Edição n° 055

of 3/3
[email protected] - @joaoradio João Garcia FALA DO PROFESSOR Wonghon [email protected] Tomaz DIRETO DO BUNKER Schwartzhaupt [email protected] | 51 983 45645 Kadu Guaibacar VIAMÃO ( 51 3492 6100 A gente faz muito MAIS por você. Na terça-feira da semana passada que tiver ao seu alcance para que o contribuindo no encaminhamento e no dia 23 de julho do corrente, Kadu atendimento do Sistema Unico de aprovação de seus Projetos. Schwartzhaupt, trabalha na Zona Saúde do município, obtenha mais Outro ponto que destacou, é o fato 11, setor de Oncologia do recursos junto ao governo do Estado e de que o Prefeito tem se empenhado a União, para valorizar os servidores, em criar o Plano de Carreira dos assumiu como vereador. seja através de melhorias salariais, Servidores do município, neste seja com treinamento, capacitação e ponto específico, acredita que poderá qualificação, proporcionando contribuir com seus conhecimentos condições para que o servidor esteja na área da Saúde. Relatou que cada vez mais habilitado para fazer o trabalhará diretamente com o Prefeito acolhimento aos municipes. para ajudar a construir um Plano de Outro detalhe que o vereador Carreira para os Servidores da Kadu, comentou que irá trabalhar colocou é sua satisfação de já ter Saúde do Município. diuturnamente para deixar sua marca desempenhado a função de Chefe de na Câmara, perguntamos qual seria Perguntei, qual frase o identificaria Gabinete do atual Prefeito, acredita sua área de atuação, ele não exitou, após seu curto mandato, ele falou: que esta relação é positiva e trabalha na área da Saúde, e fará tudo Serei o Vereador da Saúde!”. favorecerá o diálogo com o executivo Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA), Conversamos com o vereador e ele nos relatou que fará um mandato curto, apenas três meses, período que o vereador titular irá se afastar do mandato. Da Oncologia do Clinicas à Câmara de Vereadores. Foto:Mirtes Moreira 29 07 2014 002 055 VIAMÃO ESTA NESTA!
  • date post

    30-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Edição n° 055

Transcript of Edição n° 055

  • [email protected] - @joaoradio

    JooGarcia

    FALA DO PROFESSOR

    [email protected]

    Tomaz

    DIRETO DO BUNKER

    Schwartzhaupt

    [email protected] | 51 983 45645

    Kadu

    GuaibacarVIAMO( 51 3492 6100A gente faz muito MAIS por voc.

    Na tera-feira da semana passada que tiver ao seu alcance para que o contribuindo no encaminhamento e no dia 23 de julho do corrente, Kadu atendimento do Sistema Unico de aprovao de seus Projetos. Schwartzhaupt, trabalha na Zona Sade do municpio, obtenha mais Outro ponto que destacou, o fato 11, setor de Oncologia do recursos junto ao governo do Estado e de que o Prefeito tem se empenhado

    a Unio, para valorizar os servidores, em criar o Plano de Carreira dos assumiu como vereador. seja atravs de melhorias salariais, Servidores do municpio, neste

    seja com treinamento, capacitao e ponto especfico, acredita que poder qualif icao, proporcionando contribuir com seus conhecimentos condies para que o servidor esteja na rea da Sade. Relatou que cada vez mais habilitado para fazer o trabalhar diretamente com o Prefeito acolhimento aos municipes. para ajudar a construir um Plano de

    Outro detalhe que o vereador Carreira para os Servidores da Kadu, comentou que ir trabalhar colocou sua satisfao de j ter Sade do Municpio.diuturnamente para deixar sua marca desempenhado a funo de Chefe de na Cmara, perguntamos qual seria Perguntei, qual frase o identificaria Gabinete do atual Prefeito, acredita sua rea de atuao, ele no exitou, aps seu curto mandato, ele falou: que esta relao positiva e trabalha na rea da Sade, e far tudo Serei o Vereador da Sade!.favorecer o dilogo com o executivo

    Hospital de Clinicas de Porto Alegre(HCPA),

    Conversamos com o vereador e ele nos relatou que far um mandato curto, apenas trs meses, perodo que o vereador titular ir se afastar do mandato.

    Da Oncologia do Clinicas Cmara de Vereadores.

    Foto:Mirtes Moreira

    29 07 2014 002 055

    VIAMO ESTA NESTA!

  • Tera-feira | 29 de julho de 2014 Pgina 02

    Web TV...Navegando pelo Facebook, percebi que tem uma

    galera trabalhando forte para criar uma TV online. Gosto deste trabalho pioneiro, eu mesmo j me aventurei no meio televisivo, isto foi l em 2008, portanto, cinco anos a trs, conheo um pouco da rotina, principalmente de TV Comunitria, onde eu tive um espao por um certo tempo. Fazer televiso legal, porm cansativo, desgastante e caro.

