Ensaios de Vedação Facial - FIT TEST - Vedação dos Respiradores -Um dos fatores mais críticos...

Click here to load reader

  • date post

    17-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    197
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Ensaios de Vedação Facial - FIT TEST - Vedação dos Respiradores -Um dos fatores mais críticos...

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Ensaios de Vedao Facial - FIT TEST -
  • Slide 3
  • Vedao dos Respiradores -Um dos fatores mais crticos para seleo -No uma caracterstica avaliada para conferir o C.A. -Capacidade intrnseca de vedao varia com o modelo, desenho e fabricante
  • Slide 4
  • NR 15 Operaes insalubres: -aquelas que se desenvolvem acima dos LT previstos no mesmo documento. Eliminao ou neutralizao da insalubridade: -adoo de medidas de ordem geral que conservem o ambiente de trabalho dentro dos limites de tolerncia, -com a utilizao de equipamento de proteo individual.
  • Slide 5
  • IN N1 de 11 de Abril de 1994 2 Para a adequada observncia dos princpios previstos neste artigo, o empregador dever seguir: -disposto nas NRs -recomendaes da FUNDACENTRO contidas no "PROGRAMA DE PROTEO RESPIRATRIA - RECOMENDAES, SELEO E USO DE RESPIRADORES" -Normas Brasileiras, quando houver, mbito CONMETRO.
  • Slide 6
  • Protocolo para Administrao do PPR
  • Slide 7
  • Conjunto de medidas prticas e administrativas Devem ser adotadas por toda empresa onde for necessrio o uso de respiradores obrigatrio desde 15 de agosto de 1994 Instruo Normativa N-1 de 11 de Abril de 1994 IN/ PPR Pargrafo 1.1 IN/ PPR Pargrafo 1.1 -PPR-
  • Slide 8
  • - Visa o controle de doenas ocupacionais provocadas pela inalao de poeiras, fumos, nvoas, fumaas, gases e vapores. -Apresenta recomendaes para elaborao, implantao e administrao de um programa de como selecionar e usar corretamente os equipamentos de proteo respiratria -PPR- IN/ PPR Pargrafo 1.1 IN/ PPR Pargrafo 1.1
  • Slide 9
  • 1. Poltica da empresa 2. Objetivos e alcance 3. Definio de responsabilidades 4. Procedimentos (rotina/emergncia) por escrito 5. Avaliao da exposico 6. Critrios para seleco dos equipamentos 7. Avaliao mdica dos usurios 8. Ensaios de Vedao 9. Capacitaco e treinamento 10. Inspeo, manuteno, guarda 11.Registros 12. Auditorias Estrutura do PPR
  • Slide 10
  • Por que realizar Ensaio de Vedao ? Objetivo Primrio: -Verificar se o usurio foi treinado quanto ao uso correto de respiradores (colocao e vedao) Objetivo Secundrio: -Identificar o tamanho ideal da pea facial
  • Slide 11
  • Por que realizar Ensaio de Vedao ?
  • Slide 12
  • Fator de Proteo Atribudo
  • Slide 13
  • Verificao X Ensaio A VERIFICAO DE VEDAO um ensaio rpido, feito pelo usurio, antes de entrar na rea de risco ou a cada novo ajuste do respirador, na prpria rea, sem o uso de agentes qumicos. O ENSAIO DE VEDAO feito numa sala, fora da rea de risco, onde uma pessoa espalha um agente qumico ao redor do rosto do usurio e observa suas respostas.
  • Slide 14
  • Verificao da Vedao teste de presso negativa teste de presso positiva
  • Slide 15
  • Ensaios de Vedao Devem ser realizados: -em todos os usurios de respiradores -frequncia mnima anual Devem ser repetidos: -mudana de 10 % ou mais no peso corpreo -ocorrncia de cicatrizes na rea de vedao -alterao na arcada dentria -cirurgia reconstrutiva
  • Slide 16
  • No devem ser realizados: -em usurios que apresentem plo facial que interfiram na vedao da pea facial - que no sofreram avaliao mdica ou que no foram considerados aptos durante a avaliao Ensaios de Vedao
  • Slide 17
  • Tipos de Ensaios de Vedao -Ensaio de Vedao Quantitativo - Ensaio de Vedao Qualitativo
  • Slide 18
  • Ensaio de Vedao Quantitativo: - uma medida da eficincia da vedao, alcanada pelo uso de uma cobertura das vias respiratrias -resultado expresso pelo quociente entre a concentrao do agente de ensaio no ambiente e a concentrao do agente dentro da cobertura das vias respiratrias Ensaios de Vedao
  • Slide 19
  • Equipamento Utilizado: PORTACOUNT (TSI) Ensaio de Vedao Quantitativo
  • Slide 20
  • Ensaio de Vedao Qualitativo: - uma medida,subjetiva da eficincia da vedao -o resultado do tipo aprova/reprova, baseado na resposta sensorial ao agente de ensaio Ensaios de Vedao
  • Slide 21
  • Agentes de ensaio: -substncia existente no ambiente externo cobertura das vias respiratrias, que possibilite a avaliao de sua concentrao; -Sacarina, Acetato de Isoamila, Fumos Irritantes, Bitrex Ensaio de Vedao Qualitativo
  • Slide 22
  • Filtros x Ensaios Qualitativos -Sacarina, Bitrex: filtros mecnicos P1, P2 ou P3 -Fumos Irritantes: filtro mecnico P3 - Acetato de Isoamila: filtro para vapor orgnico - VO
  • Slide 23
  • Ensaio de Vedao Qualitativo Kit 3M FT-10 Kit 3M FT-30
  • Slide 24
