ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os...

of 51 /51
ESTATUTO DO IDOSO www.sindnapi.org.br facebook.com/sindnapioficial

Transcript of ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os...

Page 1: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

ESTATUTO

DO IDOSO

www.sindnapi.org.br facebook.com/sindnapioficial

Page 2: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

Associando-se ao Sindicato dos Aposentados, você e sua família desfrutam de uma sé-rie de convênios e parcerias, que garantem descontos e vantagens em colônias de fé-rias, orientação jurídica gra-

FIQUE SÓCIODO SINDNAPI

tuita, plano de saúde, cursos de dança de salão, do ventre, inglês, espanhol e violão, des-contos de até 77% na compra de remédios, empréstimos consignados na Cooperativa, dentre mais de 100 benefícios.

www.sindnapi.org.br

[email protected]

(11) 9 6348-7396

@sindaposentados

instagram.com/sindicatodosaposentados

www.facebook.com/sindnapioficial

Page 3: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

4

ESTATUTO DO IDOSO

5

ESTATUTO DO IDOSO

Marcos BulgarelliPresidente do Sindicato Nacional dos Aposentados

O Estatuto do Idoso foi estabelecido em 2003 para regulamentar os direitos da população brasilei-ra acima de 60 anos. A legislação do idoso é o nosso instrumento contra possíveis abusos na sociedade. É muito importante que todo cidadão da Terceira Idade o conheça e, assim, possa exigir os seus di-reitos.

Nele concentram-se pontos essenciais, tais como atendimento preferencial, fornecimento de medi-camento pelo Poder Público, inclusão digital, des-contos em aividades culturais, de lazer e esporte, descontos e gratuidade em viagens interestaduais, acesso à saúde e educação, dentre outros para as-segurar a dignidade da população idosa.

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensio-nistas e Idosos é um defensor do Estatuto do Idoso, por isso, se alguém esiver desrespeitando a lei, en-tre em contato com a gente, que estaremos sempre pontos para atendê-lo, orientá-lo e, caso necessário, tomar as medidas jurídicas cabíveis.

Estatuto do Idoso: instrumento legal para assegurar direitos

na Terceira Idade

ESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

Page 4: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

6

ESTATUTO DO IDOSO

7

ESTATUTO DO IDOSO

Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva de Crédito, a COOPERNAPI, que na realidade disponi-biliza todos os serviços de um banco convencional, porém, com a vantagem de cobrar bem menos pe-los serviços.

Quem tem conta na Coo- peraiva economiza muito

dinheiro, pois tudo é mais barato: taxa de manuten-ção de conta corrente, juros de emprésimos consig-nados e pessoais, taxa de juros do cartão de crédito, dentre outros serviços.

Faça as contas e compare o quanto você paga por esses serviços em outros bancos. Você verá que, ao inal de um ano, economizará um bom dinheiro.

Conheça a Cooperaiva de Crédito do Sindicato e pare de pagar mais pelos mesmos serviços!

ESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

A cooperativa é o banco do aposentado

João InocentiniPresidente da Cooperativa

de Crédito

Page 5: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

8

ESTATUTO DO IDOSO

9

ESTATUTO DO IDOSO

O SINDNAPI REALIZA UM FORTE TRABALHO PELOS

DIREITOS DOS IDOSOS

Para garanir que as leis estabelecidas para os idosos sejam cumpridas, perma-nentemente, o Sindicato sai às ruas em protestos, vai a Brasília para acompanhar as ações no judiciário, orienta gratuitamente os cidadãos quanto aos seus direitos, entre outras questões, que asseguram dignidade e cida-dania na Terceira Idade.

Para Marcos Bulgarelli, presidente do Sindicato, “nossa enidade é grande porque consegue conciliar a luta diária pelos aposen-tados e, ao mesmo tempo, desenvolve um amplo tra-balho social para amenizar os impactos inanceiros, por meio de parcerias e convênios”.

Junte-se à nossa luta. Quanto mais nos unirmos, maior a nossa força para con-quistarmos nossos direitos!

LUTAS DO SINDNAPI

ESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

Page 6: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

10

ESTATUTO DO IDOSO

11

ESTATUTO DO IDOSO

ASSOCIADO: retire seu Guia de Benefícios atualizado na sede do

Sindnapi. Agora, ainda mais completo, com mais de 100 convênios e parcerias que facilitam o acesso a diversos

serviços e geram economia no seu bolso.

ESTATUTO DO IDOSO

GUIA DE BENEFÍCIOS

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos estabeleceu parceria com

a Droga Raia e a Drogasil, tradicionais redes farmacêuicas, que possuem mais de 1000 unidades

no Estado de São Paulo e aproximadamente 1800 lojas em todo o Brasil. O acordo permite que os associados, ao apresentarem a carteirinha do

Sindnapi, obtenham descontos ainda maiores que os já oferecidos com os cartões idelidade

das farmácias. É muita vantagem!

CONVÊNIO GARANTE DESCONTOS DE ATÉ 77% NA

COMPRA DE REMÉDIOS

Page 7: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

12

ESTATUTO DO IDOSO

13

ESTATUTO DO IDOSO

CONTAGEM DE TEMPO DE SERVIÇOEstá pensando em se aposentar, mas não sabe como calcular o tempo que já contribuiu para o INSS? O Departamento Jurídico do Sindicato dos Aposentados faz a contagem do seu tempo de serviço, orienta sobre a documentação necessária e os procedi-mentos para a concessão da aposentadoria. Os atendimentos acontecem na sede do Sindicato (rua do Carmo, 171, Metrô Sé), de segunda a sexta, das 7h30 às 16h30.

PROCESSO DO PIS/PASEP

Se você tinha dinheiro depositado no fundo PIS/PASEP, em 5 de outubro de 1988, tem direito à restituição dos rendimentos que o Fundo Gestor do PIS/PASEP aplicou no mercado inanceiro e não repassou para os trabalhadores quando se aposentaram. Para mais informações procure o Departamento Jurídico do Sindicato Nacional dos Aposentados, em posse de todos os seus documentos.

CONCESSÃO DE BENEFÍCIO

O Departamento Jurídico realiza todo o procedimento ne-cessário para que você obtenha sua aposentadoria. Para isso, você deve ir pessoalmente ao Sindicato, em posse dos seguintes documentos: CNIS (remuneração e vínculo do tra-balhador), cópia simples do RG, CPF, Carteira de Trabalho (onde está a foto, sendo frente e verso), e todas as páginas de contratos de trabalho (registros).

REVISÃO DE APOSENTADORIASPlanos econômicos e alterações na moeda provocaram dis-torções nos valores das aposentadorias. Esses erros de cál-culo deram margem à revisões. O Departamento Jurídico já conquistou muitas revisões de benefícios para associados, que passaram a ganhar mais ou receberam valores atrasados. O Sindicato realiza orientação gratuita para analisar se você possui o direito à revisão.

O Departamento Jurídico do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos realiza um amplo trabalho em defesa da Terceira Idade, excercendo um sindicalismo voltado para a cidadania, no momento em que ampara as pessoas e equilibra as forças daqueles que necessitam de lutar pelos seus direitos, mas não possuem condições.

Conira algumas ações defendidas pelo Sindicato

SERVIÇOS JURÍDICOS

Page 8: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

14

ESTATUTO DO IDOSO

15

ESTATUTO DO IDOSO

REPRESENTAÇÃO EM DEFESA DOS APOSENTADOS

Nós, aposentados, pensionistas e idosos, repre-

sentamos mais de 30 milhões de brasileiros. Se

nos conscientizarmos e unirmos nossos ideais

em torno do Sindicato teremos ainda mais for-

ça para inluenciar na economia e na política do país. Somos muitos, somos fortes! Faça parte do Sindicato e junte-se à nossa luta, que é de

toda sociedade brasileira. Paulo José Zanetti

Secretário-geral do Sindnapi

Hélio Herrera Garcia

Primeiro Secretário

Os cidadãos brasileiros dão duro e contribuem uma

vida inteira para assegurarem uma aposentadoria

e uma vida decente. No entanto, quando encerra-

mos nosso ciclo de trabalho, deparamo-nos com

o descaso dos governos, uma renda insuiciente e direitos sendo desrespeitados. A única forma de

mudarmos esse triste cenário é por meio de união e

luta através do Sindicato. Junte-se a nós!

O grau de desenvolvimento de um país não se mede somente por meio da quantidade de

transações comerciais realizadas, mas sim

pela qualidade de vida com que o seu povo

tem. A expectativa de vida do brasileiro vem

aumentando, no entanto, o desaio do Sindi-cato é assegurar que possamos viver mais e,

sobretudo, melhor.

O Brasil, infelizmente, ainda é um país que tra-

ta seus milhões de aposentados, pensionistas

e idosos como seres invisíveis na sociedade. A única forma de lutarmos contra essa realidade

é nos unirmos ao Sindicato, para formarmos

uma só voz, no sentido de ampliar e fortalecer

a luta pelos nossos direitos. Respeitar o idoso é

tratar o próprio futuro com respeito.

Plínio Adri Sarti

Vice-presidente do Sindnapi

Julio Quaresma Filho

Tesoureitro Nacional do Sindnapi

Adão Alves de Souza

Diretor Nacional de Administração

José Gaspar Ferraz de Campos

Diretor Nacional de Anistia

Um das questões essenciais para tornar o país um local digno de viver será quando toda so-

ciedade compreender que os idosos também

representam uma parte importante da po-

pulação, com direitos a serem respeitados e

muitos outros a serem implementados. O Bra-

sil do futuro é também o Brasil que respeita

quem já lutou uma vida inteira.

A sociedade brasileira precisa compreender,

urgentemente, que é necessário pensar políti-cas públicas para proporcionar um Estado de

bem-estar aos milhões de cidadãos da Tercei-

ra Idade, que merecem uma vida digna depois

de tanto lutar pelo país. Essas mudanças, sem dúvida, passam através da mobilização

de todos no Sindicato dos Aposentados.

Page 9: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

16

ESTATUTO DO IDOSO

17

ESTATUTO DO IDOSO

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃORepública Federativa do BrasilImprensa NacionalEdição Número 192 de 03/10/2003

ATOS DO PODER LEGISLATIVOLei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências

O PRESIDENTE DA REPÚBLICAFaço saber que o Congresso Nacional decreta e eu Sanciono a seguinte Lei:

TÍTULO

Disposições Preliminares

Art. 1º É instituído o Estatuto do Idoso, des-tinado a regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos.

Estatuto do IdosoNenhum de nós

é tão forte . . .

