DCTA – Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial · Para sua interpretação, não é...

of 16 /16
DCTA – Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial CONCURSO PÚBLICO 023. PROVA OBJETIVA TÉCNICO TÉCNICO 1 (REFRIGERAÇÃO) CÓD. 032 Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno e na folha de respostas. Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum problema, informe ao fiscal da sala. Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta. Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu. A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas. Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorrida a metade do tempo de duração da prova, entregando ao fiscal a folha de respostas, este caderno e o rascunho do gabarito de sua carteira. Após transcorridos 75% do tempo de duração da prova ou ao seu final, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, e poderá, neste caso, levar o rascunho do gabarito localizado em sua carteira. Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas. AGUARDE A ORDEM DO FISCAL PARA ABRIR ESTE CADERNO DE QUESTÕES. 09.06.2013 | manhã

Embed Size (px)

Transcript of DCTA – Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial · Para sua interpretação, não é...

DCTA Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial

ConCurso PbliCo

023. Prova objetiva

TCniCoTCniCo 1 (refrigerao)

CD. 032

Voc recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 60 questes objetivas.

Confiraseunomeenmerodeinscrioimpressosnacapadestecadernoenafolhaderespostas.

Quandoforpermitidoabrirocaderno,verifiqueseestcompletoouseapresenta imperfeies.Casohajaalgumproblema,informeaofiscaldasala.

Leiacuidadosamentetodasasquesteseescolhaarespostaquevocconsideracorreta.

Marque,nafolhaderespostas,comcanetadetintaazuloupreta,aletracorrespondentealternativaquevocescolheu.

Aduraodaprovade3horase30minutos,jincludootempoparaopreenchimentodafolhaderespostas.

Sserpermitidaasadadefinitivadasalaedoprdioapstranscorridaametadedotempodeduraodaprova,entregandoaofiscalafolhaderespostas,estecadernoeorascunhodogabaritodesuacarteira.

Apstranscorridos75%dotempodeduraodaprovaouaoseufinal,vocentregaraofiscalafolhaderespostaseestecaderno,epoder,nestecaso,levarorascunhodogabaritolocalizadoemsuacarteira.

Atquevocsaiadoprdio,todasasproibieseorientaescontinuamvlidas.

aguarDe a orDem Do fisCal Para abrir esTe CaDerno De quesTes.

09.06.2013|manh

3 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

LNGUa PortUGUeSa

Leia o texto para responder s questes de nmeros 01 a 06.

Celular vira fura-trnsito em So Paulo

Em uma cidade com tantos problemas no trnsito como So Paulo, a indstria de apps os aplicativos para celulares e tablets encontrou terreno frtil para se desenvolver.

Aplicativos lanados recentemente ajudam o motorista a es-capar de alagamentos, a desviar de congestionamentos e at a saber onde h vagas para estacionar.

Um dos mais famosos o Waze. Criado em Israel, uma mistura de rede social com GPS, em que motoristas comparti-lham as condies do trnsito e pontos crticos de congestiona-mento.

Uri Levine, fundador e presidente do Waze, diz que a ideia surgiu em suas frias de 2007, ao viajar com amigos. Ele foi o ltimo a sair, ligou para saber como estava o trnsito e evitou engarrafamentos.

Situao semelhante ocorreu em So Paulo, na temporada de chuvas de 2010. Noel Rocha trabalhava no centro e precisava passar pelo tnel do Anhangaba famoso pelos alagamentos.

Preso no trnsito, ele queria saber se o tnel estava fechado. Tentei, pelo celular, o site do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergncias), mas achei muito complicado. Foi a que teve a ideia de criar o Alaga SP, aplicativo que mostra os alagamentos ativos em So Paulo a partir de informaes da prefeitura.

Alm do Waze e do Alaga SP, destacam-se o Moovit que oferece informaes sobre o transporte pblico (nibus, trens etc.) , o Maplink que mostra rotas, condies de trnsito e exi-be imagens dos principais corredores atravs de um sistema de coleta de informaes prprio e o Apontador Rodovirio, que traa rotas e mostra a localizao de pedgios com seus preos.

(Andr Monteiro, Folha de S.Paulo, 10.03.2013. Adaptado)

01. Os aplicativos mencionados no texto tm, em comum, a fi-nalidade de

(A) oferecer aos usurios opes para contornarem os pro-blemas no trnsito.

(B) substituir os rgos pblicos na fiscalizao do trfego de veculos.

(C) auxiliar os pedestres e acabar com os atropelamentos nas grandes cidades.

(D) orientar os motoristas que desconhecem as principais leis de trnsito.

(E) reduzir o nmero de carros por habitante na cidade de So Paulo.

02. Uri Levine e Noel Rocha idealizaram os aplicativos Waze e Alaga SP, respectivamente, a partir

(A) da conversa com amigos que reclamavam do trnsito.

