Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados .Departamento de Produtos Financeiros...

download Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados .Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados

of 24

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    219
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados .Departamento de Produtos Financeiros...

  • 1

    Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados

    DPDE

    rea de Apoio Cincia, Inovao, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT

  • PORTE DAS EMPRESAS/TIPO DE FINANCIAMENTO

    MENOR R$ 90 milhes Operao via agente

    DESCENTRALIZADO

    NO REEMBOLSVEL REEMBOLSVEL

    MAIOR R$ 90 milhes Operao direta FINEP

    CENTRALIZADO

  • INOVAO NAS EMPRESAS

  • Financiar empresas para aplicao no desenvolvimento de novos

    produtos, processos ou servios bem como o aprimoramento dos

    j existentes, inovao em marketing ou inovao

    organizacional, no ambiente produtivo ou social, visando ampliar a

    competitividade das empresas no mbito regional e at nacional.

    O Programa

    5

  • Financiamento Reembolsvel

    Objetivo:

    Financiar empresas no desenvolvimento e/ouaprimoramento de produtos, processos ouservios, bem como inovao em marketing ouinovao organizacional, no ambiente produtivoou social, visando ampliar a competitividade dasempresas.

    Porte ROB VALOR FINANCIAMENTO

    I - Micro e EPPs At 3,6 MMentre R$ 150 M e R$ 3 MM;

    II - Pequenas Empresas R$ 3,6 MM at R$ 16 MM

    III - Mdias Empresas R$ 16 MM at R$ 90 MM entre R$ 150 M e R$ 10MM;

    Pblico Alvo:

    Agentes Financeiros

    (Estaduais ou Regionais)

    6

  • Condies de Financiamento - Agente

    Valores da Linha de Financiamento e dos Projetos:

    Valor da linha: limite de at R$ 80MM por Agente Financeiro

    para o financiamento de projetos inovadores nas empresas;

    No caso de limite de crdito inferior ou igual a R$ 30 MM, pelo menos 70% dos recursos

    destinados s empresas dos portes I e II, e no mximo 30% para empresas do porte III.

    No caso de limite entre R$30MM e R$ 80MM, pelo menos R$ 21MM devero ser

    destinados s empresas dos portes I e II.

    O montante superior aos R$ 30 MM dever contemplar, preferencialmente, as

    empresas do porte III.

    7

  • Custo Financeiro:

    Taxa de juros final = TJLP porte I e II

    TJLP +1 porte III

    Taxa de servios: at 2% do valor total do financiamento para empresas de

    Porte I e II e de at 1% para empresas de Porte III.

    9

    Condies de Financiamento - Empresa

  • Garantias:

    SodefinidaspelosAgentesFinanceiros

    Condies:

    Taxa de servios:

    at 2% - Porte I e II at 1% - Porte III

    Participao FINEP:

    At 90% - Porte IAt 80% Portes II e III

    Garantias:O Agente Financeiro assume o risco do

    financiamento.

    Carncia: limitado 24 meses

    Prazo Total (Amortizao + Carncia) em at 96

    meses

    Execuo: at 24 mesesLiberaes Semestrais

    Ressarcimento dos gastos a partir da

    entrada do pedido no agente

    10

  • Tipos de Inovaes Apoiveis:

    INOVAO DE

    PRODUTO

    introduo de um bem

    ou servio novo ou

    significativamente

    melhorado.

    INOVAO DE

    PROCESSO

    implementao de um

    mtodo de produo ou

    distribuio novo ou

    significativamente

    melhorado.

    INOVAO ORGANIZACIONAL

    implementao de um novo

    mtodo organizacional nas

    prticas de negcio da empresa,

    organizao de seu local de

    trabalho e/ou suas relaes

    externas.

    INOVAO DE MARKETING implementao de um novo mtodo de

    marketing com mudanas significativas na concepo, posicionamento promoo ou fixao

    de preos do produto.11

  • O que pode ser financiado:

    EquipesOs salrios e encargos de funcionrios, que estejam dedicados integralmente ouparcialmente, podero ser contemplados pelo financiamento na medidaproporcional a hora dedicada;

    Obras Civis e InstalaesLaboratrios, plantas piloto , inclusive empresas a se instalar em parquestecnolgicos

    Equipamentos (nacionais e importados)Mesmo os utilizados para produo podero ser contemplados, se tiveremrelacionados e comprometidos com o resultado do projeto;

    Matrias-primas Inclui componentes de prottipos e plantas piloto;

    Compra de Tecnologia Somente de houver previso de transferncia ou a absoro da tecnologia;

    Servios de ConsultoriaInclui a contratao de terceiros para a elaborao da proposta e/ou gesto doprojeto, desde que restrita ao limite de 3% do total;

    Patenteamento e Licenciamento Inclusive no exterior

    Dirias e Passagens Inclusive no exterior

    Servios de Terceiros Servios Tcnicos

    Testes e Certificao Inclusive no exterior

    Treinamentos Inclusive no exterior

    Aquisio, concepo e desenvolvimento de softwares

    Incluindo Banco de Dados

    Comercializao Pioneira Despesas para colocao do produto no mercado 12

  • Quadro Geral Agentes Credenciados

    - 15 Agentes Financeiros j foram credenciados e j esto aptos a operar o programa;- A Agncia de Fomento de Mato Grosso encontra-se em processo de credenciamento;- O Estado da Paraba apresentou proposta e encontra-se em anlise.

