Estudo mercado imobiliário - TV Aratu Digital

download Estudo mercado imobiliário - TV Aratu Digital

of 12

  • date post

    29-Nov-2014
  • Category

    Real Estate

  • view

    1.798
  • download

    0

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Estudo mercado imobiliário - TV Aratu Digital

  • 1. O MERCADO. O mercado imobilirio est muito favorvel para quem deseja comprar a casa em 2010. Especialistas dizem que o melhor a fazer comprar rpido, porque depois os preos podem subir. As atuais condies de financiamentos facilitam a compra. A projeo do volume de recursos para o financiamento imobilirio em 2010 de R$ 69 bilhes - um recorde. Alm disso, os juros nunca foram to baixos e devido concorrncia entre os bancos, podem baixar ainda mais. Existe tambm uma relao causa-efeito no atual boom imobilirio brasileiro, sustentado essencialmente pela grande oferta de crdito - ainda que seja necessrio o justo reconhecimento do bom momento econmico vivido pelo pas, com consequente aumento da renda das famlias. Os reflexos do crescimento econmico, entretanto, so relativamente pequenos: o que de fato sacode o mercado o dinheiro fcil oferecido pelos bancos. O crescimento de vendas de lanamentos impressionante e em algumas regies o ritmo de construo alucinado, a ponto de faltar mo de obra ou insumos (ou os dois).
  • 2. MATERIAL DE CONSTRUO - O SETOR. No primeiro trimestre do ano, o setor de materiais de construo teve crescimento de 12,5% sobre o mesmo perodo do ano passado. "A tendncia que o ano de 2010 seja o melhor ano da histria do setor, com crescimento de 10% sobre o ano de 2009. declara Cludio Conz, presidente da Anamaco*. FATORES QUE IMPULSIONAM O SETOR: Programa Minha Casa, Minha Vida 2: programa que deve construir 2 milhes de moradias at 2014 e contribuir para um crescimento ainda maior da cadeia produtiva da construo. Reduo do IPI: a reduo do imposto sobre produtos industrializados para alguns materiais de construo programada para junho de 2010 teve prorrogao por mais 6 meses e passa a vigorar at dezembro de 2010. Eventos Esportivos: a Copa de 2014 e Olimpadas de 2016, que acontecero no Brasil, tambm so grandes incentivos para o setor. O oramento estimado para adequao de infra-estrutura da Copa do Mundo de 2014 ultrapassa a cifra dos R$ 100 bilhes. *Associao Nacional dos Comerciantes de Material de Construo Nacional .
  • 3. O MERCADO - FATORES MACROECONMICOS. INFLAO. Aumentos nas taxas de inflao afetam o mercado imobilirio na medida em que reduzem a atividade econmica, o consumo e o + investimento. Alm disso, a evoluo relativa dos ndices de inflao indexam os+custos de construo e os recebimentos futuros na venda prazo das unidades, respectivamente, afetam a rentabilidade da atividade de incorporao imobiliria. DEMOGRAFIA. O crescimento da populao brasileira, a elevada porcentagem de jovens em relao ao total da populao, a tendncia de + envelhecimento da populao, o declnio do nmero de habitantes por domiclio e a preferncia scio-cultural pela casa prpria so + elementos combinados que suportam um elevado potencial de demanda por imveis residenciais no Brasil nos prximos dez anos.