(B) de suas experincias concretas como motoristas.

(C) de situaes em que se viram presos em engarrafamentos.

(D) da impossibilidade de viajar devido a alagamentos.

(E) da cpia de aplicativos idnticos que faziam sucesso no mercado.

03. Quando paro com meu carro no semforo, j olho se o ca-minho que vou fazer est congestionado. Se estiver, pego uma alternativa e, se tambm estiver travada, uso o aplicati-vo para avisar os outros motoristas.

Considerando as descries dos aplicativos apresentadas no texto, pode-se concluir que esse comentrio se refere ao uso do

(A) Waze.

(B) Alaga SP.

(C) Moovit.

(D) Maplink.

(E) Apontador Rodovirio.

04. Leia o primeiro pargrafo:

Em uma cidade com tantos problemas no trnsito como So Paulo, a indstria de apps os aplicativos para celulares e tablets encontrou terreno frtil para se desenvolver.

A expresso terreno frtil pode ser substituda, sem altera-o da mensagem, por

(A) necessidade restrita.

(B) cenrio conturbado.

(C) condies propcias.

(D) ferramentas exticas.

(E) momento contraditrio.

05. Observe a passagem do terceiro pargrafo:

Criado em Israel, uma mistura de rede social com GPS, em que motoristas compartilham as condies do trnsito e pontos crticos de congestionamento.

O termo crticos, em destaque, empregado com o sentido de

(A) distintos.

(B) provisrios.

(C) sugestivos.

(D) problemticos.

(E) analticos.

06. A frase do quarto pargrafo Ele foi o ltimo a sair, ligou para saber como estava o trnsito e evitou engarrafamentos. est reescrita, sem alterao de sentido, em:

Ele foi o ltimo a sair, ligou para saber como estava o trn-sito e,

(A) assim, evitou engarrafamentos.

(B) contudo, evitou engarrafamentos.

(C) embora, evitou engarrafamentos.

(D) porm, evitou engarrafamentos.

(E) entretanto, evitou engarrafamentos.

4CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

10. Considere a charge, em que os juros so representados pelo smbolo de porcentagem, numa ponta da gangorra, e a infla-o, pelo drago, na outra ponta.

Para sua interpretao, no necessrio ter conhecimento de economia, basta atentar para a alternncia entre juros e inflao sugerida pela gangorra.

AGORA MINHA VEZ

DE SUBIR!

(Alves, Folha de S.Paulo, 03.04.2013)

A charge sugere que

(A) os juros baixos contribuem para deixar a inflao alta.

(B) a inflao alta permite que os juros permaneam altos.

(C) os juros baixos so fundamentais para deixar a inflao baixa.

(D) a inflao dever permanecer alta se os juros subirem.

(E) os juros devero ficar inalterados se a inflao baixar.

Leia o texto para responder s questes de nmeros 11 a 13.

Frias na Ilha do Nanja

Meus amigos esto fazendo as malas, arrumando as ma-las nos seus carros, olhando o cu para verem que tempo faz, pensando nas suas estradas barreiras, pedras soltas, fissuras* sem falar em bandidos, milhes de bandidos entre as fissuras, as pedras soltas e as barreiras...

Meus amigos partem para as suas frias, cansados de tanto trabalho; de tanta luta com os motoristas da contramo; enfim, cansados, cansados de serem obrigados a viver numa grande ci-dade, isto que j est sendo a negao da prpria vida.

E eu vou para a Ilha do Nanja.Eu vou para a Ilha do Nanja para sair daqui. Passarei as f-

rias l, onde, beira das lagoas verdes e azuis, o silncio cresce como um bosque. Nem preciso fechar os olhos: j estou vendo os pescadores com suas barcas de sardinha, e a moa janela a namorar um moo na outra janela de outra ilha.

(Ceclia Meireles, O que se diz e o que se entende. Adaptado)

*fissuras: fendas, rachaduras

11. No primeiro pargrafo, ao descrever a maneira como se pre-param para suas frias, a autora mostra que seus amigos esto

(A) serenos.

(B) descuidados.

(C) apreensivos.

(D) indiferentes.

(E) relaxados.

07. Considerando as regras de regncia verbal, assinale a alter-nativa que completa corretamente a lacuna da frase, de acor-do com a norma-padro da lngua.

Noel Rocha desejava certificar-se que o tnel Anhangaba no estava interditado.

(A) a

(B) em

(C) sobre

(D) com

(E) de

08. Assinale a alternativa em que a frase O Alaga SP mostra os alagamentos ativos a partir de informaes da prefeitura. est corretamente reescrita, no que se refere s regras de pontuao do portugus padro.

(A) O Alaga SP mostra a partir de informaes da prefeitu-ra, os alagamentos ativos.

(B) O Alaga SP mostra, a partir de informaes da prefeitu-ra os alagamentos ativos.