. . . quanto todosnós juntos!

Page 10: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

18

ESTATUTO DO IDOSO

19

ESTATUTO DO IDOSO

Art. 2º O idoso goza de todos os direitos funda-mentais inerentes à pessoa humana, sem pre-juízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se lhe, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, para pre-servação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade. Art. 3º É obrigação da família, da comunida-de, da sociedade e do Poder Público asse-gurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à ali-mentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberda-de, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.Parágrafo único. A garantia de prioridade compreende:§ 1º A garantia de prioridade compreende: (Redação dada pela Lei nº 13.466, de 2017)I – atendimento preferencial imediato e indivi-dualizado junto aos órgãos públicos e priva-dos prestadores de serviços à população;

II – preferência na formulação e na execução de políticas sociais públicas especíicas;III – destinação privilegiada de recursos pú-blicos nas áreas relacionadas com a proteção ao idoso;IV – viabilização de formas alternativas de participação, ocupação e convívio do idoso com as demais gerações;V – priorização do atendimento do idoso por sua própria família, em detrimento do atendimento asilar, exceto dos que não a possuam ou care-çam de condições de manutenção da própria sobrevivência;VI – capacitação e reciclagem dos recursos humanos nas áreas de geriatria e gerontolo-gia e na prestação de serviços aos idosos;VII – estabelecimento de mecanismos que fa-voreçam a divulgação de informações de ca-ráter educativo sobre os aspectos biopsicos-sociais de envelhecimento;VIII – garantia de acesso à rede de serviços de saúde e de assistência social locais.IX – prioridade no recebimento da restituição

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 11: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

20

ESTATUTO DO IDOSO

21

ESTATUTO DO IDOSO

do Imposto de Renda. (Incluído pela Lei nº 11.765, de 2008).§ 2º Dentre os idosos, é assegurada priori-dade especial aos maiores de oitenta anos, atendendo-se suas necessidades sempre preferencialmente em relação aos demais idosos. (Incluído pela Lei nº 13.466, de 2017). Art. 4º Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será puni-do na forma da lei.§ 1º É dever de todos prevenir a ameaça ou violação aos direitos do idoso.§ 2º As obrigações previstas nesta Lei não ex-cluem da prevenção outras decorrentes dos princípios por ela adotados. Art. 5º A inobservância das normas de pre-venção importará em responsabilidade à pessoa física ou jurídica nos termos da lei. Art. 6º Todo cidadão tem o dever de comu-

nicar à autoridade competente qualquer forma de violação a esta Lei que tenha tes-temunhado ou de que tenha conhecimento. Art. 7º Os Conselhos Nacional, Estaduais, do Distrito Federal e Municipais do Idoso, previs-tos na Lei no 8.842, de 4 de janeiro de 1994, zelarão pelo cumprimento dos direitos do ido-so, deinidos nesta Lei.

TÍTULO II

Dos Direitos Fundamentais

CAPÍTULO I

Do Direito à Vida

Art. 8º O envelhecimento é um direito perso-nalíssimo e a sua proteção um direito social, nos termos desta Lei e da legislação vigente.

Art. 9º É obrigação do Estado, garantir à pes-soa idosa a proteção à vida e à saúde, me-diante efetivação de políticas sociais públicas

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 12: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

22

ESTATUTO DO IDOSO

23

ESTATUTO DO IDOSO

que permitam um envelhecimento saudável e em condições de dignidade. CAPÍTULO II

Do Direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade Art. 10. É obrigação do Estado e da sociedade, assegurar à pessoa idosa a liberdade, o res-peito e a dignidade, como pessoa humana e sujeito de direitos civis, políticos, individuais e sociais, garantidos na Constituição e nas leis.§ 1º O direito à liberdade compreende, entre outros, os seguintes aspectos:I – faculdade de ir, vir e estar nos logradouros públicos e espaços comunitários, ressalvadas as restrições legais;II – opinião e expressão;III – crença e culto religioso;IV – prática de esportes e de diversões;V – participação na vida familiar e comunitária;VI – participação na vida política, na forma da lei;

VII – faculdade de buscar refúgio, auxílio e orientação.§ 2º O direito ao respeito consiste na inviola-bilidade da integridade física, psíquica e mo-ral, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, de valores, idéias e crenças, dos espaços e dos objetos pessoais.§ 3º É dever de todos zelar pela dignidade do idoso, colocando-o a salvo de qualquer trata-mento desumano, violento, aterrorizante, ve-xatório ou constrangedor.

CAPÍTULO III

Dos Alimentos Art. 11. Os alimentos serão prestados ao ido-so na forma da lei civil. Art. 12. A obrigação alimentar é solidária, po-dendo o idoso optar entre os prestadores. Art. 13. As transações relativas a alimentos poderão ser celebradas perante o Promotor

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 13: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

24

ESTATUTO DO IDOSO

25

ESTATUTO DO IDOSO

de Justiça, que as referendará, e passarão a ter efeito de título executivo extrajudicial nos termos da lei processual civil.Art. 13. As transações relativas a alimentos poderão ser celebradas perante o Promotor de Justiça ou Defensor Público, que as referen-dará, e passarão a ter efeito de título executivo extrajudicial nos termos da lei processual civil. (Redação dada pela Lei nº 11.737, de 2008). Art. 14. Se o idoso ou seus familiares não possuírem condições econômicas de prover o seu sustento, impõe-se ao Poder Público esse provimento, no âmbito da assistência social. CAPÍTULO IV

Do Direito à Saúde Art. 15. É assegurada a atenção integral à saú-de do idoso, por intermédio do Sistema Único de Saúde – SUS, garantindo-lhe o acesso uni-versal e igualitário, em conjunto articulado e contínuo das ações e serviços, para a preven-ção, promoção, proteção e recuperação da

saúde, incluindo a atenção especial às doen-ças que afetam preferencialmente os idosos.§ 1º A prevenção e a manutenção da saúde do idoso serão efetivadas por meio de:I – cadastramento da população idosa em base territorial;II – atendimento geriátrico e gerontológico em ambulatórios;III – unidades geriátricas de referência, com pessoal especializado nas áreas de geriatria e gerontologia social;IV – atendimento domiciliar, incluindo a inter-nação, para a população que dele necessitar e esteja impossibilitada de se locomover, in-clusive para idosos abrigados e acolhidos por instituições públicas, ilantrópicas ou sem ins lucrativos e eventualmente conveniadas com o Poder Público, nos meios urbano e rural;V – reabilitação orientada pela geriatria e ge-rontologia, para redução das seqüelas decor-rentes do agravo da saúde.§ 2º Incumbe ao Poder Público fornecer aos idosos, gratuitamente, medicamentos, espe-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 14: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

26

ESTATUTO DO IDOSO

27

ESTATUTO DO IDOSO

cialmente os de uso continuado, assim como próteses, órteses e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação.§ 3º É vedada a discriminação do idoso nos planos de saúde pela cobrança de valores di-ferenciados em razão da idade.§ 4º Os idosos portadores de deiciência ou com limitação incapacitante terão atendimen-to especializado, nos termos da lei.§ 5º É vedado exigir o comparecimento do idoso enfermo perante os órgãos públicos, hipótese na qual será admitido o seguinte procedimento: (Incluído pela Lei nº 12.896, de 2013)I - quando de interesse do poder público, o agente promoverá o contato necessário com o idoso em sua residência; ou (Incluído pela Lei nº 12.896, de 2013)II - quando de interesse do próprio idoso, este se fará representar por procurador le-galmente constituído. (Incluído pela Lei nº 12.896, de 2013)§ 6º É assegurado ao idoso enfermo o aten-dimento domiciliar pela perícia médica do

Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, pelo serviço público de saúde ou pelo ser-viço privado de saúde, contratado ou conve-niado, que integre o Sistema Único de Saúde - SUS, para expedição do laudo de saúde ne-cessário ao exercício de seus direitos sociais e de isenção tributária. (Incluído pela Lei nº 12.896, de 2013)§ 7º Em todo atendimento de saúde, os maiores de oitenta anos terão preferência especial sobre os demais idosos, exceto em caso de emergência. (Incluído pela Lei nº 13.466, de 2017).

Art. 16. Ao idoso internado ou em observação é assegurado o direito a acompanhante, de-vendo o órgão de saúde proporcionar as con-dições adequadas para a sua permanência em tempo integral, segundo o critério médico.Parágrafo único. Caberá ao proissional de saúde responsável pelo tratamento conceder autorização para o acompanhamento do ido-so ou, no caso de impossibilidade, justiicá-la por escrito.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 15: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

28

ESTATUTO DO IDOSO

29

ESTATUTO DO IDOSO

Art. 17. Ao idoso que esteja no domínio de suas faculdades mentais é assegurado o direi-to de optar pelo tratamento de saúde que lhe for reputado mais favorável.Parágrafo único. Não estando o idoso em con-dições de proceder à opção, esta será feita:I – pelo curador, quando o idoso for interditado;II – pelos familiares, quando o idoso não tiver curador ou este não puder ser contactado em tempo hábil;III – pelo médico, quando ocorrer iminente ris-co de vida e não houver tempo hábil para con-sulta a curador ou familiar;IV – pelo próprio médico, quando não houver curador ou familiar conhecido, caso em que deverá comunicar o fato ao Ministério Público.Art. 18. As instituições de saúde devem aten-der aos critérios mínimos para o atendimen-to às necessidades do idoso, promovendo o treinamento e a capacitação dos proissionais, assim como orientação a cuidadores familia-res e grupos de auto-ajuda.Art. 19. Os casos de suspeita ou conirmação

de maus-tratos contra idoso serão obrigato-riamente comunicados pelos proissionais de saúde a quaisquer dos seguintes órgãos:Art. 19. Os casos de suspeita ou conirma-ção de violência praticada contra idosos se-rão objeto de notiicação compulsória pelos serviços de saúde públicos e privados à au-toridade sanitária, bem como serão obrigato-riamente comunicados por eles a quaisquer dos seguintes órgãos: (Redação dada pela Lei nº 12.461, de 2011)I – autoridade policial;II – Ministério Público;III – Conselho Municipal do Idoso;IV – Conselho Estadual do Idoso;V – Conselho Nacional do Idoso.§ 1º Para os efeitos desta Lei, considera-se violência contra o idoso qualquer ação ou omissão praticada em local público ou priva-do que lhe cause morte, dano ou sofrimen-to físico ou psicológico. (Incluído pela Lei nº 12.461, de 2011)§ 2º Aplica-se, no que couber, à notiicação

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 16: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

30

ESTATUTO DO IDOSO

31

ESTATUTO DO IDOSO

compulsória prevista no caput deste artigo, o disposto na Lei no 6.259, de 30 de outubro de 1975. (Incluído pela Lei nº 12.461, de 2011)

CAPÍTULO V

Da Educação, Cultura, Esporte e Lazer

Art. 20. O idoso tem direito a educação, cultu-ra, esporte, lazer, diversões, espetáculos, pro-dutos e serviços que respeitem sua peculiar condição de idade.