    Nome do Agente Sigla Estado(s) de Atuao Status de Credenciamento

    Badesul Desenvolvimento S. A. - Agncia de Fomento RS BADESUL Rio Grande do Sul Credenciada

    Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul BRDE Paran, Rio Grande do Sul & Santa Catarina Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado do Rio de Janeiro S. A. AGERIO Rio de Janeiro Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado de Santa Catarina S. A. BADESC Santa Catarina Credenciada

    Agncia de Fomento do Paran S. A. FOMENTO PARAN Paran Credenciada

    Banco do Estado do Rio Grande do Sul S. A. BANRISUL Rio Grande do Sul Credenciada

    Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais S. A. BDMG Minas Gerais Credenciada

    Banco da Amaznia S. A. BASA AC, AM, AP, MA, MT, PA, RO, RR & TO Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado da Bahia S. A. DESENBAHIA Bahia Credenciada

    Agncia de Fomento de Alagoas S. A. DESENVOLVE Alagoas Credenciada

    Agncia de Fomento do Rio Grande do Norte S. A. AGN Rio Grande do Norte Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado de So Paulo S. A. DESENVOLVE SP So Paulo Credenciada

    Banco de Desenvolvimento do Esprito Santo S. A. BANDES Esprito Santo Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado de Pernambuco S. A. AGEFEPE Pernambuco Credenciada

    Agncia de Fomento de Gois S. A. GOIS FOMENTO Gois Credenciada

    Agncia de Fomento do Estado de Mato Grosso S. A. MT FOMENTO Mato Grosso Aprovada

  • PROJETOS

    5

    CONTRATADAS 24

    EM CONTRATAO 5

    EM ANLISE 43

  • PROJETOS CONTRATADOS

    5

  • PROJETOS CONTRATADOS

    5

    - VERIZ TECNOLOGIA LTDA R$ 2.000.000,00 * #- ENOX PUBLICIDADE S.A. R$ 3.760.000,00 * #- VTX BRASIL TECNOLOGIA, PARTICIPAES E HOLDING S.A. R$ 1.860.000,00 *- ONSET TELECOM ASSESSORIA E CONSULTORIA LTDA R$ 390.436,00 * #-ATD SHELTER INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - EPP R$ 320.000,00 *-PET CARE HOSPITAL VETERINARIO LTDA - EPP R$ 1.580.000,00 *-VIVIDVISION TECNOLOGIA LTDA. R$ 605.025,00-SOFTRACK SOLUCOES EM MONITORAMENTO LTDA R$ 775.858,00-PPI MULTITASK SISTEMAS E AUTOMAO LTDA R$ 2.900.000,00-FIT COMERCIO E INDUSTRIA DE EQUIP. ELETRONICOS LTDA R$ 1.300.000,00-INDUSTRIA E COMERCIO MECMAQ LTDA R$ 1.767.822,00-UNOUS ASSESSORIA EM TECNOLOGIA DA INFORMAO LTDA R$ 1.521.300,00

    -ARECO CONSULTORIA e TECNOLOGIA DE SISTEMAS LTDA R$1.300.000,00-CHOPP UP TECNOLOGIA E SERVIOS LTDA R$516.000,00-PCS SOFTWARE E SERVIOS LTDA R$ 918.953,00

    - # VISITA FINEP / * VISITA DE ACOMPANHAMENTO DSP

  • Plano de Fomento Estruturado-INOVACREDREDE DE PARCEIROS PARTICIPANTES

    4

    https://twitter.com/IEL_SP_estagiohttps://twitter.com/IEL_SP_estagio

  • Plano de Fomento Estruturado CLIENTES FINEP-SP

    11

  • Plano de Fomento Estruturado

    Nesta estratgia, atravs dos projetos cooperativos estabelecidos com as Universidades eICTs sero acessadas as empresas beneficiadas.

    No tocante EMBRAPII, o Programa INVACRED foi apresentado para as instituiesselecionadas (4 instituies em SP, conforme quadro abaixo), que manifestaram interesseem utilizar o Programa para financiamento da contrapartida das empresas. Soestabelecidos com essas instituies planos de fomento direcionados.

    3.Utilizando projetos cooperativos com ICTs e Universidades / EMBRAPII

    11

  • Perguntas para avaliao dos projetos

    I. A proposta est clara e objetiva ?

    II. Que tipos de inovao? Se h aprimoramento de produto / processo/servioQual os diferenciais em relao os atuais?

    II. Os desafios tcnicos a serem superados so significativos?

    III. H desenvolvimento de novas competncias (conhecimentos e habilidades) pela empresa com a execuo do projeto?

    IV. O projeto contribui efetivamente para a estratgia da empresa? H impacto significativo no mercado de atuao da empresa?

    V. Qual o ganho econmico do projeto? mensurvel? Outros benefcios ?

    VI. H consistncia nas informaes prestadas pela empresa?

    VII. O oramento e cronograma da proposta coerente com as atividades de inovao que sero desenvolvidas?

    32

  • Problemas Comuns na apresentao de Projetos

    Preenchimento incompleto e inadequado dos formulrios

    Encaminhamento da proposta na forma exigida (documentao)

    Enquadramento nas regras do programa (porte, valores,prazos e tens

    financiveis)

    Clareza na proposta (o que )

    Clareza e consistncia nas atividades/cronograma

    Oramento mal apresentado ( no incluir itens,incluir tens no aceitos)

    Fraca caracterizao da inovao (diferenciais do produto/processo/

    servio/tecnologia)

    Pouco impacto da inovao no negcio. Falta de mensurao

  • EXEMPLO tecnologia para o tratamento de cncer pele e de esfago

    Cronograma fsico/ atividades

    1 - Benchmarketing de equipamentos existentes /Relatrio da pesquisa

    realiza