(C) O Alaga SP a partir de informaes da prefeitura, mos-tra os alagamentos ativos.

(D) O Alaga SP, a partir de informaes da prefeitura mos-tra os alagamentos ativos.

(E) A partir de informaes da prefeitura, o Alaga SP mos-tra os alagamentos ativos.

09. Assinale a alternativa em que a concordncia est de acordo com a norma-padro da lngua.

(A) Muitos motoristas, em So Paulo, dirige falando ao celular.

(B) Equipamentos como o celular devem ser evitado por muitos fatores.

(C) Todos os anos, aplicado milhares de multas pelo uso do celular ao volante.

(D) Motoristas em todo o pas j tiveram suas habilitaes suspensas devido ao uso do celular.

(E) As multas e os pontos na habilitao so recursos que, de modo geral, reduz o nmero de infraes.

5 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

15. Considere a tira.

TRICHA, CANTORADE ELECTRO ROCK.

RAFA, DUBLADOR DEDESENHOS ANIMADOS.

KID, LOCUTORDE RDIO FM.

OTTO TEMDESVIO DE SEPTO.

(Angeli, Folha de S.Paulo, 30.03.2013)

correto afirmar que so descritos a partir do mesmo padro lgico os personagens

(A) Tricha, Kid e Otto, pois apenas esses trs so caracteri-zados a partir de suas preferncias musicais.

(B) Tricha, Rafa e Kid, pois apenas esses trs so caracteri-zados a partir das atividades que realizam.

(C) Tricha, Rafa e Otto, pois apenas esses trs so caracteri-zados a partir dos lugares que frequentam.

(D) Rafa, Kid e Otto, pois apenas esses trs so caracteriza-dos a partir da maneira como se vestem.

(E) Rafa, Kid e Otto, pois apenas esses trs so caracteriza-dos a partir de detalhes relativos s suas idades.

12. De acordo com o texto, pode-se afirmar que, assim como seus amigos, a autora viaja para

(A) visitar um lugar totalmente desconhecido.

(B) escapar do lugar em que est.

(C) reencontrar familiares queridos.

(D) praticar esportes radicais.

(E) dedicar-se ao trabalho.

13. Ao descrever a Ilha do Nanja como um lugar onde, beira das lagoas verdes e azuis, o silncio cresce como um bos-que (ltimo pargrafo), a autora sugere que viajar para um lugar

(A) repulsivo e populoso.

(B) sombrio e desabitado.

(C) comercial e movimentado.

(D) buclico e sossegado.

(E) opressivo e agitado.

14. Assinale a alternativa em que o acento indicativo de crase est empregado corretamente.

(A) Quero ir esta praia que vi no seu lbum de fotografias; onde fica?

(B) Os namorados foram alguma praia do litoral norte de So Paulo.

(C) Minha famlia foi uma cidadezinha no interior de San-ta Catarina.

(D) A moa desejava ir famosa Ilha de Itamarac, em Per-nambuco.

(E) Eu quero ir qualquer lugar de onde possa ver o mar.

6CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

r a S C U N H oraCioCNio LGiCo

16. Meu carro saiu do conserto hoje, quinta-feira. O mecnico pediu para voltar daqui a 90 dias para fazer uma reviso. Esse dia ser em uma

(A) segunda-feira.

(B) tera-feira.

(C) quarta-feira.

(D) quinta-feira.

(E) sexta-feira.

17. Em uma loja, os vendedores estavam conversando sobre a comisso que receberam no ms anterior. Sabe-se que um dos vendedores recebeu uma comisso bem maior que os demais e que

Ana vendeu menos que Pedro. Pedro e Laura venderam o mesmo valor. Lus vendeu mais que Ana. Bete vendeu menos que Laura.

Pode-se dizer que quem recebeu a maior comisso foi

(A) Lus.

(B) Bete.

(C) Pedro.

(D) Laura.

(E) Ana.

18. Observe a sequncia numrica.0 1 2 2 3 5 8 12

Esta foi composta por uma regra, a partir do 4. nmero. Admitindo-se que a regra de formao permanea a mesma, pode-se afirmar que os trs nmeros que completam essa tira so

(A) 21, 34 e 55.

(B) 17, 24 e 32.

(C) 17, 23 e 30.

(D) 13, 21 e 34.

(E) 13, 15 e 18.

19. Rafael mais baixo que Felipe. Andr mais alto do que Felipe. Rafael mais alto do que Ciro. Logo:

(A) Rafael mais alto do que Andr.

(B) Felipe mais baixo do que Ciro.

(C) Andr mais baixo do que Rafael.

(D) Ciro mais alto do que Andr.

(E) Felipe mais alto do que Ciro.

