estúdiolivre - fabiocavalcante.comfabiocavalcante.com/textos/EstudioLivre_ChicoMalta.pdf · Toca...

Click here to load reader

  • date post

    06-Jul-2018
  • Category

    Documents

  • view

    226
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of estúdiolivre - fabiocavalcante.comfabiocavalcante.com/textos/EstudioLivre_ChicoMalta.pdf · Toca...

  • estdiol i v r e

    Chico Malta

    Santarm/Pa05/2010

    apresentaapresenta

    d o C o l e t i v o P u r a q u

    [CADERNO DE PARTITURAS]

  • Esta obra est licenciada sob uma licena Creative Commons

    Nossas Lembranas, Coletivo Puraqu

    Voc pode:- copiar, distribuir, exibir e executar esta obra;

    - criar obras derivadas desta

    Sob as seguintes condies:- Voc deve dar crdito ao autor original.

    - Voc no pode utilizar esta obra com fins comerciais.

    Para cada novo uso ou distribuio, voc deve deixar claro para os outrosos termos da licena desta obra.

    Qualquer uma destas condies pode ser renunciada, desde que voc tenha permisso do autor.

    Para mais informaes sobre esta licena, visite este endereo na internet:http://creativecommons.org/licences/by-nc/2.5/br/

    Texto e edio de partituras:Fbio Cavalcante

    Projeto Grfico:Luciana Leal

    Coletivo Puraqu so:Adriana NascimentoAdriane GamaAlessandra SousaDennie FabrzioEdilson FrotaFbio CavalcanteMarcelo LobatoJder GamaTarcsio Ferreira

  • Apresentao

    Aqui esto reunidas as partituras de 10 msicas do compositor santareno Chico Malta, gravadas por Fbio Cavalcante no Estdio Livre do Coletivo Puraqu, em junho de 2010.

    As gravaes das msicas aqui escritas podem ser ouvidas e baixadas no site do Estdio Livre, no endereo http://www.puraque.org.br/estudiolivre

  • Nas entranhas da selva ..........................Na selva amaznica ...............................Muiraquit ...............................................Cobra grande ..........................................Canoa a vela ...........................................Matinta Pereira .......................................Curupira ..................................................Tamba-taj ..............................................Vitria-rgia .............................................Dito popular .............................................

    1379111417192124

    ndice:

  • 1

    Nas entranhas da selvaChico Malta

  • Nas entranhas da selva

    Em B7 Em B7

    Em B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmEm louvor a Tup, Guaraci, Borari. B7 EmCanta pro sol da manh, uirapuru, bem-te-vi.

    Em B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmNessa selva amaznica, machenerus, iucen B7 EmDana ritual do sol, carimb, sair

    Em B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmToca tambores do sol, toca tambores do sol, curumim, cunhat B7 EmTraa os caminhos da mata, no desmata, s leva. B7 EmO peixe, o fruto, a caa, nas entranhas da selva. B7 EmNas entranhas da selva, nas entranhas da selva, B7 Emnas entranhas da selva, nas entranhas da selva, B7 Emnas entranhas da selva, nas entranhas da selva.

    2

  • Na selva amaznicaChico Malta e Csar Brasil

    3

  • 4

  • Na selva amaznica

    Am9 B/E Bb/Eb Am E7

    Am C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb Am GNa selva amaznica tem mistrios e lendas

    C G C GNas matas virgens, nas guas dos rios, entre as folhagens desse cho sombrioF C D C7+ Em/BFaa sol, chuva, luar ou vento frio C G C GO medo do dia, da noite, o assobio do Curupira imitando Anhang F C D C7+ Em/BMatinta Pereira invisvel te acompanhar F G AAt Vila Pedra voar.F G AAh, quem te dera montar F G A F G AmFaz este cabresto, cavalo encantado daquele lugar

    5

  • Am C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb Am GNa selva amaznica tem mistrios e lendas

    C G C GOh Iara, Caipora, Saci, Boi-tat, Juruta, Me-da-lua, Iac transformarF C D C7+ Em/BEm lua cheia Lobisomem vem atacar C G C GIai feiticeira, me dos mamangais, Vitria-rgia, Flor piripiriF C D C7+ Em/BJovem guerreira amazona, rio JurupariF G A F G AMapinguari, Cobra grande, Tutchuru, Chupa-sangueF G A F G AmBoto, acutipuru. Canto encanta Uirapuru

    Am | C | B, Bb | Am | C | B, Bb | Am, E7 |

    Am C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb AmNa selva amaznica tem mistrios e lendasAm C B Bb Am GNa selva amaznica tem mistrios e lendas

    C G C GSapo Caioroca, Princesa do lago, Velho da praia, Man TorquatoF C D C7+ Em/BMuiraquit, pedra verde, encontro das guas F G A F G APra no duvidar dessa terra, dessa selva amaznica,F G A F G Am9Dessa selva amaznica, dessa selva amaznica.

