E-Book TI Corporativa DOM Strategy Partners 2010

download E-Book TI Corporativa DOM Strategy Partners 2010

of 37

  • date post

    05-Jun-2015
  • Category

    Business

  • view

    1.851
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Nova coletânea de artigos da E-Consulting com os melhores artigos de 2009 sobre gestão corporativa de TI.

Transcript of E-Book TI Corporativa DOM Strategy Partners 2010

  • 1. TI Corporativa Melhores Anlises, Melhores Insights Uma coletnea de anlises, percepes e insights sobre temas relevantes para o mundo dos negcios.

2. ndiceLderes-Gestores de TI: Simplicidade no Complexo 3 A Governana de TI em um Mundo Globalizado 6Papel da TI na Construo de Valor das Empresas 10 Governana de TI e Governana Corporativa na MesmaPgina do Livro 13Da Eficincia em Gesto de Custos Lgica da Substituio Lucrativa17Uma breve histria dos tempos modernos: Os cortes abusivos em TI e Internet pesaro na retomada do crescimento 21CIO: Cuide do seu Jardim! 24 Negcios, Processos, TI: o trip de sustentao das corporaes 27 CIO Challenges 30O Paradoxo do Valor da TI... a TI como Sal 33TI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights 2 3. Lderes-Gestores de TI: Simplicidade no Complexo Para se coordenar vrias equipes ao mesmo tempo, trabalhando em projetos diferentes - uns mais simples e outros complexos, com tempos de execuo diferentes - e ainda assim fazer com que tudo saia no prazo estipulado e com o custo estimado, necessrio que o gestor de TI tenha acesso fcil e rpido a todas as informaes importantes para o andamento de cada projeto.A falta dessa coordenao pode gerar grandes custos operacionais para as organizaes, pois o grande desafio da gesto o conjunto de foras que agem no projeto, tais como o grande volume de demanda por informaes (quando disponveis, geralmente em diferentes formatos ou nveis de profundidade e confiabilidade), a capacidade de adaptao s mudanas de escopo do projeto demandadas pelo usurio e o modo de trabalho de cada cliente (interno ou externo).Dessa forma, a maneira mais rpida para se ter acesso s informaes necessrias para o sucesso de um projeto atravs da prpria tecnologia, dentre as quais podemosTI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights 3 4. citar algumas famosas, como EIS, KM, CRM, ERP, BI, Portais Corporativos, Intranets e Extranets. Sem dvida, essas tecnologias/ambientes/plataformas esto se tornando comuns e podem trazer quando associadas a modelos de uso e gesto maduros - resultados gerenciais muito positivos para as organizaes.Assumindo o pargrafo acima como verdade, podemos dizer que sistemas deste tipo podem resolver diversos problemas de qualquer organizao, inclusive no que tange gesto de pessoas; mas isso no verdade absoluta.Entendemos que a tecnologia, mecanicista por definio, nada mais que um meio e, como tal, ajuda a captar e gerar informaes com agilidade, a controlar variveis teoricamente complexas, a coordenar aes e entregas e a alcanar outputs, dentre outros. Entretanto, a tomada de deciso ainda prerrogativa humana. Em essncia, so as pessoas que desenvolvem e administram os projetos.Uma pesquisa realizada pela E-Consulting Corp., em Agosto de 2008 com 129 profissionais do setor de TI que tomam decises nas organizaes, mostra que 57% deles se valem mais do instinto - e no das informaes no momento decisivo, do que os modelos estruturados de informao. Em outras palavras, feeling, insights e experincia tendem a contar mais do que dados e conhecimento.Quando uma empresa contratada ou demandada a executar um projeto de TI, geralmente se organiza para poder entregar o maior resultado possvel com o menor nmero vivel de recursos, tempo e dinheiro, ou seja, equilibrar o ter melhor performance com o atender melhor ao cliente.Este um paradigma bsico, pois leva ao tradicional realizar mais com menos. E como bom paradigma, esta questo pode ser formulada em uma funo, dotada de seu ponto timo no caso, o de equilbrio mais lucro com maior satisfao do cliente , alcanado combinando e ponderando diversas variveis algumas externas, mais macro, outras relativas dinmica de cada empresa, outras de carter humano, culturais ou ainda intrnsecas ao projeto e sua natureza em si. Coordenar tudo isso e ainda extrair e entregar valor o que um gestor competente de projetos de TI deve ser capaz de fazer, quando coordena suas equipes e gerencia suas empreitadas.Os coordenadores de equipes precisam ter em suas mos equipes coesas e, ao mesmo tempo, heterogneas, ou seja, cada equipe tem que funcionar como uma orquestra, em que todos conheam seu papel e o que tem que fazer mas cientes de que so papis diferentes, com caractersticas, s vezes, incomparveis.Um bom exemplo para representar um bom gestor de TI compar-lo a um maestro, TI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights4 5. que no precisa aparecer, mas tem que fazer com que a equipe desempenhe afinadamente, sem maiores problemas.Para tanto, muitas vezes pelo meio de percepo no trabalho e o olhar aguado em outros pontos, mesmo que aparentemente sem qualquer relacionamento com a rotina, que o gerente essencialmente tcnico sai de cena e entre o gerente que precisa conhecer de negcios e