Curta a nossa Fan Page https:/ ... ?cia---edição-84... · ... 27636/RJ FENAJ A Coordenadoria...

download Curta a nossa Fan Page https:/ ... ?cia---edição-84... · ... 27636/RJ FENAJ A Coordenadoria Municipal…

of 16

  • date post

    21-Jan-2019
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Curta a nossa Fan Page https:/ ... ?cia---edição-84... · ... 27636/RJ FENAJ A Coordenadoria...

Ano VI - Edio 84

A Informao em 1o lugar

Distribuio GratutaFevereiro de 2018

Curta a nossa Fan Page https:/www.facebook.com/jornalatualnoticia - Site: atualnoticia.com.br

A Cmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Nite-ri realizou no dia 25, na sede da entidade, a ce-rimnia de posse da Diretoria Administrativa, Con-selho Superior e CDL Jovem para o trinio 2018/2020. Luiz Vieira e Manoel Alves Jnior foramanunciados presidente e vice, respectivamente,pelo presidente da Federao das Cmaras de Di-rigentes Lojistas do Estado do Rio de Janeiro(FCDL), Marcelo Mrida. Pg. 5

CDL Niteri temnovos dirigentes

Foto: Divulgao

Novos integrantes do Conselho Superior e da Diretoria Administrativa da Cmara de DirigentesLojistas de Niteri (CDL) na cerimnia de posse na sede da entidade.

O acordo foi assinado no final do workshop MissoPortugal guas e Resduos, realizado no auditrio doMuseu de Arte Contempornea (MAC). Pg. 3

Niteri e Portugal:unio pelo

meio ambienteA prefeitura niteroiense e o governo

lusitano assinam protocolo deintenes para intercmbio de

experincias e projetos de saneamentoe gesto de resduos slidos

Fotos: Odimar Brito

Foto: Leonardo Simplcio

SINDICATO RENOVADOA concorrida cerimnia de posse do jornalista e escritor Mrio

Sousa na presidncia do Sindicato dos Jornalistas Profissionais doEstado do Rio de Janeiro e de sua diretoria, realizada no ltimo dia30, no plenrio lotado da Cmara de Vereadores de Niteri. umanova fase que se inicia sob a liderana segura e criteriosa de umprofissional em atividade, a par das reais necessidades de sobrevi-vncia dos colegas que se dedicam ao jornalismo, na sua rdua e,no raro, incompreendida misso. Pg. 4

Secretrio-adjunto de Estado de Meio Ambiente de Portugal, Arthur Cabeas; Axel Grael eo prefeito de Cachoeiras de Macacu, Mauro Soares.

Nova Diretoria

Pgina 2

Fevereiro de 2018A Informao em 1o lugar

ODIMAR ARTUR R. BRITOBilogo e Jornalista

Deus seja louvado

A informao em 1 lugar

End: Av. Almirante Ary Parreiras, 399/406 Icara Niteri RJ.CEP: 24230-320

Tel.: (21) 2621-6001 9 8539-7289odimarbritoo@gmail.com / odimarbrito@atualnoticia.com.br

Diretor Editor: ODIMAR ARTUR RODRIGUES BRITO

Editor de arte:Fabio Marinho

Web Designer: Robson Valleriote Nascimento

ImpressoEditora Esquema

Diretor Comercial: Antnio BragaAtual Serra: - Tel.: (24) 981359365

CNPJ: 20.000.632/0001-62

OS COLABORADORES NO TM NENHUM VNCULO EMPREGATCIO COM ESTE JORNAL. OS ARTIGOS SO DE INTEIRA E ABSOLUTA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES. ESTE MATERIAL NO PODE SER PUBLICADO, TRANSMITIDO POR BROADCAST, REESCRITO OU REDISTRIBUDO SEM A NOSSA EXPRESSA AUTORIZAO.

