DISPER software · poluição atmosférica - .DISPER software · poluição atmosférica Software

download DISPER software · poluição atmosférica - .DISPER software · poluição atmosférica Software

of 40

  • date post

    12-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of DISPER software · poluição atmosférica - .DISPER software · poluição atmosférica Software

  • DISPER software poluio atmosfrica Software para avaliar a poluio do ar no ambiente: impacto ambiental, engenharia ambiental, auditoria ambiental e gesto ambiental em geral.

    Software em Portugus para avaliar a uma rpida e fcil disperso de uma grande quantidade de poluentes do ar na atmosfera (CO, NO, CxHy, Cl, Pb, as partculas em suspenso ,...). Ela opera sob um ambiente Microsoft Windows 95 ou superior, e inclui um Manual do Usurio e de um curso introdutrio sobre a poluio atmosfrica em uma grande quantidade de dados de vrias fontes de emisses poluentes e seus efeitos sobre a sade eo meio ambiente. baseado no modelo numrico ISCST (Industrial Source Complex Short Term Model), da Environmental Protection Agency E.U. (APE). O modelo incorpora melhorias na concepo das fontes e em considerao dos efeitos do terreno.

    Mapa das concentraes de xidos de azoto (NOx) gerados pelas trs chamins industriais com 1 g/s NOx

    sob um vento de 5 m / s na direo E e terreno acidentado.

  • Algumas aplicaes de DISPER Ideal para estudos de impacte ambiental, auditorias ambientais e de gesto ambiental em geral, e para avaliar os potenciais efeitos de uma grande quantidade de fontes de poluio do ar, tais como: lareiras, rodovias e estradas, caminhos de ferro, ao ar livre aterros , Incndios florestais, dos movimentos de terrenos para construo, minas cu aberto, as aplicaes de pesticidas em culturas, ...

    Voc pode obter um modo rpido e simples, qualquer disperso de poluentes no ar (dimetro inferior a 10 microns): NOS, CO2, NO2, sulfatos, metais pesados, compostos inorgnicos, clorofluorocarbonos, dos poluentes secundrios, compostos inorgnicos, xidos, anidridos, metal poluentes, ozono, xido nitroso, benzeno, alcanos, compostos orgnicos, substncias organolpticas, dixido de carbono, amonaco, dixido de carbono, dixido de carbono, monxido de carbono, hidrocarbonetos, pesticidas, chumbo, o arsnio, clorofluorocarbonetos, pesticidas , compostos orgnicos volteis, fotoqumico, a chuva cida, smog, ...

    Mapa das concentraes de xidos de azoto (NOx) com 1 g/s NOx sob um vento de 5 m / s na direo E.

  • Para j existentes fontes poluidoras, faz com que seja possvel obter mapas das concentraes de poluentes que podem ser complementares s medidas efectivas estaes. As medidas esto em um nico ponto.

    Ele permite projetar o local em que iro produzir a simulao agindo interativamente com o usurio para que ele pode projetar estradas, chamins ,.... de acordo com seus efeitos ambientais.

    Permite que os estudos de risco em indstrias poluentes, j que pode avaliar a poluio sob condies extremas terica (emisso excessiva, ventos fixos ,...).

    AutoCAD

  • O software Canarina so uma ferramenta importante para estudos de impacte ambiental, no desenvolvimento de auditoria ambiental e gesto ambiental em geral. Eles podem ser utilizados para prever futuras poluio em um determinado local para fazer um estudo de impacto ambiental ou a obter mapas de poluio na zona.

    3D

  • Google maps

    Area fonte

  • Linha

    Vantagens DISPER fcil de usar, ideal para os no-especialistas. Ele gera mapas com as concentraes em nveis de poluentes a altura desejada e nvel superfcie do solo. As apresentaes podem ser exibidos atravs de linhas de concentrao constante ou atravs de um gradiente de cores.

    O cenrio, o ambiente e os resultados podem ser impressos ou armazenados em arquivos. O software trabalha com o Google Maps. As imagens na tela podem ser exportados como arquivos BMP que so facilmente utilizveis em muitas aplicaes como o Microsoft Word, Lotus Smatsuite, Adobe Photoshop, ...

  • Mapa de concentraes de monxido de carbono (CO) a 30 m acima do terreno para uma estrada passando pelo 300 veculos em uma hora sob um vento de 5 m / s na direo E

    No caso de ter pouca informao a partir da fonte, o Manual fornece dados como uma primeira abordagem para o estudo. O software integra um mdulo para estimar a estabilidade atmosfrica, se no temos dados precisos.

    Ns podemos avaliar os efeitos da poluio, a longo prazo, porque o programa permite a metade horas, dias, meses, ... alterando as condies ambientais e da poluio fonte.

    Permite exportar os resultados para a Microsoft EXCEL csv que pode ser importada para sistemas de informao geogrfica como Arcview.

    Permite obter mapas em planos XY (computador tela) e XZ (perpendicular tela).

    Ele pode trabalhar em dois modelos diferentes de clculo: o modelo clssico DISPER (Briggs o modelo que usa o ISCST da EPA) e do modelo da poluio do ar recomendados pela Unio Europeia directiva.

  • Dados

    Dados (fonte em um ponto)

    Refere-se a uma fonte poluidor em uma posio fixa no espao, e que pequena em relao ao tamanho da rea em que estamos a efectuar a simulao. Um exemplo poderia ser o de uma chamin de uma indstria e uma rea de vrios quilmetros. Os dados so os seguintes:

    Altura da fonte acima do solo (m): a altura da sada da chamin acima do solo. expressa em metros (m).