de gente, com capacidade de gerenciar os recursos atravs das informaes captadas.Dessa forma, a liderana em TI est relacionada cada vez mais gesto de pessoas e de negcios, e no somente focada na tecnologia em si.http://www.e-consultingcorp.com.br/midia/ultimos-artigos/lideres-gestores-de-ti- simplicidade-no-complexo TI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights5 6. A Governana de TI em um Mundo Globalizado Em todo o mundo as empresas tm se preparado para a realidade inescapvel do mundo globalizado.A Governana de TI existe para definir como usar melhor tudo o que j existe (direta ou indiretamente) ligado TI na empresa, com vistas a facilitar e tornar transparente o processo de gesto tecnolgica neste contexto globalizado.A Internet tem sua funo bem definida, aproximando empresas localizadas em qualquer ponto do mundo de seus clientes, fornecedores, parceiros, etc, facilitando a interao e as transaes entre eles.Ocorre que, atualmente, a competitividade das corporaes est diretamente ligada eficcia e eficincia de seus processos operacionais; i.e., sua performance. E processos, cada vez mais so tecnologia.Assim, competitividade empresarial, de fato, passa por excelncia em performance tecnolgica e esta s possvel para as empresas que escolherem implementar os padres de metodologias e normatizaes capazes de garantir sua competnciaTI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights 6 7. execucional, tais como CobIT, ITIL e CMM, dentre outras.Como sempre, as grandes empresas, dos pases desenvolvidos, foram as primeiras a criar e a adotar esses padres e, por decorrncia, forarem o roll-out dos mesmos para toda sua cadeia de valor. Passaram ento a exigir que seus fornecedores, distribuidores, revendedores, etc se obrigassem a adotar os mesmos padres de nvel de performance e interoperabilidade, mais ou menos como aconteceu com o processo de qualidade, vide ISO 9000. Com seu poder de barganha, essas grandes empresas passaram a exigir de seus pares modelos processuais consistentes e previsveis como garantia de qualidade nos servios prestados.No h como negar que tenham sua razo. O grande reason-why dessas metodologias que sua implementao traz maturidade aos processos e, portanto, s reas que as adotam. As empresas brasileiras e o Brasil como um todo esto entrando nesse jogo, ato inexorvel, de forma um pouco mais lenta. Ainda hoje, no vasto o nmero de empresas genuinamente nacionais que vm adotando tais metodologias de normatizao de processos de forma integral, apesar de muito se falar sobre isso, principalmente na imprensa especializada.Mesmo com literatura razoavelmente escassa, algumas metodologias se difundiram de maneira mais rpida, inclusive pelo exemplo das companhias multinacionais aqui em operao. Algumas dessas metodologias foram o ITIL, CMM, CobIT, PMI e 6Sigma.Mas como podemos iniciar o processo de desenvolvimento de uma estrutura de Governana em TI numa empresa? Em muitas organizaes, este processo se inicia pela demonstrao do risco envolvido na falta de controle sobre a TI e seus impactos.A Governana de TI est lentamente se tornando prioridade. Imagine-se pilotando um avio em uma grande tempestade, sem nenhum equipamento tecnolgico funcionando? Como o piloto tomaria as decises referentes ao vo? Esta situao, hipottica, com certeza faria com que voc desejasse jamais entrar neste avio. Analogamente, como ento imaginar uma rea estratgica para os negcios da empresa, suportada pela TI, ser conduzida aos seus objetivos sem os instrumentos para direcionar as decises e aes necessrias? Estes instrumentos so efetivamente, e sem nenhuma dvida, indicadores qualitativos e quantitativos que permitem direcionar aes preventivas e corretivas, ajustando a rota das aes para garantir a obteno dos objetivos estratgicos especificados pelos acionistas e pelo corpo executivo.Mas como saber qual modelo processual deve ser aplicado? Como fazer para no ficar perdido no meio de tantos modelos e siglas? Como alinhar as estratgias da empresa TI Corporativa | Melhores Anlises, Melhores Insights7 8. s estratgias de tecnologia?Com tantas tecnologias assombrando a vida dos CIOs, torna-se difcil saber o que deve ser implementado e como se aplicar ao negcio a metodologia mais adequada ao seu modelo.Outro exemplo: cada vez mais fundamental se organizar a TI para alinhar as operaes da empresa s novas leis e prticas que possuem influncia global como, por exemplo, se verificou com a Sarbanes-Oxley, que gerou novas responsabilidades e sanes aos administradores, com o objetivo de coibir prticas contbeis irregulares, capazes de expor as sociedades annimas a elevados nveis de risco.No Brasil, essa lei se aplicou s empresas com aes negociadas nos mercados de capitais dos Estados Unidos, ou seja, multinacionais de capital americano e empresas brasileiras com aes naquele pas. No entanto, as responsabilidades criadas pela lei so de interesse de todas as empresas que queiram se atualizar sobre prticas rigorosas de gesto de riscos, que esto entraram em vigor nos Estados Unidos e que causaram ressonncia global.O CobIT, metodologia desenvolvida nos Estados Unidos e criada a partir de ferramentas de auditoria pelo Information Syste