7 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

r a S C U N H o20. Uma empresa oferecia vagas de emprego nos estados de So Paulo e Rio de Janeiro. Os candidatos pr-selecionados poderiam escolher um ou os dois estados em que tivessem interesse em trabalhar. Sabe-se que 26 pessoas escolheram So Paulo, 12 optaram pelos dois estados e 20 escolheram apenas um dos dois estados. O nmero de candidatos pr--selecionados foi

(A) 32.

(B) 34.

(C) 40.

(D) 46.

(E) 58.

21. Em uma universidade, os laboratrios de Fsica, Qumica, Anatomia e Cenografia so dispostos lado a lado em um ni-co corredor. Sabe-se que o laboratrio de Qumica fica en-tre os laboratrios de Fsica e Cenografia. O laboratrio de Cenografia fica entre os laboratrios de Fsica e Anatomia. Com essas informaes, pode-se afirmar que o laboratrio de

(A) Anatomia fica entre os laboratrios de Fsica e Ceno-grafia.

(B) Anatomia fica no meio do corredor.

(C) Cenografia fica entre os laboratrios de Qumica e F-sica.

(D) Fsica o primeiro ou o ltimo do corredor.

(E) Qumica o primeiro do corredor.

22. Considere a seguinte afirmao: todos os filhos de Paulo tm mais de 55 quilos. Dessa afirmao, pode-se concluir que

(A) se Fernando filho de Paulo, ento seu peso inferior a 55 quilos.

(B) se o peso de Laura menos que 55 quilos, ento ela no filha de Paulo.

(C) se o peso de Glria mais que 55 quilos, ento ela filha de Paulo.

(D) Paulo tem mais que 55 quilos.

(E) o peso de Paulo menos que 55 quilos.

8CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

r a S C U N H o23. Analise a sequncia apresentada.

Considerando que a regra de formao das figuras seguintes permanea a mesma, pode-se afirmar que a figura que ocuparia a 89. posio dessa sequncia

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

24. Renata, Adriana e Virgnia so trs geraes de uma mesma famlia. Uma delas cantora, a outra filsofa, e a mais nova, a neta, professora. Adriana a mais nova. Renata a mais velha e no cantora. Logo,

(A) Renata professora.

(B) Virgnia av.

(C) Renata cantora.

(D) Adriana me.

(E) Virgnia cantora.

25. Observe a sequncia de figuras.

1. figura 2. figura 3. figura 4. figura

Considere que a regra de formao das figuras seguintes permanea a mesma. Pode-se afirmar que o nmero de qua-drados brancos da 10. figura ser

(A) 100.

(B) 109.

(C) 112.

(D) 121.

(E) 144.

9 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

29. Licurgo, servidor pblico federal efetivo, foi condenado ju-dicialmente em obrigao de reparar dano causado Admi-nistrao Pblica por deciso da qual no mais cabe recurso. No entanto, antes de essa obrigao ser satisfeita, Licurgo veio a falecer. Nessa situao, portanto, a teor do que dispe a Lei n. 8.112/1990, correto dizer que

(A) a obrigao de reparar o dano foi extinta por decorrn-cia da morte de Licurgo.

(B) a Administrao Pblica ter a possibilidade de cobrar a quantia devida por Licurgo somente na hiptese de ele ter saldo de salrios a receber do ente pblico.

(C) os herdeiros so responsveis pelo dbito de Licurgo, devendo responder com seus bens pessoais at o limite total da dvida do falecido.

(D) a dvida de Licurgo ser quitada integralmente pelo se-guro obrigatrio a que tem direito todo e qualquer ser-vidor pblico regido pela Lei n. 8.112/90.

(E) a obrigao de reparar o dano estende-se aos sucessores de Licurgo e contra eles ser executada, at o limite do valor da herana recebida.

30. Pelo que estabelece a Lei n. 8.112/90, considerando que no se operou a prescrio, a servidor j aposentado, que prati-cou, na atividade, falta punvel com a demisso,

(A) no mais poder ser punido em razo de j estar na ina-tividade do servio pblico.

(B) poder ter cassada sua aposentadoria.

(C) sofrer a pena de reverso.

(D) ser reintegrado ao servio pblico e, em seguida, ser demitido.

(E) responder criminalmente por fraude na aposentadoria.

LeGiSLao

26. Assinale a alternativa correta a respeito da posse e do exerccio do servidor pblico no regime jurdico da Lei n. 8.112/90.

(A) vedada a posse por meio de procurao.

(B) O servidor entra em exerccio no cargo no momento da edio do ato de provimento.

(C) O ocupante de cargo em comisso ou funo de con-fiana submete-se a regime de parcial dedicao ao ser-vio.

(D) autoridade competente do rgo ou entidade para onde for nomeado ou designado o servidor compete dar-lhe exerccio.

(E) Ao entrar em exerccio, o servidor nomeado para cargo de provimento efetivo ficar sujeito a estgio probat-rio pelo perodo de cinco anos.

