Setores Estratgicos Estudos de Outros Setores Estratgicos Responsvel: Adriano Duarte Filho [email protected]
  • Slide 23
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Novas Tecnologias Estratgicas Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Programa de Nanotecnologia Inovao em Qumica Fina Inovao em Qumica Fina Inovao em Biotecnologia Inovao em Biotecnologia Prospeco de outras tecnologias portadoras do futuro Prospeco de outras tecnologias portadoras do futuro e estudos sobre possibilidades de apoio e estudos sobre possibilidades de apoio Responsvel: Antonio Alberto R. Fernandes [email protected]
  • Slide 24
  • Plano de Ao 2007-2010 Cincia, Tecnologia e Inovao para o Desenvolvimento Nacional Apoio Gesto Secretaria de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao Acompanhamento e Avaliao do Plano de Ao 2007/2010 Oramento, PPA Oramento, PPA Demanda especfica ou pontuais (ZFM e outros) Demanda especfica ou pontuais (ZFM e outros) Relaes Institucionais com parceiros do SNCT e outros Relaes Institucionais com parceiros do SNCT e outros Cooperao bilateral internacional Cooperao bilateral internacional Acompanhamento das representaes Acompanhamento das representaes
  • Slide 25
  • Obrigado [email protected] www.mct.gov.br