DANIEL CAMPOS

Click here to load reader

  • date post

    19-Jun-2015
  • Category

    Education

  • view

    87
  • download

    0

Embed Size (px)

description

SEMINÁRIO IBOA

Transcript of DANIEL CAMPOS

  • 1. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA ORIENTAES O Slide aqui apresentado, tem como objetivo apresentar um RESUMO do Livro estudo na Disciplina. Dessa forma: 1. Realize a leitura com total cuidado e orao. 2. Utilize a Bblia, Dicionrios e outras fontes teolgicas para acompanhamento das passagens mencionadas. 3. As imagens so meramente ilustrativas.

2. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA INTRODUO O pregador precisa saber de sua importncia indiscutvel na grande seara; corrigir detalhes da sua apresentao quando est diante do pblico; dar maior nfase orao, a igreja e a Palavra. 1 3. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA INTRODUO O pregador tambm precisa saber que o aspecto intelectual algo que no deve ser rejeitado, pois muita contribuio poder ser fornecida pela histria, cincia, filosofia, etc. quele que foi incumbida responsabilidade de transmitir o recado divino, este ter que ter conscincia da objetividade do sermo, e no se deixar levar por variaes de tantas idias tais, que no deixam o pblico seguir uma linha de pensamento. 2 4. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA INTRODUO A Homiltica, como arte de pregar, no deve ser algo a ser aprendido somente por pastores, existe uma grande necessidade do leigo ter conhecimento desta arte, j que possvel tambm queles que no tiveram a oportunidade de estudar numa instituio teolgica. 3 5. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 4 Relao entre a Homiltica e a Hermenutica Enquanto a hermenutica a cincia e a arte de interpretar, a Homiltica a cincia e a tcnica de comunicar ou expor a mensagem bblica. 6. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 5 Relao entre a Homiltica e a Hermenutica A palavra Homiltica vem do grego HOMILIA, que significa persuaso, falar, etc. Assim sendo, muitos definem a Homiltica como A Arte de Pregar. As primeiras teorias acerca da Homiltica surgiram entre 345 e 405 d.C. nos escritos de Crisstomo, pregador da igreja primitiva e tambm por Agostinho. 7. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 6 Relao Divino-Humano com a Homiltica Deus o autor e inspirador da mensagem; o pregador o veculo usado para transmitir o recado divino, e o ouvinte o alvo a ser alcanado. Sendo assim, podemos expressar este relacionamento na seguinte ordem: ORAO TEXTO MEDITAO INTERPRETAO ESBOO COMUNICAO 8. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 7 Consideraes sobre a Mensagem o Esprito Santo que convence o pecador e no a lgica do pregador. b) As ilustraes so importantes, mas nunca substituiro a Palavra de Deus. c) A arte e a tcnica no substituem a inspirao divina. 9. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 8 A Histria da Pregao Aps o exlio na Babilnia foi que a homilia primitiva comeou a desenvolver-se, por ocasio de um novo aspecto na vida judaica: A pregao feita em pblico com a leitura das Escrituras e explanao da mesma, por volta de 445-425 a.C. (Ne 13:1-3). 10. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 9 A Histria da Pregao Os gregos entre 500-300 a.C. desenvolveram a retrica com os grandes filsofos: Plato, Scrates e Aristteles. Os romanos influenciados pelos gregos aperfeioaram a retrica em forma de oratria. Jesus foi o maior exemplo de pregao pblica nos dias dos tempos romanos. 11. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 10 Aspectos da Pregao de Jesus a) Falou por parbolas (Mt 13:34) b) Explicou as Escrituras (Lc 4:1 6-21) c) Repreendeu o sistema pecaminoso da poca (Jo 8:43-47) 12. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 11 Aspectos da Pregao de Jesus d) Transformou a palavra em ao, com poder (Mc 2:9-12) e) Profetizou sobre si mesmo (Jo 2:19) f) Profetizou sobre os fins dos tempos (Mt 24:4- 13) 13. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 12 Erros a serem corrigidos na pregao Detalhes que devem ser corrigidos quando se est no plpito: a) No se deve gesticular demasiadamente o tempo todo; b) Evitar coar-se (Faa-o de modo discreto a no chamar a ateno); c) No ficar de boca aberta; 14. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 13 Erros a serem corrigidos na pregao d) Os botes da roupa devem estar todos abotoados (a no ser o blazer com botes no meio, que pode ser usado aberto); e) No passar as mos nos cabelos o tempo todo; f) No esfregar as mos na roupa; 15. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 14 Erros a serem corrigidos na pregao g) Evitar repeties o tempo todo de palavras tais como: N, Realmente, H, Aleluia, etc; h) Parar a mensagem para se dirigir a algum no auditrio fora do aspecto da mensagem; i) Evitar as gracinhas no plpito; 16. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 15 Erros a serem corrigidos na pregao j) No falar alm do tempo normal (Geralmente 30 minutos, um tempo ideal em uma reunio normal de 1 hora e meia de durao, para se poder ficar a vontade para usar o restante do tempo com relao ao apelo ou convite s pessoas para virem frente, orar por elas e finalizar o culto, porm, pode haver excees com relao ao tempo no se pode ser taxativo quanto a este aspecto da homiltica). 17. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 16 Quanto ao Pregador O pregador o veculo chave do anncio da Palavra de Deus, portanto, para ser eficiente no ministrio da Palavra, precisa estar envolvido com os seguintes fatores: 18. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 17 Quanto ao Pregador a) Consagrado Orao O pregador precisa ter uma vida de orao para que possa transmitir o recado divino inspiradamente. O sucesso da pregao depende da intensidade da inspirao e das palavras do pregador. 19. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 18 Quanto ao Pregador b) Consagrado Igreja Jamais se deve dar oportunidade para usar da palavra queles Irmos que quase nunca vo a Igreja. O altar santo e necessrio que todos os que vo usar da Palavra estejam conscientes disto e tenham grande amor pela Igreja de Deus. 20. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 19 Quanto ao Pregador c) Consagrado Palavra O pregador da Palavra de Deus tem por finalidade anunciar as verdades divinas, e somente o poder faz-lo se tiver conhecimento destas verdades. Quanto maior o conhecimento bblico, mais autoridade ter ao falar das coisas dos cus. 21. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 20 Conhecimento Intelectual Quem l mais tem sempre algo a falar a quem l menos, diz um ditado popular. Na igreja encontramos pessoas de diversos nveis de cultura. Algumas com uma grande capacidade intelectual, outras com um conhecimento mdio e outras com um nvel intelectual pequeno. 22. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 21 Conhecimento Intelectual A segurana intelectual do pregador evidenciada das seguintes fontes de conhecimento: 23. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 22 Conhecimento Intelectual 1. Conhecimento Bblico 2. Conhecimento Histrico 3. Conhecimento Cientfico 4. Conhecimento Filosfico 5. Experincias Pessoais 24. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 23 Conhecimento Intelectual Conhecimento Bblico J vimos anteriormente a importncia do conhecimento bblico quando estudamos a importncia do pregador ser consagrado a Palavra. 25. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 24 Conhecimento Intelectual Conhecimento Histrico muito importante que o pregador conhea o desenvolvimento da histria atravs dos sculos e a sua relao com o cristianismo. A histria est cheia de curiosidades que podero ser contadas pelo pregador. 26. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 25 Conhecimento Intelectual Conhecimento Cientifico Conhecer algo da cincia, comparando sempre com as verdades bblicas, algo muito bom, pois muitas das vezes, as descobertas cientficas vm sustentar aquilo que a Bblia vem afirmando h milnios. 27. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 26 Conhecimento Intelectual Conhecimento Filosfico O pblico vibra e considera interessante quando o pregador sustenta uma verdade bblica com uma citao de algum importante Filsofo. Conhecer o pensamento dos muitos pensadores acerca da vida e da morte; do bem e do mal, algo fascinante. 28. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 27 Conhecimento Intelectual Conhecimento Filosfico O pblico vibra e considera interessante quando o pregador sustenta uma verdade bblica com uma citao de algum importante Filsofo. Conhecer o pensamento dos muitos pensadores acerca da vida e da morte; do bem e do mal, algo fascinante. 29. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 28 Conhecimento Intelectual Experincias Pessoais A vida crist cheia de experincias maravilhosas com Deus. Tais experincias ocorrem tanto conosco, como tambm com algum outro irmo verdadeiramente servo de Deus. Assim, o testemunho destes fatos faz com que sempre se tenha algo de edificante para uma boa mensagem. 30. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 29 Conhecimento Intelectual Mesmo que o pregador tem todo o recurso tcnico e intelectual, jamais poder deixar de lado o fator mais importante de todos: A inspirao do Esprito Santo. 31. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 30 Objetividade do Sermo Uma boa mensagem objetiva desde o comeo at o fim, ou seja, um bom sermo obedece a um tema desde a introduo at a concluso. 32. FACULDADE E SEMINRIOS TEOLGICO NACIONAL DISCIPLINA: HOMILTICA 31 Objetividade do Sermo Podemos esboar esta objetividade com a seguinte ilustrao: Certa senhora possui um passarinho de estimao e um gato travesso est