JORNALISTA RESPONSVEL: ODIMAR ARTUR RODRIGUES BRITORG Profissional: 27636/RJ FENAJ

A Coordenadoria Municipalde Acessibilidade da Prefeiturade Niteri, com o apoio do Mi-nistrio Pblico Estadual e daOAB-Niteri, vistoriou na tardede quinta-feira (25/01) as insta-laes da Universidade CndidoMendes, no Centro. O objetivofoi verificar se o local est pre-parado para atender pessoascom deficincia, como determi-na a Lei Brasileira de Incluso. Ainspeo foi uma solicitao daCmara Municipal e incluir ou-tras unidades de ensino superi-or da cidade.

Todos os andares da unida-de foram vistoriados por arqui-tetos da coordenadoria, queapontaram algumas adaptaesque devero ser feitas, como a

Coordenadoria de Acessibilidade daPrefeitura de Niteri vistoria universidades

reconstruo da rampa de aces-so na entrada do prdio, queest com um grau de inclinaomaior que o determinado pelaAssociao Brasileira de NormasTcnicas (ABNT). A universidadetambm no possuiu piso ttil eo balco de atendimento estcom altura superior recomen-dada para atendimento de ca-deirantes.

O subcoordenador municipalde Acessibilidade, Bruno Teixei-ra, disse que nesse primeiromomento nenhuma multa seraplicada nas universidades pelaprefeitura. Estamos comean-do as visitas, orientando sobreas adaptaes necessrias e noscolocando disposio para aju-dar nesse trabalho com a asses-

soria dos nossos tcnicos. Seesse trabalho de adaptao nofor iniciado em poucos meses,poderemos partir para as autu-aes. As universidades precisamser acessveis a todos, comodetermina a lei, disse Bruno.

A Promotora Edilea Cesrio,da Promotoria da Pessoa comDeficincia e do Idoso, do Mi-nistrio Pblico estadual, disseque uma ao civil poder seraberta caso as universidades notornem seus espaos acessveis.

O diretor da Cndido Men-des, Jos Carlos Santos, recebeuo grupo e disse que est dispos-to a acatar todas as sugestesdos tcnicos da Coordenadoriade Acessibilidade. Todos sobem-vindos na universidade, in-

Prefeito de Niteri assina ordem de incio para obrade drenagem e pavimentao do Boa Vista

Investimento ser de R$ 20 milhes. Previso de que a obra seja concluda em um ano

O Boa Vista ser o prximobairro a receber obras de dre-nagem e pavimentao na Re-gio Ocenica. O prefeito de Ni-teri, Rodrigo Neves, assinou nasegunda-feira (22/1), a ordem deincio da obra. Treze ruas serobeneficiadas, o que represen-ta mais de seis quilmetros degalerias de guas pluviais, ter-raplanagem e pavimentao. Osrecursos para a execuo daobra, na ordem de R$ 20 mi-lhes, j esto assegurados. Apreviso de que a obra sejaconcluda at o fim do ano.

Rodrigo Neves, que em se-tembro do ano passado esteveno Boa Vista apresentando oprojeto executivo aos morado-res, enfatizou que a obra vaimudar a realidade do bairro,alm de valorizar os imveis, eque este ser um bairro mode-

lo da Regio Ocenica. O pro-jeto tambm inclui a urbaniza-o da praa do local, que ga-nhar nova iluminao, revitali-zao do campo de futebol erea de lazer.

Quero agradecer a confi-ana e perseverana dos mora-dores do Boa Vista. At chegar-mos a esse momento de assina-tura do incio da obra, passa-

mos por vrias etapas. No umprocesso fcil, mas graas seriedade da nossa equipe, ecom a ajuda de vocs, conse-guimos vencer essas etapas parapoder chegar aqui hoje e dizerque a obra de todo o bairroestar pronta at o dezembro.Essa ser uma obra diferencia-da, porque ter uma pegada desustentabilidade em funo das

reas de preservao naturalque temos nessa regio, afir-mou Rodrigo Neves.