Art. 21. O Poder Público criará oportunida-des de acesso do idoso à educação, ade-quando currículos, metodologias e material didático aos programas educacionais a ele destinados.§ 1º Os cursos especiais para idosos incluirão conteúdo relativo às técnicas de comunicação, computação e demais avanços tecnológicos, para sua integração à vida moderna. § 2º Os idosos participarão das comemora-ções de caráter cívico ou cultural, para trans-

missão de conhecimentos e vivências às de-mais gerações, no sentido da preservação da memória e da identidade culturais.

Art. 22. Nos currículos mínimos dos diversos níveis de ensino formal serão inseridos con-teúdos voltados ao processo de envelheci-mento, ao respeito e à valorização do idoso, de forma a eliminar o preconceito e a produzir conhecimentos sobre a matéria.

Art. 23. A participação dos idosos em ativi-dades culturais e de lazer será proporciona-da mediante descontos de pelo menos 50% (cinqüenta por cento) nos ingressos para eventos artísticos, culturais, esportivos e de lazer, bem como o acesso preferencial aos respectivos locais.

Art. 24. Os meios de comunicação manterão espaços ou horários especiais voltados aos idosos, com inalidade informativa, educativa, artística e cultural, e ao público sobre o pro-cesso de envelhecimento.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 17: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

32

ESTATUTO DO IDOSO

33

ESTATUTO DO IDOSO

Art. 25. O Poder Público apoiará a criação de universidade aberta para as pessoas idosas e incentivará a publicação de livros e periódicos, de conteúdo e padrão editorial adequados ao idoso, que facilitem a leitura, considerada a natural redução da capacidade visual.

Art. 25. As instituições de educação supe-rior ofertarão às pessoas idosas, na pers-pectiva da educação ao longo da vida, cur-sos e programas de extensão, presenciais ou a distância, constituídos por atividades formais e não formais. (Redação dada pela lei nº 13.535, de 2017)Parágrafo único. O poder público apoiará a criação de universidade aberta para as pesso-as idosas e incentivará a publicação de livros e periódicos, de conteúdo e padrão editorial adequados ao idoso, que facilitem a leitura, considerada a natural redução da capacidade visual. (Incluído pela lei nº 13.535, de 2017)

CAPÍTULO VI

Da Proissionalização e do Trabalho

Art. 26. O idoso tem direito ao exercício de atividade proissional, respeitadas suas condi-ções físicas, intelectuais e psíquicas.

Art. 27. Na admissão do idoso em qualquer trabalho ou emprego, é vedada a discrimina-ção e a ixação de limite máximo de idade, in-clusive para concursos, ressalvados os casos em que a natureza do cargo o exigir.Parágrafo único. O primeiro critério de desem-pate em concurso público será a idade, dan-do-se preferência ao de idade mais elevada.

Art. 28. O Poder Público criará e estimulará programas de:I – proissionalização especializada para os ido-sos, aproveitando seus potenciais e habilidades para atividades regulares e remuneradas;II – preparação dos trabalhadores para a aposentadoria, com antecedência mínima de 1 (um) ano, por meio de estímulo a novos projetos sociais, conforme seus interesses, e de esclarecimento sobre os direitos sociais e de cidadania;

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 18: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

34

ESTATUTO DO IDOSO

35

ESTATUTO DO IDOSO

III – estímulo às empresas privadas para ad-missão de idosos ao trabalho.

CAPÍTULO VII

Da Previdência Social

Art. 29. Os benefícios de aposentadoria e pensão do Regime Geral da Previdência So-cial observarão, na sua concessão, critérios de cálculo que preservem o valor real dos sa-lários sobre os quais incidiram contribuição, nos termos da legislação vigente.Parágrafo único. Os valores dos benefícios em manutenção serão reajustados na mesma data de reajuste do salário-mínimo, pro rata, de acordo com suas respectivas datas de iní-cio ou do seu último reajustamento, com base em percentual deinido em regulamento, ob-servados os critérios estabelecidos pela Lei no 8.213, de 24 de julho de 1991.

Art. 30. A perda da condição de segurado não será considerada para a concessão da aposentadoria por idade, desde que a pes-

soa conte com, no mínimo, o tempo de con-tribuição correspondente ao exigido para efeito de carência na data de requerimento do benefício.Parágrafo único. O cálculo do valor do be-nefício previsto no caput observará o dispos-to no caput e § 2º do art. 3º da Lei no 9.876, de 26 de novembro de 1999, ou, não havendo salários-de-contribuição recolhidos a partir da competência de julho de 1994, o disposto no art. 35 da Lei no 8.213, de 1991.

Art. 31. O pagamento de parcelas relativas a benefícios, efetuado com atraso por respon-sabilidade da Previdência Social, será atuali-zado pelo mesmo índice utilizado para os rea-justamentos dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social, veriicado no período compreendido entre o mês que deveria ter sido pago e o mês do efetivo pagamento.

Art. 32. O Dia Mundial do Trabalho, 1º de Maio, é a data-base dos aposentados e pensionistas.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 19: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

36

ESTATUTO DO IDOSO

37

ESTATUTO DO IDOSO

CAPÍTULO VIII

Da Assistência Social

Art. 33. A assistência social aos idosos será prestada, de forma articulada, conforme os princípios e diretrizes previstos na Lei Orgâni-ca da Assistência Social, na Política Nacional do Idoso, no Sistema Único de Saúde e de-mais normas pertinentes.

Art. 34. Aos idosos, a partir de 65 (sessenta e cinco) anos, que não possuam meios para prover sua subsistência, nem de tê-la provi-da por sua família, é assegurado o benefício mensal de 1 (um) salário-mínimo, nos termos da Lei Orgânica da Assistência Social – Loas. (Vide Decreto nº 6.214, de 2007)

Parágrafo único. O benefício já concedido a qualquer membro da família nos termos do caput não será computado para os fins do cálculo da renda familiar per capita a que se refere a Loas.

Art. 35. Todas as entidades de longa perma-nência, ou casa-lar, são obrigadas a irmar contrato de prestação de serviços com a pes-soa idosa abrigada.

§ 1º No caso de entidades ilantrópicas, ou ca-sa-lar, é facultada a cobrança de participação do idoso no custeio da entidade.§ 2º O Conselho Municipal do Idoso ou o Conselho Municipal da Assistência Social es-tabelecerá a forma de participação prevista no § 1º, que não poderá exceder a 70% (se-tenta por cento) de qualquer benefício previ-denciá-rio ou de assistência social percebido pelo idoso.§ 3º Se a pessoa idosa for incapaz, caberá a seu representante legal irmar o contrato a que se refere o caput deste artigo.

Art. 36. O acolhimento de idosos em situação de risco social, por adulto ou núcleo familiar, caracteriza a dependência econômica, para os efeitos legais. (Vigência)

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 20: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

38

ESTATUTO DO IDOSO

39

ESTATUTO DO IDOSO

CAPÍTULO IX

Da Habitação

Art. 37. O idoso tem direito a moradia digna, no seio da família natural ou substituta, ou desacompanhado de seus familiares, quando assim o desejar, ou, ainda, em instituição pú-blica ou privada.§ 1º A assistência integral na modalidade de entidade de longa permanência será presta-da quando verificada inexistência de grupo familiar, casa-lar, abandono ou carência de recursos financeiros próprios ou da família.§ 2º Toda instituição dedicada ao atendi-mento ao idoso fica obrigada a manter iden-tificação externa visível, sob pena de inter-dição, além de atender toda a legislação pertinente.§ 3º As instituições que abrigarem idosos são obrigadas a manter padrões de habita-ção compatíveis com as necessidades de-les, bem como provê-los com alimentação

regular e higiene indispensáveis às normas sanitárias e com estas condizentes, sob as penas da lei.

Art. 38. Nos programas habitacionais, públicos ou subsidiados com recursos públicos, o ido-so goza de prioridade na aquisição de imóvel para moradia própria, observado o seguinte:I – reserva de 3% (três por cento) das unidades residenciais para atendimento aos idosos;I – reserva de pelo menos 3% (três por cento) das unidades habitacionais residenciais para atendimento aos idosos; (Redação dada pela Lei nº 12.418, de 2011)II – implantação de equipamentos urbanos co-munitários voltados ao idoso;III – eliminação de barreiras arquitetônicas e urbanísticas, para garantia de acessibilidade ao idoso;IV – critérios de financiamento compatíveis com os rendimentos de aposentadoria e pensão.Parágrafo único. As unidades residenciais

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 21: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

40

ESTATUTO DO IDOSO

41

ESTATUTO DO IDOSO

reservadas para atendimento a idosos devem situar-se, preferencialmente, no pavimento térreo. (Incluído pela Lei nº 12.419, de 2011)

CAPÍTULO X

Do Transporte

Art. 39. Aos maiores de 65 (sessenta e cin-co) anos ica assegurada a gratuidade dos transportes coletivos públicos urbanos e se-mi-urbanos, exceto nos serviços seletivos e especiais, quando prestados paralelamente aos serviços regulares.§ 1º Para ter acesso à gratuidade, basta que o idoso apresente qualquer documento pessoal que faça prova de sua idade.§ 2º Nos veículos de transporte coletivo de que trata este artigo, serão reservados 10% (dez por cento) dos assentos para os idosos, devidamente identiicados com a placa de re-servado preferencialmente para idosos.§ 3º No caso das pessoas compreendidas na faixa etária entre 60 (sessenta) e 65 (sessenta e cinco) anos, icará a critério da legislação

local dispor sobre as condições para exercício da gratuidade nos meios de transporte previs-tos no caput deste artigo.

