Comportamento Organizacional 2

Click here to load reader

  • date post

    18-Nov-2014
  • Category

    Business

  • view

    3.735
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Estes slides apresentam alguns aspectos importantes sobre os fatores motivacionais, formação de grupos e liderança.

Transcript of Comportamento Organizacional 2

  • 1. Comportamento Organizacional Mdulo 2 (Fatores Motivacionais e Formao de Grupos) Sanmya F. Tajra [email protected] www.tajratecnologias.com.br
  • 2. O Que Motivao o resultado da interao do indivduo com a situao. A mudana na motivao causada pela situao.
  • 3. A motivao varia de tanto entre os indivduos como dentro de cada indivduo, dependendo da situao. A motivao o processo responsvel pela intensidade, direo e persistncia dos esforos de uma pessoa para o alcance de um determinada meta.
  • 4. Elementos-chave da Motivao Intensidade DireoPersistncia
  • 5. Teoria da Hierarquia das Necessidades (Abraham Maslow) Auto-realizao Fisiolgicas Segurana Sociais Estima Necessidades de nvel baixo: necessidades fisiolgicas e de segurana. Necessidades de nvel alto: necessidades sociais, estima e auto-realizao
  • 6. Fisiolgicas Fome, sede, abrigo, sexo, necessidades corporais Segurana Segurana contra danos fsicos e emocionais Sociais Afeio, aceitao, amizade e sensaes de pertencer a grupos Estima Respeito prprio, realizao, autonomia, status, reconhecimento Auto-realizao Inteno de tornar-se tudo aquilo que a pessoa capaz de ser crescimento, autodesenvolvimento Teoria da Hierarquia das Necessidades (Abraham Maslow)
  • 7. Teoria X e Y (Douglas McGregor) Teoria X A premissa que os funcionrios no gostam de trabalhar, so preguiosos, evitam a responsabilidade e precisam ser coagidos para mostrar desempenho Teoria Y A premissa que os funcionrios gostam de trabalhar, so criativos, buscam responsabilidades e podem demonstrar auto-orientao.
  • 8. Teoria dos Dois Fatores Higinicos Polticas e administrao da empresa Superviso Relacionamento com o supervisor/ subordinado Status Segurana Salrio Motivacionais Realizao Reconhecimento O trabalho em si Responsabilidade Progresso Crescimento Fatores que contribuio para a insatisfao com o trabalho Fatores que contribuio para a satisfao com o trabalho
  • 9. Teoria ERG (Clayton Alderfer) Tem como referncia a teoria de Maslow. Teoria ERG Existncia Requisitos materiais bsicos Relacionamento Desejo de manter importantes relacionamentos Crescimento Desejo intrnseco de desenvolvimento pessoal Mais de uma necessidade Podem estar ativas ao Mesmo tempo Se uma necessidade de nvel alto For reprimida, o desejo De satisfazer outra de nvel Mais baixo aumentar
  • 10. Teoria das Necessidades (Mcclelland) Realizao Poder Associao Busca de excelncia, de se realizar em relao a determinados padres, de lutar pelo sucesso Necessidade de fazer outras pessoas se comportarem de uma maneira que no o fariam naturalmente. Desejo de relacionamentos interpessoais prximos e amigveis
  • 11. Realizadores e Seu Trabalho Grandes realizadores Preferem trabalhos Que ofeream Responsabilidade pessoal Feedback Riscos moderados
  • 12. Teoria da Avaliao As motivaes intrnsecas (realizao, responsabilidade e competncia) so independentes dos motivadores extrnsecos (alta remunerao, promoes, boas relaes com a superviso e condies agradveis de trabalho).
  • 13. Teoria da Fixao de Objetivos Maior fonte de motivao: inteno de lutar por um objetivo. Objetivos especficos melhoram o desempenho Objetivos difceis, quando aceitos, melhoram mais o desempenho do que aqueles mais fceis O feedback tambm conduz a melhores desempenhosAuto-eficcia: convico individual de que se capaz de realizar determinada tarefa
  • 14. Teoria do Reforo O comportamento como causa do ambiente. O que controla o comportamento so os reforos qualquer conseqncia que, quando segue imediatamente uma resposta, aumenta a probabilidade de que aquele comportamento se repita. Essa teoria ignora as condies internas do indivduo.
