COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS

download COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS

of 114

Embed Size (px)

description

 

Transcript of COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS

  • 1. COMO TORNAR 0 1 2 3 4 5 6 7 DIDTICOS E DINMICOS SEUS RELATRIOS DE MONITORAMENTO E MTRICAS Priscila Marcenes | Coordenadora de Social Intelligence da AD.DIALETO Mariana Oliveira | Gerente de Data Intelligence da OGILVY Natalia Traldi | Diretora de Mdia da CLICK ISOBAR Jnior Siri | Analista de Social Intelligence da AD.DIALETO COM DICAS DE ELABORADO POR Marina Bonaf | Contedo da 524 Ian Black | Scio-Diretor da NEW VEGAS

2. Todo relatrio tem um ou mais objetivos Avaliar uma ao; Gerar compreenso; Apresentar um cenrio. Transmitir uma ideia; 3. Nos relatrios de monitoramento e mtricas no diferente Mostrar de que forma extrair insights de um monitoramento; Mostrar qual a percepo do consumidor acerca de um produto atravs da anlise de sentimento; Fazer o cliente entender por que o target reagiu bem ou mal a uma campanha; Medir os resultados de uma ao atravs de anlise de mtricas; Todo relatrio tem um ou mais objetivos Avaliar uma ao; Gerar compreenso; Apresentar um cenrio. Transmitir uma ideia; 4. 1 2 3 APESAR DE RELATRIOS SEREM ESSENCIAIS NO DIA A DIA DOS PROFISSIONAIS DE SOCIAL E DE CLIENTES, ELES COSTUMAM APRESENTAR ESSES OU OUTROS PROBLEMAS. 5. 2 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 FALTA DE CLAREZA GRFICOS REPLETOS DE DADOS, ALTOS E BAIXOS, MAS SEM OS PORQUS. 6. 2 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 FALTA DE CLAREZA GRFICOS REPLETOS DE DADOS, ALTOS E BAIXOS, MAS SEM OS PORQUS. Por que o pico X? Por que a queda Y? 7. 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 DESORGANIZAO NA DIAGRAMAO, NAS CORES, NA DATA VISUALIZAO. 2 8. 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 DESORGANIZAO NA DIAGRAMAO, NAS CORES, NA DATA VISUALIZAO. 2 Por que grfico em pizza? Uma tabela no melhora a data visualizao? 9. 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 CRESCIMENTO DE AUDINCIA Slide 1 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRS DE DADOS, SEM NENHUMA DINMICA QUE PRENDA A ATENO DO LEITOR. Exemplos de slides secos, nada dinmicos. 10. 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 Slide 2 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRS DE DADOS, SEM NENHUMA DINMICA QUE PRENDA A ATENO DO LEITOR. POSTS QUE MAIS REPERCUTIRAM Exemplos de slides secos, nada dinmicos. 11. 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 Slide 3 Exemplos de slides secos, nada dinmicos. NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRS DE DADOS, SEM NENHUMA DINMICA QUE PRENDA A ATENO DO LEITOR. ENGAJAMENTO MS A MS 12. 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRS DE DADOS, SEM NENHUMA DINMICA QUE PRENDA A ATENO DO LEITOR. Por que no diminuir a opacidade de alguns objetos para dar destaque a outros? ENGAJAMENTO MS A MS 13. PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS! 14. PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS! E UM BOM DRIBLE DEIXAR SOFTWARES DE STAND BY. 15. PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS! E UM BOM DRIBLE DEIXAR SOFTWARES DE STAND BY. Power Point Prezi Adobe InDesign Adobe Flash 16. E FOCAR NUMA COISA 17. PLANEJAMENTO E FOCAR NUMA COISA 18. PLANEJAMENTO E FOCAR NUMA COISA priscila marcenes Apresente ao cliente o escopo do relatrio para que ambos estejam alinhados. O que a agncia ir entregar o que o cliente quer receber. AD.DIALETO 19. PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPTULOS DO RELATRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPTULO 1 CAPTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATRIO, ELE TERIA 7 SLIDES. 20. PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPTULOS DO RELATRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPTULO 1 CAPTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATRIO, ELE TERIA 7 SLIDES. marina bonaf A partir do 30 slide, ningum mais presta ateno. Sei que s vezes so muitas informaes, mas ser que precisa? Releia o relatrio experimentando agrupar 3 a 4 slides em um s e veja se fica bom. 524 21. PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPTULOS DO RELATRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPTULO 1 CAPTULO 2 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATRIO, ELE TERIA 7 SLIDES. mariana oliveira Ter direcionamento claro: quem o pblico que ir consumir estas informaes? Relatrios para a alta gerncia, por exemplo, devem ser mais concisos e estratgicos; entregas para departamentos internos, como planejamento, podem contar com um nvel de detalhamento maior. OGILVYmarina bonaf A partir do 30 slide, ningum mais presta ateno. Sei que s vezes so muitas informaes, mas ser que precisa? Releia o relatrio experimentando agrupar 3 a 4 slides em um s e veja se fica bom. 524 1.2 22. PLANEJAMENTO 2 CAPTULO 1 CAPTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 D CORES DISTINTAS AOS DESDOBRAMENTOS. ISSO AJUDAR O LEITOR A IDENTIFICAR OS VRIOS CAPTULOS QUE VOC DEVE APRESENTAR. NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPTULOS DO RELATRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA 23. PLANEJAMENTO DE ROTEIRO A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVO 24. Aqui voc precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatrio PLANEJAMENTO DE ROTEIRO A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO 25. PLANEJAMENTO DE ROTEIRO A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui voc precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatrio Avaliar uma ao; Gerar compreenso; Apresentar um cenrio. Transmitir uma ideia; 26. mariana oliveira As consideraes no devem apenas reportar o que aconteceu, e sim levar a uma tomada de deciso. Pense em concluses diferentes para demandas e setores diferentes! OGILVY PLANEJAMENTO DE ROTEIRO A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui voc precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatrio Avaliar uma ao; Gerar compreenso; Apresentar um cenrio. Transmitir uma ideia; 27. mariana oliveira As consideraes no devem apenas reportar o que aconteceu, e sim levar a uma tomada de deciso. Pense em concluses diferentes para demandas e setores diferentes! OGILVY PLANEJAMENTO DE ROTEIRO A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui voc precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatrio Avaliar uma ao; Gerar compreenso; Apresentar um cenrio. Transmitir uma ideia; I A N b l a c k Independente do tamanho, relatrios precisam responder perguntas.Normalmente as perguntas no so feitas e o relatrio no serve pra nada. NEW VEGAS 28. fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO TODO RELATRIO PRECISA TER 29. fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO TODO RELATRIO PRECISA TER mariana oliveira Os relatrios devem contar histrias, com incio, meio e fim. De onde viemos, onde estamos e para onde vamos: a histria tem que ter sentido e ser orientada ao negcio do cliente e objetivos do relatrio. OGILVY 30. RELATRIOS DE MONITORAMENTO E MTRICAS SO COMO A EVOLUO DO CHARMANDER 31. RELATRIOS DE MONITORAMENTO E MTRICAS SO COMO A EVOLUO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENRIO (CHARMANDER) 32. RELATRIOS DE MONITORAMENTO E MTRICAS SO COMO A EVOLUO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENRIO (CHARMANDER), MOSTRAR A EVOLUO DELE (CHARMELEON) ATRAVS DOS DADOS 33. RELATRIOS DE MONITORAMENTO E MTRICAS SO COMO A EVOLUO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENRIO (CHARMANDER), MOSTRAR A EVOLUO DELE (CHARMELEON) ATRAVS DOS DADOS E DAR FORMA A RESPOSTA (CHARIZARD) DO OBJETIVO. 34. LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATRIO 35. LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATRIO 36. LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATRIO 37. CASES 38. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO O B S E R V A E S OS TRECHOS DOS RELATRIOS APRESENTADOS A PARTIR DO PRXIMO SLIDE NO FORAM CRIADOS PARA AS MARCAS CITADAS, MAS COLOCADOS APENAS PARA ILUSTRAR OS EXEMPLOS. TAMBM OPTEI POR UTILIZAR GRFICOS/ ANLISES REAIS, MAS COM PEQUENAS MODIFICAES. DESSA MANEIRA, MANTIVE O SIGILO DE INFORMAES DOS REAIS CLIENTES. A TIMELINE ABAIXO SER MANTIDA PARA QUE VOC SAIBA QUAL EXEMPLO EST SENDO EXIBIDO. 39. fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO Neste relatrio de monitoramento, foram utilizadas 4 cores distintas que se desmembraram da capa aos 4 captulos: metodologia, mercado, concorrncia e marca. 40. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO EXEMPLO DE INTRODUO monitoramentoR E L A T R I O D E S O C I A L I N T E L L I G E N C E 41. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO Incluindoospets. Diariamente,milharesde pessoasfalamsobreanimais nasmdiassociais. EXEMPLO DE INTRODUO 42. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO Incluindoospets. Diariamente,milharesde pessoasfalamsobreanimais nasmdiassociais. EXEMPLO DE INTRODUO 43. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO Masquaisplayers, produtos,servios, problemas,animais esentimentosso relacionadosaospets nasmdiassociais? EXEMPLO DE INTRODUO 44. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO metodologia mercado concorrncia marca NDICE EXEMPLO DE INTRODUO 45. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO EXEMPLO DE INTRODUO metodologia mercado concorrncia marca NDICE metodologia mercado concorrncia marca 4321 NDICE 46. fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO Os dois grficos/anlises dos prximos slides so informaes que estavam presentes nos captulos 2 (mercado) e 3 (concorrncia). No primeiro slide est um cruzamento de dados (problema VS animal) e nos ltimos esto concluses feitas sobre o que foi dito sobre os concorrentes da Pedigree. 47. CASES fimmeioincio OBJETIVOGRFICOS E ANLISESINTRODUO EXEMPLO DE grfico/anlise mercado PROBLEMA VS ANIMAL SENTIMENTO Das menes referentes a cachorro, o principal problema aferido foi carrapato. Se considerarmos as citaes em que ele aparece junto com pulga, no total ele foi citado em XX% das menes. Sarna, Leishmaniose e Pulga tambm obtiveram uma grande representatividade. Todas elas apresentaram valores muito prximos e, na maioria dos casos, so divulgaes de pessoas