27. Conforme dispe expressamente a Lei n. 8.112/90, o retor-no atividade de servidor aposentado denomina-se

(A) reverso.

(B) readaptao.

(C) desaposentao.

(D) reintegrao.

(E) reconduo.

28. Em uma repartio pblica federal, servidor pblico que te-nha o seu cnjuge sob sua chefia imediata, segundo o dispos-to na Lei n. 8.112/90, caracterizar uma relao funcional

(A) proibida por lei.

(B) permitida legalmente.

(C) permitida legalmente apenas se os cargos de ambos fo-rem cargos em comisso.

(D) proibida por lei apenas se um dos cargos for cargo em comisso.

(E) permitida legalmente apenas se os cargos de ambos fo-rem estatutrios.

10CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

34. Ainda em relao medio de temperaturas, consideran-do as temperaturas TC, TF, TK e TR indicadas na figura da questo anterior, assinale, entre as equaes de converso a seguir, a correta.

(A) TK = TC + 373

(B) TF = TC + 32

(C) TC = TK 273

(D) TR = TF 672

(E) TK = TR

35. Considere a relao entre presses relativas e absolutas esquematizada na figura.

Presso absolutaacima da atmosfrica

Presso relativapositiva

Presso relativanegativa

Pressoatmosfrica

Pressoabsoluta nula

Presso absolutaabaixo da atmosfrica

A presso lida pelo medidor de presso de um manifold ao final do processo de evacuao de sistema de refrigerao a

(A) presso absoluta acima da atmosfrica.

(B) presso relativa positiva.

(C) presso atmosfrica.

(D) presso relativa negativa.

(E) presso absoluta abaixo da atmosfrica.

36. Considere o ciclo de refrigerao por compresso de vapor esquematizado no diagrama presso-entalpia. As trocas de calor no condensador e no evaporador ocorrem, respectiva-mente, nos processos

p

3

4 1

2

h

(A) 1-2 e 4-1.

(B) 2-3 e 3-4.

(C) 2-3 e 4-1.

(D) 1-2 e 3-4.

(E) 4-1 e 2-3.

CoNHeCimeNtoS eSPeCfiCoS

31. A capacidade de equipamentos de refrigerao e de ar condicio-nado costuma ser informada nas unidades kW (quilowatt), TR (tonelada de refrigerao) ou BTU/h (British Thermal Unit por hora). Assinale a alternativa correta.

(A) 3,5 kW = 12 000 BTU/h.

(B) 1,0 TR = 24 000 BTU/h.

(C) 9 000 BTU/h = 3,5 kW.

(D) 1,5 TR = 2,0 kW.

(E) 12 000 BTU/h = 0,5 TR.

32. Em um escritrio com ar condicionado, tm-se diversos computadores dissipando calor no ambiente. Qual(Quais) (so) o(s) mecanismo(s) envolvido(s) na troca de calor entre esses computadores e o ambiente?

(A) Conduo e conveco.

(B) Conduo e radiao.

(C) Somente radiao.

(D) Somente conveco.

(E) Conveco e radiao.

33. Considere os termmetros de coluna representados na figura, que utilizam, respectivamente, as escalas de temperatura Celsius (C), Fahrenheit (F), Kelvin (K) e Rankine (R).

C F K R

672 Ebulio da gua

492 Fuso do gelo

100

0

TC

212

32

TF

373

273

TK TR

Em relao a essas escalas, correto dizer que

(A) as escalas Kelvin e Fahrenheit so escalas de tempera-turas absolutas.

(B) as escalas Celsius e Fahrenheit so escalas de tempera-turas relativas.

(C) a escala Fahrenheit a escala absoluta de temperaturas no Sistema Britnico de Unidades.

(D) a escala Rankine a escala absoluta de temperaturas no Sistema Internacional de Unidades.

(E) a escala Celsius a escala relativa de temperaturas no Sistema Britnico de Unidades.

11 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

39. Um trocador de calor bem isolado utilizado para resfriar uma vazo em massa de 2 kg/s de gua quente desde 35 C at 30 C. Esse trocador utiliza gua fria para o resfriamento, que entra no trocador a 25 C e sai a 27 C. Qual a vazo de gua fria necessria?

(A) 5 kg/s.

(B) 6 kg/s.

(C) 7 kg/s.

(D) 8 kg/s.

(E) 9 kg/s.

40. No projeto de sistemas de condicionamento de ar impor-tante que o profissional tenha noes de psicrometria, uma rea especializada da termodinmica. Em relao psicro-metria, pode-se afirmar que

(A) o volume especfico do ar diminui com o aumento da temperatura de bulbo seco e aumenta com a diminuio da umidade absoluta.

(B) a umidade absoluta uma medida da quantidade de va-por presente na mistura ar-vapor dgua, expressa em kg de vapor por kg de ar seco.