  • 15. Teoria da Equidade Os funcionrios fazem comparaes entre o seu trabalho e dos outros. Quando esta comparao traz a percepo de que estas relaes so iguais, dizemos que existe um estado de equidade. O comportamento de cidadania organizacional significativamente influenciado pela percepo de justia.
  • 16. Teoria da Expectativa A fora da tendncia para agir de determinada maneira depende da fora da expectativa de que a ao trar certo resultado, e da atrao que este resultado exerce sobre o indivduo. Esforo Individual Desempenho Individual Recompensas Organizacionais Metas Pessoais
  • 17. Dimenses do Desempenho Capacidade OportunidadeMotivao Desempenho
  • 18. Fundamentos do Comportamento de Grupo Grupo: dois ou mais indivduos, interdependentes e interativos, que se juntam visando obteno de um determinado objetivo.
  • 19. Tipos de Grupos Grupos formais Definidos pela estrutura da organizao Grupos informais Alianas que no so estruturadas formalmente pela organizao Grupo de comando Determinado pelo organograma Grupo de tarefa So formados por pessoas que se juntam para executar determinada tarefa (definido pela organizao) Grupo de interesse As pessoas se juntam para atingir um determinado objetivo comum Grupos de amizade Extrapolam o ambiente de trabalho
  • 20. Estgios de Desenvolvimento do Grupo Estgio I Formao Estgio II Tormenta Estgio III Normalizao Estgio IV Desempenho Estgio V Interrupo Grandes incertezas Conflitos entre os membros Relacionamentos prximos e coesos Funcional Preocupao com a concluso das atividades, mais do que com o desempenho da tarefa
  • 21. Tcnica analtica para o estudo das interaes grupais Redes sociais Ligaes entre um determinado conjunto de indivduos Conglomerados Grupos existentes dentro das redes sociais Conglomerados prescritos Grupos formais Conglomerados emergentes Grupos informais Coalizes Conglomerados de indivduos que se unem temporariamente Sociometria
  • 22. Palavras-Chaves Panelinhas Grupos relativamente permanentes que envolvem amizades Estrelas Indivduos com maior nmero de ligaes dentro da rede Ligaes Indivduos que fazem a conexo entre dois ou mais conglomerados, sem serem membros de qualquer um deles Pontes Indivduos que servem de elemento de ligao ao pertencer a dois ou mais conglomerados Isolados Indivduos que no esto conectados rede social
  • 23. Variveis que afetam o comportamento dos grupos no trabalho Tamanho do Grupo Presses Internas Nvel do Conflito Habilidades dos Membros
  • 24. Variveis que afetam o nvel potencial dos grupos no trabalho Conhecimento Capacidades Caractersticas de Personalidade Habilidades
  • 25. Variveis Estruturais de um Grupo Liderana Formal Normas Papis Status do Grupo Tamanho Composio Grau de coeso
  • 26. Liderana Formal identificado por ttulos como gerente de unidade ou departamento, supervisor, lder de projeto.
  • 27. Papel Conjunto de padres comportamentais esperados e atribudos a algum que ocupa determinada posio em uma unidade social Identidade do papel Atitudes consistentes com um papel Percepo do papel Viso que temos sobre como devemos agir Expectativas do papel Forma como os outros acreditam que devemos agir Conflitos de papis Situao em que uma pessoa confrontada por diferentes expectativas associadas aos seus papis Papis
  • 28. Padres aceitveis de comportamento que so compartilhados por todos os membros do grupo. Normas
  • 29. O que faz uma norma ser mais importante? 1. Se ela facilitar a sobrevivncia do grupo 2. Se ela aumenta a previsibilidade do comportamento de seus membros 3. Se ela reduzir problemas interpessoais embaraosos 4. Se ela permitir que os membros expressem os valores centrais do grupo e esclaream o que diferenciado sobre a identidade
  • 30. Voc deseja a aceitao do grupo? Conformidade(ajus