Equilibrio endeavor

of 77/77
E esse tal de equilíbrio? Como harmonizar pessoas e resultados nos negócios André Dametto 16 de junho de 2010
  • date post

    29-Jun-2015
  • Category

    Business

  • view

    1.546
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Palestra realizada em 16.06.10 na Endeavor, SP, sobre a importância da gestão com equilíbrio para a sustentabilidade das organizações e a satisfação de Vida das pessoas.

Transcript of Equilibrio endeavor

  • 1. E esse tal deequilbrio? Como harmonizar pessoas eresultados nos negcios Andr Dametto 16 de junho de 2010

2. Vamos fazer uma enquete Quem est alcanando asmetas propostas no trabalho? Quem est satisfeito com otempo dedicado ao trabalho? Quem est satisfeito com osresultados alcanados E como tempo dedicado aotrabalho? 3. Mensagem PrincipalO desafio na gesto contempornea o equilbrio na gerao de resultados que satisfaam os diversos stakeholders do seu negcio, incluindo voc.Como voc e seu negcio esto diante desta gesto com equilbrio? 4. Roteiro Equilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!E o que a Gesto com Equilbrio?Como equilibrar a Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 5. SituaoAs organizaes, comseus processos eprodutos, afetam clientes, acionistas,colaboradores e a comunidade. 6. Complicao As organizaes,Entretanto os modelos com seus processostradicionais de gestoe produtos, afetam ainda so funcionais e clientes, acionistas,preconizam acolaboradores e a satisfao de algum comunidade. pblico especfico. 7. E assim, muitas organizaes deixam ora de satisfazer seus clientes... 1987 20002010 8. ... ora seus acionistas... 2008 2009 2010 9. ... ora seus colaboradores... 20062006 2010 10. Algum se reconhece?9 11. Dados recentes Brasil mu o sseexe ndo egudo res nosc e n ab alha alguns pocaS u t iv o m n d o p a 40 0 tr ana, ista seg perd s co mer s dorve m o3 00 e o na F te: Re 0.Strun do para burn dere or anon1 Ent p io s. F o de 20 ess a In o Ja out te.d amtrh M Ass ana rnati o,ps uici s escri ios, Junoci gem onario egcprpNati on ent l. Segundo um estudo recente da empresa de consultoria Towers Watson com22 mil trabalhadores, cerca de metade da amostra admite no estar satisfeitaem suas atividades profissionais, embora a maioria assegure no ter intenode buscar emprego no momento.10 12. ... e tambm a comunidade impactada. 2006 2007 2010 11 13. Os modelos tradicionais de gesto ainda so funcionais e preconizam a satisfao de algum pblico especfico. 14. ConclusoEntretanto osAs organizaes, Precisamos evoluir modelos tradicionaiscom seus processos de gesto ainda soa gesto atual de um e produtos, afetamclientes, acionistas, funcionais e modelo funcionalpreconizam apara um modelo colaboradores e a satisfao de algum sistmico.comunidade.pblico especfico. Esta viso integrada ser muito importante para acompetitividade dos negcios. 15. O Todo e as Partes A fora de uma cadeia est em seu elo mais fraco. 16. A integrao do todo gera resultados que no existiriam com a otimizaoO Todo e as Partes restrita das partes. 17. RoteiroEquilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!E o que a Gesto com Equilbrio?Como equilibrar a Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 18. No curto prazo, as organizaes que investem em sustentabilidade empresarial tm um retorno menor no seu valor financeiro... Fonte: Bovespa & IBGC. 19. ... entretanto, no longo prazo, as organizaes que adotam um modelo de gesto com equilbrio tm um crescimento maior no faturamento. Fonte: Serasa & FPNQ 2007 20. O mundo da Gesto repleto de conceitos hard, ou seja, assertivos, objetivos, concretos, e racionais. Metas Anlise Prazos Lgica Nmeros Indicadores Donos Recursos Detalhes Estratgia Demisses Follow ups 21. Entretanto percebemos a relevncia crescente de conceitos soft, ou seja, subjetivos, abstratos e emocionais.Ser humano ncias SoIde n ho iasriEx pe Su sten tabilid Emadeoe s rk s esmario ove sa bL iln quE sp i r i t u a lSe E 22. Seguindo a tendncia contempornea, a gesto mashup equilibrar cada vez mais os lados hard e soft na administrao de resultados e pessoas. So n ho Metas ia s Donos Id e IndicadoresEm Recursos o Lgicae s ade nta bilidSu ste 23. Pesquisas indicam que a questo do equilbrio est na pauta estratgica da Gesto de Pessoas nas organizaes... altaTransformando RH numparceiro de negcio Gesto de talentosDesenvolvimento delideranaGesto damudanaGesto do equilbrio Recrutamento e e da cultura para seleo deGesto da transformao Trabalho vida pessoal executivos performanceGerenciamento Tornandose uma gerenciallearningdemogrficoorganization Gesto da globalizao Gesto da diversidade ReestruturaoFortalecendo oGesto da responsabilidade social organizacionalcomprometimentoGesto da performance dosempregadosAprimoramento de Compartilhamento deprocessos de RH servios e outsourcing de baixaRHalta baixaFonte: Boston Consulting Group, 2008 24. ... e tambm na agenda dos profissionais. 25. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 26. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 27. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 28. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 29. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 30. Mais que uma opo, a implementao da Gesto com Equilbrio se tornar uma necessidade. 31. RoteiroEquilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!E o que a Gesto com Equilbrio?Como equilibrar a Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 32. O debate sobre equilbrio no recente. Desde a Gesto pela Qualidade Total j se defendia a satisfao de diversos agentes. Mercado ConsumidorPRODUTOS Mercado EmpresaFinanceiroBensProcessos FimServiose de Apoio ExperinciasMercado de Trabalho Sociedade 33. Entretanto foi o conceito de Sistema de Gesto que efetivamente proporcionou o alcance de resultados surpreendentes nas organizaes.Fonte: Falconi, 2009 34. Entretanto foi o conceito de Sistema de Gesto que efetivamente proporcionou o alcance de resultados surpreendentes nas organizaes.ETO Fonte: Falconi, 2009 35. Sendo assim, a Gesto com Equilbrio aquela que gera resultados que satisfaam diversas pessoas, utilizando elementos hard e soft.E T O 34 36. A grande sabedoria entender que o caminho do equilbrio no significa ser mediano. 37. Encontrar o DNA do seu negcio a dica fundamental para promover o equilbrio que no torna seu negcio mediano.Solues ProcessosPessoasFonte: Nbrega, 2009 38. Definido este DNA, o negcio deve valorizar ingredientes mais hard ou mais soft, considerando tambm seu estgio de desenvolvimento.Novo Crescimento55 MaturidadePlano 5:4Negcio reposicionado Neg Estratgia para oEstratCrescimentoreposicionamentoPlano 4: 3Reinveno doReinven Plano 3:negcio negIdeia:Ideia: Start-up Start- Conceito do(incio da(in Estratgia de Estratgia para Estrat Estrat negcio neg organizao)organiza sustentao do um novo ciclosustentanegcioneg 12Plano 1: Plano 2:Estratgia deEstrat Formulao daFormula entrada estratgia de estrat crescimento 39. Viver como andar de bicicleta: preciso estar em constante