(C) quando a umidade relativa igual a 100%, a temperatu-ra de bulbo seco maior do que a temperatura de bulbo mido.

(D) para determinar as condies da mistura ar-vapor basta conhecer a temperatura de bulbo mido da mistura.

(E) a presso atmosfrica no tem influncia na quantidade de vapor que pode estar presente na mistura ar-vapor dgua.

41. Os tipos de compressor atualmente mais utilizados em equi-pamentos de climatizao do tipo mini-split e self-contained so:

(A) parafuso e scroll.

(B) scroll e centrfugo.

(C) centrfugo e alternativo.

(D) parafuso e centrfugo.

(E) alternativo e scroll.

42. Considere um duto de distribuio de ar circular com dime-tro de 600 mm, pelo qual escoa uma vazo de 10 l/s cons-tante. Aps um estreitamento desse tubo, a velocidade de ar passa a ser quatro vezes maior do que a velocidade antes do estreitamento. Nessas condies, o dimetro do duto aps o estreitamento ser

(A) quatro vezes o dimetro antes do estreitamento.

(B) um quarto do dimetro antes do estreitamento.

(C) o dobro do dimetro antes do estreitamento.

(D) a metade do dimetro antes do estreitamento.

(E) igual ao dimetro antes do estreitamento.

37. Ainda em relao ao ciclo de refrigerao da questo ante-rior, considere os seguintes valores de entalpia:

h1 = 350 kJ/kg; h2 = 370 kJ/kg; h3 = 250 kJ/kg;h4 = 250 kJ/kg

Para uma vazo de 1,5 kg/s de fluido refrigerante, a capaci-dade de refrigerao, o consumo de potncia e o coeficiente de eficcia do ciclo so, respectivamente, iguais a

(A) 150 kW, 30 kW e 5,0.

(B) 180 kW, 30 kW e 6,0.

(C) 150 kW, 45 kW e 3,0.

(D) 180 kW, 45 kW e 4,0.

(E) 180 kW, 150 kW e 1,2.

38. Considere a sala condicionada representada no croqui (medidas em metros).

Considere ainda os fatores simplificados de carga trmica (em kJ/h por metro quadrado de parede) apresentados a seguir:

Tipo de parede (rea lquida) Face

Tipo de Construo

Pesada (kJ/h)/m2

Leve (kJ/h)/m2

ExternaSul 42 50

Demais faces 55 84

Interna (entre um ambiente

condicionado e outro no)Todas 33 33

Interna (entre dois ambientes

condicionados)Todas zero zero

Para essa situao, o calor total recebido atravs das paredes, considerando uma construo pesada, igual a

(A) 825 kJ/h.

(B) 1 034 kJ/h.

(C) 1 122 kJ/h.

(D) 1 683 kJ/h.

(E) 1 716 kJ/h.

12CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

46. Quando o ar a ser insuflado em um ambiente condicionado atravessa um fan-coil, ele sofre um processo de resfriamento e desumidificao. Esse processo pode ser representado es-quematicamente na carta psicromtrica representada por:

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

A

B

Um

idade a

bsolu

ta

Temperatura de bulbo seco

Temperatura debulbo mido

A

B

Um

idade a

bsolu

ta

Temperatura de bulbo seco

Temperatura debulbo mido

AB

Um

idade a

bsolu

ta

Temperatura de bulbo seco

Temperatura debulbo mido

A

BU

mid

ade a

bsolu

ta

Temperatura de bulbo seco

Temperatura debulbo mido

B

A

Um

idade a

bsolu

ta

Temperatura de bulbo seco

Temperatura debulbo mido

43. Em relao aos fatores geradores das parcelas da carga trmica (ganhos de calor) em ambientes condicionados, correto afirmar que

(A) a temperatura externa tem grande influncia na gerao interna de calor.

(B) uma parede mais espessa permite uma maior transmis-so de calor para o ambiente condicionado.

(C) o ganho de calor por infiltrao no depende da taxa de penetrao de ar externo.

(D) uma maior rea envidraada diminui o ganho de calor por transmisso.

(E) a gerao interna de calor depende do nmero de pes-soas no interior do ambiente condicionado.

44. Em relao a evaporadores, assinale a alternativa correta.

(A) O uso de aletas do lado do ar em evaporadores diminui a troca de calor entre o fluido refrigerante e o ar.

(B) medida que a temperatura do refrigerante aumenta, a quantidade de umidade que condensa em um evapora-dor diminui.

(C) O superaquecimento na sada do evaporador diminui a capacidade de refrigerao do sistema.

(D) Nos evaporadores utilizados em cmaras frigorficas acima de 0C, necessrio instalar um sistema de de-gelo.

(E) A funo dos evaporadores de dissipar o calor retirado do espao condicionado para o meio externo.