Art. 40. No sistema de transporte coletivo in-terestadual observar-se-á, nos termos da le-gislação especíica: (Regulamento) (Vide De-creto nº 5.934, de 2006)I – a reserva de 2 (duas) vagas gratuitas por veículo para idosos com renda igual ou inferior a 2 (dois) salários-mínimos;II – desconto de 50% (cinqüenta por cento), no mínimo, no valor das passagens, para os idosos que excederem as vagas gratuitas, com renda igual ou inferior a 2 (dois) salá-rios-mínimos.Parágrafo único. Caberá aos órgãos compe-tentes deinir os mecanismos e os critérios para o exercício dos direitos previstos nos in-cisos I e II.Art. 41. É assegurada a reserva, para os ido-sos, nos termos da lei local, de 5% (cinco por cento) das vagas nos estacionamentos públi-cos e privados, as quais deverão ser posicio-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 22: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

42

ESTATUTO DO IDOSO

43

ESTATUTO DO IDOSO

nadas de forma a garantir a melhor comodida-de ao idoso.Art. 42. É assegurada a prioridade do idoso no embarque no sistema de transporte coletivo.

Art. 42. São asseguradas a prioridade e a se-gurança do idoso nos procedimentos de em-barque e desembarque nos veículos do sis-tema de transporte coletivo. (Redação dada pela Lei nº 12.899, de 2013)

TÍTULO III

Das Medidas de Proteção

CAPÍTULO I

Das Disposições Gerais

Art. 43. As medidas de proteção ao idoso são aplicáveis sempre que os direitos reconheci-dos nesta Lei forem ameaçados ou violados:I – por ação ou omissão da sociedade ou do Estado;II – por falta, omissão ou abuso da família,

curador ou entidade de atendimento;III – em razão de sua condição pessoal.

CAPÍTULO II

Das Medidas Especíicas de Proteção

Art. 44. As medidas de proteção ao idoso pre-vistas nesta Lei poderão ser aplicadas, isola-da ou cumulativamente, e levarão em conta os ins sociais a que se destinam e o fortaleci-mento dos vínculos familiares e comunitários.

Art. 45. Verificada qualquer das hipóteses previstas no art. 43, o Ministério Público ou o Poder Judiciário, a requerimento daque-le, poderá determinar, dentre outras, as se-guintes medidas:I – encaminhamento à família ou curador, me-diante termo de responsabilidade;II – orientação, apoio e acompanhamento tem-porários;III – requisição para tratamento de sua saúde, em regime ambulatorial, hospitalar ou domiciliar;

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 23: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

44

ESTATUTO DO IDOSO

45

ESTATUTO DO IDOSO

IV – inclusão em programa oicial ou comuni-tário de auxílio, orientação e tratamento a usu-ários dependentes de drogas lícitas ou ilícitas, ao próprio idoso ou à pessoa de sua convivên-cia que lhe cause perturbação;V – abrigo em entidade;VI – abrigo temporário.

TÍTULO IV

Da Política de Atendimento ao Idoso

CAPÍTULO I

Disposições Gerais

Art. 46. A política de atendimento ao idoso far-se-á por meio do conjunto articulado de ações governamentais e não-governamentais da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Art. 47. São linhas de ação da política de atendimento:

I – políticas sociais básicas, previstas na Lei no 8.842, de 4 de janeiro de 1994;II – políticas e programas de assistência so-cial, em caráter supletivo, para aqueles que necessitarem;III – serviços especiais de prevenção e atendi-mento às vítimas de negligência, maus-tratos, exploração, abuso, crueldade e opressão;IV – serviço de identiicação e localização de parentes ou responsáveis por idosos aban-donados em hospitais e instituições de longa permanência;V – proteção jurídico-social por entidades de defesa dos direitos dos idosos;VI – mobilização da opinião pública no senti-do da participação dos diversos segmentos da sociedade no atendimento do idoso.

CAPÍTULO II

Das Entidades de Atendimento ao Idoso

Art. 48. As entidades de atendimento são res-ponsáveis pela manutenção das próprias uni-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 24: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

46

ESTATUTO DO IDOSO

47

ESTATUTO DO IDOSO

dades, observadas as normas de planejamen-to e execução emanadas do órgão competente da Política Nacional do Idoso, conforme a Lei no 8.842, de 1994.Parágrafo único. As entidades governamen-tais e não-governamentais de assistência ao idoso icam sujeitas à inscrição de seus pro-gramas, junto ao órgão competente da Vigi-lância Sanitária e Conselho Municipal da Pes-soa Idosa, e em sua falta, junto ao Conselho Estadual ou Nacional da Pessoa Idosa, espe-ciicando os regimes de atendimento, obser-vados os seguintes requisitos:I – oferecer instalações físicas em condições adequadas de habitabilidade, higiene, salubri-dade e segurança;II – apresentar objetivos estatutários e plano de trabalho compatíveis com os princípios desta Lei;III – estar regularmente constituída;IV – demonstrar a idoneidade de seus dirigentes.

Art. 49. As entidades que desenvolvam pro-gramas de institucionalização de longa per-

manência adotarão os seguintes princípios:I – preservação dos vínculos familiares;II – atendimento personalizado e em peque-nos grupos;III – manutenção do idoso na mesma institui-ção, salvo em caso de força maior;IV – participação do idoso nas atividades co-munitárias, de caráter interno e externo;V – observância dos direitos e garantias dos idosos;VI – preservação da identidade do idoso e ofere-cimento de ambiente de respeito e dignidade.Parágrafo único. O dirigente de instituição prestadora de atendimento ao idoso respon-derá civil e criminalmente pelos atos que prati-car em detrimento do idoso, sem prejuízo das sanções administrativas.

Art. 50. Constituem obrigações das entidades de atendimento:I – celebrar contrato escrito de prestação de serviço com o idoso, especiicando o tipo de

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 25: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

48

ESTATUTO DO IDOSO

49

ESTATUTO DO IDOSO

atendimento, as obrigações da entidade e prestações decorrentes do contrato, com os respectivos preços, se for o caso;II – observar os direitos e as garantias de que são titulares os idosos;III – fornecer vestuário adequado, se for públi-ca, e alimentação suiciente;IV – oferecer instalações físicas em condições adequadas de habitabilidade;V – oferecer atendimento personalizado;VI – diligenciar no sentido da preservação dos vínculos familiares;VII – oferecer acomodações apropriadas para recebimento de visitas;VIII – proporcionar cuidados à saúde, confor-me a necessidade do idoso;IX – promover atividades educacionais, espor-tivas, culturais e de lazer;X – propiciar assistência religiosa àqueles que desejarem, de acordo com suas crenças;XI – proceder a estudo social e pessoal de cada caso;XII – comunicar à autoridade competente de

saúde toda ocorrência de idoso portador de doenças infecto-contagiosas;XIII – providenciar ou solicitar que o Ministério Público requisite os documentos necessários ao exercício da cidadania àqueles que não os tiverem, na forma da lei;XIV – fornecer comprovante de depósito dos bens móveis que receberem dos idosos;XV – manter arquivo de anotações onde cons-tem data e circunstâncias do atendimento, nome do idoso, responsável, parentes, en-dereços, cidade, relação de seus pertences, bem como o valor de contribuições, e suas al-terações, se houver, e demais dados que pos-sibilitem sua identiicação e a individualização do atendimento;XVI – comunicar ao Ministério Público, para as providências cabíveis, a situação de abando-no moral ou material por parte dos familiares;XVII – manter no quadro de pessoal proissio-nais com formação especíica.

Art. 51. As instituições ilantrópicas ou sem ins lucrativos prestadoras de serviço ao idoso

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 26: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

50

ESTATUTO DO IDOSO

51

ESTATUTO DO IDOSO

terão direito à assistência judiciária gratuita.

CAPÍTULO III

Da Fiscalização das Entidades de Atendimento

Art. 52. As entidades governamentais e não-governamentais de atendimento ao idoso se-rão iscalizadas pelos Conselhos do Idoso, Mi-nistério Público, Vigilância Sanitária e outros previstos em lei.

Art. 53. O art. 7o da Lei no 8.842, de 1994, passa a vigorar com a seguinte redação:“Art. 7º Compete aos Conselhos de que trata o art. 6º desta Lei a supervisão, o acompanha-mento, a iscalização e a avaliação da política nacional do idoso, no âmbito das respectivas instâncias político-administrativas.” (NR)

Art. 54. Será dada publicidade das prestações de contas dos recursos públicos e privados re-cebidos pelas entidades de atendimento.

Art. 55. As entidades de atendimento que des-cumprirem as determinações desta Lei icarão sujeitas, sem prejuízo da responsabilidade ci-vil e criminal de seus dirigentes ou prepostos, às seguintes penalidades, observado o devido processo legal:I – as entidades governamentais:a) advertência;b) afastamento provisório de seus dirigentes;c) afastamento deinitivo de seus dirigentes;d) fechamento de unidade ou interdição de programa;II – as entidades não-governamentais:a) advertência;b) multa;c) suspensão parcial ou total do repasse de verbas públicas;d) interdição de unidade ou suspensão de programa;e) proibição de atendimento a idosos a bem do interesse público.§ 1º Havendo danos aos idosos abrigados ou

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 27: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

52

ESTATUTO DO IDOSO

53

ESTATUTO DO IDOSO

qualquer tipo de fraude em relação ao progra-ma, caberá o afastamento provisório dos diri-gentes ou a interdição da unidade e a suspen-são do programa.§ 2º A suspensão parcial ou total do repas-se de verbas públicas ocorrerá quando veri-ficada a má aplicação ou desvio de finalida-de dos recursos.§ 3º Na ocorrência de infração por entidade de atendimento, que coloque em risco os di-reitos assegurados nesta Lei, será o fato co-municado ao Ministério Público, para as pro-vidências cabíveis, inclusive para promover a suspensão das atividades ou dissolução da entidade, com a proibição de atendimento a idosos a bem do interesse público, sem pre-juízo das providências a serem tomadas pela Vigilância Sanitária.§ 4º Na aplicação das penalidades, serão consideradas a natureza e a gravidade da infração cometida, os danos que dela pro-vierem para o idoso, as circunstâncias agra-vantes ou atenuantes e os antecedentes da entidade.

CAPÍTULO IV

Das Infrações Administrativas

Art. 56. Deixar a entidade de atendimento de cumprir as determinações do art. 50 desta Lei:Pena – multa de R$ 500,00 (quinhentos reais) a R$ 3.000,00 (três mil reais), se o fato não for caracterizado como crime, podendo haver a interdição do estabelecimento até que sejam cumpridas as exigências legais.Parágrafo único. No caso de interdição do es-tabelecimento de longa permanência, os ido-sos abrigados serão transferidos para outra instituição, a expensas do estabelecimento interditado, enquanto durar a interdição.

Art. 57. Deixar o proissional de saúde ou o responsável por estabelecimento de saúde ou instituição de longa permanência de comuni-car à autoridade competente os casos de cri-mes contra idoso de que tiver conhecimento:Pena – multa de R$ 500,00 (quinhentos reais)

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 28: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

54

ESTATUTO DO IDOSO

55

ESTATUTO DO IDOSO

a R$ 3.000,00 (três mil reais), aplicada em do-bro no caso de reincidência.

