Curso Online SEFIP

of 13 /13

Embed Size (px)

description

Acesse o curso completo em nosso site:http://www.tudoemmaos.com.br/2013/07/curso-sefip.html I - DO OBJETIVO DO TREINAMENTO ONLINE Demonstrar de forma clara e objetiva as regras que envolvem a implantação do SEFIP, a fim de evitar que os contratantes (empresas e empregadores) sofram autuações por parte do fisco. Além de tratar dos aspectos gerais que envolvem todas rotinas obrigatórias das Empresas. O curso analisa passo-a-passo, linha por linha, possibilitando maior compreensão sobre o tema pelo profissional. II - A QUEM SE DESTINA Empresários, Profissionais de Recursos Humanos, Contabilidade, Administração, Departamento Pessoal, Financeiro e Fiscal, Gerentes, Analistas, Assistentes e Auxiliares, Advogados, Juízes do Trabalho e Federal, Empregadores Domésticos, dentre outros. III - FORMA DE REALIZAÇÃO DO CURSO ONLINE Após efetuado o pagamento da matrícula, você receberá uma comunicação no e-mail cadastrado no ato do pagamento com os dados para acesso à todo o curso online. IV - CERTIFICADO DO CURSO Você receberá o seu certificado de habilitação profissional - CHP, com reconhecimento legal do MEC e ABED via e-mail para impressão após ter acesso ao treinamento. V - CARGA HORÁRIA DO TREINAMENTO O treinamento possui em certificação uma carga de tempo para conclusão de 80 horas com os demais créditos de qualificação profissional.

Transcript of Curso Online SEFIP

  • 1. Objetivos desta exposio:Minimizar as dificuldades encontradas por parte dos Profissionais de vrios setores que necessitem deste conhecimento, no cumprimento da Lei n. 9.528, de 10 de dezembro de 1997, que instituiu a obrigatoriedade dos empregadores prestarem informaes Previdncia Social, criando para isto, a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Servio e Informaes Previdncia Social - GFIP, com vistas alimentao do Cadastro Nacional de Informaes Sociais CNIS.

2. O QUE GFIP? um conjunto de informaes para o INSS, relativas aos valores pagos, retidos e recolhidos pela empresa, atribudos aos trabalhadores que lhe prestaram servios no ms. 3. PORQUE FAZER A GFIP? Porqu a GPS no identifica e no discrimina os nomes e valores dos salrios dos trabalhadores. J atravs da GFIP, o INSS tem de forma precisa, o registro de seus segurados, e passa a saber onde trabalham e quanto ganham.Conhecendo e acompanhando a vida laboral dos segurados; torna possvel ao INSS: Controlar a concesso de benefcios; Desobrigar, gradativamente, o segurado do nus da prova; Facilitar a concesso de benefcios especiais; Fornecer ao segurado extrato de suas contribuies; 4. LEGISLAO ESPECFICA A RESOLUO INSS n 19, de 29 de fevereiro de 2000, CONSIDERANDO o que estabelece a Lei n 8.212 de 24 de julho de 1991, que dispe sobre o Custeio da Seguridade Social, e alteraes posteriores; Lei n 9.528, de 10 de dezembro de 1997, institui a GFIP. Decreto n 3.048, de 06 Regulamenta a Previdncia Social.demaiode1999,quePortaria Interministerial n 326, de 19 de janeiro de 2000; estabeleceu a entrega da GFIP em meio eletrnico. Circular CAIXA n. 321, de 20/05/2004. Portaria Interministerial MPS/TEM n227, de 25/02/2005. 5. QUEM EST OBRIGADO A RECOLHER E INFORMAR? Todas as empresas cujos nmeros de inscrio (CGC, CNPJ e CEI) no estejam devidamente encerrados junto ao INSS. pessoas fsicas e jurdicas, produtor rural e contribuinte individual com segurados que lhe tenham prestado servio, tero que apresentar GFIP. As empresas esto obrigadas entrega da GFIP ainda que no haja recolhimento para o FGTS, caso em que esta GFIP ser declaratria, contendo todas as informaes cadastrais e financeiras da empresa e dos prestadores de servio, para conhecimento Previdncia Social. Do mesmo modo, quando no houver recolhimento ao FGTS nem informaes Previdncia Social, a empresa dever emitir uma GFIP apenas com seus dados cadastrais e financeiros, contudo sem informao de prestadores de servio, ficando dispensada a entrega da GFIP referente s competncias subseqentes, enquanto no houver pagamento de servios prestados, e at que haja novo recolhimento ao FGTS e/ou fato gerador de contribuio previdenciria. 6. NESTA 1 TELA DO CONECTIVIDADE, OPERAES COM SEFIP EST SELECIONADO, ENTO BASTA DAR ENTER. 7. TELA INICIAL, E S CLICAR EM PRXIMO. 8. EXEMPLO DE CADASTRO DO RESPONSVEL,DEPOIS DE PREENCHIDO CLICAR EM FINALIZAR. 9. APARNCIA APS FINALIZAR CADASTRO DE RESPONSVEL, EM SEGUIDA, CLICAR EM NOVA EMPRESA 10. NAPRXIMA TELA TEREMOS QUECADASTRAR A NOSSA EMPRESA. Nesta tela, alm da razo social e logradouro, informaremos o CNAE FISCAL, que o cdigo de Classificao Nacional de Atividades Econmicas Fiscal, institudo p/IBGE p/ Resoluo CONCLA n 06/02, de 09/06/2002 (DOU de 10.10.02) e alteraes CONCLA n. 01/03, de 17/02/2003 (DOU de 21.02.03), que no nosso caso 8032200, bem como, cdigo FPAS (Fundo de Previdncia e Assistncia Social), cdigo referente atividade econmica principal do empregador/contribuinte, que identifica as contribuies ao FPAS, no nosso caso 582, vejamos ento como fica. 11. CLICANDO NA EMPRESA CADASTRADA, OBTEMOS A OPORTUNIDADE DE CADASTRAR OS TRABALHADORES COMO DEMONSTRA A TELA ABAIXO