movimento para manter o equilbrio. Albert Einstein 40. Grande parte do xito na Gesto se deve obedincia ao mtodo, que um caminho que norteia o equilbrio entre o caos e a ordem. Padronizar eLocalizar ProblemasTreinar no 81 e estabelecer Metassucesso Tomar Ao 7 2 A P Estabelecer Corretiva no Insucesso Plano de Ao C D3Educar eTreinar a Mudana Verificar o 64Conduzir aExecuo do alcance das metas 5Plano Coletar dados da execuoFonte: Adaptado de Falconi, 2009 41. Para sustentar as melhorias, deve haver um equilbrio entre projetos de melhoria e de estabilizao no sistema. 42. RoteiroEquilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!E o que a Gesto com Equilbrio?Como equilibrar a Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 43. Resultados so gerados por pessoas, que por sua vezes possuem (ou no) competncias para tal. IndivduoAUTORIDADERESPONSABILIDADE POTENCIAL MENTALFONTESCOMPETNCIARESULTADOS RESULTADOSDEMANDAMOTIVAOFonte: Falconi, 2009 44. O principal motivo de desequilbrio em negcios e pessoas a diferena entre os nveis de desafio planejado e de competncias dos agentes. DESAFIOCOMPETNCIA 45. Na Gesto com Equilbrio existe um contrato entre os desafios do negcio e as competncias e expectativas dos agentes envolvidos.Competncias eexpectativas dosagentesDesafios do negcio 46. Alcanar resultados com equilbrio balancear os desafios do negcio e as competncias dos agentes. H trs grupos de competncias. Liderana e Qualidadede VidaRESULTADOSCOMEQUILBRIOMtodo e Conhecimento Ferramentas e TecnologiasFonte: Dametto, 2010. Adaptado de Falconi, 2009 47. O desenvolvimento de uma competncia tem um caminho lgico e tambm equilibrado.ConhecimentosAtitudes HabilidadesAquisio de conceitos, e Posturas eAptido e potencial mental tcnicas e tecnologias comportamentos para realizar (O QUE FAZER) (POR QUE FAZER)(COMO FAZER) ConhecerQuererPoderAplicao Resultados Fonte: Dametto, 2008 48. Para cada elemento de competncia sugerida uma metodologia, compondo um blend gerencial, de acordo com a maturidade na competncia.Conhecimentos AtitudesHabilidadesAquisio de conceitos, e Posturas eAptido e potencial mental para tcnicas e tecnologias comportamentosrealizar (O QUE FAZER) (POR QUE FAZER)(COMO FAZER) TreinamentoCoaching ConsultoriaDiagnstico Qual o blend que voc est demandando? Fonte: Dametto, 2008 49. Vamos praticar: vamos escolher um sistema cujo equilbrio ser analisado.48 50. Na Gesto com Equilbrio tambm recomenda-se balancear os perfis de profissionais existentes na organizao.(SE) (SD) AnalticoSintticoQuantitativoImaginativo Analtico ConceitualTcnico Inovador CrticoIntuitivo EfetivoHolsticoLgicoVisual DetalhadoSensao OrganizadaSensorial SeqencialEspiritual EstruturalEmocionalConservador Cinestsica Previsto InterpessoalAdministradorColaborador(IE) (ID)Fonte: Ned Herrmann 51. O equilbrio tambm est presente nas melhores negociaes, balanceando as vises das diferentes partes envolvidas no conflito. 4a posio 3a posio1a posio2a posio 52. AplicaoDivida a turma em dois grupos com posies opostas em relao a algum tema polmico (ex. aborto, eutansia,cotas nas universidades). Utilize o Mtodo Synectics para resolver a questo e aprender com um novoponto de vista. 