COMPORTAMENTO DOS MATERIAIS SOB CARREGAMENTO .iniciais (contração adicional em valor absoluto...

download COMPORTAMENTO DOS MATERIAIS SOB CARREGAMENTO .iniciais (contração adicional em valor absoluto igual

of 45

  • date post

    03-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of COMPORTAMENTO DOS MATERIAIS SOB CARREGAMENTO .iniciais (contração adicional em valor absoluto...

  • 16/03/2018

    1

    Universidade Federal do Par

    Curso de Especializao em Construo Naval

    Professor: Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Mdulo: Materiais Aplicados Indstria Naval

    PATRIOCNIOAPOIO PARCEIROSREALIZAO

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    COMPORTAMENTO DOS MATERIAIS SOB

    CARREGAMENTO E TEMPERATURAS ELEVADAS

  • 16/03/2018

    2

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Introduo

    Estudar os aspectos gerais da resposta de um slidosob a ao de um esforo mecnico externo.

    Sero discutidas as respostas no regime elstico eno regime plstico (cargas estticas), principalmentedos materiais metlicos, alm de algumascaractersticas especiais de outras classes demateriais.

    Tambm sero estudados os efeitos das taxas dedeformao e da temperatura sobre ocomportamento mecnicos dos materiais, sob osdiversos tipos de carga.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Carga esttica: quando aplicada de maneirasuficientemente lenta, induzindo a uma sucessode estados de equilbrio, caracterizando umprocesso quase-esttico.

    Estudo do comportamento mecnico sob cargasestticas: ensaios de trao, compresso, flexo,toro e dureza.

    Carga constante: quando aplicada durante umlongo perodo.

    Estudo do comportamento em carga constante:ensaio de fluncia.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

  • 16/03/2018

    3

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Ensaio de trao convencional

    Consiste na aplicao gradativa de carga detrao uniaxial nas extremidades de um corpo deprova padronizado.

    O resultado de um ensaio de trao registradona forma de um grfico ou diagramarelacionando a carga em funo do alongamento,mais comumente, a tenso em funo dadeformao, onde se distinguem doiscomportamentos, o regime elstico e o regimeplstico.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Ensaio de trao convencional

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

  • 16/03/2018

    4

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    Grande parte dos slidos apresentam umcomportamento elstico para baixos valores detenso aplicada:

    Ao se aplicar uma tenso no slido ele sedeformar; enquanto esse valor de tensopermanecer constante, a deformao tambmpermanecer constante; se a tenso aplicada forreduzida a zero, o slido retorna s suasdimenses originais.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico:

    O comportamento elstico se d em funo dasligaes entre as unidades formadoras domaterial, as quais no chegam a se romperquando da aplicao das baixas tenses.

    Os tomos se afastam das posies originaisquando submetidos carga, mas no ocupamnovas posies.

    A deformao elstica reversvel, portanto nodissipa energia.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

  • 16/03/2018

    5

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    Nesta fase, a grande maioria dos materiaisapresenta uma proporcionalidade entre a tensoaplicada e a deformao, dada pela relao:

    (E) Constante de proporcionalidade (mdulode elasticidade ou mdulo de Young): Forneceuma indicao da rigidez do material (resistnciado material deformao elstica) e dependefundamentalmente das foras de ligao.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    E

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    MaterialTemperatura de fuso

    (C)E

    (GPa)Chumbo (Pb)Magnsio (Mg)Alumnio (Al)Prata (Ag)Ouro (Au)Lato (Liga)Titnio (Ti)Cobre (Cu)Nquel (Ni)Ao (Liga)Ferro (Fe)Molibdnio (Mo)Tungstnio (W)Al2O3

    327650660962

    1064-

    166010851453

    -1538261034102020

    144569727997

    107110207207210304407379

    Mdulo de

    elasticidade para

    alguns metais

    temperatura

    ambiente (Adaptada

    de CALLISTER, 2012;

    ASKELAND & PHUL,

    2003).

  • 16/03/2018

    6

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico:

    Neste caso, o grfico da tenso em funo dadeformao resulta em uma relao linear - ainclinao (coeficiente angular) do segmentolinear no diagrama corresponde ao mdulo deelasticidade (E) do material (figura).

    Exemplo: O comportamento elstico de um ao edo alumnio temperatura de 20C (figura)mostra que o alumnio deforma elasticamentetrs vezes mais que o ao.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Diagrama esquemtico tenso-deformao correspondente

    deformao elstica para ciclos de carga e descarga.

    Comparao do comportamento elstico de

    um ao e do alumnio (Adaptada de ASKELAND &

    PHUL, 2003)

  • 16/03/2018

    7

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    Para alguns materiais, tais como o ferro fundidocinzento, o concreto e diversos polmeros, aregio elstica da curva tenso-deformao no linear.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Diagrama esquemtico tenso-deformao mostrando um comportamento elstico no-linear

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    A diferena na magnitude do mdulo deelasticidade dos metais, cermicas e polmeros consequncia dos diferentes tipos de ligaoatmica existentes nessas trs classes de materiais.

    Tenses compressivas, cisalhantes ou torcionaistambm induzem um comportamento elstico.

    Aumento da temperatura o mdulo deelasticidade tende a diminuir para praticamentetodos os materiais, exceto alguns elastmeros.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

  • 16/03/2018

    8

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento elstico

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Variao do mdulo de elasticidade com a temperatura de um PMMA -

    polimetilmetacrilato (CALLISTER, 2012)

    Variao do mdulo de elasticidade com a temperatura para alguns

    metais (CALLISTER, 2012)

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento viscoelstico

    Certos polmeros apresentam umcomportamento particular, chamado deviscoelstico.

    Considere um corpo de prova de comprimentoinicial Lo submetido a um esforo no instanteto.

    Inicialmente ele sofre uma deformaoinstantnea, puramente elstica el, que obedece lei de Hooke.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

  • 16/03/2018

    9

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes

    Ao de cargas estticas

    Comportamento viscoelstico

    Se o esforo mantido constante, uma deformaoviscoelstica ve aparece ao longo do tempo, e seestabiliza num tempo ta.

    A deformao total T igual soma das duasdeformaes el e ve.

    Essa deformao permanece constante, at que oesforo seja eliminado no instante tf.

    o corpo de prova sofre uma contrao elsticapraticamente instantnea, de valor absoluto igual ael.

    COMPORTAMENTO MECNICO DOS MATERIAIS

    Curso de Especializao em Construo NavalDisciplina - Prof.

    Curso de Especializao em Construo NavalMateriais Aplicados Indstria Naval Prof. Jorge Tefilo de Barros Lopes