  • Os equipamentos de presso positiva que possuem ajuste facial devem ser regulados para purificadores de ar de presso negativa com filtros; Deve-se fazer as verificaes de vedao pelo teste de presso positiva e/ou negativa; Presso Positiva
  • Slide 25
  • Tipos de Respiradores X Ensaio de Vedao
  • Slide 26
  • SIM
  • Slide 27
  • Slide 28
  • NO
  • Slide 29
  • SIM
  • Slide 30
  • NO
  • Slide 31
  • Procedimento de ensaio AEROSSOL DE SOLUO DE SACARINA OU BITREX
  • Slide 32
  • INFORMAES GERAIS Detalhadas no PPR Anexo 5
  • Slide 33
  • Escolha da cobertura das vias respiratrias pelo usurio Orientar brevemente o usurio de como se coloca e posiciona a cobertura das vias respiratrias ; Todos os ajustes devem ser realizados pelo usurio sem assistncia ou ajuda ; A pessoa no pode fumar nos 30 minutos que precedem o teste;
  • Slide 34
  • A pessoa que se submeter ao teste no dever comer, beber, mascar gomas ou balas pelo menos 15 minutos antes do teste; A escolha deve ser realizada num ambiente diferente daquele onde se realizar o ensaio de vedao; Escolha da cobertura das vias respiratrias pelo usurio
  • Slide 35
  • Ensaio de Vedao Qualitativo
  • Slide 36
  • Antes de iniciar o ensaio, o usurio deve receber informaes completas sobre todo o ensaio de acuidade do paladar, bem como sobre todos os procedimentos do ensaio de vedao. Procedimento de ensaio
  • Slide 37
  • Ensaio de Acuidade Paladar realizado com a finalidade de determinar se o usurio consegue detectar o sabor da sacarina/bitrex em baixas concentraes. O ensaio no deve ser realizado se o usurio comer ou beber, pois provvel que no consiga detectar o sabor da sacarina/bitrex.
  • Slide 38
  • Ensaio de Acuidade Paladar O usurio dever colocar o capuz e respirar com a boca ligeiramente aberta com a lngua estendida; Usar um nebulizador, onde a pessoa que conduz o ensaio deve nebulizar a soluo de sacarina/bitrex dentro do capuz
  • Slide 39
  • Ensaio de Acuidade Paladar Dar 10 bombeadas rapidamente e perguntar pessoa, se est sentindo o gosto da sacarina/bitrex; Se a pessoa sentir o gosto da sacarina/bitrex: interromper o ensaio de acuidade e anotar o nmero 10 (independente do nmero de bombeadas em que ele percebeu o sabor).
  • Slide 40
  • Ensaio de Acuidade Paladar Se a resposta for negativa (no sentiu o gosto): Bombear rapidamente mais 10 vezes e repetir a pergunta Se a resposta for negativa: Repetir o procedimento acima, at no mximo com 30 bombeadas Anotar o nmero de bombeadas
  • Slide 41
  • Ensaio de Vedao no Respirador escolhido Enxaguar a boca; O usurio deve colocar o capuz quando j estiver usando o respirador equipado com filtro mecnico classe P1, P2, P3 ou uma pea semifacial filtrante PFF1, PFF2, PFF3
  • Slide 42
  • Ensaio de Vedao no Respirador escolhido O usurio deve respirar com a boca ligeiramente aberta, com a lngua para fora e ficar atento a percepo do sabor da sacarina/bitrex. Utilizar a mesma tcnica empregada no ensaio de acuidade de paladar e o mesmo nmero de bombeadas (10,20,30). OBS: Enquanto o aerossol gerado, o usurio deve executar, durante um minuto, cada exerccio previsto.
  • Slide 43
  • EXERCCIOS Respirar normalmente; Respirar profundamente; Mover a cabea de um lado para o outro; Mover a cabea para cima e para baixo; Falar (Ler um Texto); Curvar-se ou corrida lenta; Respirar normalmente;
  • Slide 44
  • Ensaio de Vedao no Respirador escolhido Para manter uma concentrao de aerossol adequada durante este ensaio, dar a cada 30 segundos, a metade do nmero de bombeadas utilizadas no ensaio de sensibilidade de paladar (5,10,15); O usurio deve avisar ao operador do ensaio o instante em que sentir o gosto da sacarina/bitrex.
  • Slide 45
  • Ensaio de Vedao no Respirador escolhido Se no perceber o sabor doce/amargo, o respirador est aprovado; Os resultados devem ser registrados em formulrio que contenha no mnimo: Nome e assinatura do usurio Data do ensaio Observaes(uso culos, cicatriz...) Caractersticas do respirador(fabricante, modelo, tamanho...) Nome do instrutor. Os formulrios devem ser arquivados.
  • Slide 46
  • Slide 47
  • Elementos de um bom programa Treinamento do Condutor dos Ensaios: -Necessidade e importncia do ensaio -O que deve e no deve ser feito -Como colocar e vedar corretamente um respirador -Habilidade para determinar motivo da falha de um indivduo durante o teste
  • Slide 48
  • Vedao dos Respiradores Fato: -Usurio submetido ao ensaio de vedao alcana nvel de proteo respiratria maior que os que no se submeteram. Motivo: -Conceito do ensaio de vedao que checa compatibilidade do formato do rosto com o respirador, avalia e treina o usurio quanto a colocao e uso corretos.
  • Slide 49
  • OBRIGADA! Glaucia Gabas [email protected] F: 19-3838 7340 Disque Segurana 0800 0550705