Art. 58. Deixar de cumprir as determinações desta Lei sobre a prioridade no atendimento ao idoso:Pena – multa de R$ 500,00 (quinhentos re-ais) a R$ 1.000,00 (um mil reais) e multa civil a ser estipulada pelo juiz, conforme o dano sofrido pelo idoso.

CAPÍTULO V

Da Apuração Administrativa de Infração às Normas de Proteção ao Idoso

Art. 59. Os valores monetários expressos no Capítulo IV serão atualizados anualmente, na forma da lei.

Art. 60. O procedimento para a imposição de penalidade administrativa por infração às normas de proteção ao idoso terá início com requisição do Ministério Público ou auto de in-

fração elaborado por servidor efetivo e assina-do, se possível, por duas testemunhas.§ 1º No procedimento iniciado com o auto de infração poderão ser usadas fórmulas impres-sas, especiicando-se a natureza e as circuns-tâncias da infração.§ 2º Sempre que possível, à veriicação da in-fração seguir-se-á a lavratura do auto, ou este será lavrado dentro de 24 (vinte e quatro) ho-ras, por motivo justiicado.

Art. 61. O autuado terá prazo de 10 (dez) dias para a apresentação da defesa, contado da data da intimação, que será feita:I – pelo autuante, no instrumento de autuação, quando for lavrado na presença do infrator;II – por via postal, com aviso de recebimento.

Art. 62. Havendo risco para a vida ou à saú-de do idoso, a autoridade competente aplicará à entidade de atendimento as sanções regu-lamentares, sem prejuízo da iniciativa e das providências que vierem a ser adotadas pelo

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 29: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

56

ESTATUTO DO IDOSO

57

ESTATUTO DO IDOSO

Ministério Público ou pelas demais instituições legitimadas para a iscalização.

Art. 63. Nos casos em que não houver ris-co para a vida ou a saúde da pessoa idosa abrigada, a autoridade competente aplicará à entidade de atendimento as sanções regu-lamentares, sem prejuízo da iniciativa e das providências que vierem a ser adotadas pelo Ministério Público ou pelas demais instituições legitimadas para a iscalização.

CAPÍTULO VI

Da Apuração Judicial de Irregularidades em Entidade de Atendimento

Art. 64. Aplicam-se, subsidiariamente, ao pro-cedimento administrativo de que trata este Capítulo as disposições das Leis nos 6.437, de 20 de agosto de 1977, e 9.784, de 29 de janeiro de 1999.

Art. 65. O procedimento de apuração de irregu-

laridade em entidade governamental e não-go-vernamental de atendimento ao idoso terá início mediante petição fundamentada de pessoa inte-ressada ou iniciativa do Ministério Público.

Art. 66. Havendo motivo grave, poderá a autori-dade judiciária, ouvido o Ministério Público, de-cretar liminarmente o afastamento provisório do dirigente da entidade ou outras medidas que jul-gar adequadas, para evitar lesão aos direitos do idoso, mediante decisão fundamentada.

Art. 67. O dirigente da entidade será citado para, no prazo de 10 (dez) dias, oferecer res-posta escrita, podendo juntar documentos e indicar as provas a produzir.

Art. 68. Apresentada a defesa, o juiz proce-derá na conformidade do art. 69 ou, se neces-sário, designará audiência de instrução e jul-gamento, deliberando sobre a necessidade de produção de outras provas.§ 1º Salvo manifestação em audiência, as par-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 30: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

58

ESTATUTO DO IDOSO

59

ESTATUTO DO IDOSO

tes e o Ministério Público terão 5 (cinco) dias para oferecer alegações inais, decidindo a autoridade judiciária em igual prazo.§ 2º Em se tratando de afastamento provisório ou deinitivo de dirigente de entidade governa-mental, a autoridade judiciária oiciará a auto-ridade administrativa imediatamente superior ao afastado, ixando-lhe prazo de 24 (vinte e quatro) horas para proceder à substituição.§ 3º Antes de aplicar qualquer das medidas, a autoridade judiciária poderá ixar prazo para a remoção das irregularidades veriicadas. Sa-tisfeitas as exigências, o processo será extin-to, sem julgamento do mérito.§ 4º A multa e a advertência serão impostas ao dirigente da entidade ou ao responsável pelo programa de atendimento.

TÍTULO V

Do Acesso à Justiça

CAPÍTULO I

Disposições Gerais

Art. 69. Aplica-se, subsidiariamente, às disposições deste Capítulo, o procedimen-to sumário previsto no Código de Processo Civil, naquilo que não contrarie os prazos previstos nesta Lei.

Art. 70. O Poder Público poderá criar varas especializadas e exclusivas do idoso.

Art. 71. É assegurada prioridade na tramita-ção dos processos e procedimentos e na exe-cução dos atos e diligências judiciais em que igure como parte ou interveniente pessoa com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, em qualquer instância.§ 1º O interessado na obtenção da priorida-de a que alude este artigo, fazendo prova de sua idade, requererá o benefício à autoridade judiciária competente para decidir o feito, que determinará as providências a serem cumpri-das, anotando-se essa circunstância em local visível nos autos do processo.§ 2º A prioridade não cessará com a morte do beneiciado, estendendo-se em favor do côn-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 31: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

60

ESTATUTO DO IDOSO

61

ESTATUTO DO IDOSO

juge supérstite, companheiro ou companheira, com união estável, maior de 60 (sessenta) anos.§ 3º A prioridade se estende aos processos e procedimentos na Administração Pública, empresas prestadoras de serviços públicos e instituições inanceiras, ao atendimento prefe-rencial junto à Defensoria Publica da União, dos Estados e do Distrito Federal em relação aos Serviços de Assistência Judiciária.§ 4º Para o atendimento prioritário será ga-rantido ao idoso o fácil acesso aos assentos e caixas, identiicados com a destinação a ido-sos em local visível e caracteres legíveis.§ 5º Dentre os processos de idosos, dar-se-á prioridade especial aos maiores de oitenta anos. (Incluído pela Lei nº 13.466, de 2017).

CAPÍTULO II

Do Ministério Público

Art. 72. (VETADO)

Art. 73. As funções do Ministério Público, pre-

vistas nesta Lei, serão exercidas nos termos da respectiva Lei Orgânica.

Art. 74. Compete ao Ministério Público:I – instaurar o inquérito civil e a ação civil pú-blica para a proteção dos direitos e interesses difusos ou coletivos, individuais indisponíveis e individuais homogêneos do idoso;II – promover e acompanhar as ações de alimentos, de interdição total ou parcial, de designação de curador especial, em circuns-tâncias que justiiquem a medida e oiciar em todos os feitos em que se discutam os direitos de idosos em condições de risco;III – atuar como substituto processual do idoso em situação de risco, conforme o disposto no art. 43 desta Lei;IV – promover a revogação de instrumento procuratório do idoso, nas hipóteses previstas no art. 43 desta Lei, quando necessário ou o interesse público justiicar;V – instaurar procedimento administrativo e, para instruí-lo:

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 32: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

62

ESTATUTO DO IDOSO

63

ESTATUTO DO IDOSO

a) expedir notiicações, colher depoimentos ou esclarecimentos e, em caso de não compa-recimento injustiicado da pessoa notiicada, requisitar condução coercitiva, inclusive pela Polícia Civil ou Militar;b) requisitar informações, exames, perícias e documentos de autoridades municipais, es-taduais e federais, da administração direta e indireta, bem como promover inspeções e dili-gências investigatórias;c) requisitar informações e documentos parti-culares de instituições privadas;VI – instaurar sindicâncias, requisitar diligên-cias investigatórias e a instauração de inquéri-to policial, para a apuração de ilícitos ou infra-ções às normas de proteção ao idoso;VII – zelar pelo efetivo respeito aos direitos e garantias legais assegurados ao idoso, pro-movendo as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis;VIII – inspecionar as entidades públicas e particulares de atendimento e os programas de que trata esta Lei, adotando de pronto as

medidas administrativas ou judiciais neces-sárias à remoção de irregularidades por-ventura verificadas;IX – requisitar força policial, bem como a cola-boração dos serviços de saúde, educacionais e de assistência social, públicos, para o de-sempenho de suas atribuições;X – referendar transações envolvendo interes-ses e direitos dos idosos previstos nesta Lei.§ 1º A legitimação do Ministério Público para as ações cíveis previstas neste artigo não im-pede a de terceiros, nas mesmas hipóteses, segundo dispuser a lei.§ 2º As atribuições constantes deste artigo não excluem outras, desde que compatíveis com a finalidade e atribuições do Ministério Público.§ 3º O representante do Ministério Público, no exercício de suas funções, terá livre acesso a toda entidade de atendimento ao idoso.

Art. 75. Nos processos e procedimentos em que não for parte, atuará obrigatoriamente o Minis-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 33: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

64

ESTATUTO DO IDOSO

65

ESTATUTO DO IDOSO

tério Público na defesa dos direitos e interesses de que cuida esta Lei, hipóteses em que terá vis-ta dos autos depois das partes, podendo juntar documentos, requerer diligências e produção de outras provas, usando os recursos cabíveis.

Art. 76. A intimação do Ministério Público, em qualquer caso, será feita pessoalmente.

Art. 77. A falta de intervenção do Ministério Público acarreta a nulidade do feito, que será declarada de ofício pelo juiz ou a requerimen-to de qualquer interessado.

CAPÍTULO III

Da Proteção Judicial dos Interesses Difusos, Coletivos e Individuais Indisponíveis ou Homogêneos

Art. 78. As manifestações processuais do re-presentante do Ministério Público deverão ser fundamentadas.

Art. 79. Regem-se pelas disposições desta Lei as ações de responsabilidade por ofen-sa aos direitos assegurados ao idoso, refe-rentes à omissão ou ao oferecimento insa-tisfatório de:I – acesso às ações e serviços de saúde;II – atendimento especializado ao idoso por-tador de deiciência ou com limitação incapa-citante;III – atendimento especializado ao idoso por-tador de doença infecto-contagiosa;IV – serviço de assistência social visando ao amparo do idoso.Parágrafo único. As hipóteses previstas neste artigo não excluem da proteção judicial outros interesses difusos, coletivos, individuais indis-poníveis ou homogêneos, próprios do idoso, protegidos em lei.

