Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA .Realizado diagnóstico de aspergilose pulmonar

download Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA .Realizado diagnóstico de aspergilose pulmonar

of 14

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA .Realizado diagnóstico de aspergilose pulmonar

  • Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA 1

    1 - Homem de 58 anos com diagnstico de cirrose heptica de etiologia alcolica e abstmio h cinco anos vem encaminhado para avaliao de tratamento de dislipidemia. O laboratrio revela:

    Glicemia jejum: 96 mg/dL (VR: 75-110 mg/dL); CPK: 290 mg/dL (VR: 1900 U/L );

    HDL: 38 mg/dL (Normal>35 ), LDL: 200 mg/dL (VR

  • Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA 2

    5 - Paciente de 23 anos vem ao consultrio referindo diarria aquosa h 5 dias associado a febre e dor abdominal em clica. Refere em torno de 10 evacuaes dirias sem restos alimentares, sangue ou muco. Foi ao PS por duas ocasies onde recebeu sintomtico e hidratao com melhora momentnea do quadro. Ao exame est com 39C, Pulso=100 bpm, FR=16 ipm, PA=110/70 mmHg, com dor abdominal difusa e timpanismo na propedutica abdominal. Me refere que a paciente fez uso por conta prpria de amoxicilina por 5 dias h 2 semanas por quadro de dor de garganta. Sobre o caso, podemos afirmar que: 1) Representa uma importante causa de morbimortalidade entre idosos internados. 2) Paciente deve ser orientado a manter hidratao via oral e o uso de sintomticos j que se

    trata de um quadro de provvel etiologia viral. 3) A retossigmoidoscopia no tem utilidade diagnstica. 4) causado por uma bactria aerbio comensal do intestino. 5) Assim como na diarria osmtica, ocorre presena de leuccitos nas fezes. 6- Paciente de 22 anos, previamente hgido refere h 45 dias dispnia aos esforos, edema de membros inferiores, palidez cutnea e trs episdios de epistaxe com resoluo espontnea. Traz hemograma que mostra Hb: 6,1 g/dL, leuccitos: 1.400/mm3 e plaquetas: 22.000/mm3. Foi complementada a investigao laboratorial com os seguintes exames: sorologias de HIV, hepatites virais, Epstein-Barr, CMV e Parvovrus B19 negativas. A bipsia de medula ssea mostra medula com tecido adiposo e menos de 30% ocupado por clulas. Sobre o provvel diagnstico, NO podemos afirmar: 1) Drogas como cloranfenicol, carbamazepina, fenitona, salicilatos e iECA podem justificar o

    quadro. 2) Se este paciente tiver doador HLA compatvel, o tratamento de escolha o transplante de

    medula ssea. 3) A presena de hepatoesplenomegalia um achado comum. 4) Outros diagnsticos diferenciais incluem deficincia de vitamina B12, deficincia de cido

    flico e hemoglobinria paroxstica noturna. 5) A presena de atipias celulares sugere o diagnstico de mielodisplasia com medula

    hipocelular. 7 Paciente de 56 anos, diabtico, em tratamento de linfoma difuso de grandes clulas B com esquema quimioterpico que inclui prednisona 1mg/kg internado para investigao de dispnia associada broncoespasmo refratrio. Realizado diagnstico de aspergilose pulmonar e iniciado tratamento com anfotericina B. Apresentou descompensao glicmica e foi necessrio o uso de insulina. Clinicamente, o paciente apresentava-se dispneico pelo broncoespasmo apesar do tratamento especfico que incluia fenoterol. Nos exames laboratoriais apresentava: Hb: 11 g/dL, Leuccitos: 16.000/mm3, plaquetas: 230.000/mm3, Na+: 139 mEq/L, K: 2,2 mEq/L e gasometria arterial com pH: 7,50, pCO2: 22 mmHg, pO2: 72 mmHg, Bic de Na

    + : 18 mEq/L e Sat O2: 94%. Dentro do caso clnico apresentado, quantos motivos esto envolvidos na hipocalemia do paciente? 1) Dois. 2) Trs. 3) Quatro. 4) Cinco. 5) Seis. 8 - Paciente de 21 anos levado ao clnico pelos pais por quadro de palpitaes, tremores, sudorese e fome quando mantm jejum prolongado. Os sintomas desaparecem ao ingerir alimentos. Certa vez apresentou quadro confusional associado a esses sintomas sendo levado ao Pronto Socorro. A glicemia era de 50 mg/dL. Paciente foi internado para investigao sendo realizados exames durante jejum prolongado que demonstraram: glicemia: 43 mg/dL, insulinemia: 10 uIU/ml (VR: 2,60 a 11,10), peptdeo C: 0,2 ng/mL (VR :1,1 a 3,5) e pr-insulina: 1 pmol/dL (VR:4,9 a 10,9). Frente ao quadro clnico e aos exames, o provvel diagnstico : 1) Normalidade. 2) Hipoglicemia factcia por insulina exgena. 3) Insulinoma. 4) Hipoglicemia factcia por sulfonilurias. 5) Nesidioblastose.

  • Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA 3

    9 - Mulher, 76 anos, com histria de fibrilao atrial persistente, hipertenso arterial sistmica e diabetes melitus. Na consulta de rotina apresenta-se assintomtica, em uso de verapamil 240mg/dia. O exame fsico mostra ritmo cardaco irregular, PA: 130/80mmHg e FC: 90 bpm. O Ecocardiograma recente revela trio esquerdo de 45 mm, frao de ejeo de 0,70 e hipertrofia ventricular esquerda. Em relao ao risco de embolia nesta paciente, assinale a alternativa correta: 1) No h necessidade de tratamento de manuteno especfico. 2) Deve-se realizar ecocardiograma transesofgico para decidir entre antiadesivo plaquetrio e

    anticoagulao plena. 3) Deve-se iniciar dose diria de 100 mg de cido acetilsaliclico. 4) Deve-se associar cido acetilsaliclico anticoagulao com INR entre 1,5 e 2,0. 5) Deve-se iniciar anticoagulao plena com INR entre 2 e 3. 10 - Sobre o padro das artrites NO podemos afirmar: 1) A artrite reativa comumente se manifesta de forma oligoarticular, assimtrica e de membros

    inferiores. 2) A artrite da febre reumtica manifesta-se de forma assimtrica, migratria, de grandes

    articulaes e com acometimento preferencial de membros inferiores. 3) Artrite sptica, artrite relacionada a depsitos de cristais e as artrites relacionadas a traumas

    so as principais causas de monoartrites . 4) A artrite lpica tende a ser simtrica, migratria, com acometimento de pequenas

    articulaes, especialmente as das mos e associada a deformidades articulares. 5) A artrite reumatide caracteriza-se por poliartrite perifrica, simtrica e associada a

    deformidades articulares.

    11 - Paciente de 22 anos, jogador profissional de futebol com queixas recorrentes de palpitaes taquicrdicas h 10 anos. Durante o treino apresentou mal estar geral associado a palpitaes. Foi levado para o pronto socorro mais prximo e avaliado pelo clnico geral. Ao exame: consciente, taquicrdico, PA: 110/60mmHg. Realizado ECG (abaixo). Qual a conduta mais adequada para esse caso?

    1) Massagem do seio carotdeo e na ausncia de resposta, adenosina 6 mg endovenosa em

    bolus. 2) Cardioverso eltrica sincronizada. 3) Amiodarona endovenosa. 4) Controle da frequncia ventricular com diltiazem e prescrio de AAS 325mg/dia. 5) Solicitar estudo eletrofisiolgico em carter de urgncia.

  • Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA 4

    12- Aps conduta adotada no pronto socorro o paciente da questo anterior (11) foi encaminhado ao cardiologista com o seguinte ECG. Encontra-se muito ansioso, pois deseja retornar s suas atividades profissionais.

    Sobre o caso, correto afirmar: 1) O paciente deve ser afastado do esporte e deve ser solicitado estudo eletrofisiolgico, pois o

    eletrocardiograma sugere sndrome de pr-excitao ventricular. 2) Na ausncia de cardiopatia estrutural, as alteraes do ritmo apresentadas so benignas. No

    necessita de tratamento e o indivduo pode ser liberado para prtica esportiva. 3) O paciente no precisa ser afastado do esporte e deve-se iniciar tratamento com propranolol

    VO, devido possibilidade de taquicardia ventricular polimrfica catecolaminrgica. 4) O paciente deve ser afastado do esporte at que seja realizado implante de cardiodesfibrilador

    implantvel. 5) Deve-se afastar o paciente das atividades esportivas devido necessidade de anticoagulao

    oral crnica. 13 - Paciente de 79 anos, hipertensa h 20 anos, em uso de captopril 150mg/dia, hidroclorotiazida 25mg/dia e propranolol 160mg/dia. Faz revises semestrais de rotina. Vem ao consultrio mdico negando qualquer queixa especfica e trazendo exames solicitados na ltima consulta, incluindo o seguinte ECG:

    Dentre as alternativas abaixo, qual a melhor conduta? 1) Observao clnica e repetio de exames em seis meses. 2) Internao para investigao de sndrome coronariana aguda. 3) Internao para implante de marcapasso definitivo. 4) Internao, suspenso do propranolol e investigao etiolgica. 5) Internao e prescrio de amiodarona por via oral.

  • Concurso RM ISCMSP 2013 ACESSO B - CLINICA MEDICA 5

    14 - Quais as principais etiologias desse distrbio de conduo da questo anterior (13), excluindo-se as causas exgenas? 1) Drogas e sndromes disautonmicas. 2) Isquemia e colagenose. 3) Senilidade e doena de Chagas. 4) Hipotireoidismo e apnia obstrutiva do sono. 5) Complicaes de cirurgia cardaca. 15 Mulher de 20 anos vem ao consultrio referindo cianose em mos h 1 ano. Refere que h 3 meses iniciou quadro de edema e hiperemia das articulaes das mos associado a fraqueza muscular, disfagia e dispnia aos esforos. Laboratorialmente apresenta anti RNP 1:1000. Das alternativas abaixo, qual a INCORRETA diante da principal hiptese diagnstica? 1) Espera-se a positividade do FAN e anti-Jo-1. 2) A capilaroscopia evidencia microangiopatia na maioria dos pacientes. 3) O Ecocardiograma o exame inicial para avaliar o acometimento pulmonar, que representa a

    principal causa de morte nesses pacientes. 4) A eletroneuromiografia mostra miopatia inflamatria proximal. 5) O envolvimento dos rins incomum e quando ocorre no costuma ser grave. 16 - Paciente de 80 anos procura atendimento por quadro de sndrome consuptiva h seis meses associada a dor abdominal e alterao do hbito intestinal. Traz exame externo evidenciando mltiplas leses hepticas de provvel etiologia metasttica. internado para realizar colonoscopia e tomografia de abdome com contraste para diagnstico e estadiamento. Durante preparo colnic