    B/E B/Eb Am

    6

  • MuiraquitChico Malta

    7

  • Muiraquit

    EmMuiraquit, Muiraquit, Muiraquit AmPelas mos dessas ndias das margens do rio Amazonas B7 EmQue em noites que a lua clareava a terra, saiam a procurar AmMergulhando no fundo das guas dos lagos para retirar B7 Em AmUmas pedras que elas modelavam para oferecer B7 EmQue levavam pendurado ao pescoo, o Muiraquit Am B7 EmAcreditando que traria sorte e felicidade B7 Em B7 EmIcamiabas, ndias guerreiras, me traga a sorte dos muiraquits

    B7 Em B7 EmSou ndio Guacari, teu amor primeiro. O amuleto da sorte que te faz parir

    Muiraquit, Muiraquit, Muiraquit

    aos amados guerreiros, como talism

    a todos guerreiros, e a quem lhe usassem

    B7 Em B7 EmIcamiabas, ndias guerreiras, me traga a sorte dos muiraquits

    B7 Em B7 EmSou ndio Guacari, teu amor primeiro. O amuleto da sorte que te faz parir

    8

  • Cobra grandeChico Malta

    9

  • Cobra grande

    Am E7Noite escura chuvosa, canoeiros temem navegar AmO perigo das guas aumentam pra quem se atrever enfrentar E7As ondas, troves e relmpagos, ideal pra Boina boiar AmCom seus olhos gigantes brilhando, esperando pra se alimentar E7De algum barco com pescadores descendo ou subindo o rio AmTo grande que causam horrores, parecem faris de navio E7Rema, rema, canoeiro, a canoa no sai do lugar AmCobra grande j fez o banzeiro, redemoinho pra ela virar E7Rema, rema, canoeiro, a canoa no sai do lugar AmCobra grande j fez o banzeiro, redemoinho pra ela virar E7 AmIsquitum dum, isquitum dum, isquitum, isquitum, isquitum dum E7 AmIsquitum dum, isquitum dum, isquitum, isquitum, isquitum dum E7 AmIsquitum dum, isquitum dum, isquitum, isquitum, isquitum dum E7 AmIsquitum dum, isquitum dum, isquitum, isquitum, isquitum dum

    10

  • Canoa a velaChico Malta

    11

  • 12

  • Canoa a vela

    G | D, C |

    G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio.

    G | D, C | G | D, C | G | D, C |

    G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio. D C G D C GVai nessas ondas, deixa o vento te levar. Vai velejando, cuidado pra no virar D C G D C GQue aqui tem peixe, mas tambm tem jacar. Tem boto moo pra roubar sua mulher D C G D C GCaiu, tum, no rio. Sumiu, tum, sumiu. D C G D C GFoi de canoa pro outro lado l do rio. Sentiu na pele at mesmo calafrio D C G D C GFoi de canoa pro outro lado l do rio. Sentiu na pele at mesmo calafrio D C DFoi d de cara com Boina, Cobra grande C D C GMas que grande foi a besteira de deixar ela virar D C DNa tempestade foi bater l na cidade C D C GFoi pedir por caridade pra encontrar sua mulher

    D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio. G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio.G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio. G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio.D C G D C GTum, tum, num n, nerun. Tum, nerun. D C G D C GTum, tum, num n, nerun. Tum, nerun.

    G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio. G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio.G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio. G D C G D C GCanoa a vela, canoa de rio. Canoa a vela, canoa de rio.

    13

  • Matinta PereiraChico Malta

    14

  • 15

  • Matinta Pereira

    Em DVelha vestida de preto, cabelos cados no rosto C EmPrefere as noites sem lua para aparecer D Em D EmQuando sente a presena de algum, ela d um assobio estridente D Em C Em C Em C Em Que parece gritar o seu nome: Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    Em DQuando aparece, causa o maior pavor C EmPois pode aparecer de vrias formas D Em D EmComo velha, galinha, cavalo. Como pssaro, porco e gato D Em C Em C Em C Em No escuro, no meio do mato - Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    Em DMas para descobrir mesmo quem ela C EmConvide-a para um caf de manh em sua casa D Em D EmE a primeira que lhe aparecer, lhe pedindo caf ou tabaco D Em C Em C Em C EmPode crer a pessoa de fato Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    EmMatinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    Matinta Pereira, Matinta Pereira, Matinta Pereira.