Art. 80. As ações previstas neste Capítulo se-rão propostas no foro do domicílio do idoso, cujo juízo terá competência absoluta para pro-cessar a causa, ressalvadas as competências

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 34: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

66

ESTATUTO DO IDOSO

67

ESTATUTO DO IDOSO

da Justiça Federal e a competência originária dos Tribunais Superiores.

Art. 81. Para as ações cíveis fundadas em interesses difusos, coletivos, individuais indis-poníveis ou homogêneos, consideram-se legi-timados, concorrentemente:I – o Ministério Público;II – a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios;III – a Ordem dos Advogados do Brasil;IV – as associações legalmente constituídas há pelo menos 1 (um) ano e que incluam entre os ins institucionais a defesa dos interesses e direitos da pessoa idosa, dispensada a autori-zação da assembléia, se houver prévia autori-zação estatutária.§ 1º Admitir-se-á litisconsórcio facultativo en-tre os Ministérios Públicos da União e dos Es-tados na defesa dos interesses e direitos de que cuida esta Lei.§ 2º Em caso de desistência ou abandono da ação por associação legitimada, o Ministério

Público ou outro legitimado deverá assumir a titularidade ativa.

Art. 82. Para defesa dos interesses e direitos protegidos por esta Lei, são admissíveis todas as espécies de ação pertinentes.Parágrafo único. Contra atos ilegais ou abu-sivos de autoridade pública ou agente de pes-soa jurídica no exercício de atribuições de Po-der Público, que lesem direito líquido e certo previsto nesta Lei, caberá ação mandamental, que se regerá pelas normas da lei do manda-do de segurança.

Art. 83. Na ação que tenha por objeto o cum-primento de obrigação de fazer ou não-fazer, o juiz concederá a tutela especíica da obriga-ção ou determinará providências que assegu-rem o resultado prático equivalente ao adim-plemento.§ 1º Sendo relevante o fundamento da deman-da e havendo justiicado receio de ineicácia do provimento inal, é lícito ao juiz conceder a tute-

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 35: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

68

ESTATUTO DO IDOSO

69

ESTATUTO DO IDOSO

la liminarmente ou após justiicação prévia, na forma do art. 273 do Código de Processo Civil.§ 2º O juiz poderá, na hipótese do § 1º ou na sentença, impor multa diária ao réu, in-dependentemente do pedido do autor, se for suiciente ou compatível com a obrigação, i-xando prazo razoável para o cumprimento do preceito. § 3º A multa só será exigível do réu após o trânsito em julgado da sentença favorável ao autor, mas será devida desde o dia em que se houver conigurado.

Art. 84. Os valores das multas previstas nes-ta Lei reverterão ao Fundo do Idoso, onde houver, ou na falta deste, ao Fundo Municipal de Assistência Social, icando vinculados ao atendimento ao idoso.Parágrafo único. As multas não recolhidas até 30 (trinta) dias após o trânsito em julgado da decisão serão exigidas por meio de execução promovida pelo Ministério Público, nos mes-mos autos, facultada igual iniciativa aos demais legitimados em caso de inércia daquele.

Art. 85. O juiz poderá conferir efeito suspen-sivo aos recursos, para evitar dano irrepará-vel à parte.

Art. 86. Transitada em julgado a sentença que impuser condenação ao Poder Público, o juiz determinará a remessa de peças à autoridade competente, para apuração da responsabili-dade civil e administrativa do agente a que se atribua a ação ou omissão.

Art. 87. Decorridos 60 (sessenta) dias do trânsito em julgado da sentença condena-tória favorável ao idoso sem que o autor lhe promova a execução, deverá fazê-lo o Ministério Público, facultada, igual iniciativa aos demais legitimados, como assistentes ou assumindo o pólo ativo, em caso de inér-cia desse órgão.

Art. 88. Nas ações de que trata este Capítulo, não haverá adiantamento de custas, emolu-mentos, honorários periciais e quaisquer ou-tras despesas.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 36: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

70

ESTATUTO DO IDOSO

71

ESTATUTO DO IDOSO

Parágrafo único. Não se imporá sucumbên-cia ao Ministério Público.

Art. 89. Qualquer pessoa poderá, e o servi-dor deverá, provocar a iniciativa do Ministério Público, prestando-lhe informações sobre os fatos que constituam objeto de ação civil e in-dicando-lhe os elementos de convicção.

Art. 90. Os agentes públicos em geral, os juízes e tribunais, no exercício de suas fun-ções, quando tiverem conhecimento de fatos que possam conigurar crime de ação pública contra idoso ou ensejar a propositura de ação para sua defesa, devem encaminhar as peças pertinentes ao Ministério Público, para as pro-vidências cabíveis.

Art. 91. Para instruir a petição inicial, o interes-sado poderá requerer às autoridades compe-tentes as certidões e informações que julgar necessárias, que serão fornecidas no prazo de 10 (dez) dias.

Art. 92. O Ministério Público poderá instaurar sob sua presidência, inquérito civil, ou requi-sitar, de qualquer pessoa, organismo público ou particular, certidões, informações, exames ou perícias, no prazo que assinalar, o qual não poderá ser inferior a 10 (dez) dias.§ 1º Se o órgão do Ministério Público, esgo-tadas todas as diligências, se convencer da inexistência de fundamento para a propositura da ação civil ou de peças informativas, deter-minará o seu arquivamento, fazendo-o funda-mentadamente.§ 2º Os autos do inquérito civil ou as peças de informação arquivados serão remetidos, sob pena de se incorrer em falta grave, no prazo de 3 (três) dias, ao Conselho Superior do Mi-nistério Público ou à Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público.§ 3º Até que seja homologado ou rejeitado o ar-quivamento, pelo Conselho Superior do Minis-tério Público ou por Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público, as associa-ções legitimadas poderão apresentar razões escritas ou documentos, que serão juntados

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 37: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

72

ESTATUTO DO IDOSO

73

ESTATUTO DO IDOSO

ou anexados às peças de informação.§ 4º Deixando o Conselho Superior ou a Câ-mara de Coordenação e Revisão do Ministério Público de homologar a promoção de arquiva-mento, será designado outro membro do Mi-nistério Público para o ajuizamento da ação.

TÍTULO VI

Dos Crimes

CAPÍTULO I

Disposições Gerais

Art. 93. Aplicam-se subsidiariamente, no que couber, as disposições da Lei nº 7.347, de 24 de julho de 1985.

Art. 94. Aos crimes previstos nesta Lei, cuja pena máxima privativa de liberdade não ul-trapasse 4 (quatro) anos, aplica-se o proce-dimento previsto na Lei nº 9.099, de 26 de setembro de 1995, e, subsidiariamente, no

que couber, as disposições do Código Penal e do Código de Processo Penal. (Vide ADI 3.096-5 - STF)

CAPÍTULO II

Dos Crimes em Espécie

Art. 95. Os crimes deinidos nesta Lei são de ação penal pública incondicionada, não se lhes aplicando os arts. 181 e 182 do Código Penal.

Art. 96. Discriminar pessoa idosa, impedindo ou diicultando seu acesso a operações ban-cárias, aos meios de transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou instru-mento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade:Pena – reclusão de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa.§ 1º Na mesma pena incorre quem desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa, por qualquer motivo.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 38: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

74

ESTATUTO DO IDOSO

75

ESTATUTO DO IDOSO

§ 2º A pena será aumentada de 1/3 (um terço) se a vítima se encontrar sob os cuidados ou responsabilidade do agente.

Art. 97. Deixar de prestar assistência ao ido-so, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, em situação de iminente perigo, ou recusar, retardar ou diicultar sua assistência à saúde, sem justa causa, ou não pedir, nesses casos, o socorro de autoridade pública:Pena – detenção de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa. Parágrafo único. A pena é aumentada de metade, se da omissão resulta lesão corpo-ral de natureza grave, e triplicada, se resul-ta a morte.

Art. 98. Abandonar o idoso em hospitais, ca-sas de saúde, entidades de longa permanên-cia, ou congêneres, ou não prover suas ne-cessidades básicas, quando obrigado por lei ou mandado:Pena – detenção de 6 (seis) meses a 3 (três) anos e multa.

Art. 99. Expor a perigo a integridade e a saú-de, física ou psíquica, do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou privando-o de alimentos e cuidados indispen-sáveis, quando obrigado a fazê-lo, ou sujeitan-do-o a trabalho excessivo ou inadequado:Pena – detenção de 2 (dois) meses a 1 (um) ano e multa.§ 1º Se do fato resulta lesão corporal de natu-reza grave:Pena – reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos.§ 2º Se resulta a morte:Pena – reclusão de 4 (quatro) a 12 (doze) anos.

Art. 100. Constitui crime punível com reclusão de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa:I – obstar o acesso de alguém a qualquer car-go público por motivo de idade;II – negar a alguém, por motivo de idade, em-prego ou trabalho;III – recusar, retardar ou diicultar atendimento ou deixar de prestar assistência à saúde, sem justa causa, a pessoa idosa;

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 39: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

76

ESTATUTO DO IDOSO

77

ESTATUTO DO IDOSO

IV – deixar de cumprir, retardar ou frustrar, sem justo motivo, a execução de ordem judicial ex-pedida na ação civil a que alude esta Lei;V – recusar, retardar ou omitir dados técnicos indispensáveis à propositura da ação civil ob-jeto desta Lei, quando requisitados pelo Mi-nistério Público.

Art. 101. Deixar de cumprir, retardar ou frus-trar, sem justo motivo, a execução de ordem judicial expedida nas ações em que for parte ou interveniente o idoso:Pena – detenção de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa.

Art. 102. Apropriar-se de ou desviar bens, pro-ventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua inalidade:Pena – reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa.

Art. 103. Negar o acolhimento ou a perma-

nência do idoso, como abrigado, por recusa deste em outorgar procuração à entidade de atendimento:Pena – detenção de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa.

Art. 104. Reter o cartão magnético de conta bancária relativa a benefícios, proventos ou pensão do idoso, bem como qualquer outro documento com objetivo de assegurar recebi-mento ou ressarcimento de dívida:Pena – detenção de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos e multa.

Art. 105. Exibir ou veicular, por qualquer meio de comunicação, informações ou imagens de-preciativas ou injuriosas à pessoa do idoso:Pena – detenção de 1 (um) a 3 (três) anos e multa.

Art. 106. Induzir pessoa idosa sem discer-nimento de seus atos a outorgar procuração para ins de administração de bens ou deles dispor livremente:

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 40: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

78

ESTATUTO DO IDOSO

79

ESTATUTO DO IDOSO

Estatuto do IdosoEstatuto do IdosoPena – reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos.

