Como Proceder para Preparar uma Solução

Click here to load reader

  • date post

    22-Dec-2014
  • Category

    Education

  • view

    363
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Como Proceder para Preparar uma Solução

Transcript of Como Proceder para Preparar uma Solução

  • 1. Como proceder para preparar uma soluo? FSICA E QUMICA A 10 ANO

2. 1. Problema a resolver 3. 2. Fundamentao Terica Em Qumica normal que a composio quantitativa (e, algumas vezes, qualitativa) de uma soluo aquosa j se apresente bem definida (segundo valores tabelados), fazendo com que seja poupado aos cientistas o trabalho de determinar da composio quantitativa das solues e de pr em prtica os mtodos de preparao de solues (aquosas). Atravs da realizao da atividade experimental em causa, exemplifica-se a aplicao dessas tcnicas para resolver o problema. Para a determinao da concentrao de uma soluo necessrio, antes de mais, conhecer com exatido a quantidade de soluto a utilizar o volume de soluo necessrio para preparar uma soluo aquosa desse soluto. De forma a obter um volume preciso, deve-se medir o volume da soluo com de um balo volumtrico cuja capacidade se adeque aos valores requeridos. A esmagadora maioria dos solutos slidos so medidos, num laboratrio de qumica, com recurso a balanas digitais, sendo que foi esse o processo mais prtico. 4. 2. Fundamentao Terica Os materiais utilizados na medio do volume das diferentes solues preparadas foram sempre bales volumtricos e copos de precipitao, sendo que a exceo foi na medio do volume da soluo concentrada, que se fez atravs de uma pipeta volumtrica. Aps a preparao das diferentes solues, estas foram sempre homogeneizadas de forma a obter melhores resultados aquando da determinao da composio quantitativa (concentrao e concentrao mssica) das mesmas. 5. 3. Protocolo Representao esquemtica do procedimento Adio do solvente (gua) Dissoluo Parte 1: Preparao de uma soluo a partir de um soluto slido Parte 2: Preparao diluda a partir de outra concentrada Diluio 6. 4. Material utilizado (1 Parte) 7. 4. Material utilizado (1 Parte) Papel de limpeza 1 copo de precipitao de 250 mL 1 balana digital (no representado na imagem) 1 esptula (no representado na imagem) 1 vareta de vidro 1 funil de vidro 1 esguicho com gua destilada 1 balo volumtrico de 250 mL 8. 5. Procedimento (1 Parte) Primeiro pesa-se, com a balana digital, 1,0 g do soluto slido, permanganato de potssio, colocando com o auxlio da esptula a quantidade de soluto correspondente num vidro de relgio. De seguida transfere-se o permanganato de potssio para um copo de precipitao de 250 mL e adiciona-se gua destilada com o esguicho at perfazer 100 mL de soluo. 9. 5. Procedimento (1 Parte) O passo seguinte dissolver completamente o permanganato e transferi-lo, para o balo volumtrico de 250 mL, com o auxlio de um funil e da vareta de vidro. As guas da lavagem do copo de precipitao, da vareta e do funil devem ser usadas para encher o balo volumtrico. Aps a lavagem do material e da transferncia das guas de lavagem para o balo volumtrico, enche-se- lho com gua destilada at ser atingida a marca dos 250 mL. Depois de tapar o balo volumtrico homogeneza-se a soluo. Antes de prosseguir para a 2 parte da atividade laboratorial, deve-se lavar todo o material e arrumar a bancada para a fase seguinte da experincia. 10. 6. Material utilizado (2 Parte) 1 esguicho com gua destilada 1 copo de precipitao de 250 mL 1 pompete 1 pipeta volumtrica de 5 mL (no representado na imagem) 11. 7. Procedimento (2 Parte) Depois de preparada a soluo concentrada de permanganato de potssio (1 parte da atividade experimental), transfere-se a mesma do balo volumtrico para o copo de precipitao de 250 mL. Aps ajustar-se a pompete pipeta volumtrica, mede-se 5 mL da soluo de permanganato de potssio, obtendo assim uma soluo de concentrao elevada. De seguida, esvazia-se a pipeta para dentro do balo volumtrico de 100 mL. 12. 7. Procedimento (2 parte) Tal como foi feito na preparao da soluo anterior, enche-se o balo volumtrico com gua destilada at ser atingida a marca dos 100 mL. Depois de tap-lo homogeneza-se a soluo, obtendo assim uma soluo mais diluda. Mais uma vez, e para finalizar, lava-se todo o material utilizado, limpam-se e arruma-se a bancada. 13. 8. Observaes Descrio qualitativa da soluo: Aspeto P de colorao roxa Antes de homogeneizar Depois de homogeneizar Soluo turva com partculas em suspenso Soluo homognea e com aspeto uniforme Aspeto Concentrada Diluda Soluo com cor mais escura (roxo escuro) Soluo com cor mais clara (roxo claro) 14. 9. Medies (1 Parte) 15. 9. Medies (2 parte) 16. 10. Concluses e crticas 17. 11. Bibliografia Magalhes, Jorge. (2007). Qumica A: Caderno de Actividades Laboratoriais. (1 edio).Carnaxide: Santillana-Constncia.