    16

  • CurupiraChico Malta

    17

  • Curupira

    C AmCurupira, duende da mata F GPretinho com os ps pra trs C AmAssobia, atrai ces de caa F G C Pe cip que o caador jamais Am Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de volta

    C Am F G Bate as rvores. V se vo resistir F G CAs tempestades que ho de virAm F G C Sou um bom caador, pegue o fumo e a cachaaAm Dm G7 C Que te dou nessa cuia, e me d boa caaAm Dm G7 C Pois s tiro da mata, pro sustento da casaAm Dm G7 C Pois s tiro da mata, pro sustento da casa

    C AmCurupira, duende da mata F GPretinho com os ps pra trs C AmAssobia, atrai ces de caa F G C Pe cip que o caador jamais Am Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de voltaAm Dm G7 C Vai encontrar o caminho de volta

    18

  • Tamba-tajChico Malta

    19

  • Tamba-taj

    G D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndioG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndio D C GQue se apaixonou por uma cunh, a cunh mais bela D C GE com ela casou, e vivia feliz ao lado delaG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndioG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndio D C GQue ao v-la adoecer sem poder andar, carregava ela D C GPendurada em suas costas, pra todo lugar levava elaG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndioG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndio D C GQue ao v-la morrer, tambm se enterrou ao lado dela D C G EmPois no via razo mais para viver assim sem elaG Em G Em G Em G Em Muitas luas passaram, lua cheia chegou. Do amor, uma planta graciosa brotouG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndioG D C GTamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj. Tamba, tamba-taj, amor de ndio

    20

  • Vitria-rgiaChico Malta

    21

  • 22

  • Vitria-rgia

    G | Em | C | D7 | G | Em | C | D7 |

    G Em C D7Diz a lenda, certa vez, uma linda cunh, G Em C G C D7 GLevada pelo amor, querendo transformar-se em estrela, pelo contato selnioG Em C D7Procurou elevaes, montes, as colinas, serrasG Em C D G Esperando realizar seu sonho de estrela

    C D7 Bm EmNaquele momento mgico e felicidade, noite de luarAm D7 G G7As estrelas no cu pareciam entoar seu cntico beleza terraC D7 Bm EmA linda cunh querendo nas guas do lago a lua tocarAm D7 G G7Quando a lua se banhava, lanou-se nas guas to misteriosa, e desapareceuC D7 Bm EmIac se apiedou e, como prmio, a beleza da cunhAm D7 G G7Imortalizou-a transformando em estrela das manhs das guas C D7 Bm EmFormosa como as estrelas, perfume jamais dado a outra florAm D7 G EmDilatando estirou-lhe a palma das folhasAm D7 G G7Pra que assim receba todos afagos da luz C G G7Uap jaan C D7 G EmAbati-Uap, Uapracu Am D7 G EmRainha dos lagos s Vitria-rgia, Regina, U u u Am D7 G | Rainha dos lagos s Vitria-rgia, Regina GRegina

    Em | C | D7 | G | Em | C | D7 |

    23

  • Dito popularChico Malta

    24

  • 25

  • 26

  • Dito popular

    Em | A

    Em A Em Agu mole em pedra dura tanto bate at que fura A EmEsse olhar de peixe morto, todo pau que nasce torto nunca endireita A Em Tem que rir pra no chorar. Bm EmBoca fechada no entra mosquito A Em A EmCasa de ferreiro espeto de pau, cesteiro que faz um cesto, faz um cento Bm Em Bm EmUma andorinha s no faz vero, uma andorinha s no faz vero A Bm A EmQuem pe a mo no fogo pra se queimar, o dito pelo no dito, dito popular

    Bm EmQuem com ferro fere, com ferro ser ferido

    A Bm A Em AQuem pe a mo no fogo pra se queimar, o dito pelo no dito, dito popular

    Em | A

    Em A Em No h rosas sem espinhos, h males que vem pro bem A EmDeus d o frio conforme o cobertor A Em A EmUma coisa ser, outra parecer, cachorro que muito late, no morde A Em A EmMas quem v cara, no v corao, mas quem v cara, no v corao Bm EmNunca deixe pra amanh o que pode fazer hoje. Bm EmAmor com amor se paga, e uma mo lava a outra Bm EmMais vale amigo na praa do que dinheiro no caixa Bm EmNo troque nunca o certo pelo duvidosoEm A Em Quem planta, colhe, quem canta, seus males espanta A EmQuem espera, sempre alcana. E a esperana a ltima que morre.A Em A Em Se ele mal, maldito. Se vem do bem, bendito. Se Ben, Benedito. A Em A O dito pelo no dito, o dito mesmo no dito, o dito dito, dito popular

    Em | A

    27

  • A Bm A EmQuem pe a mo no fogo pra se queimar, o dito pelo no dito, dito popular A Bm A Em Quem pe a mo no fogo pra se queimar, o dito pelo no dito, dito popularA Em AI--r. Err-r-r-r-r-r. T-r-rum, l-ru-num-d. Em A EmUn-d-rum, d-rum-num-d, tu-n-rum-nA Em dito popularA Em dito popularA Em dito popularA Em dito popularA Em A Em dito popular

    28

  • Esta obra est licenciada sob uma licena Creative Commons.

    Esta obra foi realizada no Estdio Livre do Coletivo Puraqu, em junho de 2010,na cidade de Santarm - PA.

    ApresentaondiceNas entranhas da selvaNa selva amaznicaMuiraquitCobra grandeCanoa a velaMatinta PereiraCurupiraTamba-tajVitria-rgiaDito popular