Art. 107. Coagir, de qualquer modo, o idoso a doar, contratar, testar ou outorgar procuração:Pena – reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos.

Art. 108. Lavrar ato notarial que envolva pes-soa idosa sem discernimento de seus atos, sem a devida representação legal:Pena – reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos.

TÍTULO VII

Disposições Finais e Transitórias

Art. 109. Impedir ou embaraçar ato do repre-sentante do Ministério Público ou de qualquer outro agente iscalizador:Pena – reclusão de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa.

Art. 110. O Decreto-Lei no 2.848, de 7 de de-zembro de 1940, Código Penal, passa a vigo-rar com as seguintes alterações:

“Art. 61. ..............................................................................................................................................................................II - .........................................................................................................................................................................................h) contra criança, maior de 60 (sessenta) anos, enfermo ou mulher grávida; ...............................................................” (NR)

“Art. 121. ..................................................................................................................................§ 4º No homicídio culposo, a pena é aumen-tada de 1/3 (um terço), se o crime resulta de inobservância de regra técnica de profissão, arte ou ofício, ou se o agente deixa de pres-tar imediato socorro à vítima, não procura diminuir as conseqüências do seu ato, ou foge para evitar prisão em flagrante. Sendo doloso o homicídio, a pena é aumentada de 1/3 (um terço) se o crime é praticado contra pessoa menor de 14 (quatorze) ou maior de 60 (sessenta) anos.

Page 41: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

80

ESTATUTO DO IDOSO

81

ESTATUTO DO IDOSO

........................................................................

.....” (NR)

“Art. 133. .....................................................................................................................................................................§ 3º ..............................................................................................................................................................................III – se a vítima é maior de 60 (sessenta) anos.” (NR)“Art. 140. ....................................................................................................................................................................§ 3º Se a injúria consiste na utilização de ele-mentos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou por-tadora de deiciência:................................................................ (NR)

“Art. 141. ..................................................................................................................................................................

IV – contra pessoa maior de 60 (sessenta) anos ou portadora de deiciência, exceto no caso de injúria................................................................” (NR)

“Art. 148. ......................................................................................................................................................................§ 1º.......................................................................................................I – se a vítima é ascendente, descendente, cônjuge do agente ou maior de 60 (sessen-ta) anos................................................................” (NR)

“Art. 159........................................................................................................................................................................§ 1º Se o seqüestro dura mais de 24 (vinte e quatro) horas, se o seqüestrado é menor de 18 (dezoito) ou maior de 60 (sessenta) anos, ou se o crime é cometido por bando ou quadrilha.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 42: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

82

ESTATUTO DO IDOSO

83

ESTATUTO DO IDOSO

...............................................................” (NR)

“Art. 183...................................................................................................................................III – se o crime é praticado contra pessoa com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos.” (NR)

“Art. 244. Deixar, sem justa causa, de prover a subsistência do cônjuge, ou de ilho menor de 18 (dezoito) anos ou inapto para o traba-lho, ou de ascendente inválido ou maior de 60 (sessenta) anos, não lhes proporcionando os recursos necessários ou faltando ao pa-gamento de pensão alimentícia judicialmente acordada, ixada ou majorada; deixar, sem justa causa, de socorrer descendente ou as-cendente, gravemente enfermo:...............................................................” (NR)

Art. 111. O O art. 21 do Decreto-Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941, Lei das Contraven-

ções Penais, passa a vigorar acrescido do se-guinte parágrafo único:“Art. 21. ........................................................................................................................................................Parágrafo único. Aumenta-se a pena de 1/3 (um terço) até a metade se a vítima é maior de 60 (sessenta) anos.” (NR).

Art. 112. O inciso II do § 4º do art. 1º da Lei nº 9.455, de 7 de abril de 1997, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 1º .....................................................................................................................................§ 4º .........................................................................................................II – se o crime é cometido contra criança, ges-tante, portador de deiciência, adolescente ou maior de 60 (sessenta) anos; ...............................................................” (NR)

Art. 113. O inciso III do art. 18 da Lei nº 6.368,

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 43: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

84

ESTATUTO DO IDOSO

85

ESTATUTO DO IDOSO

de 21 de outubro de 1976, passa a vigorar com a seguinte redação:“Art. 18...............................................................................................................................................................................III – se qualquer deles decorrer de associa-ção ou visar a menores de 21 (vinte e um) anos ou a pessoa com idade igual ou supe-rior a 60 (sessenta) anos ou a quem tenha, por qualquer causa, diminuída ou suprimida a capacidade de discernimento ou de auto-determinação: .........................................................................................................” (NR)

Art. 114. O art 1º da Lei no 10.048, de 8 de novembro de 2000, passa a vigorar com a se-guinte redação:

“Art. 1º As pessoas portadoras de deiciência, os idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, as gestantes, as lactantes e

as pessoas acompanhadas por crianças de colo terão atendimento prioritário, nos termos desta Lei.” (NR)

Art. 115. O Orçamento da Seguridade Social destinará ao Fundo Nacional de Assistência Social, até que o Fundo Nacional do Idoso seja criado, os recursos necessários, em cada exercício inanceiro, para aplicação em pro-gramas e ações relativos ao idoso.

Art. 116. Serão incluídos nos censos demo-gráficos dados relativos à população idosa do País.

Art. 117. O Poder Executivo encaminhará ao Congresso Nacional projeto de lei revendo os critérios de concessão do Benefício de Pres-tação Continuada previsto na Lei Orgânica da Assistência Social, de forma a garantir que o acesso ao direito seja condizente com o es-tágio de desenvolvimento sócio-econômico alcançado pelo País.

Estatuto do IdosoEstatuto do Idoso

Page 44: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

86

ESTATUTO DO IDOSO

87

ESTATUTO DO IDOSO

Art. 118. Esta Lei entra em vigor decorridos 90 (noventa) dias da sua publicação, ressalva-do o disposto no caput do art. 36, que vigorará a partir de 1º de janeiro de 2004.

Brasília, 1º de outubro de 2003; 182º da Inde-pendência e 115º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Márcio Thomaz BastosAntonio Palocci FilhoRubem Fonseca FilhoHumberto Sérgio Costa LImaGuido MantegaRicardo José Ribeiro BerzoiniBenedita Souza da Silva SampaioÁlvaro Augusto Ribeiro Costa

Estatuto do Idoso

Page 45: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

88

ESTATUTO DO IDOSO

89

ESTATUTO DO IDOSO

O Sindicato dos Aposentados, em parceria com a Keep Idio-mas, oferece cursos de inglês e espanhol para sócios e depen-dentes (ilhos e netos) com excelente qualidade e por um preço, em média, 70% mais baratos que os oferecidos no mercado.

O curso da Keep é dinâmico, respeita o nível de cada aluno e ensina, passo a passo, o paricipante a falar e a escrever o idioma. As aulas são realizadas na sede do Sindicato minis-tradas por professor com formação em faculdade de Letras, experiência internacional e ceriicação.

As vagas são limitadas. Os interessados devem fazer sua matrí-cula na sede do Sindicato Nacional dos Aposentados, localizado à rua do Carmo, 171, próximo ao Metrô Sé, de segunda a sexta, das 7h30 às 16h30. Mais informações (11) 3293-7500.

Sindicato oferece cursos de inglês ou espanhol

para sócios e dependentesSINDICATO OFERECE

CURSOS GRÁTIS DE DANÇA

DE SALÃO E DO VENTRE

O Sindicato dos Aposentados, Pensionistas e Idosos ofe-rece cursos de dança de salão e do ventre. As aulas são mi-nistradas por professores especializados. A dança de salão acontece às terças-feiras, das 14 às 16 horas; e a do ventre, às quartas-feiras, das 14 às 15h30. Todas são realizadas na sede do Sindicato, na rua do Carmo, 171, Centro, São Paulo/SP, próximo ao Metrô Sé.

Os cursos são desinados para sócios e não sócios, que desejam aprender e também para quem já sabe, mas quer praicar para não icar enferrujado.

COMO PARTICIPAR? - Gratuitos para sócios, basta apre-sentar o número da carteirinha do Sindicato. Para quem ainda não é sócio, o custo é de R$ 30,00 (individual) e de R$ 50,00 (casal).

As inscrições são realizadas na Rua do Carmo, 171 - Centro - São Paulo/SP

Próximo ao Metrô SéO horário de atendimento é das 7h30 às 16h30

Page 46: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

90

ESTATUTO DO IDOSO

91

ESTATUTO DO IDOSO

O Sindicato dos Aposentados desenvolveu um novo projeto de lazer e cultura para a Terceira Idade: o Cine-Sind, que consiste em realizar, uma vez por mês, uma ses-são de cinema na sede nacional, em São Paulo.

O CineSind é gratuito e os associados podem convidar amigos e familiares a para assisirem ao ilme. Todos par-icipantes ganham pipoca e refresco. No CineSind são exibidos ilmes recentes, anigos e clássicos de vários gê-neros do cinema.

As sessões acontecem sempre no auditório do sede nacional, localizado à rua do Carmo, 171, centro de São Paulo, próximo ao Metrô Sé.

Conira a programação do CineSind pelo site www.sind-napi.org.br, pelo Facebook.com/sindnapioicial ou, então, ligue (11) 3293-7504, com a diretora Lecy Andrade.

CINEMA DE GRAÇA NO SINDICATO

ESTATUTO DO IDOSO

INFORME-SE!

O Sindicato Nacional dos Aposentados lançou um aplica-ivo para celulares, disponibilizando as principais informa-ções da enidade. Com muitas funcionalidades, o aplica-ivo SindinAPP facilitará a vida dos associados na busca de informações, pois como o sistema funciona em aparelhos celulares, os usuários dispensam a uilização de compu-tadores. Agora, qualquer cidadão poderá ter acesso a no-ícias, endereços das sedes em todo o Brasil; relação de convênios, entre outros.

O aplicaivo é gratuito. Para instalá-lo em seu celular, basta seguir as etapas descritas abaixo:

1) Procure pelo ícone Play Store em seu celular

2) Depois de clicar em Play Store, ao abrir o campo Procurar, digite: Sindicato dos Aposentados

3) Aparecerá o ícone com o logoipo do Sindicato dos Aposentados

4) Aí é só clicar em instalar

5) Após concluir a instalação aparecerá o botão Abrir. É só clicar e começar a uilizar.

COMO INSTALAR O APLICATIVO?