53. Flexibilidade de estiloNada to desigual do que tratamento igual para pessoas desiguaisEdgar Schein 54. O equilbrio tambm orienta o modelo de Liderana Situacional, dosando o foco em resultados e pessoas, a partir de sua maturidade. LDER PACFICOFOCO EM PESSOASLDER AUTORTRIOFOCO EM PROCESSOS ERESULTADOSFonte: Estilos de Liderana Blake and Mouton 55. RoteiroEquilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!E o que a Gesto com Equilbrio?Como equilibrar a Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 56. Em 2007 realizei uma pesquisa de mestrado sobre a hiptese de o equilbrio pessoal e profissional ser uma varivel relevante para a satisfao de Vida.Fonte: Dametto, 2007 57. Os dados da pesquisa mostram que, para os respondentes, a satisfao percebida na Vida superior satisfao percebida nas vivncias. Fonte: Dametto, 2007 58. Os dados indicam uma relao positiva entre a satisfao na Vida e nas vivncias pessoais mais forte do que em relao s vivncias profissionais.Satisfao VIDA x Satisfao VPESSatisfao Vida x Satisfao VPRO120120100100 Satisfao Vida80Satisfao Vida80 606040402020 00020 40 6080100 120 020 40 6080100 120Satisfao Vivncias Pessoais (VPES) Satisfao Vivncias Profissionais (VPRO)Fonte: Dametto, 2007 59. Antes de apresentar as prximas concluses, cabe apresentar os trs modelos de Sumer & Knight (2001). Extravasamento (ou spillover) a satisfao em um domnio afeta a satisfao no outro. a hiptese de correlao positiva. Compensao a satisfao em um domnio concorre com a satisfao no outro. a hiptese de correlao negativa. Segmentao enfatiza a separao entre estas esferas. a hiptese de ausncia de correlao. 60. Na amostra pesquisada, a maioria dos respondentes percebeu-se no modelo de Extravasamento de Sumer & Knight (2001).Extravasamento - 34Compensao - 6Segmentao - 1 Fonte: Dametto, 2007 61. Uma futura pesquisa com uma amostra mais abrangente poderia buscar qual modelo de equilbrio mais relevante para a satisfao de Vida.Fonte: Dametto, 2007 62. A amostra de 41 respondentes indica que existe uma relao entre a percepo de equilbrio e a satisfao na Vida em geral. Satisfao Vivncias Pessoais e Percepo de Equilbrio Satisfao VPES e Percepo de Equilbrio ANTES Satisfao Vivncias Profissionais e Percepo deSatisfao Vivncias DEPOIS Profissionais e Percepo deSatisfao nas Vivncias PessoaisSatisfao deEquilbrio ANTES de Equilbrio ANTESVida e PercepoSatisfao nas Vivncias ProfissionaisSatisfao de Vida e Percepo de Equilbrio DEPOISEquilbrio DEPOIS Satisfao nas Vivncias Pessoais120 Satisfao nas Vivncias Profissionais100 120 120 80 100 120 100 120 60 80 10012080 100Satisfao de Vida 4060 80100 Satisfao de Vida60 80 2040 60 8040 20 600 20 40 60400 0 20 4020 40 6080 100 120 0 20 00 20 Percepo de Equilbrio Antes da Reflexo de Horas4060801001200020 20 Percepo40 Equilbrio Depois da Reflexo de Horasde6080100 120 0 0 20 Percepo de Equilbrio Antes da Reflexo de Horas40 6080 100 1200 20 Percepo 40 Equilbrio Depois da Reflexo80 Horasde 60 de100 120 020 Percepo40 Equilbrio Antes da Reflexo de Horas de6080 100 120 Percepo de Equilbrio Depois da Reflexo de HorasFonte: Dametto, 2007 63. Na pesquisa foram obtidos relatos relevantes para as organizaes. Importncia da insero na Estratgia Apoio da Alta Direo Programa de Gesto da Mudana Importncia de mtodo e indicadores Alta relao com os processos de Gesto de Pessoas Alta relao com as lideranas locais 64. Na pesquisa foram obtidos relatos relevantes para os indivduos. Disciplina Auto Planejamento conhecimentoFonte: Dametto, 2007 65. RoteiroEquilbrio, como assim?Nada de romantismo. Agenda!Afinal, o que Gesto?Como equilibrar esta Gesto?E voc, por onde comear?Concluso 66. Resumindo: na Gesto com Equilbrio existe uma dupla atuao: organizao e indivduos.ORGANIZAOINDIVDUO1.Diagnosticar seu nvel atual de1.Diagnosticar seu nvel atual dematuridade gerencial equilbrio