    Quando tinha um espao no Canal 06 da Net, mais precisamente na POA TV, pude acompanhar tudo isto de perto, o pessoal se virava nos trinta,literalmente, como se diz. muito trabalho, produzir o vdeo, editar e publicar, mas o que a equipe buscava constantemete era a qualidade das imagens dos vdeos. No existia um padro de um programa para o outro, cada um se virava do jeito que dava, cada um fazia sua produo e entregava ao tcnico que s iria disponibilizar no horrio programado pelo canal.

    Gostei do trabalho dos pioneiros, Mario Dutra, Carlos Oliveira, Carlos Freitas e do Igor Ramos, pretendo contribuir com este time, porque o caminho que eles iro trilhar muito longo e rduo, mas se permitirem, caminharei junto.

    Acredito que este time est no caminho certo. S olhando os vdeos no face, j vem minha memria os tempos da PoA Tv, a correria em busca de melhores equipamentos para produzir vdeos com mais qualidade, a busca por patrocinadores, as permutas por materiais de consumo para que no faltasse nada nos estdios, enfim um desafio que eles esto abraando, mas se no desistirem colhero os frutos, alm claro de registrarem os acontecimentos de nossa cidade.

    Parabns galera, espero poder contribuir para que as coisas aconteam e para que o fardo fique mais leve se dividirmos entre mais pessoas para carregar, estou nessa!.

    Na rea da sade...Acabei caindo, na rea da sade, est sendo

    uma tima experincia, estou numa equipe comprometida, responsvel e muito aguerrida, onde cada um tem sua funo bem definida. Atendemos pessoas, pessoas que esto em busca de sade, de vida, e no medem esforos para conseguirem mais qualidade de vida durante seus tratamentos.

    Percebi que para atuar nesta rea, a pessoa tem que ser mais humana, diferentemente da poltica, onde poucas pessoas podem se dizer humanas e esto s em busca de poder, status e dinheiro. Aqui por enquanto, estou vendo pessoas em busca de sade, paz, e mais unio junto aos seus familiares.

    Aqui o valor maior para a vida e a sade, coisas que eu mesmo no valorizava, e posso dizer que nem sabia que existia. Me encontrei, ficarei por aqui.

    Kadu SchwartzhauptServidor Pblico

    Material que circula nas linhas de nibus da Regio MetropolitanaJornalista responsvel: Joo Lopes Garcia - MTB:E-mail: [email protected] - Fone: (51) 8572 5646

    7678

    DIRETO DO BUNKER

    Schwartzhaupt

    [email protected] | 51 983 45645

    KaduTera-feira, 29 de julho de 2014 | Ano 02 - n 055 | Regio de Viamo/RS | Distribuio Gratuita.

    Apadrinhamento Afetivotelefone, os interessados so chamados para entrevista. Aps a entrevista, h uma visita domiciliar. Passada essa etapa, os selecionados so convidados a participar de oficinas, com cinco encontros. S depois disso, se a pessoa realmente quiser apadrinhar afetivamente uma criana, que ela apresentada. Hoje o municpio possui a tutela de cerca de 45 crianas e adolescentes, entre cinco e 17 anos, destitudas de suas famlias e que podem ser apadrinhadas.

    O que o padrinho faz?Para ser padrinho, ou madrinha, no necessrio estar casado. Podem ser pessoas solteiras, maiores de 21 anos, que sero uma referncia emocional para estas crianas. Os encontros sero quinzenais, onde o

    A Secretaria Municipal de Cidadania e Assistncia apadrinhado ir passear e vivenciar o contato com uma Social est com as inscries abertas para o programa famlia. Elas podero passar com seus padrinhos as de Apadrinhamento Afetivo. O programa j existe no datas comemorativas ou um perodo das frias municpio h mais de cinco anos e apresenta resultados escolares. Temos comprovado que a autoestima destas positivos. Consiste em apadrinhar afetivamente crianas aumentam e o rendimento escolar melhora crianas e adolescentes que hoje esto sob a tutela do muito. Crianas e adolescentes com referncias municpio, em abrigo municipal ou em casas lares. concretas se tornam adultos felizes. J os adultos que Este programa permite que crianas e adolescentes, reconhecem a importncia desta troca afetiva com em acolhimento institucional, tenham outras seus afilhados do uma nova dimenso s referncias de vida, alm dos profissionais que com contribuies solidrias, encerra Belamar.eles convivem. Queremos que as crianas e adolescentes cresam tendo vnculo afetivo, tambm Hoje o municpio possui um acolhimento com algum em especial, construindo a sua institucional e oito casas lares. Os interessados em autoestima, mais seguras em seus relacionamentos participar do programa, que tenham disponibilidade sociais e afetivos, explica a secretria de Cidadania e de dar carinho e afeto, podem se inscrever pelo Assistncia Social, Belamar Pinheiro. telefone (51) 3485.1596.