    Velocidade de sada do poluente (m / s): Trata-se da velocidade de sada do gs Chamin. O gs vai para o cu (direo Z). expressa em metros por segundo (m / s). As velocidades tpicas em chamins industriais so normalmente 15 m / s.

    Temperatura do gs: a temperatura do gs na enseada da Chamin. expressa em graus Kelvin (K), T (K). Para passar de Celsius para graus Celsius ou Kelvin, T (K) = t (C) +273. Onde t (C) a temperatura em graus Fahrenheit ou Celsius e T (K) a temperatura em graus Kelvin. Assim, uma temperatura de 00 C corresponde a uma temperatura de 273 K. A temperatura tpica de uma Chamin geralmente entre 140 C e 150 C.

  • Dimetro de Chamin (m): o dimetro (metros) a partir da Chamin. O dimetro mnimo de 0,01 m.

    Fluxo de sada do poluente: A quantidade de poluentes assunto que vem em um segundo. Este montante conhecido como fluxo. Ele vem expresso em gramas por segundo (g / s). Os valores dependem do poluente. Se o fluxo no conhecido, o programa permite a avaliao de uma forma fcil, em certos casos. preciso clicar sobre o boto ESTIMATIVA DE FLUXO.

    Taxa de decaimento do contaminante: uma quantidade que caracteriza-nos a perda do contaminante quando ela passa por algum tipo de processo qumico. Por exemplo, SO2 reage com a atmosfera para produzir cido sulfrico e de chuvas cidas. Este coeficiente dada em tempo-1. No nosso caso, na segunda-1 (1 / s). No caso de forma mais geral, quando no haja perda significativa por reao qumica, ser a ponderao de 0. No caso de SO2 (o que leva a chuva cida) 0.0000481 s-1.

    ESTIMATIVA DE FLUXO: preciso clicar sobre o boto:

    Sempre que possvel escolher o tipo de fonte (carvo, Fuel-Ole ,...), a potncia do motor diesel na caldeira ou vrios tipos de unidades e do poluente. Desta forma, e depois pressionando aceitar, fixado o fluxo. Voc pode modelar muitos mais poluentes aqueles listados aqui, siga as instrues do manual para estimar o fluxo.

    Linha poluente:

    Refere-se a um surto poluente localizada em uma linha reta ou curva e cuja espessura pequena em relao ao tamanho da rea em que estamos a efectuar a simulao. Um bom exemplo disso pode ser a de uma estrada, estrada, via frrea, . . . . Ao clicar sobre LINHA a opo do menu:

  • Voc pode introduzir vrias linhas com diferentes propriedades, bem como as vrias seces de uma mesma linha com caractersticas diferentes. Devemos ter em mente que o programa no pode ser apreciada simultaneamente chamins e estradas de uma s vez. Estradas tero em conta a topografia. Os dados so os seguintes:

    Fluxo de sada do poluente: A quantidade de poluentes assunto que vem em um segundo metro. Este montante conhecido como fluxo. Ele vem expresso em gramas por metro segundo (g / m s). Os valores dependem do poluente. Se o fluxo no conhecido, o programa permite a avaliao de uma forma fcil, em certos casos. preciso clicar sobre o boto ESTIMATIVA DE FLUXO.

    Taxa de decaimento do contaminante: uma quantidade que caracteriza-nos a perda do contaminante quando ela passa por algum tipo de processo qumico. Por exemplo, SO2 reage com a atmosfera para produzir cido sulfrico e de chuvas cidas. Este coeficiente dada em tempo-1. No nosso caso, na segunda-1 (1 / s). No caso de forma mais geral, quando no haja perda significativa por reao qumica, ser a ponderao de 0. No caso de SO2 0.0000481 s-1.

    ESTIMATIVA DE FLUXO: preciso clicar sobre o boto:

  • Sempre que possvel escolher o tipo de fonte (carvo, Fuel-Ole ,...), a potncia do motor diesel na caldeira ou vrios tipos de unidades e do poluente. Desta forma, e depois pressionando aceitar, fixado o fluxo. Voc pode modelar muitos mais poluentes aqueles listados aqui, siga as instrues do manual para estimar o fluxo.

    rea poluente Refere-se a um surto poluente localizada em uma rea e cuja espessura pequena em relao ao tamanho da rea em que estamos a efectuar a simulao. Ao clicar sobre REA a opo do menu:

    Voc pode introduzir vrias reas com diferentes propriedades, bem como as vrias seces de uma mesma rea com caractersticas diferentes. Devemos ter em mente que o programa no

  • pode ser apreciada simultaneamente chamins e reas de uma s vez. reas tero em conta a topografia. Os dados so os seguintes:

    Fluxo de sada do poluente: A quantidade de poluentes assunto que vem em um segundo metro metro Este montante conhecido como fluxo. Ele vem expresso em gramas por segundo metro metro (g / m^2 s). Os valores dependem do poluente. Se o fluxo no conhecido, o programa permite a avaliao de uma forma fcil, em certos casos. preciso clicar sobre o boto ESTIMATIVA DE FLUXO.

    Taxa de decaimento do contaminante: uma quantidade que caracteriza-nos a perda do contaminante quando ela passa por algum tipo de processo qumico. Por exemplo, SO2 reage com a at