Criança, Consumo e mídias: A importância da desaceleração.· As crianças são o prefácio para

download Criança, Consumo e mídias: A importância da desaceleração.· As crianças são o prefácio para

of 61

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Criança, Consumo e mídias: A importância da desaceleração.· As crianças são o prefácio para

  • Criana, Consumo e mdias: A importncia da desacelerao. Lais Fontenelle Pereira

    Mestre em psicologia Clnica, especialista no tema criana, consumo e mdias, autora de livros infantis e uma ativista pelos direitos das crianas. Consultora do Instituto Alana

  • Misso: Honrar a criana

    Sobre o Instituto Alana

  • www.criancaeconsumo.org.br

  • Que Infncia estamos construindo?

    As crianas so o prefcio

    para um mundo mais tico e

    sustentvel e tm nas mos o

    poder de reinventar as

    relaes.

    Tudo depende da forma como

    as olhamos e educamos.

    Foto: Andr Moura

  • Sobre o nascimento

    Nascer um presente para as famlias. Walter de Jesus, 10 anos Livro casa das Estrelas

    um momento que temos quando

    estamos pequenos. Wilson taborda, 11 anos no Livro casa das Estrelas

    Foto: Andr Moura

    Uma Criana nasceu e o mundo tornou

    a comear.

    Guimares Rosa

  • Sobre Pais, Filhos e a Relao

    Me a pele da gente.

    Ana Hurtado, 5 anos no livro Casa das Estrelas

    Pai uma pessoa muito especial porque

    tinha a gente no corao enquanto a

    gente estava na barriga.

    Luisa Borrero, 9 anos no livro Casa das estrelas

    Obra: Gustav Klimt. As trs idades da mulher

  • Sobre Famlias

    Famlia um encontro de toda vida

    Jorge Ivan Soto, 8 anos no livro Casa das Estrelas

    Famlia um lugar onde tem muita

    discusso e se amam.

    Alessandra Giralda, 10 anos no livro Casa das estrelas

    Foto: Clarice, 3 anos.

  • Sobre a Infncia, a Escola e o Brincar

    Infncia: do latim infale, aquele que

    no fala

    Escola: do latim schola, lazer

    Educar: do latim educare, conduzir

    para fora

    Brincar: do latim vinculum, lao ou

    unio

    Desde muito pequeno tive que interromper minha

    educao para ir a escola. George Bernard Shaw um

    dos fundadores da London School of Economics

  • Nas cidade as crianas encontram seus pares e a alteridade formando assim numa identidade a partir do encontro.

    Nas cidades as crianas so capazes de experimentar e de se aproximar dos conflitos e das contradies sociais , econmicas e polticas essenciais para a formao de um cidado.

    Nas cidades as crianas aprendem sobre signos, cdigos sociais e culturais que s podem ser experimentados ali.

    Na cidades as crianas se emancipam e entendem o real significado de democracia.

    A rua deve ser sim lugar de crianas

    Sobre as Cidades

    Foto: Joo Lacerda

  • Sobre o Tempo e a Desacelerao

    O tempo a vida.

    Alessandro Surez, 6 anos no livro Casa das estrelas

    Tempo algo que corre em ns

    Roger Jesus Valncia, 9 anos no livro Casa das Estrelas

    Tempo esperar os outros

    Yenny Andrea Ramirs, 6 anos no livro Casa das estrelas

    Foto: Andr Moura

  • Sobre a Natureza e a Conexo

    `rvore: O que me d a respirao

    Yamile Gaviria,7 anos no livro Casa das estrelas

    Natureza : No andei por l.

    Yeizon Prez, 6 anosno livro Casa das Estrelas

    Foto: Andr Moura

  • Sobre as Crianas

    So heternomas e atuam no mundo de

    forma concreta

    Veem o mundo de forma ldica

    misturando fantasia com realidade at

    mais ou menos 8 anos

    Aprendem com exemplos e atravs de

    estmulos

    A capacidade crtica e de abstrao de

    pensamento s se forma totalmente por

    volta dos 12 anos

    Se socializam no brincar criativo

    Foto: Renata Ursaia

  • Sobre Crianas e sua Expresso

    A criana antes de ser intelecto

    estmulo e sensao.

    O Brincar o fazer e ser das crianas. A

    porta de entrada para o livre exerccio da

    criatividade. a linguagem do

    conhecimento

    As brincadeiras da cultura infantil so a

    forma viva de uma inteligncia do corpo

    que antecede o pensamento.

  • Sobre Crianas e seu tempo

    Sono

    Alimentao

    Rotina

    Agenda

    Ateno

    Tempo ser criana

    Foto: Andr Moura

  • Sobre a necessidade de desacelerao

    A importncia de se desconectar para

    uma conexo real com o que importa

    Online X Offline

    Importncia da contemplao

    Meditao para elaborao

    cio criativo

    Silncio

    Foto: Andr Moura

  • Conceito de Infncia hoje em dia

    A prensa tipogrfica criou o conceito de infncia e a mdia eletrnica o fez desaparecer

    Neil Postman

  • Universo Adulto X Universo Infantil

  • Universo Adulto X Universo Infantil

    Pasolini e o dilogo com Genariello

    o mbito da linguagem das coisas, nos diz Pasolini se dirigindo ao jovem Gennariello, um verdadeiro abismo que nos separa: ou seja, um dos mais profundos saltos de gerao que a histria possa recordar. Aquilo que as coisas com a sua linguagem me ensinaram absolutamente diferente daquilo que as coisas com sua linguagem ensinaram a voc. No mudou, porm, a linguagem das coisas, caro Gennariello: so as prprias coisas que mudaram. E mudaram de maneira radical.