    Mais informaes podem ser obtidas pelo e-mail A pessoa interessada em apadrinhar afetivamente [email protected]

    uma criana passa por algumas etapas antes do Fonte: www.viamao.rs.gov.brprimeiro contato. Feita a inscrio, que pode ser por

    [email protected] - @joaoradio

    JooGarcia

    Batata, deu o que eu falei!Como havia comentado na coluna anterior, o

    Grmio no venceu o Cricima, deixou de somar mais trs pontos, ficou com zero na rodada. E no querendo me gabar, mas tambm acabou empatando com o Fluminense, tudo muito previsvel.

    Dia 16 tem o Corinthians pela frente, no pode titubear seno acaba perdendo e ai como se diz:

    vai a gata com a sinta, mas meu palpite que vence o Corinthians com folga, at porque o time no anda nada bem no campeonato.

    Nesta rodada o Grmio ainda consegue se manter no G4, tem que caprichar, porque depois tem Grenal, e ai qualquer coisa pode acontecer, at mesmo ganhar.

    At que deu sorte!

    O Nutico acabou pagando o pato como se diz, o Inter descarregou 4x1 e melhorou seu saldo de gols e de quebra subiu na tabela, fez o tema de casa, e agora vai embalado para a prxima rodada, mas no Grenal aposto no Grmio, porque est mais organizado.

    Paulo MoreiraProfessor de Educao Fsica - Interino

  • Pgina 03

    Tomaz WonghonProfessor

    Acreditar em qu?J em 1968, Andy Warhol, dizia que "no futuro

    todo mundo ter 15 minutos de fama mundial". Muitos riram, muitos duvidaram mas hoje muitos amargam esta realidade proftica. Um espirro na esquina mais incgnita da cidade mais distante do pas mais desconhecido ganha celebridade instantnea com milhes de curtidas, ocupao de espao nobre em jornais televisivos de redes nacionais e pginas e pginas de revistas e jornais.

    Que falar ento de tragdias, crimes desde atentado vida e integridade a atentado a patrimnio privado ou pblico, ou mesmo crimes de omisso de gesto pblica? Pois a fama carimba tanto a voz melodiosa descoberta em corriqueiro concurso caa talentos quanto o vilo pblico descoberto em fraude. O preocupante disto tudo que a repercusso perdura o exato perodo entre o anncio e a vspera de novo anncio.

    Atenta nova fama a populao fica sem saber se a voz melodiosa segue carreira com sucesso e se o vilo foi recolhido cadeia. Esta banalizao dos fatos somada a impunidade corroe a credibilidade social que guarda a expectativa de penalizao do demrito e promoo do mrito. Claro que no de ignorar a facilidade como algumas situaes so produzidas e acolhidas neste processo. Mas, ainda assim, h que restaurar a credibilidade em instituies e valores que a sociedade guarda por geraes. Porque seno, perdemos todos.

    FALA DO PROFESSOR

    Wonghon

    [email protected]

    Tomaz

    Anuncie Aqui!51 8457 8902

    Aos Loucamente Apaixonados por Reinventarnecessrio sugeri mudana de p a l a v r a , c o n c o r d n c i a e t c . Corrigindo, sugerindo, mas nunca formulando.

    Entregaram o formulrio e passaram-se uns 30 dias at que receberam de volta e meu filho chegando em casa me falou: A profe devolveu o projeto! Curioso peguntei: E a?.

    Ele, meio desenxavido respondeu: Ela achou excelente mas disse: Pena que foi teu pai quem fez Engoli em seco, empalideci, fiquei ruborizado, a presso subiu, me virei e escondi a lgrima.