45. Assinale a alternativa correta em relao manuteno de sistemas de refrigerao e condicionamento de ar.

(A) obrigatrio implementar e manter disponvel um PMOC (Plano de Manuteno, Operao e Controle) em edificaes, com sistemas de condicionamento de ar com capacidade igual ou superior a 36 000 BTU/h.

(B) A Norma n. 13.971/97 da Associao Brasileira de Normas Tcnicas ABNT estabelece as atividades de manuteno corretiva a serem realizadas em sistemas de refrigerao.

(C) A Norma n. 13.971/97 da Associao Brasileira de Nor-mas Tcnicas ABNT estabelece a periodicidade com que as atividades de manuteno devem ser realizadas.

(D) Existem trs tipos de atividades de manuteno: de ro-tina, preventiva e corretiva.

(E) Alguns sistemas no necessitam de manuteno.

13 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

51. Um condicionador do tipo self-contained apresenta o se-guinte problema: o compressor funciona, mas no ocorre resfriamento do ar. Qual das possveis causas a seguir est relacionada com o problema?

(A) Mancais do motor do ventilador gastos.

(B) Falta de fluido refrigerante.

(C) Termostato operando de forma intermitente.

(D) Presena de gases no condensveis no sistema.

(E) Tenso eltrica baixa.

52. Com relao aos sistemas de ar condicionado com expanso direta e expanso indireta, pode-se dizer que

(A) o sistema de expanso indireta um sistema em que o fluido refrigerante contido numa serpentina resfria o ar em contato com essa serpentina.

(B) chillers e fan-coils fazem parte de sistemas de expanso direta.

(C) os sistemas de expanso indireta apresentam menores custos de implantao e manuteno do que os sistemas de expanso direta.

(D) os tipos mais comuns de sistemas de expanso indireta so os aparelhos de janela, os splits e os self-containeds com condensao a ar ou gua.

(E) os sistemas de expanso direta consomem mais energia do que os sistemas de expanso indireta de mesma ca-pacidade.

53. A linha de fluido refrigerante lquido que liga o condensador ao dispositivo de expanso de um sistema de refrigerao est perdendo muito calor para o meio externo e, por isso, o fluido refrigerante est vaporizando antes de chegar ao dis-positivo de expanso. Qual das medidas deve ser adotada para eliminar o problema?

(A) Utilizar uma barreira de vapor sobre o isolamento trmico.

(B) Substituir o isolamento trmico por outro de menor es-pessura.

(C) Aumentar a resistncia mecnica do isolamento trmico.

(D) Substituir o isolamento trmico por outro de menor condutividade trmica.

(E) Melhorar a fixao do isolamento trmico nos apoios.

47. Considere os smbolos de elementos de comandos eltricos mostrados a seguir.

Assinale a alternativa que indica, correta e respectivamente, esses smbolos.

(A) (I) disjuntor; (II) resistor; (III) capacitor.

(B) (I) contatora; (II) fusvel; (III) bateria.

(C) (I) contatora; (II) resistor; (III) bateria.

(D) (I) disjuntor; (II) fusvel; (III) bateria.

(E) (I) contatora; (II) resistor; (III) capacitor.

48. Qual das causas listadas est relacionada com o fato de o compressor no dar partida em splits e self-containeds?

(A) Resistor interrompido ou deslocado.

(B) Inverso do chicote de fios nos terminais do termostato.

(C) A luz do gabinete no se apaga ao fechar a porta.

(D) Rel ou protetor trmico aberto.

(E) A tenso da rede est mais de 10% acima da nominal.

49. A evacuao de um sistema de refrigerao, antes de se fazer a carga de fluido refrigerante, necessria para retirar os tra-os de umidade e gases incondensveis presentes no interior do sistema. O principal problema que os traos de umidade podem causar

(A) o aumento indesejado da presso de condensao.

(B) a diminuio da eficincia do sistema.

(C) a obstruo da vlvula de expanso ou tubo capilar.

(D) o aumento na temperatura de sada do compressor.

(E) o aumento do consumo de energia do sistema.

50. Assinale a alternativa correta.

(A) Em um sistema de ar condicionado industrial, a prin-cipal preocupao com a manuteno de condies adequadas para os operrios que esto trabalhando no processo industrial.

(B) Em sistemas de ar condicionado comercial, no existe uma grande preocupao com o controle da qualidade do ar no interior do ambiente condicionado.

(C) Os sistemas de refrigerao tornaram possvel o processa-mento, o armazenamento, o transporte e a exposio de produtos perecveis.

(D) A principal utilizao dos sistemas de refrigerao na climatizao de ambientes.

(E) Os sistemas de refrigerao foram inicialmente utiliza-dos para condicionamento de ar, e, posteriormente, pas-saram a ser utilizados para a conservao de alimentos.

14CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

54. A figura a seguir apresenta a curva caracterstica de uma bomba centrfuga de potncia nominal de 0,5 HP, que ser utilizada para circulao da gua de condensao para um sistema de refrigerao. A instalao necessita de uma vazo total de 0,5 m3/h de gua, que deve ser elevada a uma altura de 25 m por meio de uma tubulao com perda de carga es-timada em 5 m. Esto disponveis para essa instalao duas bombas do mesmo tipo, e elas podem ser arranjadas em s-rie, em paralelo ou usadas individualmente.

A configurao a ser adotada nesse caso :

(A) arranjar as bombas em paralelo, pois isso aumenta a quantidade de gua possvel de ser bombeada a uma altura requerida.

(B) arranjar as bombas em srie, pois o conjunto de bombas pode desenvolver uma carga maior para uma mesma vazo.

(C) arranjar as bombas em paralelo, para assim evitar o pro-blema de cavitao.

(D) arranjar as bombas em srie, para assim diminuir o con-sumo de energia da instalao.

(E) usar somente uma bomba e deixar a outra de reserva, pois somente uma bomba necessria para desenvolver a carga requerida.

55. Assinale a afirmativa correta relacionada com a segurana do trabalho durante os servios de manuteno e reparo em sistemas de ar condicionado.

(A) Nitrognio ou oxignio podem ser utilizados para pres-surizar um sistema de refrigerao por ocasio de testes de vazamento.

(B) Os cilindros de gases devem ser mantidos sempre em posio horizontal.

(C) Os EPIs devem ser utilizados em todos os tipos de ser-vio de manuteno e reparo.

(D) O sistema pode permanecer ligado alimentao eltri-ca durante os servios de manuteno e reparo.

(E) No necessrio manter um extintor de incndio prximo ao local de trabalho.

56. Os componentes bsicos de um ciclo de refrigerao por compresso de vapor so:

(A) compressor, condensador, gerador, absorvedor.

(B) gerador, condensador, evaporador, compressor.

(C) gerador, condensador, dispositivo de expanso, absor-vedor.

(D) dispositivo de expanso, condensador, compressor, eva-porador.

(E) gerador, evaporador, absorvedor, condensador.

57. De acordo com o Programa Brasileiro de Eliminao dos HCFCs do Ministrio do Meio Ambiente, o Brasil est co-meando a eliminar em 2013 os fluidos refrigerantes do tipo HCFC, como o R-22 utilizado em splits e self-containeds. Esses fluidos esto sendo eliminados, porque

(A) so txicos.

(B) so danosos ao meio ambiente.

(C) so corrosivos.

(D) so explosivos.

(E) so inflamveis.

58. Assinale a alternativa correta.

(A) A funo de uma torre de resfriamento de retirar calor do ambiente condicionado.

(B) Um condensador resfriado a ar mais caro do que um condensador resfriado gua de mesma capacidade.

(C) Os principais tipos de torres de resfriamento so as res-friadas a ar, resfriadas gua e as evaporativas.

(D) Nas torres de resfriamento com corrente de ar induzida, a movimentao do ar provocada pela diferena de densidade entre o ar frio e o ar quente.

(E) Reduzir a incrustao em um condensador resfriado gua aumenta a taxa de rejeio de calor.

59. Assinale a alternativa correta.

(A) A distribuio adequada do ar no interior de recintos condicionados requer insuflar o ar de forma a se obter pequenos gradientes de velocidade e temperatura do ar na zona de ocupao.

(B) Em sistemas de ar condicionado com distribuio de ar por dutos, so utilizados principalmente ventiladores axiais.

(C) Os sistemas de distribuio de ar com volume de ar constante (VAC) consomem menos energia do que os sistemas com volume de ar varivel (VAV) nas mesmas condies.

(D) O tipo e a localizao das grelhas de retorno no so variveis importantes no projeto de sistemas de distri-buio de ar.

(E) Nos sistemas VAV, o controle de temperatura feito por termostatos que atuam sobre o ventilador que fornece a vazo de ar em cada zona, enquanto que nos sistemas VAC os termostatos atuam sobre os dampers de entrada.

15 CTAE1201/023-Tc-Tc1-Refrigerao

60. Assinale a alternativa correta.

(A) A abertura da vlvula de expanso termosttica co-mandada pelo grau de superaquecimento na sada do evaporador.

(B) Os pressostatos so utilizados no lado de alta presso de um sistema de refrigerao para evitar a ocorrncia de presses muito baixas no condensador.

(C) A vlvula de expanso termosttica deve ser sempre utilizada em conjunto com uma vlvula solenoide nor-malmente aberta.

(D) A funo de um termostato de indicar variaes de presso e temperatura e fechar ou abrir contatos eltricos.

(E) Quando ocorre a queima da bobina de uma vlvula sole-noide, necessrio substituir o conjunto bobina+vlvula.