    Pier Paolo Pasolini, Jovens Infelizes

  • Mercantilizao da Infncia

    Foto: Renata Ursaia

    Diminuio de espaos pblicos

    devido a violncia urbana

    confinaram crianas em espaos

    privados

    Mes com dupla jornada de

    trabalho

    Publicidade 360 graus

  • Tercerizao da Infncia

    Foto: Renata Ursaia

  • A Criana e a relao com as telas

    Academia Americana de Pediatria: recomenda que crianas com menos

    de dois anos no sejam expostas a telas. Fator importante para tirar tempo

    de atividades no mundo real, como brincadeiras criativas e relacionamento

    ao vivo com adultos, comprovadamente importantes para o aprendizado

    infantil.

  • As mdias como educao informal

  • As Mdias como Educao Informal

    5h 35m o tempo mdio dirio que a criana brasileira assiste TV.

    Fonte: Painel Nacional de Televisores (IBOPE/2015) crianas entre 4 e 11 anos, classe ABC.

    X

    3h15m Tempo Mdio Dirio de Permanncia na Escola: 0 a 17 anos

    Fonte: FGV Centro de Polticas Sociais: TEP Tempo de Pemanncia na Escola / populao brasileira em 2006. http://www3.fgv.br/ibrecps/rede/tpe/

  • As Mdias como Educao Informal

    86% das crianas brasileiras acessam a

    internet 3 vezes ou mais por semana

    Nos lares com filhos, cerca de 60% das

    crianas ou jovens possuem celular prprio

    *

    25% das crianas de 9 anos j possuem

    celular **

    81% das crianas brasileiras utilizam o

    celular 3 ou mais vezes por semana ***

    Fonte:

    * Levantamento Acision/Teleco,2010

    ** Pesquisa entrevistou 2500 crianas em todo o pas

    sobre o uso de tecnologias de informao. Comit Gestor

    de Internet no Brasil CGI.br/Ipsos, 2010

  • As Redes Sociais e os limites entre pblico e privado...

    O que curtimos e compartilhamos hoje?

    Crianas nativas digitais no esto

    preparadas para os contedos

    compartilhados na web

    Questes da superexposio de crianas:

    Limites entre pblico e privado

    CYBERBULLING

    OVERSHARENTING

    A febre dos YOUTUBERS

    Grupos insones de WHATSSUP

  • A Cultura do Consumo

    Nos diz que consumir hoje construir um lugar

    social.

    Faz com que os objetos funcionam como

    ingressos sociais

    Fomenta relaes pessoais mediadas por bens

    de consumo

    Nos diz que para ser preciso ter

    Foto: Renata Ursaia

  • Publicidade dirigida s crianas

    Fatores que mais influenciam o consumo de produtos

    infantis em geral:

    1) Publicidade na TV

    2) Personagem Famoso

    3) Embalagens

    Fonte: Pesquisa Interscience, outubro de 2003

  • Na televiso

  • Em outdoors

    Outdoor veiculado na cidade de Londrina (PR) - divulgao da coleo de inverno

    2008 Lilica Ripilica/Marisol

  • Nas embalagens

  • Nos Websites

    Aes na Internet: Colgate

    2012

    Teacup Piggies 2013 (site internet)

  • Na Mdia Impressa

    Revista Recreio, Editora Abril, Maio/2012

    Gibi A Turma da Mnica - "Amiguinhos Vedacit Pais de Casco o levam para visitar os avs em um dia chuvoso. E qual no a surpresa dele ao chegar e perceber que a chuva continua dentro da casa. (http://www.vedacit.com.br/infoteca/biblioteca/1190-campanhas)

  • Nos Pontos de Venda

    China In Box fev/2013

  • Nas escolas

    Aes em escola: Mc Donalds e Tang

  • Merchandising

  • Crianas como promotoras de vendas

    As crianas participam do processo decisrio de 80% das compras da casa

    Fonte: Pesquisa Interscience, outubro de 2003

  • Crianas como promotoras de vendas

  • Consequncias da Publicidade Dirigida s crianas

    70% das crianas de 3 anos reconhecem o smbolo do

    McDonalds, mas apenas metade sabe seu sobrenome.

    Bastam 30 segundos para uma marca de alimentos

    influenciar uma criana.

    Fontes: Commercialisation of Childhood - Compass, Reino Unido, dezembro de 2006

    Associao Diettica Norte Americana - Borzekowiski / Robinson

  • Consequncias da Publicidade dirigida s crianas

    Consumismo

    Formao de valores materialistas

    Obesidade e sobrepeso

    Distrbios alimentares (bulimia, anorexia)

    Erotizao precoce

    Estresse familiar

    Diminuio de brincadeiras criativas

    V