O prefeito lembrou, ainda,que a Regio Ocenica ficouanos sem receber investimentose que, durante a sua gesto, jfoi possvel mudar a realidade dereas como o Bairro Peixoto, aFazendinha e o Cafub.

Essa semana a empresa quefar a obra inicia a montagemdo canteiro. Esse projeto estinserido no planejamento demelhorias para a Regio Oce-nica, como a Transocenica, ur-banizao de vrios bairros e oparque no entorno da lagoa dePiratininga, com uma cicloviasuspensa. Quando assumi a ges-to, em 2013, 80% das ruas daregio no tinha asfalto, drena-gem e infraestrutura. Ns j fi-zemos 50% e at 2020 todas asruas de bairros da Regio Oce-nica recebero obras de ur-banizao, disse Neves.

A presidente da Associaode Moradores do BoaVista, Selma Figueiredo, afirmou

que os moradores do Boa Vistah muitos anos pisam na lama. uma grande vitria a genteconseguir asfalto e urbaniza-o. O resultado para todo omundo que mora aqui o in-centivo financeiro de valoriza-o dos imveis. A nossa inten-o manter o espao natural,no qual as pessoas possam teracesso s suas casas com maissegurana, sem lama, de formamais bonita e, assim, valorizar olocal onde vivemos, disse.

Investimentos - Em quatroanos e meio, foi realizado o mai-or investimento que a RegioOcenica j recebeu em obrasde drenagem e pavimentao.So mais de R$ 100 milhes. Fo-ram drenados e pavimentados oCafub, a Fazendinha e o BairroPeixoto, e parte de Piratininga,Camboinhas, Maravista e Mara-legre. So mais de 150 ruas comobras executadas. J esto emfase de contratao os proje-tos executivos do Maravista,Engenho do Mato, Serra Gran-de, Maralegre e Santo Antnio.

clusive as pessoas com deficin-cia e idosos. J tivemos alunoscom deficincia e sempre pro-curamos atend-los da melhorforma possvel, disse.

A Lei Brasileira de Inclusofoi publicada no dia 6 de julhode 201 e entrou em vigor no dia

2 de janeiro de 2016. Ela repre-senta um grande avano na in-cluso de pessoas com defici-ncia na sociedade e fixa puni-es para atitudes discrimina-trias e prev mudanas em di-versas reas, com destaquepara a educao.

Fotos: Bruno Eduardo Alves

Arquiteto da Coordenadoria Municipal de Acessibilidade da prefei-tura durante a vistoria na Universidade

Unidades devero contar com adaptaes para atender pessoas com deficincia

Fotos: Divulgao

O prefeito RodrigoNeves ao lado deautoridades e da

presidente daAssociao de

Moradores do bairroBoa Vista, Selma

Figueiredo, assinou aautorizao para

iniciar as obras dedrenagem e

pavimentao emtreze ruas do bairroda Regio Ocenica

Pgina 3

Fevereiro de 2018A Informao em 1o lugar

A Prefeitura de Niteri e ogoverno portugus assinaram nodia (29.01) um protocolo de in-tenes para troca de experi-ncia e intercmbio nas reasde saneamento e gesto de re-sduos slidos. O acordo foi as-sinado no final do workshop Mis-so Portugal guas e Resduos,realizado no auditrio do Museude Arte Contempornea (MAC).

Durante o evento, que foiaberto pelo secretrio-adjuntode Estado do Meio Ambiente dePortugal, Artur Cabeas, e pelosecretrio Executivo da Prefei-tura de Niteri, Axel Grael, fo-ram apresentadas todas as inici-ativas nas reas de saneamentoe resduos slidos que fizeram opas europeu se transformar emreferncia mundial.

Estamos aqui hoje para fa-lar sobre a experincia de Por-tugal, mostrando as iniciativasbem-sucedidas e outras no.Quando Portugal entrou para aComunidade Europeia, o sistemade gesto de resduos e sanea-mento