    No encontro seguinte, sempre l Aos Loucamente Apaixonados Por Ela poderia at duvidar, mas teria em casa porque ficava perto da Escola Reinventar A Cada Instante A Mgica que ter buscado informao antes de e as aulas terminavam ao meio dia (e Da Criao! agredir to impunemente a euforia desde o primeiro pedi que s viessem Do dia do Professor (a) guardo que cada um daqueles 3 alunos com autorizao de pai ou me) eles muitas lembranas, tantas quantas de estavam imbudos. Ela desacreditou foram taxativos. Queriam mesmo sala de aula. Mas hoje quero registrar de suas capacidades, desconfiou do investigar a preferncia dos alunos o dia com um fato recente, creio que carter. Ignorou um processo! A por marcas de refrigerantes, descobrir de 2011, o que leva a uma necessria decepo que eles demonstravam era se um teria maior dose de acar que reflexo. pattica.outros e relacionar isto com Preparava-me para almoar e meu Coitada! Primeiro porque fora obesidade. Achei fantstico. Claro

    filho, Adler chegava da Escola. incompetente ao introduzir o tema que os termos que estou usando aqui Conversamos e me contou que a sem explicitao e motivao. no so os mesmo que eles turma fora dividida em grupos para Segundo porque abdicou de utilizavam. Mas a idia, a busca de realizao de um trabalho para Feira acompanhar com os alunos os risos, a investigao, a gana de querer fazer, de Cincias. Perguntou-me se me alegria de descobrir, a sensao de eles mostravam intactas em meio a dispunha a ajuda-los. Indaguei que sentir-se autores do processo. Terceiro frases atabalhoadas.orientaes a professora havia dado. porque no se deu por conta de que o Lembrei-lhes que na srie em que Respondeu-me que nenhuma. Apenas pai a havia substitudo em seu papel estavam no dominavam, ainda, havia dito que no queria saber de (seno para toda turma mas, ao tcnicas de laboratrio, necessrias cons t rues de vu lces e menos, queles 3 alunos).para o trabalho. Disse, no entanto, que alarmes. Propus que trouxesse o Voc pode at estar surpreso(a) e em nada diminuiria o valor do grupo (mais 2 colegas) para uma me cobrar que registre o dia do trabalho se contassem com o auxlio c o n v e r s a . V i e r a m , t o d o s Professor (a) com este fato. Mas, de uma equipe laboratorial. Pronto, demonstravam o quanto haviam sido repare bem, o foco no a Prof., nem mais uma aventura, um desafio mal motivados. Conversei numa citei o nome dela. Que passe instigante. Contatei com uma amiga boa, falei da distino entre esquecido! O foco so os alunos, seus que Coordena um Laboratrio com construir algo e investigar algo. sentimentos, suas conquistas, suas investigao em alimentos. Contei a No deixei de dizer que algo bem decepes, seus avanos suas eles a notcia, vibraram! J queriam ir construdo com bom projeto tinha individualidades e construo de entrevista que ainda estava por ser tambm o seu valor. E descortinei as cidadania plena.marcada.possibilidades de investigao que no

    E quem mesmo professor (a) est J completamente motivados dia a dia eles poderiam explorar. me entendendo e sabe com que marcamos um novo encontro para Estavam a ponto de decidir. Pedi que cuidado devemos tocar a alma destas escrever o projeto. Haviam recebido fossem para casa e que voltssemos a vidas criaturas em formao que um formulrio a ser preenchido. Na conversar. Tnhamos tempo, era diariamente sentam na nossa frente . conversa procurei saber o quanto junho e tnhamos at setembro.

    sabiam do tal formulrio. No sabiam Com que carinho devemos No segundo encontro estavam nada, apenas que deveria per reconhece-los como indivduos (em ansiosos para definir o objeto de preenchido. Bom, comecei com tato a estgio diverso do nosso, bvio) aptos investigao. Conversamos sobre mostrar o que era um projeto. Falei a interaes de confiana, simpatia, vrias possibilidades: a velocidade de que no era mais que colocar no papel aprendizado, cada um a seu modo e crescimento do cabelo de alunas da o que iriam fazer, quem iria fazer (eles em seu tempo.Escola, preferncia dos alunos sobre prprios e quem mais estivesse refrigerantes da cantina e quantidade com esta viva sensao de troca e envolvido), que objetos ou materiais de acar neles, verificao de convico na Educao como criao enfim iriam utilizar, se teria algum existncia de acar em erva para coletiva que registro este dia e abrao custo e de que maneira iriam realizar o chimarro, e outras curiosidades que professores que tive, professores de trabalho. Um deles me disse: Ah tio, eles prprios elucubraram durante quem fui colega e especialmente ento isto? No contive a recreio e horas livres. Fiquei alunos com quem tive a oportunidade gargalhada e emendei: Viu como entusiasmado e eles mais ainda. Ainda humana de interagir, crescendo e fcil?.assim combinei novo encontro e pedi ajudando a crescer.

    Eles aos poucos iam redigindo as que pensassem muito sobre as frases para resposta aos itens do alternativas que haviam levantado.formulrio e claro, sempre que

    Texto redigido no dia 15 de outubro de 2013, pelo Professor Tomaz Wonghon.

    Tera-feira | 29 de julho de 2014

    Pgina 1Pgina 2Pgina 3