pessoal2.Identificar seus problemas crticos2.Identificar seus problemas crticos3.Definir e desdobrar metas de 3.Definir e desdobrar objetivos de Vidasustentabilidade para todos os agentes em diversos campos (afetivo,do negcio acadmico, profissional, espiritual, etc)4.Adequar as competncias dos4.Adequar as competncias que levaroresponsveis atrelando-as s metas ao alcance destes objetivosdefinidas5.Implementar aes para o alcance de5.Implementar aes para o alcance demetas (TCC)metas (TCC)6.Acompanhar o alcance das metas6.Acompanhar o alcance das metas 7.Premiar se e celebrar o mrito7.Premiar e celebrar o mrito8.Replanejar tanto em caso de8.Replanejar tanto em caso deresultados positivos ou negativosresultados positivos ou negativos 67. Assim como nas empresas, encontrar o seu talento a etapa inicial para desenvolver um caminho de equilbrio sem se tornar mediano.VOC 68. Vamos praticar: individualmente, responda: o que eu amo fazer? O que os outros admiram muito quando eu fao? Como ganhar dinheiro com isso? 67 69. Ns brasileiros temos chancela para ser referncia neste debate sobre a gesto com equilbrio. Est a uma grande oportunidade para nossa nao!Calor humano o stGe Flexibilidade 70. A busca do equilbrio passa por conviver cada vez melhor com os desequilbrios inerentes, minimizando-os e valorizando-os. 71. Equilbrio & Harmonia 72. O melhor resultado da Gesto com Equilbrio ser o alcance da to debatida Qualidade Total, que a Harmonia nos Negcios. 73. Mensagem PrincipalO desafio na gesto contempornea o equilbrio entre a gerao de resultados que satisfaam os diversos stakeholders do seunegcio, incluindo voc. E agora? Qual o primeiro passo que vocvai dar em busca do seu equilbrio? 74. @YouBalancedtwitter.com/youbalanced 75. Apresentao Andr Dametto Mini-currculo:Engenheiro de Produo (UFRJ) Mestre em Engenharia de Produo, nfase em Gesto e Inovao (COPPE-UFRJ) Consultor gerencial de organizaes do primeiro, segundo e terceiro setor Coach Executivo certificado pelo ICI, credenciado ICF USA Professor e palestrante em empresas e turmas de graduao e ps graduao latu sensu Articulista e fotgrafo Contatos: [email protected] andredametto.com.br twitter.com/andredametto twitter.com/YouBalanced flickr.com/olharesnovos luxuriousrio.wordpress.com 76. Muito obrigado! Nossa misso apoiar pessoas e negcios no desenvolvimento do seu equilbrio. Conte conosco para o seu desenvolvimento.Andr Dametto www.andredametto.com.br 77. Referncias BibliogrficasCARLSON, Jan. A Hora da Verdade, 1990. DAMETTO, Andr. A importncia do equilbrio entre vivncias pessoais e profissionais como um meio de aumentar a satisfao de Vida. Dissertao de Mestrado em Engenharia de Produo, COPPE-UFRJ, 2007. ________. Informar-se, Conhecer, Querer e Poder: uma expanso gradual das competncias em busca do Saber, artigo, 2008. DOLAN, Simon. A Guide To Interpret Your Results On The Basis Of The Philosophy Of The Direction By Values, MBV, 2010 FALCONI, Vicente. O Verdadeiro Poder, 2009. GAGN, Robert M. Princpios Essenciais da Aprendizagem para o Ensino, Ed. Globo, 1980. LAUDARES, Paula. Gesto Estratgica, 2008. MOREIRA, Marco Antonio - Teorias de Aprendizagem, Editora EPU, S. Paulo, 1999. NBREGA, Clemente. Artigo Inovao um n, publicado na Revista poca Negcios - N 26 - Abril 2009 - Coluna INOVAO. PALMEIRA, Cristina ROI de Treinamento Retorno de Investimento em Treinamento - Sistemas de Mensurao, Ed. Qualitymark, 2004. SENGE, P. A Organizao que Aprende, 1996. TANURE, Betania. Gesto Brasileira. 2. ed. So Paulo: Atlas, 2005. 76