  • 4. POLTICA IMOBILIRIA. O setor imobilirio altamente dependente da disponibilidade de crdito no mercado e a poltica de crdito do Governo Federal afeta significativamente a disponibilidade de recursos para o financiamento imobilirio influenciando, portanto, o fornecimento e a demanda por propriedades. O mercado de crdito imobilirio no Brasil fortemente regulado e os recursos para financiamento do setor so oriundos, principalmente, do FGTS e dos depsitos em caderneta de poupana. Alm de regulamentar o crdito imobilirio, em maro de 2009, o governo lanou o programa Minha Casa,+ Minha Vida. Este programa investir 34 milhes de reais que sero empregados na construo de 1 milho de moradias para famlias com renda + de at 10 salrios mnimos. Em parceria com estados, municpios e iniciativa privada, o programa vem impulsionando a economia, gerando empregos e trazendo reflexos positivos para toda a sociedade. Enquanto muitos pases diminuram os investimentos por conta da crise financeira internacional, o Brasil gerou novas oportunidades de desenvolvimento para que a roda da economia continuasse a girar.
  • 5. O MERCADO IMOBILIRIO DA BAHIA. O mercado imobilirio no Brasil vive a melhor fase. Na Bahia estima-se que em 2010 o setor cresa 30% em relao ao ano passado. A meta vender mais de 15 mil unidades. Estamos com uma boa expectativa de vendas, a economia se recuperou da crise econmica e todos esto com uma viso muito otimista para este ano aponta o presidente da Associao dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobilirio da Bahia, Nilson Sarti. De janeiro a abril deste ano, a Bahia contabilizou o lanamento de 4.493 unidades imobilirias. As vendas, por sua vez, chegaram marca dos 4.273. Os dados so da Pesquisa Imobiliria da Associao de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobilirio da Bahia, ADEMI-BA. Nesse mesmo perodo, a maioria dos baianos optou por imveis de dois quartos. Foram 2.352 unidades comercializadas com este perfil, o que representa 55,04% do total de unidades compradas.
  • 6. LOCALIZAO. GASTOS. No dado perodo analisado (janeiro a abril de 2010), Quando o assunto valor, o quadro no mudou muito percebeu-se uma procura maior na regio do Litoral nestes ltimos dois anos: a maioria dos baianos (42%) Norte, como Lauro de Freitas, Buraquinho, Vilas do continua gastando entre R$ 150 mil e R$ 250 mil na hora Atlntico, Abrantes, Barra do Jacupe, Itacimirim, de comprar um imvel. Em 2009, os que investiram Camaari, Genipapu e Guarajuba, representando entre R$ 50 mil e R$ 100 mil foram 24% dos 26,77% dos imveis comercializados. consumidores, 5% a mais do que em 2008. Em seguida, com 23,23%, entre os bairros mais Em 2010, a expectativa alcanar recorde de vendas e procurados esto Alphaville, Boca do Rio, Nova Boca negcios, superando 327 unidades comercializadas em do Rio, Imbu, Jaguaribe, Paralela, Patamares e 2009, quando foram contabilizados um total de R$ 476 Pituau. milhes em negcios gerados.
  • 7. OS SOTEROPOLITANOS E O MERCADO IMOBILIRIO. Na Grande Salvador, 181.000 pessoas pretendem comprar ou trocar de imvel nos prximos 12 meses ou esto procurando imvel no momento. SEXO CLASSE SOCIAL IDADE 20,0 36,0 49,0 27,0 36,0 16,0 15,0 51,0 35,0 5,0 8,0 Homens Mulheres AB C1 C2 DE 10-17 18 -24 25 -34 35 -49 50 e + Fonte: Ipsos/ EGM Jan/10 a Mar/10
  • 8. OS SOTEROPOLITANOS E O MERCADO IMOBILIRIO. Quem so? 51% so mulheres. 16% tem entre 10 e 17 anos. 54% so solteiros. 36% so das classes AB. 27% tem entre 18 e 24 anos. 45% so casados. 20% so da classe C1. 15% tem entre 25 e 34 anos. 30% so chefes de famlia. 35% so da classe C2. 36% tem entre 35 e 49 anos. 8% so das classe DE. 5% tem acima de 50 anos. Renda Familiar, interesses e posses. 10% recebem at um salrio mnimo. 48% tem interesse em arquitetura e construo. 21% recebem entre 1 e 3 salrios mnimos. 44% esto procurando imvel para compra no momento. 15% recebem entre 3 e 5 salrios mnimos. 67% j possuem imvel prprio. 2% recebem entre 5 e 7 salrios mnimos. 94% moram com a famlia. 3% recebem entre 7 e 10 salrios mnimos. 11% recebem acima de 10 salrios mnimos. Fonte: Ipsos/ EGM Jan/10 a Mar/10