Finalizada a instalação, basta clicar em ABRIR e começar a uilizar

Procure pelo ícone Play Store

Digite Sindicato dos Aposentados

Clique em INSTALAR

Aparecerá o botão Abrir

Todas as informações do Sindicato através

do seu celular

Page 47: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

92

ESTATUTO DO IDOSO

93

ESTATUTO DO IDOSO

O Sindicato dos Aposentados disponibiliza para sócios, dependentes e familiares, Colônia de Férias própria, em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo por um preço inacreditável. Todas diárias incluem hospedagem, café da manhã, jantar e passeio turísico. Sem qualquer taxa adicional e agendamento por ordem de procura. Não é por sorteio. Para mais informações: ligue (11) 3293-7500 ou 3531-4654 e faça a sua reserva. Se você ainda não é sócio, entre em contato com a gente e programe a praia com a família. A sede do Sindicato localiza-se à rua do Carmo, 171, Centro, São Paulo, próximo ao metrô Sé. Horário de atendimento: de segunda a sexta, das 7h30 às 16h30.

SÓCIOS E DEPENDENTES PODEM DESFRUTAR DE COLÔNIA DE FÉRIAS NA

PRAIA E NO CAMPO

A agência de viagens dos aposentados

UNIONE TURISMO

ESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

A Agência UNIONE Turismo ica na rua do Carmo, 171 - Sala 101 - Centro

São Paulo/SP - Perto do Metrô Sé

Tels: (11) 3531-4624 - (11) 3293-7500

Nada melhor do que poder viajar para quebrar a roina, mudar a paisagem e libertar-se dessa imensa máquina do mundo repleta de regras, horários e compromissos.

E para que você tenha toda a tranquilidade, conforto e prai-cidade para realizar seus passeios, o Sindicato dos Aposentados montou a UNIONE, que é uma agência de viagens especializada para a Terceira Idade.

A Unione organiza viagens e pacotes turísicos nacionais e inter-nacionais. Tudo com descontos especiais para que os associados e dependentes possam realizar os seus sonhos de conhecer novos lugares. Então, não deixe de conhecer todas as vantagens que a Unione tem para você. Faça-nos uma visita sem compromisso.

Page 48: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

94

ESTATUTO DO IDOSO

95

ESTATUTO DO IDOSOESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

COMUNICAÇÃOGratuitamente, os associados do Sindicato podem se manter

atualizados pelo site, Facebook, whatsapp, jornal, revistas, carilhas e a TV Aposentados. Tudo para que você tenha acesso à informação!

Não é todo mundo que

tem condições de ter acesso à

informação. Por isso, o site do

Sindicato, diariamente, mantém

o associado atualizado sobre as ações desenvolvidas e comparilha as noícias dos principais jornais e revistas em seu site (www.sindnapi.org.br), fazendo assim, com que todos tenham acesso à

informação. “Todos os dias tem

novidade no site”, airmou Julio Quaresma, Diretor Nacional de

Finanças do Sindicato.

A página do Sindicato na rede

social Facebook divulga as ações

realizadas pela enidade, informa sobre as principais noícias relacionadas a aposentados,

pensionistas e idosos e também

comparilha os vídeos da TV Aposentados. É um importante

canal para que você ique por dentro de tudo o que está

acontecendo, com um diferencial

em relação ao site: pelo Face do

Sindnapi você consegue comentar

as informações veiculadas.

O Sindicato dos Aposentados

possui um canal de TV na internet.

Em programas produzidos pelo Departamento de Comunicação, sob

o comando de Anderson Campos, a

TV Aposentados divulga as noícias das lutas da enidade e mantém uma grade com quatro programas:

1) Seus Direitos, na área jurídica; 2) Saúde e Bem-Estar, apresentado pelo Dr. Luiz Aberto Catanoce 3) Jornal do Aposentado e; 4) Sindnapi nos Conselhos, apresentado por Valdete Lopes.

O WhatsAPP do Sindicato é outro

canal direto para que os associados

recebam informações e também

se comuniquem com a enidade. Fácil, ágil e práico, para enviar a sua mensagem de texto, áudio ou vídeo,

basta apenas cadastrar o número

do WhatsAPP do Sindnapi

(11) 9 6348-7396 na agenda do seu celular. “É um meio de comunicação

bem democráico, pois está aberto para sócios e não sócios”, destacou

Marcos Bulgarelli, presidente

nacional do Sindicato.

Face: interagindo com o Sindicato

Notícias gratuitas ao seu alcance

Canal direto com o associado

TV aposentados na internet

Page 49: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

96

ESTATUTO DO IDOSO

97

ESTATUTO DO IDOSOESTATUTO DO IDOSO ESTATUTO DO IDOSO

EM CASO DE DÚVIDAS, ENTRE EM CONTATO: (11) 3293-7500

ESTATUTO DO IDOSO

O Sindicato conta com uma cooperativa de crédito espe-cializada no atendimento de aposentados, pensionistas e idosos: a Coopernapi, que oferece os serviços de um banco convencional, mas com o diferencial de praticar as menores taxas e tarifas do mercado, o que gera economia no bolso.

Sócio conta com banco no Sindicato

CENTRAL DE ATENDIMENTO Rua do Carmo, 171 - TérreoPróximo ao Metrô SéHorário der Atendimento:segunda a sexta-feira das 8h00 às 15h00

Mais informações: (11) 3531-4611 - ou acesse: coopernapi.org.br

Acesse nosso site: coopernapi.org.br

Page 50: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

DIRETORIA NACIONAL OPERATIVA: Plínio Gustavo Adri Sarti, Vice-presi-dente; Paulo José Zanetti, Secretário-geral; Hélio Herrera Garcia, Primeiro Secretário-geral; Julio Quaresma Filho, Diretor Nacional de Finanças; Francis-co Roberto da Silva, Diretor Nacional de Projetos; Milton Batista de Souza Filho, Diretor Nacional de Assuntos Jurídicos; Arnaldo Gonçalves, Diretor Nacional de Relações Internacionais; Adão Alves de Souza, Diretor Nacional de Adminis-tração; Anisio Ferreira de Souza, Dire-tor Nacional de Organização; Juarez Martelozo Ramos, Diretor Nacional de Turismo; Edmundo Benedetti, Diretor Nacional de Assuntos Previdenciários; Andrea Angerami Correa da Silva Gato, Diretora Nacional da Mulher; Luiz Al-berto Catanoce, Diretor Nacional de Saúde; José Gaspar Ferraz de Cam-pos, Diretor Nacional de Anistia; João Batista Inocentini, Diretor Presidente da Cooperativa de Crédito e Paulo Pereira da Silva, Diretor Honorário.

DIRETORIA NACIONAL EXECUTI-VA: Alda Silvestre de Souza, Alfredo Moura, Carlos Roberto de Carvalho

Malaquias, Danilo Pereira da Silva, Donato Rodrigues, Genilda Leci de Andrade, Gentil Fernandes Rosa, José Carlos Beil, José Carolino de Campos, José Ferreira da Silva, José Pereira dos Santos, Julin-da Gomes Bomim, Júlio Joaquim Araújo, Levy Gonçalves Ferreira, Luiz Antônio Adriano da Silva, Mar-cia Gomes da Motta, Marco Antonio Bernardi Sandoval, Maria Antonia R. Magalhães, Valdete Lopes Ferreira e Vicente de Souza.

DIRETORIA NACIONAL CONSUL-TIVA: Cláudio Taú; Ernane Geraldo Dias; Ivanete Antonia da Costa; João Carlos Gonçalves; João Timóteo da Silva; José Baia de Lima; Maria Apa-recida Guimarães; Nelson Ramos; Paulo Roberto Neves; Regina Elena Lara e Roque Garcia Duarte.

CONSELHO FISCAL - EFETIVOS: Claudio Aureliano Moreira; Edison Cortez e Wilson Vidal de Melo. CONSELHO FISCAL - SUPLENTES: Lucas Nery Silva; Severina Silva dos Santos e Aparecido Sebastião Sartori

ENDEREÇO DO SINDNAPI: Rua do Carmo, 171

Centro - São Paulo - CEP: 01019-900. Fone: (11) - 3293-7500

Jornalista Responsável: Ricardo Flaitt - MTb 40.939 - [email protected] Direção de Arte: Jaime Alves Feitosa - [email protected]

Colaboração: Anderson Ines - [email protected] Tiragem: 10 mil exemplares

JULHO DE 2018

ESTATUTO DO IDOSO

MARCOS BULGARELLI

Presidente Nacional

SINDICATO NACIONAL DOS APOSENTADOS,PENSIONISTAS E IDOSOS DA FORÇA SINDICAL

SAÚDE

Saúde é um item caro no Brasil, e nem sempre o sistema público ampara o idoso adequadamente. Por isso, o Sindicato disponibiliza dezenas de convênios, em diversas especialidades, com descontos especiais, que facilitam o acesso nos momentos de necessidade.

PONTOS DE ATENDIMENTOPara conferir as unidades de atendimento da Odonto Company

e da PartMed em todo Brasil, conira pelos sites: www.odontocompany.com e www.partmedsaude.com.br

Em caso de dúvida, ligue para nossa Central: (11) 3293-7542 ou 3293-7500.

Consultas médicas e dentistas a partir de R$ 19,90 mensais

ODONTO COMPANY - Plano odontológico com duas opções: Individual: por apenas R$ 19,90 por mês. Familiar: 4 pessoas (associado + 3 dependentes) R$ 59,90 mensais.Uma vez ao ano, conta com os serviços gratuitos de: proilaxia, extra-ção, instalação de aparelho ortodônico e raio-x panorâmico. Beneícios válidos para atendimentos nas clínicas instaladas nas sedes e subsedes do Sindicato.PARTMED - Para consultas médicas, são três opções: Individual: apenas R$ 19,90 mensais (direito a 20 consultas anuais). Familiar: R$ 59,90 mensais (40 consultas, para até quatro pessoas). Vale ressaltar: exclusivamente para consultas médicas, não incluindo exames, urgência ou qualquer outro procedimento. PLANO INTEGRADO - Ainda há uma opção muito vantajosa, o Plano Integrado, que congrega os serviços da Odonto Company com os da PartMed por apenas R$ 35 reais mensais.

Page 51: ESTATUTO DO IDOSO - sindicatodosaposentados.org.br · 6 ESTATUTO DO IDOSO 7 ESTATUTO DO IDOSO Os aposentados, pen-sionistas e idosos associa-dos ao Sindicato contam com uma Cooperaiva

www.facebook.com/sindnapioficial Whats: (11) 9 6348-7396

www.sindnapi.org.br

VENHA PARA O MAIORSINDICATO DO BRASILRua do Carmo, 171 - Centro - São Paulo - Fone: (11) - 3293-7500